sábado, junho 19, 2021

Saab Naval

EsqdHA-1 recebe dois helicópteros AH-11B ‘Wild Lynx’

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Aeronave AH-11B (N-4001) no Hangar do EsqdHA-1
Aeronave AH-11B (N-4001) no Hangar do EsqdHA-1

O 1º Esquadrão de Helicópteros de Esclarecimento e Ataque recebeu, em 22 de janeiro, os dois primeiros helicópteros “Wild Lynx”, designados de AH-11B na Marinha do Brasil. A partir deste momento, será iniciada a fase de montagem e aceitação final das aeronaves, dando prosseguimento a mais uma etapa do contrato com a empresa “Leonardo Marconi Westland” para modernização de oito AH-11A.

Entre os diversos sistemas modernizados, destacam-se a instalação de novos motores CTS-800-4N, Glass Cockpit compatível com Night Vision Goggles, novo sistema tático e de navegação, sistema de autodefesa que inclui lançadores de chaff e flare e novo equipamento MAGE-RWR, os quais possibilitarão um grande salto tecnológico e de conhecimento ao EsqdHA-1.

Após a transferência para o Setor Operativo da Marinha, as duas aeronaves iniciarão o processo de transição dos pilotos, fiéis e mecânicos do EsqdHA-1, os quais necessitarão se qualificar no novo modelo tornando-se aptos para cumprir as diversas missões desta Organização Militar como parte componente do sistema de armas dos Navios de Superfície da Esquadra.

"Glass Cockpit" das aeronaves modernizadas AH-11B
“Glass Cockpit” das aeronaves modernizadas AH-11B

FONTE: Marinha do Brasil

- Advertisement -

23 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
23 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Leandro Costa

Excelente notícia!

edcarlosprudente

Além dessas oito células existem outras capazes de receber essa modernização, pois é uma aeronave impressionante e necessária para as futuras escoltas.

Saudações

Foxtrot

Ficou Show.
Não sei se procede, mas caso haja seria interessante MB adquirir mais algumas células deste equipamento e implantar a mesma modernização nessas novas células.
Ainda vejo a enorme necessidade de um pacote de sistemas de armas e EW nacional para emprego nas aeronaves das FAA,s.
Quem sabe uma versão aérea do MAGE Defensor etc.

Top Gan Sea

Lembrando que a Royal Navy possui um lote a venda mas infelizmente o novo comandante não gosta de compras de oportunidade.

Vicente Roberto De Luca

Inicio de gestão! Vamos aguardar as necessidades se sobrepujarem ao $$$.

cwb

helicóptero novo ou modernizado combina com navio novo….
esperamos boas novas nessa área também.
mesmo assim bravo zulu para a marinha e seus tripulantes.
já está definido os armamentos para guarnecer a aeronave?
abraço a todos!

Tomcat4.0

Ficou filé, helicóptero pra mais uns 25 anos de uso!!!

TeoB

Muito bom! com certeza é um salto de qualidade!
Espero que no futuro sejam adquiridos alguns Lynx Wildcat para os escoltas, alguns seahawk alem e alguns de meios de ataque para o Alântico já que parece que vai ser diminuída a compra dos super cougar…

Adriano Luchiari

Eu não acredito que virão Wildcats, os AH-11B servirão bem como aeronave orgânica de escoltas por um bom tempo. E as novas escoltas que certamente virão terão convoo e hangar dimensionados para comportar os Seahawks também.

Paulo costa

Todos os Lynx deveriam passar por esse processo de modernização e também a MB podia tentar comprar mais alguns para quando as novas corvetas e fragatas chegarem

Celso

todos nao, somente 8

Paulo costa

Todos os Lynx deveriam passar por esse processo de modernização e também a MB podia tentar comprar mais alguns para quando as novas corvetas e fragatas chegarem

Adriano Luchiari

Consta que a MB destinou as melhores células, e da versão mais recente para a modernização. Ficarão de fora os de uma versão anterior que foram atualizadas para o padrão “A” há alguns anos.

Flanker

Adriano, um breve resumo: – Os primeiros Lynx da MB foram recebidos em 1978. Foram 9 células novas de fábrica, denominadas SAH-11 e matriculadas do número N-3020 ao N-3028; – Em 1994, restavam 5 dessas células em operação (N-3021, N-3023, N-3025, N-3026 e N-3027). Foi decidida a aquisição de mais 9 células, essas da versão Super Lynx, novas de fábrica. Ao mesmo tempo e, no mesmo contrato, foi contratada a modernização das 5 células originais do Lynx, igualando-as aos 9 Super Lynx novos. As células novas receberam as matrículas N-4001 a N-4009 e as células modernizadas foram rematriculadas como N-4010… Read more »

Adriano Luchiari

Obrigado Flanker!

Dalton

Adriano ou mais alguém interessado… . do primeiro lote de 9 aeronaves adquiridos em 1978, 4 foram perdidas em acidentes e as cinco restantes foram modernizadas no padrão “Super” em meados da década de 1990 e dessas 5, 2 foram selecionadas agora para nova modernização. . Do segundo lote de 9 aeronaves adquiridos na década de 1990, 2 foram perdidos em acidentes e um não valia a pena modernizar, porém os 6 remanescentes foram selecionados para modernização. . Então se tem 2 aeronaves do primeiro lote e todas as 6 sobreviventes do segundo lote totalizando os 8 que são alvo… Read more »

Adriano Luchiari

Obrigado Dalton!

Agnelo

Excelente!!! Parabéns, Marinha do Brasil!!!

Ricardo Bigliazzi

Muito bom!!

Wellington

Houve apenas atualização dos sistemas eletrônicos? Ou houve revitalização da célula tmbm?

Juarez

Para colocar o novo motor no berço aonde ficava o antigo e me exsario reforçar toda a estrutura, inclusive a que fixa a transmissão e o mastro do hélices. Caso contrário teríamos uma nova Kombi no inventários.
Ficou muito bom e foi bem gerenciado. Vão ser eles e os SH que vão carregar o piano por um booooom tempo.

Luiz Trindade

Show de bola. O esquadrão HA-1 merece ter esses tipos de aeronaves. Perdemos um NaeL para ganharmos helicópteros excepcionais de ataque. Nem tudo tá perdido.

Elton

Excelentes helicópteros da MB e o atrito , perdas operacionais que tiveram ao longo dos anos revela a sua importância para a esquadra e o ambiente inóspito que suas tripulações enfrentam quando em suas missões embarcadas.

- Publicidade -

Reportagens especiais

Visita ao USS ‘Nitze’ durante a UNITAS 52

Estivemos no dia 28 de abril a bordo do destróier americano USS Nitze da classe "Arleigh Burke" Flight IIA,...
- Advertisement -