Home Marinha do Brasil Diretor Geral do Pessoal da Marinha será o novo chefe do Estado-Maior...

Diretor Geral do Pessoal da Marinha será o novo chefe do Estado-Maior da Armada

14201
33
almirante de esquadra Celso Luiz Nazareth
Almirante de esquadra Celso Luiz Nazareth

Por Roberto Lopes
Especial para o Poder Naval

O almirante de esquadra Celso Luiz Nazareth, atual diretor-geral do Pessoal da Marinha, será, ainda neste primeiro semestre, o novo chefe do Estado-Maior da Armada (EMA).

Ele substituirá o também almirante de esquadra Liseo Zampronio, que assumiu o EMA a 4 de janeiro e deixará o cargo precocemente (entre o fim de maio e o começo de junho), a fim de ocupar uma vaga de representante militar brasileiro junto à Organização das Nações Unidas.

O Almirante Liseo substituiu o almirante de esquadra Ilques Barbosa Junior, que, cinco dias mais tarde – a 9 de janeiro –, assumiu o cargo de Comandante da Marinha.

O Estado-Maior da Armada é o Órgão de Direção Geral da Marinha e tem o propósito de assessorar o Comandante da Força, além de contribuir com o Conselho Militar de Defesa e com o Conselho de Defesa Nacional.

Dentro da Marinha o EMA cuida da área estratégica. Além disso, ele supervisiona o trabalho de diferentes comitês técnicos da Força, coordena Órgãos de Direção Setorial, trata de temas marítimos e, especialmente, dos assuntos ligados diretamente à Autoridade Marítima, exercida pelo Comandante da Marinha.

Almirante de Esquadra Liseo Zampronio
Almirante de Esquadra Liseo Zampronio

“Empreendedor” – Ex-chefe de Gabinete do ex-Comandante da Marinha, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira (e por ele muito estimado), Nazareth é definido por seus pares como “um oficial empreendedor”, que se desincumbiu bastante bem das suas tarefas na diretoria do Pessoal.

No Estado-Maior ele terá como prioridade um, neste primeiro semestre, a elaboração do Plano Plurianual Orçamentário, impactado pelas providências inerentes aos compromissos com o estaleiro vencedor do Programa de Corvetas da Classe Tamandaré.

O almirante Ilques pretende assinar o contrato de fabricação das corvetas a 13 de dezembro próximo, data comemorativa do Dia do Marinheiro.

Outro item a ser incluído no Plano Plurianual diz respeito ao cronograma de aquisição de planos para a construção do novo navio polar da Marinha.

Entre as demais tarefas do EMA nesta metade inicial de 2019 estarão (a) os estudos de viabilização dos recursos necessários à importação de dois navios varredores suecos de 2ª mão (230 milhões de dólares), (b) o monitoramento do desgaste dos navios dos esquadrões de Escolta e de Apoio – visando a eventual necessidade de recomendar a baixa (ou a revitalização) de uma ou outra embarcação –, e (c) a garantia da aplicação de recursos no acabamento do submarino Riachuelo e no prosseguimento das obras da unidade que irá segui-lo: o Humaitá.

Promoção – Para a diretoria-geral do Pessoal, sediada no Rio de Janeiro, irá o atual vice-almirante Renato Rodrigues de Aguiar Freire, que já serve na área do Pessoal, como diretor de Pessoal Militar da Marinha.

Considerado um dos oficiais mais cultos da cúpula da Força, sua nomeação implica dizer que ele receberá a quarta estrela, de almirante de esquadra.

Aguiar Freire foi diretor de Ensino da Marinha e comandante do 3º Distrito Naval, sediado em Natal (RN).

Outra movimentação importante na cúpula da Força será a do vice-almirante José Augusto Vieira da Cunha de Menezes, que, sem sair do Rio, trocará o Comando do 1º Distrito Naval pelo Comando-em-chefe da Esquadra.

A 24 de abril próximo, o vice-almirante Flavio Augusto Viana da Rocha assumirá a chefia do 1º Distrito, em substituição a Cunha de Menezes.

Depois de dirigir o Centro de Comunicação Social da Marinha durante boa parte da gestão Leal Ferreira, o almirante Rocha, tendo sido promovido a oficial-general de três estrelas, foi escolhido para chefiar o Gabinete de Leal Ferreira – e acabou mantido no cargo durante este início da gestão Ilques Barbosa.

Agora Rocha irá passar suas funções para o contra-almirante Eduardo Machado Vazquez, ex-comandante da Força-Tarefa Marítima da Força Interina de Paz das Nações Unidas no Líbano (FTM-UNIFIL), que foi escolhido para chefiar o Gabinete do almirante Ilques.

Subscribe
Notify of
guest
33 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Maus
Maus
1 ano atrás

Vocês não tiveram acesso ao BAFO das Tamandarés?

filipe
filipe
Reply to  Maus
1 ano atrás

Deu Sigma amigo…

Maus
Maus
Reply to  filipe
1 ano atrás

A decisão só será tomada dia 22.

Paulo Costa
Paulo Costa
Reply to  Maus
1 ano atrás

que vença a melhor proposta (menor preço) e possamos passar logo para os navios patrulhas para tentar melhorar as capacidades da força.

Acho que a Sigma deve ser a escolhida …

Paulo Costa
Paulo Costa
1 ano atrás

‘O almirante Ilques pretende assinar o contrato de fabricação das corvetas a 13 de dezembro próximo, data comemorativa do Dia do Marinheiro’ Ou seja, as corvetas so terão iniciadas sua construção no 2º semestre de 2020 para dar tempo superar toda papelada e burrocracia da MB e claro que alguns vao dizer que esses prazos sao normais ja que esse processo todo praticamente começou ha 3 anos, mas na minha opinião essa lentidão demonstra ineficiência. mudando de assunto, tomara que esse ano a marinha finalmente entenda a necessidade de se criar a 2ª frota la na região norte/nordeste e bem… Read more »

Vovozao
Vovozao
Reply to  Paulo Costa
1 ano atrás

10/03/19 – domingo – btarde, Paulo Costa, acho maravilhoso os seus pleitos, porém, partindo da não disponibilidade de meios navais, para que criar 2/ frota, só para dar comando para mais almtes. Não temos meios navais, o Almte Ilques deixou claro que não faria compra de oportunidades, e, pela postagem eles vão continuar com as sucatas (fragatas) no inventário do para constar, na sexta-feira, ao passar pela base do mocangue, tinham 4 fragatas lá, + 2 fazendo percurso Brasil/Líbano, são 6 as outras 2 devem estar focadas no Arsenal, então com exceção das 2 em trânsito não temos mais nada… Read more »

Netinho
Netinho
Reply to  Vovozao
1 ano atrás

SAAB nada…mas gosta de um palpite…

Paulo Costa
Paulo Costa
Reply to  Vovozao
1 ano atrás

E te pergunto, a compra este ano de dois navios varredores suecos de 2ª mão nao é uma compra de oportunidade ? De fato, O almirante Ilques disse nao haver compras de oportunidades esse ano, mas nao disse nada dos próximos 3 anos de governo ou disse ? A marinha esta fazendo vistorias e analise estrutural nas fragatas niterói e possivelmente 4 delas serão revitalizadas ou modernizadas para estender vida util ate 2030 e a ct barroso sera modernizada. A falta de escoltas nao é impeditivo para criação 2ª frota porque temos outros tipos de navios para operar nela, alem… Read more »

Armando Eisele
Reply to  Vovozao
1 ano atrás

Exatamente, concordo com você. Militar sem armas é tão inútil, quanto uma arma sem o militar. As vezes torço por uma guerra…quero ver esses reluzentes almirantes ….chamado os recrutas para a morte.

Armando Eisele
Reply to  Vovozao
1 ano atrás

Que falta de responsabilidade 12 anos para ter 4 navios…isso não vale nada, ao Brasil. Melhor para o pais é demitir 50.000 desses inúteis militares. Pois militar sem arma, não serve ao pais, mas se serve do pais.

Esteves
Esteves
Reply to  Paulo Costa
1 ano atrás

Se…se…os 2 bilhões ainda estiverem na Emgeprom, dá pra contratar 1 Tamandaré considerando o preço médio de 400 milhões de dólares. Ou assinar um longo contrato de financiamento com a bênção do Bolsonaro.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 ano atrás

Então, é ele o homem responsável pelas Tamandarés?
Desejo boa sorte a ele.

Sincero
Sincero
1 ano atrás

Marinha e as FFAAs precisam urgentemente de armamentos, cadê o patriotismo dos nossos militares, juízes, políticos em abrir mão das suas vultosas aposentadorias para investir o erário na segurança nacional?

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Sincero
1 ano atrás

O patriotismo deles está no bolso na forma de grandes salários e benefícios extras,alguns em forma de auxilio livro para eles,oque é vergonhoso,um pobre juiz precisar de grana para tal e na forma de auxilio-educação para seus filhos…

Esse sim é o grande patriotismo de carteira.

Sincero
Sincero
Reply to  Adriano Madureira
1 ano atrás

O Brasil é vergonhoso.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Sincero
1 ano atrás

bom se o Bolsonaro fizer passar a reforma da Previdência parte da sua preocupação está sanada

Esteves
Esteves
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

A reforma da Previdência não extingue privilégios como auxílio moradia para juízes e bolsa escola para outros cargos públicos.
Metade do buraco da Previdência = sonegação. 50% do passivo é calote das empresas que fecharam e das que continuam.
A outra metade do buraco é o socorro que a Previdência dá aos Fundos de Pensão e aos Estatutarios que não se sustentam.

A reforma irá alongar a angústia. Somente.

Sincero
Sincero
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Ou seja, a Dona Maria com sua aposentadoria de R$ 998,00 lesa mais a pátria do que os R$ 30.000,00 dos juízes.

Armando Eisele
Reply to  Sincero
1 ano atrás

Brasil é a ultima prioridade dessa gente…interesses pessoais acima de tudo e todos.

Roberto Santos
Roberto Santos
1 ano atrás

Um dá lugar pro outro, que assume o lugar do outro que vai pra o lugar do outro, a mamata têm nome e sobrenome. Navio que é bom esse povo não comanda, até porque não há navio, Almirantes de terra.

Paulo Costa
Paulo Costa
Reply to  Roberto Santos
1 ano atrás

clube fechado de amigos de almirantes de escritórios medíocres com pensamentos igualmente medíocres que nunca vao ao mar e devem ate enjoar na travessia de barca kkk

Armando Eisele
Reply to  Roberto Santos
1 ano atrás

Pior é ver almirantes mais barrigudos que o sargento Garcia do zorro…kkkkkkkk Socorro general Patton !

Flanker
Flanker
1 ano atrás

O chefe de gabinete do Comandante da MB é um Almirante de 3 estrelas?? Para chefiar um gabinete precisa ser um almirante? Não pode ser um oficial como um Capitão-de-Fragata ou Capitâo-de Mar-e-Guerra? Isso explica muita coisa…..
Acho que todos aqui nesse espaço da Trilogia tem grande apreço por nossos militares e pelas nossas Forças Armadas, mas são informações como essa que me deixam impressionado e reforçam a ideia de que temos muitos oficiais generais…..mas, esse sou eu….minha opinião!

Elton
Elton
Reply to  Flanker
1 ano atrás

Do jeito que as coisas estão caminhando vai ter almirante comandando até barco patrulha no Rio Amazonas e fila de marinheiro para ser tripulante de lancha.

Paulo Costa
Paulo Costa
Reply to  Flanker
1 ano atrás

concordo com tudo que voce falou, realmente ta inchada as nossas 03 forças e por isso ta essa bagunça de comandos, para acomodar todo mundo.

O maduro ta com 02 mil generais promovidos como suborno, tipo um cala boca e permanecer no poder.

Mauro Neves
Mauro Neves
Reply to  Paulo Costa
1 ano atrás

Existem OM que tem mais Almte e CMG do que MNs.

Esteves
Esteves
1 ano atrás

Pois é. Estudos para vibializacao. Monitoramentos dos desgastes. Garantia de aplicação dos recursos. São tarefas burocráticas, administrativas, cartoriais e de mesa. São protelatórias, redundantes e postergaticias. São obesas também apesar da farda assentar muito bem. Fotos boas para publicar e pendurar. Criticar a MB e a Defesa é tranquilo. Não há resultado. Não existe cumprimento de tarefas nem dos planos. Apresenta plano, programa ou projeto. Volta com a pasta debaixo do braço e engaveta. Na próxima visita ao próximo ministro desengaveta, atualiza e muda o título. E segue a vida contando com o não. Porque o sim é o que… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
1 ano atrás

Tô vendo nos comentários uma insatisfação grande com as FA no quesito tropa, é muito grande pra pouco material e ou meios, eu concordo, a FAB foi a única que fechou base, diminuiu o número, tentou ser mais produtiva, mesmo assim ainda é grande, mas MB e EB são gigantes, mas gente que o necessário, o que tem de oficial na ativa e na reserva é gigante, espero que isso mude o quanto antes, pq assim não importa o quanto de dinheiro se joga na defesa pq ele vira soldo e não defesa e segurança para o país.

Esteves
Esteves
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

76% de 80% do gasto com defesa é gente. 2/3 da despesa com defesa no Brasil é gente. Isso vai ao contrário de países modernos como a China que está avançando na construção e na montagem de meios e diminuindo a dependência de gente.

Silva
1 ano atrás

Bons ventos ao Alte. Nazareth

Sincero
Sincero
1 ano atrás

FORA DO TÓPICO.
Alguém tem informações sobre a construção de um navio quebra gelo pra MB substituindo o Ary Rongel?

Souto.
Souto.
Reply to  Sincero
1 ano atrás

Pessoal alguma informaçao sobre a volta da F41 fragata Defensora?

Vicente Aguiar
Vicente Aguiar
11 meses atrás

Viva a nossa gloriosa Marinha do Brasil, que está sempre atenta aos interesses nacionais.