Home Aviação Naval Caças Super Étendard Modernisé seguem para a Argentina

Caças Super Étendard Modernisé seguem para a Argentina

14889
58
Um dos jatos Super Étendard Modernisé seguindo de caminhão até o embarque no navio

Embarcaram ontem na França as 5 aeronaves Super Étendard Modernisé (SEM), junto milhares de peças de reposição, bancos de testes e um simulador usado pela Marinha Francesa para treinar seus pilotos.

Todo o material saiu hoje a bordo do navio Lily Auerbach direto para o Porto de Bahía Blanca.

Em 15 de maio de 2018 o governo argentino aprovou um pagamento de US$ 12,55 milhões ao Tesouro francês pela compra dos cincos aviões.

Os 5 (cinco) jatos Dassault Super Étendard Modernisé que serão incorporados à Aviação Naval, carregaram os números 1, 31, 41, 44 e 51 durante o serviço com a Aviação Naval Francesa (Aeronavale).

Fabricado a partir de 1981, o Super Étendard serviu na Argentina, França e brevemente no Iraque entre 1983 e 1985. A República Argentina incorporou 14 desses aviões, e perdeu 3 em acidentes operacionais. A Aviação Naval da Marinha Francesa operou 71 Super Étendard até Julho de 2016, deixando a Armada Argentina como a última do mundo a operar esta aeronave.

A França usou uma versão atualizada chamada Super Étendard Modernisé (SEM), com melhorias significativas em equipamentos eletrônicos, de navegação, ataque e comunicações.

Assim que começou a desativar gradualmente o avião, a Armada Argentina mostrou interesse em peças e suprimentos disponíveis, bem como o possível uso de equipamentos modernizados para converter as aeronaves argentinas, que têm muito menos desgaste do que as francesas.

Cockpit do Super Étendard Modernisé (SEM)

58
Deixe um comentário

avatar
29 Comment threads
29 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
42 Comment authors
CaioNavy JackFlankerParabellumDalton Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Vovozao
Visitante
Vovozao

18/04/19 – quinta-feira, bnoite, com as peças de reposição que estão vindo junto, os Argentinos conseguiram tornar operacional os outros 11 que encontram-se inoperantes????

2Hard4U
Visitante
2Hard4U

Creio que não, pois o baixo valor envolvido na transação deve cobrir apenas as peças de reposição e demais itens mencionados na matéria e que devem estar relacionadas aos 5 aviões.

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Talvez, depende da quantidade de peças de reposição dessa venda/doação entre os 2 governos, podendo a argentina ter conseguido ate o ultimo parafuso bom guardado kkk

Blind Mans Bluff
Visitante
Blind Mans Bluff

Talvez nao os 11, mas canibalizando numa taxa razoavel de 3 ou 4:1 deve salvar mais uns 2 ou 3. O importante no entanto eh saber se tem exocets suficientes para todos os avioes.

Luis Marcello
Visitante

Nem eles acreditam nesta possibilidade , são células com poucas horas mais de voo , as peças sobressalentes devem ser específicas para este modelo “modernizados” enfim uma confusão só ! Alguns devem ter se benificiado nesta “compra” como sempre !

teropode
Visitante

A nação Argentina e seus valorosos caçadores navais .

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Não sei se eles conseguiram ou não. Só o futuro dirá e não estou à fim de dar uma voltinha ao redor do sol hoje.

Tallguiese
Visitante
Tallguiese

Tomara que eles consigam as peças para fazer os seus super etendard voarem também além dos modernizados. Uma pena que nossos M-2000 Não servem mais nem pra eles.

ghutoz
Visitante
ghutoz

tomara é que fique groundeados eternamente….

Marcos Cooper
Visitante
Marcos Cooper

Tomara que nunca mais tenham uma aviação naval.

cesar silva
Visitante

teria sido uma boa o minas gerais tivesse operado eles lá nos anos 80

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Você esta sugerindo no conflito das Falklands???

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Acredito que ele esteja se referindo à utilização do Super Étendard pelo Brasil no Mingão e não ao envolvimento Brasileiro no conflito.

Madmax
Visitante
Madmax

Tá osso pra argentina.

Fernando Turatti
Visitante

A marinha deles literalmente vai ser uma força aérea melhor que a força aérea Argentina…

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Fernando. Bem observado. O mais irônico é que a reunião do G20 em Buenos Aires, que teria sido a justificativa da aquisição, ocorreu ano passado.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

E salvo engano, a Força Aérea Argentina está brigando para se apoderar dessas aeronaves.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Leandro. Acho a FAA queria os caças exatamente para fazer a defesa aérea do G20

Heu
Visitante
Heu

Até que saiu barato.

Fábio
Visitante
Fábio

Melhor pingar do que secar!

Felipe
Visitante
Felipe

É o Fox Mcloud?

Fábio
Visitante
Fábio

Sim! Star Fox foi o primeiro jogo que me fez gostar de aviação, mesmo sendo de nave espacial, Star Fox e Sonic Wings!

Airacobra
Visitante
Airacobra

Essas fotos deles empacotados e peiados no convés do navio lembra muito a imagem dos Harrier e Sea Harrier no convés do Atlantic Conveyor a caminho do Atlântico Sul para posteriormente embarcar no Hermes e Invincible.

Fligth_Falcon
Visitante
Fligth_Falcon

Um alento para eles.

Luis Marcello
Visitante

Agora sim os argies vão decolar novamente ! kkk

Bardini
Visitante
Bardini

Pra quem reclama dos Skyhawk modernizados, eles bem superiores a esses SEM…

Dodo
Visitante
Dodo

Ia falar isso agora, olha só a cabine “modernizada” dos SEM

Bardini
Visitante
Bardini

Foi modernizado a muitos anos, em diferentes “Standard”.
.
Se esses aí são Standard 5, podem ser equipados com POD Damocles e E-Paveway…
.
E o que tem a cabine?
Um monte de “reloginho”?
.
Esses SEM são superiores aos SE dos Argentinos.

Dodo
Visitante
Dodo

De fato que são, porém se isso é considerado um “avanço” para eles, então é porque os Hermanos realmente estao mal

Celsius
Visitante
Celsius

Era pra ser pelo menos 10 Super Etendard .

Celsius
Visitante
Celsius

Era pra ser pelo menos 10 aeronaves.

Antonio Palhares
Visitante
Antonio Palhares

Pilotados por Argentinos, estes aviões fizeram historia na guerra das Malvinas.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

E os dentes ?

Gilson
Visitante
Gilson

Super Éntendard Modernisé, é embarcado para a Argentina, pra mim de modernização não tem nada. Se for olhar aquele cockpit da foto mais o vídeo do avião, cara, não tem nada a ver com avião modernizado compraram mesmo só pra não ficar sem nada. Até os nossos skaihawk da marinha são mais modernos que esses aviões da Argentina, vai demorar muito mais muito tempo mesmo para que a Argentina volte ter forças armadas modernas.

teropode
Visitante

Vc avalia modernizacao pela aparencia do cockpit ? hummm 🤔🤔🤔, entao os Tornados , Su27, F15C , Gripen cd e os F16 de Israel sao tudo lixo .

Jardel
Visitante
Jardel

No vídeo, na parte final, quando mostram os pousos no Charles de Gaulle, as mesmas quase que são quedas, a frente dos caças quase tocam o convoo.

CB Vicente
Visitante
CB Vicente

Uronic mod ON :Meu Deus como e moderno com esse cockpit de última geração 😱 uma aeronave afrente do seu tempo, oque é um Gripen perto dessa maravilha da aviação militar 😱😱😱😱

teropode
Visitante

Vídeo fantástico, músicas divinas , caça fenomenal , os Argentinos fizeram uma ÓTIMA aquisição e espero que tenha Exocet de sobra , poderiam dar um destino semelhante a este aos nossos AMX , a FAB que como sardinha e arrota caviar , pelo jeito vai deixa-lo apodrecer .

Renato
Visitante
Renato

Fizeram melhor que a MB: gastaram pouco.

A MB come mortadela e fica arrotando caviar…

Tutu
Visitante

Gastaram pouco e compraram lixo

teropode
Visitante

Lixo ? kkklklk, cara a dupla Etendard Exocet esteve entre os meios antinavios mais mortais , entre 1978 e 2000 eram temidos no Teatro europeu e asiático, ehhhhhh macacada a Argentina tem com estes caças o mais temível sistema anti navio da América do Sul e convenhamos já ta de ótimo tamanho .Enquanto isto o Brasil fica só na promessa. Não temos um grupo especializado de ataque, os Argentinos agora terão, fica devendo só na quantidade.

Tutu
Visitante

Pelo o que saiu em blogs argentinos, eles iram mesclar partes dos seus antigos SE com os SEM, então não espere um rendimento igual.
A idéia é pegar os motores e eletrônicos destes SEM, e coloca–los nos SE que eles já tem, aparentemente SE são células pouco rodadas em relação aos SEM.

Marcos Cooper
Visitante
Marcos Cooper

Esteve! Não está mais….

Diego
Visitante
Diego

Ao menos isso …
Triste situação da FAA que perdeu as oportunidades de adquirir os Kfir, F-1 e J-7

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Que fase…

Samuca cobre
Visitante
Samuca cobre

Quem tem um não tem nenhum, quem tem cinco já tem alguma coisa…

teropode
Visitante

Na verdade terão 12 em plena capacidade de uso , estes cinco somados a sete que serao recuperados dos 11 que eles possuem, os franceses liberaram mútuas peças de reposição para manter estes cinco .

Gabriel
Visitante
Gabriel

Os 6 A-4M da Marinha brasileira serão mais eficientes que esses 5 SEM da Marinha da Argentina, devido a modernização recente.
Antes que alguém diga que os SEM “podem” ser armados com exocet e o A-4M não, cabe a observação que a Argentina, salvo nova aquisição, não tem nenhum míssil do tipo atualmente em estoque.

teropode
Visitante

Eles possuem sim , alguns MM-38 e MM-40 , inclusive desenvolvem motores para estes e para um projeto nacional , com o boicote inglês, acredito que possuem alguns operacionais, coisa que manterão em segredo .

Flanker
Visitante
Flanker

MM-38 e MM-40 não podem ser levados pelos Super Etendard. Esse avião leva os AM-39, e não sei se a Argentina possui alguma unidade desse míssil ainda em condições operacionais.

Caio
Visitante
Caio

A Argentina nem tecnologia pra fazer motores pra mísseis tem.

Munhoz
Visitante
Munhoz

É provável que consigam manter entre 8 a 12 aviões operacionais, na FAA é provável que reativem alguns A 4, em torno de uns 14, assim podem manter alguma coisa !

Luiz Floriano Alves
Visitante

Estes S. Etandart possuem sistemas integrados para atacar com Exocet. Isso os torna um vetor naval muito superior aos nossas Skyhaws. A Argentina, agora, volta ter um núcleo de aviação naval a altura de sua história.

Delfim
Visitante
Delfim

Não sei o que o povo acha graça. SE + Exocet ainda é uma combinação temível.
.
Pior é o BR, 37 anos sem interdição naval.
Ah tem o P-3 + Harpoon, mas o P-3 não é um caça com capacidade de combate aéreo, é um patrulha quadrimotor turboélice que aparece nos radares inimigos como o Maracanã.

Dalton
Visitante
Dalton

De minha parte não acho engraçado…é triste que um punhado de velhas aeronaves provavelmente ainda mais reduzidas por uma taxa de disponibilidade baixa, tenham se tornado o expoente do poderio aéreo argentino e embora tenham ainda valor militar não contam com o apoio de dezenas de outros jatos como foi o caso em 1982 nem meios de detecção adequados e isso inclui grandes “quadrimotores” que necessitam localizar os alvos para passar a informação para as aeronaves de ataque. . Apenas como comparativo, em 1978 quando Argentina e Chile quase entraram em guerra, as forças armadas argentinas eclipsavam as chilenas em… Read more »

Parabellum
Visitante
Parabellum

Da série ayudar a su hermano: No esforço argentino para a retomada das Malvinas, Brasil disponibiliza à Argentina um porta-aviões e o Navio de desembarque Matoso Maia. Podem fazer parte do pacote toda a frota de skyhawks incluído aí os reabastecedores.

Flanker
Visitante
Flanker

Pelo que já li em vários locais, a intenção dos argentinos é retirar os sistemas dessas células modernizadas e colocá-los nas células dos SE que eles possuem, que são bem menos voadas e praticamente nunca operaram embarcadas, ao contrário das células vindas da França, que operaram muito embarcadas. Resta saber se eles irão operar apenas com células modernizadas ou se irão mesclá-las com algumas não-modernizadas.

Navy Jack
Visitante
Navy Jack

Agora só falta alguém que ainda vai doar o querosene !!!!