Home Academia Semanas acadêmicas movimentam agosto na Poli-UFRJ

Semanas acadêmicas movimentam agosto na Poli-UFRJ

654
2

O segundo semestre começa com a agenda repleta de atividades extracurriculares na Escola Politécnica da UFRJ (Poli-UFRJ). Entre elas estão as semanas acadêmicas de Engenharia Mecânica, Elétrica, Civil e Ambiental, com programações que incluem palestras, minicursos, visitas técnicas e concursos, entre outras atividades, que ocorrerão durante este mês. A maioria das atividades é gratuita.

Com o tema “Sibila da Realidade”, a Semana de Engenharia Mecânica (SEMEC) traz, de 12 a 16, debates a respeito do meio ambiente, diversidade e inclusão, o papel da mulher na Engenharia e transporte do futuro. Já a Semana da Engenharia Elétrica (SENEL) aborda, de 19 a 23, o tema “A energia que moverá o Brasil”, com debate sobre como ficará no futuro a matriz energética no país, principalmente com a crescente popularização de fontes de energias alternativas, como a solar e eólica.

Também de 19 a 23, a XIV Semana da Engenharia Civil apresenta o tema “A engenharia brasileira está preparada para desafios?” e oferece oportunidade aos alunos de contato também com empresas que atuam no mercado há bastante tempo. Na última semana do mês, de 27 a 30, acontece a 14ª edição da Ambientável, que propõe debate sobre os problemas ambientais e soluções criativas para o setor, intitulado “Fome de mudança: alimentando o ciclo de um Brasil Sustentável”.

Confira abaixo a agenda e onde obter mais informações sobre cada semana acadêmica.

Semana de Engenharia Mecânica (SEMEC)

Semana da Engenharia Elétrica (SENEL)

XIV Semana da Engenharia Civil

XIV UFRJ AMBIENTÁVEL

DIVULGAÇÃO: Pacto Comunicação

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jõao Boran
Jõao Boran
11 meses atrás

A EMGEPRON vai acabar? Muita gente sendo demitida. Por que essas pessoas não estão sendo aproveitadas no projeto da construção da Tamandaré?

Camargoer
Camargoer
Reply to  Jõao Boran
11 meses atrás

Caro João. Segundo o Min.Guedes, o que não for privatizado vai ser fechado. Pode colocar na conta do Papa.