Home Asa fixa Versão chinesa do E-2 Hawkeye terá variantes COD e ASW

Versão chinesa do E-2 Hawkeye terá variantes COD e ASW

4655
59
Concepção do KJ-600. A similaridade com o E-2 Hawkeye não é mera coincidência

Em 2017 a China anunciou que estava desenvolvendo um avião embarcado de alerta aéreo e controle (AEW&C), o KJ-600, destinado a operar no futuro porta-aviões chinês do tipo CATOBAR (Catapult Assisted Take-Off But Arrested Recovery), conhecido como Type 002.

O avião se assemelha ao E-2 Hawkeye da Northrop Grumman, que opera desde a década de 1960. O KJ-600 seria equipado com um avançado radar de varredura eletrônica ativa (AESA – Active Electronic Scanned Array) com tecnologias do radar terrestre chinês JY-26.

O KJ-600 deverá ser usado no terceiro porta-aviões da China em construção em e será compatível com seu sistema avançado de lançamento eletromagnético (EMALS).

A aeronave de alerta aéreo antecipado de asa fixa embarcada será necessária à ala aérea dos futuros porta-aviões chineses para realizar de forma independente operações aéreas de alta intensidade em mares distantes. Atualmente, os helicópteros de alerta aéreo usados ​​pelo Liaoning têm problemas de curta autonomia, baixa altitude de voo e curto alcance de detecção.

Veja abaixo as impressões artísticas mais recentes do KJ-600 (também conhecido como KH-600) em comparação com o JZY-01 usado como base. Também são mostradas uma variante dedicada de COD (Carrier Onboard Delivery) e ASW (Antissubmarino) do KJ-600.

A réplica do KJ-600 junto à do J-15 “porta-aviões de concreto” da China, que funciona em terra para estudos e treinamento
A réplica do KJ-600 junto à do caça J-15 no “porta-aviões de concreto” da China, que funciona em terra para estudos e treinamento

59
Deixe um comentário

avatar
20 Comment threads
39 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
39 Comment authors
Leonardo Costa da FonteWilson JuniorRogerioEnesTiago Silva Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Salim
Visitante
Salim

Só falta copiar o nome também, acredito que a China poderia ser mais criativa, copiar aeronave base da década de 60 depõe contra sua possível capacitação técnica. Ate momento equipamentos ( copia ) chinesas são incógnita, só teremos algum subsidio discutível apos uso real dos mesmos.

Ironcop
Visitante

A China vem desenvolvendo e copiando muitas tecnologias, como é um país fechado, acho quase impossível eles revelarem as reais capacidades de seus equipamentos, só teremos a ‘prova dos 9’ quando eles utilizarem em um combate real.

Dalton
Visitante
Dalton

Salim…
.
o “Hawkeye” evoluiu, mesmo externamente parecendo o mesmo da década de 1960. Hoje a US Navy utiliza na maioria dos esquadrões o E-2C/ 2K e já
há 3 esquadrões de linha de frente operando o ainda mais capaz E-2D, nos NAes USS Harry Truman, Abraham Lincoln e Ronald Reagan e um quarto esquadrão em breve também receberá o E-2D.
.
Talvez a versão chinesa não seja tão avançada quanto a versão “D” americana, mas, sem dúvida dará aos futuros NAes chineses uma capacidade invejável de alerta aéreo antecipado.
.
abs

Salim
Visitante
Salim

Caro Dalton, inegável a qualidade do E2 atualizado. O que leva minha duvida e a copia pura e simples, parece um mockup voador, levando a comparar as copias de baixa qualidade de outros produtos made in China. Poderiam ter mostrado um pouco de tecnologia aeronáutica, como exemplo temos o kc390 x C130 . Fico com pe atrás em relação aos equipamentos chineses, só acreditando na real capacidade após batismo em fogo dos mesmos.

Dalton
Visitante
Dalton

Penso Salim que em se tratando de uma aeronave de alerta aéreo antecipado operando a bordo de NAe, não dê para ser muito diferente do que um “Hawkeye” é inclusive adotando também a propulsão turbo hélice que é mais adequada quando se quer uma aeronave no ar por mais tempo.

Tiago Silva
Visitante
Tiago Silva

Caro Salim. Até mesmo para “copiar” é preciso uma grande competência porque são um conjunto de tarefas complexas. A China é conhecida por suas investidas neste campo e mostra que faz e não liga para as opiniões dos outros, sim suas aeronaves levantam dúvidas quanto ao desempenho e tudo mais só que ao mesmo tempo me vem uma questão. Nenhuma nação em sã consciência colocaria tamanha quantidade de meios apenas para fazer número algo de interesso caso do ante deve ter e no caso do KJ-600 dou o direito da dúvida, a aparência externa com o E-2 é mais do… Read more »

kemen
Visitante
kemen

O AN-APY9 é um AESA introduzido na versão E-2D, os chineses já virão com AESA, mas precisam de um novo porta aviões com catapulta, vai demorar um pouco, USA 2×1 China.

Kemen
Visitante
Kemen

Os E-2D tem AESA = 1 ponto
Os e-2D já estão em porta aviões = 1 ponto
Os KJ-600 tem AESA = 1 ponto
Os KJ-600 não tem porta aviões disponíveis de catapulta = 0 ponto

Antonio Renato Arantes Cançado
Visitante
Antonio Renato Arantes Cançado

Hawkeye xingling…

willhorv
Visitante
willhorv

Mas….simplesmente estão copiando o melhor!
E ainda de quebra, serão 3 versões para suprir a esquadra..minimizando custos.
Aliado a isso, vc coloca caças de 4°, 4°1/2 e 5° gerações nos esquadrões, escoltas transbordando dos lados, uma defesa com mísseis que parecem estar bem eficientes, e pronto….temos uma marinha de respeito!!
E não serão apenas uma frota. Parece que serão 4 modernas frotas.
Estão fazendo o dever de casa com louvor!

Sincero Brasileiro da Silva
Visitante
Sincero Brasileiro da Silva

Queria que o Brasil tivesse pelo menos 5% da capacidade que os chineses tem de copiar, talvez assim teríamos uma Forças Armadas de qualidade…

Rudi -* PY3TO
Visitante
Rudi -* PY3TO

Tai uma ideia para nossa Marinha, fazer um Porta aviões de concreto…podemos ter réplicas de F-14 , F-18 , F-35 etc…

Sincero Brasileiro da Silva
Visitante
Sincero Brasileiro da Silva

O que não faltará é concreto, pois nós temos a Odebrecht…

Renan
Visitante
Renan

Colocar os fiscais das obras do tempo do Maluf, para contar os caminhões
Será muito concreto

Mauricio R.
Visitante

O mock-up do Yak-44, ainda fazendo escola.

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Espero viver até o dia em que possa ver uma matéria em que o avião ocidental é cópia de uma Avião Chines.

Obs.: Terei que Viver por muito, mas muito mesmo tempo.

Eduardo dos Anjos
Visitante

Geralmente a grande maioria diz que a China copia e tudo mais, porém a grande verdade é que há muito tempo a rede de espionagem dos EUA e antiga URSS travavam verdadeiras guerras secretas onde roubavam projetos um dos outros, há diversos exemplos onde era visível que um copiava do outro, ou seja, o que a China esta fazendo, os EUA e Russia já tem pós-doutorado… e continuam com a espionagem a todo vapor…

No mundo não tem essa de “pais amiguinho”, é cada um por si e isso vai ficar evidente nas próximas décadas…

Guilherme santos
Visitante
Guilherme santos

Só o brasil ainda acha que os EUA são nossos amiguinhos e infelizmente muitos desse blog ainda tem esse pensamento.

Eduardo dos Anjos
Visitante

A grande questão meu caro, não é escolher um lado, mas ficar neutro e agir de forma diplomática sem misturar negócios com ideologias, visando apenas o bem da nação, além disso, fazer a lição de casa e incluir meios de dissuasão para inibir qualquer nação de cogitar uma ação militar contra nós no futuro…

Chen
Visitante
Chen

O alinhamento por valores religião ou ideologia é natural. Mas burrice é achar que seus pseudo aliados querem seu bem. Não vi o que o Brasil ganhou dos EUA e Europa nesses anos todos de alinhamento político.

Rafael Coimbra
Visitante
Rafael Coimbra

Não ganhou nada se alinhando com o ocidente? Só de você ter o direito de falar esse tipo de asneira, ter comida na mesa, internet livre, tv personalizada, opções de telefonia… já responderiam sua pergunta… O Cara usa Nike, tem um Ford, fala em um iphone, come Mec, vai ver Top Gun… e fica se perguntando o que ganhou com o alinhamento brasileiro…. Não vou nem rir, é doença…

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Quem tem um Ford só pode ter problemas mentais. Pense numa marca podre.

teropode
Visitante

Certamente ele não se refere ao Ford produzido para o povão .

Enes
Visitante
Enes

Olha o nome do cara, (Chen).

Rogerio
Visitante
Rogerio

Olha o nome do cara, (Enes), nome de racismo e imbecil, um fake.. Não sei ainda não for bloqueado esse tal ENES..

Wilson Junior
Visitante
Wilson Junior

Não é ficar “neutro” e sim ficar do lado de quem é melhor para nossos interesses, mudar de lado quando for conveniente e assumir esta “neutralidade” quando queremos benefícios dos dois lados. A Política Internacional de um país não pode ter moral ou ética, pois os outros países também não tem.

Raduga
Visitante
Raduga

Pior é parte do oficialato das FFAA que agem como lacaios dos US.

Wellington Rossi Kramer
Visitante

Qual foi o projeto americano copiado dos soviéticos?

JPC3
Visitante
JPC3

B-29?

JPC3
Visitante
JPC3

Não tenho como apagar isso.

JPC3
Visitante
JPC3

Nem sempre copiavam projetos inteiros, muitas vezes copiavam ideias e conceitos. Um lado aprendia com o outro.

Eduardo dos Anjos
Visitante

Exatamente meu caro, um claro exemplo é o caso do YAK-141, copiaram apenas o sistema de STVOL e o melhoraram…

Bosco
Visitante
Bosco

Eduardo,
O F-35B não tem nada a ver com o Yak-141. Já falei isso algumas milhares de vezes mas não custa falar de novo. O Yak-141 é que “parece” foi baseado no designe do caça naval americano STOVL proposto na década de 70, o Convair Model 200 Sea Control.
A tubeira orientável 3 (three-bearing swivel nozzle) foi primeiramente patenteada nos EUA na década de 60 muito antes do Yak-141 existir.
O F-35B tem apenas 1 turbina enquanto o Yak-141 tem 3 turbinas.

Bosco
Visitante
Bosco

Na verdade a semelhança do F35B com o Yak 141 é a empenagem dupla relacionada com o motor único. Isso sim foi “copiado” do Yak-141 porque, pelo menos eu, desconheço a combinação das duas características numa mesma aeronave.

Bosco
Visitante
Bosco

No lugar das duas turbinas exclusivas para sustentação, situadas atrás da cabine do piloto que o Yak-141 tinha, o F-35B tem um “fan” (lift fan) conectado por um eixo ao motor único. O sistema de 2 turbinas de sustentação + 1 turbina de sustentação/cruzeiro adotado pelo Yak-141 na década de 80 foi proposto para o Convair 200 na década de 70. – Para ficar claro sobre o sistema VTOL dos caças: – Yak-141: 2 turbinas exclusivas de sustentação instaladas atrás da cabine do piloto + 1 turbina de sustentação/cruzeiro dotado de tubeira de escape dotado de dispositivo de “dobradiça” tipo… Read more »

Eduardo dos Anjos
Visitante

É uma grande polemica meu caro, mas se olhar fotos e comparar até a entrada de ar na parte superior lembra muito ao do YAK-141 costumo separar por questão de ser supersônico por isso a comparação, há outras vertentes e conceitos como do YAK-38 (que era sofrivel), YAK-30, Harrier inglês entre outros, mas uma imagem vale mais do que mil palavras:
comment image?resize=696%2C272&ssl=1

Bosco
Visitante
Bosco

Eduardo,
Mas vc se referiu ao sistema VTOL.
Em relação ao designe da célula eu concordo e fiz referência num comentário anterior.

Leonardo Costa da Fonte
Visitante
Leonardo Costa da Fonte

Não vou entrar muito na discussão, porque faz muitos anos que li uma matéria sobre este tema, e não procurar a fonte agora. Mas naquela época, pós glasnost, quando USA e Russia eram paz e amor, os americanos compraram os projetos e licenças dos russos ou ucranianos (não me lembro agora) para usar no F35. Foi cópia sim. Mas foi autorizada.

Eduardo dos Anjos
Visitante

Yak-141, se olhar os videos todo o componente de STVOL é idêntico ao F-35B… com algumas melhorias, é só um exemplo… há cópias igualmente de ambos os lados, no caso dos soviéticos o Tu-4 que copiaram o B29 americano, fazendo engenharia reversa exatamente em 3 B29 confiscados na 2ª GM, há uma lista enorme de ambos os lados… ah se o Brasil tivesse a mesma postura e tivesse feito o mesmo com o Vulcan inglês na época da Guerra das Malvinas, quem sabe não teríamos um bombardeio nacional… enfim, mas ai é outra história…

Eduardo dos Anjos
Visitante

*bombardeiro

Guizmo
Visitante
Guizmo

Fiquei com uma dúvida. Qual aeronave ASW a US NAVY opera embarcada atualmente? O S-3 Viking foi aposentado, certo?

Bosco
Visitante
Bosco

É o helicóptero MH-60R

Guizmo
Visitante
Guizmo

Mas imagino então que mudaram a doutrina. P8 fazendo patrulha de longa distancia e o MH60R como camada defensiva interna. Ou talvez a ameaça submarina inimiga não seja mais prioridade. Achei estranho isso

Guilherme Poggio
Editor
Noble Member

E mesmo o S-3 nos seus últimos anos não estava mais atuando na função ASW. Ficou relegado à função REVO (além de poucos S-3 com funções especiais). Teve até protesto de piloto de S-3 com pintura do símbolo da SHELL na fuselagem, simbolizando um posto de gasolina.

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Chineses atrasados. Nós, no Brasil, pensamos muito a frente, tão a frente que nós gastamos uma grana pra adquirir aeronaves COD já pensando em 2530 quando daremos início a um projeto de aquisição de porta-aviões.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

não sei se rio se choro

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Estes têm a senha da arte de copiar viu mas…..convenhamos que aprenderam a fazer os seus brinquedinhos tbm ou seja , a prática levando a perfeição e ,neste caso, a independência tecnológica de sua indústria de defesa.

Rafael Coimbra
Visitante
Rafael Coimbra

Copiaram mais uma vez…. ah… o Dragão acordou …. Ctrl C … Ctrl V…..

Augusto L
Visitante
Augusto L
JOAO
Visitante
JOAO

Jesus do céu!!!! É muita cara de pau. Aviões idênticos. Assim fica fácil.

Reginaldo
Visitante
Reginaldo

Na verdade eu acredito que os chineses copiaram o avião russo que era só um protótipo, os chinêses concluíram o projeto.

kemen
Visitante
kemen

É… a China esta jogando sério, não é a toa que o Pentágono esta ficando de cabelos em pé. Não adianta fazer guerra comercial, os caras estão muito determinados a continuar crescendo, melhor para nossas exportações.

Carlos Eduardo
Visitante
Carlos Eduardo

É muito interessante ver nos comentários, as pessoas criticando a China por fazer uma cópia descarada. Mas eu acho eles corretos. Porque gastar milhões em pesquisa, apenas para criar algo diferente, sendo que já existe algo e em pleno e continuo uso, que atende muito bem a necessidade atual. Assim, ao invés de gastar milhares de recursos so para mudar a estética de uma aeronave, se copia algo já existente a gasta-se sim pesadamente em pesquisa e tecnologia para o recheio eletrônico, que é onde realmente importa aeronave. Enquanto nós brasileiros sonhamos em reinventar a roda, eles seguem usando a… Read more »

Renan
Visitante
Renan

Amigos por favor imagina o ag600 com esta configuração do E2.
Seria muito útil para quem não tem PA, basta desenvolver uma forma de reabastecimento no meio do oceano, lógico com mar calmo muito calmo

Kemen
Visitante
Kemen

Me dou ao direito de fazer um comentario em relação a um conceito. Copiar é fazer, ou não é? Afinal existiu um pais que instalou a rede elétrica, todos os outros que instalaram depois copiaram, e com fios e lampadas iguais? teve um pais que instalou a primeira rede telefônica com capsulas de recepção e transmissão, dai todos os outros copiaram? Acho isso muito discutível, pois afinal mesmo semelhante ou identico, o KJ-600 foi dimensionado, planejado, peças foram produzidas, o produto foi montado e testado. E um detalhe, com certeza toda a eletrônica, os motores e as hélices, são diferentes.… Read more »

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

Imagino que um caça dos EUA teria dificuldade de distinguir esse avião e de uma verdadeiro “colega”