Home Marinha do Brasil EXCLUSIVO: Marinha decide transferir dois submarinos IKL-209 para a reserva a fim...

EXCLUSIVO: Marinha decide transferir dois submarinos IKL-209 para a reserva a fim de vendê-los

31689
192
Submarinos classe Tupi na Base Almirante Castro e Silva (BACS) em Mocanguê, Niterói - RJ
Submarinos classe Tupi na Base Almirante Castro e Silva (BACS) em Mocanguê, Niterói – RJ

Por Roberto Lopes*
Especial para o Poder Naval

O Comando da Marinha resolveu transferir para a reserva os submarinos Timbira (S32) e Tapajó (S33), da classe alemã IKL-209/1400, disponibilizando-os para a venda a uma marinha estrangeira.

A decisão recebeu, na primeira quinzena do mês, o aval do Almirantado.

De acordo com duas fontes navais (inclusive um almirante da reserva), a expectativa é que, no caso da exportação dos navios se concretizar, a Força fature um valor entre 250 e 300 milhões de dólares.

As Armadas da Polônia e do Peru são as que estão mais perto de ficar com os IKL da Força de Submarinos (ForSub) brasileira.

A 7 de junho deste ano – durante uma visita oficial do presidente Jair Bolsonaro a Buenos Aires –, o portal de notícias argentino Infobae noticiou que também os almirantes argentinos negociavam com a Marinha do Brasil (MB) a aquisição de até quatro IKLs, como forma de reativar a capacidade operacional do seu Comando de la Fuerza de Submarinos – que, desde o trágico desaparecimento do ARA San Juan, em novembro de 2017, se encontra, praticamente, inoperante.

Mas a esses militares falta, no momento, um mínimo de capacidade financeira para investir no negócio.

Nos últimos 13 meses, altas patentes navais argentinas visitaram, por duas vezes, as instalações do Comando da ForSub, na Ilha de Mocanguê (Baía de Guanabara).

A 29 de junho do ano passado desembarcou na Base Almirante Castro e Silva (BACS, sede da ForSub), o diretor-geral de Material da Armada Argentina, contra-almirante David Fabián Burden, que se fazia acompanhar pelo Adido Naval da Argentina, capitán de navio Juan Carlos Coré.

Os visitantes conheceram as instalações do Centro de Treinamento Tático, que abriga o Simulador de Periscópio (SimPer), e o Treinador de Imersão da Base.

A 17 de março deste ano a BACS recebeu o próprio Comandante da Armada Argentina, vice-almirante Marcelo Eduardo Hipólito Srur (que já não está mais no cargo), e sua comitiva.

O grupo acompanhou um adestramento no Treinador de Ataque (TA) – simulador destinado a habilitar os submarinistas nos procedimentos de ataque e operações secundárias –, conheceu o Centro de Treinamento Tático (CTT), dedicado ao aprimoramento de combate a bordo de um submarino, assistiu a um “mergulho” no Treinador de Imersão (TI) – utilizado para aperfeiçoar as técnicas de manobra em um navio Classe Tupi, e esteve no Centro Hiperbárico da BACS (referência na área de mergulho saturado no Brasil).

Nessa ocasião os argentinos estiveram a bordo do submarino Tapajó.

Submarino Tapajó – S33
Submarino Timbira, S32

VIAGEM – A notícia de que a Marinha do Brasil (MB) não pensa em continuar com os seus atuais cinco submarinos IKL-209/1400 não é nova, e foi primeiro publicada no Poder Naval.

Ela vem sendo tratada em sigilo desde o fim de 2017, quando a diretoria-geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha ainda era chefiada pelo atual ministro de Minas e Energia, almirante de esquadra Bento Albuquerque.

No tocante à Polônia, o assunto da comercialização dos IKLs pode ter novo impulso ainda neste semestre, durante as visitas de Estado que o presidente Jair Bolsonaro fará a Varsóvia e a Budapest (compromissos que o próprio chefe de governo brasileiro anunciou, a 18 do mês passado).

De acordo com uma nota da sexta-feira da semana passada (16.08), publicada pelo portal americano de assuntos militares Latinamerican Defence and News (LATAMilitary), também na Hungria Bolsonaro terá uma agenda militar a examinar. Nesse caso, a venda de dois a quatro jatos de transporte EMBRAER KC-390 à Magyar Légierö (Força Aérea Húngara).


*É jornalista graduado em Gestão e Planejamento de Defesa pelo Centro de Estudos de Defesa Hemisférica da Universidade de Defesa Nacional dos EUA. Especialista em diplomacia e assuntos militares da América do Sul. Autor de uma dezena de livros, entre eles “O código das profundezas”, sobre a atuação dos submarinos argentinos na Guerra das Malvinas e “As Garras do Cisne”, sobre os planos de reequipamento da Marinha do Brasil após a descoberta do Pré-Sal.

192
Deixe um comentário

avatar
67 Comment threads
125 Thread replies
3 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
108 Comment authors
RonaldoDemoad.Danilojose luiz espositoRoberto Luiz Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
jardel
Visitante
jardel

Vão substituir os mais antigos por novos e não vão aumentar o número de meios?
Eram estes os que esperavam novos motores?

Doug385
Visitante

Acredito que com a grana da venda poderia-se remotorizar os dois IKLs mais antigos que sobrarem (Tupi e Tamoio). Me parece que ambos já receberam o ICS. Teriam uma boa sobrevida.

Charles Dickens
Visitante
Charles Dickens

Vamos lá. Pode parecer que meu comentário esteja descolado do tema da presente nota do blog, mas há uma relação entre os dois, já que envolvem em parte a atual situação dos meios de defesa do país. Em comentário mais adiante, muito pertinente a meu ver, falou-se que os conflitos futuros terão como motivação questões ambientais, pois as mudanças climáticas têm impactos negativos em todos os países. Goste-se ou não, o desmatamento na Amazônia brasileira gera problemas climáticos em âmbito mundial. Certos ou errados, hipócritas ou não, se os os impactos negativos das mudanças climáticas se agravarem, as potências militares… Read more »

Esteves
Visitante
Esteves

Verdade.

Durante a semana a BBC atualizou os números das vítimas de Chernobyl.
3 milhões na Ucrânia.
1 milhão na Rússia.
1 milhão na Bielorrussia.
700 mil no Norte da Europa.

Por enquanto…as vítimas da explosão do míssil russo semana passada não passam de 50.

Vamos parar de brincar com fósforos. Não temos o tamanho dos russos.

Jorge Knoll
Visitante

Qualquer um derrota o Brasil, inclusive a Venezuela e Colômbia, no que que substituir seus Kfir.

Pedro Tavares Nicodemos Filho
Visitante
Pedro Tavares Nicodemos Filho

Ainda não resolvemos coisas como o EDUCAÇÃO + IDH + DÉFICIT HABITACIONAL + DESEMPREGO.

A ÍNDIA está no caminho da solução desses problemas, tendo uma CLÁSSE MÉDIA DE 300.000.000 DE HABITANTES e nos serve de exemplo em muitas coisas, como o PROGRAMA ESPACIAL INDIANO, com o qual deveríamos nos associar!

e-Mail: [email protected]

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Vejo palpites de todas as formas e gostos aos problemas brasileiros ,mas nunca o problema real e verdadeiro , somos um País de Castas Corporativistas , os interesse nacionais somente recebem verbas ,depois que as Castas como os Leões se Servem , temos as Catas dos Judiciários , dos Legislativos com seus Funcionários, dos Altos Funcionários Públicos e dos Militares,fazendo um levantamento das Verbas em seus Orçamentos , ~soa várias vezes maiores que de qualquer um outro país ,mesmos os mais ricos, porém todos apontam aqui e ali , menos no ponto certo o citado acima , os Orçamentos Militares… Read more »

Demetrius
Visitante
Demetrius

Quanta balela puramente ideológica….

Zé Mané
Visitante
Zé Mané

Gostei do comentário do Charles. Consideramos ideológico toda opinião, atitude, pensamento, etc. dos quais discordamos. Os nossos próprios pensamentos, opniões, atitudes, etc. nunca são ideológicos. Ideológicos são sempre os outros.

Ronaldo
Visitante
Ronaldo

Boa Noite Charles Dickens, só uma observação os que estão reclamando de desmatamento ou incêndio florestal são os Europeus,mas o interesse deles não tem nada haver com mudanças climáticas e sim nas riquezas que há na Amazônia, só pra você saber no território de Roraima tem uma reserva de petróleo de 70% do lado brasileiro e 30% do lado Venezuelano é por isso que eles estão de olho nas nossas riquezas e não em árvores ou preocupados com Índios essa é a grande verdade eu sei que estou saindo fora do contexto do debate sobre os Submarinos,mas a minha opinião… Read more »

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Ohhh meu Deus… Ronaldo… Se for como você falou, não fica muito mais fácil tirar a reserva mineral com floresta devastada? Afinal não terá mais obstáculos para levar equipamentos. Vejo no Brasil um monte de gente falando besteiras sem sequer ter um segundo de reflexão. As florestas da linha do equador são as mais abundantes e até agora tem garantido que os efeitos do aquecimento global não fossem pior. Se o mundo for pelo pensamento como seu e de muitos partidários do governo veremos consequências bem piores no meio ambiente mundial que aliás lhe lembro o Brasil faz parte e… Read more »

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Que floresta em Roraima? Só há floresta na região serrana. Na parte central são campos gerais (vegetação tipo savana ou lavrado). Não acredite em nada publicado pela mídia sobre sobre desmatamento e queimadas na Amazônia, como tem sido feito. Isso apenas atende à narrativa de “vender” Bolsonaro como o destruidor da Amazônia. A maior incidência de queimadas e desmatamento na Amazônia aconteceu entre 2004 e 2005, em pleno Governo Lula. Essa é a vegetação típica de Roraima:

https://www.flickr.com/photos/amazonclick/3989042782/lightbox/

francisco Farias
Visitante
francisco Farias

Luiz Andrade – você tá pegando corda.

O Aquecimento global não tem nada a ver com desmatamento. Antes do homem surgir na terra já havia aquecimento global. há vários estudos sobre o aquecimento global na pré-história
“Calor extremo gerou era morta na pré-história
Temperatura média no equador chegava a 60 graus Celsius, causando extinção em massa” (ler em https://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/calor-extremo-gerou-era-morta-na-pre-historia-6452569).

rui mendesmendes
Visitante
rui mendesmendes

Toma juízo e cresce, ninguém quer invadir o Brasil, agora alguns loucos, aproveitam tudo para tentar influenciar as pessoas daí a investir em armamento, pois adoram guerras, pensam que estão na playstation e gostam de se virar para os outros países e dizer, nós somos fortes, mais que vcs, mentalidade juvenil e retrogada.

Demoad.
Visitante
Demoad.

Você sabe o que é consenso cientifico e como se chega a ele? Parece que não, mas o fato é que isso significa que 90% da comunidade científica mundial afirma que o atual aquecimento global é antrópico, causado pelas ações humanas de desmatamento e queima de combustíveis fósseis nos últimos dois séculos. Você está se apoiando em 3% que discordam do consenso cientifico. Está fazendo o mesmo que estão fazendo os demais que dāo deslike sempre que aparece alguém os chamando de volta a razão . Vão em frente. Quando acabar o Brasil vai estar arrazado economicamente, vocês provavelmente mortos… Read more »

Douglas Rocha
Visitante
Douglas Rocha

Luiz Trindade exatamente. Agora o governo, numa tática de desespero, partiu para um nacionalismo ridículo e sem propósito. A preocupação com a Amazônia é um interesse global e nós por sermos os “donos” de maior parte desse patrimônio temos o dever de cuidar e o mundo tem o direito de cobrar, principalmente quando ajudavam a pagar a conta. É igual a preocupação com a Antartida, e outras áreas relevantes. Eles podem até querer o que tem na Amazônia, mas não vão pegar a força, principalmente com esse governo entreguista. Vão dar praticamente de graça muitos poços de petróleo, então não… Read more »

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Essa balela de que o intetesse deles e pegar as riquezas da amazonia. Gente, isso eles já fazem com tudo incluindo o nosso petroleo. Toda vez que eles compram minério, petroleo nosso e nós vendem carros, computadores, aviões e navios eles estão lucrando arrodo com as nossas riquezas.

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Exemplo, o Brasil e auto suficiente em petroleo qie é explorada por meio de um monopolio estatal nosso e nós temos um dos combustiveis mais caros do mundo e eu não vejo e nem sinto melhoria na qualidade de vida de ninguem.

Sagaz
Visitante
Sagaz

A Australiano é um país pobre? Estados Unidos exportam commodities tambem, são pobres? Tudo é uma questão de mercado, parar com a choradeira e instigar o progresso! O que a Europa lança na atmosfera em uma semana deve equivaler a um ano de queimadas. A China utiliza chumbo em tintas, gases proibidos que degradam a camada de ozônio e cadê reunião do G7? A amazônia tem q ser cuidada sim, no máximo os paises respeitaram uma das maiores democracias do planeta (Sim, o Brasil o é) e oferecer ajuda, e não esse monte de chilique em palanque

jose luiz esposito
Visitante
jose luiz esposito

Ronaldo faz um comentário muito próximo da verdade , e aparecem 30 discordando.Anotem , se um dia uma potência e um grupo delas nos atacar ,esqueçam, não vão desembarcar e combater na Amazônia ou em qualquer outro lugar , nos farão um bloqueio naval e outro econômico , então adiante o Governo brasileiro enviará um grupo que assinará acordos e tratados entregando a estes as riquezas da região , e como podemos dissuadi-los com Armas Nucleares , mesmo as sujas , estas são fáceis de construir , muitos submarinos e o uso de minas navais . Ronaldo comentou e comentou… Read more »

Demoad.
Visitante
Demoad.

Você está dizendo besteira por não se preocupar em checar as informações, ao meu ver um grave problema generalizado que está enlouquecendo nosso país. Procure checar essa informação sobre reserva de petróleo em Roraima em veículos sérios e isentos. Faça o mêsmo em relação a esse mito de que os caras estão querendo se apossar de nossos recursos naturais.

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Me desculpa Charles Dickens mas a matéria da transferência dos submarinos não tem nada a ver com o desmatamento na Amazônia. Veja bem… Eu concordo em gênero de número e grau que o atual governo esta senão totalmente negligente com as queimadas senão pior, conivente com as queimadas. Lembre-se que a bancada ruralista é o apoio atual do governo. Mas volto à repetir: Não tem nada a ver com a notícia. Temos de postar em outros meios de notícias nossa indignação.

Marcos Borges
Visitante

As queimadas nesta época do ano sempre existiu, é só pegar os dados, só que agora a “turma” não está mais no poder, logico que há algum excesso de aproveitador seja agricultor ou madeireiro, inclusive apoiados por indígenas que estão mais interessados em passear de Amarok.

francisco Farias
Visitante
francisco Farias

Quem inventou as queimadas foram os “indios”. Quando os europeus aqui chegaram já haviam queimadas.
Amazônia não é o pulmão do mundo. Todas as florestas do mundo juntas só produzem 3% do oxigênio (qualquer menino do ensino fundamental sabe que as florestas geram oxigênio durante o dia e CO2 durante a noite).
As algas marinhas são responsáveis pela produção de 97% do oxigênio existente na terra. Os gananciosos deveriam estar preocupados com a poluição marinha em vez de queimadas.

Sinceramente
Visitante

As pensionistas 115mil e os 2 mil generais aposentado virão ao nosso socorro!.

Marcos Borges
Visitante

Que questão climática é uma ova, pura balela inserida nas mentes vazias, o problema que “eles” não querem o bem da Amazônia, eles querem os bens, a questão ambiental é plano de fundo que inclusive serve de pretesto para que a globo junto com a extrema imprensa caia de pau sobre o governo; se o maior problema são as arvores então que eles reflorestem as deles.

OSEIAS
Visitante
OSEIAS

Concordo com sua visão. E digo mais, o presidente francês é o primeiro na linha de frente para essa empreitada.

MMerlin
Visitante
MMerlin

Charles. Vamos lá. Você criou um comentário para desabafar em uma notícia ou tema que não tem absolutamente nada de relação próxima. Este comentário deveria ter sido adicionado em outra notícia recentemente postada: https://www.forte.jor.br/2019/08/22/macron-convoca-paises-para-discutir-queimadas-na-amazonia-no-g7-e-uma-crise-internacional/ Tivemos sim um aumento de focos de incêndio, que estava caindo desde de 2016 (tentei acessar o site do INPE – fonte da minha informação – mas está fora do ar – segue o link para acesso posterior: http://queimadas.dgi.inpe.br/queimadas/portal). Mas abaixo disto, tivemos anos aonde a quantidade foi muito maior. Não existe ainda um estudo (ausente de ideologias) atualizado sobre o momento atual. Mas o fato… Read more »

Demoad.
Visitante
Demoad.

Tento alertar sobre essa possibilidade aos meus amigos minions, porém estes estão cegos e irracionais. Se o presidente disser pula eles pulam…sem olhar antes. Só existe uma maneira de proteger efetivamente a amazonia: fazendo a lição de casa e proteger a floresta.

Ronaldo
Visitante
Ronaldo

O que vc falou não tem nada haver com o assunto, ou seja, vc não tem noção do assunto, vá procurar ter um mínimo de noção!

Zé Mané
Visitante
Zé Mané

Vou vender meu caiaque para a MB e faturar uma grana. Em dois anos será a única embarcação que restará de uma outrora bem equipada força naval.

Demetrius
Visitante
Demetrius

Ok Ze Mane

JS666
Visitante
JS666

MB bem equipada ? Faz tempo né …

JOAO
Visitante
JOAO

Vai faturar uma grana!!! A MB vai pagar uma nota por esse caiaque.

Jorge Knoll
Visitante

Adorei.
Pois até agora a preocupação do Comando da Marinha do Brasil só tem descomissionado meios, e aproveitado fazer de alvo para treinamento e teste de mísseis, o que a MB se especializou.
Adquirir meios, novos ou de prateleiras, não, agora está a inauguram nova modalidade, de vender e colocar na vitrine meios (belonaves-submarinos) que interessem a marinhas estrangeiras a adquirirem.
Triste realidade e constatação.

Charles Dickens
Visitante
Charles Dickens

Anuncia no eBay.

JOAO
Visitante
JOAO

Enquanto isso o secretário geral das nações unidas manda um recado velado e direto para o Brasil em “defesa” da Amazônia. Parece que os almirantes estão mais preocupados com as regalias… só fazer uma visita aos distritos navais da MB que os entendedores entenderão o que digo.

Rick
Visitante
Rick

O que uma coisa tem a ver com a outra ? Por um momento achei que tivesse lendo comentários da Veja, questão ideológicas não explicam nada sobre assuntos técnicos !

JOAO
Visitante
JOAO

Agora vamos para os submarinos FRANCESES!!! Logo logo impõe embargos e ficamos a ver navios rsrsrsrs Espero que essa história toda dos últimos dias sirva de lição para políticos e militares brasileiros.

Vovozao
Visitante
Vovozao

22/08/19 – quinta-feira, btarde, entendo até às necessidades da MB, a pergunta que faço: este dinheiro viria para a MB, ou seria para o caixa único da união?? Caso dinheiro viesse MB, seria usado para que?? Necessitamos urgente, escoltas, caças Minas, navio reabastecedor (wave RULER)?? Ou seria gasto com recepções, cocktail, almoços suntuosos?? Precisamos sabe?

TeoB
Visitante
TeoB

Acredito que o orçamento da MB por ser um órgão público siga a rega geral, destes, então esse valor de alienação de imobilizado deverá ir para essa dotação, devendo ser usado na na aquisição de imobilizados também, não que seja necessariamente outros subs ou navios, mas deverá ser para imobilizado provavelmente.

Rudi -* PY3TO
Visitante
Rudi -* PY3TO

Vai ser investido nas Viuvas de Almirantes

Leandro
Visitante
Leandro

Seria interessante investir em navios caça-minas.

Ronaldo Rangel Pires
Visitante
Ronaldo Rangel Pires

Vovozão sempre falando as mesmas coisas…

Vovozao
Visitante
Vovozao

Ronaldo, não é se repetir, é que nossa Marinha é uma Marinha de sonhos, temos um grande contingente porque alguém é nosso congresso sonhou com a 2 esquadra, não temos escoltas, porque sonhamos com fragatas/destróieres de 6.000 t, não temos renovação de cacas-minas, porque alguém sonhou que deveríamos comprar os 2 disponíveis na SAAB, e, construir o restante em algum estaleiro nacional, e, como nunca temos (TRUMP’S) estamos com a MB encolhendo de uma maneira assustadora, agora mesmo vemos falar em vender 2 subs, e, fico pensando em um velho ditado o que está acontecendo……… ”Estamos vendendo o almoço para… Read more »

Ronaldo Rangel Pires
Visitante
Ronaldo Rangel Pires

Respeito você Vovozao. Vamos ser otimistas. Os subs estão chegando. Já estão com o periscópio na linha do horizonte. Tenha fé.

Entusiasta Militar
Visitante
Entusiasta Militar

Só tem um colega … sou realista, qualquer hora o programa pode ser cancelado.

Enes
Visitante
Enes

Ronaldo R P, os Subs estão chegando, só se for os Suboficiais.

Demetrius
Visitante
Demetrius

Vc é a prova viva que idade não significa inteligência…

Entusiasta Militar
Visitante
Entusiasta Militar

Como diria o Bolsonaro
Sou eu quem decido [email protected] !!!
Mas no tocante aos IKL, pergunto porque não aposentar Primeiro os 02 mais velhos para vender … parece que a marinha vai vender o que os outros desejam e por esse preço não vai ajudar em nada

Tomcat4.0
Visitante
Tomcat4.0

Que apliquem bem o dinheiro que vão arrecadar .

BMIKE
Visitante
BMIKE

Caro jornalista, ou comentaristas, qual será o destino dos outros 2 IKL que nao estão disponíveis para venda, serão remotorizados? Grato.

Entusiasta Militar
Visitante
Entusiasta Militar

Duvido … temos 8o mil bocas na MB pra alimentar sem falar nas viúvas e nos órfãos …
Com uma marinha inchada dessas como vai sobrar dinheiro para submarinos …
Se diminuísse o efetivo para 40 mil ainda teríamos o dobro de efetivo que a marinha de muitos países com mais meios navais que nós

Marcos
Visitante
Marcos

Ou a Marinha do Brasil é uma incompetente de primeiro grau ou as marinhas da região estão mentindo, fingindo que os seus IKL estão operacionais.

Na região existe IKL de 1977 operacionais

O Tapajó foi comissionado entre 1998 e 1999. Como pode ser vendido? O Tupi, o mais antigo IKL da Marinha do Brasil, está operacional.

Situação vergonhosa

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Ou as suas duas suposições estão erradas, o que considero mais provável.

Marcos
Visitante
Marcos

O que explica um IKL de 1977 estar operativo e um IKL de 1999 ser transferido para a reserva? Incompetência? falta de dinheiro? Ou as duas suposições estão certas?

Munhoz
Visitante
Munhoz

Esperava mais do atual governo!

Que me perdoem a sinceridade, mas de todos os meios de defesa deste país esses subs são os mais importantes e é justamente aí que vão mexer?

Uma marinha com 80 mil pessoas?

Daqui a pouco ele cancela os Meteor e reduz as encomendas do Gripen !

E ainda tem gente apoiando!

Nem os meios usados dos EUA ele vai comprar!

MFS
Visitante
MFS

Cancelar Gripen e Meteor?? Meu pai que histeria doentia é essa??? Já foi dito centenas de vezes que os 36 Gripen estão garantidos, há um CONTRATO assinado, há multa grande por descontinuidade de qualquer das partes, o financiamento é de longo prazo. Quem aguenta essas burrices ?!

Munhoz
Visitante
Munhoz

Quer mais burrice que uma marinha com 80 mil pessoas, e não poder ter 10 subs que é muito?

E subs leves !

Ele acha muito 10 subs, pra achar muito 100 Meteor e 36 Gripen não custa!

Entusiasta Militar
Visitante
Entusiasta Militar

Munhoz

Tem que cortar metade do efetivo da Marinha pra ter recursos suFicientes para investir na frota, enquanto não fizer isso, não tem jeito não.

Entusiasta Militar
Visitante
Entusiasta Militar

Contrato se rompe meu caro, isso não é garantia de nada não … Ta viajando ou é nitro mesmo

MFS
Visitante
MFS

Natural se desfazer dessas SUCATAS , 1 Escorpene vale por 2 U209. Vamos parar de histeria! Já recebemos um e virá outro em breve! A FAB fez a mesma coisa, reduziu a quantidade de AMX a serem modernizados de 32 para 14 , e decidiu modernizar só os 3 bipostos dos 11 F-5 jordanianos. O porque disso é óbvio: dinheiro para comprar mísseis e bombas modernas para o F-39. A MB vai vender os U209 e comprar torpedos F-21 e misseis Exocet para os Escorpene novos! A ignorância do povo aqui dá Azia.

Munhoz
Visitante
Munhoz

Me desculpe, mas esses 2 subs não são sucata, e os AMX também não.

Poderiam sim ser modernizados, se tem que cortar algo que seja os efetivos de 80 mil em cada força.

Entusiasta Militar
Visitante
Entusiasta Militar

Eu considero o atual governo um traidor
E infelizmente também esta próximo de se tornar um ditador de direita …com direito a nepotismo, corte do dinheiro da defesa e desvio de mais dinheiro para pagar mais juros das dívida publica
Uma verdadeira Decepção !!!

Enquanto isso, os fanáticos que não querem ver a verdade estão contentes com esmolas tipo PIS, FGTS, armas essas bobagens do pra agradar fanatismo dos seguidores do.mito …

Ele traiu as forcas armadas !!!

Elton
Visitante
Elton

Opinião de leigo mas ,talvez essa mania dos alemães de embargar peças e apoio ao cliente de seus sistemas de armas quando o seu governo julga conveniente talvez não tenha a ver com essa situação haja vista os recentes acontecimentos relacionados a Amazônia .

Sandro
Visitante
Sandro

Caro Elton se o fator for esse, então a marinha com urgência deve optar pela compra das Fragatas de um outro fabricante. Ainda da tempo de sair fora dos Alemães, do contrario não faz sentido algum.

Enes
Visitante
Enes

Tem toda rasão, ainda da tempo pois não se assinou nenhum contrato ainda.

Elton
Visitante
Elton

Talvez a Alemanha ,atual fornecedora de peças para nossos IKL tenha deixado de ser confiável a luz dos recentes posicionamentos e ameaças ao Brasil,ter meios estratégicos a deriva do bom humor de países que visivelmente tentam sabotar o Brasil e muito arriscado atualmente.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Elton, nada a ver. Não dá pra levar em conta, em relacionamentos de décadas em manutenção e em decisões que envolvem diversos outros fatores, apenas um aumento de animosidade, na relação entre dois países, que vem de semanas atrás.

Fernando "Nunão" De Martini
Visitante
Fernando "Nunão" De Martini

“O Tapajó foi comissionado entre 1998 e 1999. Como pode ser vendido? O Tupi, o mais antigo IKL da Marinha do Brasil, está operacional.” Marcos, Concordo que a situação em que chegou a Marinha, a ponto de colocar na reserva dois submarinos, é vergonhosa. Mas a decisão por este ou aquele submarino não é uma questão relacionada apenas à idade / tempo total de serviço dos meios. No caso desses dois submarinos, eles são exatamente os que aguardam para passar por caro e extenso Período de Manutenção Geral PMG. O Tupi, mais velho, já passou por dois PMGs, então esse… Read more »

Fabio
Visitante
Fabio

Vão ser vendido para ter uma padronização do submarinos, sem fala que a Marinha pretender viabilizar a construção de 2 submarinos convencionais além dos 4 que estão sendo construidos…

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

O que acontece é que os submarinos precisam de mais manutenções que os navios de superfícies e geralmente são mais caras e a marinha com o orçamento curto teve que estender ao máximo os intervalos entre as manutenções e até deixou de fazer algumas, mas os submarinos estão em boas condições ou não teriam interessados em comprá-los. Para evitar problemas eles estão parados pois com submarinos não dar para brincar de fazer uma manutenção mal feita, ou faz bem feito ou não faz, como não tinha dinheiro para fazer direito não navega!

tupinambá
Visitante
tupinambá

Resta saber quanto tempo levará para que uns 2 Scorpenes entrem em atividade.

João Moro
Visitante
João Moro

Levando em conta o cronograma, 2021.

Silva
Visitante
Silva

Muito me admira essas atitudes de venda de nossos tão escaços equipamento, não só pela MB, mas também EB e FA, haja vista que se tornaram rotineiras manifestações de países sobre o atual estado e como gerenciamos nossa Amazônia e, seja o PR, ou até mesmo os “chefes” das nossas forças, os mesmos não demonstram publicamente a mínima intenção de se reforçar e reorganizar nossos meios de defesa. Espero que internamente a realidade seja outra. Já presenciamos guerras por petróleo, não demorará para vermos guerras por questões ambientais, infelizmente.

Elton
Visitante
Elton

Os alemães podem nos passar a rasteira igual quando o EB comprou o SAM Roland 2 e depois eles embargaram as peças de reposição, talvez algo semelhante esteja prestes a acontecer com a MB.

Silva
Visitante
Silva

Se a estratégia é essa, a venda é justificável.

João Moro
Visitante
João Moro

Não concordo com a sua afirma de que “seja o PR, ou até mesmo os “chefes” das nossas forças, os mesmos não demonstram publicamente a mínima intenção de se reforçar e reorganizar nossos meios de defesa”. Se nós não temos dinheiro para pagar aposentados, como que iremos investir em defesa? precisamos melhorar nossa economia para poder investir regularmente em defesa.

Silva
Visitante
Silva

João, seu ponto de vista condiz com apenas parte do meu comentário, precisamente, com a parte de reforçar. Para reforçar, é preciso adquirir novos equipamentos, onde, logicamente, precisa-se de dinheiro. Todavia, para reorganizar a tropa, destacamentos, batalhões e etc, necessariamente, não precisa de dinheiro. Exemplificando, com um corte no quadro de pessoal, sejam concursados ou conscritos, em pensões, mordomias desacerbadas, as FA se reorganizariam para possuírem apenas o pessoal necessário para as atividades em tempo de paz. Com a reorganização, não seria se quer necessário o aumento no investimento, visto que somos um dos países mais disponibiliza % do PIB… Read more »

João Moro
Visitante
João Moro

Entendi. Concordo com você: uma reestruturação nas FAs poderíamos reduzir os gastos com pessoal e reinvesti esse dinheiro economizado.

Eder Albino
Visitante

Na reportagem menciona o Tapajó (S34) e Timbira (S33).
“O Comando da Marinha resolveu transferir para a reserva os submarinos Tapajó (S34) e Timbira (S33)…”
Não seria o S33 e S32 respectivamente?

Esteves
Visitante
Esteves

Polônia e Peru. Caloteiros.
Argentinos. Calotes e cia.

Se vender, pelo que foi publicado no PN, seria parcelado. Como no Trivago. Nesse caso o Tesouro repassaria a MB os valores do negócio assumindo o ônus da cobrança. Melhor do que alimentar navio velho. Pega 200 ou 300 milhões e investe nas Tamandares ou na recuperação dos subs que ficarem.

O melhor negócio é o KC390. Se entrar na Europa pela Hungria e a Boeing ajudar pode ser que finalmente o avião decole.

Roberto Bozzo
Visitante
Roberto Bozzo

O KC já “entrou” na Europa, hoje Portugal assina a compra de suas unidades…

Esteves
Visitante
Esteves

Finalmente. Depois de Portugal, a Europa.

rui mendesmendes
Visitante
rui mendesmendes

Caloteiros???? Onde???? E achas que deviam vender mais caro?? Arranja comprador tu. Gostam de comprar porta helis e lpd´s baratíssimos, e queriam que o UK quase desse o Wave Ruler, mas na hora de vender queriam vender ao preço que quisessem, pois os outros andam a dormir.

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

Os argentinos precisam mais que o Peru, pois estes últimos tem uma frota ativa, mas vão ter como pagar? Principalmente se a chapa da Cristina Kirchner ganhar! Quem vai levar provavelmente será o Peru!

Marcos
Visitante
Marcos

Prefiro que os submarinos sejam afundados em um missilex e torpedex do que passar os submarinos para os argentinos.

Tamandaré
Visitante
Tamandaré

Se a venda envolver duas embarcações que estejam prestes a receber grandes gastos para manutenção/modernização e o acordo de preços chegar a um valor justo para ambas as partes (não sendo, portanto, fruto de pechinchas por política externa), eu particularmente concordo com a venda! Os recursos até seriam bem vindos para, quem sabe, acelerar a construção das próximas unidades da classe Scorpene.

Rezo a Deus pra que isto não seja parte da ideia maluca do Sr. Presidente, achando que deve socorrer os argentinos e o Sr. Macri. Se for…… será um tiro no pé!

João Moro
Visitante
João Moro

Não acho que seja “ideia maluca do Sr. Presidente, achando que deve socorrer os argentinos e o Sr. Macri”. Certamente não fará “ajudas” como esta, muito caras por sinal. É só boatos infundados de quem conseguirá alguma vantagem com isso ou é da oposição.

Tamandaré
Visitante
Tamandaré

Pois é, meu caro João! Se fosse uma ajuda aos argentinos, conforme já foi aventado, os valores estipulados de receita estariam muito altos. Mas me bate medo mesmo assim, afinal, esse preço da matéria não está cravado; é apenas fruto de especulações.

Quanto aos argentinos, só posso dizer que não tenho pena deles! Puseram governos populistas por tanto tempo, agora se virem! Assim como nós; temos nossos problemas políticos e temos de resolver nos mesmos. Não sou favorável à ideia de intervenção em outros países, salvo em caso de ilegítima agressão externa.

Boa tarde

João Moro
Visitante
João Moro

Sobre a Argentina, Concordo que eles tenham que aguentar as consequências de ter colocado muitos políticos populistas mas acredito que se por ventura a Argentina rume para um governo socialista maluco como o de Maduro, nós teremos muitos problemas, maiores até que as causadas pela Venezuela. Neste caso, acho necessário “tentar colocar bom senso” nos Argentinos. Sobre os valores, são estimativas. Como são equipamentos usados, muitos são os fatores que serão avaliados e precificados na negociação. Tenho certeza que este valor não será o valor final da negociação. Mas fico feliz e confiante que nós estamos começando a vender equipamentos… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro João. Creio que fui o primeiro a colocar essa ideia aqui no PN ao tempo após o acidente com o submarino da Argentina, isso lá no início de 2018. O Nunão depois esclareceu que a comando da MB estava avaliando essa ideia há bastante tempo, mas que mesmo ele sabendo, não podia divulgar. Com a entrada em operação de 4 Scorpenes novos, a decisão mais racional é aposentar os IKL na MB (talvez menos o Tikuna que é muito novo). Sobre os recursos, o GF tem uma conta única administrada pelo Min.Economia. Se esses recursão vão ser usados pela… Read more »

gordo
Visitante
gordo

Sr Tamandaré a sua logica é simples, muita gente faz isso com carro, quando pode. Vende-se o usado e compra um novo e em tese melhor, com custo de manutenção igual ou até inferior ao que se tinha antes. A questão ai é se vamos comprar algo novo para substituir o que temos ou vamos ficar andando a pé. Macri não tem salvação nem se receber um submarino Nuclear de presente, por sinal as declarações do Bolsonaro referentes a Argentina até pioraram a situação (Macri), o que mostra um total desconhecimento por parte do nosso presidente sobre cultura e contextos… Read more »

Davi
Visitante
Davi

Acredito que ainda teremos mais 2 Scorpenes construídos antes da entrega do Álvaro Alberto. Ficaríamos com 6 Scorpenes e 1 subnuc.

Se não for assim, então não faz sentido essa venda de 2 escassos meios de dissuasão.

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

Amém

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Davi. Certeza mesmo, apenas os 4 Scorpenes. Muito provável o SN10 depois para ser entregue em 2029. Considerando que o Tikuna terá mais 15 ou 30 anos pela frente, o que acho mais provável a partir de 2030 será a MB operando os 4 Scorpenes e o SN10, usando o Tikuna elemento “agressor” para treinamento. Eu espero que após o SN10, a MB inicie a construção do SN11 (ai já estaremos em 2040).

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro David. Vi. A privatização da Núcleo, acho que o SN10 fica ameaçado e o SN11 inviabilizado.

Fabio Mayer
Visitante
Fabio Mayer

Pelo que li, já não estão operacionais, aguardam um PMG.

Mas seria aconselhável ao menos serem substituídos pelos novos submarinos do PROSUB, antes de serem entregues aos compradores.

De qualquer modo, é mais um capítulo da triste história de uma marinha sem navios, que tem marujos aos montes, oficiais aos borbotões, mas não consegue embarcá-los…

Audax
Visitante
Audax

Estamos evoluindo. Antigamente nossos meios terminavam em Alang ou afundados em treinamento. Agora estão virando compras de oportunidade para outras marinhas. Mas estamos muito atrás ainda. Sds.

Claudio
Visitante
Claudio

A cada ano que passa estamos próximos de ter uma marinha a nível de guarda costeira, ou mais baixo que isso

Roberto Luiz
Visitante
Roberto Luiz

Nem para Guarda Costeira serve, quem é da casa e não é um lunático, tem consciência disso.

Doug385
Visitante

Mais vale vender dois para modernizar e remotorizar os outros 3 do que ter os outros 3 e esses dois parados.

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Marinha russa estabelecendo-se na Venezuela, a China cuspindo destroyers como se fossem balas e o que o Brasil faz? Transfere 2 dos seus atuais 5 submarinos ativos pra reserva a fim de vendê-los.
Nós não merecemos ser donos desse país e, continuando assim, logo de fato não seremos.

MFS
Visitante
MFS

Quanta baboseira, já recebemos 1 Escorpene BR que é mais caro de operar. Esse dinheiro dos U209 vai servir para comprar torpedos e misseis novos para o Riachuelo, acorda!

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Nossa, esqueci que o Brasil é um país sem verbas pra defesa…. não, pera aí, temos VINTE E SETE BILHÕES DE DÓLARES ANUAIS PRA DEFESA.
O problema da marinha não é falta de verba pra manter e operar MÍSEROS NOVE SUBMARINOS
NOVE
A Italia com O MESMO ORÇAMENTO BRASILEIRO OPERA OITO
Não venha defender essa instituição que RASGA o dinheiro do brasileiro com um efetivo maior do que o da Royal Navy e da Marinha da Itália somadas, você ofende a inteligência de qualquer leitor assim.
Se está faltando verbas, comecem cortando marinheiros, afinal, sequer temos navios!

João Moro
Visitante
João Moro

Seria muito bom conseguirmos vender nossos equipamentos militares. Isto demonstra que nossos equipamentos, mesmo com a idade, são atrativos, interessantes e funcionais para outras marinhas. Também ajudará a melhorar a imagem dos produtos militares que nós produzimos e influenciará positivamente a avaliação e compra de outros equipamentos (Super tucano, KC-390, Gripen, etc.). Além disso, transforma um equipamento defasado e antigo em dinheiro para investir em outros melhores. A Inglaterra vive fazendo isso.

TJLopes
Visitante
TJLopes

Tá certa a Marinha Brasileira, temos um litoral muito pequeno e centenas de submarinos, tem que vender esses mesmo.

Ronaldo Rangel Pires
Visitante
Ronaldo Rangel Pires

Aí ,TJ, cê jogou pesado .

Renan
Visitante
Renan

Parabéns pela reportagem!

Parabéns a marinha por fazer dinheiro com equipamentos usados.
300 milhões de dólares seria um excelente valor.
Mas que seja cobrado um adicional pela PMG antes da entrega.
Não devemos vender para Argentina nunca.
Só espero que o scorpene Riachuelo não tenha problemas de construção ou projeto.
Aí ficará ótimo.
Que o dinheiro vire um scorpene adicional.
Afinal o 5 scorpene não terá transferência de tecnologia, pois está já estará acumulada pela MB, e podemos fábrica um scorpene por 250 a 300 milhões de dólares.
Espero que achem um comprador para os outros dois submarinos. S30 e S31.
Restando somente o S34 para servir de treinamento avançado.
Abraço

MFS
Visitante
MFS

Eu acredito que estes 250 milhões vão servir para comprar torpedos e misseis para os Escorpene. Se viesse um quinto seria ótimo mas pouco provável. Lembremos que a FAB reduziu as modernizações de AMX e F-5 justamente para priorizar o Gripen NG.

Zorann
Visitante
Zorann

Desculpem-me, mas eu acho isto ridículo. A desculpa para a compra para o PROSUB sempre foi a de que precisávamos priorizar a negação do mar (seria o principal objetivo estratégico e se sobrepõe a todos os demais), o aumento do número de submarinos, o desenvolvimento/compra de tecnologias necessárias para termos a capacidade de construi-los; isto tudo, é claro, de acordo com a END. Hoje esta END já foi mudada, a força de submarinos deixou de ter a importância que tinha, o PROSUB teve seu cronograma bem estendido (por falta de verbas), temos submarinos classe Tupi parados esperando PMG (por falta… Read more »

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Sendo bem sincero, tenho para mim que a existência de nossas forças armadas se justifica mais como uma sustentação do governo INTERNAMENTE, como aparato repressivo do que de fato como pensamento de defesa externa, afinal, nenhum dos nossos vizinhos é páreo pro efetivo da PM-SP(basta deixar uma centena qualquer de blindados e um milhar de iglas) e para qualquer ameaça fora da América Latina, nossas forças armadas são total e completamente INÚTEIS. Sério, não é eufemismo, é literal. Nossas forças são inúteis. Não temos como negar nosso mar, nos defender de mísseis de cruzeiro nem mesmo temos como negar nosso… Read more »

Elton
Visitante
Elton

Agora que você percebeu isso mas a verdade é que SEMPRE foi assim.

Esteves
Visitante
Esteves

Não mudou. Negação do mar e Prosub seguem sendo prioridades e a estratégia. Toda postagem ou em toda postagem aparece o imperativo de reduzir drasticamente o efetivo que consome 80% do orçamento. Aqui na cidade chegou alerta do Tribunal de Contas do Estado. Câmara e Prefeitura avançaram sobre as despesas com custeio. Muito. Há risco de faltar para as folhas de pagamento. Já não há recursos para pagar os inativos na Fundação que recebe recursos da Prefeitura. Quando faltar de onde virá o socorro? Governo Federal. Que fará contigenciamentos em algum outro orçamento para compensar a ajuda ao município dos… Read more »

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

quando tudo é prioridade não existe prioridade.
A marinha chegou numa situação onde ela não tem NADA em condições decentes, não tem sequer como dar prioridade pra algo… Ao menos não pra equipamento, já que a prioridade é uma só: manter as aposentadorias integrais. O resto é problema do cidadão quando acontecer uma guerra.

Vinicius
Visitante
Vinicius

Ué,mas um dos offsets da TKMS dos navios classe Tamandaré não seriam a remotorização dos subs???

Thomas
Visitante
Thomas

Brasil, uma das maiores marinhas do mundo em pessoal e com poucos navios.
Se a venda for por esse valor, seria muito importante direcionar para o Prosub, porém é mais fácil esse dinheiro ir para o pagamento de pessoal, aposentadorias e etc.
Volto a dizer, deveria haver uma reforma organizacional, mas o corporativismo do presidente, não vai permitir isso.
Por me, se deveria haver uma lei que no minimo 40% do orçamento deveria ir para equipamentos e etc. Mas…

ecosta
Visitante
ecosta

Bom o preço. Pouco mais da metade de um Scorpene.

Antonio
Visitante
Antonio

Triste a situação da nossa Marinha e mais triste ainda em saber que o nosso presidente que se elegeu as costas dos militares não fez nada por eles até agora a não a ser contar o orçamento

Mauro
Visitante
Mauro

Como assim não fez nada? Ele poupou os militares da reforma da previdência e ainda vai dar 30% de aumento nos salários da turma. Não está bom?

João Augusto
Visitante
João Augusto

Infelizmente passamos por um momento tão difícil que a venda destes submarinos nada mais representa que a entrada de dinheiro para a manutenção de outras belonaves que também se encontram em estado lastimável. Apesar da brava luta de todo o corpo da armada a nossa segurança nunca ocupou o devido lugar ao longo de nossa história seja imperial ou republicana. Infelizmente.

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

Má ideia vender para algum vizinho, principalmente para a Argentina, vão acabar levando calote. Vender submarino já é uma ideia, tem que ficar com eles, quanto mais submarinos melhor.

rui mendesmendes
Visitante
rui mendesmendes

Que eu saiba, não conheço nenhum país que diga que os Argentinos deixaram de lhes pagar o que compram. Eu espero bem que a Argentina recupere rapidamente a nível economico, pois são um povo que merece recuperar o seu lugar como um dos principais países da América Latina.

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

Se a construção dos subs diesel-eletricos do PROSUB continuarem em bom ritmo ( e não houver atrasos ), e se a grana ganha com a venda for bem gasto com algo de importante pra MB ( como a compra de caça-minas ou alguma boa compra de oportunidade ), ou modernizar os nossos atuais subs, então desejo sucesso.

Só fiquei surpreso que um dos possiveis compradores seja a Polônia. Achei que todos os interessados fossem da AL.

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

A Polônia precisa se reforçar e sua força de submarinos atual é extremamente pequena e antiquada. Os mesmos possuem apenas um submarino “”de verdade”” sendo da classe Kilo. Eles ainda contam com outros dois mini submarinos com menos de 500t, alemães da década -pasme- de 1960!
Nossos Tupi são ouro pra Polônia, que além de precisar deles, ainda está ali do ladinho da Alemanha pra descolar uma manutenção amiga.

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

Legal. Uma negocio em que ambos saem ganhando.
Eles adquirem 2 meios melhores do que qualquer coisa que eles possuam agora.
E nós usamos essa grana pra algo importante, como encomendar um novo sub Riachuelo, ou fazer o PMG dos Tupis restantes.

João Moro
Visitante
João Moro

Que bom que outros países fora da AL estão se interessando. Significa mais interessados, mais oportunidades de venda e incremento nos relacionamentos com outros países.

Foxtrot
Visitante
Foxtrot

Sério mesmo?
Não tem grana, os novos ainda não estão prontos e vão fazer isso ?
Porquê não transfere para a 2 esquadra no nordeste ?
Afim de já ir viabilizando essa instituição.
Cada coisa viu!
E continuam as alucinações megalomaniacas do almirantado .

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Alucinações megalomaníacas? Justamente quando eles racionalizam a força, para provavelmente viabilizarem o retorno de outros meios ao setor operativo? Do jeito que está temos quatro parados por tempo indeterminado. Vendendo dois, podemos viabilizar o retorno mais cedo de dois para se unirem ao que está operando e logo teremos o início das provas de mar do primeiro S-BR. Não vejo nada de errado nisso aí. A MB economiza e ainda por cima consegue o retorno de unidades à operação. No final das contas, é o que desejamos que a MB faça. Mesmo que se torne mais enxuta em relação à… Read more »

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Imagina se tivessem um efetivo com o dobro de homens do que a Royal Navy?
Imagina só se a maior parte disso não fosse de temporários que podem simplesmente não ser admitidos no ano seguinte, ocasionando uma economia colossal?
Imagina só se submarinos fossem mais difíceis de construir do que é para incorporar um novo militar num país com 210 milhões de humanos?

Foxtrot
Visitante
Foxtrot

É o que defendo aqui caro Fernando Turatti, o fim dessa palhaçada de serviço militar obrigatório.
Mas os generais, almirantado e brigadeiros precisam de seguranças para suas casas, motoristas para levarem seus filhos a escola, pintores de meio fio para seus próprios residenciais, varredores etc.
Mesmo após a lei que impede isso, duvido que tenha acabado isso da noite para o dia.
O recruta nacional é fera mundial em tomar chuva atoa, rastejar na lama sem motivo, pintar meio fio, bater, desfile etc .

Foxtrot
Visitante
Foxtrot

Você acha correto caro Fernando aposentar um equipamento com no máximo 20 anos de uso? Sendo que temos meios técnicos para mante- Los aqui? Vender esses dois meios por uma mixaria para comprar o que no lugar ? Vender submarinos sendo que a força de superfície está desaparecendo. Não seria mais produtivo, fechar bases navais desnecessárias, diminuir o número de receitas, cancelar concursos (que diga se de passagem está aberto para mais de 5.000 vagas em várias áreas), aposentar almirantes de “gabinete”, cancelar esse programa CCT e voltar a centrar em projetos mais baratos etc? Para mim eles estão trocando… Read more »

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Foxtrot, eu comentei basicamente isso aí que tu disse. Meios navais complexos são infinitas vezes mais difíceis de conseguir em guerra do que escritórios ou mesmo recrutas, afinal, apesar dos militares ativos adorarem dizer que “SOMOS OBRIGADOS a dar a vida pelo país”, na prática literalmente todos nós somos, ao menos tenho uma carteirinha aqui em casa de dispensa que diz essencialmente isso. Eu garanto que se começar uma guerra amanhã, mesmo com nossas fábricas fazendo os Riachuelo, é mais fácil a gente recrutar do nada 10 milhões de pessoas do que construir um submarino novo sequer, afinal, uma parte… Read more »

José Carlos
Visitante
José Carlos

Será que os Argentinos não compram alguns Almirantes também? Como lastro?

Sergio Cintra
Visitante
Sergio Cintra

Boa tarde pessoal!
Meu ponto de vista tem a ver com gestão e logística de pessoal. Sabemos que sobram “contingenciamentos” e cortes estão em pauta. Ao “encostar” os 2, pega-se os mesmos profissionais distribuídos a eles e transfere-se para os “novos” que estão a caminho. Nesse momento, começa o treinamento para as operações, tendo 2 equipes de pleno emprego, não começando do zero e não tem que efetuar novas contratações.
Gostaria de ver os 10 em ação, assim como por curtíssimo período tivemos 2 porta-aviões no setor operativo, mas…ao gestor recairia o inferno sob o ponto de vista financeiro.

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Colega, cê ta confundindo a Marinha do Brasil com a Royal Navy. Lá sim os caras vendem navios pra usarem o efetivo nos novos navios, afinal, a marinha deles tem pouco menos da METADE da nossa marinha. Lá eles efetivamente tem aquilo que precisam pros seus meios, diferente de terrar brasileiras(sim, terras, onde ficam nossos marinheiros) onde temos tantos marinheiros quanto a Itália e o Reino Unido SOMADOS, mas uma fração dos meios de combate de cada um deles em separado.
Mas o interesse principal da marinha segue firme e forte: aposentadoria integral em 30 anos de serviço.

Zorann
Visitante
Zorann

Logística de pessoal? Fala sério!! Olha o tamanho do efetivo. Oque não falta é gente atoa (leia-se sem navegar) na Marinha

FRANCISCO ALMIR SENA ROSA
Visitante

Nosso país, não tem vergonha na cara, não temos marinha séria, para vigilância e proteção ao mares , tinham que ter 30 submarinos,, nossa marinha é uma piada,, nem guarda costeira é na verdade.

Alex
Visitante

Eu concordo em vender,melhor que chegar ao ponto dos mirage e ficarem agarrados aqui,alem disso,seria bom unificar td com os scorpenes.

EVERALDO RUFINO DA SILVA
Visitante
EVERALDO RUFINO DA SILVA

Fiz 3.000 horas no Timbira! E – – – brazu zulu…

Audax
Visitante
Audax

Parabéns meu amigo. Motivo de muito orgulho. Sds.

rommelqe
Visitante
rommelqe

Meus parabéns, também. Mas uma pergunta: eu entendo que estes dois colocados à venda devem estar com suficiente autonomia para apenas ir ao seu destino (comprador), certo? Assim vende-los é apenas a melhor ente tres opções. As outras duas? Colocar as nossas preciosíssimas tripulaçoes em uma embarcação sem condições nenhuma de combate ou mante-las paradas no cais so observando a ferrugem tomar conta…. Só o treinamento dos nossos submarinistas certamente custou muito mais do que o preço de venda. De qualquer forma, ainda assim entendo que há uma vida remanescente importante nos dois colocados à venda pois caso contrario quem… Read more »

Alex Barreto Cypriano
Visitante
Alex Barreto Cypriano

Fala pros caras esperarem mais um pouquinho só que já, já, a gente fabrica uns scorpenes tupiniquins zerinho e vende pra eles financiado a perder de vista com precinho camarada…

Lucas Schmitt
Visitante

Por que os dois mais novos da classe serão vendidos e os dois mais velhos não?

Dalton
Visitante
Dalton

Lucas…veja o comentário do Nunão mais acima. Resumindo é que os 2 mais novos precisam passar por “PMGs” que são caros e consomem tempo.
.
Situação similar é a da US Navy que quis inativar o NAe USS Harry Truman comissionado em 1998 que precisará passar por modernização de meia vida
dentro de alguns anos e assim utilizar os bilhões de dólares economizados na modernização e nos 25 anos de vida pós modernização para outros propósitos, enquanto NAes mais antigos que já passaram pela modernização de meia vida permaneceriam em serviço até o fim de suas projetadas vidas de 50 anos.

Lucas Schmitt
Visitante

Mas não investir nos dois mais novos, afinal, eles ficaram mais tempo em serviço depois do PMG do que os dois mais antigos?

Lucas Schmitt
Visitante

Não valeria a pena investir..*

Dalton
Visitante
Dalton

Se houvesse dinheiro sim, mas, aparentemente só deu para fazer o segundo “PMG” do “Tupi” ,começar o segundo “PMG” do “Tamoio” que não vale a pena cancelar e mais importante, iniciar o
primeiro “PMG” do “Tikuna” que é o mais novo submarino da marinha e o mais capaz, já que é um “IKL 209 modificado”.

Aldo Ghisolfi
Visitante

REZO para que ninguém invente de ‘falar grosso’ conosco…

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

Não vendendo pra falida argentina ta de bom tamanho. os IKL-209 reformados ainda dão um belo de um caldo…

Zorann
Visitante
Zorann

A principal pergunta que eu faço é: oque é mais importante e mais necessário á nossa estratégia de defesa: 1 – ter uma força de submarinos de envergadura, composta por submarinos convencionais/nucleares em um número adequado, capaz de negar o uso do mar? ou 2 – ter 4 Tamandarés? Porque na prática é isto que estão fazendo. Estão desistindo da intenção original em favor das corvetas Isto me lembra a END anterior que dizia mais ou menos assim…. que a marinha deveria ter como principal objetivo estratégico a negação do uso do mar, que este objetivo se sobrepunha a todas… Read more »

Nilo Holanda
Visitante
Nilo Holanda

Não é o momento de desfazer deste submarinos, pois o país possui um número pequeno dos mesmos.

Gabriel
Visitante
Gabriel

Me parece um procedimento bastante coerente da Marinha.

Quem conhece um “bucadinho” de Forças Armadas sabe que é inviável a Marinha saltar de “5” para “9” submarinos convencionais, incluindo todos gasto para operar e manter os meios, sem falar na formação e capacitação das tripulações.

Não é “lego”, que basta encaixar as peças.

Se a Marinha conseguir operar e manter 6 submarinos convencionais, para a realidade da AS está mais que bom.

E que gastem os recursos no que realmente importa que é o submarino nuclear.

Taso
Visitante
Taso

os mais novos devem valer mais para venda… e um colega acima bem disse que estão aguardando manutenção pesada e cara, sem grana para fazê-lo.

Gabriel BR
Visitante
Gabriel BR

Dá para encomendar 4 navios classe Amazonas novos ou ainda um navio de resgate submarino moderno.

ednardo curisco
Visitante
ednardo curisco

se os hermanos pagarem já será muito.

problema é que passaremos uns 3 ou 4 anos só com 3 submarinos…

tupinambá
Visitante
tupinambá

Prá vocês que só reclamam da MB, vejam essa boa notícia, a compra de 40 ônibus novinhos. https://diariodotransporte.com.br/2019/08/21/marinha-do-brasil-adquire-40-onibus-neobus-new-mega-com-chassi-iveco/

JS666
Visitante
JS666

Segunda frota confirmada uahsuahsua

Marcilio lemos de Araujo
Visitante
Marcilio lemos de Araujo

Eh muita coincidência chassi iveco, são muitos interesses kkkkkk

BrunoFN
Visitante
BrunoFN

Vender o q n tem … Tá certo .. errado estamos nos ao querer e torcer pra q nossas forças sejam minimamente capaz de promover algum tipo de defesa .. hj n temos uma marinha de guerra …e segundo alguns prazos q soltam por aí….. Com sorte e MT macumba . Talvez em 2040 ..

rommelqe
Visitante
rommelqe

A principal dúvida: quanto tempo precisamos para que o Riachuelo entre logo em operação ativa? E tem que ter exito de imediato pois qualquer ponto que necessite ser corrigido pode demandar muito tempo e comprometer o início de operação dos demais tres da série.
Há também o lado estratégico, porque estamos deixando todos os ovos na mesma cesta, certo?

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Rommelqe. A MB usou a mesma classe de submarinos IKL por 30 anos e não houve problemas. Antes disso, foram os Oberon e antes deles os Guppy, Outras marinhas também t~em apenas uma classe de submarinos. Pelo que e comenta aqui no Blogo, são uns dois anos de testes e treinamento para entrar em operação. Acho que 2021 já estará operacional, mas preciso confirmar isso.

Emerson
Visitante
Emerson

Os comentários estão muito produtivo hoje, alguém aqui teria a expertise de fazer uma comparação entre a MB e a Royal Navy ( número de embarcações e efeitivo e tonelagem deslocada ).
Assim teríamos um motivo mais embasado para meter o Pau nos nossos almirantes 😈

Alexandre Esteves
Visitante
Alexandre Esteves

Que o dinheiro se reverta a novas encomendas para o PROSUB.

Luiz Floriano Alves
Visitante

Descaso e falta de manutenção destroem qualquer embarcação. Um submarino não é um carro de passeio. Profissionais capacitados precisam seguir seus protocolos técnicos e manter em dia as manutenções. Lastima perdermos barcos tão bem projetados. Vamos ficar na esperança de que os Scorpenes deem certo. Sabe lá quando que os teremos, todos navegando.

Marcos
Visitante
Marcos

Caso o poste da Kirchner ganhe as eleições na Argentina, que tal presentearmos a armada argentina com o A-12?

Filipe Prestes
Visitante
Filipe Prestes

Não seria melhor pegar a grana da venda dos dois subs e interar para comprar outro Scorpène do que remotorizar os IKL restantes?

Zorann
Visitante
Zorann

Você realmente acredita que a grana da venda será usada em equipamentos da Marinha? Isto aí vai só entrar no bolo e sumir no meio das demais despesas…