Home Sistemas de Armas Marinha do Irã apresenta drone de combate a jato

Marinha do Irã apresenta drone de combate a jato

7897
120

Outros sistemas de combate desenvolvidos pelos persas também foram revelados neste final de semana

O primeiro drone a jato de combate da marinha do Irã acaba de ser desenvolvido. A informação foi dada pela agência de notícias iraniana Tasnim no último dia 27 de novembro, tendo como fonte o comandante da Marinha do Irã, contra-almirante Hossein Khanzadi.

Falando à Tasnim, o contra-almirante Khanzadi disse que o drone, nomeado Sejjil (foto acima), usa dois motores a jato que permitem atingir uma velocidade de 1.000 km/h. O UAV também pode transportar mísseis com alcance de 100 quilômetros, acrescentou o comandante. Ele observou que um protótipo do drone foi construído e testado com sucesso pelo ministério da Defesa iraniano.

O contra-almirante Khanzadi continuou dizendo que Sejjil pode ser lançado de navios e recuperado de para-quedas. Nos últimos anos, especialistas e técnicos militares iranianos fizeram grandes avanços na fabricação de uma ampla gama de equipamentos locais, tornando as forças armadas auto-suficientes na esfera de armas.

O Sejjil é um dos diversos sistemas de combate revelado pelas autoridades navais iranianas recentemente. Ontem (30/11) o contra-almirante Khanzadi, informou durante a exposição naval a existência de um outro drone de uso naval de decolagem e aterrissagem vertical (VTOL), denominado Pelican-2. Equipado com quatro motores para decolagem vertical o drone pode decolar dos navios de guerra para missões de patrulha e reconhecimento. O drone iraniano pode até pousar e flutuar na água em caso de emergência.

Outro produto apresentado na exposição foi um Sistema de Navegação Inercial (INS), usado na detecção e navegação de submarinos. O sistema iraniano, desenvolvido sob o projeto Soren, foi fabricado com tecnologia especial disponível para apenas alguns países.

A Marinha também exibiu um projeto de um sistema de mísseis subsuperfície/superfície para submarinos. O sistema Jask-2 inclui uma combinação de mísseis, torpedos, controle de fogo e equipamentos de comunicação.

Em uma reunião com os comandantes da Marinha em novembro de 2018, o líder da Revolução Islâmica, o aiatolá Seyed Ali Khamenei, elogiou como “grandes e fabulosos” os avanços que as forças militares iranianas, em particular a Marinha, fizeram desde a vitória da Revolução Islâmica em 1979, dizendo que o sucesso da Marinha em colocar em serviço embarcações domésticas, como o destróier de Sahand ou os submarinos Fateh e Qadir, demonstra o progresso dia após dia.

Para concluir foi anunciado que um exercício naval conjunto envolvendo as marinhas do Irã, da China e da Rússia ocorrerá no Oceano Índico nas próximas semanas.

120
Deixe um comentário

avatar
29 Comment threads
91 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
49 Comment authors
CaravaggioLuiz MendesTadeu MendesSaqazPedro Henrique Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Kemen
Visitante
Kemen

Não acredito muito nessa “potencia militar” que o Iran quer fazer acreditar para seu povo, numa onda crescente de enganação informativa para que os radicais se perpetuem no poder. Fogo de Palha,

Mgtow
Visitante
Mgtow

O seu crédito ou descrédito é tão relevante como um frigobar na Antática meu caro templario de facebook

Rodrigo K
Visitante
Rodrigo K

Cara, fica na sua…deixa de ser hater…

Kemen
Visitante
Kemen

M – No que o seu é melhor que o meu, ein talibã?

Caravaggio
Visitante
Caravaggio

O comentario dele é puramente politico, dos mais rasteiros, e nada técnico, pq não tem qualquer qualificação tecnica pra analisar.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Kemen,

Outra fantasia da teocracia totalitaria iraniana. Aquele pais vai acabar tomando bombas de outras potencias militarmente superiores.

Caravaggio
Visitante
Caravaggio

Mais um comentario politico embasado em coisa nenhuma técnica.

Henrique de Freitas
Visitante
Henrique de Freitas

Corrigindo: Marinha do Irã apresenta mockup de drone de combate à jato.

Gus
Visitante
Gus

Mockup não, maquete, meu caro.

Mauricio R.
Visitante

Eles lá tem mock-up e maquete pra apresentar, nós nem isso.

João Moro
Visitante
João Moro

Até eu faço um mock-up e maquete pra apresentar. Se eles tem e nós não temos, isso realmente é irrelevante. E se nós fizéssemos, teria pessoas que zoariam e ficariam indignadas que gastamos o dinheiro das FAs em maquete que nunca construiremos de verdade.

Saqaz
Visitante
Saqaz

Ao contrário deles, nós temos liberdade para pessoa poder falar até mal do próprio país, ou seja, de si mesmo.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Mauricio,

Os caras do Iran nao tem senso de ridiculo. Voce acha que o Brasil deveria entrar nessa de mostar mock ups ou maquetes de tecnologias assim como faz o Iran?

Pelo menos o Brasil ja tem o MTC.

Mauricio R.
Visitante

O que foi mesmo que destruiu aquela refinaria na Arábia Saudita????? Te garanto que não foi ter MTC.

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

Drone bom é o nosso.

MBP77
Visitante
MBP77

By Revell iraniana.
Sds.

Gordo
Visitante
Gordo

O Irã sempre gostou de uma pirotecnia, mas cabe ressaltar que já desenvolveram muita coisa, a Arábia Saudita que o diga. Eles conseguiram um bom avanço na área de drones e misseis, ainda não é o algo comparável com análogos feitos por países mais centrais, mas é algo deles e podem aprimorar. Na Síria puderam colocar a prova seu equipamento e pessoal, com certeza descobriram muitas limitações, mas é só assim que se progride nessa área. Com o fim do embargo vão poder colocar as mãos em tecnologias mais avançadas e é ai que toda essa experiência adiquirida nesses anos… Read more »

Kemen
Visitante
Kemen

Semana passada, tiveram uma de suas bases na Siria quase que totalmente destruida, adivinhe por quem?

leonidas
Visitante
leonidas

Eu sei, eu sei , eu sei… 🙂

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Depois do que fizeram na Arábia Saudita eu não duvido é de mais nada daquele país. Os corajosos que vão tentar a sorte por lá.

Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
Visitante
Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro

Em terra de cego quem tem olho é rei. Não é que os iranianos ” conseguiram” fazer algo na Arábia Saudita, os SAUDITAS é que são praticamente inaptos e desleixados, e isso torna-se mais grave tendo em vista os excelentes meios dos quais dispõem.

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Se aproveitar da incapacidade do inimigo não desmerece o mérito iraniano. Guerra é isso, fazer o inimigo desmoronar atacando seus pontos fracos.

Alison Lene
Visitante
Alison Lene

Conversa tipica de time derrotado… “aproveitaram nossas falhas individuais…” mimimimi

A verdade é que as armas iraniaanas foram acertar exatamente os pontos fracos dos sistemas americanos de defesa antiaerea… Não é questao de desleixo, se atacar hj de novo vai ter o mesmo efeito, independente de os americanos aumentarem o efetivo ou não, pois esse e o ponto fraco dos patriot…

andrepoa2002
Visitante
andrepoa2002

Caro Alison, creio que foram as duas coisas: O ataque foi bem planejado e contou com eventuais características do aparato de defesa. Lembra algo similar quando Israel destruía baterias de SAM a varrer na Siria, deixando loucos os consultores soviéticos/russos devido ao fato dos operadores sírios não seguirem as recomendações defensivas e contramedidas. Então também não estranharia eventual desleixo dos sauditas que somado com a inteligência do ataque iraniano deu no que deu.

PauloR
Visitante
PauloR

Nos ultimos anos as maquetes iranianas se mostraram bastante eficientes.

Salim
Visitante
Salim

Propaganda e feita com inverdades, ate da para entender, o pior são os incautos que acreditam. Irã joguete para dar um pouco de gás no previsto finado petróleo, só náo estamos mais eletrificados pelo poder dos que tem grandes lucros petróleo. Inclusão Brasil que para viabilizar Petrobras esta atrasando sobremaneira a adoção veículos elétricos, mais uma vez vamos ficar para traz, lembrando que nos anos 80 já tínhamos carro elétrico da gurgel.

Salim
Visitante
Salim

Bem como painéis fotovoltaicos em prédios públicos e nordeste, norte em especial Acre , Rondônia e Roraima. Lei tramita anel sobretaxa instalações fotovoltaicas inviabilizando novos projetos.

Roger
Visitante

É complicada essa questão dos subsídios no setor de painéis fotovoltaicos, na verdade, qualquer subsídio é complicado, pois ao mesmo tempo que gera benefícios também gera assimetrias. Como explicar para o cidadão médio, que mal consegue pagar o próprio aluguel, que ele está pagando (parcialmente) do próprio bolso, a energia do painel solar que está sendo instalado nos bairros nobres de sua cidade. Pois o que eu vejo são apenas casas de alto padrão, ou no mínimo de classe média-alta, que tem capacidade de adquirir e instalar kits de painéis fotovoltaicos. A energia solar ainda é muito cara com ou… Read more »

nonato
Visitante
nonato

Concordo parcialmente.
Que eu saiba não há subsídio.
Apenas se permite o usuário se conectar a rede e não pagar quase nada pela energia consumida.
Se ele quiser ficar offfgrid, pode e não paga nada.

Roger
Visitante

Acho que o subsídio é sobre utilizar a infraestrutura da rede elétrica (posso estar enganado) e sobre pagar com a energia gerada durante o dia a energia consumida durante a noite. Só que a energia gerada durante o dia geralmente é mais barata do que a energia gerada durante os horários de pico, à noite. Somente isso já gera um custo que a concessionária tem de arcar e que o governo tem de cobrir. E para ficar offgrid é necessário ter baterias, aparentemente não é qualquer bateria que serve para esses sistemas, além de custar o olho da cara, o… Read more »

Alex Barreto Cypriano
Visitante
Alex Barreto Cypriano

O problema é o custo do sistema fotovoltaico individual que demora décadas pra amortizar (quanto menor o consumo/produção, mais tempo demora pra amortizar), sem levar em conta a manutenção. É o ápex da cretinice abrir mão das vantagens da escala (o sistema centralizado de produção) em favor de ‘soluções’ individuais sob pretexto ecosoteriológico. E ainda pior, misturando os dois sistemas imiscíveis.

andrepoa2002
Visitante
andrepoa2002

Calma jovem, nem tanto ao céu nem tanto ao inferno. Ambas soluções tem virtudes e defeitos.

Salim
Visitante
Salim

Alex, será que somos mais inteligentes que Europa, usa, Canadá,etc…?! Nos USA quem financia os painéis e instalação são as concessionárias eletricidade, pgto e feito com a venda energia, sistema se paga em 6 a 7 anos. A energia industrial, custo e disponibilidade e um dos entraves ao crescimento, governo está saindo ramo pois não tem capacidade técnica nem dinheiro pra setor voltar ser competitivo. Devemos ficar a mercê dos barões petróleo e das bravatas iranianas?????!!!!!??!!? Residencial nem se fala. Estamos sem carne porque vendemos tudo china, trump ameaçou aumentar sobretaxa alumínio e aço. Rússia faz boicote a nossa carne… Read more »

Demetrius
Visitante
Demetrius

Décadas para se pagar? Pode citar seus números, seja in ou all a instalação…

Alex Barreto Cypriano
Visitante
Alex Barreto Cypriano

Caro gladiador:
Suponha que você seja um consumidor residencial bifásico de trezentos KWh/mês e instale um sistema fotovoltaico tie-grid que produza duzentos KWh/mês (você é obrigado a pagar por cem KWh/mês, consumindo ou não). Custando o KWh uns cinqüenta centavos, você economiza cem reais por mês, mil e duzentos reais por ano. Se a sua instalação custar vinte e quatro mil reais, sem considerar a inflação, seu investimento inicial em micro geração se amortização em vinte anos. E se você acha que a manutenção do sistema não custa nada…

carvalho2008
Visitante
carvalho2008

Correto

Salim
Visitante
Salim

Roger, se ficarmos dependentes mercado petróleo, cada vez que der um ataque histérico no Irã teremos variações de preços e dificuldades aqui, o que sugeri como exemplo foi a diminuição dependência petróleo, que USA , países europeus e outros desenvolvidos estão trilhando, O proalcool esta em risco se novas normas antipoluicao para veículos entrar vigor, transporte carga 100% dependente petróleo. O Irã e Venezuela são grandes desestabiluzadores de preços, portanto só evolui para riscos de evolução conflito, visto que Irã esta investindo no confronto. O meu prisma de visão qdo comento matéria e o impacto no Brasil e fazer sugestões… Read more »

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

O petróleo não só é utilizado como matriz energética, há milhares de outros produtos derivados do petróleo. Nossa sociedade é altamente dependente dele, e assim ficará por muitos séculos pela frente.

Salim
Visitante
Salim

Transporte significa maior uso petróleo mundo, se vc diminui consumo, abaixa preço, daí esvazia bolso da Arábia Saudita, Irã, Venezuela,… ai eles param encher paciência dos outros.

andrepoa2002
Visitante
andrepoa2002

Na verdade se o estado não atrapalhar, não precisa de subsidio. Basta ver essa safadeza que a agência reguladora quer impor aos usuários da tecnologia fotovoltaica.

carvalho2008
Visitante
carvalho2008

To sabendo, isto é um absurdo e palhaçada

Alex Barreto Cypriano
Visitante
Alex Barreto Cypriano

Por favor, me informe em que consiste essa safadeza da ANEEL com a micro geração fotovoltaica?

Alex Barreto Cypriano
Visitante
Alex Barreto Cypriano

Ah, a sacanagem é cobrar taxa de uso da infraestrutura da rede de transmissão quando se ‘injeta’ ‘energia’ na rede! Ora, se a concessionaria paga, por quê o micro ou mini ou pequeno gerador injetante não pagaria? A sacada foi essa: virou negócio gerar mais do que consome, embora todo o sistema funcione baseado em princípio falso (você não consome energia, mas corrente elétrica -induzida por uma DDP no condutor- que é transformada em potência nos aparelhos; daí, você não injeta nada na rede, você apenas alivia a demanda de amperagem na ponta geradora que fica dispensada de se preocupar… Read more »

andrepoa2002
Visitante
andrepoa2002

Seria bom não confundir o papel de gerador e o papel de distribuidor. As geradoras não pagam pela distribuição. Quanto as distribuidoras, se adaptem, sejam criativas ou serão os táxis do futuro (extintos por serviço concorrente mais prático). Isso me lembra quando telefones eram bens declarados em herança. Nada impede o progresso meu jovem, no máximo atrasa, e nós estamos muuito atrasados.

Alex Barreto Cypriano
Visitante
Alex Barreto Cypriano

E nem era previsto que o microgerador ou minigerador (individual) utilizasse da infraestrutura de distribuição que não lhe pertence. Era pra ele gerar menos do que consumia, como eu disse acima. Mas os oportunistas fizeram uma tremenda confusão… A idéia de microgeração e minigeração é disruptiva: devia ser abandonada de imediato e proibida sob pena de convulsionar o que já funciona mal…

Alex Barreto Cypriano
Visitante
Alex Barreto Cypriano

E, em complemento, banir, igualmente pequena geração remota (30 a 300MW). São esses caras que estão fazendo a campanha de burburinho e falácias contra a iniciativa da ANEEL visando manter seus subsídios na TUSD e TUST (entenda-se, seus lucros). Atitude de pirataria típica de anarco capitalista…

andrepoa2002
Visitante
andrepoa2002

Jovem, 90% ou mais da rede de distribuição foi feita por estatais, utilizando verbas publicas desde sempre. Mesmo privatizadas essas distribuidoras ( que não assumiram dividas passadas) mais fazem manutenção do que novas redes. Taxar essa atividade por causa do uso da rede que já foi paga por todos é meio anacrônico.. E a ideia de privilegiar o grande gerador em detrimento de micros me parece coisa de capitalismo de compadrio, que espero seja extinto no Brasil em algum dia.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

E com o fim do embargo, podemos imaginar a cooperação do Irã com russos e chineses.
Vão avançar muito.

Pedro Henrique
Visitante
Pedro Henrique

Como uma nação islamica seria parceiro estratégica de uma outra nação que não representa sua crença, como o caso da China e seu budismo e os ortodoxos russos?

Tamandaré
Visitante
Tamandaré

É…. fazendo maquetes eles são muito bons! 🙂

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

A Arábia Saudita e seus Patriot que o digam…

Tamandaré
Visitante
Tamandaré

De 50 maquetes produzidas, será possível que pelo menos 2 ou 3 não funcionassem, né ?!! – Além do mais, construir um drone que viaje uns 500km e se exploda num alvo em terra não é nenhum mistério da tecnologia. Aí o agressor lança umas 100 unidades e torce pra saturar o sistema AAA inimigo! Pode ir em qualquer universidade federal BR e bater na porta do Departamento de Engenharia (ou CCT) que eles têm capacidade pra desenvolver isso em alguns anos de pesquisa. Nada demais nisso!! – Pra deixar claro: os iranianos estão CERTÍSSIMOS em focar no desenvolvimento caseiro… Read more »

Paulo
Visitante
Paulo

Que me perdoem os editores, mas esse tipo de notícia deveria ser colocado apenas se tivesse vídeo ou a comprovação de jornalista que viram in loco a demonstração. Pode até ser verdade, mas o “cheiro” de fake news é muito forte.

nonato
Visitante
nonato

Para dar Ibope.
Se disser que é só maquete pouca gente lê…

DOUGLAS TARGINO
Visitante
DOUGLAS TARGINO

Pode ter muita exageração e mentira nessas armas do Irâ. Mas tenho certeza que na área militar e nuclear estão bem a frente de nós! O pessoal reclama e reclama deles, mas bem que eu queria que o Brasil tivesse a mesma capacidade de mísseis e drones como eles tem!

Alex Barreto Cypriano
Visitante
Alex Barreto Cypriano

A marinha do Irã não é a guarda revolucionária do Irã (que até tem sua própria marinha), mas causa repulsa ver o entusiasmo dos tiranos armados em massacrar o próprio povo (dizem que a era da contestação interestatal acabou e que a contestação assimétrica será intraestatal, daí a brutalidade das forças de segurança dos regimes opressores na supressão de protestos civis). Nem uma quinzena se passou depois do morticínio e a propaganda triunfalista vem martelar a paz de cemitério.
https://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2019/11/21/interna_internacional,1102713/guarda-revolucionaria-elogia-acao-da-policia-para-conter-protestos-no.shtml

Salim
Visitante
Salim

A guarda revolucionaria iraniana tal qual a venezuelana detêm o controle da maioria dos bens e serviços públicos,esta e a razão básica de eles se apegarem a estes regimes contra as necessidades e desejos da população.

Mgtow
Visitante
Mgtow

Balela. O irã tal qual a Venezuela adotam o caminho certo em criar guardas Pretorianas. Isso inibe militares antipatrioticos de darem golpes em governos de seus paises para assegurar uma cabeça de ponte para os Yankes financiadores. Viva o Irã. Chora minion

Flanker
Visitante
Flanker

Kkkkkkkk…..d.o.e.n.t.e……….p.s.i.c.o.p.a.t.a…….

Fabio Jeffer
Visitante
Fabio Jeffer

Mgtow
Então pq vc não se muda pra Venezuela ou Irã já que lá é tão bom

Lucas
Visitante
Lucas

O nome escolhido pelo cara já é uma comédia. procurem o significado de Mgtow..
Pior, eis que temos aqui um “incel” de esquerda.
E eu achando que já vi de tudo.
A Trilogia já foi melhor.

Kemen
Visitante
Kemen

M – Guarda Pretoriana a lá Sadan Hussein, só ver o que restou dela.

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

Depois daquele ataque a refinaria de petróleo, não dá mais pra dar risada e falar com 100% de certeza que é mockup.
Eles podem até não fazer caça de 5° geração, mas em materia de míssil de cruzeiro e drones, eles parecem ter suas surpresas.

Junior
Visitante
Junior

Eu mesmo ri bastante quando eles apresentaram aquele mock up de caça de 5 geração, mas de lá para cá, eles se apoderaram de um RQ-170 Sentinel, até então esse era um drone ultra secreto americano, depois derrubaram um Global Hawk que segundo o pentágono sequer estava em espaço aéreo iraniano, depois atingiram uma refinaria saudita com drones que burlaram defesas anti aéreas sauditas compradas dos americanos ao custo de bilhões de dólares, fora os vários predators derrubados no Yemen pelos houtis usando os seus misseis, enfim isso ai pode até ser mais uma peça de propaganda, mas já fico… Read more »

Ítalo souza
Visitante
Ítalo souza

Quando se apanha muito, você acaba criando estratégias e desenvolvendo uma contra medida.

Me parece que foi isso que aconteceu

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

Que aquele caça de 5ª geração deles é uma piada ( de mal gosto ), isso não se discute.
Mas tô vendo muita gente tirando sarro e falando que o Irã é fraco…
Se o Irã fosse realmente fraco, ele já não teria sido invadido pelos EUA? Particularmente, eu acredito que, na medida do possível ( lembrando que eles estão sob embargo a décadas ) eles tem umas surpresas na manga, e esses fatos que você disse, mais o ataque a refinaria de petróleo, corrobora isso.

Diego
Visitante
Diego

Tá certo que eles gostam de uma fanfarronice, mas estão investindo em capacidades relevantes e considerando o acontecido com os sauditas é bom ter respeito por eles. Obs, se não fossem capazes de um estrago, Trump certamente teria atacado.

João Adaime
Visitante
João Adaime

Caro Diego.
Para atacar o Irã, antes os EUA precisam pedir a benção da China e da Rússia. Assim como fizeram em algumas regiões da Síria. E a desculpa era o Isis.
No Irã não existe Isis. Não pelo menos oficialmente e atacando o país.
Este respeito à área de influência de cada um é que tem evitado um conflito de proporções apocalípticas.
Abraço

Luiz Mendes
Visitante

João,

Os EUA não precisam pedir benção para ninguém, nem China, nem Rússia e nem ONU.

Diogo de Araujo Carvalho
Visitante

toma uma maquetinha pra quem tava como saudade, meu povo!

Kemen
Visitante
Kemen

O que fizeram na Arabia Saudita com armas iranianas, destruiram a refinaria ? Não, os rebeldes conseguiram danificar pequenas coisas, rapidamente recxuperada, com um misil que não tem direcionamento preciso, é só olhar a extensão da refinaria saudita.

Salim
Visitante
Salim

Basicamente o que fazem e semear terror, atiram a esmo e o que atingir usam como propaganda.

Kemen
Visitante
Kemen

S – Pura realidade proprio das causas perdidas.

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Aquilo foi um recado e a propaganda serviu, o mercado foi à loucura por alguns alguns dias. Não precisa trucidar o inimigo, basta incapacitá-lo psicologicamente e é GG como dizem os gamers.

Ítalo souza
Visitante
Ítalo souza

Guerra psicológica sempre funcionou, exemplo as aeronaves alemãs da WWII equipadas com material que fazia som para causar terror.

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Sim, as sirenes nos bombardeiros Stuka. Aquele som aterrorizante até hoje é usado para caracterizar um ataque aéreo no universo do cinema.

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Nessa caso, tenho que concordar com o colega aí de cima.

O ataque pode não ter tido grande, mas teve o efeito que se pretendia ter. As bolsas enlouqueceram no mundo todo. Se propagou um pânico sobre os desdobramentos do ataque.

Independente de quem foi a autoria e do que foi usado, se o objeto era criar pânico, conseguiu.

Kemen
Visitante
Kemen

Trinta dias depois tudo voltou a normalidade, se o estrago tivesse sido de vulto incapacitando totalmente a refinaria ou tivessem ocorrido danos maiores, poderiam ocorrer represalias de vulto para os rebeldes e talvez até para o Irã.

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Engenharia de maquetes…

Mgtow
Visitante
Mgtow

Sou suspeito para falar do Irã. Sou fã numero 1. Um país sabotado, que não baixou a cabeça para os canalhas que se acham a policia do mundo. Pouco a pouco conseguindo sua autosuficiencia. O eixo Pequim- Moscou-Teerã-Ankara se constituindo com a Nova Ordem Mundial.

Mgtow
Visitante
Mgtow

*como a Nova Ordem Mundial

Salim
Visitante
Salim

Que m…….., herança maldita para nossos filhos, ditaduras teocráticas e comunistas que só da benesses aos amigos poder.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Salim,

Alguns comentarios aqui sao o exemplo do deteriorado estado mental de alguns comentaristas, que por raiva do Ocidente e/ou de Israel, se alinham com o que existe de mais podre na sociedade humana.

Essa turma ja nasceu perdedora. Por isso existe tanta inveja e despeito.

Depois vao reclamar do porrete que vao levar, e rapidinho vao para a ONU pedir arrego.

Roger
Visitante

Meus professores de história teriam orgulho de você! Eu não…

Flanker
Visitante
Flanker

Está pronto pra ir pra um desses países?? Muda pra lá!! Seria um favor que tu farias, indo embora daqui!!! Tu é avesso ao imperialismo dos EUA, mas é apaixonado por um regime totalitário e fanático……bipolar é pouco pra ti…..

Rodrigo K
Visitante
Rodrigo K

Fã de autoritarismo? Pensei já ter ouvido todo tipo de bobagem…sqn…

Alison Lene
Visitante
Alison Lene

Fã de ser capacho? infelizmente ja vi muito disso… Agora me responda: obrigar os outros a não comercializar com quem vc não gosta é democracia ou autoritarismo?

Flanker
Visitante
Flanker

Ninguem é obrigado a nada! Todo mundo pode comercializar com o Irã. Só que esses não vão poder comercializar com os EUA depois. Mas, todo mundo é livre. Por que rússia e china não comercializam com o Irã? Será que é porque eles preferem continuar comercializando com os EUA?? Vocé pensa que tem amizada, cordialidade e honestidade no comércio e nas relações internacionais??

Kemen
Visitante
Kemen

M – Ankara não faz parte desse eixo, forma parte da OTAN até hoje, pode sonhar à vontade. O que pesa é o eixo Washington-Otawa-Londres-Paris-Berlin-Roma-Madrid-Ankara-Oslo-Lisboa-Atenas-Antuérpia-Bucarest e mais catorze outros.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Somente um desmiolado com voce poderia sair com essa perola. Se voce gosta de teocracia totalitaria, deveria ir viver com eles.

Moscou, Pequim e Teran, serao a nova ordem mundial, transformada em cinzeiro radioativo.

Quem busca, encontra. Vai la se meter com Israel, para ver o que acontece.

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Mais uma maquete…famosa guerra fake

ADRIANO MADUREIRA
Visitante
ADRIANO MADUREIRA

“Q drone, nomeado Sejjil, usa dois motores a jato que permitem atingir uma velocidade de 1.000 km/h. O UAV também pode transportar mísseis com alcance de 100 quilômetros, acrescentou o comandante. O contra-almirante Khanzadi continuou dizendo que Sejjil pode ser lançado de navios e recuperado de para-quedas. Nos últimos anos, especialistas e técnicos militares iranianos fizeram grandes avanços na fabricação de uma ampla gama de equipamentos locais, tornando as forças armadas auto-suficientes na esfera de armas”. Velocidade de 1.000km/h e pode ser lançado de navios e recuperado de paraquedas?! Para atingir tal velocidade,ele não deveria ser um UAV de tamanho… Read more »

ADRIANO MADUREIRA
Visitante
ADRIANO MADUREIRA

Porque único UAV de tamanho considerável e que pode ser embarcados em navio que conheço é o X-47B,sendo ele subsônico…

comment image

Alison Lene
Visitante
Alison Lene

Ah tá… Pq vc não conhece não existe ne? Ou sera que e pq os EUA não tem nao existe ne?

Deve ser o mesmo argumento que se usa pra dizer que os S-400 não presta… Vai dizer que nunca foi testado em guerra… kkk. Comedia vc…

Pedro Henrique
Visitante
Pedro Henrique

Deixe de ser bairrista, o Madureira fundamentou muito bem sua opinião ao contrario da sua.

Flanker
Visitante
Flanker

Você critica o outro por colocar informações e o rotula d fanboy, mesmo não usando essas palavras. Se você lesse mais, veria que o colega que você criticou é bem fã dos russsos e crítico dos EUA. Mas, a voracidade em criticar, só porque discorda do seu ponto, não permite que vejas com mais amplitude.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Adriano,

Diz para essa gente, que o X-47B voa de verdade. Nao e uma maquete ou mock up.

Futura maquina de guerrada US Navy, que ja esta operando secretamente.

Roger
Visitante

Drones iranianos. Faz sentido os iranianos investirem em uma arma barata e eficaz se empregado na forma de enxames, saturando qualquer defesa aérea. Ainda há muitas incertezas sobre o nível tecnológico de tais máquinas se comparadas com suas contrapartes ocidentais, mas não podemos subestimar os iranianos assim como a Arábia Saudita vem fazendo. Podem não ter tantos recursos, nem sofisticação ou qualidade, mas suas armas ainda matam e seus militares são diferentes dos militares dos países árabes. Enquanto nos países árabes há uma clara divisão hierárquica, com poder centralizado e com soldados sem identificação própria com as suas monarquias e… Read more »

Alison Lene
Visitante
Alison Lene

Uma correção: Se vc acha que o Irã não tem nenhuma chance numa guerra convencional, depende do que vc entende por chance… Ele não pode vencer os EUA no conceito de perder menos armas e homens… Mas pode vencer no conceito do Vietnã, onde ganhou no sentido de os EUA se retirarem da guerra… O potencial belico do Irã e suficiente para destruir todas as tropas americanas posicionadas no Oriente Médio e o proprio Israel… Caso questione acerca de Israel, basta lembrar que vc nao precisa de armas nucleares quando seu inimigo tem usinas nucleares prontas a serem destruidas… O… Read more »

Flanker
Visitante
Flanker

Esse missil apto a afundar o NAe dos EUA é balístico também? Como o chinês? Ele afunda um “alvo fácil” como um NAe?….só não esquece de combinar com os norte-americanos….para eles deixarem o NAe bem paradinho e com os sistemas antimísseis dele, e das suas escoltas, desligados……
Nada é inafundável…..nada é invencível…..mas, dizer que um NAe é um alvo fácil…..putz….é brabo…aí fica difícil até de argumentar….

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Alison,

O Iran nao tem condicoes de encarar tropas americanas, e muito menos de sobreviver a uma campanha de assalto/bombardeio aereo.

Nao se preocupe com Israel. O Iran sabe que com os judeus nao se brinca.

Constantemente levam porretada da IAF na Siria e da IDF no Libano.

carvalho2008
Visitante
carvalho2008

O Irã tem investido cada vez mais em guerra assimétrica de alta tecnologia

Muitos projetos não passaram de desejos e experiências, mas muita coisa já saiu do forno

O exemplo do ataque com drones as refinarias árabes são prova de que já existem um ponto de inflexão na maturação destes modelos

Seria curioso saber os parâmetros de tamanho deste modelo aí

Oiseau de Proie
Visitante
Oiseau de Proie

O Irã está testando…Irã derruba drone milionário norte-americano e não sofre retaliação…Os houties atacam a AS e interrompem metade da sua produção de petróleo…Houthis atingiu o terminal do Aeroporto de Abha, no sul da Arábia Saudita, ferindo um total de 26 passageiros… Eu acredito que numa eventual incursão militar do ocidente contra o Irã…a Pérsia se valha da mesma estratégia que a Coreia do Norte…a maior dissuasão do regime coreano não esta na capacidade de atingir e infligir danos aos eua mas sim aos países da região, em especial a Coreia do Sul…seguindo uma doutrina de guerra irregular eles fariam… Read more »

Alison Lene
Visitante
Alison Lene

Parcialmente certo

Kemen
Visitante
Kemen

Destruir o Irã por causa de um drone que voava sobre territorio iraniano? Não valia a pena e sem justificativa, melhor foi aumentar a retaliação econômica. Os rebeldes houties são um problema saudita enquanto não atingirem de peso outros paises, os rebeldes sabem disso. Remenber Osama, seu destino e o de sua organização.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Kemen,

Conta para essa gente, que o governo iraniano, esta cobrando das familias das vitimas da tiranian teocratica, o custo das balas que foram usadas para matar-los durante os recente prostestos.

A economia iraniana esta afundando, e o desespero esta fazendo vitimas dentro de da casa deles.

carvalho2008
Visitante
carvalho2008

É o que sempre digo:

A tecnologia avança tão rápido, que atropela grandes projetos delongo prazo militares.

Trazendo ao terreno do dia a dia:

Existem mísseis e sistemas fabulosos é altamente efetivos lançados a 20 anos atrás.

O problema é que qualquer processador comercial novo deixa a eletrônica destas armas no chinelo

Com tecnologias comerciais, você começa a desenvolver sistemas de armas com boa eficácia e o problema maior, é quando você põe a curva desta evolução no gráfico

Ítalo souza
Visitante
Ítalo souza

Eu acho que o Irã ta deixando o blefe de lado, me parece que estão se tornando um iceberg para algum navio.

Estes drones não são tão comuns de se aparecer no oriente médio, principalmente provenientes de Nações do oriente médio, estão pagando muito bem para ter tal tecnologia a disposição.

Jadson Cabral
Visitante
Jadson Cabral

Ridículo kkkķkkkkkk
Esse Pelican mais parece uma gambiarra que algum youtuber aeromodelista fez. Se vocês procurarem por isso, vão achar. E esse drone a jato? Como pousaria com paraquedas na água sem entrar água nos motores? Como decolaria de uma embarcação de um convoo???

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Catapultas, os antigos cruzadores e encouraçados lançavam aeronaves assim.

Gabriel BR
Visitante
Gabriel BR

En algumas áreas( Drones e construção naval por exemplo) os iranianos estão bem avançados mesmo…agora aqueles caças, tanques encima de caminhões nos desfiles e sistemas antiaéreos de largo alcance é tudo mentira.

Alison Lene
Visitante
Alison Lene
Andre Luis
Visitante
Andre Luis

E mais maquete… eu aqui, ainda esperando o primeiro voo do ‘stealth’ F-313 Qaher..

Renato B.
Visitante
Renato B.

Em termos de definições: onde terminam os mísseis e começam os drones?

andrepoa2002
Visitante
andrepoa2002

Não boto muita fé nestes anúncios do Irã, conhecido pelos mockups duvidosos..

Oiseau de Proie
Visitante
Oiseau de Proie

Então o que estão esperando pra invadir e tomar aquele lugar?!…

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Oiseau,

Quem te disse que existe algum pais querendo invadir o Iran? De onde voce tirou essa ideia?

O Iran sabe muito bem com quem pode brincar de guerra ,e quem deve evitar provocacoes.

O problema dos iranianos chama-se Arabia Saudita.

carvalho2008
Membro
carvalho2008

Acho que eles já estão conseguindo um ponto de maturação que não pode ser ignorado.

Andre Luis
Visitante
Andre Luis

Pelo acabamento dos produtos, sei não! Não dá pra fazer milagre quando um país sofre embargo. Daí, o jeito é usar a melhor arma que estes regimes têm: a PROPAGANDA.

Caravaggio
Visitante
Caravaggio

Desistam de dar noticias sobre Iã e China aqui, os comentários são uma piada, os caras nada entendem do assunto e só fazem comentários politicos rasteiros.