Home Aviação Naval FOTOS: PHM Atlântico e o NDM Bahia na Operação ‘Amazônia Azul –...

FOTOS: PHM Atlântico e o NDM Bahia na Operação ‘Amazônia Azul – Mar Limpo é Vida’

7420
67
PHM Atlântico (clique nas imagens para ampliar)

Por Valter Andrade

Desde o início de setembro, o Brasil está unido no combate ao derramamento de óleo ocorrido na região Nordeste do país. Crime ambiental inédito na história brasileira, pela extensão geográfica e pela duração no tempo, suas consequências atingiram cerca de 2.250 km de extensão da costa brasileira.

Mais de 4.800 militares da Marinha do Brasil, 34 navios, sendo 30 da Marinha do Brasil e 4 da Petrobras, 22 aeronaves, sendo 11 da Marinha do Brasil, 6 da Força Aérea Brasileira (FAB), 3 do Ibama e 2 da Petrobras, 140 servidores do Ibama, 80 do ICMBio e 440 funcionários da Petrobras atuam nessa grande operação.

O estado de Pernambuco foi um dos centros da operação, recebendo os dois maiores navios da Esquadra Brasileira, o Porta-Helicópteros Multipropósito (PHM) Atlântico e o Navio Doca Multipropósito (NDM) Bahia, este ficando fundeado no porto de Suape em Pernambuco para dar todo suporte logístico e medico necessário a operação. O PHM Atlântico posteriormente ficou patrulhando áreas especificas do litoral nordestino.

Subscribe
Notify of
guest
67 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Francisco Herês
Francisco Herês
6 meses atrás

Fotos incríveis!!!!!!!

Marcelo
Marcelo
Reply to  Francisco Herês
6 meses atrás

Realmente ! O Bahia tem uma cara de invocado…gosto muito desse navio, pena que os chilenos ficaram com o irmao dele.

Kommander
Kommander
6 meses atrás

Será que algum dia a gente vai ver esse convoo do Atlântico cheio de helicópteros?

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Kommander
6 meses atrás

Isso e facil já que o convoo só tem capacidade para 7 helicópteros. A questão e será que veremos um dia ele operando a plena carga?
Acho que muito raramente.

Dalton
Dalton
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
6 meses atrás

Cristiano…
.
há fotos do HMS Ocean com bem mais do que 7 helicópteros no convés de voo. Há sete/seis locais para decolagem e pouso, assim como há 9 no maior USS Wasp, mas este costuma levar a maior parte de suas cerca de 30 aeronaves no convés de voo até por conta do hangar não ter espaço nem para metade delas, então acredito que foi isso que o Kommader quis dizer.
abs

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Dalton
6 meses atrás

Amigo e o contrário.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Dalton
6 meses atrás

comment image

Dalton
Dalton
Reply to  Dalton
6 meses atrás

Era para ter saído uma foto do “Ocean” com 11 helicópteros no convés de voo, mas, saiu outra …

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Dalton
6 meses atrás

O que não mudaria a minha afirmação. A area do hangar e pouca coisa menor que o convôo e só ver nos projetos em corte por ai, tanto de PA como de porta-helicopteros.
A diferença e que no hangar, as aeronaves tem suas asas e helices dobradas para ocupar menos espaço e facilitar a manobra.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
6 meses atrás

Lembrando que os CH-47 não cabem nos elevadores e nem no Hangar. Eles só operaram apartir de bases em terra e usando o navio como ponto de pouso para apoio e obvio pegar tropas.

Gallito
Gallito
Reply to  Kommander
6 meses atrás

Se forem visitar o Atlântico próximo ao dia 7 de setembro, não vá com a esperança de encontrar algum helicóptero a bordo, no máximo que você pode esperar encontrar é uma van !

Camargoer
6 meses atrás

Olá Colegas. As fotos são muito legais. Parabéns ao Valter. Em outra postagem sobre essa missão discutimos bastante o problema do vazamento. Temo que as coisas voltaram a estaca zero.

Delfim
Delfim
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Sabe como é, no BR as coisas acontecem ao sabor do noticiário. Saiu do foco, cai-se no esquecimento.

Camargoer
Reply to  Delfim
6 meses atrás

Olá Delfim. Em uma postagem anterior, discutimos muito essa missão da MB. Ao contrário de muitos colegas, critiquei tando o MMA quanto o GSI pelo modo que conduziram a crise. Parece que eles continuam ignorando o problema, mas a situação piorou porque parece que o MJ tem sido incapaz de descobrir o que aconteceu.

Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Sim.

Parece que limparam. As praias estão cheias, os pescadores voltaram à pesca, os mangues estão como sempre foram.

Segue o enterro.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
6 meses atrás

Bonitona essas fotos do Bahia e Atlântico.
Se são os meios que temos pra isso, então vamos usá-los da melhor maneira possivel. E que bom que isso prova que eles estão operacionais.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
6 meses atrás

Belos navios, para eles só faltam as escoltas, e um navio desses como o Ocean no mínimo deveria navegar com ao menos uns 4-8 escoltas, fora navio auxiliar e até um Sub escondido…

Esteves
Esteves
Reply to  Adriano Madureira
6 meses atrás

Mais o Slava.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Adriano Madureira
6 meses atrás

O nornal, como e visto pelo mundo,são 2/3 escoltas por navio. Nos PA americanos, são 3 escoltas e um sub. Em operações normais.

Esteves
Esteves
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
6 meses atrás

O Ocean atual Atlântico cumpriu missões sem escolta.

Para as missões que o navio desempenha não precisa.

Dalton
Dalton
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
6 meses atrás

Para os NAes da US Navy, obrigatoriamente um cruzador e em média 3 classe “Arleigh Burke IIA” que possuem hangares para helicópteros, eventualmente na falta de um “IIA” um sem hangares é incluído. . Submarinos deixaram de fazer parte de um “CSG” muitos anos atrás e o próprio “site” da US Navy finalmente corrigiu isso já que estava bastante desatualizado. Submarinos obrigatoriamente participam do último treinamento de um NAe antes de sair em missão e aqueles que eventualmente estejam na área para onde o NAe irá, interagem com ele. . Os Grupos Anfíbios (ARG) constituídos por um LHD/LHA, um LPD… Read more »

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
6 meses atrás

Que legal! Certamente contribuíram bastante nos trabalhos de recuperação e prevenção desse desastre ambiental.

Marcos10
Marcos10
6 meses atrás

Maior derramamento de óleo da história e nenhum comentário do Macron ou das ONGs defensoras dos índios, árvores e temperatura.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Marcos10
6 meses atrás

Tem vários das ONGs, do Macron nada.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
6 meses atrás

As ONGs reclamm da demora da resposta do governo fededal, do desmonte das equipes de fiscalização e combate e por ai vai.
Infelizmente nisso elas estão certas.

Silvano
Silvano
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
6 meses atrás

Não precisamos de inimigos externos.

Camargoer
Reply to  Silvano
6 meses atrás

Caro Silvano. Essencialmente, ninguém deseja inimigos externos. Esse é o objetivo da diplomacia.

Camargoer
Reply to  Marcos10
6 meses atrás

Olá Marcos. A. Fronteira do Brasil com a Guiana esta coberta pela selva amazônica. Se pega fogo do lado de cá, ele passa para o lado de lá. O derramamento de óleo foi na região do litoral NE do Brasil e está descendo para o SE. Se o óleo tivesse subido para o litoral N chegando a Guiana, o Macron teria a obrigação de descascar o governo federal.

Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Mestre, Parece-me que acabou. Limparam. O que chegou no ES foi pouco. O que parecia ter chegado no SE não era óleo. A pesca voltou, os turistas estão nas praias, o calor está infernal, a chuva não para. Reclamaram que a MB não foi. Ela está lá. Penso ser difícil pegar fogo na selva. Chove demais. Muitos rios. Aqui mais embaixo é mais seco. Desmata e bota fogo. Faz garimpo. Todo mundo ganha. Todo mundo perde. Quem ganha não ganha porque ganha. Quem perde não perde porque perde. Todo mundo que ganha e todo mundo que perde não ganha nem… Read more »

Camargoer
Reply to  Esteves
6 meses atrás

Olá Esteves. Pelo que lembro da discussão anterior, alguns colegas perguntaram como o A140 e o G40 poderiam ajudar, já que não possuem equipamentos para combater derramamento de óleo (lembrando que a Petrobras cedeu um barco dela preparado para esse fim). Outros colegas (eu inclusive) criticaram o ministro do MMA que estava fora do país e só foi se manifestar de modo inadequado (criticando o Greenpeace) praticamente um mês depois do inicio da crise e também o GSI por ser incapaz de fornecer á presidência uma avaliação da gravidade do problema, deixando a presidência despreparada para enfrentar a imprensa. Lembro… Read more »

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Mestre, existem diversos discursos similares… Mas nenhum deles faz a regua cronologica para comprovar que o GF não atuou adequadamente. O discurso se mantem, mas a regua não aparece propositadamente porque sabe que os planos foram feitos na medida que a ocorrencia evoluiu. Por outro lado, este governo é um desastre em termos de comunicação. Como são extremamente letrados, de fato começo a acreditar na intencionalidade do estilo de comunicação do Governo. Começo a acreditar que divulgar suas ações positivas de fato está em segundo plano por definição de estratégia. E por definição de estratégia ele prefere cronicamente manter a… Read more »

Camargoer
Reply to  carvalho2008
6 meses atrás

Olá Carvalho. Em outro post fiz um linha-do-tempo com notícias publicadas sobre o derramamento e sobre as notícias sobre o ministro do MMA. Ao longo de setembro, as notícias informavam o agravamento da situação enquanto o ministro fazia uma viagem aos EUA e Europa e dava declarações sobre os problemas das queimadas ignorando o problema do derramamento de óleo. As declarações do ministro do MMA e do presidente durante o período mostram que 1) o ministro desconhecia o problema que era de responsabilidade do seu ministério e 2) o GSI foi incapaz de alertar a presidência do problema (evitando que… Read more »

Marcos10
Marcos10
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

O governo francês, tão preocupado com o Mundo e cheio de tecnologias, poderia começar indicando o navio que derramou o óleo e propondo um embargo global contra os países envolvidos. No mais, aquele governo não parece preocupado com os garimpos ilegais da Guiana, contaminando água e terra com mercúrio.

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  Marcos10
6 meses atrás

Aquele e outros da Europa estão preocupados com nosso Agronegócio que acaba com o deles, fora o subsolo amazônico, o resto é bla´blá blá de maluca sueca!!!

Camargoer
Reply to  Marcelo Andrade
6 meses atrás

Caro Marcelo. A Europa e o Japão tem políticas internas de proteção ao produtor local. O Japão por exemplo, tem enormes subsídios para o produtor de arroz para garantir a auto suficiência. A Europa mantém subsídios para a produção de leite, alimentos e proteína animal. São poucos os países que têm uma produção agrícola em escala industrial. O maior competidor do Brasil no agronegócio são os EUA.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

sim..e???

Porque seria inadequado do ponto de vista internacional subsidiar industria automobilistica, condutores, computadores e adequado subsidiar agronegócio….

nossa pauta não pode…a pauta deles pode….ou devemos ser compreensivos que em sendo a pauta deles, então o peso da regra do jogo pode ser outro…????

Camargoer
Reply to  carvalho2008
6 meses atrás

Caro Carvalho. De modo algum acho isso errado. Alguns setores estratégicos precisam ser subsidiados (eu exemplo, a pesquisa científica só existe se for subsidiada; financiamento para exportação tem que ser subsidiado para serem equalizados com as taxas internacionais, habitação popular precisa ser subsidiada, educação em todos os níveis precisa ser subsidiada, agricultura familiar precisa ser subsidiada,, etc). Também entendo que alguns setores precisam ser sobretaxados (tabaco e álcool por exemplo) para desestimular o consumo e também subsidiar programas de prevenção e tratamento (eu até acho que outras drogas ilegais deveriam receber o mesmo tratamento do tabaco). A Europe e o… Read more »

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Caro Camargoer.

Você tem razão. Os maiores competidores do Brasil no comércio internacional do agronegócio são os EUA. Perfeito.

De fato, a Europa não compete com o Brasil no mercado mundial. Mas o Brasil é uma grande ameaça a alguns países da Europa que possuem reserva de mercado interna. Os mais ameaçados são os franceses.
Agora… A Europa é um barco cheio de gente. Principalmente à Alemanha interessa maior abertura do mercado agro. Tia Merkel não quer pagar o preço absurdo que eles pagam por um churrasquinho maneiro.

Abs.

Camargoer
Reply to  GFC_RJ
6 meses atrás

Olá GFC. A UE ainda tem muitas contradições entre seus membros. Ainda precisamos avaliar as consequências do Brexit. Até aqui parece são muitas perdas e poucos ganhos. O Itamaraty deveria (mas duvido que fará) acompanhar com atenção a saída da Inglaterra da UE para não cometer os mesmos erros no Mercosul (o que fizeram de ti, itamaraty). A teoria conspiratória que o governo francês e as ONG´s tem como objetivo desestabilizar o setor agropecuário brasileiro é desmentida pelos fatos. Algumas ações que prejudicaram o agronegócio brasileiro foram tomadas em âmbito governamental.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Mas esta gente está a negativar o que pá?

Camargoer
Reply to  Peter nine nine
6 meses atrás

Olá P99. Eles negativam os colegas.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Isso e verdade. Competimos com EUA, Australia e argentina e o principal comprador e a China.

Camargoer
Reply to  Marcos10
6 meses atrás

Caro Marcos. Essa investigação é obrigação da PF brasileira, a qual pode solicitar a colaboração de outro países por meio do MJ e do Itamaraty.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Descascar porque? Não foi o Brasil que derramou o Oleo. Quem derramou o oleo pode voltar a fazer de novo e em local que a correnteza arraste para outro país…isto é um problema para todos os países. Toda esta estória é muito estranha isto sim. Coincidências demais….vamos aceitar mais esta coincidência então…. Deus é Brasileiro… Levou embora o Tancredo, PC Farias, cai o Helicoptero do Ulisses, Avião do Presidente da Vale Agnelli, Dep Janene, do Humberto Campos e quase leva a Marina Silva junto, Teori Zavascki, Celso Daniel, nunca vi tanta personalidade de altíssima influencia nos rumos do país bater… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  carvalho2008
6 meses atrás

História.

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Mestre, vais condenar a vítima do abuso, a vítima do crime?

Brasil foi contaminado e deve ser considerado o culpado?

Camargoer
Reply to  carvalho2008
6 meses atrás

Caro Carvalho. Vítima é vítima, culpado é culpado, responsável é responsável. Todos concordamos que o Brasil foi vítima (meio-ambiente, pescadores, turismo, etc). Quem derramou o óleo foi o culpado. O governo brasileiro é o responsável pela investigação para descobrir o culpado por meio do MJ, o MMA é o responsável por remediar os problemas acionando os órgãos do governo que possam ajudar, o GSI é o responsável por fazer o serviço de inteligência, identificar crises potenciais e reais, suprir o gabinete da presidência de informação confiável para ele tomar as melhores decisões para evitar uma crise ou controlar uma crise.… Read more »

Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Mestre, O enterro partiu. Aquele chilique todo acabou. As previsões sobre desastre e tragédia ambiental fracassaram. O GF não é responsável. Não há plano de contingência nem gestão de risco para esse tipo de acidente. Até porque nunca aconteceu. Daqui pra frente pode ser que façamos protocolos ou planos de ação. Não havia. O que poderíamos e o que foi feito foi feito. Limpar. O acidente aconteceu logo e imediatamente após os embates ambientalistas. Então…por óbvio foi intencional e criminoso. Provavelmente patrocinado por quem não quer a entrada de produtos do agronegócio brasileiro. Bandidos. Vamos pegar? Vamos caçá-los? Não. Não… Read more »

Marcelo
Marcelo
Reply to  Marcos10
6 meses atrás

Macron não tem motivo para comentar. Quando o fez, deu-se a maior celeuma. Por que fazer novamente? Além disso, não se sabe se o Brasil é vítima ou apenas não cumpriu seu dever de vigilância.
Então, tem mais é que silenciar e aguardar a solução do caso.

Esteves
Esteves
Reply to  Marcelo
6 meses atrás

Vamos supor que a ZEE estivesse sendo vigiada. Vamos supor que o Mar Territorial de 12 milhas estivesse patrulhado, vigiado e controlado.

Em que isso impediria um ou mais vazamentos de óleo ou qualquer outro acidente como colisão de navios, afundamento ou qualquer fato não rotineiro?

Camargoer
Reply to  Marcelo
6 meses atrás

Olá Marcelo. Acho difícil que um vigilância ostensiva consiga inibir todos os casos criminais. O criminoso (na terra ou na água) usa estratégias para ficar impune (1. esconder o delito, 2. esconder a identidade, 3. esconder o paradeiro). Acho que fica difícil achar que o país foi desleixado em sua vigilância. O problema está em algumas decisões tomadas, o tempo que levou para tomar essas decisões e outras ações que não foram tomadas, tudo isso depois de identificado o derramamento.

Esteves
Esteves
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Pensamento contaminado com o (re)sentimento de lei ou vingança.

Havendo lei haverá crime? Existindo crime chamo 1 dos Sete Samurais (1954) ou o juízo?

Não há papel para desempenhar. Alan Ladd matou o facinora em Shane (1953).

Juscelino
Juscelino
6 meses atrás

“Mar limpo é vida”, parece mais um nome dado a uma apresentação de uma escola infantil e não a uma operação militar. Seria bem apropriado “Operação Caçada ao Mancha Negra” (O bandido das histórias em quadrinhos do Mickey Mouse que por onde passava deixava uma mancha negra).

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Juscelino
6 meses atrás

Achei igual… Mar limpo é vida, mas que real mariquice… O nome correcto seria apenas operação Mar Limpo ou… Amazónia Azul.

FERNANDO
FERNANDO
6 meses atrás

Olha, o Atlântico é grande.
Pena que na sua categoria é único na MB.
A MB merecia bem mais.
Pelo menos mais dois navios do porte do Atlântico.

FERNANDO
FERNANDO
Reply to  FERNANDO
6 meses atrás

Então tá,
a MB ,não merecia nada.

Paulotd
Paulotd
Reply to  FERNANDO
6 meses atrás

Mal tem dinheiro para manter um, fora que o Bahia tem porte parecido, ou seja temos dois. Precisamos de mais navios patrulhas da classe Macaé e as Tamandaré.

Camargoer
Reply to  FERNANDO
6 meses atrás

Olá Fernando. Todos desejam um marinha forte e moderna, mas as marinhas de tamanho médio, como a MB, é normal ter apenas uma unidades daqueles navios mais destacados. Por exemplo, a França tem apenas um porta-aviões. Acho importante sempre pensar que a MB é uma marinha pensada para uma guerra defensiva enquanto que outras marinhas (EUA, China, Russia…) são pensadas para uma guerra de agressão.

FERNANDO
FERNANDO
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Entendi, sua explicação.
Pena.

Sequim
Sequim
6 meses atrás
Tomcat
Tomcat
Reply to  Sequim
6 meses atrás

Vão assinar ou não esse treco?!?! Afe, parece que vão construir uma frota de Nimitz, tamanha a enrolação…

Camargoer
Reply to  Tomcat
6 meses atrás

Olá Tomcat. Ainda será preciso negociar as condições do financiamento e depois, o Senado terá que aprovar. Lembrando que no caso do FX2, a negociação financeira resultou em menores taxa de juros. Como o valor é muito grande, décimos de pontos percentuais significam milhões de dólares. Também é preciso considerar que o MPF também gosta de carimbar a carteirinha nesses programas militares (se for igual ao FX2 e Prosub, daqui a pouco estarão chamando uma dúzia de pessoas para deporem na PF).

Fernando "Nunão" De Martini
Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Tomcat
6 meses atrás

Tomcat, A Marinha continua a divulgar que a meta para assinatura é 13 de dezembro, como já foi informado diversas vezes aqui no blog. https://www.marinha.mil.br/programa-classe-tamandare Sou bastante crítico, desde que comecei a escrever no Poder Naval em 2008, da demora para a renovação dos combatentes de superfície da Marinha, do naufrágio do programa Prosuper originariamente planejado, e de todos os problemas gerados pelo fato de não ter sido priorizada, em meados da década passada, a renovação das fragatas e corvetas antes dos submarinos. Mas, no caso específico da concorrência da classe Tamandaré, não dá pra falar em enrolação. O andamento… Read more »

Norberto Batista Pontes
Norberto Batista Pontes
6 meses atrás

parabéns pela matéria e lindas fotos

H.Saito
H.Saito
6 meses atrás

E aquele porta aviões russo novamente, nem reza braba salva!

wesley alves
6 meses atrás

Visitei o PHM Atlântico mês passado e um oficial que nos guiava falou que ele pode operar aeronaves de asa fixas vtol, e lembrei de informações q li falando q não é possível devido ao convôo não ter estrutura suficiente para suportar o calor das turbinas. Será q ele se referia as aeronaves V-22 Osprey? Ou em uma situação de guerra real eles poderiam usar um harrier? Nas Malvinas os britânicos usaram Harrier em navio civil.