Home História Naval Míssil antinavio Harpoon em ação

Míssil antinavio Harpoon em ação

3894
40
Míssil Harpoon em voo, em um teste em 1980

Em 1986, a Marinha dos EUA afundou dois navios líbios no Golfo de Sidra, a corveta Ean Zaquit e o FPB Waheed, e avariou seriamente a corveta Ean Mara e outros FPB.

Dois mísseis Harpoon foram lançados do cruzador classe “Ticonderoga” USS Yorktown, sem acertos e vários outros mísseis foram disparados de aviões de ataque A-6 Intruder, que atingiram seus alvos.

Em 1988, mísseis Harpoon foram usados para afundar a fragata iraniana Sahand (Vosper Mk.5), durante a Operação Praying Mantis. Outro míssil foi disparado contra o barco-patrulha rápido classe “Combattante II” Joshan, mas falhou porque o navio já estava quase afundando, atingido por mísseis RIM-66 Standard.

Os iranianos também tinham o Harpoon, e dispararam um contra o USS Wainwright. Mas o míssil passou ao lado do navio, aparentemente sem detectar o alvo.

harpoonlaunch.gif

Em dezembro de 1988, um míssil Harpoon disparado de um caça F/A-18 Hornet do USS Constellation, matou acidentalmente um marinheiro a bordo do navio mercante indiano Jagvivek, durante um exercício no Pacific Missile Range, no Havaí.

O navio indiano entrou na área de testes e o míssil adquiriu o mercante ao invés do alvo. A sorte foi que o Harpoon estava sem cabeça de combate.

Em 1981 e 1982 ocorreram dois lançamentos acidentais com mísseis Harpoon em navios da US Navy e da Dinamarca.

Sub-Harpoon lançado de submarino
vosper-mark-v-sahand.jpg
A fragata iraniana Sahand, depois do ataque americano
Subscribe
Notify of
guest
40 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Space Jockey
Space Jockey
6 meses atrás

Eles não divulgam, mas o míssil iraniano que passou ao lado do alvo provavelmente foi jammeado.

2Hard4U
2Hard4U
Reply to  Space Jockey
6 meses atrás

Muito provavelmente chipado para não poder atingir alvos norte-americanos.

Astolfo Junior
Astolfo Junior
Reply to  2Hard4U
6 meses atrás

Isso não existe

Bosco
Bosco
Reply to  Astolfo Junior
6 meses atrás

Astolfo,
Nos EUA há centenas de milhares de ex-marinheiros e a existência de tal “sistema” nunca foi sequer citado. Só aqui no Brasil é que se sabe da existência dele.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  2Hard4U
6 meses atrás

Provável que a manutenção do míssil simplesmente não estivesse em dia.

Luiz Konfidera
Luiz Konfidera
Reply to  Leandro Costa
6 meses atrás

Já ouviu falar em chaffs?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Luiz Konfidera
6 meses atrás

Pode ter sido também, mas não encontrei referências sobre o uso de Chaff. Mísseis são artefatos delicados, que precisam de ambientes controlados para serem manutenidos, etc. É provável que a Marinha Iraniana não tivesse a mesma experiência que a IRIAF tinha com esse tipo de artefato. Isso faz uma diferença danada na hora de se utilizar os mísseis.

ecosta
ecosta
6 meses atrás

Triste de observar que na Praying Mantis os EUA atacaram plataformas de petróleo matando muitos civis. Parece terrorismo.

nonato
nonato
Reply to  ecosta
6 meses atrás

Os defensores do comunismo parecem sempre preocupados com questões humanitárias.
Mais uma desculpa pra disseminar o ódio pelos países ocidentais.

Top Gun Sea
Top Gun Sea
Reply to  nonato
6 meses atrás

Você não tomou seu rivotril hoje!?

Bento Ferreira Perrone
Reply to  ecosta
5 meses atrás

Não só parece como é terrorismo…assim como a execução do general iraniano também foi um ato terrorista dentro de um país em que eles não tinham jurisdição. Terrorismo de Estado não é menos de terrorismo do que o levado a cabo por um grupo religioso, ou político….. é tudo a mesma coisa.

Leão
Leão
Reply to  Bento Ferreira Perrone
4 meses atrás

… falta o Iaiátolláh KAHME.EU . . . !

Rommelqe
6 meses atrás

Mas afinal nós compramos Harpons junto com os Orion P3,? Qual é a condição para que possamos utiliza-los?

Nilson
Nilson
Reply to  Rommelqe
6 meses atrás

Realmente até hoje eu não vi notícia de que os mísseis tenham chegado ao Brasil. Deve ser informação classificada…

Zorann
Zorann
Reply to  Rommelqe
6 meses atrás

Sim eles foram comprados. Mas não juntamente com os Orions. Foram comprados eu não lembro a quantidade (falha de memória minha), mas foi a alguns anos, se não me engano durante uma LAAD (ou outra feira de defesa). A Boeing chegou a divulgar uma nota oficial que a venda tinha sido concretizada/contrato assinado durante o evento.

Rommelqe
Reply to  Zorann
6 meses atrás

Sim, mas para emprego somente nos P3. Mas aí, pergunto novamente, sob quais condições? Onde ficam armazenados?

Jadson Cabral
Jadson Cabral
Reply to  Rommelqe
6 meses atrás

Eu não sei qual a necessidade de saber a quantidade e onde estão armazenados. Pra mim as FFAA devem manter essas informações bem guardadas

Mário SAE
Mário SAE
Reply to  Rommelqe
6 meses atrás

Tal compra foi noticiada no site da FAB em 19/05/2015. A fonte, caso alguém pergunte foi a própria Agência Força Aérea.
Os mísseis são do modelo AGM-84L, com alcance de 278km.
Sobre o local de armazenamento, aí amigo você já quer saber demais.

Mauro
Mauro
6 meses atrás

Pessoal, o Mansup não terá restrições, e será mais difícil de chipar… tem também algo mais parrudo, já visto na barriga do Mike e que será implantado no F-39, o MTC. Não estamos de mãos abanando nesse quesito.
Quanto aos Harpoon para a MB, as tripulações já foram treinadas nos EUA e estão habilitadas, isso já tem tempo, então creio que os mísseis já devam estar em paiol.

Top Gun Sea
Top Gun Sea
6 meses atrás

Os retrospectos desse missil não é positivo! Ainda bem que as Tamandarés vão de Exocet e Mansup e claro nas alturas o Sea ceptor.

nonato
nonato
Reply to  Top Gun Sea
6 meses atrás

Bom para a Rússia, né.
Enfrentar os americanos que usam mísseis ruins…

Top Gun Sea
Top Gun Sea
Reply to  nonato
6 meses atrás

2 miligramas debaixo da lingua antes de acessar a trilogia.

ANGELO CHAVES
ANGELO CHAVES
Reply to  Top Gun Sea
6 meses atrás

Já que estamos a discutir psicofármacos, já que prescrevestes rivotril ao coleguinha. Posso perguntar: Já tomou sua clozapina hoje? Todos os 9 comprimidos de 100 mg?

Top Gun Sea
Top Gun Sea
Reply to  ANGELO CHAVES
6 meses atrás

Isso é um nome próprio!?

Top Gun Sea
Top Gun Sea
Reply to  Top Gun Sea
6 meses atrás

Esse medicamentos são para americanófilus depressivos. Não vou te indicar por que você já está tomando essa tal clozapina.

Bosco
Bosco
Reply to  Top Gun Sea
6 meses atrás

Top Gun Sea,
Que míssil se conhece de ter um desempenho em operações reais de combate que seja melhor?
Te adianto que os modernos mísseis antinavios supersônicos russos jamais foram usados em combate real.
O que temos mais informação é em relação ao Exocet e ao Harpoon. Ambos estão longe de terem 100% de eficácia.

Top Gun Sea
Top Gun Sea
Reply to  Bosco
6 meses atrás

Bosco
Outros não tenho sssa informação mas o desempenho fraco do haspoon está bem explicito na matéria acima. Contra fatos não há argumentos.

Bosco
Bosco
Reply to  Top Gun Sea
6 meses atrás

Top, Sinceramente, pela leitura acima não dá pra se ter uma má impressão do Harpoon. Em 3 situações claramente houve erro humano (disparos acidentais e navio em zona de teste). Numa quarta situação a própria matéria informa que o navio alvo esta parcialmente submerso e por isso o míssil errou. Em outros episódios os mísseis surtiram os efeitos esperados, ainda que mais de um tenha sido lançado. Só como exemplo, os iraquianos lançaram mais de 100 Exocets na Guerra Irã-Iraque e sabe-se que apenas 3 navios foram afundados e alguns outros, danificados. Não é um retrospecto bom, você há de… Read more »

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
Reply to  Bosco
6 meses atrás

Sacanagem querer que um exocet afundasse todo petroleiro em que impactasse. Puxa, Bosco…

Bosco
Bosco
Reply to  Bosco
6 meses atrás

Muitas das falhas dos Harpoons e Exocets se deve a um emprego equivocado. Os mísseis de primeira versão não eram feitos para operar em mar confinado, próximo à costa, contra barcos pequenos e velozes e nem à queima roupa. Eles foram imaginados dentro de uma idealização irreal onde seriam lançados contra um navio isolado ou uma frota em mar aberto e onde não havia ocorrência de nenhum eco espúrio e nem conflito de solução de tiro para a cabeça de busca/processador além das previstas (ex: escolher um determinado navio num grupo de navios). Frente a conflitos a cabeça de busca… Read more »

JBS
JBS
Reply to  Bosco
6 meses atrás

Bosco tem bom senso, e conhecimento enciclopédico!

Dario Renato
Dario Renato
Reply to  Bosco
6 meses atrás

Bosco, minha sincera simpatia pela paciência.

Leonardo M.
Leonardo M.
Reply to  Bosco
5 meses atrás

Exato bosco, por isso os argentinos tiveram tanto êxito em usar os mísseis franceses em 1982
De 5 que lançaram acertaram 2 navios.
Imagina se tivessem 50, a taxa de acerto seria no mínimo de 30% e teriam levado a pique pelo menos 20 navios Britânicos.

Pedro Bó
Pedro Bó
6 meses atrás

Em breve, mísseis como o Harpoon e Exocet podem acabar superados pela nova geração de mísseis anti-navio com perfil furtivo como o NSM e LRASM.

Bosco
Bosco
Reply to  Pedro Bó
6 meses atrás

Pedro,
Na verdade isso já é realidade. O Harpoon hoje só é viável dentro de um contexto onde será empregado num ataque de saturação e em conjunto com supressão de defesa (ataque eletrônico via EA-18G, mísseis despistadores/interferidores MALD e mísseis HARM).

nonato
nonato
6 meses atrás

Resumo: os harpoons são ruins e o CIWS chinês é maravilhoso.

Top Gun Sea
Top Gun Sea
Reply to  nonato
6 meses atrás

Você não colocou a pílula debaixo da língua????

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Top Gun Sea
6 meses atrás

Colocou… mas era chinesa… ha ha ha

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Ricardo Bigliazzi
6 meses atrás

LOL!!!!

Top Gun Sea
Top Gun Sea
Reply to  Ricardo Bigliazzi
6 meses atrás

Americanófilus tomando placebo chinês!? Kkk