terça-feira, novembro 30, 2021

Saab Naval

Irã ameaça atacar navios de guerra ‘vitais’ dos EUA

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

USS Harry S. Truman (CVN 75)
USS Harry S. Truman (CVN 75)

Um oficial militar de alto escalão no Irã ameaçou atacar cerca de 35 “alvos americanos”, incluindo “destróieres e outros navios de guerra” perto do Golfo Pérsico na sexta-feira à noite, prometendo vingança pelo assassinato do general Qassem Soleimani, segundo uma reportagem.

A última ameaça contra os EUA veio na noite de sexta-feira do general comandante da Guarda Revolucionária Gholamali Abuhamzeh, um dia após o major general iraniano Soleimani ter sido exterminado por um ataque aéreo no Aeroporto Internacional de Bagdá.

Abuhamzeh, comandante da Guarda Revolucionária da província de Kerman, no sul, prenunciou um possível ataque a “alvos americanos vitais” localizados no Estreito de Ormuz em retaliação à morte de Soleimani.

“O Estreito de Ormuz é um ponto vital para o Ocidente e um grande número de destróieres e navios de guerra americanos cruza o local”, disse Abuhamzeh, segundo reportagem da Reuters, citando a agência de notícias Tasnim.

“Os alvos vitais americanos na região foram identificados pelo Irã desde há muito tempo … cerca de 35 alvos norte-americanos na região, bem como em Tel Aviv, estão ao nosso alcance”.

Além de ameaçar os EUA com um possível ataque, as observações de Abuhamzeh de que os alvos haviam sido previamente “identificados pelo Irã” pareciam confirmar a declaração do Departamento de Estado sobre a motivação por trás do ataque aéreo.

Seus comentários foram feitos depois que as autoridades de defesa dos EUA disseram à Fox News que mais de 3.000 soldados da 82nd Airborne Division’s 1st Brigade Combat Team seriam enviados para o Kuwait.

O principal “comandante das sombras” do Irã, como Soleimani era conhecido, foi responsável pela morte de centenas de americanos e membros do serviço de coalizão e pelo ferimento de milhares de outros. Segundo o Departamento de Estado, o ataque aéreo “teve como objetivo deter futuros planos de ataque iranianos”.

“O general Soleimani estava desenvolvendo ativamente planos para atacar diplomatas e militares americanos no Iraque e em toda a região”, afirmou o departamento. “Os Estados Unidos continuarão a tomar todas as medidas necessárias para proteger nosso povo e nossos interesses, onde quer que estejam ao redor do mundo.”

Os presentes se reuniram nas ruas de Bagdá no sábado para a procissão fúnebre de Soleimani. Vestido com roupas militares pretas, o grupo predominantemente dominado por homens carregava bandeiras iraquianas e bandeiras de milícias apoiadas pelo Irã, que são ferozmente leais a Soleimani.

Eles foram ouvidos cantando “Não, Não, América” ​​e “Morte à América, morte a Israel”.

Desde então, os EUA ordenaram que todos os cidadãos deixassem o Iraque e fecharam sua embaixada em Bagdá, onde milicianos apoiados pelo Irã e seus apoiadores realizaram dois dias de violentos protestos no início desta semana, nos quais violaram o complexo.

Uma brigada de alerta de cerca de 4.000 paraquedistas, conhecida como DRB – a Brigada Pronta da Divisão – foi instruída a arrumar suas mochilas para um possível desdobramento nos próximos dias, depois que centenas de milicianos apoiados pelo Irã tentaram invadir a embaixada dos EUA na terça-feira em Bagdá .

O Exército dos EUA sempre mantém uma brigada de alerta de cerca de 4.000 paraquedistas a 82nd Airborne Division, para uma resposta a essa crise.

Atualmente, existem cerca de 5.000 soldados dos EUA no Iraque e cerca de 60.000 na região. Cerca de 14.000 foram adicionados desde maio, com o aumento da ameaça do Irã, segundo o Pentágono.

O porta-aviões USS Harry S. Truman está atualmente no Golfo de Omã. Seu grupo de ataque está armado com centenas de mísseis de cruzeiro Tomahawk, além das dezenas de aeronaves de ataque a bordo do Truman.

Em julho do ano passado, a Guarda Revolucionária apreendeu um navio petroleiro de bandeira britânica no Estreito de Ormuz. Vários navios-tanque foram atacados nas semanas que antecederam a apreensão, que os EUA atribuíram rotineiramente ao Irã.

Além disso, o Irã foi acusado pelos EUA de lançar mísseis de cruzeiro e drones de seu território para bombardear as instalações de petróleo da Arábia Saudita.

FONTE: Fox News

- Advertisement -

194 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
194 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rodrigo LD

Bravata. Não vão chegar nem perto. Se tivessem alguma capacidade realmente crítica, já teriam usado. Isso está soando mais falso do que as armas de destruição em massa do Iraque em 2003. Abraço camaradas.

Kemen

Quem esbraveja tanto é como cão que ladra não morde forte, vejamos os EEUU não disseram nada e pouco tempo depois agiram, quem realmente quer retaliar fica calado e age, não fica fazendo a propaganda de sempre para dirigir suas massas de apoio. Uma coisa que pode ocorrer é que algum capitão ou comandante idolatrador aja por conta própria contra algun objetivo norte americano. As vitimas mais provaveis em caso de retalição poderiam ser civis indefesos. Aguardemos para ver…

Munhoz

Lembrei das profecias de Nostradamus sobre o Irã, ha alguns anos atras ninguem imaginava .

Camargoer

Caro Munhoz. Nostradamus mas Nãotardamus.

Esteves

Pai Jesus. Nostravamus?

Camargoer

Nostradamus uma vez, mas Nãotragamus.

Francisco Eduardo

Kkkkkkk trocadilho infame mas mto bom kkkkkkkkk

Ricardo Bigliazzi

Munhoz, essa do Nostradamus pode até se realizar, mas o prazo de validade está vencido. E não era bem em relação ao Irã, tudo indicava ser em relação aos Arabes (Iranianos não são Arabes, são Persas).

Esteves

Islã.

Salim Farah

Esse profeta só preveu desgraça…devia chamar nostra os danos…

ednardo curisco

Não sei se o Irã teve parte nisso (acho que sim), mas aquele ataque em setembro às instalações petrolíferas na Arábia Saudita mostraram que mesmo países inferiores em equipamento podem dar uma dor de cabeça danada.

Fabio Araujo

Não acho que o Irã não vá fazer isso, eles sabem que a resposta será pesada!

Cheng

A resposta será pesada! Porém Irã não é o Iraque de 2003! Naquela época o mundo só dependia o GPS, q o Iraque estava “cego” naquela guerra! Lembre-se hoje tem Glonass e Beidou, 2 sistema estão disponíveis para o Irã!

jodreski

E mesmo que estejam disponíveis, o que isso muda? Os DDG americanos na região tem total capacidade de se defenderem sozinhos com os pés nas costas, com GPS ou sem GPS o Irã não tem capacidade de executar um ataque direto aos alvos americanos (estou levando em conta alvos que tenham capacidade de se defenderem como os Destroyers), os mísseis podem até serem disparados porém nunca vão atingir o alvo deles. E aí meu amigo… prepara a cabeça pq vai chover chumbo em cima da unidade que fez o ataque, e será bem desproporcional.

Antoniokings

Hoje, 05/01, uma base naval americana no Quênia foi bombardeada.
Como esperado, qualquer alvo americano em qualquer parte do Mundo serrá um alvo legítimo.
Pelo sim, pelo não, melhor não frequentar mais o Mc Donald’s.

Agnelo

Agoooooora, vc pegou pesado!!!!
Até o MST frequenta!!!
E com refri de refil ficou melhor ainda!!!

tomcat4.0

Ai vc zuou legal Agnelo, ao menos evoluíram do pão com mortadela digo, salame.

Luiz Trindade

kkkkkkkkkkk

Flanker

Ué, como bom antiamericano tu não pode frequentar nada que lembre do imperialismo yanke! Tu és esquerda Nutella…..ou tb chamada esquerda caviar. ..

Jorene

Tem quem gosta de MacMortadela com Cubalibre… e se regala com um aiatolá.

jodreski

Estou negociando um rolex com ele, para com isso que vc está atrapalhando meu negócio…

francisco

O problema não é a resposta, mas a falta de capacidade do Irã em retaliar. Se o pais Persa tivesse capacidade de retaliação os USA não teriam atacado.
O Trump covardemente ameaçou, mas não teve coragem de atacar a Coreia do Norte. Lá eles tem bombas atômicas.

Luiz Trindade

Bem analisado. Porém os interesses são outros. Iraque esta sob a tutela dos EUA e eles não vão entregar para o Irã esse território. Dae a razão da respostas ao atentado que mataram norte-americanos em território iraquiano. Agora na Coréia do Norte… O que tem lá? A Coréia do Norte é uma barreira tanto indo como vindo de uma parte da fronteira da China, fora dizer que os norte-coreanos são os peões do xadrez chinês. Agora de tudo eu concordo plenamente que Irã não tem capacidade de retaliação aos EUA. Tem sim… Capacidade de mandar pelo mundo afora lobos solitários.… Read more »

Gorgoroth

Se por derrubar um drone e matar um americano o general foi enviado para o colo de Satã, imagino a resposta de um ataque a um NAE Americano.

ted

teu discernimento é simplório. a coisa é mais complexa.

Gorgoroth

Igual português então e nível de negativos.

Antoniokings

Bom. Em 11/09 milhares de americanos foram mortos.
E apenas Bin Laden foi morto.
E muitos anos depois, quando a cabeça dele não valia mais nada.
Sua conta não bate.

Camargoer

Olá Antonio. Segundo um artigo da BBC, até agora morreram cerca de 4500 soldados no Iraque (mais do que os civis mortos em 11 set), 100 mil iraquianos morreram durante a invasão e cerca de 650 mil civis já morreram no Iraque em consequência direta ou indireta da invasão.

Defensor da liberdade

Praticamente um crime contra à humanidade, visto que os terroristas do 11/09 sequer eram iraquianos, e as tais armas químicas de Saddam que foram o casus belli da invasão até hoje não apareceram.

Camargoer

Caro DF. Além desses números, é preciso lembrar que a motivação foi uma fraude (tenho vergonha do Gen. Powell com a garrafinha de pozinho branco explicando porque era preciso invadir o Iraque).

Sequim

Collin Powell, nesse episódio, rasgou e incinerou sua biografia. Leva -se anos para se construir uma imagem e basta um momento para destruí-lá.

tomcat4.0

Sdam e Kadafh caíram pois pretendiam deixar de negociar o petróleo na base do dólar.

Jorene

Beleza ! Sadam só matou uns poucos kwaitianos, iranianos, curdos e xiítas fuzilando, torturando e usando gás, nada demais. Quanto ao Gadhafi, era tão amado que morreu de forma gloriosa na base da faca, né. Não adiantou seus mercenários metralharem os civis. E lembrando que Sadam criou uma dívida enorme por causa de SUA guerra contra o Irã radical. Seu governo era de gangsters. Invadiram o Kuwait para não pagarem a dívida contraída na guerra. Eles caíram porque passaram dos limites. Os motivos para os EUA iniciar a segunda guerra contra o Iraque foram apenas desculpas para eliminar um governo… Read more »

jodreski

“Eliminar um governo extremamente cruel”… amigo vc forçou a barra… kkkk vc acredita mesmo que as forças dos EUA são enviadas para defender algo que não seja somente os interesses econômicos dos EUA? Elas são o porrete da economia ianque amigo, os americanos estão se lixando para as atrocidades cometidas mundo afora.. aliás não só ele, mas todas as potências mundiais!

Agnelo

Apenas Bin Laden foi morto…
Coitado do resto da galera no Afeganistão e Iraque …

Space Jockey

Milhares de Telebans e Al Qaeda foram mortos

Flanker

Pra sujeitos como o kings, outras pesaoas, como as que morreram, não contam….só contam os líderes. ….o resto é apenas número. ..dados estatísticos. …

Fernando Vieira

Mas não é assim que é na guerra?

Agnelo

Não.

Ricardo Bigliazzi

“Não valia mais nada”… vai entender…

ednardo curisco

Parafraseando o filme ‘V de Vingança’, como se mata uma ideia?

A turma pensa que é hollywood. que é só matar o ‘vilão’.

Aquela região inteira tem um sem número de interesses envolvidos.

A depender do tema, EUA, Rússia, paquistão, China, Israel e Arábia Saudita podem ser aliados ou não. Fora que tem dezenas de grupos e subgrupos envolvidos.

Pode matar todos os 1,2,3 e 4 escalão do talibã, Al Qaeda e Daesh que surgem outros no lugar.

Fernando

Tão é a fim de conhecer de conhecer os Tomahawks.

Vinicius Momesso

Tem o Soumar que um análogo do Tomahawk, então seria um belo encontro.

Saqaz

Seria como eu, com meu estilingue, ameaçar um quartel… Imagine quem está sem sono agora, um militar americano ou um pobre coitado de um militar iraniano?

Chen

O militar americano que está na linha de gente. Muitos deles são estrangeiros naturalizados e que só entraram no serviço pra dar uma vida melhor a suas famílias e não querem essa guerra absurda do outro lado do mundo . Os iranianos que vão a combate não tem medo de morrer .

Agnelo

Deu pra perceber nas últimas guerras contra o Iraque…

ADRIANO MADUREIRA

Até que uma NAe + 6.000 militares para o fundo do mar não seria ruim,as vezes é bom lembrá-los que eles não são deuses e imortais… Se fosse para ser destruído e sabendo da eminência de ser destruído,jogaria tudo para destruir qualquer alvo americano na área. Mas acho que trump também deveria ter cuidado com suas bravatas… “Deixe isso servir como um aviso de que, se o Irã atingir americanos ou ativos americanos, nós miramos 52 alvos iranianos (representando os 52 reféns americanos que foram tomados pelo Irã há muitos anos), alguns em um nível muito alto e importante para… Read more »

Renato Carvalho

Melhor voltar pro Proerd e se livrar das drogas, comentário mais sem noção.

Camargoer

Caro Renato. Alguns colegas aqui provavelmente viraram ou estão vivendo o problema de ter algum amigo ou parente dependente. É bem pesado. É bem triste. Acho que podemos fazer críticas, ironias ou brincadeiras de modo bem criativo.

Esteves

Concordo.

Oliver P

Sempre com a verborragia para diminuir comentários…ridículo e lamentável seu discurso de pseudo intelectual, o outro então…….

Camargoer

Olá Oliver. “Certas coisas não são engraçadas”. Outras são e algumas ficam mais engraçadas quando tratadas com criatividade. Se quiser, pode escrever a frase entre aspas no parachoque do caminhão.

Luiz Trindade

De acordo!

Willber Rodrigues

Sim, claro.
Porque afundar um NaE nuclear norte-americano, com aviões de inteligencia o sobrevoando dia e noite, e cercado de vários Arleigh Burkes e Ticonderogas + um sub nuclear dando cobertura, é a coisa mais fácil do mundo, né?

João P. Moraes

Nossa!!! sua interpretação foi tão ruim, que fiquei espantado. Se um simples comentário, interpretasse isso, imagina algo sério.

J L

Só pode estar de brincadeira, achando que o Nae vai estar igual um patinho na lagoa esperado levar uma tirambada. Tem alguns comentários aqui sem noção da realidade Será que eles não acham que nesse momento o Irâ está sendo observado por vários satélites, e que qualquer coisa suspeita terá uma reação preventiva ?

Roberto Medeiros

Adriano Madureira, os Iranianos falaram em atacar um NAE classe Nimiz ou Gerald Ford e não um NAE classe Foch q esta atracado na Baia de Guanabara….
A diferença é grande. Enquanto q um sozinho pode destruir o Irã, o outro irá se destruir, se desatracar …

samuel

@ADRIANO MADUREIRA acho que a sua dignidade também está no fundo do OCEANO, desejando a morte de 6 mil PESSOAS que estam cumprindo ordens e mais um grande quantidade de energia nuclear no OCEANO.

Adriano Madureira

E oque são 6.000 americanos a menos Samuel?! Para um país que mata direta e indiretamente pessoas ao redor do mundo pelo século XX, seria muito pouco… E convenhamos, militares são feitos para isso, servir e morrer em nome do país, é o risco da profissão. E para um país que sabe como ninguém insuflar o ódio contra eles e seus cidadãos pelo mundo, defuntos podem aparecer. Sim, todos cumprem ordens, até Nazistas também cumpriam ordens do alto escalão e morreram por isso, faz parte da cadeia de comando, os generais a salvo comandam os jovens a distância para morrerem… Read more »

IgorLima

Prezado Adriano Madureira, boa noite.
Não sei qual é a sua formação, profissão ou orientação política. Mas independente disso tudo que listei, desejar a morte de milhares de pessoas (fora as que morrerão em retaliações futuras) me faz crer que você não tem um mínimo de apreço à vida humana. De onde você estiver, provavelmente seguro agora, desejo que reflita bem sobre esse discurso de ódio. Aqui é um fórum de notícias militares, e você é o ÚNICO que deseja guerra, morte e destruição. Abraço.

Agnelo

Vc lançaria tudo nos EUA, e ficaria exposto ao seu maior e mais antigo inimigo, a Arábia Saudita….

Six team

Os U.S.A. tem armas secretas que os iranianos estão implorando para conhecer. Darei um conselho aos barrigudos : Ataquem Pearl Harbor!

Fabio Araujo

Se eles atacarem algum navio americano, nem a Rússia e nem a China vão fazer nada para impedir uma retaliação americana, no máximo vão pedir para que os americanos não pegarem tão pesado.

Enes

Lembranças de Pearl Harbor.

Felipe Morais

O que tem a ver Pearl Harbor?

Jack

Lembra das duas respostas dos americanos para os japoneses???

Defensor da liberdade

Isso depois de uns 200 mil americanos terem sido mortos para derrotar o Japão. Não fossem as bombas atômicas previam-se mais de 1 milhão de americanos mortos caso tivessem invadido o arquipélago principal japonês.

É que o acontece quando potências militares e econômicas se enfrentam.

ADRIANO MADUREIRA

Sim mais isso não quer dizer que eles não o possam fazê-lo…

Interessante é ver que muitos acham que só porque os americanos são onipotente,oniscientes e onipresentes, isso quer dizer que não possa aparecer alguém disposto a atacá-los.não estou falando de você Araújo,mas no geral.

Se for para brigar e sabendo que com certeza receberia uma retaliação pesada caso destruísse um Nae , entraria com tudo e destruiria a planta petrolífera do Golfo,sabendo que iria ser o fim,animal acuado pode ser perigoso

Roberto Medeiros

Adriano Madureira: vc está interpretando errado. O problema não se trata de ter coragem ou não para atacar os Americanos. O problema é aguentar o rojão q vem depois….
Vc acha q o Irã aguenta?
Duvido.
Nem ele e nem ninguém.

Vinicius Momesso

Esse “nínguem” nunca foi atacado, então fica difícil saber se aumentaria ou não.

Cláudio Souza

Os que foram atacados por uma fração da força Americana só não foram totalmente varridos por questão de humanidade!

samuel

Verdade!
Ataque Doolittle (Bombardeiros lançados de porta aviões atacaram ´o coração do Japão` Toquio em resposta a a Pearl Harbor.)

Batalha de Midway (Os japas tentaram invadir o Atol de Midway mas perderam 4 dos seus principais porta aviões cruzador pesado afundado, 1 cruzador foi pesado danificado, 248 aeronaves abatidas e 3 057 homens mortos.)

E mais vários outros mandam lembranças.

Agnelo

Considerando q a URSS faliu so de se preparar…
Considerando q o Japão foi arrasado…
Considerando q a CN e China perderam quase tudo pra empatar…
Considerando q o Vietnã perdeu tudo pra ganhar o q os EUA nem considerava guerra…
Considerando q URSS, Inglaterra, França, e a reunião de aliados só teve força contra a Alemanha, pelo apoio incontestável dos EUA…
Ninguém é bastante coisa!!!

Marcelo Duarte

Vais ser deveras negativado, afinal pra muitos aqui os EUA nunca perderam guerra nenhuma, abandonaram. O termo correto a ser usado é “desistiram dela”, “ou perderam o interesse”, ou qualquer termo que relativiza a derrota. E digo mais não demora a “perder” a que ganharam, Iraque.

Flanker

Acabei de colocar uma resposta ao Galante, mas talvez não seja publicada, assim como vários comentários meus que simplesmente são bloqueados.
Não se trata de relativizar….estude sobre os conflitos citados e vai entender que todos tiveram interferências que impediram uma guerra total e livre de amarras políticas. ….

Gilmar

Flanker.
E quem te garante que em uma eventual guerra entre EUA e Irã, não entrem em ação atores que interfiram de modo a não haver uma guerra total e livre de amarras politicas… ?

Dalton

Há controvérsias Galante… . a Coreia foi um empate, tanto que existe uma Coreia do Sul; . o Vietnã foi perdido pelo Vietnã do Sul quando não mais haviam tropas dos EUA lá em 1975 e a invasão ocorreu porque enquanto o Congresso americano diminuiu consideravelmente à ajuda ao Vietnã do Sul, a URSS mais que triplicou à ajuda ao Vietnã do Norte; . O governo Talibã do Afeganistão foi apeado do poder e isso gerou uma maior segurança contra tentados terroristas nos EUA e a política adotada preservou vidas civis, diferente da invasão soviética de 1979; . Síria nem… Read more »

Roberto Medeiros

Galante, Os americanos não perderam a guerra do Vietnã.
Eles já tinham se retirado do Vietnã do Sul, devido ao armistício de Paris, qdo o Vietnã do Norte rompeu o armistício e atacou o Vietnã do Sul.
Perderam no Afeganistão? Como se a situação lá está indefinida até hj?
Perderam na Síria? Como se nem começou
Perderam na Coréia? se tivessem perdido, a Coreia do Sul não existiria mais hj.

Jonatan

Alexandre galante, dizer que os EUA perderam a guerra da Coreia, é não conhecer o mínimo daquele conflito! Se o presidente Truman permitisse, o general MacArthur invadiria a China! Mas devido a doutrina da auto contenção, decidiu se por manter o status quo ante bellum, para dar fim aquele conflito! O único conflito realmente perdido foi o do Vietnã, onde as forças americanas tiveram que se retirar da região, mas fora isso, os EUA destruíram praticamente todos seus inimigos em guerra aberta!

Augusto

Galante, qual é seu conceito de perder? No Vietnã, por exemplo, em 20 anos (1955-1975) morreram 58.000 americanos (número menor que o de brasileiros assassinados por ano em seu próprio país), enquanto no mínimo 1,1 milhão de vietnamitas morreram (há quem afirme que tenha ultrapassado 3 milhões). Os americanos podem não ter conseguido atingir todos os objetivos almejados, mas daí a dizer que perderam, é um erro grosseiro.

Alfa BR

Coreia foi um empate.
Vietnã venceram a maioria dos combates e se retiraram após um acordo de paz que foi violado pelo Norte que conseguiu invadir e derrotar o Sul (daí o sentimento de derrota).
Afeganistão ainda está rolando e o Talibã não tem perspectiva de volta ao poder.
Síria não atuaram diretamente contra o governo (bombardeios limitados contra bases isoladas é o máximo) mas ainda tem presença em território sírio.

Flanker

Tu acredita mesmo nisso, Galante?? Nããooo…..tu inteligência é bem maior que isso!! Coréia e Vietnã?? Tu, como ex-militar, sabe muito bem das implicações, influências e ingerências políticas que permaeram esses dois conflitos. ..
.Então. ….
Guerra do Afeganistão…..o que seria Ganhar uma guerra lá? Se ganha o que e como?
Guerra da Síria? Os EUA declaearam guerra ou lutaram algo semelhante à uma guerra lá? Guerra no sentido convencional?
Tu continuas morando e trabalhando nos EUA??

Agnelo

Perderam a Guerra da Coreia?
Bom, a Coreia do Sul ainda existe.
Perderam a do Vietnã? Sim, mas hj o Vietnã é mais ligado aos EUA do q a muitos outros “aliados”.
Perderam no Afeganistão? Ué… já acabou?
Perderam na Síria? Ué… já acabou?

Sem duvida, pode ser desastrosa, mas deveriam deixar o Irã conduzindo black Ops e desestabilizando todo OM, e até a África?
O Irã, por meio da Força Quds, é um importante ator no terrorismo transnacional e independente dos EUA no OM (q já está mais do q devia), tinha q ganhar um freio.

Kemen

Como o inicio de um conflito bélico naquela região envolvendo o estreito, pela atual politica de preços da Petrobras, pagariamos a gasolina a uns 20 reais o litro.

Harriman Nelson

O mais triste de tudo isto e’ ver os EUA virarem o vilao da Historia. Eles quebraram um acordo nuclear que o Ira estava cumprindo fielmente. Depois impuseram sancoes ameacando qualquer um que comprasse petroleo iraniano. Mataram este general que significa muito para seu povo e ai’ dizem que se o Ira fizer qualquer coisa eles vao destruir 52 alvos inclusive patrimonio cultural tombado pela UNESCO. http://www.msn.com/en-ca/news/world/the-disturbing-history-behind-trumps-threat-to-target-iranian-cultural-sites/ar-BBYFbzN?li=AAggNb9 Sobre isto diz a ONU “Uma nacao que intencionalmente destroe o patrimonio cultural de outra nao e’ em nada diferente dos terroristas que destruiram o patrimonio da Siria e do Iraque que chocou… Read more »

J L

Vai me desculpar, mas nenhumas dessas guerras enumeradas acima os americanos entraram com total força como o fizeram na 2ª guerra, nem mesmo na guerra da coreia, onde participaram outros atores ao lado dos EUA. Nenhum país na ocasião teria o poderio bélico e a força humana e industrial para resistir, nem mesmo a china aliado coreano ou a própria URSS. A URSS então poderia ser atacada pelo ocidente e pelo oriente. Lutar em dois fronts não é pra qualquer um não, a alemanha só não saiu vitoriosa pois um simples cabo achou que sabia mais de estratégia do que… Read more »

Agnelo

Ótima ideia!!!!!!
Além dos EUA, Israel e seu centenário inimigo, a Arábia Saudita, vc arrumaria guerra com todos q pretende influenciar!!!
Boa!!!
A Política Internacional conhecida como:
O que é um peido pra quem está c.gad.!

Luiz Trindade

Me lembro de um tempo ter lido uma análise norte-americana de uma possível guerra no oriente médio que acabaria numa guerra mundial. Tudo se iniciaria numa guerra envolvendo Irã vs Israel com apoio dos EUA. Quando Irã começasse a ganhar terreno, os EUA iriam detornar Teerã com bombardeio nuclear. Dae começaria a guerra. Rezemos que ambos os lados ouçam a razão!

Vinicius Momesso

“Se eles atacarem algum navio americano, nem a Rússia e nem a China vão fazer nada…”. Sim, pois aí séria um ato de legítima defesa. A China em 2017 usou do mesmo argumento no caso entre USA/CN: depende de quer der o primeiro tiro. Trump já deixou bem claro que não vão atacar o Irã apenas por atacar, isso poria um fim às suas chances de reeleição!

J L

É exatamente isso ! No máximo vão pedir como é de praxe para moderar nos ataques.

André Luís

E a do papagaio?

Burgos

Não haverá 3ª Guerra Mundial como estão noticiando por aí, mas haverá um forte conflito armado por ambas partes (Irã x EUA).

Roberto Medeiros

“Forte conflito armado'”…
Cara, conflito é qdo são duas forças equivalentes. ali vai ser massacre mesmo.

Chuck Norris Do Paraguai

Homen à Homem eu diria que não. Agora se tiver apoio aéreo…

Rodrigo Martins Ferreira

Por que os americanos iriam homem a homem ?

Chuck Norris Do Paraguai

Justamente, o número de baixas tende a ser maior em um confronto homem a homem em campo aberto. Ninguém mais, tirando os talibãs, guerreira desse modo.

Defensor da liberdade

O Talibã não tem money para comprar aviões e mísseis né. Além do mais suas táticas tem surtido efeito, já que os EUA querem negociar…

César Palmieri Martins Barbosa

O ERRO DO IRÃ AO ATACAR A EMBAIXADA DOS ESTADOS UNIDOS NO IRAQUE EM ANO DE ELEIÇÃO PARA PRESIDENTE DOS ESTADOS UNIDOS Se esse general é um gênio militar, então o burro sou eu. Quem foi que disse para esse general iraniano que seria uma boa ideia atacar a embaixada dos Estados Unidos em Bagdá, no ano em que o Trump quer se reeleger presidente dos Estados Unidos? Tudo que o Trump quer é um inimigo externo para massacrar e fazer os americanos vibrarem de alegria e orgulho. O Presidente George W. Bush tirou o maior proveito possível do atentado… Read more »

Roberto Medeiros

Cara, se o Trump atacar mesmo, com vontade (o q eu acredito), não vai sobrar nada para Deus ter piedade…
Hiroshima e Nagasaki vão ser amostra grátis

Eduardo

Acho que vai parar por aí. Bravatas de um lado, bravatas de outro…e fim. Até porque o Irã, nesse momento, precisa reorganizar sua inteligência militar, antes concentrada em um único homem. E, ele sabe muito bem, que será devastado como foi o Iraque em 2003.

Primeiro choverão misseis mil, a afim de destruir a defesa anti-aérea e a aviação. Depois a ocupação vira quase ao natural. Vai dar mais trabalho do que o Iraque? Sim, muito maior será o custo. Mas somos sabedouros de quem triunfará no final.

Quando vocês usam este argumento da reeleição, concluo que vocês não sabem p…. nenhum do que está acontecendo nos EUA.

A reeleição do Trump, só não acontecerá se uma hecatombe nuclear cair sobre os EUA.

O Partido Democrata até agora não tem um candidato que seja pelo menos razoável para se opor a ele.

Camargoer

Caro Rodrigo. Acho que sua análise está incompleta. Os EUA tem dois tipos de eleição presidencial. 1) aquela no qual o presidente é candidato à reeleição. 2) aquela na qual ele não é candidato. O presidente é sempre o candidato mais forte pois praticamente não disputa as primárias, tem o apoio da rede partidária, tem uma altíssima exposição na mídia praticamente gratuita, acesso a informação privilegiada e o recall da eleição anterior. Contudo, a reeleição nunca é garantida. Bush pai perdeu a reeleição, Carter perdeu a reeleição, Ford perdeu a reeleição. Nixon foi reeleito, Reagan foi reeleito, Clinton foi reeleito,… Read more »

Defensor da liberdade

O que vejo nos EUA é que após um ciclo de republicanos fazendo merd@, vem outro ciclo de democratas para fazerem merd@ também.

Esteves

Desde 2008 o desemprego só cai.

Mas a guerra será um problema para a reeleição.

Camargoer

Olá Esteves. Você tem razão. Em 2008 há um pico de desemprego chegando a aproximadamente 10%, e depois cai sucessivamente por 10 anos. Tirando o período da II Guerra, o desemprego nos EUA variam de 4 a 6% ao longo de 70 anos, com picos em crises atingindo entre 8 e 10%.

Willber Rodrigues

Faz isso.
Vai lá.
Não vai chover Tomahwank como resposta não, pode confiar.

Roberto Medeiros

E agradeçam se for só tomahawk…

Eduardo

Bem isso, kkkkkkkkkkk

Alex Barreto Cypriano

Decapitar. O Irã é muito folgado (tem muita gente torcendo por ele, não só os totalitários plantonistas, mas aqueles mesmos sob ameaça, coisa de síndrome de Estocolmo), precisa de um corretivo mais eficaz que força bruta. O quê poderia ser? Mia Khalifa?…

Luís Henrique

Infelizmente, acho que vai estourar uma guerra.
O Trump já ameaçou que se o Irã atacar 1 alvo americano, os EUA atacarão 52 alvos iranianos.
Se os iranianos já estão dizendo que é impossível ficar sem resposta, sem vingança, somente a morte de 1 líder, imagine a hora que eles realizaram essa vingança e os EUA atacarem 52 alvos. Qual será a vingança do Irã, após um ataque desse destruir locais sagrados para eles, bases e matar centenas de pessoas?

Wagner

O trump qué uma guerra,ñ deu serto com a Coréia,agora atacaram o irã,o usa que ta nas terras do irã ñ ao contrario,o USA é uma ameaça constante no irã, o USA estão querendo é petróleo e estão procurando briga…. A siria ta em guerra até hj po causa da russia e dos USA por prover armamentos para ambos os lados…acabaram com a siria, iraque agora quérem o irã,os estados unidos tem que dar uma sigurada,mexer no quital do soutras da problema….eo irã tem direto de se manifestar, se o irã é um problema, atacase o irã de veiz ñ… Read more »

Rodrigo Martins Ferreira

Agora é o Petróleo do Irã que interessa…

Pqp… é melhor tentar ler isto que ser cego

samuel

@Wagner
Frequentar as aulas de Língua Portuguesa é bom né.

Alexandre Esteves

“,n deu serto…” depois dessa, deixei de ler o comentário.

César

Com Todo este reboliço, fico pensando na nossa força tarefa no libano,
a nossa humilde fragata praticamente no meio desta tenção!!!

JT8D

Israel já havia pedido para tirarmos nosso navio de lá. Provavelmente já sabiam que o bicho ia pegar

César

quando foi este pedido de Israel?

JT8D

A notícia foi divulgada em 22 de agosto. Procura no google que você acha

Carlos Eduardo Oliveira.

Lembro desse pedido de Israel. Achei até coerente.
A V34 está colocando um alvo nas costas, estando nessa região.

Salim

Se não me falha memória e a nossa Barroso que está lá. Tá bem longe conflito, se Iran acertar Barroso ai vai ficar desmoralizado, mirar Israel e acertar Barroso na Costa Líbano.

Angelo Chaves

Se eles acertarem a corveta Brasileira cabe a nós realiar, lançar de paraquedas dez mil políticos de esquerda Brasileiros no Irã, em pouco tempo o país acaba. Kkkkkkkkkkk.
Fora o humor, no caso de uma agressão como esta nao teriamos como projetar poder para responder à altura.

Vinicius Momesso

Isso seria até bom, pois aí nossa vergonha chama da Forças Armadas séria exposta para o mundo, forçando-nos a tomar vergonha na cara e se armar melhor. A opinião pública estaria em massa a favor.

Jeff

Opinião pública? Sobre nossas forças armadas? Esqueça isso. Aqui a opinião pública é sobre novela, carnaval e futebol.

André Souza

“Fora o humor, no caso de uma agressão como esta nao teriamos como projetar poder para responder à altura.”
Lembro que o mesmo foi falado na 2° Guerra e a Cobra Fumou com 25 mil homens…

Vinicius Momesso

No twitter só tem piadas a respeito de um assunto tão serio que, querendo ou não, afeta nos brasileiros também.

Enes

Sem falar em Bigbrothers e Fazenda.

sub urbano

Uma guerra total é possível, mas acho que a resposta será assimétrica por parte do Irã. Os Estados Unidos não tem disposição para invadir e ocupar o Irã, no máximo bombardeios punitivos.

Adriano Madureira

Vocês leram sobre oque um militar britânico falou sobre invadir o Irã?

No mínimo uns dois milhões de militares para fazer o golpe…

Roberto Medeiros

Adriano Madureira. Meu caro, vc acha q os eUA vao partir para invadir o irã? Os EUA vai somente ocupar o q sobrar, depois de terem despejado milhares de mísseis em cima do território Iraniano. Pode contar q qdo eles entrarem,o Irã vai estar em um estado tal, q até o exercito argentino da atualidade, o espancaria.

Chuck Norris Do Paraguai

Logicamente que, nesse já estado, centenas ou milhares de vidas americanas já teriam sido levadas com os iranianos. Esperar um número de baixas mínimo com foi com o Iraque é querer demais!

Defensor da liberdade

Comparam as guerras no Oriente médio e na África como as que ocorreram na Europa, onde os caras perdiam e ficavam por isso mesmo. Por favor, África e Oriente médio são regidos por tribos, se destruírem o governo atual e não fizerem a pacificação, outro regime sobe ao poder e o ciclo se reinicia.

Essa gente está acostumada a se sujeitar aos seus governos despóticos e líderes tribais, e se sujeitar à outra nação ou tribo inimiga é o mesmo que arrancar do peito o coração deles.

Brummbär

“Os EUA vai somente ocupar o q sobrar, depois de terem despejado milhares de mísseis em cima do território Iraniano.”
O número de bombas que os EUA usaram contra o Vietnã foi maior do que foi utilizado durante toda a 2 Guerra Mundial, e ainda assim não conseguiram domar o Vietnã do Norte…

Defensor da liberdade

Mas no Vietnã era uma floresta tropical que escondia a infraestrutura vietcong, era mais difícil acertar os alvos.

Dalton

A guerra do Vietnã durou muito mais tempo do que a II Guerra para os americanos, 3 anos e meio, e só nos últimos dois anos é que se passou a bombardear seriamente à Alemanha e Japão. . A grande tonelagem de bombas lançadas sobre o Vietnã além de se poder diluir por um período maior de tempo foi grandemente desperdiçada no meio do mato no próprio Vietnã do Sul e muitas vezes era difícil diferenciar o amigo do inimigo. . O Vietnã foi uma guerra muito diferente, até porque o principal objetivo era manter o Vietnã do Sul e… Read more »

Brummbär

“Os EUA vai somente ocupar o q sobrar, depois de terem despejado milhares de mísseis em cima do território Iraniano.”
Dalton, o unico objetivo do meu comentário foi mostrar(através de um fato histórico) ao Roberto que a situação não seria tão simples com ele imagina, e nada do que vc escreveu muda isso.

Dalton

Tive a impressão que você quis comparar as campanhas de bombardeio da II Guerra com a do Vietnã do Norte, então desculpe-me. . E apesar de você saber, para alguém que não saiba, foi apenas em 1972 que os EUA realizaram a maior campanha de bombardeio contra Hanoi no Vietnã do Norte, justamente quando as tropas americanas já haviam se retirado de acordo com a política de vietnamização do conflito ou seja, o Vietnã do Sul é que deveria defender-se e funcionou no início até o Congresso resolver não mais apoiar Saigon enquanto a URSS triplicou à ajuda nos dois… Read more »

Tenhuvergonha da xilva

Eu acho que o irã que virar deserto!
Se esqueceram que a Síria depois dos ataques dos EUA com mísseis ficou sereninha e, nem reagiu e muito menos fez ameaças!
A Arábia Saudita continua sendo a maior aliada dos EUA. Vai! Bota a cara Irã…

Adriano Madureira

Nas Assad não caiu meu caro, era o principal, ele ficou pianinho, os russos ajudaram, os judeus causaram danos, perdas materiais, que podem ser repostas, mas a cabeça do presidente ainda está no pescoço…

Quanto a Arábia Saudita, você está falando daquele reino cheio de dinheiro, brinquedos caros e petróleo que já perdeu militares e soldados lutando contra um exército tecnologicamente inferior?

Vinicius Momesso

Precisou até contratar mercenários colombianos para ajudar e mesmo assim “levaram um coro” e continuam levando.

Chuck Norris Do Paraguai

Virar deserto sem levar “vidas americanas ou aliadas” consigo? Difícil!

Alex.cg

Não existi herois apenas interesses de ambos os lados muitos falam dos EUA como se fosse um pais de santos mais na guerra irá x iraque os EUA apoio um ditador (Saddam) como se fosse um grande parceiro apenas pir intereses pra mim eles que resolvam a briga deles que ja faz 40 anos nao vindo pra o nosso lado ja ta bom o Brasil ja tem problema de mais.

MARCIO MESSIAS SOARES

blz!!! só tentar a sorte, quem sabe kkkk são bons para latir e queimar bandeiras….vai cair tantos mísseis nos focinhos deles, que vai ser bem capaz de tampar a luz do sol…

N rone

Infelizmente isto não vai terminar bem muitos ainda morrerão esses 2 países sao governados por governos idiotas um vive num campo de golfe .e adora brincar de senhor da guerra . Só outro e um senhor que tem um cheque em branco para dizer que faz o pagamento para aqueles mártires que morrem em nome de ala…mas quem vai morrer sao jovens não são os senhores estes estarão tomando chá…

Kemen

Ao que parece tem serviço de inteligencia norte americano operando no alto escalão das Forças Armadas Iranianas, pois em função de tudo que afirmaram pelos noticiarios que o Qassem Soleimani fez ou iria fazer, só pode ser isso, não existe bola de cristal para ver o futuro. Por outro lado também sabiam onde o cara estava e por onde iria passar, isso demanda um sincronismo informativo e uma vasta rede de observação, além de sincronismo e acompanhamento pelo satélite para dirigir o drone e disparar no momento exato. Senhores estamos entrando numa nova fase de capacidades bélicas… digo, numa nova… Read more »

Mameluco do Sertão

Há um ditado muito popular que diz o seguinte:

“Quem tem ‘C#’, tem medo!”

Acho que isso se encaixa perfeitamente no caso do Irã, o recado já foi dado!

André Souza

O USS Batan está a caminho do Oriente Médio para se juntar a 82° Division

Dalton

E o USS Theodore Roosevelt encontra-se totalmente certificado desde o mês passado em San Diego para missão no Pacífico e Oriente Médio e está prestes a partir para substituir o USS Harry Truman como originalmente planejado muito tempo atrás ou se necessário reforça-lo imediatamente. . Outro NAe o USS Abraham Lincoln está a caminho de San Diego depois de ter deixado Norfolk 8 meses atrás, sendo recentemente substituído pelo USS Harry Truman no Mar Arábico. . Não que ache que vá acontecer algo muito sério que exija que o USS Abraham Lincoln dê meia volta, mas, apenas como curiosidade, em… Read more »

André Souza

Espero também que não aconteça nada sério, tirando o fato governamental, militar e político o Irã é um país interessante, seria uma perda histórica e cultural gigante para o mundo, porém é como você disse as peças desse xadrez lembram um passado não tão distante que levou ao caos no Iraque.

Jacinto

Rapaz Dalton… impressionante seu acompanhamento dos deslocamentos das marinha dos EUA

Dalton

Pois é Jacinto, dentro desse meu passatempo de marinha e navios de guerra, principalmente os da II Guerra, a US Navy ocupa um lugar especial até por conta da imensa quantidade de informações que se consegue bastando ler razoavelmente em inglês e além disso sou meio obcecado com esquadrões de navios e aeronaves, o que tem muito por lá, mas, apesar disso, sou um maluco inofensivo 🙂
abs

Jacinto

Eu admito – e agradeço – muito o seu cuidado com estas informações.

Camargoer

Olá Colegas. Coisas para pensar antes de dormir… muitos comentários elogiando a MB por resgatar uma idosa alemâ com a perna quebrada (com o que concordo) na postagem sobre o UH15. Muitos comentários elogiando as mortes dos iranianos nas postagens sobre o assassinato do general.

Mauro

Está comparando uma pessoa idosa e acidentada com terroristas?? é isso mesmo?

Esteves

Terroristas…são aqueles que derrubaram um prédio na cabeça do Sérgio quando ele presidiu o Alto Comissariado da ONU e defendia a saída dos americanos do Iraque?

Camargoer

Caro Esteves. Expliquei ali para o Mauro que eu comparei a empatia pela idosa socorrida pela MB com as vítimas civis (iranianas e iraquianas) que são atingidas durante os bombardeios de retaliação. Eu lamento tanto a morte do Sergio Vieira naquele atentado terrorista quando a morte de civis anônimos que são vitimados nos bombardeios de retaliação. Lendo melhor, meu comentário ficou dúbio. Obrigado pelo alerta e pela chance de adequar o meu comentário. Valeus.

Esteves

Mestre,

Não sei precisar quando começou esse tipo de guerra. Partisans, judeus, antes deles romanos, antes dos romanos deve ter sido celtas.

Aonde foi aquela guerra em 1914 ou 15 acho que na fronteira belga entre franceses, alemães e ingleses…morreram trocentos soldados de um lado, trocentos do outro…eles passavam os disse as noites tacando bombas enormes nos inimigos. Acho que Verdun.

Quem venceu? Ninguém. A terra não presta, a água está contaminada, tem zilhões de toneladas de bombas e munições soterradas, os fazendeiros não podem arar, as crateras são permanentes pra sempre.

Guerras.

Camargoer

Olá Esteves. O que chamou a minha atenção é o mesmo colega defender a ação da MB no resgate da idosa acidentada (com o que concordo) e elogiar a ideia de bombardear áreas civis no Irã (apenas mencionar isso deveria ser suficiente para derrubar um presidente de um pais democrático).

Camargoer

Caro Mauro. Obrigado pelo alerta. Eu deveria ter escrito “nos comentários (que eu omiti) dos colegas publicados nas matérias (que chamei de postagens) sobre o assassinato do general (já que todas as matérias/postagens estão relacionadas ao fato original). Eu de fato comparei a empatia de alguns colegas pela velhinha alemã (pela qual eu também torço pela saúde) com a falta de empatia de outros colegas pelas potenciais vítimas civis iranian as (ou iraquianas) que possam ser atingidas pelo bombardeio dos EUA. Acho que ficou melhor assim né? Valeu o aviso.

Esteves

Filme Munique.

Os judeus retaliaram o ataque dos Jogos. Um festival de trapalhadas. Pra liquidar com 6, mataram 200.

Bem bacana.

Camargoer

Olá Esteves. Esse filme é bom mesmo.

IagoSP

Olá pessoal. Sabem me dizer quais são os meios que acompanham um porta aviões dos EUA?

Dalton

Obrigatoriamente um cruzador e normalmente 3 ou 4 destroyers pertencentes
a um mesmo esquadrão. Se não houver navios de apoio logístico na área
então um ou dois são providenciados.

Alan Rodrigues

Guerras e combates hj em dia são tecnológicas onde somente um avião não tripulado pode destruir toda uma base militar ou arsenal de abastecimento! Portanto o Irã não tem capacidade de enfrentarem o Tio Sam, seria realmente um massacre infelizmente com mortes de inocentes.

Carlos Eduardo Oliveira.

Uma coisa é certa.
Se houver guerra EUA x Irã, os iranianos vão atacar Israel para faze-lo entrar na guerra também e assim ganhar o apoio dos outros países do mundo árabe.
O Saddam tentou fazer isso na Guerra do Golfo com mísseis Scud.

Carlos Eduardo Oliveira.
Anderson Jocys

Bravata total. O único poder dissuasório do Irã é seu povo, como na Guerra Irã – Iraque, pesquisem. Em material bélico é um país em situação até pior que o Brasil, visto décadas de isolamento comercial. Chegam a ser até cômicos com demonstrações de “caças e destróiers de última geração “de concepção iraniana. Atacar para iniciar um conflito seria um tiro no pé de sua liderança. Por outro lado, os americanos tem que dar ” recado” de tempos em tempos para mostrarem que estão de olho. E para finalizar, se, eu disse se ocorrer desdo