Home Indústria de Defesa Britânicos acompanham o ARA Bouchard em passagem por Gibraltar

Britânicos acompanham o ARA Bouchard em passagem por Gibraltar

9212
66

O site defensa.com noticiou que a Marinha Britânica acompanhou a passagem do navio-patrulha argentino ARA Bouchard quando este passou pelo estreito de Gibraltar a caminho da Argentina, após deixar Toulon no dia 15 de janeiro.

Segundo o site espanhol, o navio-patrulha da Armada Argentina foi acompanhado a uma milha de distância pelo barco patrulha HMS Sabre, de 24 toneladas.

Tripulantes do barco patrulha britânico também teriam feito muitas fotos do ARA Bouchard.

Os barcos patrulha da Royal Navy empregam o mesmo procedimento quando passam navios de guerra de Marinhas potencialmente inimigas da OTAN, como a russa e a chinesa.

O pequeno barco patrulha HMS Sabre da Royal Navy

O ARA Bouchard (ex-L’Adroit da Marinha Francesa) é o primeiro de quatro Offshore Patrol Vessels (OPVs) que a Argentina comprou por € 319 milhões (US$ 354 milhões) do grupo francês Naval Group e deverá chegar à Argentina no início de fevereiro.

A previsão de chegada dos próximos navios é:

  • ARA Piedrabuena, abril de 2021;
  • ARA Storni, outubro de 2021;
  • ARA Cordero, abril de 2022.

ARA Bouchard

Visão em corte do OPV classe L’Adroit

66
Deixe um comentário

avatar
23 Comment threads
43 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
46 Comment authors
Jorge KnollFabio MayerParabellumKemenRicardo Bigliazzi Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
ednardo curisco
Visitante
ednardo curisco

operação normalíssima.

Tiago Gimenes
Visitante
Tiago Gimenes

“Os barcos patrulha da Royal Navy empregam o mesmo procedimento quando passam navios de guerra de Marinhas potencialmente inimigas da OTAN, como a russa e a chinesa”. É assim que a roda gira com o argentinos xD

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

E mesmo assim os argentinos preferem continuar sub-armados a comprar armamento Rusdo ou Chinês por puro preconceito.

Cristiano GR
Visitante
Cristiano GR

Penso que não seja preconceito, mas dependência muito grande de ajuda$$ externa, fazendo uso do FMI e possivelmente de bancos de países do guarda-chuva americano, sendo um enorme risco de ficarem sem ter onde buscar ajuda num momento de extrema vulnerabilidade da economia argentina. Alías, uma coisa que penso ser um grande sustentáculo da constante crise argentina é a invasão de argentinos que ocorre todo verão nas prais brasileiras. Para nós é muito bom$$, mas para um país endividado e com grande desvalorização da moeda, essa fuga de capital que ocorre no verão para o Brasil é grande prejuízo.

Jorge Knoll
Visitante

Vcs se esquecem que um dos motivos da parde da Guerra das Malvinas foi o boicote enfrentado pelos argentinos, principalmente, de parte USA, que impossibilitou reposição de armamento/mísseis/munição e de peças para as FFAA argentinas.
Daqui por entender, que eles aprenderam a lição, e não sr tão dependente dos EUA e de países ocidentais.

Tallguiese
Visitante
Tallguiese

Serão as embarcações mais novas e modernas da armada?

Ricardo Barbosa
Visitante
Ricardo Barbosa

Sem a menor duvida. Principalmente as 3 outras que serão 0km, já que a primeira era semi nova.

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Mas não serão necessariamente as mais capazes…

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Provavelmente serão, uma vez que o resto mal navega. Não adianta supostamente estar melhor armado e não funcionar.

Roger
Visitante

“Segundo o site espanhol, o navio-patrulha da Armada Argentina foi acompanhado a uma milha de distância pelo barco patrulha HMS Sabre, de 24 toneladas.”

24 toneladas?

Bardini
Visitante
Bardini
Gabriel
Visitante
Gabriel

Sim, o HMS Sabre é uma lancha de patrulha pequena, que não deve chegar a 20 metros de comprimento

Samuel
Visitante
Samuel

Também achei estranho 24 toneladas pra um navio patrulha, a classe amazonas tem 1700 toneladas. Mais se parece com uma lancha rápida.

MMerlin
Visitante
MMerlin

Não dá para classificá-la como lancha Samuel. Mas realmente é conhecida como barco de patrulha rápida.

Dalton
Visitante
Dalton

O texto menciona “barco patrulha” que é o caso do HMS Sabre e não “navio patrulha”, estando o mesmo baseado em Gibraltar. . Em 2016 o” Sabre” teve que intervir contra um barco patrulha espanhol que tentou cortar por duas vezes o passo do submarino “Florida” visitando Gibraltar e o comandante do submarino ameaçou abalroar o barco espanhol caso o “Sabre” não fizesse sua parte de manter embarcações distantes do submarino como medida de segurança depois do atentado ao USS Cole. . Não foi a primeira vez que os espanhóis agiram dessa forma tentando impedir visitas de unidades da US… Read more »

Mercenário
Visitante
Mercenário

Existe uma “disputa” política pela soberania de Gibraltar (encravado na Espanha, por assim dizer) e também discussão sobre os limites de suas águas territoriais.

Está em estudo a substituição dos barcos patrulhas da classe Scimitar, porém nada indica que os possíveis novos patrulheiros serão muito maiores do que os atuais.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Samuel,

Como diria Falcão, homem é homem, menino é menino, barco é barco e navio é navio.

No texto, o nome “navio-patrulha” é usado para o ARA Bouchard.

No caso do HMS Sabre, o que está no texto é “barco patrulha”. Não está escrito navio.

Na Marinha Real chamam de “fast patrol boat”

Angelo Chaves
Visitante
Angelo Chaves

Kkkkkkk. Falcão dizia mais coisas.

Enes
Visitante
Enes

Esta escrito, barco de patrulha, não é navio, é um pequeno barco.

Junior
Visitante
Junior
Jairo
Visitante
Jairo

Deslocamento máximo de 24 toneladas e não o peso total da embarcação.
Uma coisa é diferente da outra

DOUGLAS TARGINO
Visitante
DOUGLAS TARGINO

Navio comprado para combater os pesqueiros chineses que estão fazendo a festa por lá e aqui!

MMerlin
Visitante
MMerlin

Acho esta embarcação interessante.
Tem um estilo bem minimalista e opera com quase metade de tripulação de uma classe Amazonas.

Jagderband#44
Visitante
Jagderband#44

Pelo menos os argentinos tem coragem para encarar os piratas pesqueiros chineses.

Eliakim
Visitante
Eliakim

“Os barcos patrulha da Royal Navy empregam o mesmo procedimento quando passam navios de guerra de Marinhas potencialmente inimigas da OTAN, como a russa e a chinesa”. Kkkkkkkkkkk
Digamos que os Britânicos não vão com a cara dos hermanos

Mano Jô
Visitante
Mano Jô

Me pergunto por que?

Hahahaha…

Antonio
Visitante
Antonio

Digamos que eles são imperialistas em decadência e gostam de mostrar força contra um mais fraco, faz bem para o ego inglês mas o capitalismo é implacável e substitui os impérios sem piedade, né?

João Moro
Visitante
João Moro

Depois da declaração do Presidente da Argentina de que “As Malvinas são nossas”, viraram potenciais inimigos. Inclusive agora que está despencando a economia Argentina.

João Souza
Visitante
João Souza

Não é por conta da declaração não. A demanda pela soberania das ilhas foi incluída na Constituição argentina em 1994. É uma questão legal. Nenhum presidente argentino é contra isso.

João Moro
Visitante
João Moro

Pode estar na Constituição, João Souza, mas conseguir o que eles almejam é outra coisa. O Presidente anterior não tocou no assunto pois sabia que não tinha a capacidade de conseguir com as condições atuais da Argentina.

Glasquis7
Visitante

Isso nunca ocorrerá. Se os Argentinos (ceboshitas) querem as ilhas, terão que pegar à força. E muita força pois agora que foram descobertas jazidas de Petóleo naquela região, além do controle do Cabo Hornes e o Estreito de Magalhães, os ingleses não quererão devolvê-las.

Evo Morales fez o mesmo. Incluiu na constituição boliviana que a recuperação do mar (hoje território Chileno) é irrenunciável…

Adivinha quando o Chile vai devolver o mar.

João Souza
Visitante
João Souza

Tudo bem. Só destaquei a constituição deles pois pareceu que os ingleses estariam reagindo a uma fala quando esta não mudou em nada uma situação que se arrasta por muito tempo…

MMerlin
Visitante
MMerlin

Ou pagar por ela, como fez os EUA em relação ao Alaska, aproveitando a situação econômica do Império Russo.

Glasquis7
Visitante

Nem pagando. Nos dias de hoje, quem em são juízo aceitaria uma promissória da argentina?

Antonio
Visitante
Antonio

Agora cara pálida? Faz quatro anos. Ainda bem a nossa está indo de vento em popa na direção deles né? Quanto mais eles afundam mais nós somos arrastados já que eles são os maiores importadores de produtos industrializados made in Brasil.

Sailor
Visitante
Sailor

Dont cry for malvinas Argentina…kkkk

Cristiano GR
Visitante
Cristiano GR

Logo que se entra na Argentina, a primeira placa que se vê é “Las Malvinas son Argentinas.”
Todas as novas notas de Peso argentino estampam o mapa da Argentina com as Malvinas incluídas.

Pedro
Visitante
Pedro

Fez M…. agora aguente! E se nao bastasse o novo “poste” da Argentina já veio com a mesma ladainha de sempre. Malvado não é quem suspeita e sim quem da motivo para suspeitar.

Augusto L
Visitante
Augusto L

A france trocou esse projeto pelo europeu EPC que sera produzido junto com a Itália

joel eduardo soares
Visitante

A Argentina é aliado extra-OTAN, portanto de inimigo não tem nada!
Forte abraço a todos!

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Dos EUA, não do Reino Unido.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

aliado extra OTAN, título dos EUA, não é dado pela OTAN, ou seja a Argentina é sim um inimigo provável da OTAN devido ao fato de querer tomar um territorio de um país país membro

Antonio
Visitante
Antonio

Território ocupado por um país membro seria mais correto, né?

MCX
Visitante
MCX

Não amigo, ñ é um terriyorio ocupado pq nunca foi um territorio argentino, a Argentina reinvidica a posse destas ilhas devido a didtancia de sua c

MCX
Visitante
MCX

Costa já os ingleses possuíam formaram colônias desde suas descobertas (inclusive descoberta feita por ingleses).

Sailor
Visitante
Sailor

O UK é dono de todas as ilhas oceânicas do Atlântico Sul(exceto ilha da Trindade, que foi devolvida no início do sec XX graças a intervenção de Portugal)! Mérito deles por terem explorado e mar! Good save the Queen!

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

Gato escaldado tem medo de água fria, apesar dos ermanos hoje não terem condições de tentar nada não custa nada os ingleses ficarem de olho para conhecer a capacidade dos novos meios da marinha argentina.

Luiz Floriano Alves
Visitante

Interessante o conceito de ponte com visão de 360º. Amplia a capacidade de visão situacional sobremaneira. Só que o armamento é pouco potente. 20 mm. até nem se usa mais de forma geral. Um barco desta tonelagem requer um canhão de 30 mm. pelo menos. Acho que os Argentinos tem nas suas reservas o que colocar na proa deste navio para impor respeito..

Gustavo Couto
Visitante
Gustavo Couto

Preocupado com o futuro de nossas forças armadas, vem os argentinos contar piada.
Eu choro de rir com esses caras.

Antonio
Visitante
Antonio

Qual piada? A nau inglesa que aparece na foto ou a moderna embarcação fabricada para a Argentina?

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Não foi fabricada para a Argentina, esse barco servia a Marinha Francesa, esteve de passagem pelo Brasil em 2016, sendo motivo de matéria nesse blog (basta pesquisar). Vamos dar o crédito a aquisição pela Argentina que também gosta de comprar “usadinhos” como nós, mas não vamos reescrever a historia.

zézão
Visitante
zézão

É…a RN não espera acontecer !

Antonio
Visitante
Antonio

Com esse barquinho pop pop da foto?

Kemen
Visitante
Kemen

Outra palhaçada britanica, pelo visto o navio patrulha é uma séria ameaça ao Reino Unido. Fotos? Ora bolas, é só pedir informações e fotos sobre o navio à França! Outro detalhe é o que uma Scimitar poderia fazer contra esse patrulheiro. KKKKKK
Gostaria de saber se esse procedimento britanico, se aplicou alguma vez, às nossas belonaves quando se dirigem ao Mediterraneo.

Vilha
Visitante
Vilha

É só pra mandar um recado, “Estamos de olho”. Ora o que essas novas naus argentinas mudam, na balança de poder entre Argentinos e Britânicos? Nada!

Antonio
Visitante
Antonio

A embarcação está indo para casa, olha o barquinho pop pop da Inglaterra observando o navio moderno passando. Acho que você não carregou a imagem da nau inglesa….. Não tem nenhum dos lados em guerra.

Antonio
Visitante
Antonio

O barquinho sabre da real marinha inglesa parece o barquinho pop pop que eu tinha e funcionava com um toco de vela. Operação normalíssima como disse o colega abaixo. Só dá para observar mesmo…. Império em decadência é cômico…

Sailor
Visitante
Sailor

Com a palavra o “especialista”…kkkk

Fabio Mayer
Visitante
Fabio Mayer

O império em decadência ainda será maior que Argentina, Venezuela, Cuba, Coreia do Norte e demais quase-países dessa natureza, por pelo menos uns 5 séculos, se estes países fizerem alguma coisa certa em suas histórias, coisas que nunca fizeram!

Antunes Neto
Visitante
Antunes Neto

Gosto bastante da proposta que o L’Adroit se propõe a resolver. Uma pena que a produção das nossas Amazonas não tenha sido contratada. O policiamento de nossa costa parece algo em segundo plano.

Sailor
Visitante
Sailor

Cada um tem oque merece!

Glasquis7
Visitante

Tudo normal, apenas conhecendo e identificando um navio que deverá operar perto das Falklands.

Segue o jogo.

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Nada como catalogar previamente os seus “alvos”… hahaha

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Além do futuro canhão de 30mm e do helicóptero esse barco será armado com o que?

Kemen
Visitante
Kemen

Ultimamente só se leem coisas ridiculas do Reino Unido alem dessa do blog. Saida da UE que fica no sai e não sai,e gerou uma baderna no Parlamento, um principe que prefere pele enrugada e velha da mulher de um oficial à de sua linda esposa, essa esposa uma princesa morreu a caminho do hotel com um milionario egipcio num acidente muito estranho até hoje…, outro principe que adorava noitadas em boates e casou com uma atriz que dizem, teve envolvimento com pornos e agora os dois não querem mais ser da familia real (por que sera? rejeição à sua… Read more »

Parabellum
Visitante
Parabellum

Diz no mapa: “Destination: Rio de Janeiro”. Se eu fosse do almirantado argentino providenciaria uu reabastecimento no mar e seguiria direto para a Argentina, pois corre o risco na nau sofrer arresto por algum credor.