Home Indústria de Defesa Segundo porta-helicópteros Type 075 deve ser lançado amanhã

Segundo porta-helicópteros Type 075 deve ser lançado amanhã

4801
98
Na foto acima, o segundo Type 075 no dique seco. Na proa, o primeiro navio que está em acabamento e sofreu um incêndio recentemente

O estaleiro Hudong Zhonghua da China em Xangai deverá lançar um novo navio na quarta-feira. Alguns observadores militares acreditam que pode ser o segundo porta-helicópteros de assalto anfíbio Type 075.

O novo navio construído pela empresa Hudong Zhonghua será lançado das 13:20 às 14:50 na quarta-feira, e uma área de água de 1.500 metros de comprimento e 350 metros de largura perto da doca ficará restrita à navegação, de acordo com um aviso de navegação divulgado no site da Administração de Segurança Marítima da China na segunda-feira.

O aviso não especificou o tipo de navio.

Como o estaleiro Hudong Zhonghua está realizando as obras do segundo navio de assalto anfíbio Type 075 da China, e reportagens publicamente disponíveis informaram em março que o navio provavelmente seria lançado em breve, alguns entusiastas militares chineses especularam on-line que o navio mencionado no aviso de segunda-feira poderia ser o Type 075.

O lançamento do aviso também coincidiu com uma foto não verificada postada no Sina Weibo, plataforma de mídia social semelhante ao Twitter da China, na segunda-feira, que mostrou que o segundo Type 075 parecia completo, um sinal de um lançamento iminente, disseram observadores militares.

Quinta-feira será o 71º aniversário da fundação da Marinha do Exército de Libertação Popular da China (PLA Navy), e entusiastas do exército disseram que o lançamento do segundo Type 075 na quarta-feira, se realizado, pode servir como presente de aniversário para a PLA Navy.

FONTE: Global Times

Subscribe
Notify of
guest
98 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gabriel BR
Gabriel BR
2 meses atrás

Mais para frente a MB poderia projetar junto a Thyssen Krupp um porta helicópteros sob medida das nossas necessidades. Ia ser top !!!!

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

A ideia é interessante, mas infelizmente falta o principal que é a grana!

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

O famoso “faz me rir” 😂😂‼️

Esteves
Esteves
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

Eles fazem fragatas e corvetas.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Esteves
2 meses atrás
Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

Poderiam projetar uma estrela da morte tbm…

Esteves
Esteves
Reply to  Carlos Gallani
2 meses atrás

Eles não fizeram um sino que voava…?

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

Eles tem um projeto chamado Classe Blohm + Voss LHD, seria interessante…

Mas sabemos que a qualidade alemã sempre tem um porém, que é seu preço.

Esteves
Esteves
Reply to  Adriano Madureira
2 meses atrás

Projeto.

Prontos, eles fazem fragatas e corvetas. E um navio auxiliar.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás
FERNANDO
FERNANDO
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

Sonha meu filho, pois sonhar não paga nada.
Além do mais falta mentalidade aos políticos brasileiros.

Mameluco Pernambucano
Mameluco Pernambucano
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

Acho que seria mais interessante, logicamente teria que passar por avaliação técnica, mas há os espanhóis e italianos, que tem equipamento semelhante, e me parece que tem uma boa avaliação das suas respectivas Marinhas.

Não citei os franceses por já estarem com o contrato do PROSUB, entretanto, dentro do planejamento estratégico da Força Naval brasileira e disponibilidade orçamentária, logicamente com os problemas das escoltas superadas/resolvidas em quantidade para o tamanho de nossa Marinha, poderíamos lançar um programa desse tipo de navio.

Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

A Marinha do Brasil não abandonou o desejo de construir um porta-aviões (pra desgosto de muitos aqui) em conjunto com um estaleiro internacional começando depois da conclusão de projetos atuais (Prosuper, Prusub, Pronapa, Proantar) por volta de 2030, só falta é garantir os recursos pra isso.

E quem sabe se disser que é pra combater o “vírus chines” apareça essa grana kkk

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Entusiasta Militar
2 meses atrás

O que comprova o que disse ah alguns meses sobre peso de grande número de nagativacoes. O Brasil verá um porta aviões bem para além de 2030, probavelmente depois de 2040, quem sabe na década de 50 do presente século. 10 anos a sonhar, 10 anos para avançar para a frente e dar início aos primeiros “rabisco” e 10 anos para, pressupondo conclusão da seleção da escolha, cunstruir e entregar o navio.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

Vira essa boca para lá amigo, pois as nossas necessidades são bem abaixo desse tipo de navio. Na verdade já estamos bem abaixo do que já temos. Exemo o Atlantivo, não temos helicopteros para operar 100% da capacidade se ele operar em conjunto com o Bahia.
No caso 16 helicopteros do porte do HM-225, 12 no Atlantico e 4 no Bahia.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

melhor comprar dos Italianos ou Japas uma coisa pronta, e investir dinheiro mesmo em mais escoltas e patrulheiros

José carlson
José carlson
2 meses atrás

Enquanto isso a America latina conta com apenas 1 Porta Helicóptero do Brasil que miséria a maior potencia militar da região e os demais países em situação deplorável… precisamos investir em meios navais não podemos depender dos EUA sempre na segurança como na primeira e segunda guerra mundial eu penso que Pais que continente fracassado é uma vergonha, os produtos mais exportado são drogas matérias primas um verdadeiro fazendão o Brasil e os demais e as instituições que mais prosperam é Os bancos, As igrejas dos charlatões que comandos tudo é um absurdo…

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  José carlson
2 meses atrás

Muitos dizem que o Brasil não pode ser vira-latas, mas adoram que o mesmo seja o cachorro debaixo da mesa esperando as migalhas cairem ao chão via FMS para se alimentar.

nonato
nonato
Reply to  Vinicius Momesso
2 meses atrás

Esse ê discurso barato
De onde o Brasil vai tirar dinheiro para comprar muitos navios?
FMS é novidade para nós.
É uma oportunidade de colocar armamentos baratos.

glasquis7
Reply to  José carlson
2 meses atrás

” a maior potencia militar da região e os demais países em situação deplorável…”

Eu queria entender este tipo e afirmação e em que se apoiam pra fazê-las.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  José carlson
2 meses atrás

O Chile também tem um Porta Helicóptero da mesma família do nosso. O Peru não tem um Porta Helicóptero, mas tem um navio de desembarque anfíbio de fabricação própria com capacidade de operar helicópteros.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

Pra vc ver, em situações gerais, se analisarmos o tamanho do Brasil e do orçamento nós estamos proporcionalmente muito mal, muito mesmo, submarinos que não navegam, PMGs que se arrastam por anos, navios minúsculos que não conseguimos terminar… se não fosse o ProSub poderíamos pedir falência!
Olhar pra Argentina e rir é fácil, fazer igual o Chile que é difícil!

Esteves
Esteves
Reply to  Carlos Gallani
2 meses atrás

Não adianta ter PIB grande se ele é mal distribuído.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Carlos Gallani
2 meses atrás

Você esquece que o litoral chileno é enorme, só é menor que o brasileiro na América do Sul, acho que é capaz do Chile ter mais mar do que terra, por isso eles tem uma grande marinha, o Brasil tem 7491 km de litoral e o Chile tem 6435 km.

Glasquis7
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

Já discuti isso um dia. O litoral do Chile é equivalente ou maior que o do Brasil. A área de SAR sob Jurisdição da RCh é quase o dobro da área SAR da MB.

glasquis7
Reply to  Carlos Gallani
2 meses atrás

Pra vc ver, uma verdade doi tanto nos ufanistas do forum que correm a negativar sem ter ideia do por que.
,

Tutu
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

O chile tem um Navio Doca semelhante ao NDM Bahia.

glasquis7
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

O Chile tem um LDP igual ao Bahia. Não tem porta helos na ARCh.

As caraterísticas do seu território não justificam um investimento desses nem as suas ameças.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  José carlson
2 meses atrás

Qual o problema exportar cocaína e maconha, são produtos normais, muitos países exportam prostitutas e álcool e não tem problemas. Estamos é perdendo money com isso, maconha no Brasil cresce melhor que feijão, poderíamos estar liderando a venda de produtos derivados da cannabis.

jagderband#44
jagderband#44
Reply to  Defensor da liberdade
2 meses atrás

Exportar narcóticos fomenta os cartéis, que, por sua vez, não permitem “liberdade” às pessoas, contrariando seu nickname. Portanto, sugiro mais consciência na hora de opinar neste forum.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  jagderband#44
2 meses atrás

Jager, não necessariamente, legalizar maconha e facilitar a sua exportação para países onde a mesma é legal, desfavorece os cartéis, fomentando a criação de empresas do sector, legais, nomeadamente as que se dediquem a produtos terapêuticos e/ou para fins médicos e clínicos, assim como as que se dediquem à distribuição para fins recreativos, ocupando e legalizando um nicho de mercado que hoje é, desnecessariamente, ilegal, obscuro e deslislado, sobre controlo do narcotráfico.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  José carlson
2 meses atrás

Só um adendo, para seu tamanho o Chile não se encontra deplorável, com orçamento em ordens de grandeza menor e com uma costa bastante vasta, a lição de casa lá não virou bagunça como aqui!
Só posso supor que os Almirantes de lá não estejam se fartando em coquetéis e sonhos tresloucados!

Glasquis7
Reply to  Carlos Gallani
2 meses atrás

Na atualidade o Chile conta com uma frota de 6 Fragatas, 2 L Class, 1 Type 22 Bach II e 3 Type 23. Todas amplamente modernizadas localmente (as type 23 ainda nesse processo). Além disso conta com 3 Missileiras SA’AR IV. Além disto, tem 2 ubmarinos U 209 400 E 2 Scorpene. Todos modernizados localmente. Tem em reserva 2 Fragatas M class e 4 Missileiras Tyger e deverá receber até 2021 mais duas Fragatas Adelaide. Neste momento, está é a mais poderosa força naval de toda a região que, caso fosse necessário, poderia contar com uma frota total de 17… Read more »

Glasquis7
Reply to  Glasquis7
2 meses atrás

Antes de que alguém me acuse de estar contando com o ovo antes da galinha, as Adelaide já foram comissionadas à ARCh na semana passada.

Só não adicionei elas na conta por que ainda falta concluir o estágio de capacitação das tripulações.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Glasquis7
2 meses atrás

Glasquis, como assim tem as “M” em reserva?

Glasquis7
Reply to  Peter nine nine
2 meses atrás

As duas Fragatas decomisionadas M class entram pra reserva. Elas estão operacionais mas decomisionadas. Caso explodisse um conflito agora, o Chile as reicorporaria como médio ativo da esquadra. Elas ficam nesta condição enquanto se decide o destino delas. Vender, desmontar, afundar, etc.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Glasquis7
2 meses atrás

Mas as tipo M são navios fantásticos… Estamos mesmo a falar das ex. Karel doorman?

Glasquis7
Reply to  Peter nine nine
2 meses atrás

Ups! Eu errei ao digitar.
As que foram pra reserva são as L class. Não tinha percebido que tinha digitado M class.
As Karel Doorman ainda permanecerão na ativa por uns 10 anos mais.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Glasquis7
2 meses atrás

10 anos, 15, no máximo 20. Aquela type 22, os chilenos não a querem desactivar? Eu pressupondo que seja a que menos sentido faz em operação,pelo que, pressuponho, a sua desactivação deva estar para breve. As classe L ainda têm algum potencial. Sem dúvida que, as type 23 e as classe M são, para já, os navios combatentes de superfície mais relevantes da armada Argentina, que serão muito bem complementados pelas Adelaide. 3 type 23, mais 2 classe M, mas 2 Adelaide, são sete navios de capacidades consideráveis para o cenário a que se pretendem. No entanto, convenhamos que o… Read more »

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Peter nine nine
2 meses atrás

Simultaneamente, conforme matéria neste site publicada, sabemos que este país não tem esse facto em desatenção. Navios de idade e capacidade semelhante serão desactivados em diversos países europeus, de igual forma, dentro de 10 anos e pouco mais, pelo que o Chile terá, sem dúvida, diversas opções a surgir no mercado por volta desta altura. Consigo imaginar um ou outro país a cooperarem na seleção e escolha de uma classe e o Chile a aproveitar para se juntar também.

Dalton
Dalton
Reply to  Peter nine nine
2 meses atrás

O “problema” é que provavelmente será difícil encontrar navios em tão boas condições no futuro próximo como as duas “Adelaides” que foram descomissionadas com 26/27 anos, mas, passaram alguns anos inativas quando sendo modernizadas o que ajudou ainda mais na conservação.
.
O prognóstico é que navios sejam descomissionados com
em média 35 anos de muito uso sem gastar muito com revitalizações para que sobre alguma vida útil significativa
e que possa interessar um comprador.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Dalton
2 meses atrás

Dalton…. O que eu referi imaginar, é que muitos países da NATO operam meios com a mesma idade que os referidos navios, pelo que, alguns destes, estarão empenhados em arranjar substituto por volta da mesma altura, o que permite a estas nações colaborar na obtenção de novos escoltas, algo que já acontece por vezes pela Europa, em procedimentos que nenhuma característica têm digna de impedir um eventual parceiro Sul americano de entrar. Quanto às compras de oportunidade, no quesito idade simplificado, das que achei mais interessantes, mais ainda que as Adelaide, foram as classe M, adquiridas em muito boas condições… Read more »

Dalton
Dalton
Reply to  Peter nine nine
2 meses atrás

P99…o que entendi de seu comentário é que dentro de 10 anos o Chile terá grandes oportunidades de adquirir navios de segunda mão da OTAN, só que estes navios não deverão estar em tão boas condições quanto às “Adelaides” com menos de 30 anos de uso, menos de 25 na verdade se for considerada o período de modernização que as tornou provavelmente nos navios mais capazes da América do Sul. . Quanto ao Brasil não ter mostrado interesse pelas “T-23s” há todo um contexto nisso, pois quando a Royal Navy as disponibilizou o Brasil estava ainda terminando de modernizar suas… Read more »

glasquis7
Reply to  Peter nine nine
2 meses atrás

Sim a Type 22 está próxima da sua desativação e até onde sei, será desativada sem substituto a menos que exista uma Type 23 ou uma Halifax disponível.

Dentro de 10 anos o Chile não estará com um problema como vc diz, estará com uma solução e que já começa a ser desenhada.

ASMAR já tem consigo os estudos de viabilidade, feitos pela PUC Chile , pra construção de um grupo de 8 a 10 fragatas de 5.200 Ton. Será apresentado este ano na Exponaval.

Então a ARCh já se prepara pra renovação dos seus medios dentro de 10 anos.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  glasquis7
2 meses atrás

Dalton, percebeu mal portanto ^^. A correcta interpretação do que quiz dizer é possível ao ler a parte em que digo que dentro de mais ou menos o mesmo numero de anos, países europeus que operam navios com a mesma idade que os do Chile, estarão em busca de novos meios, pelo que o Chile, que incorpora escoltas da mesma geração e idade, estará em posição de aproveitar as oportunidades que surjam, especificando, fazer se integrar em programas e projectos de obtenção de escoltas, fazendo parceria com nações europeias. Falo de navios novos portanto. Glasquis, o problema que refiro é… Read more »

Dalton
Dalton
Reply to  Peter nine nine
2 meses atrás

Entendi P 99, concordo que a melhor saída para à marinha chilena é adquirir navios novos, acho que deixei-me levar por outros comentários que advogavam que o Chile iria continuar dependendo de navios de segunda mão em boas condições. . Onde divergimos é que não se podia prever em meados de 1990 que a Royal Navy iria dar baixa precocemente em 3 fragatas T-23s por exemplo e as T-22s Batch 1 estavam à venda por um bom preço e com em média apenas 15 anos de vida e a modernização das fragatas classe “Niterói” iniciada em fins da mesma década… Read more »

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Dalton
2 meses atrás

Talvez seja excessivo dizer espetacular, de facto, mas as M são sim de pôr inveja nas niteroi. São mais novas, mais modernas, estrutura mais recente e parcialmente furtiva, consideravelmente mais bem armadas… Posicionadas ainda como uma plataforma que, comparativamente com as niteroi, é muito mais acessível aos apetrechos que se venham a julgar necessários… Etc. Não haver, no momento das respectivas decisões, opções tampão imediatas, que fossem melhores, não significa que a disponibilidade das mesmas (opções) não fosse previsível. Em 2006, a primeira type 22 estava em serviço à quanto tempo? 11 anos? A uns 5 anos de fazer 40… Read more »

Glasquis7
Reply to  Peter nine nine
2 meses atrás

Só um detalhe importante, se estima que as duas Adelaide custaram ao Chile um valor em torno dos U$Dollar 110 milhões. Bem abaixo do que foi noticiado por aqui. E vieram armadas.

Dalton
Dalton
Reply to  Peter nine nine
2 meses atrás

P99 você não sendo brasileiro é até compreensível que pense dessa forma pois não deve acompanhar as notícias sobre a real situação econômica do país nem o fato que a corveta “Barroso” teve suas obras suspensas por falta de recursos entre 2003 e 2005 algo que pessoalmente testemunhei em duas viagens que fiz ao Rio de Janeiro e mesmo assim ela foi completada lentamente, até mesmo o submarino “Tikuna” sofreu atrasos na época. . E uma classe “M” não faz nada de diferente do que uma “Niteroi” modernizada, são navios de tamanho comparável a “Niterói” relativamente maior sendo que duas… Read more »

Glasquis7
Reply to  Dalton
2 meses atrás

“não é a ausência de 3 “T-23s” que muda o fato do Brasil ser a maior potência da América do Sul.”

Isso em tamanho né?

Dalton
Dalton
Reply to  Glasquis7
2 meses atrás

O Brasil não é só maior em tamanho, é também em população, número de reservistas, maior contingente terrestre, exército e fuzileiros navais e se preciso for
tem a base para sustentar uma campanha de longo prazo que não vejo existente em outro país da América do Sul.
.

Peter nine-nine
Peter nine-nine
Reply to  Dalton
2 meses atrás

Dalton, note que estou a comentar com a mente a zelar pelo bem do Brasil, independentemente se sou português ou não, que sou. Não te trata de uma comparação de marinhas, nem de países, nem “de quem tem o pau maior”. Trata-se sim do facto que de que, independentemente dos factos por si referidos, que até agora têm sido do meu conhecimento, mesmo que por vezes mínimo, oportunidades foram desperdiçadas e a tentativa de dizer que não, é incompreensível. As M fazem sim coisas que as Niteroi não fazem. As M navegam com mais disponibilidade, as M, mesmo depois da… Read more »

Glasquis7
Reply to  Dalton
2 meses atrás

Nenhum país na região tem condições de manter uma guerra de médio prazo, muito menos de longo prazo. As guerras na região devem ser de curto prazo. No máximo 18 meses. Depois disso se tornam inviáveis, não apenas pros beligerantes mas também pros seus vizinhos que teriam que suportar o êxodo de refugiados. Além disso, apenas gente, não ganha guerras. Se assim fosse, a China teria dominado o Mundo há séculos. As guerras se ganham numa combinação de elementos em que o que prevalece é força e inteligência, determinação e identificação. Além do mais, gente apenas faz número e número… Read more »

Dalton
Dalton
Reply to  Glasquis7
2 meses atrás

Glasquiz e P 99… . o que eu quis dizer é que o maior tamanho territorial, populacional, dinheiro que pode ser canalizado para os militares em uma emergência, maior número de reservistas, etc, são meios de dissuasão importantes. . Na década de 1990 a marinha chilena perdia até para sua arquirrival peruana em qualidade e quantidade e enquanto a marinha brasileira adquiriu 4 T-22s a chilena adquiriu duas “Leanders” extras como você sabe mais do que eu. . No período de 2000 a 2010 a marinha chilena conseguiu substituir todos os seus navios antigos por 8 de excelente qualidade, mas… Read more »

Glasquis7
Reply to  Dalton
2 meses atrás

A situação das FFAA do Chile entre 1975 e 1995 se deve muito mais a problemas políticos do que problemas econômicos ou de gerencia de recursos. O governo de Pinochet sofreu um grave revés ao assassinar a Letelier num atentado a bomba em território Americano. Isto resultou numa acusação e a aplicação da Emenda Kenedy ao Chile. Isto impediria que o Chile se armase. Desde o Governo de Carlos Ibañez del Campo, o Chile tem uma reserva em dinheiro, fora do seu orçamento anual, que permite o seu rearmamento sem precisar pedir dinheiro pra compras. O Chile conta além disso,… Read more »

Dalton
Dalton
Reply to  Glasquis7
2 meses atrás

Glasquis…uma curiosidade ! Chilenos que conheci morando no Brasil, demonstraram uma certa admiração por Pinochet,
um deles era um ex-militar, então até natural, mas, outros eram civis, essa admiração é da maioria do povo chileno ?

Glasquis7
Reply to  Dalton
2 meses atrás

Não. Pinochet trouce avanços importantes na economia e na modernização do país mas, acabou sendo um corrupto como qualquer outro, expropriando e colocando riquezas naturais do país nas mãos dos particulares. Hoje, nem os rios são públicos. A água é particular por que ele vendeu o direito e água a seus amigos.

Matou muita gente inocente e interrompeu uma tradição democrática muito valorizada no Chile.

Dalton
Dalton
Reply to  Glasquis7
2 meses atrás

Valeu !

nonato
nonato
Reply to  José carlson
2 meses atrás

Falou mal das igrejas.
🤔
A esquerda detesta o cristianismo.
Mas gosta do ateísmo e de religiões africanas, que na África ninguém pratica…

Paulo
Paulo
Reply to  nonato
2 meses atrás

É mesmo?

Então na África não existem praticantes das religiões locais?

Fonte?

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Paulo
2 meses atrás

Fonte: juro por Deus.

nonato
nonato
Reply to  Defensor da liberdade
2 meses atrás

Falou o defensor de Maduro e do ateísmo..
Comunismo não gosta do cristianismo.
O comunismo aprisiona, o cristianismo liberta.
As pessoas não terem respeito pelo cristianismo base da nossa sociedade brasileira e ocidental?
Em nome de que valores?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  nonato
2 meses atrás

Acho que a quarentena não está te fazendo bem.

nonato
nonato
Reply to  Paulo
2 meses atrás

Tenho colega esquerdista evangélico.
Já foi a vários países da África.
Hoje em dia lá tem muito islamismo.
Macumba, umbanda, xango é mais o pessoal da esquerda do Brasil que apoia.
Em que país da África uma dessas religiões é oficial?
A esquerda do Brasil detesta o cristianismo e valoriza o ateísmo, o islamismo e religiões africanas.
Fazem de tudo para destruir a sociedade judaico cristã, como eles mesmo falam abertamente.
Não gostam do presidente porque ele defende o cristianismo.

Caio
Caio
Reply to  nonato
2 meses atrás

O besteirol tá farto na quarentena.

glasquis7
Reply to  nonato
2 meses atrás

Me diga, o que vc sabe sobre a Igreja Ortodoxa?

glasquis7
2 meses atrás

E assi, os “xingui lingui, os copia tudo, os solta pecinha” vão construindo e incrementando o seu poderio bélico e a sua capacidade militar.

Não me surpreenderia que em 2050, tenham a capacidade de enfrentar a OTAN sem nenhum problema.

Luiz Galvão
Luiz Galvão
Reply to  glasquis7
2 meses atrás

Menos Glasquis, menos.

glasquis7
Reply to  Luiz Galvão
2 meses atrás

Menos por que?Analise o que eles fizeram nos últimos 20 anos e considerando isso faça a projeção de onde estarão nos próximos 30. Nenhuma nação nem organização no mundo teve um avanço no seu poderio bélico tecnológico com o da China.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  glasquis7
2 meses atrás

glasquis7

Se continuarmos com os dados mais recentes (sem corona) a economia da China, em PPP, será maior que a dos EUA, França, Inglaterra, Alemanha, Itália e Japão juntas.
Isto em cerca de 15 anos.
Sem contar a população dela que é bem maior que a de todos esses países juntos.
Devemos considerar que a Europa e Japão estão deveras envelhecidos e com uma estagnação econômica persistente.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
2 meses atrás

Quem sabe com o nascimento dos type 075, os chinese os equipe com aeronaves VSTOL, algo que eles há um tempo estão pensando em desenvolver e que já falaram há tempos atrás sobre tornar real.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
2 meses atrás

Podem zombar, criticar, chamar de solte-peçonha, mas uma coisa é certa, os chineses estão aumentando seu poder naval e irá ser ameaça para muitos países. Em breve poderemos vê-los navegar pelo atlântico sul com um strike group com quatro-cinco fragatas e nós mandaremos nossas poderosas Amazonas para verificar o ato. Eu não zombo e nem menosprezo o poderio chinês, pois para fazer isso, você tem que ter algo melhor do que eles, e o Brasil não tem nada que se compare às fragatas e destroyers chineses. E certamente irão calar a boca de muitos quando eles atacarem Taiwan, pois é… Read more »

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Adriano Madureira
2 meses atrás

Quem desdenha quer comprar ! Eu pessoalmente nem me incomodo mais com esses fã boys dos EUA , não devemos considerar criticar de quem nunca construiu nada.

Paulo
Paulo
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

E os anti ianques também devem ser ignorados?

Ou somente aqueles que a sua ideologia não concorda?

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Paulo
2 meses atrás

Paulo ,
Primeiramente busque saber o conceito de ideologia.
Segundo , não foi essa questão que eu coloquei…você não soube ler o que eu escrevi.

nonato
nonato
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

Falou o Putin boy.
O comunismo não gosta dos Estados Unidos.
Foram eles que barraram os planos de dominação total da União soviética.
Por isso, disseminam entre seus seguidores, o sentimento de ódio e agressividade.

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  nonato
2 meses atrás

Comunismo no mundo real acabou em 1991 com o fim da União Soviética. Hoje comunismo é só teoria de sociologia política. Mas criar fantasmas pode ser muito útil para quem quer manipular ingênuos.
Veja se essa discussão de comunismo existe fora dessa roça chamada Brasil. Claro que não! A conversa no mundo é outra. E não vale apelar para Cuba e Coréia do Norte, que são paises minusculos, que não valem nada e estão tentando a todo custo manter suas autocracias com o nariz acima d’água.

Tutu
Reply to  EduardoSP
2 meses atrás

O comunismo nunca nasceu…..

Jonatan
Jonatan
Reply to  Adriano Madureira
2 meses atrás

Caso China ataque Taiwan, essas banheiras seriam alvos fáceis para os mísseis hsiungfeng taiwaneses, e para seus submarinos! O pessoal acha que China é invencível e, que Taiwan é peso pena! Fora uma possível intervenção dos EUA, que ainda têm a Marinha mais poderosa! 4 Virgínias na região, e a China arrega! China pode ter números, mas ainda estão atrás dos russos em tecnologias!

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
2 meses atrás

O Brasil precisa de um classe Trieste ,mas tudo a seu tempo quando as condições forem favoráveis…

comment image

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
2 meses atrás

É bem legal , mas eu acho que um NA parecido com o Charles de Gaulle cairia melhor para a MB.

Flávio Henrique
Flávio Henrique
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
2 meses atrás

a Fincantieri tem uma versão menor de 20.000t…e “torre unica”.

Bardini
Bardini
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
2 meses atrás

100%

Nilson
Nilson
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
2 meses atrás

Meu chute é que o substituto do Atlântico será um dos porta helicópteros hoje em atividade. Daqui uns 18 anos, compra de oportunidade.

João Bosco
João Bosco
2 meses atrás

Pois é… os chineses, há pouco mais de um século atrás, nem eram observados direito, eram considerados subcategoria pelas potencias mundiais da época. Até o Brasil era mais interessante geopoliticamente falando. Hoje , seu poderio militar é muito superior do que todos os países latino-americanos juntos. Enquanto nós que já tivemos uma das maiores marinhas de guerra do mundo e atualmente nem conseguimos patrulhar direito nossa costa – não por falta de vontade de nossos marinheiros mas por falta de navios capazes mesmo , haja vista o derramamento de petróleo na nossa costa e a constante pesca ilegal em nosso… Read more »

sub urbano
sub urbano
2 meses atrás

O coronavirus deve reduzir a hipertrofiada US Navy. Dependendo do tamanho dos cortes a China poderá ter a maior marinha do mundo antes do previsto. Depois disso basta dar uma sarrafada nos americanos no Pacifico para mostrar quem manda.

nonato
nonato
Reply to  sub urbano
2 meses atrás

Quem vive numa democracia, fala o que quer.
Morar lá, não quer.
Fruto de anos de doutrinação nos bancos das universidades…
O comunismo e a seita de seguidores.
Hora de Trump descer a lenha e acabar com a palhaçada.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  sub urbano
2 meses atrás

E Corpo de Fuzileiros deles parece que será o primeiro a ter redução de pessoal e equipamentos.
Li que seriam 12 mil cortes.
Já para o ano que vem serão 2.100 a menos, reduzindo o efetivo total para 184.100 membros.

Jonatan
Jonatan
Reply to  sub urbano
2 meses atrás

5 Virgínias em Taiwan, e a China arrega! Um porta helicóptero americano está hoje realizando exercícios no mar do Sul da China sem ser incomodado! Se a China tocar num porta aviões, não navegara por 50 anos!

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Jonatan
2 meses atrás

50 anos?! Ai depois você acordou do seu sonho heim meu caro… Os estados unidos não são a Federação de Comércio e a China certamente não é nada parecido como Naboo… As pessoas acham que os eua,o grande defensor do mundo livre e da galaxia,é uma superhiperultramega potência que nunca um dia poderá ser desafiada ou atingida por algo,que sempre sairá incólume de qualquer situação. Oque iriam fazer caso em uma situação hipotética uma NAe deles fossem atingidos por um navio chinês,fosse danificado ou até mesmo afundasse?! Iriam soltar uma bomba nuclear?! No máximo afundariam um porta-aviões e trocariam farpas… Read more »

Jonatan
Jonatan
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
2 meses atrás

Caso a China afunde um porta avião dos EUA, o mesmo não apenas afundará apenas seu homólogo chinês, mas afundará uma quantidade de navios militares e mercantes insuportáveis até para a China! Se os EUA disserem que nenhum navio vai para a China, só a Rússia com sua economia pequena desafiaria essa ordem! A não ser que o Xi Jing Ping queira protagonizar uma nova fome de Mao, vai ter que arregar e pedir desculpas! Fora o fato que atacar diretamente os EUA, terá o mesmo efeito que Pearl Harbor, algo que o partidão realmente não quer! Ou aprenderá a… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jonatan
2 meses atrás

Jonatan

Os EUA estão se desmanchando.
Estão com tantos problemas internos de ordem política, econômica, social, médica e etc. quem nem tem como desafiar ninguém.

Jonatan
Jonatan
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Faz-me rir chings! Os EUA ainda são de longe, líderes em tecnologia militar, principalmente submarina! Interessante que quando os EUA constroem porta aviões, todos dizem que são alvos! Mas quando a China constrói o mesmo tipo de embarcação, tecnologicamente inferior, aí é o crescimento naval chinês! Torcida pura! A verdade é que essa banheira é alvo fácil para os Tomahawk e hsiungfeng taiwaneses! Um campo de treinamento para os Virgínias! 5 destes no mar do sul da china, e a China arrega, se não quiser ver essa geringonça ir fazer companhia para o Yamato e o Musashi!

Luiz Galvão
Luiz Galvão
Reply to  Jonatan
2 meses atrás

Jonathan,

Como você fez o cálculo que chegou a esse resultado ?
Kkk

Jonatan
Jonatan
Reply to  Luiz Galvão
2 meses atrás

Basta analizar o caráter não apenas militar mas diplomático que os porta aviões possuem para saber que ninguém toca neles sem ser severamente punido! A URSS no auge jamais fez algo do tipo, não será a China a cometer essa loucura!

willhorv
willhorv
2 meses atrás

Infelizmente, penso que…. Para um país heterogêneo, com identidade recente e sem tradições consideráveis, que só lembra de seu pavilhão nacional em copa do mundo (ainda que se estiver ganhando), possui uma das maiores marinhas do mundo ancorada em terra firme, sustentando gerações e gerações de mesma natureza, aliado a um sistema governamental ineficiente, com altos índices de incompetência e corrupção, e uma população em grande parte sem cultura, sem saneamento e saúde, e que só olham para o próprio umbigo, como será possível fazer algo! Isso pq ontem foi o dia do descobrimento do Brasil! Pouco se falou…. Estou… Read more »

João Bosco
João Bosco
2 meses atrás

O confronto entre a China e EUA são igual ao um ditado antigo da geopolítica: ” Cachorro grande não encara Cachorro grande”. Mesmo que a China tenha uma poderosa Marinha de Guerra, ela não vai encarar os EUA -assim como os russos não encaram os EUA – pois sabe que a mordida será dolorosa para ela.
Em outras palavras, muito difícil de acontecer, mas se acontecer, será bem doloroso para ambos.

Mgtow
Mgtow
2 meses atrás

Viva PLA Navy!!
Viva a Republica Popular da China!!