Home Indústria de Defesa Egito lança a quarta corveta Gowind 2500

Egito lança a quarta corveta Gowind 2500

3434
56

A “Luxor”, a quarta e última corveta da classe “El Fateh”, do tipo Gowind 2500 do Naval Group, foi lançada no estaleiro Alexandria no dia 14 de maio de 2020. É a terceira corveta desta classe construída no Egito.

O contrato para a aquisição de quatro corvetas Gowind 2500 (com opção para mais duas) foi assinado em junho de 2014 por 1 bilhão de euros, uma quantia que não incluía os sistemas de armas que foram encomendados em dois contratos separados: um para 400 milhões de euros para a MBDA (VL-MICA, MM40 Bloco 3), o outro por aproximadamente 100 a 200 milhões de euros para o Naval Group (torpedos). O custo total do programa é, portanto, entre 1,5 e 1,7 bilhões de euros.

As quatro corvetas Gowind 2500 da classe El Fateh têm 102 metros de comprimento, boca de 16 metros e calado de 5,4 metros. O deslocamento a plena carga é de cerca de 2.600 toneladas.

Elas têmr uma tripulação de 65 marinheiros e as acomodações a bordo podem acomodar até 15 operadores de forças especiais. As instalações de aviação permitem o uso de um helicóptero da classe de 10 toneladas.

O sistema de propulsão combinado diesel-elétrico e diesel-mecânico (CODED) consiste em dois motores diesel (MTU) e dois motores elétricos (Leroy-Somer) para uma potência propulsora de 10 MW. Isso permite às corvetas uma velocidade máxima superior a 25 nós. Seu alcance máximo de 15 nós estaria entre 3.700 e 4.500 milhas náuticas.

FONTE: Naval News

Subscribe
Notify of
guest
56 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo
Fabio Araujo
4 meses atrás

Com a Turquia crescendo os olhos nas riquezas do Mediterrâneo o Egito tem que ficar de olho e preparado.

Paulotd
Paulotd
4 meses atrás

Tamandaré superior e vai sair no mesmo preço. Sea Ceptor muito melhor que o Mica. 3500 ton vs 2600 Ton é uma diferença muito grande, muito mais segurança e conforto pra navegar em mares revoltos

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Paulotd
4 meses atrás

A Gowind 3000 proposta para a marinha do Brasil tinha um deslocamento de 3200 toneladas , ao contrário da Gowind 2500 que desloca 2500 toneladas.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Paulotd
4 meses atrás

Isso é lenda ! A corveta Almirante Barroso navega tranquilamente por nossos mares e cumpre várias missões internacionais.

Wilson
Wilson
Reply to  Gabriel BR
4 meses atrás

Navegar é uma coisa, ter estabilidade para empregar o armamento é outra.
A Corveta Barroso(A MB não usa os termos hierárquicos como as outras marinhas sul americanas), exige mais de sua tripulação em certas condições de mar e dependendo do balanço do navio não pode empregar seus armamentos.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Wilson
4 meses atrás

Indo por esse seu pensamento a MB cometeu erro ao projetar e fabricar a Barroso o que eu duvido muito.

Wilson
Wilson
Reply to  Gabriel BR
4 meses atrás

Para os anos 90 a corveta Barroso era um baita de um navio. Para a missão a qual foi destinada, ela cumpre perfeitamente, as missões internacionais ocorreram simplesmente pela falta de navios maiores em bom estado.

Karl Bonfim
Karl Bonfim
Reply to  Paulotd
4 meses atrás

A Marinha egípcia, é uma marinha típica de águas costeiras, com uma área de mar relativamente pequena para defender, apesar do preço eles vão ter um navio moderno para operar. Já as Tamandarés, vão operar em águas oceânicas, serão construídas no Brasil, com mão de obra e recursos e um certo nível de nacionalização. Acho que são parâmetros que devem ser analisados. andes de se comparar. Agora uma coisa é certa com relação as tamandarés, só quatro por enquanto é muito pouco.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Karl Bonfim
4 meses atrás

“Já as Tamandarés, vão operar em águas oceânicas, serão construídas no Brasil, com mão de obra e recursos e um certo nível de nacionalização.”
Qualquer uma das finalistas seria assim…as corvetas mexicanas construídas pela Damen cumprem bem a sua missão e operam excelentemente em águas oceânicas com suas 2500 toneladas.

Wilson
Wilson
Reply to  Gabriel BR
4 meses atrás

Correção: Patrulheiro Oceânico de Largo Alcance e só tem um construído de 8 pretendidos pelos almirantes mexicanos, isso que até agora não houve mais encomendas alem da ARM Reformador.
Isso sem falar que esse navio tem mais de 14 metros de largura contra um pouca mais de 11 metros frente a Barroso e dos quase 16 metros da futura Tamandaré.(tirando a Barroso as demais tem comprimentos semelhantes)

No geral uma tamandaré será capaz de operar em condições de mar maiores do que a POLA mexicana.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Wilson
4 meses atrás

Certamente.
A Barroso é uma corveta assim como as Pola mexicanas também o são! Basta conferir o deslocamento e o armamento embarcado…o desempenho é o que se espera de uma corveta.
As tamandaré são corvetas pesadas e por terem uma tonelagem um pouco maior terão maior autonomia e supostamente poderão ser um pouco melhor equipadas( coisa que no Brasil é difícil de acontecer). MAS tudo isso é mera expectativa nossa e provavelmente a configuração das tamandaré serão bem meia boca.

Wilson
Wilson
Reply to  Gabriel BR
4 meses atrás

A POLA ou é chamada de patrulheiro ou fragata(em canais espanhois), não existe dúvida de que a POLA é o navio mais poderoso do México e como o chamam de patrulheiro eu também o chamarei assim.
No caso da classe Tamandaré é preciso esperar a divulgação da configuração final para saber como será seu armamento mesmo, por ser meia boca como pode acabar sendo bem adequado. Não sei se corvetas pesadas é uma classificação boa visto terem um deslocamento padrão divulgado semelhante ao das Niterói.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Wilson
4 meses atrás

Esse negócio de o navio ter que ter 4500t para operar no Atlântico Sul é balela, criar problema pra vender solução, tem navio muito menor que opera em águas polares!

Wilson
Wilson
Reply to  Carlos Gallani
4 meses atrás

Novamente falando, o problema é que no caso de navios de guerra, o baixo deslocamento vai exaurir muito mais rápido a tripulação e dependendo do balanço do navio não será capaz de disparar suas armas. Nesses pontos navios maiores são sim mais efetivos.

2Hard4U
2Hard4U
Reply to  Wilson
3 meses atrás

Wilson, acho que agora só desenhando, pois, não conseguem ou não querem te entender.

Karl Bonfim
Karl Bonfim
Reply to  Gabriel BR
4 meses atrás

“Qualquer uma das finalistas seria assim”.
Justamente, por isso dentro do possível da nossa realidade a MEKO 100 foi uma boa escolha. Diferente do Egito, quatro é muito pouco.

Luiz Galvão
Luiz Galvão
Reply to  Karl Bonfim
4 meses atrás

Karl,

O Egito é banhado pelos Mares Mediterrâneo e Vermelho. Possui sob sua responsabilidade o Canal de Suez e está localizado numa das áreas mais politicamente instáveis. Voce acha pouco?

Glasquis7
Reply to  Paulotd
4 meses atrás

Vai ser superior, vai ser melhor armada, vai ter sea Ceptor, Vai sair no mesmo preçço, vai, vai, vai…

Mania de criticar os outros usando o que aquí nem exite ainda.

João Carlos
João Carlos
Reply to  Glasquis7
4 meses atrás

Gasquis7… entenda que brasileiro é o argentino que fala português … nós temos isto e aquilo outro… e são apenas promessas … que quando finalmente cumpridas estarão perto da obsolescência… e assim caminha a humanidade.

Montenegro
Montenegro
Reply to  Glasquis7
4 meses atrás

Estamos melhor que o Chile, que ESTÁ recebendo apenas duas fragatas usadas e a única coisa que VAI receber nos próximos 10 anos é a conta do empréstimo de 23 bilhões de dólares que pegou junto ao FMI! Ao contrário, a Marinha do Brasil JÁ recebeu um estaleiro que é o maior e mais moderno do hemisfério sul, uma base de pesquisa na Antártica que é a mais moderna da região, o porta helicópteros ATLÂNTICO, 1 SCORPENE, um navio polar novo, 29 CLANFS, 1 ASTROS 2020, 1 navio de socorro a submarinos, 4 caças A4 modernizados e 3 Helicópteros Super… Read more »

Glasquis7
Reply to  Montenegro
3 meses atrás

O Chile tem atualmente 10 fragatas operacionais das quais 2 estão em reserva e todas elas estão, acima ou no mesmo nível que as fragatas brasileiras. Além disso, as duas Adelaide são, atualmente, as mais poderosas e capazes fragatas de toda América Latina. Depois delas, seriam as Type 23 que também são chilenas y em terceiro lugar as M class que, são chilenas também. Além das duas fragatas, o Chile acaba de comprar um Navio de apoio oceânico: https://www.infodefensa.com/latam/2020/03/05/noticia-chile-compra-larsen-toubro-buque-apoyo-oceanico-ahtsv.html Está recebendo seus P3 Modernizados e seus CASA C-295 Persuader. assim como as suas Type 23 estão sendo modernizadas. Acaba de… Read more »

Luiz Galvão
Luiz Galvão
Reply to  Glasquis7
3 meses atrás

Glasquis,

Para de enxer o saco com esse negócio de ficar enaltecendo a marinha do Chile. Toda notícia ,seja do que for, você torce o assunto e fala a mesma coisa. Se é tao bom , por que nao volta pra la e escreve em foruns chilenos ?

Glasquis7
Reply to  Luiz Galvão
3 meses atrás

KKK Mordeu a fronha? perdão, a isca?

Em primeiro lugar, quem mencionou o Chile foi o Montenegro não eu. Eu apenas respondi à colocação dele.

Segundo, Eu apenas respondi à colocação dele.

Terceiro, se te incomodam os meus comentários, não os leia

Quarto, não estou aqui a convite seu. Então, guarde pra sim as sugestões de onde e o que devo comentar.

Luiz Galvão
Luiz Galvão
Reply to  Glasquis7
3 meses atrás

Não mordo iscas .

Simplesmente voce enche o saco. Muda o disco e vê se consegue escrever alguma coisa útil.

Glasquis7
Reply to  Luiz Galvão
3 meses atrás

“Não mordo iscas”

Imaginei, então deve morder… deixa pra lá.

A tua opinião obre o que escrevo é algo assim, de uma importância…

Montenegro
Montenegro
Reply to  Glasquis7
3 meses atrás

“O Chile tem atualmente 10 fragatas operacionais das quais 2 estão em reserva “ Engano seu chileno, hoje o Chile tem apenas 5 fragatas disponíveis, porque as Adelaides ainda não chegaram ao chile, as classe M estão totalmente fora de serviço. https://www.defensa.com/chile/baja-fragata-ffg-11-capitan-prat-armada-chile Uma T 23 está no estaleiro em modernização! Então são apenas 5 fragatas operacionais no chile. Se vc quiser falar de meios que estão descomissionados, então vc tem que incluir o Porta aviões São Paulo, uma corveta inhaúma e uma fragata niterói na marinha do Brasil.  “o Chile acaba de comprar um Navio de apoio oceânico:” Comprou tarde e… Read more »

Montenegro
Montenegro
Reply to  Montenegro
3 meses atrás
  • denominados WILD Lynx por ter aviônicos e motores dos novos helicópteros Wildcats!

 
** ousadia

Glasquis7
Reply to  Montenegro
3 meses atrás

” Marinha do Brasil JÁ recebeu… 1 SCORPENE” Não, a MB não recebeu nenhum SCORPENE ao contrário o Chie que já opera dois desde 2007. Aliás, até o sub nuclear ainda está no papel. ” Marinha do Brasil JÁ recebeu… um navio polar novo” Não, a MB recebeu um navio de apoio offshore multifuncional que será usado como Navio de Socorro Submarino. Não tem “Quando queremos fazer uma comparação entre Marinhas de guerra, temos que olhar um todo, e quando fazemos isso chegamos facilmente a conclusão que A MARINHA do Brasil sempre foi a melhor da América do Sul! Somente… Read more »

Montenegro
Montenegro
Reply to  Glasquis7
3 meses atrás

“Não, a MB não recebeu nenhum SCORPENE”   Como eu disse no comentário anterior, esse chileno quer mudar os fatos, como assim o Brasil não tem nenhum scorpene? nosso primeiro scorpene está no mar, terminando os testes de aceitação, coisa que é normal, os chilenos estavam nesses últimos 3 meses realizando os testes de aceitação das fragatas adelaides na austrália. Deve ser um sofrimento ser chileno e ver o Brasil nadar de braçada no desenvolvimento de suas forças. Mas para sua tristeza quero lhe dize que já temos 3 scorpenes, pois o segundo já vai iniciar os testes de mar… Read more »

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Montenegro
3 meses atrás

Cê tá doido , amigo?!
Mais de 90% dos chilenos tem saneamento básico.

Montenegro
Montenegro
Reply to  Gabriel BR
3 meses atrás

Amigo, não fale do que não entende, a infraestrutura do chile é uma piada. se vc não sabe, Santiago, que é a cidade mais desenvolvida do Chile, não tem aterro sanitário, são 140 lixões a céu aberto lá! Mas não é só isso, Valparaíso e Vina del Mar são duas cidades coladas uma na outra, mais ou menos 1 milhão de habitantes, nessas duas cidades estão localizados o maior porto do Chile, o Congresso nacional e a base da Armada chilena, sem contar que Vina é o balneário de santiago e onde tem um famoso festival de música. Só que… Read more »

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Paulotd
4 meses atrás

A marinha já disse que para operar com tranquilidade no Atlantico sul, tem que ter de 5000T para cima. Qualquer coisa abaixo disso não muda o panorama, ou seja tanto faz se são 2600T ou 3500T. As 900T não fazem grande diferênça, se o que a MB disse for verdade.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
4 meses atrás

Se tem uma coisa que eu aprendi é que o que o Almirantado brasileiro fala não se escreve. É preciso tomar as melhores marinhas do mundo como referência e levar menos á sério essas mais periféricas como a nossa.

Wilson
Wilson
Reply to  Gabriel BR
4 meses atrás

Se o almirantado brasileiro fosse realmente ouvido, desde o pós-Segunda Guerra Mundial teríamos a capacidade plena de projetar e construir(mesmo que sob licença) navios de guerra.

A MB planeja, estabelece o que precisa, quanto dinheiro precisa, mas o governo não ajuda.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Wilson
4 meses atrás

Não meu amigo!
O Brasil faz até mais do que deveria levando em consideração que somos um país miserável e agrícola, cuja metade da população não tem saneamento básico.
E quanto a toda essa suposta capacidade, não temos prova nenhuma de que assim o seria. Muito pelo contrário…

Wilson
Wilson
Reply to  Gabriel BR
4 meses atrás

Eu pesquisei muito, essa parte para tentar montar uma tech tree brasileira para o jogo World of Warships, só para se ter uma ideia estava em negociação a construção de 3 fletchers no Arsenal no fim do governo vargas (1945), isso fazia parte de um planejamento para evitar que toda a capacitação adquirida fosse perdida, mas membros do governo Dutra achavam de esses navios era coisa de gente grande e que o Brasil não precisava deles(ironicamente visto o que ocorreu depois), com isso não havia nada para depois da construção da classe A e foi preciso fazer um novo programa… Read more »

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
Reply to  Paulotd
4 meses atrás

Vc errou! Armamento sim é uma diferença muito grande, não Ton! Estamos falando de navios de guerra! Um pitbull sem dentes no máximo que ele pode fazer é rosnar… Não é só poque é o nosso país que temos que puxar o saco cegamente.

Jean Jardino
Reply to  Paulotd
3 meses atrás

Como o outro fala, E Dai???????

Vovozao
Vovozao
4 meses atrás

18/05/2020 – segunda-feira, btarde, pelo entendido, cada corveta esta saindo por +- Euros 400.000,00 (quatrocentos milhões) cada. Possuem um deslocamento menor que as nossas FCT, e, o preço que estamos pagando aparentemente é menor (ja que não sabemos nada sobre os valores), unica referencia que possuimos são os valores consignados para a Emgeprom fechar este contrato e o valor do dolar no dia.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Vovozao
4 meses atrás

A Gowind 3000 proposta para a marinha do Brasil tinha um deslocamento de 3200 toneladas , ao contrário da Gowind 2500 que desloca 2500 toneladas.
Caso tivéssemos escolhido a Naval Group a escolha natural do Prosuper seriam as Fragatas FREMM.

Gabriel BR
Gabriel BR
4 meses atrás

Lembrando que a proposta para a MB era a Gowind 3000( A minha favorita até hoje) com 3200 toneladas de deslocamento e que nos levaria a aquisição das fragatas FREMM.
Ainda hoje eu acho a proposta francesa a melhor da licitação.

Glasquis7
4 meses atrás

Isso é um NaPaOc transformado em corveta.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Glasquis7
4 meses atrás

Não, amigo.
O NaPaOc é o classe L`Adroit adquirido pela Argentina.
Que aliás eu gostaria muito que a MB adquirisse para essa missão.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Gabriel BR
4 meses atrás

Gosto muito do OPV-80 da Fassmer que o Chile opera, navio muito barato, bem testado, simples de tudo… OPV pra caçar pesqueiro chinês não precisa ser nada muito sofisticado, precisa ser barato, confiável e de simpes manutenção pra ficar no mar!

glasquis7
Reply to  Gabriel BR
4 meses atrás

Sim, vc está certo mas não entendeu a minha colocação.

Se olhar pra esse navio tem o mesmo perfil dos OPV 80 da Fassmer aos que o Gallani se refere.
comment image

As diferenças se vem na tonelagem. 2.500 ton esta corbeta, 1.780 ton o OPV 80. Está é uma solução que ASMAR e COTECMAR estudam. Por isso os últimos dois patrulheiros chilenos estão demorando, pois o Chile estuda a viabilidade de transformar esse OPV em Corbeta.

Bardini
Bardini
Reply to  glasquis7
4 meses atrás

“Se olhar pra esse navio tem o mesmo perfil dos OPV 80 da Fassmer”
.
Sim, tem mesmo perfil. Boia, tem motor, mastro, canhão e é cinza.
.
PQP…

Glasquis7
Reply to  Bardini
3 meses atrás

Entenda que o mesmo projeto de patrulheira está sendo modificado por ASMAR pra ser transformado numa corveta.

Estas embarcações parecem ter passado pelo mesmo processo. A isso fiz referência.

Respondo pelo que escrevo não pelo que vc entende.

rui mendes
rui mendes
Reply to  Glasquis7
4 meses atrás

A mania das grandezas de certas pessoas, é ridícula.

glasquis7
Reply to  rui mendes
4 meses atrás

Não é o caso. Apenas fiz o comparativo do projeto OPV 80 que ASMAR estuda transformar em corveta e é muito parecido a este navio.

Nada de mania de grandeza não, apenas similaridades.

Adson
Adson
Reply to  Glasquis7
4 meses atrás

OFF tópic, a quantas anda aquele negócio de usar 10% do fundo da Marinha Mercante para construir as 28 NaPa 500ton?

Enes
Enes
Reply to  Adson
3 meses atrás

Esse papo já morreu.

pgusmao
pgusmao
4 meses atrás

Enquanto isso em Banânia………., “esperamos” as fragatas para um possível 2024, submarino nuclear para entre 2030 e 2040, aviões para daqui 5 anos e assim vai!!!

ALLAN
4 meses atrás

Ainda acho uma pena o Brasil nao ter adquirido um sistema de propulsão diesel-elétrico, uma forte tendencia para as novas embarcações, mas ao que tudo indica foi uma boa aquisição da marinha do Egito, e uma boa alavancada da industria marítima dela.

Luiz Floriano Alves
Reply to  ALLAN
3 meses atrás

Essa história de navio ter possuir grande tonelagem pata navegar no A Sul é conversa. Tem que ser marinheiro de agua doce para dizer isso. Aqui se navega no mar, com pesqueiros de 100 a 200 toneladas e viram dias cortando água com qualquer mar. Ou esqueceram, que Vasco da Gama cruzou o Estreito de Magalhães com caravelas de madeira?.

Wilson
Wilson
Reply to  Luiz Floriano Alves
3 meses atrás

É quando Vasco da Gama cruzou o estreito de Magalhães?
Se estiver se referindo a primeira passagem pelo estreito, então foi Fernão de Magalhães usando Naus de Madeira(que nessa época deslocavam quase umas 200 toneladas, contra as 50 toneladas de uma caravela latina).
Por fim a grande questão não é se navios pequenos podem ou não navegar, mas se navios pequenos serão capazes de empregar seus armamentos nas condições de mar comuns do Atlântico Sul.(Só pra lembrar a corveta camaquã de 550 toneladas naufragou após uma tempestade no Atlântico Sul).

henrique
henrique
3 meses atrás

É muita grana…..sai ao preço de um navio de cruzeiro de 100 mil toneladas