Home Indústria de Defesa Fragata MKS 180 da Alemanha recebe sinal verde

Fragata MKS 180 da Alemanha recebe sinal verde

5644
46

O procedimento de adjudicação para o navio de combate polivalente 180 está legalmente eficaz. A empresa Damen Schelde Naval Shipbuilding B.V. foi anunciada oficialmente no concurso para a construção do navio como vencedor da licitação.

A ministra da Defesa Annegret Kramp-Karrenbauer (AKK) expressou sua satisfação com o recente desenvolvimento: “Estou muito satisfeita com o fato de o procedimento de concessão do Navio de Combate Polivalente 180 (MKS 180) poder agora continuar. Antes das férias de verão, pedirei ao Parlamento que aprove o orçamento e estou muito otimista de que podemos concluir um contrato para o MKS 180 este ano.”

Tribunal de Compras abre caminho

A empresa alemã Naval Yards Kiel GmbH (GNYK), uma sociedade de responsabilidade limitada, em 14 de maio de 2020, retirou a reclamação que havia apresentado ao Tribunal Federal de Compras, solicitando uma revisão da decisão de adjudicação do navio de combate polivalente 180. Como resultado, o tribunal encerrou oficialmente o procedimento de revisão.

O Ministério da Defesa Federal congratula-se com o fato de que o obstáculo legal foi eliminado e que o processo de aquisição pode ser retomado.

O próximo passo é o Bundestag alemão examinar o programa de compras e votar na aprovação do orçamento necessário antes das férias de verão. Essa aprovação é necessária na Alemanha para todos os projetos de compras de defesa que custam mais de 25 milhões de euros.

Navio de combate polivalente 180: uma ampla gama de recursos

O navio de combate polivalente MKS 180 fornecerá no futuro toda a gama de recursos necessários para as missões e tarefas da Marinha Alemã, além de fornecer recursos adicionais. Este novo navio moldará a Marinha por um longo tempo.

FONTE: Ministério da Defesa da Alemanha

Subscribe
Notify of
guest
46 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marujo
Marujo
1 mês atrás

Quantas unidades serão construídas? Qual é a tonelagem?

rui mendes
rui mendes
Reply to  Marujo
1 mês atrás

9.000 T. , 155m, e serão construídas 4 unidades.
Saiu uma matéria sobre esta fragata na revista inglesa WarShips IFR de março de 2020.

Karl Bonfim
Karl Bonfim
Reply to  rui mendes
1 mês atrás

9.000 T. , 155m e são fragatas? Quando ficarem prontas devem ser as mais poderosas da sua categoria.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Karl Bonfim
1 mês atrás

Quantas toneladas tem uma FREMM?

Wilson
Wilson
Reply to  Heinz Guderian
1 mês atrás

A versão francesa tem 6000 toneladas
a Italiana 6700T e a versão americana 7400T

Flanker56
Flanker56
Reply to  rui mendes
1 mês atrás

Estão mais para Destróier do que Fragatas.

Gus Talking
Gus Talking
Reply to  Flanker56
1 mês atrás

9000 ton é quase um cruzador.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

A Europa se rearmando, mas levando em conta o longo período de cortes de gastos militares ou se rearma ou começaria a ficar sem meios de defesa!

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

A Alemanha, no G20, é o país que mais cresceu em gastos de defesa em 2019, cerca de 12%. Acho que este ano, mesmo com Covid, eles mantém o planejamento de seus projetos estratégicos.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  GFC_RJ
1 mês atrás

Mas esse aumento se deu depois de muita pressão interna e externa e da baixa disponibilidade das forças armadas por conta de muito meios parados e sem grana para recolocá-los em serviço.

Pedro
Pedro
Reply to  GFC_RJ
1 mês atrás

Foi o único país, que com com o covid-19, em razão da manutenção do superávit fiscal antes de eventual pandemia, ficou bem das contas, mesmo com a diminuição das exportações.

Obs: Não quero dizer que não perdeu, mas sofreu menos que os amigos.

Carlos Campos
Carlos Campos
1 mês atrás

tem um design mais bonito que as MEKO, pena o estaleiro ser outro

Gabriel BR
Gabriel BR
1 mês atrás

Vai ser quase um cruzador com suas 9000 toneladas de deslocamento e armamento invejável.

ROBERVAL PEREIRA ROSA
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

voce ja sabe qual oa rmamento que ela vai portar, pois no maximo que ecnontramos são informações a respeito da modularidade exigida, da capacidade de portar miseis antiáereos de curto e médio alcance, misseis antinaviod e longo alcance, canhão de 127 mm, metralhadoras pesadas e canhões de água. Assim não temos informação da real capacidade de armas, bem como se o projeto da Damen impoe a modularidade somente nas sals de comando ou também nos armamentos, agora preelo preço inicial orçado de 5,7 bilhões de euros por 4 MKS180 e calcado na expertise alemã nod esenvoilvimento de belos e poderosos… Read more »

Neĥemia de Gois hasefaradi.
Reply to  ROBERVAL PEREIRA ROSA
1 mês atrás

Segundo Experts, o preço do aço, compensa a manufatura, mesmo deixando espaços livres para futuro uso, como sabemos, os Europeus resolveram privilegiar o conforto da tripulação, bem como poderem ampliar o uso de espaços em futuros próximo. 9T em navio de combate Frag. é maravilhoso.

Mercenário
Mercenário
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Gabriel,

Armamento invejável?

Não se sabe ao certo. Pelo requerimento da marinha alemã, ela privilegia o endurance, devendo ser capaz de se manter em patrulha por longo período, o que pode explicar a tonelagem.

Pablo Maroka
Pablo Maroka
1 mês atrás

Visual bem bonito.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

A nova fragata filipinas ficou pronta e saiu da Coréia para a Filipinas! OFF – https://www.janes.com/defence-news/news-detail/2020/05/18/be6cf6ea-2d6d-4350-a37d-6bed47605667

Esteves
Esteves
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Incrível.

O mundo gira. Só no Brasil que não.

Vovozao
Vovozao
Reply to  Esteves
1 mês atrás

19/05/2020 – terça-feira, bdia, Esteves, nao sei se ainda existe esta possibilidade, antes desta pandemia, existia alguma coisa no ar, informando sobre o interesse do Brasil pelas Brandemburgo’s; interesse não quer dizer nada, ja que não sabemos se os alemãs tem interesse em vender. Caso seja verdade e as tratativas sigam em frente, teriamos boas fŕagatas no Brasil, com muitos sistemas e armas que ja utilizamos, e, ainda podemos, (quem saber) contar com o apoio do TKMS, que irão produzir as FCT, vamos torcer, porem, com a pandemia tudo fica mais dificil. SDS.

Formiga
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Aqui a terra é plana.

Enes
Enes
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Esteves, Mansup, Míssil de cruzeiro, scorpenes, Micla, Tamandares, Salva Submarinos, Gripens , Nuclear etc…

Rprosa
Reply to  Enes
1 mês atrás

O MANSUP esta em desenvolvimento faz mais de dez anos, e antes mesmo de estar operacional ja esta defasado, o Astros 2000 vai completar a maioridade logo logo, 4 Scorpenes em 8 anos e um nuclear em 40 anos é uma boa média, 36 gripens para patrulhar e defender 8 milhoes de km e 15.000 km de fronteiras é um número suficiente para um pais que quer assento no CS da ONU, acho que o Brasil esta no caminho certo.
Meu Deus acho que deveriamos ser mais exigente em defesa nacional.

Welington S.
Welington S.
Reply to  Rprosa
1 mês atrás

Quer exigir mais Defesa Nacional? Simples, aprenda a votar e, principalmente, o mais importante, COBRAR de quem você votou. De nada adianta ficar de lamurias e lamentações se você mesmo não faz seu próprio papel de cidadão. Apesar de tudo, mesmo com problemas orçamentários, mesmo com problemas enraizados há décadas no Brasil, ainda sim, somos e continuaremos sendo a maior potência da América Latina com capacidade superior há qualquer outro país. Não é atoa que os ”hermanitos” ficaram brabinhos’ só com o fato do Brasil pensar em ter um submarino com propulsão nuclear… . Então, vamos começar a cobrar os… Read more »

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Aqui a gente gira morro abaixo!

Carlos
Carlos
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Outro ☝️ Tônho da 🌒 Lua !

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
1 mês atrás

Enquanto isso no Brasil chamam corveta de fragata… Loucura total!

Dalton
Dalton
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
1 mês atrás

Nem tanto Sincero…por exemplo, os italianos classificaram de fragatas os navios da classe “Lupo” deslocando totalmente carregadas pouco mais de 2500 toneladas e os outros usuários, Peru e Venezuela também.
.
A classe “Maestrale” também italiana das quais algumas continuam em serviço
são pouco maiores deslocando umas 3000 toneladas carregadas e a futura
Tamandaré terá um deslocamento maior.
.
Mesmo navios deslocando por volta de 2000 toneladas podem ser classificadas como fragatas ou fragatas leves.

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
1 mês atrás

Cruzador, destróier, fragata, corveta, apenas nomes de uma tradição extinta, naufragada, de Wellington passando por Mahan e Jellicoe até Burke e mais além: a era dos misseis guiados e computadores digitais mudou tudo. O nome não importa, as capacidades, sim.

Gus Talking
Gus Talking
Reply to  Alex Barreto Cypriano
1 mês atrás

É verdade, mas é legal falar essas nomenclaturas, parece que a gente entende do assunto.

filipe
filipe
1 mês atrás

Desde que a China lançou as Type 055 , muitas marinhas estão lançados Destroyers mais pesados na faixa das 9000 T, o Brasil esta indo muito bem, começamos com 3500 T , depois vamos subindo até quem sabe as 7500 T.

Dalton
Dalton
Reply to  filipe
1 mês atrás

Não me parece que o T-55 tenha algo a a ver com o tamanho das futuras fragatas alemãs, até porque o USS Zumwalt ainda maior veio antes e tanto americanos como chineses continuam investindo em grandes combatentes abaixo de 10.000 toneladas. . O que basicamente distingue um “destroyer” de uma fragata, além de cada marinha classificar suas unidades como quiser, é que o primeiro tem capacidade de defesa de área com mísseis de longo alcance, como, as fragatas alemãs de defesa aérea tipo 124 que totalmente carregadas deslocam cerca de 6000 toneladas e são armadas com mísseis SM-2. . As… Read more »

DIOGO LIMA
Reply to  Dalton
1 mês atrás

E qual seria o maior “Destroyer” na Europa?

filipe
filipe
Reply to  DIOGO LIMA
1 mês atrás

Type 45 …

filipe
filipe
Reply to  filipe
1 mês atrás

Reforçando o meu comentário, a MB lá para 2035 : The solution for Brazilian Navy, called “Light Carrier”, is actually a standard medium-sized carrier. It is 238 meters long and 62 meters wide, with a standard displacement of 33,751 tons and a full-load displacement of 41,500 tons. It can carry 12 carrier-borne fighters and 8 helicopters, with a crew of 720 (including 320 aviation personnel). The estimated construction cost is 31,000. 100 million won (about 2.6 billion US dollars), it uses a more compact single ship island design, tonnage, specifications and the French Navy’s “Charles de Gaulle”. Já estão imaginando… Read more »

José Luiz.
José Luiz.
1 mês atrás

Gostaria de entender por que nos tempos de hoje não se utiliza o termo “Cruzador”. Razões políticas. Mas que esta uma bagunça as designações da atualidade. Que me desculpem mas qualquer navio que tem deslocamentos enormes muito acima de 6000 toneladas não são destróiers ou fragatas, são cruzadores com apelidos.

Dalton
Dalton
Reply to  José Luiz.
1 mês atrás

Um cruzador é um “destroyer” aumentado, ao menos para os padrões atuais, capaz de atuar com eficiência em todos os espectros da guerra naval e não há muita coisa maior que os “destroyers” de hoje que justifique o termo “cruzador” que cai como uma luva para o “Pedro o Grande” russo. . Os “Ticonderogas” são cruzadores modestos que se valem daquela enorme e leve superestrutura de alumínio para ter o volume interno necessário para embarcar pessoal e equipamento extra para exercer sua principal função que é de navio coordenador de defesa para um Grupo baseado em NAe. . Houve um… Read more »

Luiz Silva
Luiz Silva
1 mês atrás

Porque escolheram esse projeto da Damen e não a Meko A-400 da TKMS ? São de categorias diferentes?

Antonio Palhares
Antonio Palhares
1 mês atrás

Com esta tonelagem e o pacote de equipamentos. Fica mais para um cruzador enxuto e moderno. Os alemães sabem fazer navios.

Paulotd
Paulotd
Reply to  Antonio Palhares
1 mês atrás

Eu gosto muito do projeto das corvetas alemãs K130, acho que a Marinha deveria ficar de olho nelas para um compra de oportunidade. São bem armadas, mais do que a Barroso, propulsão CODAD, são de 2004 a 2007, logo deverão estar a venda. MB fique de olho!

rui mendes
rui mendes
Reply to  Paulotd
1 mês atrás

Não estarão para venda tão cedo, já que continuam actualmente a entrar ao serviço.
Ainda há pouco tempo, a Alemanha encomendou mais uma dessas K130, e têm o objetivo de chegarem às 10 corvetas,.

Rprosa
Reply to  Antonio Palhares
1 mês atrás

Acho que como já foi muito bem explicitado acima não é a tonelagem que identifica o tipo de navio nem tampouco o seu armamento, se formos pegar apenas tonelagem as Bunyan russas seriam no maximo NPOC, mas são consideradas corvetas ou pequenos barcos lança misseis pelos russos e em termos de armamento as Bunyan de 900 toneladas superam muitas fragatas de 3500 a 4000 toneladas. Acho que o único parâmetro que podemos usar para diferenciar é a endurance destes barcos, onde corvatas seriam usados para barcos com endureance de 15 dias, fragatas com endurance de 30 dias e destroyers ou… Read more »

Roberto Bozzo
Roberto Bozzo
1 mês atrás

Esta foto da MKS me lembra muito o projeto Omega da Damen…

rui mendes
rui mendes
Reply to  Roberto Bozzo
1 mês atrás

Será a Damen que as irá construir.

Luiz Floriano Alves
Reply to  rui mendes
1 mês atrás

A Damen ganha na Alemanha e perde para a Alemanha aqui, no Brasil. Quem está certo? Sempre achei os barco holandeses muito bem projetados. A Classe Imperial Marinheira, fabricada na Holanda foi de grande valia na MB.

rui mendes
rui mendes
Reply to  Luiz Floriano Alves
1 mês atrás

Será por causa dos problemas que o estaleiro Alemão teve na entrega das type 125 Alemãs ao governo e à marinha Alemã, então agora optaram por entregar este projecto aos holandeses da Damen, mas serão construídas na Alemanha em parceria com um outro estaleiro Alemão, e estas fragatas não serão para ameaças assimétricas, serão fragatas de 1ªlinha, com forte capacidade na guerra anti-aerea, anti-superficie e anti-submarino, os vários tipos de mísseis, torpedos e canhões ainda não estão totalmente escolhidos em definitivo, mas está especificado que serão fragatas de 1ª linha e as mais pesadamente armadas da marinha Germânica.