quarta-feira, março 3, 2021

Saab Naval

AMRJ realiza docagem simultânea de quatro navios

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (AMRJ) realizou, no dia 15 de maio, mais uma docagem simultânea de quatro navios no Dique Almirante Régis, em uma manobra previamente detalhada e precisa.

O Navio de Apoio Oceanográfico “Ary Rongel” e o Navio Polar “Almirante Maximiano” foram os primeiros a serem apoiados nos picadeiros e passarão por inspeções na redutora, na linha de eixo, revisão nas bombas de incêndio, de esgoto, água salgada e óleo combustível, entre outras ações, além de inspeção e sondagem nos cascos, com o propósito de prepará-los para a XXXIX OPERANTAR.

Logo após, o Submarino ”Tapajó” foi docado para medição da circularidade do casco resistente, seguido do Navio-Patrulha “Gurupi”, no qual serão realizados serviços de recuperação estrutural.

FONTE: Marinha do Brasil

- Advertisement -

11 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo

Quando o Tapajó volta ao serviço?

Jardel

Peço aos amigos que, por favor, expliquem sobre a “medição da circularidade do casco resistente”. O que é? Para que serve? Quantos submarinos estão operacionais no momento?
 
Desde já, agradeço!
 
 

Jardel

Valeu Luiz, muito obrigado.

Esteves

Muito bom ver um documento do Ipen sobre submarinos.

Wagner William Chapman

Isso não foi uma explicação, foi sim uma verdadeira aula sobre a complexidade que é a construção de um submarino.

Nunes-Neto

Como ficou a história da venda dos submarinos para o Perú?Vai rolar ou enrolar?

De Luca, Vicente Roberto

Nunes, diante da falta de noticias de nossa matriz – a MB – transmito que li no site <infodefensa.com> (espanhol) que a pandemia lançou “incertezas sobre a comentada transferência“. Uma nota bem curta. Fico te devendo a data. Deve ter alguma notícia sobre esse assunto aqui no site. Saudações,
De Luca, Vicente Roberto.

De Luca, Vicente Roberto

Queira desculpar a informação incompleta. Creio que essa mesma edição do site espanhol tratava do desinteresse definitivo do governo Fernandes do submarino brasileiro. Informava, outrossim, que a Armada Argentina havia “iniciado” negociações com a Noruega a respeito da “cessão” de uma unidade da classe ULA. Nesse quesito, o nosso jornalista Roberto Lopes está Km,muito km adiante. No princípio de janeiro, cerca de 5 meses antes, ele já havia noticiado aqui no site. Em razão da confiabilidade de ambas as fontes, parece-me que os argentinos estão jogando em diversas posições. O que colar, colou.Mas a pergunta inicial era sobre os peruanos.… Read more »

Foxtrot

Na falta de matéria e novidades !

Eduardo

O que chateia é ver uma foto ridiculamente pequena do fato, parece até ter sido feita com um celular velho, como se nem quisessem dar publicidade ao feito, ou mesmo existisse algum segredo nesses nosso navios.

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

Doutrina de engajamento da US Navy contra submarinos inimigos

A doutrina de Guerra Antissubmarino (ASW) da US Navy (Marinha dos EUA) prioriza a destruição dos submarinos de um...
- Advertisement -
- Advertisement -