Home Aviação Naval China ameaça com ‘contramedidas’ enquanto EUA enviam três porta-aviões para a região

China ameaça com ‘contramedidas’ enquanto EUA enviam três porta-aviões para a região

13695
131

Em um movimento raro, os EUA estão enviando três porta-aviões para as águas próximas à China, à medida que as tensões bilaterais aumentam, um movimento interpretado pela mídia estrangeira como um aviso à China. Especialistas militares chineses disseram no domingo que a medida norte-americana expôs novamente sua política hegemônica na região, e a China poderia combatê-la realizando exercícios militares e mostrando sua capacidade e determinação de salvaguardar sua integridade territorial.

A China possui armas destruidoras de porta-aviões (“carrier killer”), como os mísseis balísticos antinavio DF-21D e DF-26.

Os três porta-aviões dos EUA, a saber, o USS Theodore Roosevelt, USS Nimitz e USS Ronald Reagan, juntamente com outros navios de guerra e aeronaves, estão patrulhando as águas do Indo-Pacífico, informou a Associated Press no dia 12 de junho.

Já se passaram quase três anos desde que tantos porta-aviões dos EUA foram desdobrados simultaneamente na região, disse a reportagem, observando que esse movimento ocorre quando as tensões entre a China e os EUA aumentam em tópicos como COVID-19, a lei de segurança nacional de Hong Kong e Mar da China Meridional.

Todos os três porta-aviões foram atingidos pela pandemia do COVID-19, que deixou os EUA sem porta-aviões na região oeste do Pacífico por mais de dois meses.

Ao juntar esses porta-aviões, os EUA estão tentando demonstrar para toda a região e até para o mundo que continua sendo a força naval mais poderosa, pois eles podem entrar no Mar da China Meridional e ameaçar tropas chinesas nas ilhas Xisha e Nansha, bem como navios que passam pelas águas próximas, para que os EUA possam seguir sua política hegemônica, disse Li Jie ao Global Times, especialista naval de Pequim.

A China pode combater os movimentos dos EUA, aprimorando sua própria preparação para a guerra e realizando exercícios correspondentes, dizendo aos EUA que a China é capaz e determinada a salvaguardar sua integridade territorial, disse Li.

As forças navais e aéreas do Exército de Libertação Popular da China (PLA) expulsaram muitos navios de guerra dos EUA que entraram ilegalmente nas águas territoriais da China das ilhas Xisha e Nansha no Mar do Sul da China este ano, de acordo com declarações do PLA.

Além dos navios de guerra, aeronaves e mísseis padrão, a China possui uma ampla gama de armas projetadas para afundar porta-aviões, como o míssil balístico antinavio de médio alcance DF-21D que pode cobrir a Primeira Cadeia de Ilhas e o míssil balístico DF-26 de alcance intermediário que pode chegar a Guam. Esses mísseis podem atacar embarcações de superfície de tamanho médio a grande velocidade, dificultando sua interceptação, de acordo com informações publicamente disponíveis.

Li também duvidou da prontidão de combate dos porta-aviões dos EUA após a recuperação de suas tripulações da epidemia.

Assim como o presidente dos EUA, Donald Trump, está pressionando pela retomada do trabalho doméstico, os porta-aviões também foram empurrados para a linha de frente, disse Li, observando que as forças armadas dos EUA só se importam se estão posicionadas, não se estão prontas para lutar.

“Nesta situação, também é possível que outro surto de COVID-19 ocorra nos porta-aviões americanos”, disse Li.

Mísseis balísticos antinavio DF-26

FONTE: Global Times

Subscribe
Notify of
guest
131 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Dalton
Dalton
1 mês atrás

É preciso levar em conta que a missão do USS Theodore Roosevelt iniciou em janeiro e não fosse a pandemia que o obrigou a navegar até Guam onde ficou um tempo indisponível ele já estaria agora preparando-se para retornar a San Diego e isso coincidiu com a saída dos outros 2 NAes em missão. . O USS Ronald Reagan está no início de sua primeira patrulha anual que costuma durar cerca de 3 meses, depois ele retorna ao Japão para um “descanso” de dois meses, então sai para a segunda patrulha. . O USS Nimitz além de cobrir o retorno… Read more »

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Dalton
1 mês atrás

Sr. Dalton é bizarro!
Tem a agenda toda dos principais vetores navais do mundo nos próximos 3 a 5 anos! Rs.
Teus posts são sempre maneiros!
 
 
Abraços.

Vovozao
Vovozao
1 mês atrás

16/06/2020 – terça-feira, bdia; duas questões não debatidas, Chineses possuem misseis para destruicao/ataques a porta-aviões, porém, efetivamente nunca foram usados, ou seja; os USA, seriam muito……muito burri se ja nao tivessem colocados muitas contra-medidas nos seus porta-aviões; segundo: por acaso todo este deslocamento de porta-aviões não seria um aviso a Coreia do Norte, e não a China???? Os 3 porta-aviões possuem a bordo mais aviões e helicópteros, pelo que sabemos que a Coreia do Norte com seus MIG’s. Vamos entender a cabeça desses comandantes?????

Samuel Pereira
Samuel Pereira
Reply to  Vovozao
1 mês atrás

Os EUA estão loucos da cabeça? Eles vão passar vergonha provocando a China. A China simplesmente vai afundar seus porta-aviões.

francisco
francisco
Reply to  Samuel Pereira
1 mês atrás

A China não aguenta nem o Japão, quanto mais os USA.

Chuck Norris Do Paraguai
Chuck Norris Do Paraguai
Reply to  francisco
1 mês atrás

Então por quê existem tropas americanas no Japão? Se o mesmo “confiasse no proprio taco”, faria igual a Índia.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Chuck Norris Do Paraguai
1 mês atrás

Existiu uma coisa nesse mundo chamdo Segunda Guerra Mundial, o Japão e foi ocupado pelos EUA, drante essa ocupação o Japão foi obrigado a assinar acordos em que não podia criar um exército, ou ter ações beligerantes, nem para se defender, somente se defenderia após atacado, por isso tem tropas do EUA no Japão

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  francisco
1 mês atrás

Verdade, o Japão tem muitos mais soldados, armas, veiculos e armas nucleares que a China. Kkkk

Ramiro Lopes Andrade
Ramiro Lopes Andrade
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Caro Cristiano, o Japão não possui armas nucleares.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Ramiro Lopes Andrade
1 mês atrás

Porque não quer. Domina todas as tecnologias, têm “lançadores de satélite” (leia-se: míssil balístico) e… o maior estoque de material nuclear do planeta com potencial para produzir milhares de ogivas nucleares. O Japão se torna uma potencia nuclear em menos de 6 meses, caso exista um interesse neste sentido.

paulinho
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

O Japão é um país derrotado, o Japão ainda está sob a ocupação dos Estados Unidos, os Estados Unidos têm tropas estacionadas no Japão, pode-se dizer que o Japão não é um país independente, o Japão é um fantoche dos Estados Unidos, o Japão é um escravo dos Estados Unidos, o país derrotado não tem o direito de fabricar armas nucleares, os Estados Unidos. Um fantoche não poderá desenvolver armas nucleares. O exército japonês não tem direito à guerra. O Japão só permite a força de autodefesa!

paulinho
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

O território do Japão é muito pequeno. O Japão é um país insular sem recursos. O Japão não pode suportar nenhuma guerra nuclear. A China pode destruir o Japão com dezenas de bombas de hidrogênio. A área terrestre da China é de 9,6 milhões de quilômetros quadrados e o território japonês é de apenas 330.000 quilômetros quadrados. No caso de uma guerra nuclear, o Japão, um pequeno país insular, desaparecerá da terra! Durante a Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos lançaram duas pequenas bombas atômicas, e o Japão não aguentou. O Japão estava ansioso por se render!

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  paulinho
1 mês atrás

O Imperador estava ansioso para se render e uma parte da elite, o Exército queria que lutassem até o último japa morrer, nenhum país aguenta bombas nucleares, nem China, Russia e EUA e graças a deus por isso

Jacinto
Jacinto
Reply to  paulinho
1 mês atrás

O Japão tem estocado quase 50 toneladas de plutônio, o que é suficiente para produzir mais de 6 mil ogivas nucleares. Para te dar uma medida do que é isso, os EUA tem hoje cerca de 1800 ogivas nucleares e a China umas 500.

fernando
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Enquanto o Japão se atrever a fabricar armas nucleares, a China destruirá imediatamente o Japão e a China usará operações cirúrgicas para bombardear as instalações nucleares do Japão. Se o Japão se atrever a realizar testes nucleares, a bomba de hidrogênio da China destruirá completamente o Japão!

paulinho
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Quem lhe disse que a China tem apenas 500 ogivas nucleares? A China informará o número de ogivas nucleares? A China é uma ditadura. O número de armas nucleares na China é um segredo de estado. Ninguém sabe quantas ogivas nucleares a China tem. A China é um país rico em recursos minerais. A China possui um grande número de minas de urânio. A China é um país grande, com uma área de 9,6 milhões de quilômetros quadrados. As reservas de minério de urânio da China são de 1,77 milhão de toneladas. Há um grande número de minas de urânio… Read more »

paulinho
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Haha, os japoneses estão sonhando. O Irã quer fabricar armas nucleares, mas isso não é possível há muitos anos. O Conselho de Segurança da ONU não permitirá que nenhum país não-nuclear possua armas nucleares novamente. A Coréia do Norte está sob sanções totais do Conselho de Segurança. O Japão quer sanções do Conselho de Segurança? A China e a Rússia permitirão ao Japão fabricar armas nucleares? Os Estados Unidos não permitem que o Japão possua armas nucleares.

Nostra
Nostra
Reply to  Ramiro Lopes Andrade
1 mês atrás

It does not have nukes true

But it has stocks of weapons grade plutonium to make 2000+ nuclear weapons of 250-300 Kt yield.

Technologically they are competent enough to design and make nukes within 2 months or maybe less .

As per own intelligence agency estimate

Jacinto
Jacinto
Reply to  Nostra
1 mês atrás

Rumour has it Japan have already designed nukes and the tools needed to built it. Taiwan also, was very close to have some nukes.

paulinho
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Haha, os Estados Unidos bombardearam o Japão com duas pequenas bombas atômicas durante a Segunda Guerra Mundial. As duas pequenas bombas atômicas renderam com sucesso o Japão. O imperador japonês ficou aterrorizado. Os fascistas japoneses negociaram a rendição. O vazamento nuclear na usina nuclear de Fukushima fez com que o Japão estivesse infeliz e poluído. Um oceano grande, o Japão pode suportar o ataque à bomba de hidrogênio da China?

paulinho
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Rússia, China e Estados Unidos podem suportar guerras nucleares. Esses três países têm a maior área terrestre. O Japão é um país insular pequeno. O Japão não pode suportar o ataque de pequenas bombas atômicas na Segunda Guerra Mundial. Se as bombas de hidrogênio atacarem cidades como Tóquio e Osaka, os japoneses morrerão. Todo o Japão estará sujeito à poluição nuclear; portanto, o Japão não deve sonhar em possuir armas nucleares, e o Japão não pode pagar uma guerra nuclear.

paulinho
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Se o Japão se atrever a fabricar armas nucleares, a China bombardeará as bases nucleares do Japão. O teste nuclear do Japão é declarar guerra à China, e a China não permitirá que os fascistas japoneses possuam armas nucleares. O país derrotado não tem o direito de desenvolver armas nucleares.

Observador
Observador
Reply to  Ramiro Lopes Andrade
1 mês atrás

Esse aqui fugiu da aula de ironia kkkkk

paulinho
Reply to  francisco
1 mês atrás

Desde que a China derrotou os Estados Unidos na Guerra da Coréia, o fraco Japão não pode mais enfrentar a China. O Japão nunca será o oponente da China. A China costumava ser atrasada porque não alcançou a industrialização. Antes de 1949, a China não podia fabricar armas. Agora China Qualquer arma pode ser fabricada. O valor total da produção industrial da China é a soma dos três países dos Estados Unidos, Alemanha e Japão. A China é agora o país industrializado mais poderoso. A China tem de 1.000 a 2.000 ogivas nucleares, a segunda maior marinha do mundo, e… Read more »

paulinho
Reply to  francisco
1 mês atrás

O Japão fica muito atrás da China no campo da ciência e da tecnologia. O veículo espacial lunar Yutu chinês pousou com sucesso no lado escuro da lua. A China realizou dezenas de missões espaciais tripuladas, construiu um laboratório independente de estação espacial e o sistema global de posicionamento por satélite de Beidou. Em 2019, a China tem mais lançamentos de foguetes do que os Estados Unidos e a Rússia. A China é o país com a maior taxa de sucesso de lançamento de foguetes. Este ano, os robôs conectados a Marte serão lançados. A Huawei da China desenvolveu a… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  paulinho
1 mês atrás

Este Paulinho é bot chinês. Confundir “índio” com “indiano” omo faz em outros posts abaixo, demonstra claramente isso.

paulinho
Reply to  francisco
1 mês atrás

A China tem bombas atômicas, bombas de hidrogênio e bombas de nêutrons. Os mísseis intercontinentais da China chegaram a qualquer canto do mundo. Eles têm dezenas de milhares de mísseis balísticos de curto alcance. Eles só precisam saturar mísseis balísticos de curto alcance para atacar o Japão. O Japão não pode suportar os ataques de mísseis chineses. A China possui submarinos nucleares e porta-aviões. Caças furtivos, mísseis hipersônicos, a segunda maior marinha do mundo, gastos militares da China em US $ 180 bilhões, a China pode fabricar todas as armas e equipamentos, agora a China não é um exército do… Read more »

Last edited 1 mês atrás by paulinho
Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Samuel Pereira
1 mês atrás

Pq não afundou ainda, há anos os americanos passeiam por lá!

2Hard4U
2Hard4U
Reply to  Samuel Pereira
1 mês atrás

Afundar um PA dos EUA… Sério?!?!?! Kkkkk…

Roberto Pinheiro
Roberto Pinheiro
Reply to  Samuel Pereira
1 mês atrás

A coisa não está ficando boa para a China ultimamente, atraindo desavenças com EUA, Japão, Austrália e India, onde de ontem para hoje morreram 42 soldados chineses e 20 indianos. Sem falar de outros países asiáticos que não suportam a China.
No momento atual, na região, a China só tem o apoio da Coréia do Norte, e em caso de conflito, também entraria a Coréia do Sul contra.

Dalton
Dalton
Reply to  Vovozao
1 mês atrás

Esse “envio” foi planejado há muito tempo atrás…para quem acompanha, todo
ano o NAe baseado no Japão sai em missão no fim de maio e não fosse a
pandemia atrasar a missão do “Roosevelt” que incluiu uma visita ao Vietnã e isso precisa ser feito com antecedência junto as autoridades vietnamitas ele já estaria prestes a retornar…enfim…não há nada de anormal.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
1 mês atrás

Aos amigos mais técnicos, feito o Bosco… Vcs acreditam mesmo em “misseis balísticos anti-navio” (convencionais) ? Qualquer radar em milhares de kms de distância do navio, irão detectar o lançamento de armas balísticas… Os grupos de porta-aviões mais próximos irão tomar medidas defensivas, a primeira delas (acredito eu), seria tentar se evadir o mais rápido possível em velocidade máxima (Não para “fugir”, mas para ficar em movimento e dificultar um engajamento). Como que um míssil balístico, sem dispositivos finais de guiamento (como o feito por helicópteros para mísseis ASW de médio/longo alcance), vão corrigir essa rota ? Satélite ? Se… Read more »

Augusto L
Augusto L
Reply to  Alfredo Araujo
1 mês atrás

Alfredo a bastante evidências para provar que eles existem e são eficazes. A única dúvida é se mísseis intermediários, aqueles com alcance acima de 1500km teriam essa capacidade. O que provavelmente não tem pq ainda não se tem tecnologia para terem um CEP pequeno o suficiente para acertarem um PA com 1 ou 2 mísseis. A muitas coisas que fazem um míssil intermediário pra cima não conseguir ter um CEP “pequeno o suficiente”, dentre eles o apogeu muito alto e a formação da camada de plasma por conta da alta velocidade, que inibe o uso de qualquer meio externo de… Read more »

Leonardo Costa da Fonte
Reply to  Augusto L
1 mês atrás

Explica aí como é que os lançadores da SpaceX conseguem pousar naquela “jangada”? Isto é muito mais difícil do que acertar um P.A. em movimento com uma ogiva guiada.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Leonardo Costa da Fonte
1 mês atrás

Fala sério amigão…
As plataformas de pouso da SpaceX são “fixas” (entre aspas pq estão no oceano, mas sua localização é pré-determinada).
.
Repetindo o que eu já escrevi no comentário original…
“Qualquer radar em milhares de kms de distância do navio, irão detectar o lançamento de armas balísticas… Os grupos de porta-aviões mais próximos irão tomar medidas defensivas, a primeira delas (acredito eu), seria tentar se evadir o mais rápido possível em velocidade máxima”
.
Contra alvo fixo “é mole”, contra um CVN, navegando a 30 nós… Ai é que eu DUVIDO !!!

Augusto L
Augusto L
Reply to  Leonardo Costa da Fonte
1 mês atrás

Eles desaceleram.
Do mesmo jeito que um ônibus espacial pousava numa pista.

Mas para uma arma como um míssil balístico desacelerar a torna inútil.

Masa
Masa
Reply to  Leonardo Costa da Fonte
1 mês atrás

É simples. Ao retornar pra atmosfera, o foguete aciona novamente seus motores pra desacelerar, ao atingir uma velocidade menor o sistema pode ligar seu GPS para as manobras de pouso entrarem em ação…

O problema dos mísseis balísticos é que os americanos não tem como distinguir no início, se o míssil é antinavio ou é uma bomba nuclear pra atingir alguma cidade, o risco de uma guerra nuclear acontecer por engano é altíssimo.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Masa
1 mês atrás

Ein Masa como assim ? Quando elas reentram elas são so as ogivas não tem mais foguetes.

Andre
Andre
Reply to  Masa
1 mês atrás

rapidamente os eua, mas não só eles, tem como distinguir a trajetória do míssel balistico assim que ele é lançado, vide os lançamentos da coreia do norte que, mesmo detectados e tendo passado sobre o japão, nunca acionaram as defesas aa japonesas.
 
o foguete da SpaceX, que vai até a ISS, não deixa a atmosfera…a ISS está a ~350km, dentro da termosfera. A exosfera vai até 10k km.

Jadson Cabral
Jadson Cabral
Reply to  Leonardo Costa da Fonte
1 mês atrás

Leonardo, você quer mesmo comprar um Falcon 9 descendo a uma velocidade controlada até uma plataforma fixa com uma ogiva a mach 5???
Desculpa, mas você não está preparado para discussões nesse site

nonato
nonato
Reply to  Leonardo Costa da Fonte
1 mês atrás

O Space X não tem ninguém atirando nela.
Vem bem devagar…

marcus
marcus
Reply to  Augusto L
1 mês atrás

Eficazes? Atingir um alvo falso, que não dispara contra medidas, é demonstração de eficácia?

Italo Souza
Italo Souza
Reply to  Augusto L
1 mês atrás

Você esqueceu de um detalhe, no precisa acertar, até munição termo B sem radiação, seria eficiente, vamos dizer que um míssil com 6 ogivas seria possível criar uma área de impacto de mais de 2km de onda de choque.

Um Cep de 2km já é bem possível para os chineses, os Russos são prova disso.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Italo Souza
1 mês atrás

2 KM ???? 2 mil metros ?

Augusto L
Augusto L
Reply to  Augusto L
1 mês atrás

Isso é CEP de misseis da decada de 60

WVJ
WVJ
Reply to  Augusto L
1 mês atrás

Eu me preocuparia com os hipersônicos

Chuck Norris Do Paraguai
Chuck Norris Do Paraguai
Reply to  Alfredo Araujo
1 mês atrás

Talvez os DF-21 chineses possuam ogivas planadoras, o que dificulta um pouco o abate. Não sei se os russos se utilizem deste tipo de abordagem contra embarcações.

Last edited 1 mês atrás by Chuck Norris Do Paraguai
Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Alfredo Araujo
1 mês atrás

Será que essas medidas defensivas são capazes de destruir tal arma🤔❓

Pelo que li ela desce a uma velocidade de mach 10…

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Adriano Madureira
1 mês atrás

A questão não é destruir… é evadir !
É conhecido o fato que ogivas de ICBMs tem CEP alto. Mas isso nunca foi um requisito de uma arma dessas, já q são feitas para portarem ogivas nucleares de muitos quilotons…
Agora… um missil balístico, mesmo que de médio alcance, se propor a destruir um alvo que, mesmo que grande (CVN americano), consegue navegar a velocidades de 30 nós ?
Essa é minha dúvida ! Eu não acredito q exista (ainda) uma arma dessas…

Italo Souza
Italo Souza
Reply to  Alfredo Araujo
1 mês atrás

Um Cep de um ICBN de nova geração, normalmente é abaixo de 100M, será mesmo que 100M é muito grande para um CVN ?

Lembrando que ninguém sabe se a China pretende usar apenas ogivas de força cinética, já que existem meios como queimar um CVN or criar uma zona de impacto com ogivas de fragmentação.

Para neutralizar um CVN, no precisa afundar, basta destruir seus meios e tornar inoperante.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Italo Souza
1 mês atrás

100 metros para alvos estáticos. Para alvos em movimento e manobráveis é outro cálculo.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Uma forma de atingir com precisão é usar planadores hipersônicos.

Desde que não tenham que reentrar e se mantenham abaixo de Mach-10/11 para n formar plasma. Isso sem contar no desenvolvimento de um radar embarcado que possa funcionar nessa velocidade dentro do planador. Mas talvez ate o final da década essa tecnologia existirá.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Italo Souza
1 mês atrás

Muito o CEP teria que ser de 20 pra baixo

Augusto L
Augusto L
Reply to  Augusto L
1 mês atrás

100 m voce pode pensar em danificar uma base grande como Guam, que tem varias pistas espaçadas.

Se quiser ter certeza de neutralizar as pistas tera q dispara muitos mísseis.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Alfredo Araujo
1 mês atrás

Comparados ao míssil de cruzeiro baixo, lento e relativamente furtivo, os mísseis balísticos anti-navio (ASBMs) voam alto, rápido e indiscretamente. Embora relativamente fácil de detectar no radar ou com sensores baseados em satélite, os ASBMs podem acelerar de quatro a dez vezes a velocidade do som à medida que mergulham na estratosfera.   Além disso, enquanto alguns mísseis de cruzeiro podem atacar navios a uma distância de algumas centenas de milhas, os ASBMs DF-21D e DF-26B da China podem voar a mais de 900 ou 2.000 milhas, respectivamente. É um alcance mais longo do que os jatos de um porta-aviões dos EUA podem… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Alfredo Araujo
1 mês atrás

na minha opinião esses mísseis iam ser abatidos por mísseis anti-aéreo, acredito muito mais em mísseis sea-skimming

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Alfredo Araujo
1 mês atrás

Amigo,as ogivas desses mísseis possuem capacidade de manobra próprias e sistema de guiamento por satélites(os chineses já lançaram vários para esse propósito),sendo projetados para acertar alvos em movimento.Sem falar na própria velocidade de aproximação que por si só já tornaria impossível qualquer navio escapar simplesmente se movendo,muito menos um porta aviões. Imagine alguém a 100 metros de você disparando uma arma de fogo em sua direção,assumindo que esse alguém tenha boa mira,seria impossível você escapar simplesmente dando um passo para o lado.Só os segundos em que a informação de alerta de lançamento levaria para subir a cadeia de comando até… Read more »

Augusto L
Augusto L
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Allan, as ogivas não são tão manobráveis como voce pensa e mísseis que tem um apogeu alto e uma grande velocidade de reentrada formam camadas de plasma, que impedem a comunicação. E na verdade nem se tem radar embarcado que funcione dentro de um corpo hipersônico ainda.

É por isso que se dúvida que haja ASMB com mais de 1500km.

Pegue o DF-21 ele não é preciso o suficiente para neutralizar a gigantesca base de Guam com poucos mísseis.

Mas os HGV podem suprir essa necessidade se manterem uma velocidade abaixo de Mach 10.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Augusto L
1 mês atrás

Muito obrigado ! rs

Tomcat4,2
1 mês atrás

Apenas gritos midiáticos, mais nada. A cobra está fumando, ao que parece, na fronteira China/Índia e ,principalmente , na Líbia de onde, curiosamente, não se vê falar tanto. 😉

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Também acho. A China tem que se preocupar com o seu mar territorial de 12 milhas e com suas fronteiras por terra. Muito “tre-le-le” por nada. Esses porta aviões estão bloqueando o comercio Chines? Estão impedindo que matérias primas e comida cheguem aos famintos chineses? Nada disso. É bom sempre lembrar que a US NAVY não é daquelas marinhas que adoram uma parada naval, é apenas uma Marinha de combate que tem que se desdobrar em treinamentos em qualquer lugar fora dos limites territoriais dos demais Países. Se uma Esquadra da Marinha do Brasil for se exercitar no Mar da… Read more »

marcus
marcus
Reply to  Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

Eles fazem exercícios, com barcos de pesca nas territoriais da America Central e Latina.
Deveriam ser todos apreendidos e o produto ser confiscado.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  marcus
1 mês atrás

Caro Marcus, concordo contigo. São muito baixos na maioria de suas atitudes.

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  marcus
1 mês atrás

Mas são, vide o que ocorreu nas costas da Argentina mês passado. O problema é que o mar é muito vasto, até chegar um NaPa os caras já se foram!!

Salim
Salim
Reply to  Marcelo Andrade
1 mês atrás

Problema e falta de fiscalização, pessoal pinta e borda no nosso litoral e nem ficamos sabendo. Se passarmos a fiscalizar e só mandar par super tucanos dar sobrevôo e dar ordem de se dirigir a porto mais proximo e patrulha mais próximo acompanhar. Se tentar fugir e só dar tiro advertência com .50 e depois abate se continuar fugindo. Simples, valor baixo e efetivo. Veja navio russo com localizador desligado, era só sobrevoar , se estiver em aguas brasileiras logicamente e intimar mesmo a ir porto mais próximo pra vistoria e multa. E só colocar regra e deixar claro.

Tomcat4,2
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Só pra constar II, a coisa lá está feia mesmo e dizem as fontes que foi só briga sem uso de armas mas , a quantidade de mortos que só aumenta(segundo o India Today e Tymes of Índia ) parece dizer o contrário.
 
https://conflitosguerras.com/2020/06/sobe-para-20-o-numero-de-soldados-indianos-mortos-no-confronto-com-a-china.html

Nostra
Nostra
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

17 indian and 43 Chinese soldiers dead A company of Indian soldiers went to dismantle a illegal Chinese camp in Indian territory as agreed with Chinese previously , Chinese went back to own camps and returned with more troops and attacked the Indians without any provocation . Chinese reportedly also fired shots , but Indians were unarmed as per previous agreements . Indians went in for hand to hand combat with the Chinese , which continued dusk to midnight . Soldiers mainly died due to complications due to cold temperatures and high altitude , many fell into freezing river .… Read more »

Paulinho
Reply to  Nostra
1 mês atrás

Haha, quem lhe disse que o exército indiano matou 43 chineses? Esse foi apenas o sonho dos índios. O exército chinês matou 20 índios. Os índios sentiram vergonha. A mídia indiana se gabou e matou 43 chineses. As notícias falsas da mídia indiana deixaram a Índia muito feliz. Atualmente, o exército chinês ainda não possui vítimas. A mídia indiana informou que todas as baixas dos militares chineses são falsas!

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Paulinho
1 mês atrás

entre a china e a india, confio em quem mente menos, a india

paulinho
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

https://edition.cnn.com/2020/06/16/asia/china-india-border-clash-intl-hnk/index.html Por favor, leia o relatório da CNN sobre o conflito sino-indiano, o exército indiano matou 20 pessoas O exército chinês não tem baixas. As 43 mortes do exército chinês são notícias falsas. O relatório da CNN não menciona nenhuma vítima do exército chinês. As 43 mortes do exército chinês são notícias falsas!

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  paulinho
1 mês atrás

CNN é tão confiável quanto a China

Nostra
Nostra
Reply to  Paulinho
1 mês atrás

Because india is a democracy and is answerable to its citizens regarding how many died – who were honoured with military traditions and country is proud that Indian soldiers died fighting without retreating against odds . There is honour in death who die for country .

Nostra
Nostra
Reply to  Nostra
1 mês atrás

China is a security state they never reveal information , and if they reveal most of time their information is incorrect . CCP is answerable to none . They do as they please to gain advantage in information warfare over democratic countries.

paulinho
Reply to  Nostra
1 mês atrás

https://m.youtube.com/watch?v=2Y4joh_ebqM, BBC News, 20 pessoas morreram na Índia, muitos soldados ficaram gravemente feridos, soldados indianos foram congelados até a morte em grandes altitudes, onde a temperatura era muito baixa, até menos 20 graus Celsius, o platô é privado de oxigênio, e os soldados são facilmente mortos quando feridos, e o exército indiano sofreu pesadas baixas. Os soldados chineses são da área do platô, e soldados chineses estão estacionados no Tibete há muito tempo. Eles estão acostumados com a falta de oxigênio no platô. Os soldados chineses têm uma forte capacidade de combate e o exército chinês não morreu. O exército… Read more »

paulinho
Reply to  Nostra
1 mês atrás

A mídia indiana e os indianos têm rumores no Twitter de que 43 chineses morreram. Os dados ditos pelos índios são falsos. O exército chinês não divulgou dados sobre vítimas! Os dois lados foram ordenados a não atirar no topo das forças armadas. Os dois lados apenas jogaram pedras e se atacaram com barras de ferro. Pode haver várias pessoas mortas no exército chinês. É absolutamente impossível que 43 pessoas morram. Nesse conflito, o exército chinês está preparado. Exército chinês Com um grande número de paus e facas telescópicas, o exército chinês matou um comandante indiano e matou 20 pessoas… Read more »

paulinho
Reply to  Nostra
1 mês atrás

https://en.m.wikipedia.org/wiki/Sino-Indian_War A guerra sino-indiana de 1962 na Índia sofreu uma derrota desastrosa, o exército indiano sofreu pesadas baixas, o exército indiano morreu (1383 pessoas), o exército indiano desapareceu (1696 pessoas), exército indiano ferido (1047 pessoas), exército indiano foi capturado (3968 pessoas). O exército chinês sofreu muito poucas baixas, o exército chinês morreu (722 pessoas) e o exército chinês foi ferido (548 pessoas). Esta é uma guerra de vitória total para a China! Por favor, leia a descrição da Wikipedia sobre a guerra sino-indiana!

paulinho
Reply to  Nostra
1 mês atrás

O primeiro-ministro indiano Modi criou conflitos com o Nepal e a China. Modi precisava criar conflitos para transferir as acusações da oposição. Modi não respondeu ao coronavírus. A Índia também sofreu com pragas de gafanhotos e envenenamento por plantas químicas. Vazamentos de gás, vários desastres causaram um grande número de mortes, a Índia foi atingida por vários desastres, a economia da Índia entrou em colapso, Modi enfrentou pressão da oposição, ele precisava criar inimigos para desviar sua atenção, a fim de unir a Índia. seres, é uma pena que Modi tenha encontrado o oponente errado e desafiado a poderosa China.… Read more »

Ayron
Ayron
1 mês atrás

Choro e nada mais.

Melkor
Melkor
1 mês atrás

A china mentindo sobre construções de bases para estudos científicos em águas disputadas por outras nações. A china mentindo e militarizando estas bases. A china acusando os outros de desestabilizarem a segurança na região enquanto eles próprios ameaçam a todos, A TODOS, inclusive com ameaça de invasão. A china acusando os outros de destabilizarem a segurança enquanto aumentam sua frota naval e poder militar terrestre e aéreo. A china provoca Japão e EUA com um “desfile” naval em meio a pandemia chinesa. E os puxa sacos globais falando sobre “defesa de integridade territorial”. PQP, tem que ser muito mau caráter.… Read more »

Sagaz
Sagaz
Reply to  Melkor
1 mês atrás

O chinês é commoditie de um governo tirano que precisa de expansão, não para fomentar o seu povo, mas para fomentar a ganância da casta superior alinhada ao partido.

Santos da Paz
Santos da Paz
Reply to  Melkor
1 mês atrás

Excelente texto, faço minha as suas palavras.

Tomcat4,2
Reply to  Melkor
1 mês atrás

Caro Melkor, faço minhas as suas palavras assim como o Santos da Paz, excelente comentário !!!
 

Last edited 1 mês atrás by Tomcat4,2
Diogo
Diogo
Reply to  Melkor
1 mês atrás

Assim como os demais, faço minhas as suas palavras. Ótimo texto!

Adriano Madureira
Adriano Madureira
1 mês atrás

Ver um classe Nimitz de 100.000 toneladas, USD6BI de dólares e quase 6.000 tripulantes ser afundado por um artefato de USD 6 milhões seria algo espantoso de se ver…

filipe
filipe
Reply to  Adriano Madureira
1 mês atrás

É quase impossível isso acontecer, eles formam um grupo de ataque formado por vários navios (SSN + DDG + CCG ) todos armados com milhares de mísseis.

Tomcat4,2
Reply to  Adriano Madureira
1 mês atrás

Se e somente “se” isso viesse a acontecer veríamos o início do fim do mundo pois a resposta do tio Sam, após a morte de 6.000 norte americanos por meio de um míssil( seja de qual país ), pro tio Ling seria devastadora !!!
 

Last edited 1 mês atrás by Tomcat4,2
Eder
Eder
Reply to  Adriano Madureira
1 mês atrás

depois dos ataques surpresa a base de Pearl Harbour e aos edifícios do WTC, passei a achar os americanos; vacilões… comédias

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  Eder
1 mês atrás

Bicho, você precisa ler mais sobre História da SGM e ver Documentário sobre o WTC.

Chuck Norris Do Paraguai
Chuck Norris Do Paraguai
Reply to  Marcelo Andrade
1 mês atrás

Putin avisou Bush sobre uma possível trama para atacar alvos civis dentro dos EUA, mas ele ignorou.

Satyricon
Satyricon
1 mês atrás

A China só esqueceu-se de mencionar que sua incipiente marinha deixará de existir no dia seguinte ao afundamento de PA americano por um artefato desses.

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
1 mês atrás

Já disse: Precisará bem mais do que 3 porta aviões pra fazer frente ao Dragão numa possível guerra em seu quintal… Basta lembrar como foi no Vietnã, país que não tinha nem 0,1% do poderio militar que tem a China hoje!!!

Jacinto
Jacinto
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
1 mês atrás

Com uma pequena diferença que a guerra do Vietnam foi combatida quase que totalmente em terra enquanto que a disputa aqui é naval.

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
1 mês atrás

Nossa, totalmente fora do contexto! Outro que devia ler mais sobre a Guerra do Vietnã!!

Teropode
Reply to  Marcelo Andrade
1 mês atrás

Este verbo causa urticária nestes caras .

Teropode
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
1 mês atrás

Uma guerrinha com regrinhas de engajamento , aliado frouxo e sem vontade de lutar ( sul ) , 90% das tropas constituída de voluntários em busca de auto-sfirmacao, esquece , não vão cometer o mesmo erro , talves um novo .

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
1 mês atrás

sua análise é sem sentido, contexto diferente, TO diferente

Felipe Salles
1 mês atrás

Sempre que o tema é a China é comum pipocarem análises que destacam o comportamento vilanesco deste povo oriental. Como se fosse possível rotular todo um povo e ter pretensão de sexestar correto. Na virada do século os chineses já eram vilificados desta forma, não há nada de novo nisso. Sugiro aos amigos tão críticos que tentem se colocar nos sapatos dos chineses. Seu país foi a maior potência econômica do planeta por séculos até que os británicos montarán una estrategia de tornar todo o país en viciados em ópio. Imaginem só, por um momento, o trauma coletivo que um… Read more »

Teropode
Reply to  Felipe Salles
1 mês atrás

Então ja devem estar acostumados com o chicote ocidental 😂😂😂

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Felipe Salles
1 mês atrás

Eu sou contra qualquer país sem permissão fique desfilando no nosso mar, prém o convenção dos direitos do mar, não foi algo pensado para um país ou alguns, é para todos, e se você diz que estudou sobre o caso da área, então mostra aí os argumentos da china, e veremos se são argumentos plausíveis, quanto a vilanização dos chineses, é pelas suas atitudes com seus vizinhos, seu povo, seu governo, o caso dos Uigures é fabricado? o fato de eles colocarem a guarda costeira das filipinas para correr é certo? restringir direitos dos cidadãos só porque ele fala mal… Read more »

Jagderband#44
Jagderband#44
Reply to  Felipe Salles
1 mês atrás

Você escreveu um textão e não disse muita coisa.
O “comportamento vilanesco” não é do povo chinês e sim do Partido Comunista Chinês. Que fique claro.
Por um acaso a JMSDF, USN e RAN estão impedindo navios chineses de levarem e trazer cargas da américa, oceania, áfrica e europa: resposta NÃO.
Agora, abocanhar no grito áreas pertencentes a outros países, ah! isto pode.
 

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
1 mês atrás

A título de comparação a China de hoje é mil vezes mais poderosa militarmente do que o Vietnã era na época da guerra… Fim!!!
 

Last edited 1 mês atrás by Sincero Brasileiro da Silva
Satyricon
Satyricon
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
1 mês atrás

Engraçado vc mencionar o Vietnã, pois ao fim da guerra com os americanos, a China foi se meter à besta, e tentou invadí-los em 1979. Apesar de ser uma força infinitamente maior, o exercito chinês tomou uma cossa antológica dos valentes e calejados vietnamitas. Foi um vexame.
Esse episódio diz muito sobre EUA & China, afinal, ambos não conseguiram sobrepujar um pequeno mas obstinado oponente.

Bakunn1n
Bakunn1n
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
1 mês atrás

Tão sincero que não se incomoda em passar vergonha com seus comentários …..

Luiz eduardo simao Barroso
Luiz eduardo simao Barroso
1 mês atrás

Lembrando que para cada porta aviões no mar há um submarino . Poder bélico + experiência isso os EUA tem !!!

Corcel
1 mês atrás

Mais ameaças,apenas isso e Taiwan continua lá.

Masa
Masa
1 mês atrás

Não vai acontecer nada, uma vez que, os americanos estão navegando legalmente em águas internacionais…
É preciso deixar bem claro essa questão, apesar de muitos da imprensa ignorarem este fato.

Parabellum
Parabellum
1 mês atrás

China nunca venceu uma guerra. São potência econômica, militar somente regional. Dependem do petróleo externo para movimentar seus meios, a não ser que voltem a operar caldeiras à carvão.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Parabellum
1 mês atrás

Tem uma das maiores reservas de gas do mundo. O custo ainda é proibitivo (gas de xisto), mas eles têm como usá-las se precisarem muito.

Teropode
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Em caso de conflito com os EUA temo pela segurança dos gatos , cachorros , pangolins ,morcegos e cobras 😂😂😂😂😂

paulinho
Reply to  Parabellum
1 mês atrás

A China derrotou os Estados Unidos na Guerra da Coréia, os Estados Unidos ocuparam toda a Coréia do Norte no final dos anos 1950, os Estados Unidos quase exterminaram o exército norte-coreano, Jinricheng fugiu para a China em busca de ajuda, tropas chinesas intervieram na Guerra da Coréia, 2 milhões de tropas chinesas entraram na Coréia do Norte para combater os Estados Unidos, o exército chinês Uma vez ocupada a capital sul-coreana Seul, o exército chinês expulsou americanos da Coréia do Norte, a China salvou a Coréia do Norte, ajudou a Coréia do Norte a recuperar o território perdido, o… Read more »

paulinho
Reply to  Parabellum
1 mês atrás

https://en.m.wikipedia.org/wiki/Sino-Indian_War A China venceu a guerra contra a Índia, a guerra sino-indiana de 1962, a Índia sofreu uma derrota desastrosa, o exército indiano sofreu pesadas baixas, o exército indiano (1383 mortes), o exército indiano desaparecido (1696 pessoas), o exército indiano foi ferido (1047 pessoas) e o exército indiano foi capturado (3968 pessoas). O exército chinês sofreu muito poucas baixas, o exército chinês morreu (722 pessoas) e o exército chinês foi ferido (548 pessoas). Esta é uma guerra de vitória total para a China! Por favor, leia a descrição da Wikipedia sobre a guerra sino-indiana. Quem lhe disse que a China… Read more »

Victor Filipe
Victor Filipe
1 mês atrás

Pegaram uma foto bem antiga pra fazer a montagem dos misseis caindo sobre o Porta aviões. digo isso porque da pra ver uns F-14 no convés da belonave

Davi
Davi
1 mês atrás

A maior ameaça aos PAs americanos ainda são os submarinos inimigos e não mísseis balísticos com supostas capacidades.

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  Davi
1 mês atrás

Por isso sempre há 2 ou 3 SSN acompahando as Task Forces!

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
1 mês atrás

Nem vou entrar nessa discussão inútil!!! Joguinho de Batalha Naval que ocorria na Guerra Fria e agora só mudou de URSS para China!! Esta assume um monte de ilhas e constrói bases nas ZEEs dos outros e vem dizer que os EUA estão colocando “Apaz da região em perigo¹” . Gente, tudo hoje é Globalização, business, comodities, mercado consumidor! Essa brincadeira de botar o pau na mesa para ver quem é maior já acontecia lá nos anos 80, sou dessa época! Mais um museu de novidades!!! Ambos têm que justificar seus Orçamentos Militares, os EUA até mais, pois o contribuinte… Read more »

eremildo
eremildo
1 mês atrás

Kkk arte 3 D! Esses China devem ter fumado muito ópio! Só se criam diante de paizecos de covardes que temos por aí…

Aristides
Aristides
1 mês atrás

É preciso entender que USA tem um sistema de defesa para esses misseis balísticos DF-26 made China , mas não mostra e em revela , sistema politico é uma coisa , a arte da guerra é outra , um tem dinheiro , outro rala pra ter dinheiro na caso da china , vamos aguardar os momentos desses impactos que a por vir .
 

Last edited 1 mês atrás by Aristides
XFF
XFF
1 mês atrás

Esse envio de três porta-aviões só server para demonstração de força, que custará mais de 1 bilhões de Dólares parta cofre publico Americano. È desperdício de dinheiro a toa, pois isso não intimida a China.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

A perspectiva dos EUA A existência de um (possivelmente) ASBM nuclear deve ser considerada uma ameaça em potencial, por mais remota que seja. O DF-21D ASBM tem a capacidade potencial de envolver forças dos EUA no teatro do Pacífico Ocidental. Portanto, são necessárias precauções adicionais ao operar nesta área. A maior ameaça do DF-21D seria se o ataque fosse em pouco tempo – essencialmente uma surpresa. Portanto, é necessária vigilância quanto às intenções e inteligência quanto aos níveis de prontidão e movimento de forças. Presumivelmente, haveria algum tipo de aumento de tensão antes desse tipo de ataque. Não é do interesse de nenhuma das partes… Read more »

Last edited 1 mês atrás by ADRIANO MADUREIRA
guilardo
guilardo
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Quando vejo essa disputa lembro-me de quão fracos somos. O Brasil há várias décadas, salvo engano nos anos 60, partiu na frente no desenvolvimento de foguetes e futuros lançadores. China e Índia nem sonhavam em ter tecnologia para tal. O tempo foi passando e o nosso cipoal burocrático amarrando as pesquisas. Falta de dinheiro não pode ser alegada pois China e Índia tinham menores PIBs do que nós. Fomos ficando para trás e hoje não conseguimos nem mesmo lançar um micro satélite em órbita. Chima e Índia lançaram há muito tempo, sendo que enviaram sondas a lua.Serão nossos cientistas tão… Read more »

nonato
nonato
1 mês atrás

O sistema aegis não dá conta?
Se identificar o disparo, tentar interceptar antes do apogeu.
Disparar vários “aegis”.

sub urbano
sub urbano
1 mês atrás

Algo que me impressiona é que os americanos não tem a mesma prudência com a China que tinham com a URSS, sendo que o poderio naval chinês já é maior que o soviético. O que trouxe os americanos até aqui foi o pragmatismo que parecem ter perdido. Precisam entender que estão enfrentando quase 2 bilhões de pessoas sob a mesma bandeira, pessoas produtivas com hierarquia e disciplina. Se brincarem vão levar fumo.   Os americanos já perderam uma guerra para os chineses em 1950 a Guerra da Coreia. Naquele momento os comunistas tinham vencido os capitalistas do Kuomintang que recuaram… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  sub urbano
1 mês atrás

A URSS tinha como invadir a Europa ocidental e os cálculos dos americanos previam que só ataques nucleares parariam um avanço soviético. Os chineses não têm capacidade de invadir nenhum aliado americano na região com o mesmo ímpeto que os soviéticos tinham, até porque não seria uma mera invasão terrestre, mas uma operação anfíbia. Esta é a maior diferença que existe. A posição da China é sempre defensiva porque ela teria muita dificuldade em partir para o ataque, que é a situação oposta à da URSS.

Luiz Galvão
Luiz Galvão
1 mês atrás

Ao longo dos anos todos nós passamos a achar normal os EUA enviarem navios e GTs para “patrulhar” e/ou exercer o dito “Freedom of navigation” no quintal de todos. Gostaria muito de ver a reação dos EUA se China , Rússia ou qualquer outro país também fizessem o mesmo com os EUA. Imagine por exemplo a China mandando um GT “patrulhar ” no limite das 12 milhas da Costa oeste dos EUA umas 4 vezes ao ano.

Portanto, pimenta nos olhos dos outros não arde.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Luiz Galvão
1 mês atrás

OS russos fazem isso, os navios são escoltados e é isso, sem dramas.

Dalton
Dalton
Reply to  Luiz Galvão
1 mês atrás

Coisa completamente diferente Luiz. Canadá, EUA e México não contestam ás aguas uns dos outros, não há nenhum perigo/impedimento a navegação, nem há nenhuma ” ilha artificial ” americana próxima aos outros dois países do continente que suscitasse algum aliado a enviar forças navais. . Não há nenhuma necessidade de chineses e russos patrulharem o limite das águas territoriais americanas porque não há nada que interesse a eles nem estarão defendendo seus próprios interesses e de aliados por lá. . Nem mesmo Cuba e Venezuela oferecem tantos atrativos ou correm algum risco sério que compense visitas continuas de seus aliados/parceiros… Read more »

Luiz Galvão
Luiz Galvão
Reply to  Dalton
1 mês atrás

Não concordo.

Acho que vc não entendeu o que escrevi.

Dalton
Dalton
Reply to  Luiz Galvão
1 mês atrás

Já é a segunda vez que você me chama a atenção por não ter entendido algo que você escreveu. Ou sou incapaz de interpretar ou você não está se fazendo claro Luiz. . Você comparou o “FONOPs” executado pela US Navy em uma região cuja soberania é contestada por outras nações e os EUA tendo aliados e interesses na região não concordam com a posição chinesa, com um “FONOPs” hipotético pela marinha chinesa ao largo da costa americana ou como você escreveu… ” no limite das 12 milhas da Costa oeste dos EUA…”. . No passado, os japoneses consideravam-se uma… Read more »

Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 mês atrás

Primeiro: Seria interessante ver exercício paralelos da China com os dos EUA;   Segundo: Não podemos esquecer que ameaças faz parte do jogo da Guerra Fria atual, porém a China não pode esquecer que se por acaso um dos mísseis balísticos antinavio DF-21D e DF-26 sequer bater na água perto de um porta-aviões vamos ter uma crise bem próxima com a crise dos mísseis de Cuba aonde o mundo quase entrou na Terceira Guerra Mundial;   Terceiro: E último chegou tarde esse exercício de Porta Aviões norte-americanos na área pois a China se estabeleceu pela imobilidade das forças armadas desse… Read more »

Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
1 mês atrás

Fatos x Mitos
 
mito 1 – a china pode vencer uma guerra contra os EUA
mito 2 – a china pode impedir a US Navy de patrulhar o mar Asiático
mito 3 – a china vai dominar o mundo ate 2050
 
Fato 1 – Marinha Americana é a maior e melhor marinha do Mundo
Fato 2 – global times é um jornaleco a serviço da ditadura chinesa
Fato 3 – teremos muitos foristas pro-china morrendo de raiva ao ler isso
 
Saudações a todos