segunda-feira, abril 12, 2021

Saab Naval

‘World of Warships’: Entenda como um navio é recriado no jogo

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Processo envolve coleta de documentos históricos e modelagem minuciosa para levar o navio de guerra a 38 milhões de jogadores

World of Warships, jogo de combate naval da Wargaming com mais de 38 milhões de jogadores em todo o mundo, possui a maior frota de navios históricos disponíveis para jogar. Todos foram recriados com extrema precisão e modelados com base em desenhos de engenharia reais.

Por trás desse desenvolvimento está a Lesta Studio, sediada em São Petersburgo, na Rússia. Braço da Wargaming dedicado a World of Warships, possui cerca de 500 pessoas trabalhando para oferecer a melhor experiência ao jogo, com atualizações constantes e inclusão de novos navios.

Atualmente o game conta com mais de 350 navios de guerra, uma quantidade quase quatro vezes maior do que na época em que World of Warships foi lançado, em setembro de 2015. A criação de cada navio demanda entre dois a seis homens dedicados exclusivamente à tarefa durante um mês.

A pesquisa por documentos históricos e um extenso processo de criação, com várias etapas, são fundamentais para a fiel representação de navios em modelos 3D.

Veja como este processo funciona:

1. Coleta e processamento de informações

Em World of Warships, quando os desenvolvedores decidem qual navio será incluído na frota disponível para jogar, o primeiro passo é reunir a maior quantidade de informações necessárias:

• Coletar toda documentação disponível sobre o navio em questão, incluindo plantas e esboços de design, além de fotos e outros materiais;

• Em caso de documentos incompletos, a equipe busca “restaurar” os dados do navio pouco a pouco por meio de outras fontes, como documentação de navios do mesmo tipo, período histórico e o país de construção;

• A mesma abordagem é adotada para reunir materiais sobre os equipamentos do navio, que também são inseridos no jogo, como armamento, usina de propulsão, sistemas de mira, guindastes, barras de carga e outras tecnologias que possam ter sido utilizadas na embarcação;

• Todos os dados obtidos são agrupados e cruzados com os de outros navios do mesmo tipo. Daí vem a base para elaboração de um projeto de rascunho em 3D.

2. Agrupamento das características principais

Os desenvolvedores chegam agora ao estágio inicial da modelagem do navio, quando agrupam seus principais equipamentos, projetam todos os níveis de plataforma e verificam conformidade entre todos estes itens:

• Acomodação do equipamento principal a bordo do navio (plantas de propulsão principal e auxiliar, seções de armamento e de armazenamento de munições, layout da couraça, hangares de aeronaves, catapultas, botes salva-vidas e outros).

• Esboço das plantas para os conveses, porões, superestruturas e para o perfil interno do navio;

• Cálculo de cargas de massa e verificação da correspondência entre o peso dos equipamentos e o deslocamento da couraça na água.

3. Elaboração da couraça

Com os equipamentos principais e plataformas preparadas, agora a equipe se concentra na concepção da couraça do navio, que é projetada levando em consideração tudo que está dentro dela e, novamente, com base nos documentos históricos obtidos:

• Desenvolvimento de acordo com o protótipo disponível;

• Em caso de ausência de materiais ou se o navio não chegou à fase de conclusão na realidade, os desenvolvedores se baseiam em navios do mesmo tipo e da mesma nação, dimensionando o projeto para corresponder às especificações técnicas levantadas;

• Situações extremas demandam o desenvolvimento do zero, em um processo de descobrimento das características da carenagem do navio, deslocamento na água, posição do centro de flutuação e outros parâmetros hidrostáticos.

4. Implantação de equipamentos auxiliares

Por fim, demais equipamentos relacionados ao navio são ordenados nas plataformas modeladas. Com isso, a equipe se atenta a quaisquer interseções, sobreposições ou blocos que afetem a organização dos itens.

Depois disso, World of Warships recebe um navio que atende às expectativas dos desenvolvedores em dois sentidos: jogabilidade e correspondência aos fatos históricos reais.

Sobre World of Warships

World of Warships é um jogo online e gratuito de combate naval histórico para PC da Wargaming. Com sua frota massiva da maioria dos navios de guerra icônicos, incluindo quatro classes de navios diferentes e um ambiente estrategicamente projetado, o World of Warships oferece a melhor experiência em jogos de combate naval, adequado para todo o público. Graças à sua maior coleção de navios histórica e precisamente representados disponíveis para jogar, o World of Warships se orgulha de ser um museu digital de navios e um ponto focal para os entusiastas da história naval.

Novos conteúdos temáticos e modos de jogo inovadores são adicionados regularmente, proporcionando uma jogabilidade diversificada e emocionante à sua ampla base de jogadores.

Uma franquia – múltiplas plataformas

Após o lançamento bem-sucedido do World of Warships no PC, sua jogabilidade e design exclusivos foram adaptados para trazer batalhas navais massivas gratuitas para outras plataformas com o World of Warships: Legends, disponível no PlayStation 4 e Xbox One, e no World of Warships Blitz, nos dispositivos móveis iOS e Android.

DIVULGAÇÃO: theogames

- Advertisement -

50 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
50 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Heitor

Esse jogo é sensacional! Jogo a muitos anos e sempre fui fã pela fidelidade histórica e de design dos gráficos. Jogo tanto pelo Android (Blitz) quanto pelo PC. Minhas embarcações principais são o Gnesseinau (um versão parecida com o Bismarck) e também alguns Cruzadores ingleses.

Willber Rodrigues

Infelizmente, meu notebook é velhinho e não suporta esse jogo, mas eu jogo a versão para Android, e tô viciado. Pra quem é apaixonado pelo tema naval, esse jogo é sensacional.
Sempre fico imaginando como devia ser tripular e combater em couraçados e cruzadores da época, desde a guerra Russo-Japonesa, até a Batalha de Jutlandia.

Saldanha da Gama

Gosto muito do GK e Republique! Há também os cruzadores como Porto Rico (adoro)….abraços,

Saldanha da Gama

Temos um clã MIBRA, que ajuda muito na evolução do player….

Alessandro Vargas

Soube que o ARA Gral. Belgrano está disponível, isso procede?

Wilson

Não, está disponível o irmão dele. O ARA Nueve de Julio/USS Boise.

Wilson

Complementando tem também o USS Albany (cruzador tier II) irmão do C-1 Barroso. É o mais perto no momento de ter um navio brasileiro, até o lançamento da arvore pan-americana.

Willber Rodrigues

Tem tambem o encouraçado HMS Agincourt, que serviu por pouco tempo na MB com o nome de Rio de Janeiro.

Wilson

Só no blitz, na versão de PC não tem ele e ele não serviu a MB, ele foi encomendado pela MB mas foi vendido antes de ficar pronto, para o Império Otomano e com a eclosão da WWI a Royal Navy confiscou o navio.

Willber Rodrigues

A classe do Gel. Belgrano, o Brooklyn, tá no jogo na árvore de pesquisas norte-americano.
Aliás, a classe Garcia, do CT Paraíba (D-28), tambem tá no jogo.

Wilson

A classe Garcia, não está no jogo, o que está é a classe Fletcher o qual também tem um CT Paraíba D-28.
 
Na versão PC é o USS Helena (irmão do C-12 Tamandaré) que é o navio de linha e não tem o USS Brooklyn, no lugar está o USS Boise da mesma classe e que depois foi vendido para a Argentina aonde virou o ARA Nueve de Julio.

Willber Rodrigues

Tem razão, o Garcia não está no jogo. Confundi ele com o Fletcher. Agradeço a correção.
Pelo menos, o Brooklyn tem no WoW Blitz.

Ricardo Pinto

classe Garcia não, mas as Fletchers, Gearing e Allan Summer estão…

willhorv

Presto minha homenagem a este game, que vem evoluindo e se tornando cada vez melhor em seu mercado. Jogo por uns 4 anos….possuo perto de 220 naus e rumo aos 250, a qual me permite um brasão de colecionador master ( não mais, pois está prevista uma atualização que ampliará este topo….terei que jogar mais uns 3 anos…kkkk). No game temos 10 níveis, e podemos ser cruzadores, contra torpedeiros, encouraçados, submarinos e até porta aviões. A dinâmica é única para cada um, e ainda se alastra pelas nações do game, com os japoneses, americanos, franceses, ingleses, alemães, italianos, russos, pan… Read more »

Saldanha da Gama

Procure-nos, MIBRA!!!! ABRAÇOS

willhorv

Boa Saldanha….sou do ANB. Somos discretos quanto a batalhas de clãs e classificatórias. Mas desenvolvemos bastante os benefícios do clã para quem joga e precisa de recursos. Nos vemos nos cenários…

Saldanha da Gama

Obrigado pela fidalguia Wilhorv, meu nick é o mesmo daqui. Abraços

willhorv

E o visual é fantástico!!

Peter nine-nine

Amigos, esse jogo é uma merd@ do ponto de vista do comportamento da guerra naval, que nada tem haver com o que o jogo projecta.
Eventualmente, a gráfica, o detalhe dos navios e etc, é aceitável, mas de resto, o jogo é criminosamente comercial. Uma bost@ de joguinho “arcade” e nada imersivo, que só crianças ou desconhecedores de coisa melhor podem denominar de “sensacional” ou ainda pior de “imersivo” e realista.

Heitor

Óbvio que o jogo é comercial, ou você está querendo que eles sejam uma ONG sem fins lucrativos? Sua competência na aérea de programação de games deve ser extraordinária ao ponto de poder criticar dessa maneira o trabalho dos outros. Aliás, me avisa quando tiver feito uma produção melhor ou algo próximo da realidade e que seja possível jogar através de um celular, porque de critico metido a mestre das guerras por aí já tá cheio.

Sucesso!

Last edited 9 meses atrás by Heitor
M65

Desde quando. lucro é errado ? Gastam tempo nas pesquisa de dados e entregam um produto fidedigno, ainda que não seja um simulador de manobras reais. Quem prefere algo mais realista procura outros. Então deixa quem gosta simplesmente usar como passatempo, além de despertar o interesse (principalmente dos mais novos) por História.

Willber Rodrigues

“esse jogo é uma merd@ do ponto de vista do comportamento da guerra naval, que nada tem haver com o que o jogo projecta.”
O jogo nunca escondeu de ninguem que é ARCADE, e náo um simulador do tipo DCS ou Microsoft Flight Simulator, então não sei do que diabos vocês tá reclamando.
“mas de resto, o jogo é criminosamente comercial”
E qual o problema de ser comercial? Eles tinham.que fazer um jogo 100% grátis? Achei que “coisa de graça” fosse coisa de comunista, coisa que vocês tanto odeiam.
Eu hein…

Wilson

O World of Warships não busca ser um simulador, ele é um jogo arcade, são estilos totalmente diferentes e tem público para ambos, logo tem tudo a ver. Toda empresa visa o lucro, a Wargaming inclusive tem pessoas presentes nos foruns de internet só para analisar as pesquisas e esboços que a comunidade do jogo faz, tem muito navio que foi jogadores que descobriram e postaram os dados no forum dando a empresa o ponto inicial para incorporar o navio no jogo, por exemplo a comunidade latino americana tem se empenhado muito para criar uma tech tree pan americana e… Read more »

Robert Smith

Oi Wilson, poderia me indicar o site do fórum Latino? agradeço.

Wilson

Você verá mais no próprio fórum do jogo, na aba sugestões da comunidade(no fórum inglês), em tópicos do reddit e nesse blog aqui:
https://reportedebatalla.wordpress.com/
 
As mais recentes descobertas foram dois projetos de encouraçados peruanos e o projeto de encouraçado argentino de 1943.(o Brasil teve um plano naval nos anos 20 que previa 2 encouraçados de 35 mil tons mas não encontrei projeto nenhum, tem bem pouca coisa do Brasil nesse período entre guerras, vou ver se aproveito esse mês para buscar se encontro algo mais).

Saldanha da Gama

Meu caro, joguei mais de 6 meses “digrátis” e pode ser jogado se o player não tiver pressa em se desenvolver…. Abraços

Peter nine-nine

Amigos, limitei-me a dar a minha opinião, de um jogo (aliás toda a triologia, wot até “battank” tem e 80 por cento das árvores tecnológicas são protótipos), que se auto-apresenta como uma “obra prima”, quase histórica, super fidedigna, imersiva e realista, com alto detalhe para precisão histórica, quando de facto não o é. Por causa disso, critico.   Sabido é que, sendo bonito, destina-se a uma jogabilidade excessivamente acessível e, daí dizer, excessivamente comercial (não querendo me referir a lucros, mas sim ao termo usado para, por exemplo, música de pouca qualidade projectada para consumo rápido, que na culinária é… Read more »

Edson Parro

Peter nine-nine;
quais são suas recomendações de joguinhos deste tipo?

M65

(…) que é projetada levando em consideração tudo que está dentro dela e, novamente, com base nos documentos históricos obtidos (…). Destaco para mostrar o quanto é importante a Pesquisa em Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia de fontes históricas fidedignas.

Matheus

Quando vão colocar a tech tree BR no War Thunder?
É um insulto aos jogadores a China ter uma tech tree, que é literalmente a mesma dos Russos.

br_wt.png
Ricardo Bigliazzi

É apenas um interesse comercial. A China é um dos mercados mais rentáveis da Wargaming. Os chineses compram muitos itens premiuns.

Acompanho mais o WOT e é impressionante os valores que os chineses pagam por itens premiuns dos jogos.

Dessa forma os Russos foram muito inteligentes ao “mimar” os chineses com arvores de tanques, navios e aviões.

Alison Lene

Adorei a materia. Jogo esse game no celular e adoro. Muito realista mesmo. Rsrsr. So não sabia que a empresa que fazia os desenhos dos modelos era russa.

willhorv

Também sou crítico da monetização no jogo.
E a Wargaming sobrevive e cresce desta monetização.
Mas assim como eu, é possível jogar ganhando prêmios ao cumprir missões, campanhas e desafios. E sempre há algo novo a ganhar.
Neste print, estou com meu Encouraçado Premium nível VI Prinz Eitel Friedrich alemão. Ganhei em uma campanha.
Os detalhes valem a pena.

IMG_20191218_094117077~01.jpg
Willber Rodrigues

É um dos poucos jogos que, mesmo quem não paga ainda consegue evoluir, mesmo demorando mais. Aliás, é um dos poucos jogos onde eu tenho realmente vontade de gastar meu dinheiro.

Saldanha da Gama

Bom dia senhores, este jogo me fez trocar o tiro prático por ele e fazer dele meu hobby! Dá pra se jogar sim “digrátis”, mas o desenvolvimento do player no jogo fica muito mais lento, uma conta premium ajuda e muito! O clã MIBRA – Marinha Imperial do Brasil, está aceitando capitães que tenham boa experiência e índices, tipo exp. acima de 1100 e dano acima dos 35.000! BRASILLL.

Willber Rodrigues

PC ou Android?

Saldanha da Gama

Eu jogo no PC, mas acho que as plataformas combinam… Abraços

Saldanha da Gama

Procure-nos, sou o comandante do clã! Participamos da CW ns ligas alfa e bravo e também do KOTS. ABRAÇÃO

Victor Filipe

Eu jogava o World of Warships original desde o beta, parei de jogar porque meu notebook pediu arrego, mas ainda jogo o legends no PS4.

Ricardo

Eu jogo o legends sempre que dá um tempinho! Muito bom!

Saldanha da Gama

Aos editores, me perdoem ter postado sobre o clã a que pertenço(MIBRA) que seria um adendo a matéria e o crescimento do jogo aqui no BRASIL e por conseguinte de um clã BRASILEIRO. OBRIGADO

Italo Souza

Muito bom, agora eles estão focando em trazer Submarinos, tá ficando melhor.

Ricardo Bigliazzi

Acho o jogo belíssimo. Jogo WOT pois as partidas de tanques são mais rápidas. No canal do youtube “The Might jinles” já assisti belos combates

Roger

Jogo muito bom. Na época que jogava curtia muito.
A vantagem é que sempre tem atualizações. E a desvantagem é que tem algumas atualizações gigantes que levavam horas para completar com a minha internet pré histórica movida à manivela. Até terminar de atualizar já não tinha tempo para jogar ou então aparecia outra atualização…. lol
 
 
 
 

Dinho

Unico senão é a desproporcionalidade entre navios. Um contratorpedeiro no blitz afunda um tier x com uma passada, ao passo que é preciso três salvas completas e sem dispersão para afundar um.
 

Robert Smith

Gosto muito deste jogo! registrei em 25.10.2015! Se vierem o Alm. Tamandaré por lá diga “ola” :o)   Meus navios preferido são os cruzadores, especialmente o USS Helena, que é da mesma classe e “irmã gêmea” do USS St. Luís que foi transferido ao Brasil em 1950 e aqui recebeu nome C12 Tamandaré. Também gosto muito do HMS Exeter e entre os Battleships meu favorito é SMS Bismarck!   É uma pena que ainda não lançaram navios Brasileiros como o BB Minais Gerias (1910) , BB Rio de Janeiro (1914) ou o BB Riachuelo encomenda de 1914 que foi cancelado… Read more »

leoleo

Civilization VI, tem a nação Brasil, com D. Pedro II, e a principal arma é o Porta aviões Minas Gerais.

Wilson

Na verdade é o encouraçado Minas Gerais de 1910.

Ricardo Pinto

Duas advertências, esta encrenca vicia 🙂
E tem que ter paciência, porque a “curva de aprendizagem” para se usar bem um navios é dura e longa… bancar o rambo na batalha rushando e atirando em tudo é pedir para morrer primeiro 🙂

Willber Rodrigues

Maior alegria que existe é afundar CT vindo pra cima, doido pra lançar torpedo. Haha

Antonio Correia

Tenho esse jogo. Porém acho muito repetitivo. Acho necessário mais modos de batalhas.

- Publicidade -

Guerra Antissubmarino

Marinha Real do Reino Unido adquire o Sistema de Treinamento de Guerra Anti-Submarino da Saab

A Saab recebeu um pedido para fornecer à Marinha Real do Reino Unido o sistema de treinamento de guerra...
- Publicidade -
- Advertisement -