Home Indústria de Defesa Fragatas classe ‘Iver Huitfeldt’: Indonésia dá primeiro passo para aquisição de duas...

Fragatas classe ‘Iver Huitfeldt’: Indonésia dá primeiro passo para aquisição de duas unidades

5179
63

O Ministério da Defesa da Indonésia assinou um contrato preliminar com o representante da dinamarquesa Odense Maritime Technology para fornecer duas fragatas da classe “Iver Huitfeldt” dentro de cinco anos a um custo total de US$ 720 milhões, informou o Jane’s Defense News.

Entre os artigos cobertos no contrato de preâmbulo incluem acordos de compartilhamento de trabalho que serão executados assim que um contrato real para o primeiro navio se concretizar, uma fonte da indústria de defesa próxima ao assunto confirmou com o Jane’s ao fornecer evidências documentais da ocasião.

As fragatas estão sendo adquiridas como parte da segunda fase do projeto de modernização da Força Essencial Mínima (MEF), que decorre de 2015 a 2019.

A Indonésia adquiriu duas embarcações SIGMA 10514 da Damen que agora servem como classe “Martadinata” como parte deste programa, mas o país precisa de pelo menos mais quatro cascos a longo prazo como parte de requisitos mais amplos do MEF.

As fragatas da classe “Iver Huitfeldt” têm um deslocamento de 6.645 toneladas e estão equipadas com um sistema de lançamento vertical Mk.41 de 32 silos para mísseis SM-2,  um sistema de lançamento vertical Mk.56 para mísseis ESSM, 8 a 16 mísseis antinavio, dois canhões de 76 mm, um CIWS (canhão de 35 mm) e dois lançadores de torpedo duplos.

Subscribe
Notify of
guest
63 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nunes-Neto
Nunes-Neto
3 meses atrás

Preço bom ein! Acho aqueles 2 canhões de 76mm na frente firula, substituiria por um sistema de defesa de ponto.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Nunes-Neto
3 meses atrás

Também acho que seria mais lógico só um canhão de 76mm e um segundo CIWS.

Kemen
Kemen
Reply to  Nunes-Neto
2 meses atrás

Fragata contemporânea, boa proteção aérea, colocaria apenas 1 canhão de 127 mm no lugar de 2 de 76 mm, atualmente eles tem contrôle de disparo muito rapido e preciso, e 2 CIWS em vez de 1.
Boa velocidade, bom alcance, o preço divulgado me parece bom também, faltaria ver o apoio operacional da empresa com o tempo. O sistema de combate pode não ser o melhor, mas é bom

Gabriel BR
Gabriel BR
3 meses atrás

Muito bonita e o preço está maravilhoso.

Samuel Lirio
Samuel Lirio
3 meses atrás

O bichinho é bem armado, viu!

Caio
Caio
3 meses atrás

360 milhões de dólares por cada iver huitfeldt?? Nem escrevo mais nada.

Jorge Knoll
3 meses atrás

SONHO MEU.
A MB adquirisse 4 dessas estaria bem servida

Kemen
Kemen
Reply to  Jorge Knoll
2 meses atrás

Do jeito que estamos, qualquer uma serviria, mas eu acho é preciso pensar em algumas coisas mais, por exemplo: 1- Qual a garantia de fornecimento de misseis norte americanos? 2- Qual a garantia de manutenção dos fornecedores, que experência tem em efetuar pequenos reparos e manutenção longinqua, ou prestar apoio local? 3- Qual a possibilidade de construção local em estaleiro nacional, ou ao menos de partes que fossem em torno de 70 % ? Na minha opinião FREM com armas, misseis e sistemas de combate não norte americanos, ou as Iver Huitfeldt, mas com armas e sistemas europeus,que não fossem… Read more »

Doug385
3 meses atrás

Eu desconfio desse preço.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Doug385
3 meses atrás

Sim. Os navios virão FFBNW Fitted For But Not With.
Mísseis, torpedos e canhões virão em outros contratos, elevando o valor final do navio.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Luís Henrique
3 meses atrás

E aí deve elevar bastante esse valor!

Junior
Junior
Reply to  Doug385
3 meses atrás

Muito estranho mesmo, mas como tem países que compram o armamento de seus meio navais em um contrato separado, creio que isso possa justificar esse precinho pelas fragatas da matéria

TeoB
TeoB
3 meses atrás

Preço bom e poder de fogo também! olha, é de dar água na boca.

Carlson
Carlson
3 meses atrás

Fragatas de 6.500T isso sim que é fragata embora que na MB poderia acabar sendo clássicadas como de destróier ou porta helicópteros…
Só a classificação e o preço bate com o navio já o projeto e as dimensões não.

Kommander
Kommander
Reply to  Carlson
2 meses atrás

Nem fala, capaz de denominarem até Porta-aviões.

Luís Henrique
Luís Henrique
3 meses atrás

O Preço declarado é do Casco.
Com toda a certeza esse valor é para a construção dos navios Sem os armamentos.
A SIGMA 10514, eles contrataram da mesma forma. Pagaram U$ 220 mi pelo navio sem armas.
Acredito que o valor inclua sistema de Combate, radares e sonar, mas canhões, mísseis e torpedos deverão ser adquiridos à parte.

Luís Henrique
Luís Henrique
3 meses atrás

Outro exemplo: O Egito comprou 4 Corvetas Gowind por 1 Bi de Euros. Depois fechou 1 contrato com MBDA para mísseis VL-Mica e Exocet por 400 Mi de Euros. E 1 contrato com Naval Group de 100 à 200 Mi de Euros em Torpedos. Eu acho uma ideia Boa realizar o contrato assim. Depois, durante a construção, consegue mais verbas para os armamentos Mínimos. E mais próximo da entrega dos navios, consegue o dinheiro para o restante dos armamentos. Talvez a MB poderia dar “o pulo do gato”, e adquirir uma Fragata Pesada, em vez das Leves, usando a mesma… Read more »

Fernando Vieira
Reply to  Luís Henrique
3 meses atrás

Iria acabar ficando com seis navios desdentados mas que ficariam lindos em paradas navais e para os bailes do almirantado.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Fernando Vieira
3 meses atrás

verdade, no caso do Brasil, a unica forma de se garantir que serao efetivas eh fechando o pacote de armamentos desde o inicio. Isso foi feito com o contrato do Gripen, para evitar o que aconteceu com o AMX, que ficou muito tempo sem armas inteligentes integradas apos entrar em servico.

Fernando Vieira
Reply to  Marcelo
2 meses atrás

Igual a novela das Tamandarés. Ao menos está se provisionando recursos para construir os quatro navios. Porque se ficasse “vamos fazer um, enquanto fazemos esse vamos juntar dinheiro para o próximo” ia ser uma nova Barroso

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Fernando Vieira
2 meses atrás

Não vejo assim. Aliás, o ideal seria que os mísseis fossem Nacionais, desenvolvidos autonomamente ou em parcerias com outros países. Uma opção dos sonhos seria a seguinte: 1) adquire 6 Fragatas Pesadas com + de 6.000 toneladas como as Iver, igual a Indonésia está fazendo, no esquema FFBNW, ou seja, sem os mísseis. (custo próximo ao que estamos pagando nas 4 Tamandaré completas). 2) acelera o MANSUP e inicia o desenvolvimento do MANSUP Block 2 com microturbina e alcance de 200 ou 300 km. 3) acelera o desenvolvimento de uma versão naval do MTC 300 da Avibras com + de… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  Luís Henrique
2 meses atrás

Olha, acredito que você tenha razão. Seria uma boa idéia negociar desta forma.

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
3 meses atrás

Isso sim é fragata!

Luís Henrique
Luís Henrique
3 meses atrás

Devidamente armada, com 32 mísseis antiaéreos de Longo Alcance, 8 mísseis anti-navio, 24 mísseis antiaéreos de Médio Alcance e Torpedos, além do CIWS, facilmente levarão o Preço final para o Dobro ou até mais.

Um Harpoon pode custar mais de U$ 9 mi. Um SM-2 também.
Portanto, somente os 32 SM-2 e os 8 Harpoon podem chegar próximo de U$ 360 mi, que é o preço do navio.

Luiz Floriano Alves
Reply to  Luís Henrique
3 meses atrás

Sim as armas tendem a ser mais caras e complexas do que a embaarcação, em si. Ninguém faz uma obra e compra os acabamentos com os alicerces. Mutatis mutandis,. se dá o mesmo com uma fragata. Sem falar que na época da compra dos armamentos teremos alguma evolução tecnológica.

Heli
Heli
Reply to  Luís Henrique
3 meses atrás

São 16 Harpoon. Duas bancadas de 8 misseis cada, uma para estibordo, uma para bombordo.

BrunoFN
BrunoFN
3 meses atrás

Falo dessa classe de navios a anos .e só lia desculpa esfarrapada..” pra MB n serve.. “..” “preço irreal ..” (350 mi o custo na época)..”e feita de papel ” ..prejeto civil” .. e todo aquele blá blá blá …
Pronto ,esta aí …720 mi de doleta”s por 2 navios de tal classe
Praticamente o preço de uma Tamandaré..(500 mi euros+ ).e ainda querem marinha de guerra no Brasil…
A falta de visão nas lideranças desse país só prova q isso Aki nunca vai dar certo … Salário e grife , e o q importa

BrunoFN
BrunoFN
Reply to  BrunoFN
3 meses atrás

Detalhe ..5ANOS pra se pagar …. O próprio orçamento da MB cobriria um pacote de umas 6 ou 8 … dessas pagas ao longo de 10 anos ou mais .. era só negociar …n e só falta de visão n… E outra coisa , e todos sabem no fundo o q e ..
Revolta

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  BrunoFN
3 meses atrás

BrunoFN,
A aquisição de 3 Iver Huitfeldt pela marinha dinamarquesa Também foi no mesmo esquema Sem armamentos. Por isso custou tão barato.

Agora, para a Indonésia, segue a mesma coisa, FFBNW, ou seja, os mísseis e possivelmente até os canhões deverão ser adquiridos separadamente.

BrunoFN
BrunoFN
Reply to  Luís Henrique
3 meses atrás

Maioria dos sistemas poderiam ser reaproveitadas .. num primeiro momento …o q poderia se incluir nas IVER como novo ao meu ver .. seria radar .. sonar de casco e talvez o Sea captor..
Assim sendo , uma fragata “pesada ” dessas sairia por volta de 400 mi .. ainda sim mais barata q as Tamandares ..bem mais ..
Nunca vamos saber ao certo .. pois a Marinha nem mesmo se interessou quando oferecidas no prosuper …

Wilson
Wilson
Reply to  BrunoFN
3 meses atrás

Comparar os preços de duas classes sendo que ambas estão sendo adquiridas de forma totalmente diferente, não é justo.

Outra o Prosuper está na geladeira, isso se já não estiver morto mesmo.

Não sou tão otimista assim com reaproveitamento, não acredito que tanta coisa poderia ser reaproveitada das atuais fragatas do Brasil, tem muita coisa que já saiu de linha o que encare-se o custo de operação.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  BrunoFN
2 meses atrás

BrunoFN, as Iver podem ser mais baratas que outras fragatas pesadas como as FREMM. Mas não são mais baratas que as Meko A100. Eu também prefiro esses navios do que as fragatas leves, mas não adianta nos enganarmos quanto aos custos. Os U$ 2 Bi do contrato das 4 Meko A100 envolvem todos os mísseis, torpedos, canhões, um sistema de apoio logístico integrado, onde o consórcio vai prestar serviços por X anos na manutenção dos navios e vários offsets. Alguns dos offsets “ventilados” são: equipamentos/sensores para modernização de 3 Fragatas Niteroi. Motores e talvez periscópios para modernização de Submarinos Tupi,… Read more »

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  BrunoFN
3 meses atrás

Gowind 2500 sem mísseis, saiu por 250 mi de euros cada para o Egito. SIGMA 10514 sem mísseis e sem o CIWS, saiu por U$ 220 mi para a própria Indonésia. Iver Huitfeldt por U$ 360 mi, é sim um preço muito bom, mas não é o mesmo preço das Corvetas ou Fragatas Leves como a nossa Meko A100. Se fossemos adquirir da mesma forma, FFBNW, o valor das nossas Meko A100 seria muito próximo do valor das Gowind 2500 e das Sigma 10514. Portanto as Iver são cerca de 50% mais caras. E para arma-las como merecem, o custo… Read more »

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  BrunoFN
2 meses atrás

Também sou fã deste projeto

Foxtrot
Foxtrot
3 meses atrás

Interessante como muitos desenhos de Fragatas modernas se assemelham com nossa Barroso (anteparas da ponte de comando,bombordo e estibordo).
O que demonstra o acerto do CPN no desenho do projeto.
Aí a MB resolveu adotar uma Converta que tenha linhas retas em pontos como passadiço, ponte de comando etc.
Indo contra a mão da tecnologia Stealth e reflexão de ondas.
Triste!

Nunes-Neto
Nunes-Neto
3 meses atrás

Olha que se comprar 4 dessas desdentadas, consegue tranferir parte dos armamentos e sensores das Niterois ,ainda faz uma ferida, os misseis antinavios, torpedos, pega os canhões de 40mm joga como defesa de ponta,alguns sensores.Só estou dando essa opção gambiarra pq a galera disse que elas ficariam desdentadas….mas a própria RN vai reutilizar sistemas e armas da atuais fragatas nas próximas para reduzir custos.

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Nunes-Neto
3 meses atrás

Isto seria interessante para a classe Absalon que é hibrida e multitarefa.

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Carvalho2008
3 meses atrás

comment image

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Carvalho2008
3 meses atrás

comment image

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Carvalho2008
3 meses atrás

comment image

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Carvalho2008
3 meses atrás

comment image

Valter Sales
Valter Sales
Reply to  Carvalho2008
2 meses atrás

Para mim seriam 4 Iver Huidtfelt e especialmente esse desenho acima otimizado como navio escola.

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Carvalho2008
3 meses atrás

A Irmã Absalon
comment image

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Carvalho2008
3 meses atrás

Missions » Command platform for Land, Air and Naval Forces » Transport of personnel and material » Military hospital ship » Minelayer Weapons Guns: » 1x 5″/54 caliber Mark 45 mod 4 (127 mm) main gun » 2x Rheinmetall Millennium 35 mm CIWS » 6x 12.7 mm Machine Guns Missiles: » 16x RGM-84 Harpoon Block II antiship missiles » 36x RIM-162 ESSM surface to air missiles (in 3×12 Mk56 VLS) » 2x FIM-92A Stinger launchers Torpedoes: » 2x Mk. 32 Mod. 14 torpedo launchers (for MU90 torpedoes) Sensors, Electronics, Decoys Combat Management and Information Systems: Terma C-Flex combat management system… Read more »

Carvalho2008
Carvalho2008
3 meses atrás

Ela é barata mesmo.

Como vivo dizendo, ela tem um casco de especificação mercante.

Algum armamento pode estar faltando mas nao vai dobrar de valor

E novamente, é um casco de especificação mercante.

Este mesmo casco é utilizado pelas fragatas Classe Absalon da mesma tonelagem

A diferença é que a Iver Huitfeldt é a versão Fragata com motor e armamento mais robusto, enquanto a Absalon é a versão de fragata híbrida anfíbia, com deck de 900 metros quadrados que pode transportar 50 veículos e ate 4 helis.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Carvalho2008
3 meses atrás

Carvalho, esse valor é sem nenhum míssil. E provavelmente sem CIWS.
A Dinamarca também adquiriu da mesma forma. Por isso essa Fragata tem fama de ser mais barata.

Um míssil Harpoon chega a custar U$ 9 mi.
Um SM-2 também.
Multiplique 40 mísseis por U$ 9 mi. Da U$ 360 mi.

Se não dobrar o valor, vai ficar muito próximo ao dobro.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Luís Henrique
2 meses atrás

Ainda sim estará barato!
Hoje uma Fragata por menos de 1 bilhão de dólares é um preço formidável.

Wilson
Wilson
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

Uma Fremm italiana custa, pelos valores de 2016, 598 milhões de euros, fazendo a conversão pelos valores atuais de cambio isso dá uns 670 milhões de dólares, a versão francesa custaria uns 744 milhões de dólares(670 milhões de euros).

Nunes-Neto
Nunes-Neto
3 meses atrás

Casco com especificação mercante é aquele que quando outro navio encosta é como se fosse um missil atingindo em cheio? Não aguenta uma porrada?

Art
Art
Reply to  Nunes-Neto
3 meses atrás

É isso aí, lembra da que afundou a da NAVANTIA? HNoMS Helge Ingstad (F313) afundou por besteira.

JS666
JS666
Reply to  Art
2 meses atrás

Embora ficou provado que ela tinha erros na construção, bater num petroleiro não é besteira.

Kemen
Kemen
Reply to  JS666
2 meses atrás

Não teve nenhum êrro de construção, foi comprovado pelo governo da Noruega, foi uma sucessão de erros cometidos que provocou o afundamento completo da belonave. As especificações de construção dessas belonaves foi atendida, com as chapas de aço requeridas para esse tipo de embarcação, com as portas de proteção necessarias, o resto foram noticias falsas que tentaram salvar a ineptidão da tripulaçãp e dos seus oficiais. Não teve processo contra o estaleiro, e a Marinha Norueguesa reconheceu os sucessivos erros que terminaram com o final afundamento da belonave, após uma “sindicancia norueguesa”. “A (alegada) falha na integridade estanque da embarcação… Read more »

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Nunes-Neto
2 meses atrás

Em 1982 a Fragata Shefield foi perdida contra um exocet e morreram 22 marinheiros

Depois houve o Porta Conteiner Conveyor em que dizem que poderia sido ate 2 exocets s e morreram somente 12 marinheiros comparativamente ao casco militar da Shefield….

Logico cascos mais conteirizados e blindados são melhores, mas a relação pode não ser tão direta assim. As vezes Equipamentos combate a incêndios podem ate ter peso bem maior

Dalton
Dalton
Reply to  Carvalho2008
2 meses atrás

A maioria das fontes cita 20 mortos, seja como for, talvez algo como densidade da tripulação tenha algo a ver Carvalho, já que no “Sheffield” um navio menor havia cerca de 280 tripulantes mais densamente concentrados enquanto que no maior “Atlantic Conveyor” havia 149.

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Dalton
2 meses atrás

Perfeito, isto mesmo.

Com certeza a proporção do metro cúbico por tripulante seja a grande resposta, dando mais opções de fuga ou combate a incêndio que deve ser um inferno Num navio apertado

E é ai que eu entro com aspectos compensatórios em se utilizar grandes cascos mercantes de duplo emprego civil e militar. A dimensão do casco também é um fator de proteção ou resistência

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Dalton
2 meses atrás

20 foi o total de mortos e feridos

Flanker
Flanker
Reply to  Carvalho2008
2 meses atrás

Só um complemento: o Sheffield era classificado como destroier na RN.

Nunes-Neto
Nunes-Neto
2 meses atrás

Sendo assim , o valor se explica, prefiro uma de 3500 toneladas que aguenta o tranco a uma de 6000 toneladas feita de papel, uma Fragata deve aguentar avarias. Mudando um pouco o foco,li que a marinha pretende terminar dois NaPa 500 ,mas só vejo fotos do Maracanã , os editores têm fotos atuais do Mangaratiba? Curioso para ver onde parou a construção, ele flutua?

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Nunes-Neto
2 meses atrás

3500 ton é casco pequeno para qualquer tipo de míssil

Ou afundará ou sairá de combate…muito dificilmente continuara em luta.

Kemen
Kemen
Reply to  Nunes-Neto
2 meses atrás

Nunes-Neto

“Sendo assim , o valor se explica, prefiro uma de 3500 toneladas que aguenta o tranco a uma de 6000 toneladas feita de papel, uma Fragata deve aguentar avarias.”

Sinceramente, não entendi. Se solicitado nas propostas, a especificação de belonaves é a nivel detalhadissimo, geralmente grossas pastas com especificações, fornecedores e origem dos materiais, faz parte das ofertas de concorrência e, empregam aços indicados em normas internacionais, que pode ser confirmado ou não, os compartimentos estanques são apresentados no projeto e se o cliente quiser pode modifica-los. Bye.

Last edited 2 meses atrás by Kemen
FERNANDO
FERNANDO
2 meses atrás

Belissima enbarcação… pena que a MB nunca terá uma.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  FERNANDO
2 meses atrás

Vai ter uma muito melhor que é a Meko A-400 e armada até os dentes.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
2 meses atrás

Olha a razão das nações daquela região estarem se armando:
China Commissioned Its Ninth Type 056 Corvette So Far In 2020
https://www.navalnews.com/naval-news/2020/06/china-commissioned-its-ninth-type-056-corvette-so-far-in-2020/