Home Marinhas de Guerra Irã realiza exercício militar contra réplica de porta-aviões no Golfo Pérsico

Irã realiza exercício militar contra réplica de porta-aviões no Golfo Pérsico

4431
144

O Corpo de Guardas da Revolução Islâmica do Irã (IRGC) disparou um míssil de um helicóptero que atingiu uma réplica de um porta-aviões dos EUA durante exercícios militares no Golfo Pérsico e no Estreito de Ormuz, informou a mídia local.

Imagens dos exercícios transmitidos na televisão estatal em 28 de julho mostraram o míssil disparado de um helicóptero deixando um rastro de fumaça antes de parecer acertar o costado da réplica do navio de guerra.

Outras imagens do exercício, apelidado de Payambar-e Azam 14 (O Grande Profeta), mostravam lanchas em volta da réplica, comandos de rapel no convés de voo da embarcação e forças de mergulho simulando ações de sabotagem.

As baterias antiaéreas foram vistas atirando de um local que a reportagem descreveu como próximo à cidade portuária de Bandar Abbas.

Veículos terrestres também lançaram mísseis e tropas empregaram mísseis de ombro.

A Marinha dos EUA condenou o “comportamento irresponsável e imprudente do Irã”, chamando-o de uma tentativa de “intimidar e coagir”.

O exercício militar ocorre um dia depois que imagens de satélite fornecidas pela empresa de tecnologia espacial Maxar Technologies, com sede nos EUA, mostraram que o Irã colocou a réplica de um porta-aviões americano no Estreito de Ormuz.

Teerã, que se opõe à presença das Marinhas dos EUA e do Ocidente no Golfo, freqüentemente realiza jogos de guerra naval no estreito estratégico, pelo qual passam 20% de todo o petróleo comercializado.

FONTE: Radio Free Europe/Radio Liberty

Subscribe
Notify of
guest
144 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Orivaldo
Orivaldo
1 mês atrás

Vida Real : Helicóptero é abatido antes de decolar

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Orivaldo
1 mês atrás

Exatamente.
Estava lendo exatamente sobre isso hoje.
Os russos estão distribuindo novos sistemas de mísseis portáteis chamados ‘Verba’ para suas tropas.
E parece que conseguiram integrar esses lançadores a sistemas de radares, o que permite detectá-los a longas distâncias de modo preparar melhor o disparo.
Imagina-se que devam possuir muitos milhares destes lançadores, o que tornará praticamente impossível a operação de helicópteros e tiltrotores em áreas ‘quentes’ de combate.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Kings, quantos sistemas similares ao Verba já não existem por aí? E helicópteros continuam voando em zonas quentes. Então não, os russos não inventaram nada de inovador. Mais uma vez. Tente a próxima. Melhor investir naquele tal míssil submarino que poderia dizimar todo o continente americano, cortando no meio, criando o novo continente chamado “Pangeia 2, dessa vezes dos russos”

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Recomendo leitura detalhada sobre o Míssel Stinger (o Verba Russo é uma cópia até no formato, compare as fotos dos dois equipamentos você vai se surpreender). Segundo relatos de revolucionários afegãos mais de 250 aeronaves russas (entre helicópteros e aviões) foram abatidos entre 1986 e 1987. Pelo menos 70.000 lançadores Stinger já foram entregues a mais de 25 operadores espalhados por esse Mundão afora. São quase 30 anos de bons serviços e inúmeras atualizações.

Carlos Alberto Soares
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Tony

Você inspirou esses caras ….

Charles Dickens
Charles Dickens
Reply to  Orivaldo
1 mês atrás

O ideal seria o parecido com o que acontece nos filmes do Tarantino. EUA, Rússia, Irã, China, Síria, Israel, Coréia do Norte, índia, Paquistão, todos atirando ao mesmo tempo e todos morrendo ao mesmo tempo.

Veiga 104
Veiga 104
Reply to  Orivaldo
1 mês atrás

Eu gostei da parte que eles descem de rapel no porta aviões americano kkkk

Nilo Rodarte
Nilo Rodarte
Reply to  Veiga 104
1 mês atrás

E as lanchas em circulo em volta? Tiro ao alvo.

Ersn
Ersn
Reply to  Veiga 104
1 mês atrás

Alguém anda jogando muito call of duty

Leandro Costa
Leandro Costa
1 mês atrás

Muito maneiro! Espero que continuem com essa série! Parece um misto das operações dos Cobras em Comandos em Ação, com Top Gang! Two thumbs up!

Marcos R
Marcos R
1 mês atrás

Os reis da maquete, deveriam ter feito i, ataque utilizando a maquete de caça stealth!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Marcos R
1 mês atrás

Talvez tenham utilizado maquetes das bases americanas no Iraque antes de acertá-las.
Pelo visto, funcionou.

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Pois é , bombardeios que não resolveram nada….quero ver se terão peito para encarar um Nae de verdade….enquanto isto o passeio na Síria pelos vetores israelenses continua né Kings….sírios e iranianos lá não sabem o que fazer….

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Plinio Jr
1 mês atrás

Deve ser por que Israel jamais dominaria a Síria com uma ocupação militar, já os terroristas que lutam contra Assad são um perigo real contra o regime sírio, então a Síria não deve se preocupar com Israel, pois o inimigo é outro.

USS Iowa
Reply to  Plinio Jr
1 mês atrás

Pois é, o Soleimani tá fazendo uma falta danada naquele TO. Ruim com ele, pior sem ele.

Todo dia é um 7 x 1 diferente na Síria, da até pena.

Sdçs

bakunn1n
bakunn1n
Reply to  Plinio Jr
1 mês atrás

Caramba, atacar um navio inerte, parado no mar, até os piratas conseguem …. quero ver atacar um alvo altamente protegido por sistemas de radares, submarinos e escoltas armadas até os dentes …. aí você acorda para a realidade ….

Luiz Antonio
Luiz Antonio
Reply to  bakunn1n
1 mês atrás

Maquete não atira de volta hehehe!

Karl Bonfim
Karl Bonfim
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Disso não se tem certeza, mas aquele misterioso “míssil ninja” AGM-114R9X, funcionou direitinho contra aquele general terrorista!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Karl Bonfim
1 mês atrás

Sim.
Trocaram um iraniano por alguns americanos.
Troca justa, em que pese Trump jurar de pés juntos que nenhum americano morreu.

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Os EUA não são a Rússia, China, Irã entre outro países que vc venera que controlam os meios de comunicação e a sociedade…houvesse morrido alguém, isto viria a público

Paulo Lahr
Paulo Lahr
Reply to  Plinio Jr
1 mês atrás

Agora ja sei quem sao os mocinhos e os viloes do Mundo. Posso dormir mais tranquilo!!!

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Karl Bonfim
1 mês atrás

Fez lembrar que os alvos possuem “nome e RG” conhecido.

Observador
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Existe algo que você e os iranianos têm em comum Xings, uma total falta de senso de ridículo.
Para além deste exercício patético com Bell-206 lança mísseis e botes lança foguetes, a única coisa que funcionou até agora foi a liquidação do general terrorista Suleiman. E a “vingança terrível” dos persas foi lançar uns buscapés na rua em frente à embaixada dos EUA.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Observador
1 mês atrás

Se os iranianos são ridículos ou não, pouco me importa.
O que importa é que quero ver o Irã podendo usufruir de todos os seus direitos como Nação soberana.
Receber a maior quantidade possível de armas modernas da Rússia, China e de quem for e desenvolver suas armas atômicas, se for de seu interesse.
Isso mudará para sempre o equilíbrio de poder na Região.
Pode anotar.
O resto é ‘história para boi dormir’

Observador
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Sonho meu, sonho meeuuu…
Infelizmente para você e demais aduladores da teocracia terroristas, um Irã cheio de armas modernas e nucleares será apenas isto, um sonho.
É mais provável vermos uma guerra civil por lá.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Observador
1 mês atrás

O que se sabe é que o Irã manifestou à Rússia o interesse na aquisição do Su-35 e do S-400.
Paralelo a isso, a China já afirmou que vai torpedear qualquer Resolução da ONU que estenda o bloqueio à venda de armas aos iranianos.
Portanto, será unir ‘a fome à vontade de comer’.

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Volto a colocar em questão , a China não é a dona das galáxias como vc sugere , porque ela não vende para os iranianos com embargo e tudo ?? Sabe porque ?? Porque não é interessante para eles chineses, o mesmo se aplica aos russos…não vendem porque não querem e vou mais além, não vendem porque o Irã não é confiável, tanto do ponto de vista Russo quanto Chinês,,, simples assim…caso contrário o teriam feito há tempos…

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Observador
1 mês atrás

O Irã tem todo o direito de ter armas nucleares, é o princípio da autodeterminação dos povos, e eu espero mesmo que aconteça.

Carlos Alberto Soares
Reply to  Defensor da liberdade
1 mês atrás

Combinou com o Tio Jacob ?

Karl Bonfim
Karl Bonfim
Reply to  Observador
1 mês atrás

Teocracia terrorista, muito boa definição!

Mgtow
Mgtow
Reply to  Karl Bonfim
1 mês atrás

Existe pior. Existe a democracia terrorista. Que acha que só eles podem atacar e matar inocentes em paises pobres. Mas quando esses paises se insurgem contra isso eles financiam os ISIS da vida pra desestabilzar regiões.

Kemen
Kemen
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Caro colega, apesar do bloqueio economico norte-americano, outros paises não bloqueiam o Iran. O Iran pode comprar armas na Russia, na China, na Coréia do Norte, e até em alguns paises da Europa se for material europeu sem partes norte americanas. Veja o processamento do Uranio que é feito com equipamentos da Alemanha. Mas o Iran se auto intitula capaz de propiciar sua própria defesa, com pseudas fragatas nacionais, misseis nacionais, caças normais e stealth nacionais, são o pais mais poderoso do universo segundo eles. Na realidade são equipamentos importados ou antigos que receberam uma “modificação externa” ou até ficticios… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Kemen
Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Kemen
1 mês atrás

Não é tão simples assim.
A proibição foi aprovada pela ONU e não deve ser prorrogada.
O único País que insiste em não cumprir tais Resoluções é Israel.

Kemen
Kemen
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

O Embargo é parcial e dos USA. Depois do governo Donald houve uma piora. não porque seja eu que o diga. a Europa segue respeitando o acôrdo nuclear com a Iran, naturalmente alguns paises são mais propensos às influências da politica externa norte americana.
https://ec.europa.eu/trade/policy/countries-and-regions/countries/iran/

Alison Lene
Reply to  Kemen
1 mês atrás

A Europa respeitando o acordo… Desinformação nem consegue te definir… Deve ser por isso que a Europa não vende nem ventiladores mecanicos mais pro Iran ou retirou montadoras e investimentos de petroleo ne? Estudar e ler vc não quer…

Alexandre Cardoso
Alexandre Cardoso
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Os Iranianos podem receber até Papai Noel e cestas de Ovos no Natal e na Páscoa.
Mas receberem e não saberem usar, é a mesma coisa.
Aquele avião civil que abateram e os seus mortos que o digam.

Kemen
Kemen
Reply to  Observador
1 mês atrás

“comportamento irresponsável e imprudente do Irã”, chamando-o de uma tentativa de “intimidar e coagir”. Isso é uma colocação internacional oficial do repúdio a uma eventual intimidação que não intimida NINGUÉM. Uma palhaçada iraniana para fazerem suas crianças acreditarem que são os mais fortes e poderosos do universo, porque adulto iraniano bem instruido sabe que são um “tigrinho de papel” e maquete. rsrsrsrsrs -Os misseis iranianos, utilizados por não sei quem, não conseguiram nem acertar com exito as refinarias sauditas. -Num treinamento de disparo de misseis, afundaram um navio da marinha do Iran por engano. -Falta acrescentar mais? Ora vejamos, contra… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Kemen
Carlos Alberto Soares
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Exato:

Edson Parro
Edson Parro
Reply to  Carlos Alberto Soares
1 mês atrás

Quando éramos felizes?

bakunn1n
bakunn1n
Reply to  Marcos R
1 mês atrás

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk !!!!!

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Marcos R
1 mês atrás

Na falta de umabemvarcação de dimensões similares e dependendo do que e feito a maquete, se é de aço ou revestido de aço, e suas medidas, pode-se aferir dados importantes como: 1-precisão dos radares de busca da aeronave lançadora, instalações em terra quandoblançado de veiculo terrestre e do próprio missil. 2-poder de destruição do missil após impacto com a maquete. Com esse dados em mãos, eles podem calibrar a distâbcia e meio de lançamento mais eficiênte, ter ideia do tamanho e tipo da ogiva do missil bem qual a quantidade de misseis são suficientes para destruir, danificar ou inutilizar o… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Cristiano de Aquino Campos
Nilo Rodarte
Nilo Rodarte
Reply to  Marcos R
1 mês atrás

E eles esqueceram de fazer as maquetes do resto do strike group, incluindo os submarinos. Eles não devem conhecer rapadura, se conhececem saberiam que ela é doce, mas não é nada mole!

Andre
Andre
Reply to  Nilo Rodarte
1 mês atrás

E o homens no porta-aviões, defesa de ponto….mas ri muito com a historia da rapadura. Nada nova, mas encaixou muito bem…hahahah

Allan Lemos
Allan Lemos
1 mês atrás

Atingir um porta-aviões da USN seria uma tarefa hercúlea até mesmo para os DF-21D chineses.Duvido muito que qualquer míssil iraniano se aproximasse de tal feito.Mas eles fazem o certo ao realizarem esse tipo de treinamento,exemplo que deveria ser seguido pela marinha de uma certa república de bananas.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Pelo menos aqui nós utilizamos navios de guerra desativados, devidamente balizados para que os danos possam ser avaliados, etc. Não precisamos gastar milhões para construir uma imensa embarcação oca para fazer video de propaganda. Lá eles não fazem isso, até porque eles tem ainda menos navios de guerra do que nós. Por mais que se possa criticar a MB (e com bastante razão), a Marinha Iraniana está em outro patamar. Até porque eles parecem contentes em não precisarem de navios de guerra maiores, já que operam pouco além de suas águas jurisdicionais.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Em primeiro lugar,em questão de mísseis,o Irã está muito a frente do Brasil,que há anos não consegue finalizar nem um míssil de cruzeiro básico.

Segundo,a China também usa esse sistema de maquete gigante de porta-aviões para testar a eficácia de seus mísseis.Quer dizer então que esse método serve à segunda maior marinha de guerra do mundo,mas seria uma desonra para o orgulho da grandiosa MB?Dá um tempo,meu camarada.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Ora tenha piedade dos seus próprios neurônios… Em primeiro lugar, a China pode se dar ao luxo de fazer esse tipo de coisa. Pode investir o quanto quiser em termos de propaganda, até porque de navios de guerra eles estão muito bem servidos. Então para consumo interno, eles podem fazer isso à vontade. E não está errado, só não espere que os outros países do Mundo aceitem isso como está mostrado. Aquele videozinho de treinamento de ‘dogfight’ que eles liberaram a pouco tempo atrás é um exemplo claro disso. O video em si tinha valor completamente nulo e foi encenado… Read more »

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Desde o início seus comentários tomam como base a falácia de que as maquetes têm apenas o valor de propaganda.O que está longe de ser verdade já que servem para tentar simular,com algum grau de precisão,o impacto do míssil na superfície do navio,bem como a acurácia do mesmo.A China inclusive já testou seus DF-21D em placas de concreto colocadas no meio do deserto para simular o convés de um Nimitz,mesmo quando evidentemente tem a sua disposição vários navios que poderiam ser transformados em alvos. Se você ler meu primeiro comentário com atenção,perceberá que deixei claro que não acredito que a… Read more »

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Negativo. Encontre, no meu primeiro post, a palavra ‘Maquete.’ Não critico o uso de maquetes. Critico o uso DESSA maquete, que te garanto que não foi barata (projetar qualquer coisa que flutue e navegue, mesmo que pequeno, não é barato, à menos que seja uma jangada ou algo muito pequeno). Testar artefatos em blocos de concreto, pilhas de containers, mockups ou o que for, é válido (se bem que o teste da china também foi uma papagaiada, mas que faz sentido pelas distancias envolvidas nos testes), mas da forma como foi feito pelos iranianos, tanto faz algo em forma de… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Maquetes ou mockups, todos usam.
Inclusive foi flagrado um do J-20 em uma base americana.
Além disso, a Marinha iraniana não tem objetivos ‘oceânicos’ por enquanto.
Seu objetivo é defender a costa do País e, em caso de ameaça severa, fechar o Estreito de Ormuz à navegação.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Mockups são uma referência visual. Se pode aprender bastante usando isso. A do J20 pode estar sendo estudada em relação à seu RCS e possíveis capacidades de manobra, bem como para acostumar aos pilotos com suas características visuais. É normal. Já o Irã deve conhecer cada pedacinho da assinatura de um Nimitz pelo radar sempre que passam pelo estreito de Ormuz. Não há muito o que aprender, à menos que um Nimitz ‘dê mole’ e ligue seus sistemas ativos de combate quando passa por lá, o que eu duvido que aconteça. Acredito que eles tentem fechar o estreito para a… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Pelo Ormuz transita, principalmente, óleo. A questão é quem usa o óleo do Oriente Médio que transita pelo Ormuz…

Sagaz
Sagaz
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Pega a via dutra e vai testar tiro a alvo contra uma maquete de tanque. Assim você consegue entender o problema que o Irã causou naquele estreito? Tem como desenhar aqui?

Carlos Alberto Soares
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Combinaram com os Saudi e os EAU ?

Kemen
Kemen
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Pois é, como se o mar chamado de Golfo Pérsico fosse realmente dos persas (Iran), não seria mais do Iraque, Kuwait, Arabia Saudita, Qatar, Emiratos Arabes Unidos e Oman. O Iran já teria problemas suficientes em enfrentar uma coligação desses paises juntos, se bem que só a força aérea da Arabia Saudita, esta bem melhor armada que o Iran, sem mencionar os outros. As forças áereas e navais desses paises superam em muito o Iran, além das volumosas compras feitas que estão para serem entregues, esses paises não estão dormindo com as ameaças do Iran, recentes compras de materiais de… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Kemen
Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Imensa embarcação? Até isso foi uma verrgonha. Veja o tamanho dos aviões e o tamanho do barco. Pareceu um trabalho de feira de ciências do nível primário.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

Vai fazer uma jabiraca daquele tamanho então para ver se flutua hehehehehe. Tem até motor e tudo. Seja lá o que for, a estrutura para aguentar esse peso todo, teve que ser forte. Enfim, desperdício de dinheiro por desperdício de dinheiro, prefiro a nossa ‘Caravela do Descobrimento,’ que já foi ridícula o suficiente, mas nem tanto quanto essa trozoba 😛

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Questão interessante essa sua. Quando a última fragata e corveta que temos das 12 que tinhamos, substituidas pelas Tamandaré que vão operar por 40 anos, vamos ficar 40 anos sem treinar tiro real com navios militares?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 mês atrás

Claro que não, Cristiano. Para testes de mísseis podemos utilizar alguns dos vários navios mercantes antigos abandonados por seus donos que acumulam dívidas atrás de dívidas, bem como utilizar, como é utilizado de praxe, a prática de tiro contra alvos de treinamento localizados na ilha de trindade (salvo engano era por lá) para calibragem de canhões, etc. Existem um monte de maneiras diferentes de se treinar disparo real de armamento. Imagine se o Brasil gastasse centenas de milhares ou até milhões de reais para produzir maquetes mequetrefes de grandes navios de guerra para testar seus armamentos. Consegue imaginar a torrente… Read more »

Tomcat4,2
1 mês atrás

Bacana mas…maquete não revida!!!!rs

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

principalmente as estáticas

Alessandro
Alessandro
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Lembrei daquela cena do filme, “o grande dragão branco” rsrs…

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
1 mês atrás

Na realidade os EUA sabem o poder que eles tem em termos de mísseis… Então vão ficar bem longe em caso de um ataque ao Irâ. Após o ataque onde provavelmente vão destruir muita coisa importante, eles se aproximam mais do pais onde saberão que o poder de mísseis iriam ser bem menor… Embora eu ache que o Irã tem misseis até no esgoto.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
1 mês atrás

Poderíamos pegar o São Paulo e fazer um treinamento de afundar um porta aviões, o ruim é que iriamos usar todo nosso estoque de mísseis kkkkkkkk!

Pampapoker
Pampapoker
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 mês atrás

Sugestão melhor, vamos alugar e jogar Airsoft,

Eric Tkaczenko
Eric Tkaczenko
1 mês atrás

Vai ficar só contra réplicas mesmo

Dalton
Dalton
1 mês atrás

Essa “réplica” havia sido utilizada em um exercício em 2015 justamente quando o USS Carl Vinson e também o NAe francês Charles De Gaulle estavam pelas redondezas, mas, os iranianos não viram necessidade de afunda-la apesar de a terem avariado substancialmente.
.
Depois de anos foi reparada para agora novamente servir de alvo ao mesmo tempo que envia “mensagens” a potenciais inimigos e ao público interno.

rommelqe
Reply to  Dalton
1 mês atrás

Prezado Dalton: seria o uso de maquetes deste tipo eficiente? Me parece um custo excessivamente alto com resultados provaveis muito discutíveis. Qual a sua opinião a respeito? ABs

Dalton
Dalton
Reply to  rommelqe
1 mês atrás

O uso da “maquete” rommelqe tem como principal função enviar uma mensagem aos EUA e outros e também ao público interno. . Se você assistir o vídeo que foi feito em 2015 onde a “maquete” que representa o espírito máximo do poder naval dos EUA, o NAe, sendo atacada por entre outros, lanchas navegando em linha como em uma carga de cavalaria, com toda a fumaça e barulhos de explosões, talvez possa avaliar melhor a intenção dos iranianos. . Torço para que fique apenas nisso, onde ambos os lados, se eventualmente retaliarem alguma agressão, a façam de maneira controlada evitando… Read more »

Salim
Salim
Reply to  Dalton
1 mês atrás

ACHO que só vale pro publico fanático iraniano e pro Toninho kings. Pra acertar maquete náo presida nem de míssil, desculpe patético. O tiro com navio desativado da algum parâmetro de destruição referente atuação míssil e de melhoria em futuras embarcações. Agora intimidar alguem acredito ser inócuo. Espero que Irã seja melhor que isto, porem se fossem melhor náo entrariam nesta escalada belicista contra paises bem mais capazes.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  rommelqe
1 mês atrás

rommelqe, eles tem dinheiro. Não adianta investir em vasos grandes porque seriam apenas alvos. A Marinha que precisam é a que eles tem, feita para operar no entorno e estreito de Ormuz em harassment ou ataques em massa com pequenas embarcações armadas com mísseis e provavelmente mísseis baseados em costa e isso é bem barato. Então melhor investir em propaganda mesmo.

JOSE DE PADUA VIEIRA
JOSE DE PADUA VIEIRA
1 mês atrás

Acredito que de todas as revoluções, essa é a que custou mais caro a povo, trocaram um governo progressista por um teocrático, e esqueçam aquela chamada inicial do filme Argo, o Xá não mandava o jantar vir de Paris no Concorde enquanto a população morria de fome….

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  JOSE DE PADUA VIEIRA
1 mês atrás

O Xá não era flor que se cheira, mas fedia menos do que a galera que veio junto com o Khomeini

JOSE DE PADUA VIEIRA
JOSE DE PADUA VIEIRA
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

O xá era acusado de corrupção, e de favorecer a elite dominante da época, no entanto, a revolução branca iniciada por ele seria um salto na cultura e na economia iraniana

Kornet
Kornet
Reply to  JOSE DE PADUA VIEIRA
1 mês atrás

Trocaram 6 por meia dúzia.
O xà não era boa coisa e parte da população vivia em más condições,enquanto ele e uma pequena minoria viviam na pujança, o 747 carregado de outo e jóias que o digam.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Kornet
1 mês atrás

As prisões iranianas da época do Xá eram conhecidas por serem terríveis, local onde se praticavam torturas cruéis contra o povo em geral.
Enquanto isso, o Xá vivia no maior luxo possível.
O povo iraniano pegou um ódio tão grande do Xá e do seu mantenedor, os EUA, que até hoje tem ojeriza só de ouvir falar do nome deles.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

É engraçado você afirmar que n Irã do Xá se praticavam torturas medievais e contemporizar com o Irã do Aitolá onde se praticam punições ainda mais antigas do que as medievais. O apedrejamento de mulheres, praticado no Ira atual, já era descrito na Antiguidade como algo bárbaro – tanto que Jesus evitou o apedrejamento de uma com aquele famoso – “quem nunca pecou que atire a primeira pedra”.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Eu não vivo no Irã, nem nunca passei por lá.
O que todos sabem é que ele têm um ódio mortal do Xá, dos EUA e de Israel.
Pergunte a um iraniano o porquê disso.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Eles não saberão respondem racionalmente. Não existe nenhuma razão para o Irã ser adversário de Israel: não existe questão religiosa, porque os palestinos não são xiitas, mas sunistas e cristãos e como tais seriam perseguidos se estivessem no Irã; não há questão territorial, já que os dois países não têm fronteiras; não há conflitos econômicos. Aliás, Israel ajudou o Irã na guerra Irã Iraque, fornecendo-lhes apoio técnico e armas antitanque; e o Irã ajudou Israel, fornecendo inteligência para o ataque ao reator de Osirak. Judeus viveram no Irã por milênios, sem grandes problemas, então não há disputa cultural. Não existe… Read more »

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Qualquer semelhança com Venezuela (além do Petroleo) não parece mera coincidencia… hahahah

Jacinto
Jacinto
Reply to  Kornet
1 mês atrás

É um ditador pelo outro; o Aiatola Ali Khamenei controla a Setad Ejraiye Farmane Hazrate Emam tem investimentos de bilhões de euros. A diferença é que ele não ostenta publicamente a riqueza como o Xá fazia. E a população continua vivendo em más condições. Então o que fizerem foi trocar um bandido por outro.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Esse papo de que ‘é rico, mas não ostenta’ não cola mais, né?

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Antonio, as pessoas lidam de forma diferente com a riqueza. O Xá gostava de usar terno cortado em algum bespoke tailor da Saville Row; pelo mesmo preço do terno do Xá, o aitola compra um RPG para explodir alguma coisa. Cada usa o dinheiro com aquilo que valoriza mais.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jacinto
1 mês atrás

Sim.
E bastava falar mal do corte do terno do Xá ou criticar o novo colar de brilhantes de Farah Diba para apodrecer em uma cadeia pelo resto da vida.
Que, obviamente, não seria muito longa por lá.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

E basta ser uma mulher ser estuprada para ela ser apedrejada… sabe como se dilapida uma mulher na Sharia – a lei aplicada no Irã? Com as pedras mais afiadas, para que a cada pedrada que a mulher receba o corte na carne seja tão profundo a ponto de descola-la do osso. É isso o que você apoia.

Flamenguista
Flamenguista
1 mês atrás

É a mesma coisa que bater num saco de areia….

Tallguiese
Tallguiese
1 mês atrás

Como dizia shag li de o grande dragão branco. “Muito bom, mas tijolo não revida “

LFE
LFE
1 mês atrás

Propaganda interna para os iranianos que não entendem nada de sistemas militares. Fico imaginando o que passava pela cabeça dos militares (O piloto do helicóptero e os comandos que desceram de rapel na maquete)….”Tá bom que vamos chegar perto assim de um super aircraft carrier para fazer isto”

IBIZ
IBIZ
1 mês atrás

OK! Estão preparados para qualquer ataque americano…de maquetes!

2Hard4U
2Hard4U
1 mês atrás

A maquete em questão além de não revidar também aguarda sua destruição parada. Patético!!!

Overandout
Overandout
1 mês atrás

Rrsrsrs isso aí só serve pra propagando interna mesmo, a única chance de soldados iranianos desembarcarem de rapel em um porta aviões americanos é em ficção

Matheus Mascarenhas
Matheus Mascarenhas
1 mês atrás

“Muito bom, mas tijolo não revida!”

John
John
1 mês atrás

Lindo que até pra afundar a réplica dos ultimos anos, eles não conseguiram com o arsenal disponivel e precisaram contratar demolidores navais.

Carvalho2008
Carvalho2008
1 mês atrás

É um cenario figurante rebocado. Uma bela peça de publicidade.

Jamais um Nae entraria no estreito…

Um grupo de abordagem num navio de 5000 tripulantes tambem é cômico

Mas no fim da historia, o que é correto e claro é que nenhum navio de combate oceanico de entrará no golfo pois de fato eles conseguem fechar. So entram lá, depois de destruirem a força aerea e sistemas costeiros….depois desta limpeza toda é que começa a ficar viavel…

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Carvalho2008
1 mês atrás

“Conseguem fechar”… isso nunca aconteceu. Nem na Guerra Irã X Iraque. Peça publicitária é uma coisa, vida real é outra.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

Replica não tem sistemas de alerta e nem meios de defesa e contra-ataque. Dificilmente um único míssil disparado de um helicóptero conseguiria atingir um porta aviões, o míssil e o helicóptero seriam abatidos logo após o lançamento.

Alex Barreto Cypriano
Alex Barreto Cypriano
1 mês atrás

A veia cômica iraniana eh inesgotável. Os Argonautas do Carl Vinson devem ter rachado de rir. Mas, nem por isso, Bandar Abbas seria poupada – LeMay sorri, lá do seu escritório no Hades.

USS Iowa
1 mês atrás

Cute.

João Adaime
João Adaime
1 mês atrás

Os iranianos estão perdendo uma grande oportunidade de ganhar rios de dinheiro. Poderiam firmar uma parceria com Hollywood e terceirizar as ações bélicas. Faz o filme lá nos EUA e as cenas de guerra seriam filmadas no Irã.
Com o tempo eles iriam adquirir conhecimento suficiente para produzir seus próprios filmes.
Fica a sugestão.

Last edited 1 mês atrás by João Adaime
ITALO JORGE DE SOUZA
ITALO JORGE DE SOUZA
1 mês atrás

Quando eu era criança também brincava de polícia e ladrão…Até parece que os americanos não estão atentos a esta piada de atacar porta´aviões com lanchas…..

Last edited 1 mês atrás by ITALO JORGE DE SOUZA
Rodrigo LD
Rodrigo LD
1 mês atrás

Vergonha alheia de novo!!! Esses iranianos se superam. Esses exercícios iranianos já devem ter virado seriado de humor nos EUA. Reis das maquetes e das gambiarras que não amedrontam ninguém. Abraço camaradas.

Templario tuga
Templario tuga
1 mês atrás

Pois pois o Sadam também fazia muito joguinhos e olha o que deu,,a historia vai se repetir vai acho que o Irão não aprendeu com a historia..
A um detalhe muito importante o Irão para fazer guerra tem que comprar armas os Americanos fabricam armas não vão comprar estão a esquecer o poder industrial Americano apenas um detalhe muito importante..apenas teriam armas para os primeiros dias e depois esgota enquanto os americanos e só despejar fogo…

Teropode
1 mês atrás

É válido como um adestramento , pensei que era fixo , mas rebocado da mais emoção nós treinos 👍

2Hard4U
2Hard4U
Reply to  Teropode
1 mês atrás

Ele não estava sendo rebocado durante o ataque/treinamento.

bjj
bjj
1 mês atrás

Acho que a capacidade do Irã de causar dano em marinhas inimigas naquela região não deve ser subestimada. O golfo pérsico, como todos sabem, não é um mar aberto. Se você tem, em um espaço limitado, pequenos submarinos em um determinado número, minas navais, lanchas rápidas equipadas com mísseis ou explosivos improvisados, aviões e helicópteros armados com mísseis antinavio e mais uma quantidade significativa de mísseis antinavio lançados de terra, tanto em perfil balístico como de voo baixo, você consegue uma densidade de meios ofensivos capaz de sobrecarregar as defesas de qualquer navio de guerra moderno, desde que você tenha… Read more »

André Luís
André Luís
1 mês atrás

Será que o Irã vai ter coragem de colocar seus caças na Síria para vingar as centenas de mortes que Israel causou em seus mercenários? Na espera…

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  André Luís
1 mês atrás

Para quê, mercenário é para isso mesmo, boi de piranha.

R_cordeiro
R_cordeiro
1 mês atrás

E o PA esta ali lindo e belo esperando uma bomba burra cair sobre o conves. Falta so combinar com os russos.

Italo Souza
Italo Souza
1 mês atrás

Exercício interessante, demonstrou capacidade de no mínimo fazer um estrago.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 mês atrás

Bombardear alvos de papel sem dispara de volta é puro marketing para o povo sofrido… Me impressiona é ver pessoas daqui do Brasil acreditando que isso vai acontecer algum dia… Não sabe de nada inocente…

sub urbano
sub urbano
1 mês atrás

O Irã mata o papai de desgosto com essas bobagens tsc tsc

GuiBeck
GuiBeck
1 mês atrás

Fora o cenário tosco, sob medida pra propaganda interna, eu tenho curiosidade de saber quantas horas duraria o Irã, após um ataque desses.

jagderband#44
jagderband#44
1 mês atrás

Pobre povo Iraniano. Tem uma história e cultura ímpares, condenados a serem vistos como idiotas pelo resto do mundo, devido ao fanatismo político-religioso.

Esteves
Esteves
Reply to  jagderband#44
1 mês atrás

“Segundo a Unesco, a taxa de alfabetização entre os jovens iranianos (15 a 24 anos) aproxima-se dos 100%: em 2012, foi de 98,01%. Nos últimos 36 anos, seu valor mais baixo foi de 56,45% (1976), e o mais alto foi de 98,66% (2008).”

Povo sofrido? Pobre povo?

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Recomendo a leitura do Livro: Como Mentir com a Estatística – Darrell Huff.

Esteves
Esteves
Reply to  Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

Recomendo ver com os próprios olhos e visitar o Oriente.

Somente.

jagderband#44
jagderband#44
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Vamos estudar.

Diego B
Diego B
1 mês atrás

Poderiam ter utilizado o caça stealth qaher 313 para ver suas habilidades de ataque… Vamos e venhamos, os caras atacam uma replica de um porta aviões como se ele navegasse sozinho, sem nenhum tipo de escolta… A melhor parte do vídeo é o rapel de helicóptero no PA, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ze Carlos
Ze Carlos
1 mês atrás

Ufa! Imaginem se erram!

TeoB
TeoB
Reply to  Ze Carlos
1 mês atrás

se algum errou não mostram o vídeo… mas olha não duvido nada de terem errado alguns

Luiz Antonio
Luiz Antonio
1 mês atrás

Desculpem, não consegui assistir esses vídeos iranianos até o fim. Desliguei e fui assistir “Os Thunderbirds” que é a mesma coisa.


Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Luiz Antonio
1 mês atrás

Que comentário ridículo. Thunderbirds é muuuuuito melhor! Sem comparação! Hehehehehe

Luiz Antonio
Luiz Antonio
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Verdade, desculpe a falha kkkkkk

filipe
filipe
1 mês atrás

Esse Irão esta vendo muito filme de Hollyhood , que locura.

Esteves
Esteves
1 mês atrás

Brasileiros. Deveríamos aprender a fazer xixi com o nosso próprio pipi. Certo? Qual é o nosso problema com o Iran? Qual o nosso problema com o Islã? Com os muçulmanos? Com quem pensa diferente e enxerga o mundo diferente…talvez não o mundo…mas como. Como fazer o melhor aos olhos deles. Quando aparecem exercícios com killer tomato’s, navios encalhados, tiros em navios descomissionados…ulala…ulalaaa…que bacana. Quando gente diferente faz exercícios do jeito que eles acham que devem ser os exercícios deles…a troperia se espanta-se. Vaias. Porque são Iranianos. Não sei o que essa gente vai fazer no céu. Se julgam tudo e… Read more »

Esteves
Esteves
1 mês atrás

Pobres?

8E9C5A67-7388-45D4-9D81-946EC2751389.jpeg
Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Esteves
1 mês atrás

da pra tirar uma foto parecida de Brasilia e ninguém vai ver as favelas que tem la…

Esteves
Esteves
1 mês atrás

“A reputação do Irã está bastante manchada principalmente por causa da difícil relação com os Estados Unidos e das sanções impostas. Em primeiro lugar, é melhor adiantar que no Irã não há conflitos armados. Além disso, existe um indicador chamado ’índice global de terrorismo’, responsável por medir a quantidade de atos terroristas, vítimas e outros problemas. Os primeiros lugares são ocupados pelo Iraque, Afeganistão, Nigéria e Síria. O México está na posição 44, os Estados Unidos na posição 32, a Rússia na 33 e a Alemanha na posição 38. O Irã, segundo os dados desta classificação, está na posição…53.”

Enxergar a realidade com os próprios olhos.

Realista
Realista
1 mês atrás

Olha que eu já vi publicidade parecida das Forças Armadas brasileiras, hein? Mas do Irã pode falar. Tá certo.

Victor Filipe
Victor Filipe
1 mês atrás

Eu fico imaginando um helicóptero iraniano se aproximando e voando diretamente em cima do convés de um Porta Aviões americano escoltado por uns 3 ou 4 destroyers e um cruzador (pelo menos) e todos os americanos parados por meio segundo admirando o helicóptero e a coragem deles… Segundos depois teriam que limpar destroços e sangue de iranianos mortos do convés porque o Helicóptero foi abatido… E mesmo na mais absurda hipótese louca e febril de que a equipe de comandos iranianos consiga descer de rapel, eu fico imaginando como um punhado de militares vai subjugar um navio com uma tripulação… Read more »

Nilo Rodarte
Nilo Rodarte
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Talvez eles desembarquem e peçam asilo!

MARCIO MESSIAS SOARES
MARCIO MESSIAS SOARES
1 mês atrás

Se o mundo fosse um circo estes caras que usam pano enrolado na cabeça seriam os palhaços..em pleno seculo XXI e eles usando táticas foram pouco usadas até na II guerra !!!, coitados, parece que vivem de ilusões e acham que vão conseguir aproximar se de um porta aviões e pasmem!!! fazer rapel na belonave, será que estes descendentes do símios acham que tem condições de tomar de assalto um porta aviões ?

Esteves
Esteves
Reply to  MARCIO MESSIAS SOARES
1 mês atrás

Provavelmente não. Nunca vi fuzileiros ou qualquer outra força tomarem de assalto um porta-aviões. Mas podem tentar e treinar. Podem descobrir como, porque, quando, quanto. Podem. Assim como os chineses que há 10 anos quando tentavam enviar uma sonda até a Lua erravam por quilômetros. Hoje preparam missões para Marte. Como russos que fabricavam Ladas e agora mostram torpedos oceânicos ultra-sônicos ou qualquer coisa que faz o ocidente se coçar. Nos primeiros 11 meses de 2019, a balança comercial entre Iran e Brasil foi favorável ao Brasil em US$ 2,2 bilhões. Estamos perdendo esse mercado por conta somente de intolerâncias… Read more »

Edson Parro
Edson Parro
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Caro Esteves, existe mais coisa aí! “…MILHO BRASILEIRO Somando-se às dificuldades do Irã para obter alimentos, as importações de milho do Brasil pelo país despencaram. A República Islâmica foi o segundo maior comprador de milho brasileiro em 2019, mas entre janeiro e junho as importações recuaram para cerca de 339 mil toneladas, ante 2,3 milhões de toneladas no ano anterior, segundo dados do governo. Teerã está enfrentando um aumento na concorrência pelo milho do Brasil, especialmente de Taiwan. Os vendedores brasileiros também enfrentam dificuldades para encontrar bancos internacionais dispostos a processar as transações em função dos riscos de sanção, de acordo… Read more »

Edson Parro
Edson Parro
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Esteves, tem mais: “O governador Carlos Massa Ratinho Junior recebeu nesta sexta-feira (24) o embaixador do Irã no Brasil, Hossein Gharibi. Eles conversaram sobre agronegócio e a relação comercial dos dois países. O Irã é o principal comprador do milho paranaense e um dos principais destinos dos produtos do Estado no Oriente Médio. Na balança comercial, o Paraná importa grandes quantidades de ureia do país asiático. Participou do encontro o empresário Marshal Sahari, que planeja aumentar os investimentos no mercado de fertilizantes para a agricultura. O governador afirmou que o Estado tem vocação agrícola e é sede das principais cooperativas… Read more »

Edson Parro
Edson Parro
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Esteves, mais ainda! BRASÍLIA Daniel Carvalho(https://www1.folha.uol.com.br/autores/daniel-carvalho.shtml) 29.jun.2020 às 17h49 Para o novo embaixador do Irã em Brasília, Hossein Gharibi, 51, o alinhamento cada vez mais forte do Brasil com os Estados Unidos não é um impeditivo para que os dois países ampliem suas relações comerciais. Gharibi, que assumiu o posto em abril, diz que seu país tem interesse em áreas como as indústrias automotiva e aeronáutica, por exemplo, mesmo durante a pandemia do novo coronavírus, e que as sanções impostas ao Irã pelos Estados Unidos não são um problema para os negócios com o Brasil. “Já conversei com o presidente… Read more »

Tiago
Tiago
1 mês atrás

Que aeronave é aquela que aparece no primeiro video com aos 29 segundos?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Tiago
1 mês atrás

Su-22’s hehehehe

Alexandre Cardoso
Alexandre Cardoso
1 mês atrás

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Esse treinamento deles é uma piada !! Se eles fossem brincar de casinha ganhavam mais. Tudo funciona perfeitamente no reino da fantasia.

Emmanuel
Emmanuel
1 mês atrás

Bem divertido o vídeo. Lembrei até daqueles filmes dos anos 80 onde existiam mig-28. Na vida real, aviões como o B-2, F-22 e F-35 vão fazer o Irã voltar ao tempo das cavernas. Não é uma questão de torcida, apenas de sensatez. É a força bruta contra o amadorismo. Um carrier battle group contra barquinhos de patrulha. Não há chances porque não haverá batalha, só massacre. Queria dizer que o Irã levaria a melhor mas isso seria uma mentira. Se realmente fossem tão corajosos já teriam feito Israel desaparecer, mas se eles não podem com um país pequeno como aquele,… Read more »