Home Exercício Declaração dos EUA sobre lançamentos de mísseis balísticos chineses

Declaração dos EUA sobre lançamentos de mísseis balísticos chineses

5438
91

“O Departamento de Defesa está preocupado com a recente decisão da República Popular da China (RPC) de conduzir exercícios militares, incluindo o disparo de mísseis balísticos, ao redor das Ilhas Paracel no Mar da China Meridional de 23 a 29 de agosto.

A realização de exercícios militares em território disputado no Mar da China Meridional é contraproducente para aliviar as tensões e manter a estabilidade. As ações da RPC, incluindo testes de mísseis, desestabilizam ainda mais a situação no Mar do Sul da China.

Esses exercícios também violam os compromissos da RPC no âmbito da Declaração de 2002 sobre a Conduta das Partes no Mar da China Meridional para evitar atividades que complicariam ou escalariam disputas e afetariam a paz e a estabilidade, e colocariam em dúvida suas motivações com as negociações em andamento para um Código de Conduta entre China e ASEAN.

Este exercício militar é o mais recente de uma longa série de ações da RPC para fazer valer reivindicações marítimas ilegais e prejudicar seus vizinhos do sudeste asiático no Mar da China Meridional. As ações da RPC contrastam com sua promessa de não militarizar o Mar da China Meridional e estão em contraste com a visão dos Estados Unidos de uma região Indo-Pacífico livre e aberta, na qual todas as nações, grandes e pequenas, estão seguras em sua soberania, livre de coerção e capaz de buscar o crescimento econômico consistente com as regras e normas internacionais aceitas.

O Departamento de Defesa alertou a RPC em julho que continuaria a monitorar a situação com a expectativa de que a RPC reduziria sua militarização e coerção de seus vizinhos no Mar do Sul da China. O RPC optou por aumentar suas atividades de exercício disparando mísseis balísticos.

Instamos todas as partes a exercerem moderação e não empreenderem atividades militares que possam ameaçar a liberdade de navegação e agravar disputas no Mar do Sul da China.”

FONTE: Departamento de Defesa dos EUA

Subscribe
Notify of
guest
91 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
PACRF
PACRF
1 mês atrás

Os EUA, como sempre, querendo dar uma de país “mais justo e certinho” do mundo. O problema é que os EUA nunca imaginaram que um dia outra nação iria rivaliza-lo, justamente onde nunca tinha sido rivalizado: na economia.

Nicholas
Nicholas
Reply to  PACRF
1 mês atrás

O certo mesmo é ocupar territórios de outros países e impor suas vontades, isso é bem justo e correto pra você não é?? A China tá pedindo para que seu grande império se destrua por completo! Briga com todos e está sempre prejudicando de alguma forma algum outro país para se favorecer, sem contar que não possuí nenhum grande aliado, briga até mesmo com a Rússia. Quem acha mesmo que a China no futuro será a nação mais poderosa tendo como base o totalitárismo, não vai dar certo! Por mais poderoso que seja, a história já mostrou isso.

bjj
bjj
Reply to  Nicholas
1 mês atrás

Nicholas Seu argumento se aplica aos dois lados. ‘Ocupar territórios e impor suas vontades’ é o que foi feito no Iraque, por exemplo, que foi completamente destruído e que é administrado desde então por “fantoches” dos americanos. O mesmo vale para o ‘briga com todos e está sempre prejudicando de alguma forma algum outro país para se favorecer’. Exemplos não faltam, seja todas as últimas guerras que participaram, as sanções ou ameaças de sanções, bem como todos os golpes de estado que financiaram para defender seus interesses. A verdade é que nenhum dos dois lados é santo, só que apenas… Read more »

Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
Francisco Lucio Satiro Maia Pinheiro
Reply to  bjj
1 mês atrás

Do ponto de vista realista de um cidadão trabalhador comum, quem vive em melhor situação: um cidadão sob a tutela dos EUA ou um cidadão sob a tutela da China?
Um cidadão porto riquenho ou um cidadão tibetano?

Bjj
Bjj

Só por curiosidade, onde que seu questionamento rebate o fato dos americanos saírem por aí fazendo e financiado guerras e golpes de estado para defender seus interesses?

Ou você quer usar uma melhor qualidade de vida para “passar pano” para o imperialismo americano? Pq se for esse o objetivo, não esqueça de olhar para a qualidade de vida dos cidadãos iraquianos e líbios antes e depois da dose de “democracia e liberdade” que receberam do Tio Sam.

Alison Lene

Pergunte pro negro executado pela policia americana semana passada com 3 tiros pelas costas…

Emanuel Anderson
Emanuel Anderson
Reply to  Nicholas
1 mês atrás

Os EUA tbm fizeram isso ..e ainda o fazem….a história é sempre a mesma..os atores é que são outros.

Observador PR
Observador PR
Reply to  Emanuel Anderson
1 mês atrás

Será que é difícil de entender que o mundo é assim desde de sempre, não é coisa de russos, de chineses, nem de americanos, isso é coisa de grupos formados por humanos; TODOS os países, reinos, impérios etc que foram os mais poderosos de suas épocas agem dessa maneira. País não tem emoção, país age pela lógica de seus interesses, e se o seus interesses dizem que eles têm de intervir aqui ou acolá, vai ser assim.

PACRF
PACRF
Reply to  Nicholas
1 mês atrás

Caro Nicholas, as invasões do Iraque e do Afeganistão pelos EUA não foram para “impor” as vontades norte-americanas? O que você acha dos EUA apoiarem uma tirania horrorosa como a Arábia Saudita?

Paulo Siqueira
Paulo Siqueira
Reply to  PACRF
1 mês atrás

E o q vc acha do Iraque apoiado pela antiga união soviética que invadiu o iran e promoveu uma verdadeira carnificina entre esse dois países?E o q vc acha do democrata sadan q não satisfeito invadiu o Kuwait e com isso iniciou a guerra do golfo?Refrescou a memória agora?Ou aquele pequeno artefato químico que devastou aquela aldeia curda?https://www.google.com.br/amp/s/www.em.com.br/app/noticia/internacional/2019/03/16/interna_internacional,1038511/amp.html Mas parece que pra vc o grande inimigo global são os EUA
!

Mgtow
Mgtow
Reply to  Paulo Siqueira
1 mês atrás

Mas parece que pra vc o grande inimigo global são os EUA”…sim. Eles são.

Paulo
Paulo
Reply to  Mgtow
1 mês atrás

Não, não é.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Nicholas
1 mês atrás

” O certo mesmo é ocupar territórios de outros países e impor suas vontades “. Isto é a sua opinião.
Qual país invadiu, destruiu e ocupa o Iraque ?. A Líbia? Invadiu a Síria mantendo tropas para “proteger” o petróleo Sírio ? Além de recrutar manter, treinar e equipar terroristas cortadores de cabeças, destruidores de patrimônio da humanidade ? Para derrubarem um governo legítimo de um país soberano que faz parte da ONU ?

O pau que bate em Chico, igualmente tem que bater em Francisco.

Carlos Jr.
Carlos Jr.
Reply to  PACRF
1 mês atrás

Sem querer tomar partido de nenhum dos lados mas faço minhas suas palavras, quem diria que veríamos um país rivalizando com os EUA não só na economia como no campo militar, é um novo mundo.

Antoniokings
Antoniokings
1 mês atrás

Resposta da China: ‘Danem-se’.

pangloss
pangloss
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Que bonita resposta… Eles vão tomar o Mar da China Meridional à base de argumentos sofisticados como esse?

RPiletti
Reply to  pangloss
1 mês atrás

Se for assim, será nos mesmos moldes que isto: “Em julho de 1853 uma esquadra dos Estados Unidos de quatro navios, comandada pelo comodoro Matthew Calbraith Perry, chegou à baía de Edo exigindo a abertura dos portos japoneses, iniciando assim uma cadeia de eventos que levariam ao fim do bakufu (xogunato) no Japão.”

pangloss
pangloss
Reply to  RPiletti
1 mês atrás

Sim, e isso foi o ponto inicial de uma trajetória que levou à Revolução Meiji (1868) e ao imperialismo japonês que perdurou até o fim da Segunda Guerra Mundial.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  pangloss
1 mês atrás

Pois, reze para que a provocação americana não leve a um imperialismo chinês.
Já imaginou?
Com quase 1,5 bilhão de habitantes, o imperialismo japonês seria jardim de infância comparado a um chinês (apesar de eu não acreditar nisso)..

pangloss
pangloss
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Antoniokings, eu torço muito para que a China não exerça nenhuma forma de imperialismo. Mas, a partir da folha de antecedentes do Partido Comunista Chinês, a esperança é pouca.
Eu até entendo seu ressentimento contra os EUA. O que eu não consigo compreender é seu entusiasmo com a perspectiva de uma hegemonia chinesa.
O que você acha que os chineses pensam do mundo externo às suas fronteiras? O que há de tão bom nesse predomínio chinês que se faz anunciar antecipadamente?

Conte. Nogueira
Conte. Nogueira
Reply to  pangloss
1 mês atrás

O imperialismo chinês já está em curso. Começou com a Revolução Cultural de Mão Tse.
E vai progredindo conforme o planejamento do PCC.
Lá, não tem MPU, Judiciário, Tribunal de Contas e nem oposição. A diferença religiosa também contribui. Ou seja, o que estão fazendo hj é planejamento de dez anos atrás.
Por isso é difícil competir com eles ou contra eles.
A diferença entre o imperialismo chinês e o ianque é apenas o discurso justificador, mas ambos buscam a “paz mundial”.1

Kemen
Kemen
Reply to  RPiletti
1 mês atrás

Os Estados Unidos no passado tem uma historia de apropriação de territorios de outros paises pela guerra com muitas justificativas (como vencedor), o que a China esta querendo ou tentando fazer é a mesma politica dos Estados Unidos do passado, mas nos dias atuais, e com o poder destruidor das armas existentes de alguns paises pode ser muito perigoso.

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Essa resposta é o mesmo que os EUA querem dizer com a declaração. Eles vão continuar navegando por aquelas águas enquanto acharem necessário. Quem disse que aquelas águas são chinesas? Só os chinas….

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Quem está esperneando são os EUa.
A China não está nem aí.
Está seguindo seu caminho.
Firma e cada vez mais forte.

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Não…..quem está esperando é vc, fazendo de tudo para defender a china e sua política de tomar conta de um mar que NÃO É seu…..

Conte. Nogueira
Conte. Nogueira
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Mas também não é deles (EUA).
O que me incomoda é o papel de polícia do mundo que os ianques desempenham.

Jonatan
Jonatan
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Como disse o comandante Farinazzo do canal arte da guerra, esses mísseis são inocentes até que se prove o contrário! Pura propaganda!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jonatan
1 mês atrás

Então manda o Comandante Farinazzo bater um papo com os americanos que eles não estão nem um pouco tranquilos com essa situação.

Jonatan
Jonatan
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Se não estivessem tranquilos não colocariam dois carrier groups no mar do Sul da China! Chora chings!

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

“Dane-se” até a hora em que a 7° Frota colocar uns monstrinhos de metal de 100k toneladas para fazer exercícios na região.Ai eles vão do “dane-se” para o “mimimi”.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Primeiro a Marinha americana tem de dar um pulinho lá na costa do Alasca, pois a Rússia está realizando as maiores manobras navais por lá desde o fim da Guerra Fria.
Essa dupla China – Rússia vai longe.
Em tempo: Estão sendo planejadas grandes manobras navais conjuntas Rússia – China – Irã.
Novos tempos também no O.M.

pangloss
pangloss
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Perdoe discordar, mas logo a Rússia e o Irã perceberão (rectius: russos e iranianos já sabem disso há muito tempo) que a única coisa em comum entre eles e a China é o fato de terem os EUA como antagonista.

Diogo
Diogo
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Acho que o Tonho Rei tem um “dagão” chines tatuado nas nádegas….

Lcesar
Reply to  Diogo
1 mês atrás

Kkk. Essa foi ótima.
É um paga pau pro povo do flango flito.

Tomcat4,2
1 mês atrás

Querendo ou não agora o tio Sam tem um rival a altura dele,os russos ficaram pra escanteio nessa briga.

PACRF
PACRF
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

A diferença é que a antiga União Soviética nunca ameaçou a hegemonia econômica dos EUA, ao contrário da China. Essa é a razão para todo esse “barulho” que os EUA fazem.

Sagaz
Sagaz
Reply to  PACRF
1 mês atrás

Como a hegemonia americana está ameaçada? Um governo será maior que uma nação que capitania o mundo livre? Vemos no século 21 outra tirania crescendo e expandindo, quando começarem as agressões armadas veremos como o mundo fará para remediar…

Camargoer
Camargoer
Reply to  PACRF
1 mês atrás

Olá PACRF. Você tem razão. a URSS tinha uma economia frágil. Tenho a impressão que a China percebeu a fragilidade do regime soviético, pois após o massacre na Praça da Paz Celestial (que ironia) durante os protestos por democracia, a China mudou sua base industrial para permitir um amplo processo de inserção da população no mercado de consumo. O sucesso econômico tem dado sustentação ao regime.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Isso é verdade.
E pelas decisões tomadas pelo FED ontem, prevejo tempos muito difíceis para os EUA nos próximos muitos anos.
Se a economia chinesa, hoje, já é razoavelmente maior que a dos EUA em PPC, não duvido que em pouco tempo a ultrapasse em moeda corrente

RPiletti
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Em menos de 10 anos irá ultrapassar…

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  RPiletti
1 mês atrás

Eu acho que em menos tempo.
Façamos as apostas. rsrs

Camargoer
Camargoer
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Olá AntonioK. Eu acho que seria necessário esperar o resultado das eleições nos EUA para aumentar as chances desta aposta. Trump foi um desastre. Foi incapaz de reduzir a desigualdade e a concentração de renda nos EUA e ampliar o emprego para a população mais pobre. A condução das políticas de governo durante a pandemia foi catastrófico. Se ele for reeleito, eu concordo com você que em menos de 10 anos a China pode ultrapassar os EUA. Se ele perder a eleição, talvez os EUA consigam reverter essa tendência.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

Prezado Camargoer

Pela análise dos comentaristas do site de negócios americano que acompanho, parece que os EUA entraram, definitivamente, na esperada ‘japanização’ de sua economia.
Juros extremamente baixos, próximos de zero, para tentar estimular a economia.
E todos sabemos o que ocorre com o Japão.
Décadas de estagnação e sem nenhuma perspectiva de sair dessa situação.

marcus
marcus
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

O Jair Boçal Naro seguiu a cartilha do Trump ipsis litteris

Junior
Junior
Reply to  marcus
1 mês atrás

A minha maior preocupação com o senhor Jair, é ele começar com populismo barato e contabilidades criativas para gastar mais e furar o teto do orçamento para tentar se reeleger, todos vimos o final a que isso leva e quem acaba pagando a conta

leonardo
leonardo
Reply to  Junior
1 mês atrás

Cuidado que ele vai socar sua boca

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

Camargo.
Eu tenho pensado nisso.
Será que o partido democrata teria agido com mais lucidez e tocado a economia e pandemia melhor que o Trump ?
Como parar este crescimento geo politico da China sem traumas irreversíveis ?
As coisas estão muito complicadas e nenhum partido ou candidato pode fazer promessas que não serão cumpridas.
Mudando ou não, o poder nos Estados Unidos. As coisas continuarão difíceis para nós.

leonardo
leonardo
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

É obvio que muitos aqui não vão concorda porque são puxa saco dos EUA porem só li verdades nisso ai

Adriano Luchiari
Adriano Luchiari
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Creio que não, pelo menos enquanto a maquininha de imprimir dólares americanos estiver funcionando e essa moeda for o padrão monetário mundial…

leonardo
leonardo
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Com o tanto de arma nuclear que eles tem acho que tanto faz para eles não? ( É uma duvida )

Camargoer
Camargoer
1 mês atrás

jus sperniandi

PACRF
PACRF
1 mês atrás

“Na marra a China não vai levar nada”. Concordo. Não foi “na marra” que a China se tornou a segunda potência econômica do mundo. Sem obrigar ninguém, a China vende e compra de todos os países do mundo, inclusive de seu “principal inimigo”, os EUA.

Hélio
Hélio
1 mês atrás

Os EUA não fazem exercícios no mar do sul da China toda semana como provocação? Agora vêm com essa?

Dalton
Dalton
Reply to  Hélio
1 mês atrás

O “mar do sul da China” é o maior mar asiático, cercado por outros países com os quais os EUA tem boas relações e o caminho mais rápido para se chegar ao
Índico também.
.
Àqueles que não gostam dos EUA e/ou torcem pela China compreensivelmente
verão a presença dos EUA como “provocação”.
.
Curioso é que até o Vietnã permite que um NAe ancore em suas águas, uma vez por ano, mas, demais navios “menores” são bem vindos o ano todo.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Hélio
1 mês atrás

É provocação sim, para gerar este tipo de resposta. O avanço militar chines pode preocupar os EUA, mas ninguém realmente acredita que a China vai invadir os EUA ou atacar os EUA; agora, o que pensam os países “pequenos” da região sobre este tipo de resposta da China, especialmente aqueles que têm disputas territoriais com a China? Eles têm condição de, por si só, se defenderem se a China atacar? Se não têm, as opções são se submeter aos chineses ou arrumar um aliado ou vários aliados.

Topol
Topol
1 mês atrás

China deveria urgentemente instalar mísseis DF-26 em todas as ilhas artificiais para aumentar exponencialmente seu alcance expandir seu perímetro defensivo criando capacidades de repelir as esquadras dos EUA assim como Australianas e Japonesas o mais longe possível de suas águas, de preferencia ainda fora do alcance dos mísseis de cruzeiro

Tomcat4,2
Reply to  Topol
1 mês atrás

A questão é, será que já não estão instalados lançadores nestas ilhas pois teem até porto e tal, dá pra transportar pra lá numa boa.

Topol
Topol
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

As últimas imagens de satélite divulgadas mostram o que parecia ser baterias de mísseis costeiros de cruzeiro além de radares de caças, tudo isso para dominio tático regional, porém a nível estratégico as ilhas “aparentemente” ainda não estão sendo usadas o que pode mudar em breve com a introdução de bombardeiros H-6 e míssies carrier killers

Tomcat4,2
Reply to  Topol
1 mês atrás

Estava vendo em uma Live,não lembro onde, que a sacada da China com as ilhas/bases artificiais é que por tratado os países teem direito jurisdicional em um raio de 200 mn de seu território ou seja a cada ilha distante do continente eles estendem sua jurisdição territorial marítima mais e mais,ao menos é o que da a entender.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

É isso. As ilhas artificiais não tem muito valor militar. Por serem artificiais, não dá para criar construir estruturas subterrâneas reforçadas, apenas estruturas de superfície que são muito menos resistentes; os reparos em um eventual ataque são mais difíceis de reparar em uma ilha artificial do que seriam em uma ilha natural. O verdadeiro valor está em sua ocupação: se estas ilhas são “território” da China, além do mar territorial, ao redor delas eles teriam direito à Zona Econômica Exclusiva (ZEE) de 200km ao redor delas. É um jeito de reduzir (para eufemizar) as ZEEs do Vietnam, Filipinas e da… Read more »

marcus
marcus
Reply to  Jacinto
1 mês atrás
2Hard4U
2Hard4U
Reply to  marcus
1 mês atrás

Caso utilizem as ilhas para atacar qualquer um dos aliados dos EUA, estas serão obliteradas por várias MOABs.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  marcus
1 mês atrás

Eu acho que “afundar” Guam também não é algo difícil meu caro…

Acho que Jack Ryan não estará a postos para defender o grande estados unidos…

Eles são poderosos?! São,mas qualquer agressão a china iria ser também um decreto de morte a alguns países da ásia-pacífico.

Pense nisso : O onipotente,onisciente e onipresente eua não atacam a Coréia do norte por exemplo,não por ter medo dela,ele não ataca porque tem ciência do inferno que pode acontecer a seus aliados na área.
comment image

Last edited 1 mês atrás by ADRIANO MADUREIRA
Teropode
Reply to  Topol
1 mês atrás

Partindo do pressuposto que as nações citadas não possuam armas semelhantes . Ou satélites matadores de don fengs .

Cidadão
Cidadão
1 mês atrás

Crescimento economico mútuo com regras e normas internacionais aceitas, de soberania, direitos trabalhistas justos, democracia plena e respeito ao meio ambiente . Porém, os ditadores totalitários de pequim desprezam todas as regras, com cumplicidade da ONU e querem a dominação comunista sobre as outras Nações. Sorte do mundo ter a América para conter os vermelhos!

Last edited 1 mês atrás by Cidadão
Davi
Davi
1 mês atrás

Eu me pergunto se essa galera que defende a China ficaria contra o Brasil caso os chineses estivessem fazendo o mesmo no Atlântico.
Tem gente aqui no fórum que lutaria ao lado da China contra o Brasil.
Eu hein…

Leonardo Rodrigues
Reply to  Davi
1 mês atrás

Assim como alguns brasileiros ao lado dos americanos. A questão é:
A China não é problema americano, nem nosso. Se há problemas levem pro conselho de segurança da ONU. Agora ficar defendendo um ou outro? A China pode ser pior que os americanos. Simples assim, mas os americanos de longe são os mocinhos

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Leonardo Rodrigues
1 mês atrás

De fato,os americanos não são os mocinhos,mas a China é um problema para o mundo todo,ou pelo menos para qualquer país que valorize a democracia.

PACRF
PACRF
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

O “problema” é simples de resolver: é só parar de comprar e de vender para a China.

Rogerio
Rogerio
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Allan você conhece o q é democracia? É conhece a China ou nunca pisa os pés bla? A democracia para vc tem direito de roubar matar e estrupar, não mistura a democracia com a responsabilidade

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Rogerio
1 mês atrás

Do que você está falando?O que eu quero dizer é que a China e o comunismo ameaçam a democracia ocidental.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Leonardo Rodrigues
1 mês atrás

Os americanos mostram seu ultraje e asco contra regimes ditatoriais mas são tão sujos quanto pau de galinheiro,tendo relações promíscuas e sendo cúmplice,conivente com muitos regimes,que tem bons negócios com os cínicos defensores da democracia…

Rogério Loureiro Dhierio
Rogério Loureiro Dhierio
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Falou tudo TB

Flanker
Flanker
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

E vc? O que acha da china? De seu governo e regime?

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Não são santos caro Flanker… não há santos em geopolítica,vejo aqui alguns tomando o lado americano como se eles fossem os mocinhos,mas na realidade para o bondoso,abnegado e aliado norte americano é “American first e os outros que se explodam”! Recentemente os americanos entraram com sancões contra cinco centros científicos russos, incluindo um dos participantes da pesquisa da vacina Covid-19. acusando o envolvimento dessas organizações no desenvolvimento de armas químicas e bacteriológicas. Duvido muito que a preocupação seja essa,eles querem simplesmente o monopólio da venda e distribuição da vacina para outros países. Quanto mais rápido o mundo sair dessa covid,mais… Read more »

Flanker
Flanker
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Eu não perguntei o que vc acha dos EUA ….isso eu sei….e tb sei que eles são extremamente nocivos qdo querem. Eu te perguntei o que você acha da china e seu regime e a resposta foi um texto contra a política externa dos EUA….me responda o que eu perguntei..

Rogério Loureiro Dhierio
Rogério Loureiro Dhierio
Reply to  Leonardo Rodrigues
1 mês atrás

Falou tudo.

MÁRIO FILHO
Reply to  Leonardo Rodrigues
1 mês atrás

Um dia a Gestapo veio e prendeu meu vizinho da esquerda , eu me calei , depois voltou e prendeu meu vizinho da direita , eu me calei ,e quando vier me prender alguém falará por mim .Com o povo judeu foi assim , não é problema nosso .

PACRF
PACRF
Reply to  Davi
1 mês atrás

O mar territorial do Brasil é terra de ninguém há muito tempo.

Alessandro
Alessandro
1 mês atrás

Os dois países estão errados no meu entender, a China que desrespeita a ZEE dos países da região criando ilhas artificiais e fazendo reivindicações territoriais baseado em REVANCHISMOS do passado, lembrando muito a Alemanha na-zis-ta, e os EUA que fica provocando a China enviando cada vez mais navios na região SUFOCANDO os chineses, apesar que uma parte disso é resultado das ações que os chineses estão criando, mas não justifica tantos navios americanos aos arredores da China. Eua e China tem métodos IMPERIALISTAS com a Europa não ficando muito atrás, com a diferença que os europeus usam métodos um pouco… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Alessandro
ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  Alessandro
1 mês atrás

Se ao menos eles se destruíssem sozinhos com suas briguinhas geo-políticas estúpidas,infelizmente sabemos que não seria simples assim…

Alessandro
Alessandro
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Pois é Adriano, se querem se matar, que se matem entre eles e deixe o restante do mundo fora disso, mas infelizmente sabemos que não é assim.

Zorann
Zorann
1 mês atrás

o choro é livre

Arino
Arino
1 mês atrás

Gosto muito de ler à trilogia para ter conhecimento dos avanços atuais e memórias do passado, mas somente tecnicamente. Mas ultimamente algumas pessoas resolveram expressar muitas opiniões políticas que eu acho deveriam ficar nos Twitters da vida. Não sou militar, mas um amante dos assuntos militares. Sds.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

Segue o jogo, a China quer se mostrar uma ótima aluna numa discussão que EUA e Russia são mestres.

Quem tem juízo tem medo.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 mês atrás

EUA sendo mais… EUA. Dá uma chinelada e diz que te ama. Não tem certinho e nenhum dos lados. Todos estão errados mas lembro de novo, outra vez, “again” que a expansão militar da China foi alertada por especialistas militares, principalmente norte-americanos. O que fizeram? Nada… Esperaram o dragão crescer e agora tão querendo doma-lo…. Será que conseguem?!?

Mgtow
Mgtow
1 mês atrás

hahahaha….que cinismo deslavado desses yakees. Os caras vivem provocando a China. incentivando paises a se aliarem numa aliança contra a China e querem que os chineses assista a tudo impassivelmente?
E outra, “liberdade de navegação?”. Esse patifes vivem aprisionando navios, sobretudo do Irã e Venezuela e vem agora com essa conversa mole…..

Flanker
Flanker
Reply to  Mgtow
1 mês atrás

Acho que o correto é passivamente……..
E a mulherada? Vai bem? Heheheheh

Last edited 1 mês atrás by Flanker
leonardo
leonardo
Reply to  Mgtow
1 mês atrás

Kkkkk falou tudo os fã do Eua fica doido

Alison Lene
1 mês atrás

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

É uma comédia mesmo um negócio desses. rsrsrs

Albuquerque
Albuquerque
20 dias atrás

Preocupem-se nao, estadunidenses e americanofilos. Afinal, e xingling.Solta pecinha e quebra sozinho (como dizem os “esquipertis” genitores ocidentais daqui, que ainda verao seus filhos, mercenarios como os pais, trabalhando proutro imperio, o de olhos puxados… provavelmente ate financiem a este site… kkkkkk)