Home Aviação Naval Primeiro voo do avião AEW embarcado chinês Xian KJ-600

Primeiro voo do avião AEW embarcado chinês Xian KJ-600

3958
22

O tão esperado voo aconteceu ontem, dia 29/08. O KJ-600 vai operar no porta-aviões Type 003, atualmente em construção em Xangai.

O KJ-600 é uma aeronave bimotor de asas dobráveis fabricada pela XIAC.

A China anunciou em 2017 que estava desenvolvendo um avião de alerta aéreo e controle (AEW&C).

O KJ-600 pesa 25-30 toneladas e é propulsado por dois turbopropulsores FWJ-6C.

O KJ-600 terá alcance de 2.800 km, velocidade de 550 km/h, e será capaz de detectar alvos aéreos além de 480 km, rastreando até 250 alvos aéreos simultaneamente.

O avião se assemelha ao E-2 Hawkeye da Northrop Grumman, que opera desde a década de 1960. O KJ-600 é equipado com um avançado radar de varredura eletrônica ativa (AESA – Active Electronic Scanned Array).

Foi relatado que o KJ-600 terá tripulação de 5-6 membros, incluindo o comandante e o copiloto, com os demais operando os sistemas de controle de combate e o radar.

O KJ-600 poderá orientar vários grupos de aeronaves em intercepção e combate aéreo e consolidar dados de múltiplas plataformas para auxiliar o emprego de mísseis de longo alcance.

A aeronave de alerta aéreo antecipado de asa fixa embarcada será necessária à ala aérea dos futuros porta-aviões chineses para realizar de forma independente operações aéreas de alta intensidade em mares distantes.

Atualmente, os helicópteros de alerta aéreo usados ​​pelos porta-aviões Liaoning e Shandong têm curta autonomia, baixa altitude de voo e curto alcance de detecção.

Subscribe
Notify of
guest
22 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

Quem quer ter uma frota de porta aviões tem que ter esse tipo de avião!

Karl Bonfim
Karl Bonfim
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Quem quer dominar o mundo ou ir a guerra, tem que ter esse tipo de avião e muito mais!!

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Karl Bonfim
1 mês atrás

E quem não quer ser dominado e evitar uma guerra causada por um ataque tambem.

Foxtrot
Foxtrot
1 mês atrás

Mais uma prova que a engenharia reversa funciona, e muito bem, diga-se de passagem.
Me lembrou o incidente, onde a China apreendeu um avião americano (não me lembro se era o C2 ou P3 da Us Navy), manteve ele retido até realizarem uma extensa reengenharia nele e depois devolveu aos americanos.
Tempos depois olha aí que coisa linda 😂.
Mesmo jogo de “gato e rato” entre americanos e russos ” na guerra fria, europeus etc.
Se um país no Sul do planeta aprendesse as lições da história não ficaria bancando colônias ocidentais.
Mas !

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Foxtrot
1 mês atrás

China style… Ctrllc Ctrlv…

Marcelo
Marcelo
Reply to  Foxtrot
1 mês atrás

Nao era um E-2, era um EP-3 Ares…

Felipe Augusto Batista
1 mês atrás

Falam mal das cópias chinesas, mas eles continuam as produzindo, e mesmo inferiores, mesmo soltando pecinhas, elas continuam funcionando. Não acho que um país precise produzir tudo, não é econômico ou prático. Mas acho que uma país da magnitude do nosso deveria ser capaz de produzir tudo, ter a tecnologia e manter o know how mesmo comprando de fora quando mais barato. Imagine um episódio absurdo: Thanos estala os dedos e o mundo todo desaparece menos os EUA, quanto tempo eles levariam para repor as capacidades perdidas? Pouco eu acho. Imagine o mesmo cenário, mas os chineses é que são… Read more »

Matheus S
Matheus S
Reply to  Felipe Augusto Batista
1 mês atrás

Para os chineses, se uma tecnologia for copiada é irrelevante, a funcionalidade é o que importa, e eles não tem pudores para conseguir alcançar o desenvolvimento dessa tecnologia, seja por tecnologia reversa, espionagem e outros instrumentos não-convencionais que passam longe do campo da diplomacia. Portanto, o fato deles ficarem copiando os sistemas militares do EUA é irrelevante, o que importa é que funciona. Isso faz todo o sentido, pois isso eliminaria grande parte dos custos de P&D para se atingir o nível de tecnologia alcançado, e daria um grande salto nesse nível em um caminho muito mais curto e mais… Read more »

Elias E Vargas
Reply to  Felipe Augusto Batista
1 mês atrás

Não é apenas vamos copiar. Temos que mudar a mentalidade brasileira, sermos mais idealistas, nos pergurtarmos o que podemos fazer pelo país e não esperar o que receber dele. A soma dos esforços nos tratá a grandeza que perseguimos, a melhora de nosso status quo. Temos que valorizar o qwue é nosso a exemplo que fazemos no agronegócio. É estudar, pesquisar, dezenvolver, criar, inovar e trabalhar com afinco em todas as áreas. Só assim seremos uma Potência respeitada em todo o mundo. E mais, apreender como o Japão, a dizer não quando a negociação não nos convier.

Valter Sales
Valter Sales
Reply to  Felipe Augusto Batista
1 mês atrás

O principal problema das cópias, é que algumas delas ficam muito boas….
Não sei se esse é o caso desse KJ aí…

uBurg
uBurg
Reply to  Felipe Augusto Batista
1 mês atrás

Ola Felipe – concordo que a copia pode inspirar setores especialmente se for realmente reversao de engenharia mas acho que o caso aqui nao seja este e existe um custo para piratagem. Se a China realmente continuar desenvolvendo tecnologia propria quero ver a reacao quando outros comecarem a “copiar” deles.

Luciano
Reply to  Felipe Augusto Batista
1 mês atrás

Mas mesmo para copiar é necessário uma mão de obra especializada, ou estou errado? Eu mesmo se colocarem um projeto de engenharia de um caça na minha frente não vou saber o que fazer. A China investiu muito em educação, creio que eles chegariam ao nível de desenvolvimento atual mesmo sem cópias, porém, demorando bem mais. No nosso caso nem é questão de falta de investimento em educação, mas sim a corrupção que leva todo dinheiro pelo ralo.

marcus
marcus
Reply to  Felipe Augusto Batista
1 mês atrás

Já sugeri aqui no fórum, fazem uns dias,que o Brasil fizesse engenharia reversa da fragata Geenhalgh, poderiam alterar as dimensões, contratar um engenheiro Naval alemão ou Britânico para auxiliar na fase de projeto e na construção da primeira unidade.
Logicamente engenheiros Navais brasileiros, ficariam no cangote do engenheiro estrangeiro para pegar toda tecnologia.
Mas, um participante do fórum, afirmou com veemência que isso é impossível para o Brasil.
O complexo de vira latas continua atuando à todo vapor.

eduardo40
eduardo40
1 mês atrás

Os Britânicos estão com atraso no AWE&C embarcado; no caso deles é um helicóptero.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Alguns ontem na web estavam falando mal da aeronave chinesa,dizendo ser uma cópia e que não passava de um mockup,mas a realidade é que já está voando… alguns duvidam da qualidade chinesa e de sua eficiência na construção de equipamentos militares,vejo os brasileiros patriotas destilando seu ódio aos chineses e depreciando seus equipamentos,mas e quanto a nós?! Onde estão aquelas fantásticas NPaOC classe macaxeira que nem honrosamente conseguimos terminar?! Onde está a eficiência dos engenheiros navais brasileiros que nem para construir uma embarcação contra-medidas de minagem ?! Não passamos de clientes consumidores de material bélico,criticamos a criação dos outros mesmo… Read more »

Ted
Ted
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

O que falar da nave tripulada realizando órbita. Cadê o lançador de micro satélite?

filipe
filipe
1 mês atrás

Os projectos que a URSS não finalizou, a China vai finalizar, parece que a China é uma versão aprimorada da URSS, um país comunista voltado para o mundo , ao contrário da URSS que era totalmente fechada, imaginem se no tempo da URSS o público fosse saber desse teste, mas no tempo da China essa informação é propagada rapidamente.

marcus
marcus
Reply to  filipe
1 mês atrás

A Russia fechada acabou. Você já visitou o país? Ou só está chutando mesmo?
Eles desenvolvem tecnologia militar. Mas, os produtos de todos os países estão dentro da Russia. Automóveis Alemães,Franceses e até Americanos. Toda a industria do Fast Food Americano também está lá.Os maiores fabricantes de artigos esportivos, já colocaram os pés na Russia. Como eu sei tudo isso?
Em 2019 fiquei 15 dias nas cidades de Moscou e São Petersburgo.

jodreski
jodreski
1 mês atrás

Podem falar o que for mas eu gosto do pragmatismo chinês.
Foi copiando e colando que hoje eles são a segunda potência militar do mundo.
Suas forças não estão acima das americanas mas estão em uma posição que mesmo uma coalizão americana correria o risco de ser mal sucedida se investisse contra o território Chinês. Pode parecer pouco… mas não é visto que é o único país do mundo quem tem essa capacidade.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Muitos duvidam da engenharia e do nível educacional chinês ! Desde 1978, cerca de 5,2 milhões de chineses receberam educação no exterior. Entre os que se formaram, em torno de 83,7% voltaram para o país asiático. Desde 2010, ela tem a segunda maior economia do mundo; desde 2009, é quem mais envia turistas para outros lugares do planeta. O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima que, em 2030, a China irá ultrapassar os Estados Unidos e assumir o posto de maior economia do planeta. A Universidade de pequim é uma das universidades mais importantes da Ásia, em especial nas áreas ligadas às… Read more »

Augusto Mota
Augusto Mota
1 mês atrás

Não tem a menor vergonha de copiar até o último parafuso e alguns acham isso lindo, lamentável.

Kommander
Kommander
Reply to  Augusto Mota
1 mês atrás

Lamentável é você morar num país de 3* mundo que não desenvolve nada, é mero consumidor de materal usado do primeiro mundo.