Home Forças de Defesa Conexão Defesa nº 2: Bate-papo com os editores da Trilogia Forças de...

Conexão Defesa nº 2: Bate-papo com os editores da Trilogia Forças de Defesa

1562
11

Neste sábado, 26 de setembro de 2020, às 20h de Brasília, teremos o segundo programa Conexão Defesa no Youtube e Facebook, um bate-papo com os editores da Trilogia de sites Forças de Defesa.

Alexandre Galante, Fernando “Nunão” De Martini e Guilherme Poggio vão conversar sobre a chegada do F-39 Gripen, as fragatas Tamandaré e o Míssil Tático de Cruzeiro do Exército Brasileiro.

Os editores também vão responder perguntas dos telespectadores.

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
filipe
filipe
1 mês atrás

Poderiam adicionar o LABGENE do PROSUB.

Marujo
Marujo
1 mês atrás

Espero que gravem e disponibilizem o videi para quem não puder assistir em tempo real.

Marujo
Marujo
Reply to  Marujo
1 mês atrás

…video…

Fernando "Nunão" De Martini
Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Marujo
1 mês atrás

Marujo, é só ir no canal do YouTube de Forças de Defesa. O primeiro Conexão Defesa, de sábado passado, está lá para você assistir, e esse de hoje também estará.

Marujo
Marujo
1 mês atrás

Obrigado, Nunao.

Esteves
Esteves
1 mês atrás

Muito bom. Pensei…ué…o Poggio tá de cavanhaque? Era o topete do Dr. Fernando. Tamandares. Muito boa a colocação sobre esse conceito modular ainda não ter sido testado em combate. Pode significar ganhos de produtividade e de custos menores aos estaleiros que montam…para as Marinhas…por enquanto…há o discurso que substituir, manter e atualizar pode…pode…ser feito em tempo menor com ganho de agilidade. Falta testar. Sem falar nos danos que esses navios “modulares” poderiam suportar vide a Hundida da Marinha Norueguesa montada pela Navantia. Fofocas. Brasileiro gosta de drama e fofoca. O buraco na Serra do Cachimbo. Boa ideia. Reabilitem o Esteves.… Read more »

77362878-78D3-4F26-A573-BC2F8404C7ED.jpeg
Ricardo Rademacker
Ricardo Rademacker
1 mês atrás

Parabéns pelas live. Excelentes apresentações das fragatas classe Tamandaré.
A unica ponderação que faço esta relacionada ao total de MSA que vão compor o sistema de armas dos navios. Faltou refinar esta informação. Até hoje tenho duvidas em relaçao a esta questão.
Quanto ao numero de escoltas, sou da opinião que a MB deveria realizar um esforço para ter até 2035 um total de 12 unidades, um mix de 8 FCT e 4 navios de 6.500/7.000 ton.

ted
ted
Reply to  Ricardo Rademacker
1 mês atrás

E para quem duvida da capacidade do estaleiro Oceana. Esta exposto a estrutura moderna e organizada.

Esteves
Esteves
1 mês atrás

Putz. Não lançaram dúvidas sobre as capacidades de fazer. Embora estejamos vivendo tempos tartarugantes. Continuidade. Agilidade. Inovação. Essas 3 farão diferenças. Há choques. Avião de 2 motores X 1. Avião velho que pode ser mantido para levar 1 míssil. Canhão cumprido de longo alcance X canhão menor. 4 navios ou 6. Oito navios ou 16. 1 submarino nuclear ou 3. A China e seus 300. A quantidade domina o pensamento e o aborrecimento. Esse país poderá deixar a vala…ops. Tem o pessoal do ciclismo e do anticíclico. De Keynes para Maria do confiscamento que nos enfiou um congelamento…afinal…cadê o arroz… Read more »

Ten Murphy
Ten Murphy
Reply to  Esteves
1 mês atrás

Macaco Simão, é você?

Esteves
Esteves
Reply to  Ten Murphy
29 dias atrás

“Viver é uma alegria.”