quarta-feira, abril 14, 2021

Saab Naval

IMAGENS: Operação Poseidon 2020

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Marinha do Brasil divulgou no seu Flickr novas imagens da Operação Poseidon 2020, que reuniu pela primeira vez helicópteros das três Forças operando no Porta-Helicópteros Multipropósito Atlântico – A140.

No dia 6 de outubro, helicópteros HM-4 Jaguar do EB, H-36 Caracal da FAB e UH-15 Pégasus da MB realizaram pousos e decolagens no PHM Atlântico.

Foi um marco histórico na interoperabilidade das Forças Armadas brasileiras.

A primeira fase da operação teve início no dia 22 de setembro, com a realização de seminários e adestramentos necessários à qualificação dos pilotos do 1º Batalhão de Aviação do Exército (1º BAvEx), do EB, e do 3º Esquadrão do 8º Grupo de Aviação (3º/8º GAv), da FAB, na Base Aeronaval de São Pedro da Aldeia (BAeNSPA), no Rio de Janeiro.

A segunda fase iniciou em 5 de outubro e terminou no dia 9, com a realização de adestramentos de qualificação e de manutenção operacional dos pilotos das Forças Singulares a bordo do PHM Atlântico, fundeado na Baía de Sepetiba (RJ).

Paralelamente foram realizadas operações conjuntas de infiltração e retirada (terrestres e aquáticas) de Forças de Operações Especiais por helicópteros da MB, do EB e da FAB, partindo do PHM Atlântico, sob coordenação do Comando Naval de Operações Especiais (CoNavOpEsp).

Operação Poseidon 2020 reuniu cerca de mil militares das três Forças, no Rio de Janeiro, com apoio do Porta-Helicópteros Atlântico

- Advertisement -

41 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
41 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Allan Lemos

Precisamos de helicópteros de ataque.

Fabio Araujo

Ou kit de ataque para os helicópteros que temos, a Colômbia equipou os UH-60 com um excelente kit de ataque, não seria o melhor mas seria mais barato e mais rápido até chegarem o helicópteros de ataque!

Matheus

Tipo os Mi-24 que a FAB tem?
Ou todos os vetores da MB que podem carregar Exocets e Harpoons?

Allan Lemos

Desde quando os Mi-24 operam em porta-helicópteros?

Me refiro a helicópteros exclusivamente de ataque, como os SuperCobra ou os Apache.

Camargoer

Caro Allan. Qual seria o impedimento de colocar os Mi-35 da FAB operando a partir do A140? Lembrando que a composição de helicópteros do A140 será sempre montada de acordo com a missão.

Allan Lemos

Camargoer, não sei se os Mi-35 da FAB são homologados e/ou projetados para operarem em porta-helicópteros. De qualquer forma, é preciso que o CFN seja capaz de oferecer o seu próprio suporte aéreo sem a necessidade de depender dos helicópteros da FAB, que são necessários para as funções que a própria FAB precisa cumprir. Interoperabilidade é importante, mas mesmo assim é preciso que cada força tenha os seus próprios meios de combate, elas também precisam ser capazes de se virar sozinhas.

Camargoer

Olá Allan. Provavelmente os Mi35 demandariam uma processo de homologação para operar a partir do A140. Dá trabalho mas dá para fazer. Parto do princípio de máximo emprego dos recursos. A FAB sabe operar o equipamento e tem a logística de manutenção. Faria mais sentido comprar mais Mi35 do que adquir outro modelo de helicoptero de ataque. Discordo da idear que cada força deve ter seus proprios meios. O MinDef tem a resposabilidade de coordenar os esforços e maximizar os recursos

Flanker

Camargoer, Como vc hangara um Mi-35? Suas pás de rotor e cone de cauda não são dobráveis, portanto, a aeronave não cabe nos elevadores do navio. Pode operar? Por um tempo sim, mas com todas as fainas de manutenção, armamento e abastecimento sendo feitas no convoo. Os H-36 da FAB e HM-4 do EB tb não dobram suas pás de rotor….logo, tb não podem ser hangarados. E nenhum dos helis da FAB e do EB tem seus equipamentos navalizados, capazes de aguentar os altos índices de salinidade encontrados na operação embarcada por longos períodos. Se, somente se, a MB quisesse… Read more »

Tomcat4,2

Se a MB adquirir o suporte de mísseis e mísseis para o Linx já vai fazer bonito em apoio aéreo .

Camargoer

Caro Allan. Os Mi-35 da FAB são equipamentos de ataque. Creio que o que falta são operações de treinamento conjunto da FAB com o EB e com os CFN. Acho irritante essa falta de padronização nas forças. “HM-4 Jaguar do EB, H-36 Caracal da FAB e UH-15 Pégasus da MB”.

ERNANI BORGES

Com a devida vênia, acredito que padronizar nem sempre é a melhor opção, visto as diferentes necessidades de cada força.

Camargoer

Caro Ernani. Os EUA adotaram F35 para as três versões… A, B e C. Bastava isso… chamar de HXA, HXB, HXC… etc.

Grozelha Vitaminada Milani

Chama de Kombosa … tudo ainda com gambiarras a serem solucionadas … como diz o Capitão Nascimento:

– NUNCA SERÃO!

02 seu fanfarrão!

MMerlin

Ver o H225M, nos comentários, ser chamado de “Kombosa” em um site não especializado como o UOL até vai devido ao nível das matérias.

O inacreditável e vergonhoso é ver ele ser chamado assim por pessoas que acessam este espaço a algum tempo. Já deveriam ter adquirido um mínimo de conhecimento a respeito do equipamento e do uso que as três forças estão fazendo dele.

Fabio Araujo

Muito bom essas operações de helicópteros de das outras forças no Atlântico!

Zorann

É muito legal ver operações conjuntas deste tipo.

Mas tenho uma dúvida: a Marinha Brasileira tem helicópteros suficientes para povoar o Atlântico? Ou o navio é grande demais para a capacidade de nossa Marinha opera-lo de acordo?

Pelo que eu vejo de outras marinhas, seus porta-helicópteros e afins, tem seus esquadrões que são embarcados em comissões / fazem rodízio dos esquadrões embarcados. Não são só meia dúzia de helicópteros, que embarcam só de vez em quando.

André Luiz

se não me engano, o PHM Atlântico não tem uma esquadra própria.

Camargoer

Olá Zorran. O A140 receberá helicópteros segundo a missão. A MB não tem nem terá um esquadrão de helicópteros operando exclusivamente no A140. Esse é um ponto importante para entender a necessidade de operações conjuntas. O EB poderá operar seus Panter ou a FAB os seus Mi35 a partir do A140 ser for necessário….

Zorann

Ou seja, a MB nunca precisou do Atlântico. Comprar um Porta-helicópteros para utiliza-lo sem helicópteros faz bastante sentido. haja desastre natural para tanta missão humanitária..

Allan Lemos

Zorann, porta-helicópteros são extremamente importantes na guerra anti-submarino. Como a MB não tem muitos meios, talvez os oficiais não vejam muito sentido em designar helicópteros exclusivamentes para o Atlântico.

Zorann

Ahh ta!! Agora vc tocou no ponto certo!! E não tem meios por que? Porque a prioridade e pagar salario. Eu fui um dos que defendeu sua compra aqui no Naval, mas não para navegar sem helicópteros, sendo subutilizado. E só mais do mesmo.

E o máximo da boa administração.

Renan

Foi uma compra de oportunidade Não custo nem metade do que custaria um zero Excelente embarcação e pode ter certeza se um dia por um acaso do destino ter um terremoto de 8° na região onde você. Mora poderá ser um grupo tarefa capitaneado por está embarcação ir te prestar ajuda. Levando os helicópteros para perto e dali ocorrendo o auxílio. Mas para questões de guerra, hoje o mundo é solidário ninguém se envolve em guerra sozinho, então se o Brasil fizer parte de uma força tarefa será este o recurso oferecido para cooperar com o esforço de guerra, aí… Read more »

Camargoer

Caro Zorann. O A140 é uma plataforma para empregar helicópteros que são embarcados segundo o tipo missão. A MB, o EB e a FAB tem esquadrões especializados com diferentes tipos de aeronaves. Eles poderão operar a partir do A140. È uma estratégia inteligente de usar os recursos.

Grozelha Vitaminada Milani

Os Almirantados vão fazer a festa da Lagosta e Vinho aonde se o Sucatão SP está desativado????

Camargoer

Caro Zorann. Um porta-helicópteros pode ser usado para missão humanitária (como os EUA já fizeram diversas vezes) mas também para missões de ataque, servindo como plataforma de apoio para o desembarque anfíbio ou para apoiar a infantaria em combates.

Grozelha Vitaminada Milani

No final, no frigir dos ovos, é tudo KOMBI.

Camargoer

Caro GVM (yahoooo). São helicopteros de transporte. Servem para transportar coisas e pessoas. Se fosse groselha, seria para tomar a toda hora. Como são helicópteros, servem para muita coisa.

Zezão

Esta última foto ficou espetacular!

Marc elo Andrade

Impressionante como pessoal tem um fetiche de ver o PHM com helicópteros saindo pelo ladrão!

Estão se baseando nas FT anfíbias americanas que tem que levar tudo para mares longe das bases pois eles tem que fazer isso. Só o fato dessa interoperacionalidade já é um marco nas nossas FFAA. E olha que, mesmo com suas criticas, o fato das tres Forças operarem o mesmo vetor, ajuda muito na logistica de manutenção embarcada.

Jose Juscelino de Oliveira Neto

Parabéns pelas fotos. Elas impõem respeito.

Mabeco

O pessoal nem reclama mais da “kombi”.
Como diziam, “o tempo é senhor da razão.”

Grozelha Vitaminada Milani

Reclamar pra que?

E alguém vai resolver essas bombas?

Vão arrumar e solucionar os problemas?

Recebemos e continuaremos receber essa maravilha que funciona na base da gambiarra.

Brasil país de TOLOS.

Funcionario da Comlurb

Baseado no que vc escreveu, fica claro que o tolo aqui é você mesmo.

Grozelha Vitaminada Milani

Vai fazer uma pesquisa … depois venha debater.

Informação nunca é de mais.

É por esse analfabetismo funcional que não evoluimos. Vivemos do lobby da apertaparafusobras.

Grozelha Vitaminada Milani

As matérias sobre as Kombis Caracals estão aqui no site. Não tenha preguiça de ler.

Sempre tiveram problemas. Nunca houve uma solução.

E nenhuma Força Armada escolheu as Kombis. Não houve concorrência, nem foi aberto uma avaliação e teste entre as diversos concorrentes nessa categoria. Compra por lobby.

Leia aqui diversos post sobre os problemas do Caracal. E veja porque apelidaram de kombi.

Willber Rodrigues

Que mal lhe pergunte…
Porque cada uma das FA´s tem um nome diferente pro mesmo vetor?

Grozelha Vitaminada Milani

Para disfarçar as 50 kombis bixadas com problemas e com diversos nomes não aparecem tanto como se fosse um único nome.

Entendeu?

Camuflagem de gambiarras.

Gustavo

mas que alvo maravilhoso! digo, navio!
Brincadeiras a parte… lindas as fotos!

leonidas

A galera confunde nacionalismo com ufanismo e ai quando vc cita uma realidade nego vem negativar o comentário.
A real é que trata-se de um belo navio mas sem condições mínimas de sobreviver em ambiente hostil devido a absoluta e criminosa falta de condições das forças armadas nacionais.
E apenas uma realidade constatar que ele é mesmo um alvo perfeito no atual contexto (contexto que já deve ter umas 6 décadas ou mais…rs)

leonidas

Essas fotos mostram bem o que é a realidade de nossas forças militares né? Por isso que falo que temos forças armadas apenas para uso em tempos de paz, exercícios, uma missão internacional aqui outra lá e coisas similares. Para uso em tempo de guerra é suicídio, alias acho que em caso de guerra deveriam prender de forma sumária todos os dirigentes da nação por negligencia deliberada e condenados por “genocídio” rs Pois sabemos que qualquer tropa ou militar brasileiro não dispõe das menores condições para agir em teatro hostil , ou seja qualquer militar enviado para uma missão seja… Read more »

Groselha Vitaminada Milani

Mar de Almirante em todas as fotos … lizinho … sem ondas …sem vento … parece um lago de tão tranquilo … ou um aeroporto, quer dizer, heliporto.

Queria ver só um dia mais agitado, com no mínimo 1,5 metros de onda, ventos … semana de lua cheia, maré alta, ressaca … mas de leve …

  • Alguns aqui perguntam dos Sabres da FAB. Não existe versão naval dos Sabres ou mesmo preparados para aguentar a maresia.
  • Um operação esporádica ok, mas dias de mar não.
  • E tem outra, não cabem nos elevadores, não tem flexão da cauda e etc …
Last edited 4 meses atrás by Groselha Vitaminada Milani
- Publicidade -

Guerra Antissubmarino

A foto que irritou os almirantes da Marinha dos EUA

Durante uma manobra no Caribe em 2007, um submarino alemão diesel-elétrico (U24) rompeu o anel defensivo em torno do...
- Publicidade -
- Advertisement -