segunda-feira, março 1, 2021

Saab Naval

Desativação do Navio de Socorro Submarino Felinto Perry

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Navio de Salvamento Submarino Felinto Perry K11, da Marinha do Brasil
Navio de Salvamento Submarino Felinto Perry – K11, da Marinha do Brasil

Em 1º de dezembro de 2020 foi realizada a Mostra de Desarmamento do Navio de Socorro Submarino (NSS) “Felinto Perry” – K11, após 32 anos de relevantes serviços prestados à Marinha do Brasil.

O NSS “Felinto Perry” foi incorporado à Marinha do Brasil em 19 de outubro de 1988. Foi empregado em tarefas de resgate a submarinos sinistrados e apoio a atividades de mergulho profundo.

O NSS Felinto Perry, ex-Holger Dane, ex-Wildrake, foi o primeiro navio da Marinha do Brasil a ostentar esse nome em homenagem ao Comandante Felinto Perry, um dos grandes responsáveis pela criação de nossa Flotilha de Submarinos.

O Felinto Perry foi construído pelo estaleiro Smedvik Mek. Verkstedt, em Tjorvag, Noruega, como M/S Wildrake para a empresa norueguesa A/S Sentinel Offshore/Andres Wilhelmsen & Co., de Oslo.

Em outubro de 1986, foi vendido para empresa dinamarquesa Rederiet H. H. Faddersbjll A/S, recebendo o nome de DSV M/S Holger Dane.

Foi adquirido pela Marinha do Brasil em novembro de 1988, junto a Rederiet H. H. Faddersbjll A/S, onde era usado como Navio de Salvamento em campos de petróleo no Mar do Norte, para substituir o NSS Gastão Moutinho – K10.

Foi submetido à Mostra de Armamento em 19 de outubro de 1988, em Esbjerg, Dinamarca, em cumprimento ao Aviso n.º 0849 do MM de 03/10/88.

Chegou ao Rio de Janeiro em 10 de dezembro de 1988 e foi incorporado em 28 de dezembro de 1988. Naquela ocasião, assumiu o comando o Capitão-de-Mar-e-Guerra Chrysógeno Rocha de Oliveira.

O NSS Felinto Perry foi substituído pelo Navio de Socorro Submarino (NSS) “Guillobel”, incorporado à Armada no dia 12 de maio de 2020.

- Advertisement -

53 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
53 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Floriano Alves

Boa estrutura para um recife artificial. Antes passa por alvo do programa MANSUP. Ainda é mantido? Ou passamos para o RBS 15?

Camargoer

Olá Luiz. Acho difícil mas talvez alguém se interesse por ele, alguma empresa prestadora de serviços para a área de petróleo ou coisa assim…

John Paul Jones

Não acredito, o navio é anti econômico, ele está com muitos sistemas obsoletos e há grande disponibilidade de navios mais novos no mercado.

Camargoer

Olá JPJ. Foi o que eu disse…. acho difícil…

Marujo

O Mansup equipara as Tamandares segundo o Comandante da MB em entrevista recente a sites especializados. Este não participou nem reoercutiu a entrvista.

John Paul Jones

WELL DONE My friend

Agora temos o K 120, sem qualquer recurso de Resgate de Submarinos instalado, nem um sino de resgate.

Como dizia o Lema do Felinto: “Mergulhe Tranquilo que Estamos Atentos”.

Hoje ele poderia ser: “Mergulhe Atento (Submarinistas) porque Estamos Tranquilos ….”.

Enfim, Deus é Brasileiro !!!

Fabio Araujo

Ele já veio equipado, mas alguns materiais do K-11 seriam transferidos para o K-120 e creio que o sino de resgate seria um deles!

Funcionario da Comlurb

Grande besteira. Essa tecnologia de resgate por sino remonta a década de 50/60, totalmente ultrapassada e cheia de restrições, além do que num país com as dimensões do Brasil, depender de um navio lento para se deslocar até o local do sub sinistrado, mesmo que o sub esteja no alcance operacional do sino, é pratica mente uma sentença de morte para os submarinistas.

O c correto seria a MB comprar um DSRV , que poderia ser transportado pela FAB e embarcado diretamente em um navio mais proximo do sub sinistrados, como fazem a US Navy e a Royal Navy.

Rafael Oliveira

Fora que com a enorme velocidade do Filinto no máximo ele conseguiria fazer um resgate na baía de Guanabara… e olhe lá!
É muito auto-engano achar que esse navio tinha alguma serventia real.

Leandro Costa

Sinos de mergulho são utilizados até hoje ao redor do mundo inteiro. Seja para trabalhos/manutenção em grandes profundidades, seja para pesquisa ou resgate. Por mais que os DSRV’s sejam o ideal, enquanto não tem um, vai o outro.

OBS.: Sinos de mergulho são tecnologia ‘um pouquinho’ anteriores às décadas de 1950/60. Só ‘um pouquinhozinho’ de nada.

John Paul Jones

O Sino de Resgate do K11 foi condenado pela MB infelizmente

Vovozao

15/12/2020 – terça-feira, btarde, só não entendi uma coisa; a MB fica tanto tento com um navio docado ate o descomissionamento, e, com o Felinto Perry foi vapt vupt, se nao me engano o novo navio de socorro submarino chegou ao Brasil em julho, e ja estamos descomissionando o antecessor, o que houve???? Para uma MB lenta ao agir, fugiu ao padrão.

Vovozao

……tanto tempo…

Jorge Knoll

Nesse rítmo de descomissionamento, E SEM A DEVIDA REPOSIÇÃO, logo a MB fechará, e o último que sair da sala, restará apagar a luz.

Camargoer

Caro Jorge. A MB comprou o K120 para ficar no lugar do K11. A MB está construindo quatro modernos SBR para substituir os IKL. Contratou quatro FCT com chance de serem seis, para substituir as Niteroi.. claro que podia ser melhor mas isso está longe de fechar a MB.

Fabio Araujo

Descanso merecido para um guerreiro que cumpriu bem sua missão!

Eduardo

Se não salvou ninguém, então não cumpriu nenhuma missão. Até onde sei, nenhum submarino nosso se acidentou.

Fernandino Rocha Coelho

Graças a Deus, não tivemos a necessidade de utiliza-lo porém, acaso não o possuíssemos e tivéssemos a necessidade, você estaria criticando pela inexistência de um equipamento para esta finalidade. Mas, tudo bem, para quem deseja ver e apontar erros e defeitos você demonstra ser um especialista. Aproveitando: Acaso você é dos que não contratam seguro, não adquirem extintores, devido a vencerem e não ter sofrido sinistros? Parabéns !! Vá em frente, afinal a morte é certa e, se ficares vivo, com sequelas e custos, seus “herdeiros da dívida” assim mesmo irão ti amparar. O mesmo não creio que farás para… Read more »

Gabriel BR

Vai virar parafuso e lamina de barbear

Jorge Knoll

Triste

Camargoer

Ola Jorge. Seria triste se a MB não tivesse o K120 em operação… bola pra frente..

gerson carvalho

Estava eu la no meu CT Maranhão quando esse bicho feio chegou.

gerson carvalho

Normalmente observando a recente história o navio de resgate só serve para remover os corpos.

Camargoer

Caro Gerson. Acidentes com submarinos devem ser investigados para descobrir suas causas. Mesmo que ocorra, como na Argentina, um longo tempo entre o acidente e a descoberta do naufrágio e que porventura, nem o resgate dos restos mortais da tripulação possa ser resgatado. No caso da MB, temos a sorte de nao ter armas nucleares no submarino, o que demandaria uma complexa operação de resgate. Mas no caso do SN10, haverá o reator que deverá ser selado e resgatado em caso (espero que nunca) de um acidente que leve á perda da submarino.

Marcelo Andrade

Camargoer, agradeço muito seu esforço hercúleo de informar mas, infelizmente, este blog é frequentado por surdos!! Só entram aqui para denegrir e procurar problemas, mas,, muito obrigado pelas suas colocações!!!

Fernandino Rocha Coelho

Ao remover os corpos, já cumpre a grande missão humanitária. E os entes que realmente nos querem bem, agradecem e muito. Vejamos o exemplo, recente, das tripulações dos submarinos Russo e Argentino. Sabe Deus, se seus familiares viverão o suficiente para dar aos seus corpos (eles já estão com o Criador) um lugar no cemitério e ali visitarem e homenagear. Quando o Criador nos convoca à prestação de contas, que só ele sabe, onde como, dia e hora, não importa, cada qual vai e não volta. Compete à nós, porém, a responsabilidade de providenciar todos os meios viáveis, ao nosso… Read more »

Marcelo R

A marinha do BRASIL deve se livrar de cerca de 80% de seu material flutuante nos próximos 5 A 10 ANOS… são embarcações com custo de manutenção proibitiva e que não se justificam mais esses gastos de dinheiro público com seu benefício.
Para continuar existindo a marinha do Brasil precisa de um milagre…um altíssimo investimento em curto prazo para uma nova formação com embarcações modernas , baratas, com alto índice de automação, para apenas a patrulha do mar territorial, descartado o custo para uma força naval como hoje seria a marinha real, ou italiana, ou alemã…

Camargoer

Caro Marcelo. A MB tem agora a mais moderna frota de submarinos da região. Há contratados 4 novas fragatas FCT paras serem entregues nos próximos anos com perspectiva que sejam 6. Tem um moderno navio porta-helicópteros (o A140), um moderno navio de apoio (G40), três patrulhas compradas novas há poucos anos, 3 navios de apoio de alto mar (G150~152), um navio de socorro de submarinos novos, um oceanográfico novo, um apoio polar novo… podia ser melhor, claro, mas podia ser pior… é a MB sendo MB.

Alang

E faltou escrever ”Governo Federal, pátria amada Brasil!”
😂😂😂😂😂😂

Paulo Drusnam

como tem gente despeitada….

Alang

Quer mais lenços? 😂😂

Camargoer

Caro Alang, Se é para criticar o governo, que se critique pelos motivos corretos, por exemplo os problemas em relação ao combate á covid, o desastre que é a política ambiental, o desastre da política externa, a falta de ação do ministério da economia para evitar o agravamento da crise economica, etc.

Alang

Aqui é um blog de discussão da marinha brasileira entre outras, nossas forças armadas estão em crise como o resto do país então vamos criticar a gestão sobre elas. Nossos meios de superfície de guerra direita estão caindo aos pedaços e num conflito direto nossa marinha seria aniquilada. Vocês que apoiam o governo não dizem que o inimigo tá a espreita, então vamos agir, diminuam os salários de todas as autoridades na ativa em 50% em prol da pátria, saúde, educação, segurança, empregos imediatos em obras de infraestrutura, aí entra a indústria naval, etc. Mas não, tem que ter o… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Alang
Camargoer

Caro Alang. Quem acompanha meus comentários sabe que sou um crítico do atual governo e das dos desmandos das forças armadas. Geralmente apresento argumentos baseados em números. Até sou malquisto pela intransigente por algumas ideias. Acho legítimo criticar governos em exercício. Há muita coisa errada, mas nem tudo.

Alang

Cite esse ”mas nem tudo”, será difícil achar uma bola dentro desse sujeito.

Fernandino Rocha Coelho

Em qual lado você se coloca, do mas nem tudo ou do outro?

Fernandino Rocha Coelho

Perdão eu quis dar um like, errei e dei o outro.
Felizmente depois várias tentativas consegui porém, não consegui desfazer o negativo (o qual que foi errado)

Fernandino Rocha Coelho

É vero !! Vamos pois pois, resolver tudo isto nas urnas e dentro das Leis do Criador.
São as únicas Leis que não são obscuras e não precisam de emendas ou trocas, elas são Eternas.

Fernandino Rocha Coelho

A renovação e atualização é uma constante necessária.

Welington S.

Essa desativação forçará a MB adquirir um outro navio de socorro?

Camargoer

Olá Wellington. A MB já tem o K120 que foi recentemente incorporado para fazer o trabalho de busca e salvamento de submarinos, mais moderno que o K11.

Filipe

Mergulhem tranquilos, estamos atentos!

M65

Qual é o mascote e lema do K 120?

Daniel

Certamente um excelente alvo para teste do sistema de armas do Riachuelo, passo fundamental para sua certificação operativa. Há outros sistemas ante superfície em desenvolvimento pela MB que também podem aproveitar a oportunidade.

Flanker

Alguém saberia dizer o que é isso que aparece à meia-nau, na linha d’água, na foto do Guillobel?

20201215_202556.jpg
Flanker

Aqui ampliado

20201215_202438.jpg
Pablo Maroka

Brasil podia doar para a argentina

Alang

Se não fosse a corrupção estrutural no Brasil poderíamos ter no mínimo uma ”marinha de aguas azuis um pouco turvas”, mas fazem questão de desviar verbas?

Camargoer

Caro Alang. Não existe corrupção estrutural no Brasil. Segundo a “transparência internacional”, o Brasil não é um dos países mais corruptos do mundo. Aliás, a Russia é mais corrupta que o Brasil (considerando os BRICS). Os EUA são tão corruptos quanto o Brasil, mas com a diferença que o “lobby” lá é legalizado. Os escandalos de corrupção no mercado financeiro dos EUA são maiores que os escandalos brasileiros envolvendo propinas por contratos públicos. Aliás, as concessionarias de lixo nos EUA são controladas pela máfia, assim como a rede de cassinos é usada para lavar dinheiro de corrupção e do tráfico.… Read more »

Alang

Só faltou escrever ”MITO, MITO, MITO…”
Já que o presidente disse que acabou com a corrupção?
😂😂😂

Eduardo

Espero que vire alvo, MB pouco pratica tiro ao alvo e vem a torpedar alguma coisa.

M65

Muito comum quem passava pela Ponte ver o K11 na sua base na Ilha de Mocanguê.

Marcelo Andrade

Sim, M65, o heliponto dele ficava na altura da via!

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

Doutrina de engajamento da US Navy contra submarinos inimigos

A doutrina de Guerra Antissubmarino (ASW) da US Navy (Marinha dos EUA) prioriza a destruição dos submarinos de um...
- Advertisement -
- Advertisement -