segunda-feira, março 1, 2021

Saab Naval

Leilão do casco da ex-fragata ‘Niterói’ – F40

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Casco da ex-fragata Niterói em 21/11/20. Foto: Edson Lucas

O leiloeiro João Emílio (www.joaoemilio.com.br) vai realizar no dia 21 de janeiro de 2021 o leilão do casco da ex-fragata Niterói, primeiro navio da classe Vosper Mk.10. O lance inicial é de R$ 630.650,64.

A visitação ao casco da Ex-Fragata Niterói é considerada pré-requisito para participação do certame. Esse pré-requisito tem como objetivo permitir aos interessados em arrematar o casco de tomarem conhecimento prévio do estado geral do lote e de sua localização, assim como, verificar os aspectos logísticos necessários à retirada do casco que são de inteira responsabilidade do arrematante.

DESCRIÇÃO: LOTE ÚNICO – COMPOSTO DE 01 (UM) CASCO DA EMBARCAÇÃO DA EXFRAGATA “NITERÓI” – CARACTERÍSTICAS DO CASCO: Deslocamento:3.200 Ton. (padrão) e 3.800 Ton. (carregado); Comprimento: 129,20 m; Boca : 13,50 m Calado: 5,90 m – OBS: A Embarcação encontra-se sem motores (principais e auxiliares), sem linhas de eixos, hélices, cabrestantes e antenas. OBS: SOMENTE PODERAO ARREMATAR ESSE LOTE PESSOAS JURÍDICAS DEVENDO APRESENTAR DOCUMENTOS ELENCADOS NAS CONDICOES Nº 4, DO EDITAL 63/ 2020 DA EMGEPRON.

Para acessar o edital de venda, clique aqui.

Captura de tela mostrando o valor do lance inicial de R$ 630.650,64

Fragata Niterói, em 19-12-2012 – Foto: Alexandre Galante

Fragata Niterói em provas de mar na Inglaterra, em 1976

Fragata Niterói, em 1976, antes da ida para o Brasil

Fragata Niterói em anúncio da Vosper em 1976, na revista International Defense Review

Fragata Niterói – F40 em provas de mar na Inglaterra em novembro de 1976

Fragatas Niterói – F40 e Defensora – F41 em provas de mar na Inglaterra em janeiro de 1977

Lançamento da fragata Niterói em anúncio da Vosper

- Advertisement -

185 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
185 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Willber Rodrigues

Sei lá….pra uma embarcação dessa, acho que ser usada como alvo em exercício de tiro seria muito mais honroso com esse navio.

Teropode

Honroso é ve_lo num desmanche , gerando emprego e renda para os macariqueiros que possuem família para tratar .

Koprowski

Se não fosse a necessidade, pela MB, dos recursos provenientes do leilão do referido casco, realmente seria muito mais honroso sua utilização como alvo, tanto para o MANSUP, lançado por uma fragata da mesma classe, quanto para o torpedo F21 e / ou SM39 EXOCET, lançados pelo S40 RIACHUELO, que ocorrerá em 2021.

Koprowski

Até a presente data, temos os seguintes cascos na BNRJ e AMRJ:

  • ex-NAe A12 SÃO PAULO;
  • ex-NDD G30 CEARÁ;
  • ex-FG F40 NITERÓI.

Alguém saberia dizer se temos mais algum (s) ?

Julius

E a corveta Jaceguai?

Johan

Tem o Garcia D’Ávila também com seu descomissionamento prematuro. O mesmo estava inoperante deste 2016 quando teve um incêndio. A MB está igual a pobre quando não tem condições de manter um carro, quebrou deixa encostado e depois vende a carcaça.

FERNANDO RODRIGUES

Engano da sua parte, recentemente lá nos EUA um porta-aviões que estava em reparos sofreu um grande incêndio, resultado, a Marinha já resolveu torná-lo de sucata.

Johan

Você sabia que a estrutura do navio americano, que por sinal não é um porta aviões, foi comprometida?

Joao Moita Jr

Comparastes a USN com a MB?? Não dá.
O Bonhomme é um navio de assalto litoral, e não Nae. E o casco derreteu e empenou, senão sim poderia se consertar.

Jorge Knoll

A tendência é a MB deixar de existir, ou ou se transformar em Guarda Costeira, ao repor os navios descomissionados.

Jorge Knoll

Ao não repor os navios descomissionados.

Wilson Lobe Junior

Esqueceu da opção “clube naval” com mordomias, festas e farta distribuição de medalhas por “serviços relevantes”.

eder

Acho que toda a MB atual pode ser vendida como sucata (casco).

Carlos Eduardo Oliveira

Tem a ex-CV V31 Jaceguai.

Batltefield

Como todo leilão, caso não seja arrematado no primeiro lance, na segunda chamada ele pode leiloado por valor bem abaixo do lance inicial.

Seria interessante que fosse liberado o leilão para militares da reserva, principalmente extripulantes, que ficariam loucos para participarem desse leilão e que investiriam certamente suas economias para terem oportunidade de serem chamados de donos do navio.

Mas em todo o caso, sendo pessoas jurídicas, acho que associações e clubes de militares da reserva também podem participar…

Last edited 2 meses atrás by Batltefield
Teropode

Sem lógica , isso ai vai alimentar as aciarias do Brasil , aço de ótima qualidade , os sucateiros agradecem .

Roberto Santos

Tiraram tudo, nem pra museu presta. Talvez pra sucata e reciclagem, nem sei se vale a pena R$ 630.000 por tão pouco aço aproveitável.
Uma pena, poderia até comprar, tenho 649.000 na Poupança.

Paulo HPS

Aço e alumínio… A Superestrutura é em alumínio…

Mario José

E verdade que por dentro tem muita estrutura em madeira??

Wilson França

Constitui uma pessoa jurídica, um MEI, vai lá e compra, ué.
Depois vai remando com ela para sua casa de campo na beira da represa.

2Hard4U

Só a quantidade de alumínio da superestrutura já paga com sobras o valor do lance mínimo.

Paulo Vasconcellos

Aço inglês!

Funcionario da Comlurb

Fico chateado em ver a Niterói assim.

Luiz Trindade

Eu também… Acho que poderia ser tombado como navio museu. Muito triste mesmo.

Gutex

Já eu, nao sinto tristeza alguma em ver navio dos anoa 70 dando baixa. Nada mais natural. O triste e vê-la assim, sem substituta. Isso sim é de doer…

Funcionario da Comlurb

Prezado, respeito sua opinião.

Teropode

O fim vem prá todos , até para o Sol .

Victor Moura

Por ser a primeira de sua classe, e representar um marco na esquadra brasileira da época a nível de tecnologia, tinha espaço e historia para virar um museu tranquilamente.

Souto.

Amigos alguma informação sobre a fragata Constituição e a Defensora ??

Koprowski

A fragata F41 DEFENSORA voltará ao setor operativo durante o 1º semestre de 2021.

Jorge Knoll

Pelo menos uma notícia boa, num oceano de notícias ruis, em relação a MB.

Luiz Trindade

Pois eh…

Teropode

Não há relevância alguma , nunca participou de um conflito , viveu como um Iate de luxo .

Heinz Guderian

Essa sua lógica é uma das mais infundadas que eu já li, e olha que eu já li coisa.

Teropode

Allgemeine , não sou favorável a forçar a barra para se criar heróis , nossa história é cheia destes contos , por isso no meu entendimento ,apenas o sucateado NAe ligeiro Minas gerais teria direito a está honraria , pela história geral nas três marinhas servidas , o resto não possui relevância histórica .

Wilson Look

Resumo da história do NAeL Minas Gerais, transportados de aviões e navio de treinamento.

O cruzador Tamandaré tem mais valor histórico.

Tem muito navio brasileiro que merecia ter sido preservado, além do Minas.

Israel Valim

Em 1990 participei, a bordo da Fragata Niterói, da “Operação Ibéria” ao largo da Península Ibérica. Só pra resumir, havia 23 navios de 9 nações diferentes. Dentre o 23 navios 2 eram submarinos portugueses (eu acho… não me lembro!!!) … de 15 ataques realizados pelos submarino contra a formação de navios, 13 ataques foram detectados e neutralizados pela Fragata Niterói…. eu era o Operador Sul do console A/S …… Bons tempos. Visitei os portos de Cádis, no sul da península e Ilhas Canárias.

Fernando Vidal

Já temos uma esquadra museu… Cada navio que dá baixa é a mesma história querem transformar em museu… A MB mal tem dinheiro para manter os navios que tem operando de tanta gente pindurada naquele cabide. O Canadá esta comprando 15 Type 26 da Inglaterra e tem cerca de 1/4 do pessoal da MB. Atualmente opera 20 escoltas e 8 submarinos, além dos navios patrulhas e auxiliares que possui. Tudo isso com 13.000 militares + 5000 servidores civis. Esta aí a razão de nossas deficiências em defesa. Enquanto isso nós vamos comprar 12 blindados ianques e 250 caminhões para os… Read more »

Salomo0n

Rá! Mas temos mais dentistas, psicólogos, motoristas, taifeiros, aspones, garçons e até um misterioso “Centro Cultural” num imóvel comprado a peso de ouro e hoje valendo ainda mais, na Av 9 de Julho, em SP.

Tomcat

Achei estranho venderem com o canhão junto. Pode?

Fernando "Nunão" De Martini

As peças aproveitáveis do canhão já devem ter sido retiradas faz tempo.

Flanker

Pois é, Nunão. Provavelmente esteja só a carcaça e o tubo do canhão. No texto fala que o navio está sem antenas….mas, a antena do radar está lá, no topo do mastro.

M65

Pensei que iriam usar como monumento exposto ao livre, como muitos que vemos quando passamos pela Ponte Rio-Niterói na BNRJ Ilha de Morangue: Vela de um submarino, tubo com lança-torpedos, uma torre de canhão de um Contratorpeiros. Obs. Atenção sou leigo, não sei se os termos estão corretos.

EricWolff

O canhão foi retirado semana passada…

M65

Espero que fique exposto em algum lugar. Pça XIV, BNRJ, AMRJ, cidade de Niterói.

Grozelha Vitaminada Milani

Vai virar arame, grampo e clipes de papel … Melhor assim. Se virasse museo não se sustentaria. Iria faltar grana pra mantê-la preservada e flutuando. Sei sei … deslikes … mas vc pagaria uma mensalidade pra mantê-la como museo? Você, isso mesmo, você que vai me criticar, colocaria algum dinheiro periódico para continuar a sua manutenção, possibilitar visitações e custear os instrutores a bordo? Ou quer que a Marinha assuma mais uma conta para manter o navio em condições de receber visitas, um corpo de ex-marinheiros e um lugar privilegiado para docar a 1a. da classe? É muito mimimi com… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Grozelha Vitaminada Milani
Funcionario da Comlurb

Sim.
Fico aqui pensando se a MB optasse por mantê -la como museu iriam aparecer comentários criticando a decisão porque seria mais uma fonte de gastos. Se optam por vender, criticam também.

Difícil.

Funcionario da Comlurb

Mas até onde sei nos EUA os navios são comprados e mantidos como museu por associações particulares, como ex-tripulantes, etc. Aí seria interessante.

Dalton

Galante não seria 3 ? o “Bauru”, “Riachuelo” e a “Solimões” ?
.
Quanto aos navios museus americanos, com exceção do “Nautilus” se não me engano o restante está nas mãos de particulares que contaram com ajuda de empresários, até mesmo de trabalho voluntário de ex tripulantes e apoio de políticos até para se encontrar locais adequados para eles.

Funcionario da Comlurb

Dalton, tem o Laurindo Pitta também.

Dalton

Sim, que eu tive a satisfação de navegar nele três vezes, um passeio altamente recomendável.
.
Mas, em que pese o significado histórico, o “Pitta”
foi bastante modificado ao longo dos anos e sendo um navio auxiliar e pequeno não comporta a mesma atratividade de um combatente nem tem o espaço a bordo para exibições como no caso do “Bauru”.

Francisco Ivaldo Ferreira

Como não comentar o crime que foi o que fizeram com o AvOc BENEVENTE U30, depois de passar quase dois anos por um longo período de reparo no dique atrás da antiga Odontoclínica no casco com troca de chapas de aço galvanizado, da linha d`água até a quilha, onde foi trocado toda rede de cabeamento elétrico e rede de vapor. passando por pintura geral ,meses depois foi feita a prova de desarmamento em seguida foi descomissionado e dado baixa do serviço ativo para onde seguiu para o estaleiro na ilha da Conceição onde foi cortado. (Dinheiro jogado fora) Detalhe: fiz… Read more »

Dalton

Oi Francisco, desconheço esse longo período de reparo, o que está disponível é que ele foi retirado de serviço em dezembro de 1974 e pouco antes em setembro participou de uma homenagem aos mortos da II guerra. . É possível que pretendessem estender a vida dele, como o “Bauru” só retirado de serviço em 1981 e no fim das contas apesar dos reparos não chegou-se a um resultado satisfatório ou chegou-se a conclusão que não valia a pena manter em serviço. . Não vejo isso como “crime”, navio antigo é um “mistério” e muita coisa descobre-se ao longo da manutenção,… Read more »

Wilson Lobe Junior

Não se preocupe, alguém ganhou para gerenciar a reforma, isto sim é o importante.

MMerlin

Dalton.
Utilizá-lo como alvo em um exercício real de tiro conjunto não seria de melhor proveito do que ver a embarcação ser desmantelada?
Estamos vendo um grande crescimento no número de exercícios. Aproveitá-la nos próximos poderia enriquecer uma simulação real de combate.

Dalton

Merlin…há um certo exagero quanto a validade de um navio servir de alvo, já que não pode defender-se, não tem tripulação para combater os danos e o navio pode estar inclusive pouco integro.
.
Duvido que a marinha brasileira obtivesse algum conhecimento significativo afundando a “Niterói”, não mais do que aprendeu afundando outros no passado recente.
.
E também tem a questão que preparar um navio para alvo custa dinheiro enquanto que se pode ganhar algum enviando para desmanche que é o destino da grande maioria dos navios que são retirados de serviço por outras marinhas.

Carlos Gonzaga

Galante, museu é pra país rico. Olha para armada dos EUA e olha para a nossa. Vale à pena manter museu com nossa disponibilidade naval? Esses recursos não seriam melhor aproveitados com treinamento, manutenção e aquisições de novos meios?

M65

Não vou entrar no mérito que a F-40 merecia virar Museu ou não, mas acredito q a MB precisa sustentar navios museus. Claro que vão dar despesas, mas são memórias materiais que ajudam a despertar vocações para a profissão militar e civil, aumentam o potencial turístico de uma localidade (ver Espaço cultural na Pça XV no RJ). Defendo que mais virem no futuro Museu como “Caverna Mestra da Armada” o monitor Parnaíba U-17, sustentados pela MB e/ou por fundações estaduais por exemplo.

Teropode

São todos ex combatentes , oque não é o caso destes navios brasileiros .

M65

A classe Fletcher de contratorpedeiros serviram na 2ª GM, Coréia. Depois alguns vieram para o Brasil, por exemplo o CT Paraná (D29), e outros com o nome de estados, mereciam virar Museu. Os estados homenageados, via seus governos, poderiam assumir a preservação dos CTs.

Agressor's

“A maneira mais eficaz para destruir as pessoas é negar e destruir a sua própria compreensão de sua história. Quem controla o passado, controla o futuro. Quem controla o presente, controla o passado.” George Orwell Este país teve grandes nomes em sua história passada como Santos Dumont, Bartolomeu de Gusmão, Oswaldo Cruz, Vital Brasil, Manuel de Abreu, Landell de Moura, Carlos Chagas, Oscar Niemeyer, José Braz Araripe…hoje temos nomes como Aron de Andrade, Miguel Nicolelis, Álvaro Alberto, Othon Luiz…e os brazileirus nem sabem quem são… Sabemos hoje mais sobre história estrangeira do que da nossa própria…porque aqui quando a mídia… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Agressor's
Zé Mané

Os navios-museu nos EUA são mantidos por particulares, até onde eu sei. O problema é que a MB inteira já virou um grande museu há muito tempo.

M65

Nos EUA tudo vira business, locais de visitação onde são cobrados ingressos. O envolvimento em muitas guerras com seus veteranos e dia merecidamente dedicados para eles e outros fatores, ajudaram a criar muitos museus públicos (federal, estadual e municipal) e privados (Fundações, …). Aqui não temos a visão de enxergar os Museus, Arquivos e Bibliotecas, além de prédios e monumentos como fontes de informação e memória e muito menos como potencial fonte de emprego e renda via turismo.

Teropode

Até onde sei o único barco que merecia esta homenagem era o NAe MG , o resto não possui tanta significância .

Wilson Look

O NAeL Minas Gerais nunca participou de nenhuma guerra em serviço pela Marinha do Brasil, sendo os últimos os contratorpedeiros da classe M a terem participação ativa em guerra.

Se é esse o seu critério, a participação em guerra, então todos os navios brasileiros posteriores aos contratorpedeiros Classe A não merecem essa homenagem.

O significado de uma Niterói é tão grande quanto o significado do NAeL Minas Gerais.

Teropode

Preciosismo de sua parte , totalmente equivocado .

Wilson Look

Ao meu ver é você que está equivocado. As Niterói transformaram a MB totalmente ao introduzir diversas tecnologias até então inexistentes na MB. Assim como o Minas trouxe de volta a aviação naval, porem, pelo critério de participação em guerra, nenhum deles se encaixaria, o Minas ficou pronto em 1945 e não viu ação de combate(diferente do São Paulo por exemplo que combateu em guerras na Marinha Francesa). Dificilmente algum navio brasileiro terá uma história como a da fragata Niterói de 1822, mas nem por isso devem ser vistos como sem valor, cada navio traz algo de novo para a… Read more »

M65

O MG foi o último da sua classe (oriunda da 2a GM) em operação. Houve tentativas de preserva-lo. Mais sobre a sua história em https://marsemfim.com.br/porta-avioes-minas-gerais/

Wilson Look

Eu conheço a importância do Minas, e as tentativas de preserva-lo(mesmo na época eu sendo muito novo, só depois por meu interesse em história militar que tomei conhecimento disso). Eu queria apenas mostrar que não é apenas a participação em guerras que qualifica um navio para ser um museu, o Minas sempre esteve operacional durante seu serviço, só não participou da guerra da lagosta devido a disputa entre a MB e a FAB sobre o grupamento aéreo. Uma nota que eu descobri, mas não acho denovo, quando o Minas chegou no Brasil ele teve um problema em algumas caldeiras, elas… Read more »

Fred

Pois é. Com o desdém que o governo atual trata a cultura (só fizeram cagada com o IPHAN, ibram, museus e espaços de cultura em geral, corte de verbas e nomeação de inaptos para gerir os órgãos), se o navio virasse museu, além de todas críticas ia acabar pegando fogo por falta de manutenção. Museus super importantes caindo aos pedaços pelo país todo. Sei que museus militares, fortalezas e outros itens são preservados pelas forças armadas, e muito bem preservados (dentro do possível com muito limite de $$ e pouca parceria com instituições acadêmicas). Mas o melhor destino pro navio… Read more »

Funcionario da Comlurb

Galante,

O que a MB faz com o mobiliário, eletrônicos e armamento desses navios desativados ?

Por exemplo, o Sistema Ikara , ja obsoleto, o que foi feito dele a época?

Guardaram alguma coisa do Minas ?

M65

Do Minas, o timão está no Museu Aeronaval no município de São Pedro da Aldeia. E um equipamento para auxiliar no pouso do Tracker está no Musal na Base dos Afonsos. Se você é da capital fluminense consegue ver os dois facilmente.

Funcionario da Comlurb

Obrigado M65.

Moro em Niterói. Vou procurar os hora rios dos museus e dar uma olhada . 👍

Mariner

O porta aviões SP serviria com um ótimo presídio, daria mais de 1000 celas levando para mar aberto e fundiando .😇😇😇

Fernando Antonio de Faria Soares

E em seguida servir como alvo para o teste dos torpedos e exocet sub do Riachuelo.

Teropode

Odeio concordar com isso 😁

Saldanha da Gama

Neste maravilhoso presídio flutuante, além de meliantes de alta periculosidade inserir também algumas castas de atuais e ex membros do executivo, legislativo e judiciário, tão ou mais perigosos que o marcola.

Kemen

Falando em perigosos e perigos, alguém quer privatizar a CEITEC, nosso pequenino “Vale do Silicio”. E viva o AGRO, adeus a TECNOLOGIA que tanto nos falta e também à PRODUÇÃO. A solução de estatais de tecnologia não é privatiza-las, é sana-las se tiverem problemas. Espero que não haja porcentagens ilicitas ou negociatas de favorecimento com as ações se isso se efetivar.

https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2020/12/24/alvo-do-governo-estatal-e-unica-na-america-latina-a-fazer-chips-no-silicio.htm

André Macedo

Excelente comentário vindo de alguém que nunca presenciou outra pessoa morrendo afogada, acho que a maioria que compartilha da sua opinião é assim também

Mariner

Caro André Macedo em 40 anos trabalhando aqui na costa gaúcha tu não faz ideia a quantidade de mortos que resgatamos o corpo no mar.Se tem pena de criminosos leva para casa.Feliz Natal.

Teropode

Se identificou com os anjinhos certamente.

Agressor's

Está é a republiqueta onde o corrupto é tratado como dotô e o pé rapado não tem vez.

Teropode

Eu nunca presenciei alguém morrer afogado porquê em três oportunidades eu e um colega entramos na água , não perdemos tempo filmando , perdemos milhares de likes , 1986 , 1995 , 2017 .

sj1

Tá nadando bem pra alguem que aparentemente já passou dos 50

Teropode

Foi nas cachoeiras de Minas , no Mar a coisa é mais bruta .

Kemen

Já salvei dois do mar em ressaca.

Wilson França

Eu salvei três!

Koprowski

Criminosos perigosos, estupradores, assassinos e políticos corruptos, p. ex., não são seres humanos. Se discordares, adote um…

Wilson França

Só existem duas soluções: ou mata ou adota.

Carlito

Já presenciei uma pessoa morrendo afogada, e foi horrível. Também presenciei pai de família sendo brutalmente assassinado por causa de uns trocados na carteira, e foi ainda pior…

Camargoer

Caro Mariner. O problema da segurança pública brasileira nada tem a ver com a falta de vagas no setor prisional. Aliás, o Brasil tem uma enorme população encarcerada sem que tenha impactado na melhoria das condições de segurança pública. Vamos aos fatos. O encarceramento por delitos pequenos leva o prisioneiro a ficar refém das facções que dominam o presídio, tornando criminosos primários de pequenos delitos em soldados do crime á serviço das facções. O aprisionamento causa um desequilibro social na família do detento, criando necessidades sociais sobre a famila que passa a ser assistida pela facção criminosa em troca dos… Read more »

Esteves

Mestre,

Não faz sentido.

Todos os presídios são dominados por facções. No Brasil, na Índia, nos EUA, na Rússia. Talvez não na Suécia aonde andam a fechar os presídios.

Há que haver pena. Existe outra pena além do encarceramento? Havia a forca. Diziam que causava ereção…pararam. Falaram que o fuzilamento dava depressão em quem praticava…pararam.

Criminoso não está nem aí pra pena. Nem pro presídio.

Olha aí o Rio. Prendem governadores e a roubalheira continua.

Camargoer

Olá Esteves. A maioria dos sentenciados cumpre penas por crimes pequenos. Essa maioria nem deveria estar na cadeia porque são crimes que poderiam ter penas brandas, indo de multas até serviços sociais. Outra parcela são crimes relacionados com tráfico, na maioria jovens “soldados do tráfico”. A pena de reclusão misturando jovens réus primários com reincidentes tem sido a ferramenta de pode das facções. Assim como expoliciais corruptos (deixaram de ser policiais quando cometeram crimes) e políticos corruptos são a minoria nos presídios. Outro problema são aqueles que cometem crimes contra a vida por motivo passional ou sob influência do álcool.… Read more »

sj1

vamos soltar todos

Camargoer

Caro SJ1. Acho um erro soltar todos os sentenciados. Alguns são psicopatas perigosos que precisam estar afastados da sociedade. Contudo, se você se refere a todos os réus primários de crises contra o patrimônio, principalmente de pequeno valor, concordo. Soltemos todos.

Eduardo

Tu votou no 13 em 2018 Camargoer …

Mariner

Amigo ,quando aventei está transformação em presídio ,este de segurança máxima para criminosos de alta periculosidade.Qual a vantagem?afastar estes indivíduos da sociedade ,ter um lugar onde não tem comunicação, ser externamente a prova de fugas.ETC.Fundiado a umas 100 milhas da costa é suficiente.Presidios aqui em terra é escritório de criminosos. Veja o exemplo dos russos que mandam a escória para cumprir pena na Sibéria, onde ninguém pensa em fugir pelo friu e distância .Abracos e um Feliz Natal.Obs.Concordo com seus argumentos em parte.

Camargoer

Caro Mariner. O problema dos presídios de segurança mínima ou máxima é a corrupção dos agentes (alguns são corruptos, outros são chantageados mesmo)…. um presídio sempre terá fluxo de material (alimentos, higiene, etc) e contato entre os agentes e os criminosos.

Carlito

É exatamente por isso que seria formidável alimentar aos peixes com aquilo que há de pior na sociedade.

Camargoer

Caro Carlito. O Brasil tem uma população carcerária de 700 mil pessoas, que custa em média R$ 2,5 mi por mês por sentenciado (sem considerar o custo do aparato judiciário). São mais de R$ 20 bilhões por ano, mais do que 5 vezes o que o país gasta por ano em ciência e tecnologia por meio do CNPq, FAPESP e outras agências de fomento.

Mariner

Caro Camargoer grande parte deste aparato judiciário trata de ações cíveis que necessariamente não tem relação com crime ou cadeia. (NÃO QUE EU CONCORDE COM ESTE APARATO TODO)O mais revoltante é que estes magistrados quando cometem crimes são aposentados compulsoriamente o que é uma afronta ao contribuinte.

Camargoer

Olá Mariner. Pois é. Os R$ 20 bilhões anuais é apenas do sistema carcerário. Cadeia custa muito caro.

Carlito

Exato. Mais uma vez, seria formidável converter toda essa população carcerária em ração para peixe.

Eduardo

Engordar tubarões.

Funcionario da Comlurb

Aproveitando a oportunidade, desejo a todos os colegas aqui do blog um Feliz Natal. 2021 está logo ali na esquina.

Satyricon

Início do fim de uma era.
Que faaaaase
Que venha alguma coisa de oportunidade, senão…

Johan

Acho meio difícil com atual gestão da MB vir alguma compra de oportunidade. Conforme mensagem de fim de ano do comandante, o maior patrimônio da força são as pessoas e deve ser por isso que eles estão “investindo” em “spars” e tem 80 mil homens sem navios etc

marcus

Esse patrimônio composto por pessoas, será utilizado como arma para contra-atacar o inimigo.
Um almirante e um capitão serão amarrados a um torpedo, e eles guiarão o mesmo até o alvo.

Mariner

Canicaze a moda BR.🤣🤣🤣🤣

sj1

Virão é concursos kkkk

Esteves

E como é que você acha que houve crescimento de empregos?

Camargoer

Caro Satyricon. A MB contratou quatro fragatas novas. Para que compra de oportunidade? Se houver dinheiro, que seja gasto na conclusão do PMG da classe Tupi. Melhor colocar os submarinos para operar do que comprar navios de superfícies usados.

Esteves

Mestre,

Esse assunto vai rolar encrenca.

A MB pediu 7, ganhou 9. Com nove não compra 4 fragatas de 2 bilhões de dólares moderninhas com recheio.

O alemão está sendo fatiado, quer fundir-se aos indianos, está ao que parece bem paradinho e…da compra do estaleiro em SC não tivemos mais notícias nítidas.

Vem CCE por aí.

Satyricon

Caro Camargoer, vc está partindo do princípio que a MB opere sob certa lógica, e que possua uma linha de prioridades. Concordo com vc que a prioridade “zero” seria o retorno à operação do maior número possível de tupis, mas as coisas não são bem assim na MB. Ela prefere comprar 100 caminhões Unimog especiais e importados, do que priorizar um PMG de um sub. Fazer o que? Vá entender… Quanto as FCT lembre-se que faltam anos até a primeira ficar pronta, e só receberemos as últimas no final dessa década (2028). Não há como manter as demais Niterói ou… Read more »

Camargoer

Olá Satyricon. A compra dos UNIMOG para os fuzileiros é um excelente exemplo de falta de prioridades….

sj1

Nossa, vc insiste nos Tupi ein…

Satyricon

Sj1,
Põe meu nome nessa sua lista de insistentes, por favor

Camargoer

Caro SJ1. Insisto no que faz sentido. Se você tiver um argumento melhor que mostre fazer mais sentido comprar fragatas usadas, passarei a defender a sua ideia. Apenas os tolos não mudam de ideia. Gente inteligente muda de opinião com pela força do argumento.

sj1

Eu apoiar sucatas(fragatas usadas) ?!? credo, sou o mais crítico disso no fórum. Fora sucata, fora FMS !

Camargoer

Caro SJ1. Eu também sou contra a aquisição de fragatas de segunda mão. Defendo as FCT, o Prosub e defendo a conclusão do PMG dos Tupi.

JOSE DE PADUA VIEIRA

Vou arrematar e trazer aqui pra Minas

Esteves

BH. Lá no mirante da serra.

Caio

Uma transferência de tecnologia que pouco produziu e embarcamos em outra, mas segue o baile.

Funcionario da Comlurb

Como assim? De onde vc acha que veio o projeto das corvetas, do Navio Escola Brasil da Barroso? Prezado , se nao tem o que falar, fica quieto. Melhor ficar quieto do que escrever asneira e passar vergonha.

Flanker

Mas, isso que vc citou, teve sequência? Desde a Barroso não é incorporado um combatente de superfície novo na MB. E agora, para termos as Tamandarés, estamos comprando tecnologia novamente.

Funcionario da Comlurb

Sim, a Barroso foi a última e estamos comprando tecnologia novamente, ok.

O que nao é correto é afirmar que o projeto das fragatas pouco produziu.

Caio

O que recolhe na Comlurb está indo pra cabeça? Vai pesquisar o custo e produtividade dessa transferência antes de mostrar raivinha de Zé roela.

Esteves

Verdade.

Se o aprendizado tivesse continuado, se a capacitação tivesse perenizado, se os investimentos tivessem persistido, se a transferência de tecnologia que fazemos servisse para nossa evolução…

Se.

Como nada disso aconteceu entregamos um contrato de 4 navios para um estaleiro estrangeiro fazer uma ponte rolante com os indianos.

Impressionante.

Control

Srs
Jovem Caio
A produção de parte das Niterói no Brasil não sra prevista no processo de compra, mas foi adotada posteriormente devido a Vosper estar com muitos pedidos. A priori, o processo de aquisição não previa uma TOT como no caso do Prosub ou dos IKL. A produção no Brasil foi uma contingência de momento e que, até, produziu alguns resultados. O problema é que nos falta visão, planejamento e persistência e nos sobra imediatismo e interesse por “ganhos/vantagens paralelas”.
Sds

Esteves

O problema são os outros, prezado Control. O que passa nos dois estados mais representativos? Em um, governadores, ex-governadores, atuais governantes, gente do meio público presos, afastados e a contar dinheiro roubado. Em outro, prefeito que abre corrida por aumento salarial público concedendo a si, primeiro, vantagem de 50% sobre todo o resto da população. E tira foto sorrindo. O Brasil do pra que vacina. O Brasil dos contratos. Diz a mídia que estamos entre os poucos centros produtores de vacinas. Até porque vai ter cobra assim a dar com pau. Tudo que é peçonhento e rastejante habita no meio… Read more »

Eduardo

Prevejo isso com os Scorpenes e com os Gripens tb.

Mensageiro

Um grande parque de diversões pode comprar pra servir de atração.

Esteves

Tem uma horta na popa.

Esses marinheiros criativos e suas plantações magníficas.

Marcelo R

A Marinha fez o CTE U 28 Bauru, Rebocador R14 Laurindo Pitta ,Submarino S22 Riachelo todos no 1 distrito no Rio de janeiro, tem ainda a corveta V24 Solimoes no 4 distrito em Belem do Pará e tem a corveta V15 Imperial Marinheiro no 5 distrito no Rio Grande do Sul, Já tem demais navios museus e o povo nem visita mais esses navios, ninguem se interessa por eles, no brasil nunca houve cultura naval para isso. Esses navios estão lá como museus por enquanto, mas quando aparecer um problema que custe muito caro…. vão para demolição também.. Esquece esse… Read more »

Esteves

O aço…em razão da idade, do sal, do mar…acho que não presta pra sucata. Talvez para fornos.

O que deve ter maior valor é o alumínio. Mas picar o navio até separar o alumínio…

Acho que ninguém compra.

Camargoer

Olá Esteves. Geralmente, aço novo demanda um pouco de sucata para “sujar” a batelada. Eles geram um pouco de escória que precisa ser removida mas desconheço qualquer impedimento de usar aço velho como sucata na produção de aço novo.

Esteves

Eu não conheço metalurgia, Mestre.

Digo que o aço do navio tendo enfrentado mar deve ser diferente de sucata doce. Prestando para fornos, ok. Encrustada de maresia, não sei.

O alumínio deve ter maior valor para os sucateiros. Mas até separar…também não sei o custo disso.

Esteves conheceu um sucateiro de alumínio. Ficava na perseguição de usinas. Não recordo dele ter mencionado navios salgados.

Aço puro e velho como o Esteves…é bom. Mas não se encontra com facilidade. Uma pena.

Camargoer

Olá Esteves. Aço novo precisa de sucata.. precisa de nióbio, manganes, magnésio, silicio, vanádio e o resto da tabela…. material orgânico é queimado no aço derretido a 800 graus… material inorganico ou é incorporado ou eliminado como escória… aço naval é superior ao aço comum…. misturar um com o outro é perder dinheiro

sj1

Nióbio e Grafeno, a salvação !

Camargoer

Caro SJ1. Nem grafeno nem nióbio. A salvação está na reativação do setor industrial e na melhoria da educação pública, principalmente no ensino médio que é o grande gargalo hoje.

sj1

kkk

Mariner

Esqueceram da grande quantidade de cobre que estas embarcações tem.Fio ,cabos de energia ,bubinas,chumbo de quadros de baterias,ETC.A não ser que antes de leiloar MB depene estes materiais de maior valor.

Camargoer

Olá Mariner. Você tem razão. São muitos cabos elétricos e uma quantidade menor de outros metais como chumbo e também aço inóxidável.

Vicente Araujo

primeira imagem causa uma ilusão de ótica danada kkkkk da a impressão que a torre de radar do Atlântico pertence a Fragata Niterói kkkk

Flanker

Putz….é verdade….eu fui um dos que se enganou com isso. Realmente, o radar é o Artisan do Atlântico ….hehehe

SAMUEL COLETA ESTEVES GOMES

eu transformaria em um restaurante flutuante…..para os campanhas visitarem com suas famílias….

Clibanário

Deveriam lançar um novo livro: “A Morte do Cisne”.

Saldanha da Gama

2!!!!!!!!!!

SERGIO LAMARCA LEITE

Normalmente o preço de venda de sucata de aço e de alumínio está na casa de 5 a 10% do valor de mercado desses dois materiais. Hoje o aço naval está sendo cotado a quase 6 reais o quilo e o alumínio está na casa de 30 reais o quilo. Somasse a isso que custo de reboque, docagem e do desmonte propriamente dito (mão-de-obra, custo hora máquina, custo de consumíveis, custo de guindastes, etc.). Trata – se de um grande passivo ambiental pois a quantidade de poluentes que estão localizados nos tanques de óleo, no fundo da praça de máquinas… Read more »

Mariner

Sem contar que um navio velho com muito sistema a vapor deve ter grande quantidade de amiento, altamente tóxico. No desmanche solta grande quantidade de poeira .

Control

Srs
Jovem Mariner
As Niterói não usam propulsão com turbinas a vapor. Usam turbinas similares as de aviões a jato e motores diesel.
Sds

Mariner

Caro Control trabalho em um rebocador desde 79 aqui no sul ,todo sistema de descarga é isolado com fita de amiento.Vale lembrar que estava me referindo ao SP que tem o sistema a vapor no convés. Sendo antigo provavelmente utiliza este componente.

Mariner

Um Feliz Natal a todos.

Foxtrot

Achei que ela seria usada para o teste final do MANSUP ou sofreria estudos para evolução de seu projeto.

Pablo Maroka

Se já não fosse do brasil provavelmente a marinha estaria de olho

Camargoer

Olá Pablo. Não seu se a MB estaria interessada mas alguns colegas defenderiam fortemente a sua aquisição como compra-de-oportunidade.

Esteves

Síndrome de Diógenes.

Paulo Costa

Tenho esta foto a bastante tempo,a qual unidade pertençe?

A-11 timão.jpg
M65

Osshhh….se eu olhasse o site com mais frequência…ia responder primeiro que o editor !!!!, rssss. Eu achei familiar a foto porque visitei o Museu Aeronaval em São Pedro da Aldeia, há uns dois anos e fotografei o timão do A-11

Claudemir de Miranda Santos

Achei engraçada a foto da fragata. Neste ângulo percebi o mastro com o radar artizan e fiquei chocado. como assim? Leiloar um museu com equipamento de auta tecnologia? Mas depois com muita calma percebi que era o mastro do navio multproposito São Paulo que está ancorado no píer ao lado.kkkkkkkk

Saldanha da Gama

Um natal maravilhoso a TODOS!!!!!!!!!

Kemen

Obrigado, para você também.

Joli Le Chat

Leilão não é um destino bom para o caso da ex-fragata. Vai se tornar o ex-casco da ex-fragata.

Eu faria diferente. Eu colocaria este casco pinado, na frente do Ministério da Defesa, em Brasília.

Marcelo Barros

Esse leilão parece que será menos problemático que o casco do A12, pelo menos. Seria legal que virasse um museu em SP ou no Nordeste, para mostrar a importância da marinha e da Amazônia Azul.

Rafael M. F.

Merecia uma nova vida como NMu, por todo o divisor de águas que ela representou.

M65

Vendo a matéria e os comentários favor e contra (mais um gasto para a MB) quem teria plenas condições de sustentar a F-40 como Museu flutuante é o município de Niterói onde seria mais uma atração na sua orla: Caminho Niemeyer, ou nos bairros Ponta da Areia, Enseada de Jurujuba/Charitas. Quem conhece o orçamento do munícipio sabe o que estou dizendo. Caso não tenha compradores no 1°leilão é algo a ser pensado.

Top Gun Sea

Eu acho a coisa mais sensata a fazer foi realmente ir a leilão. Dependendo da quantidade de aço e ligas de alumínio, pode sim ser reciclado e reaproveitado, a natureza agradece além de gerar emprego. Espero que apareça algum interessado.

Camargoer

Olá TGS. Creio que além do aço e alumínio, também deve ser incluído o cobre das instalações elétricas. Um barco como este tem muito cabeamento elétrico e algum aço inóx de partes especiais.

JORGE PETROLA FERREIRA

Vou esperar para comprar a F-41….

A Niterói dá azar…

João Fernando

Mas já vai aposentar??? Desperdício de dinheiro. Poderia ser usado um pouco mais

Mariner

Neste mundo nada se perde tudo se transforma.Se o material for utilizado com sabedoria.Ex.A Petrobras leiloa seus mangotes flutuantes de 34 polegadas por 13metros de comprimento usados para prefeituras e pessoas físicas, os mesmos são utilizados para captação fluvial, emissários de esgoto.ETC.Tem que ser bem pensado onde seria melhor aplicado estes cascos de navios ,antes de cortalos dei uma idéia para o SP .Um presídio ,outras embarcações poderiam servir de depósito ou píer para embarcações menores no rio Amazonas.As alternativas existem ,tem que ser pensadas.

Antonio Henrique Dantas Silva

Para quem gosta de navios de guerra (ama) e constrói modelos em escala, dói muito ver um peça dessas ser transformada em sucata, deveriam destinar pelo menos um deles para ser um museu flutuante.

Marcelo

A marinha tinha que doar logo o casco pra ficar livre dessa dispesa,fica correndo atras de pouca coisa $$$ e vai passando os meses e ela gastando $$$$ pra manter o casco flutuando !!!!

Mariner

Este navios inclusive a Nae SP poderiam ser retemorizados aqueles que presisam , os que estão com casco bom basta uma docagem ,raspar as cracas pintar,rearmar e incorporar a flotilha da Amazônia, pois em água doce dura mais 20 ou 40 anos.Para quem acha o rio muito baixo vamos aos números. A profundidade do rio Amazonas na média é de 50 metros em alguns lugares chega a 120 metros. Sua largura é de 15km. Não deixa de ser uma solução para a MB aumentar sua proteção na Amazônia, seria o único país com navio aeródromo do mundo e uma frotilha… Read more »

Camargoer

Caro Mariner. A MB avaliou a remotorização do A12. O custo teria sido da ordem de US$ 1 bilhão sem que houvesse garantia dele manter o desempenho necessário para a MB. Por isso a MB decidiu pelo seu descomissionamento.

Mariner

Caro Camargoer creio que o MCP não é o maior problema do SP , creio que é seu sistema de caldeira que manda vapor para a catapulta do convés que impulsiona as aeronaves.No caso podia receber helicópteros. Não foi um cano ou caldeira que explodiu machucado tripulantes?Isto não deixa inoperante na Amazônia. Me corrija se estiver errado,pois MCP pode ser diesel óleo cru acima de 2000 CV . Conheço mais os MCP e MCAS de navios mercantes.

Camargoer

Caro Mariner. De fato, a reforma envolveria a remotorização, a reforma das catapultas, do sistema de geração de vapor, do sistema de geração elétrica e de todos os sensores. Todo esse conjunto custaria mais de US$ 1 bilhão, sem a garantia do navio operar satisfatoriamente. Foi uma pena mas não havia outra solução para o A12.

gerson carvalho

Eu faria um restaurante e motel bem legal!

Luiz Floriano Alves

Y
Tocar concreto, Gunite, no interior e fazer um recife artificial. Como muitas nações estão fazendo. De resto o dinheiro de sucata nem paga os canapés e lagostas dos insolentíssimos.”

marcos kleber

por acaso essa Fragata foi a que colidiu nos arrecifes próximo a costa Fluminense ? provocando várias avarias no navio ?

Fernando Vidal

Alguém tem ideia do que será feito do lançador Albatroz (novinho) e dos dois canhões Bofors Trinity de 40 mm da Niterói? Será que não seriam uma opção melhor para a defesa AAer do Atlântico do que os Mistral? Ou ainda, será que conseguiriam encontrar lugar para colocar um lançador Albatroz na Barroso?…

Luiz Floriano Alves

Dalton Grato por sua valiosa atenção para esse assunto que gera controvérsias. Os projetistas e construtores preserem o Aluminio. Os, combatentes preferem o Aço balístico. A guisa de contribuição anexo matéria, Abraço The Navy, reversing a trend that began after World War II, is going back to building ships with steel rather than aluminum superstructures, in part because the lighter metal was found to crack, officers say. Rear Adm. Myron Ricketts, who is in charge of design and engineering for the Naval Sea Systems Command, said the Navy had spent billions of dollars repairing cracks in aluminum superstructures, the part… Read more »

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

Marinha Real do Reino Unido adquire o Sistema de Treinamento de Guerra Anti-Submarino da Saab

A Saab recebeu um pedido para fornecer à Marinha Real do Reino Unido o sistema de treinamento de guerra...