sábado, fevereiro 27, 2021

Saab Naval

Aspirantex 2021: Embarques movimentam meios da Esquadra

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Seguindo o cronograma da “Aspirantex 2021”, 70 Aspirantes da Escola Naval embarcaram nesta quarta-feira (13) em cinco meios da Esquadra. No Navio Doca Multipropósito (NDM) “Bahia” embarcaram 51 futuros Oficiais; a Fragata “Constituição” recebeu oito Aspirantes; sete estão a bordo da Fragata “União”; e a Corveta “Barroso” e o Submarino “Tupi” receberam dois Aspirantes cada. Estes meios, em conjunto com o Navio-Aeródromo Multipropósito “Atlântico”, formam o Grupo-Tarefa responsável por realizar as atividades relacionadas à Comissão.

Às vésperas do início da “Aspirantex 2021”, os meios participantes executam os preparativos planejados enquanto permanecem em prontidão. No NDM “Bahia”, embarcaram um pelotão do 2º Batalhão de Infantaria de Fuzileiros Navais e um destacamento de apoio, composto por 61 militares, além de duas viaturas leves, duas viaturas 5 Ton ATEGO e duas viaturas “Piranha”. O embarque tem como objetivos familiarizar os militares do Corpo de Fuzileiros Navais com a vida de bordo, contribuir para o adestramento da tripulação do navio e permitir que os Aspirantes conheçam na prática as atividades desenvolvidas pela tropa.

A Marinha realiza, no período de 14 de janeiro a 5 de fevereiro, a “Aspirantex 2021” na área marítima compreendida entre as regiões Sul e Sudeste do País, sendo visitados os portos de Itajaí (SC) e Santos (SP).

Ao todo, 258 Aspirantes da Escola Naval participam da Comissão para se familiarizar com a rotina e as tarefas características da vida a bordo, a fim de vivenciar na prática os aprendizados que obtiveram nos bancos escolares.

FONTE: Marinha do Brasil

- Advertisement -

18 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
robson

adotaram a torre da ares nos piranhas?

Flanker

Acho que é uma torre/cúpula OHPC, que oferece proteção contra munições 7,62 mm para o atirador/comandante da viatura.

Flanker

Só por curiosidade, se são 258 aspirantes e no texto fala que 70 embarcaram nos meios citados, os 188 restantes embarcaram no Atlântico?

Flanker

Perdão, mas eu li só agora, no outro tópico, que os aspirantes restantes embarcaram no Atlântico…..erro meu.

Teropode

Me desculpem mas : Se não realizar uma reforma bruta na previdência deste setor dificilmente teremos uma Marinha razoável , despejam uma quantidade enorme de aspiras a cada quatro anos , os caras reformam com menos de 50 anos , não tem redução de salário só reformar , tá osso, o estado tem que encarar de frente esta situação , aqui em minas estão quebrando o estado com as pensões dos PMs , a promoção compulsiva piorou a situação , um soldado meia – boca reforma como Sargento 25 anos depois .

Flanker

⅕Como assim, aspirantes a cada 4 anos? Todos os anos tem formaturas de aspirantes, nas 3 Forças.

Agnelo

Eu concordo
Poderia botar no teto da previdência quando na reserva, e na ativa pagar cada plantão, cada hora noturna, cada hora extra e o adicional de periculosidade.
Pronto, resolvia assim e ficaria bom.

Flanker

E poderia tb não ir para a reserva com 50 anos….passam mais tempo na reserva do que na ativa. Vão para a reserva mantendo a integralidade ou não? Se colocar o teto do INSS para quem vai para a reserva e manter como é hoje na ativa (sem hora extra, adicional, noturno, etc) vão existir milhares de candidatos nos concurso militares. O militar ir para a reserva com 50 anos não tem cabimento!! É um deboche com o trabalhador civil!!

Agnelo

Podia ficar o Suboficial da MB com 65 anos na sala de máquinas de um navio, 60º C, dias e duas….
Ou um infante com 45 Kg de equipamentos até os 65….

O exército espanhol fez isso, jogou a idade pra cima…. virou um circo de velhinhos com problemas na coluna, joelho etc…

Flanker

Agnelo, vc nunca vai me ver usando palavras chulas ou termos agressivos e depreciativos contra os militares. Tb admiro muito tua postura e comentários. Mas, a previdência militar, do jeito que é hoje, já mostrou que não funciona. E não digo que militares tenham que trabalhar até os 65 anos. Pode ser até os 60…
E quando estiver próximo dessa idade, ele fará atividades e desempenhará funções burocráticas. Num país como o Brasil, NÃO tem cabimento um trabalhador ir para a reserva com 50 anos e, as vezes, com 49, 48 anos. Nada justifica isso! Um abraço.

Last edited 1 mês atrás by Flanker
João ESIE

Vou defender a minha pátria… A não ser que eu tenha regalias, Brasil sil sil sil…

Agnelo

Se vc acha q o direito dos trabalhadores é regalia, parabéns!!! Trabalhe como um escravo.

João ESIE

Isso não existe em nenhuma Marinha, mas quer implementar aqui no Brasil. Por isso que a Marinha não é capaz de garantir a segurança dos nossos mares e rios. Muito gastos com o pessoal, enquanto os equipamentos estão defasados.

Entusiasta Militar

Equiparar direitos trabalhista do militares com o civis seria ótima solução sim e se o pagamentos do pessoal da reserva fosse pelo inss seria melhor ainda para o orçamento da defesa

Carvalho2008

Poderia ir ao serviço publico e completar os 65. Deixando a escolha os 50 mas com fator de redução. É um servidor muito especializado para ser disponibilizado aos 50.

Cristiano de Aquino Campos

Com Bolsonaro e os militares que temos no governo, esquece!

VITORIA SILVA FERREIRA

Como esta o percurso da Viajem ? Irá ter mais materias como essas? Quero saber mais sobre o Atlântico em suas viajes! Pfv…Grata!

Rodrigo

Já foi feito desembarque de viaturas a partir do Atlântico?

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

O afundamento da fragata INS Khukri pelo submarino PNS Hangor na Guerra Indo-Paquistanesa de 1971

Conheça a história do primeiro afundamento de navio de guerra por um submarino após a Segunda Guerra Mundial A fragata...
- Advertisement -
- Advertisement -