sábado, maio 28, 2022

Saab Naval

Porta-aviões USS Nimitz recebe ordem para voltar para casa em Bremerton

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br
USS Nimitz

O porta-aviões USS Nimitz da Marinha dos EUA está voltando para casa em Bremerton, confirmou o Pentágono.

O grupo de ataque do USS Nimitz está se dirigindo no momento para a região do Indo-Pacífico, depois de passar mais de 270 dias no Oriente Médio.

Na semana passada, o grupo de ataque do USS Theodore Roosevelt entrou no Mar da China Meridional para promover a “liberdade dos mares”.

O secretário de Defesa Lloyd Austin ordenou o envio de Nimitz, que está ausente de Bremerton desde abril de 2020, de volta para casa. O navio de guerra, homônimo da classe Nimitz de super porta-aviões, inclui cerca de 3.000 marinheiros da Base Naval Kitsap.

Uma vez em Bremerton, o porta-aviões deve realizar o que é conhecido como “disponibilidade incremental planejada” de manutenção no Estaleiro Naval de Puget Sound. Estará atracado no Píer Bravo da Base Naval Kitsap-Bremerton e não exigirá trabalho em dique seco.

O Nimitz comissionado em 1975 deverá ser desativado em 2025, embora se tenha falado em estender temporariamente sua vida útil.

O Nimitz teve sua volta para Bremerton adiada várias vezes durante a implantação. No final de dezembro, o navio de guerra foi enviado para casa depois de ser chamado à costa da África para apoiar os movimentos de tropas americanas dentro e fora da Somália.

Mas o então secretário de Defesa em exercício, Chris Miller, anunciou dias depois uma reversão para manter o Nimitz na região do Golfo Pérsico, dizendo que seu grupo de ataque era necessário na região por causa do que ele disse serem provocações do Irã.

No início de dezembro, o navio de guerra e sua frota de mais de 60 aeronaves foram chamados de volta para a região do Golfo a fim de apoiar a retirada de tropas no Oriente Médio.

- Advertisement -

77 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
77 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Yuri Dogkove

Vai lá Brasil, quem sabe sai baratinho…

Last edited 1 ano atrás by Yuri Dogkove
Entusiasta Militar

Ta desinformado, primeiro os EUA nao vende porta-aviões como esse e segundo o Brasil nao precisa ja que A Marinha do Brasil vai começar a construir seu futuro porta-aviões em parceria com um estaleiro estrangeiro já apartir de 2030 após a conclusão do nosso primeiro submarino nuclear

Ersn

E o grupamento aéreo embarcado será com que ?até lá o A4 já era.

Last edited 1 ano atrás by Ersn
Flanker

Subnuc pronto em 2030? Porta-aviões iniciando construção em seguida? Tá bem….e o coelhinho da Páscoa e o Papai Noel, vem quando??

DOUGLAS TARGINO

Amigo, da onde tu tirou isso? Jesus… kkkkkkk

FRANCISCO CHAO DE LA TORRE

E em 2040, nossa frota espacial (cuja nau capitânia será a NCC 1701 Star Trek) defenderá o planeta Terra de ameaças alienígenas…

Leandro Costa

A NCC-1701 é a Enterprise e não a “Star Trek.” Não há uma nave com esse nome atualmente em serviço com a Frota Estelar. 😀

Esteves

Meninos…

FRANCISCO CHAO DE LA TORRE

Ops! Tens integral razão… Perdoe minha falha. Onde se leu Star Trek, leia-se ENTERPRISE (a melhor de todas, sempre!) Vida longa e próspera.

Esteves

USS Enterprise (Século XXIII) Classe: Constitution Número de registro: NCC-1701 Comandante: Capitão Robert April, Capitão Christopher Pike e Capitão James T. Kirk PROJETO E DADOS TÉCNICOS Talvez a mais famosa nave em toda história da Federação, a USS Enterprise original era uma nave classe Constitution, número de registro NCC-1701. Lançada em 2245 do Estaleiro de São Francisco, orbitando a Terra, a Enterprise foi primeiramente comandada pelo capitão Robert April, e depois pelo seu primeiro oficial o então capitão Christopher Pike. Extremamente equipada para pesquisas no espaço profundo, a Enterprise tinha 14 laboratórios científicos. A nave alcançou status legendário durante a missão de cinco anos comandada pelo Capitão James T. Kirk, de 2264… Read more »

carvalho2008

Vida longa e prospera!

Fernando Veiria

N-C-C-1-7-0-1. No bloody A – B – C – or D!

Leandro Costa

Ahhh Scotty!

Marcelo Baptista

Meu exemplo de engenheiro, heheh.

Fernando Veiria

Minha inspiração para fazer engenharia foi Montgomery Scott.

Como pode existir um sujeito que conserta e faz basicamente tudo com máquinas e ainda bebe whisky no processo? Era isso que eu queria pra vida.

Flanker

Vocês não gostam de filmes de verdade???

Teropode

Dei esta idéia e ninguém curtiu ?

Rudi PY3TO

E a frota estelar da MB tera 150,000 marinheiro!

Victor Filipe

Eu JURAVA que a Nau da MB seria o Star Destroyer Devastator…

Piassarollo

Acha mesmo que o subnuc vai estar pronto em 2030?
Sendo bem otimista e se realmente sair do papel, dá pra imaginar ele pronto lá por 2040…

Plinio Carvalho

kkkkkkkk ta sonhando de mais amigão.
Brasil mal tem escolta e vai construir um porta-aviões em 2030?
vc deve ser aquele otimista master supremo kkkkk..

Nascimento

Hahaha eu conto ou vocês contam?

Alang

Agora conta aquela do papagaio manco que assobiava o hino do Botafogo.

Adriano Luchiari

? ? ?

Zorann

Cara…. vc não é um entusiasta militar não. Vc é um iludido Militar.

Submarino nuclear em 2030 e construção de Porta Aviões? Mas nem em sonho é possível.

Eduardo

Tá com devaneios ele!

Jorge Knoll

Otimista!

Boa piada, não precisa abrir a boca pelo resto do 1º semestre do ano.
Porta-aviões feito no Brasil, nós não veremos, para quem tem mais de 50 anos de idade.
Será mesma novela do Sub Nuclear, onde já se vão 25 anos ou mais.
Que, conhece o Brasil, e a MB, sabe que os prazos não serão cumpridos, por “n” motivos, que nem necessita aqui serem expostos.

Jefferson

Única coisa que eu realmente vi foi meu primo militar ter o salario quase dobrado em 2 anos, de resto o sucateamento continua igual…

Jean Tanaka

E ai você acordou do seu sono profundo? hahahaha Torça para estar vivo e com comida na mesa em 2030. Se é que chegaremos em 2030 hahaha

Welington S.

Como você tem tanta certeza assim em afirmar que o Brasil construirá seu próprio porta-aviões em 2030? Aonde você viu isso? Se for realmente verdade, estamos bem na fita…

Henrique

A MB ta tirando leite de pedra pra comprar quatro fraguetas e tem gente que acha que vai vir NAE na próxima década…

Dod

Caramba mais de 270 dias dentro de um navio, tem que gostar muuto do que faz, é o mesmo que trabalhar de domingo a domingo

carvalho2008

É por isto que digo, afirmo , reafirmo e repito que a MB precisa de Nae, mas nosso Nae teria de ser bem diferente pois jamais precisaria ficar 270 dias fora de casa….alguem imagina a diferença de requisitos e custos que seriam dispensaveis e desnecessários??? Uma diferença enorme…é possivel algo muito barato….não vai ao outro lado do mundo, não vai ficar meses no mar, nem precisa ser capitanea de nada, não precisa fazer o comando e controle ….e numa média de uso das missões, não ficaria mais de 3 mil km longe de nossa costa…. é outra coisa muito diferente… Read more »

Fernando Turatti

Honestamente, se seu NAe não serve pra ir guerrear longe de casa, larga de jogar dinheiro fora e use suas bases terrestres. O valor de um NAe dos mais baratinhos não ficaria abaixo de ~2B. Dá pra comprar muito gripen E com esse valor(a Suécia pagou ~88M por cada um dos 60, dando então 22 só no preço do navio).
NAe serve pra proteger sua frota em mar aberto ou pra atacar território inimigo.

Carvalho2008

Se um caça continental puder alcançar um Nae inimigo, é porque então os caças dele também já alcançaram o continente. Um nae serve para ser o primeiro cinturão de defesa justamente para impedir isto, colocando um cinturão de defesa aeronaval com uns mil a três mil km de distancia a mais do continente.

Fernando Turatti

Não é assim que funciona. Mesmo NAes como os americanos não tem a possibilidade de reabastecimento em voo tão massiva quanto a baseada em terra… E se nossa preocupação for um Nimitz, melhor rever tudo.
Todos os outros NAes que não americanos tem severas restrições quanto ao alcance de seus meios aéreos, mesmo os franceses com as suas catapultas encurtadas.
Não existe lógica alguma em um país com míseros 36 caças comprar um porta-aviões.

carvalho2008

Em termos de equipamento, existem varios superiores….mas em termos de mobilização para a guerra, os Britanicos foram e são os melhores do mundo!! Muito melhores que americanos neste quesito. Obvio que desenvolveram esta capacidade devido ao cronica redução de recursos a mais de 100 anos, mas eles absolutamente mostraram o caminho. Alem da mobilização de navios mercantes, conversão de mercantes e até projetos especificos de mercantes para eventual requisição de esforço de guerra, a força aerea continental aprendeu a operar de forma embarcada. Tal como helis terrestres operarm no Ocean, Harriers da RAF operaram nos porta aviões. O mesmo deveria… Read more »

Fernando Turatti

Manter vetores com capacidade embarcada por si só já aumenta o custo, tanto de aquisição quanto de manutenção… E novamente: não tem dinheiro nem pra NAe STOVL, menos ainda pra CATOBAR.

Carvalho2008

Defendo stobar. É o mais barato das operações

Carvalho2008

Stobar é a opção mais segura e economica. No dia que desejar por o pé na jaca, compra F35B. Mas se for mais pé no chão pode operar F18SH, Tejas, Mig29k ou ate se aventurar em 48 Sea Gripen com um esquadrão de 24 deles para a MB e 24 para a FAB

US$ 600 por navio sendo 3 deles a US$ 1.8 Bi

48 caças totalozando uns US$ 3,8 Bi.

Total de US$ 5,6 Bi

carvalho2008

Construa um HMS Ocean, de 270 metros e 25 knots, Diesel, Porta container e Ro-ro para uso comercial.

Das unidades encomendadas do civil, pegue uma a tres e versione, implemente uma relés ski jump e construa kits de implantação de cabos de parada e catapulta auxiliar tipo CE-2 para opera-los com eles ou ate ter alguns reservas para requisitar o outros cascos do setor civil se nacessario algum dia…

Impossivel não operar com muito mais efetividade do que um esquadrão de caças dispersos em pistas de asfalto…

carvalho2008

Um NAM Atlantico, custou cerca de US$ 350 MM atualizados….

Dá para ter um planta de 45 mil ton e conves liso por uns US$ 600 MM e olha lá….foco no aço…pois o preço acima tem relevante percentual de eletronicos e estações e acomodações na regra de 3….

carvalho2008

Não é uma argumentação tecnica que valha responder.

É necessario uma analise tecnica

Esteves

Houveram. Debateram. Motivos para o sim e para o não.

Lembro de uma coisa a favor. Ao menos.

Extender a guerra, levar a guerra para longe do litoral. Reter o inimigo provocando baixas e danos…provocando os custos para desembarcar.

Enfrentar o inimigo distante do continente. O que temos não é suficiente para resistir por muito…mas cada um vai pra guerra com o que tem.

Quem quer que venha Estará preparado. Nós?

carvalho2008

correto

Professor

Um inimigo poderoso que viesse pelo mar só pode ser atacado por aviões baseados em terra, facilmente derrubados pelas densas defesas aéreas de frotas modernas, ou pelos submarinos, nossa melhor chance de causar estragos sérios no inimigo. Marinha de superfície que temos hoje é arcaica, alvos flutuantes (por não muito tempo, seriam facilmente afundadas).
Lembro de um livro onde um almirante americano dizia que, numa guerra contra a então URSS, ele achava que os porta aviões gigantescos durariam UM DIA…Já os submarinos iriam moer a marinha russa…

Carvalho2008

Mas eu tambem acho isto.

Dada duas marinhas com nae equivalentes, logo de cara 1 dos dois ira afundar com 50% de chances e logo no primeiro dia de confronto.

É por isto que vc precisa diluir em Nae menores e baratos

No entanto, achar desperdicio e não te-los é pior ainda, pois sua marinha sem eles nem sai do porto

Leandro Costa

Ou para defender seu território…

Fernando Turatti

Defender seu território com um NAe é, literalmente, usá-lo em alto mar para defender sua frota… E pra atacar a frota inimiga. Não existe um NAe “pra não ir tão longe”. Ou ele vai poder ir pra longe ou é melhor colocar a mesma grana em caças em terra, com uma frota de reabastecimento. Dá pra levar a guerra bem pra longe da nossa costa só com P-3, caças e abastecedores aéreos, com uma fração do custo. NAe custa caro pelo vaso(1,5B um trieste da vida, que nem é NAe) e se você economizar nisso, vai pagar a alma em… Read more »

carvalho2008

De novo….é diferente operar do outro lado do mundo de operar da metade do outro mundo…de operar a 1/3 do mundo, de operar a 3 mil km da costa…. O exemplo acima é classico…270 dias fora de casa….tão classico como é um Nae CDG, Cavour, QE, etc…. Parem de invejar os equipamentos desenhados para a necesidade dos outros e projetem um para as necessidades do Brasil. Não está clara a necessidade para a qual é desenhada um Nae classico? Ser uma base aerea, comando central e nervoso de uma força tarefa capaz de operar por anos fora de casa e… Read more »

Fernando Veiria

“Uma única semana a mais de logistica operacional possui um valor incalculável.”

Depende muito de quem estará responsável pela logística. Infelizmente o exemplo de logística militar no Brasil que foi mostrada nesses últimos meses foi de um fracasso retumbante.

carvalho2008

Em complemento, como bases fixas terrestre em que os correios, carteiro e GPS sabem o CEP, tenha certeza que ao menos um submarino adversario irá lançar misseis contra suas bases aereas….e ai, seus caças estarão arriscados de recuar para o interior do continente….

Esteves

Pois é Mestre,

Mas tem a ala aérea, a escolta, as tripulações. Precisa Estar sempre exercitando, surtando…

Ersn

Se a MB fosse construir um Nae baseado no que ela faz hoje ele teria que ser :navio hospital,navio de controle,navio de apoio logistico ,navio de comando ,navio de transporte de tropa e ser apenas porta helicópteros tudo na mesma plataforma e ainda ter propulsão barata e sem catapultas (esquece os caças porque não se faz planejamento nem para manter A4 imagina algo mais moderno)

Rodrigo LD

Essa é a diferença do servidor militar para o trabalhador civil, que o brasileiro teima em não entender e que a imprensa faz questão de distorcer!!!

Ersn

Pesquisa como e ser servidor militar no Japão e vai saber a diferença entre país em guerra e país com força de autodefesa.

Rodrigo LD

Sei. Quem sabe poderíamos fazer horário comercial para as nossas FFAA também. Hora extra, adicional noturno e direito à greve. Então podemos colocar empresas contratadas com superfaturamento pra distribuir vacinas, consertar estradas e fazer operações de GLO quando as PMs cruzam os braços.

Pedro ESIE

A diferença é que o cidadão americano da iniciativa privada tem ”privilégios” que um membro das forças armadas americanos não possuem, todavia, o militar americano tem privilégios que um funcionário da iniciativa privada não tem. Aqui, o militar tem muitos privilégios que não condiz com a realidade do Brasil.

Adriano Madureira

Na semana passada, o grupo de ataque do USS Theodore Roosevelt entrou no Mar da China Meridional para promover a “liberdade dos mares”.

De liberdade eles entendem muito, pois eles tanto a promovem, assim como promovem o cerceamento dela em vários regimes mundo afora…

Last edited 1 ano atrás by Adriano Madureira
Luciano do Prado

Liberdade dos mares com um navio entupido de armamento.

Saldanha da Gama

Mas um navio deste porte, estaria entupido de que? Flores como ato de cordialidade? Ou completamente desarmado como ato de fraqueza, visando cordialidade?

Teropode

Não , ele navega cheio de flores , perfumes franceses e com grupos de escola de sambas brasileiros e caribenhos .

Bosco

“Liberdade dos mares com um navio entupido de armamento.”
Que mundo você vive meu filho????
Pelo menos é na nossa galáxia? No nosso Universo? Na nossa dimensão? No nosso multiverso?
rsrsssss

Last edited 1 ano atrás by Bosco
cfsharm

Beleza – agora me explica a teoria de como uma Frota do Greenpeace promoveria a liberdade dos mares??

Teropode

É , vc me fez pensar nos norte coreanos subnutridos e felizes , nos tibetanos assistindo uma invasão lenta de Hans em suas terras , nos uigures que tiver am suas terras tomadas e seus filhos presos em campos de concentração (reeducação kkkkk) , pobres vítimas do imperialismo ocidental ??????????????

Flanker

No caso pontual citado, esse navio, e qualquer outro, não podem passar por aquelas águas??

ERNANI BORGES

É melhor ter e não precisar, do que precisar e não ter.

Teropode

Ja fizeram a pergunta ? ?

Last edited 1 ano atrás by Teropode
Alang

Esse porta aviões deve tá no osso, quase 50 anos no mar num é mole não.

Teropode

As visitas para manutenção vc não contabilizou né ? Ou vc acha que ele tem o casco formado exclusivamente por cracas ?

Alang

Sim, como o Holandês Voador do Piratas do Caribe. ????????

Teropode

Faz sentido ?

Esteves

Esteves tem mais de 50. Tá firme.

Dalton

Para chegar em boa forma aos 46 anos o “Nimitz” como todos os demais NAes que espera-se alcancem os 50 anos, precisou passar por uma modernização de meia vida onde também os reatores nucleares são reabastecidos, mais de 2 bilhões de dólares hoje em dia e por 4 outros períodos de manutenção em doca seca, na faixa de centenas de milhões de dólares, dois antes e dois após a modernização de meia vida, além de pelo menos 8 períodos menos complexos de manutenção estando o NAe atracado ao pier. . O “Nimitz” provavelmente terá duas outras missões ao exterior, que… Read more »

Gabriel

Dalton, parabéns pelos sempre lúcidos e competentes comentários.

Infelizmente o Blog, diferentemente do passado recente, está ficando recheado de comentários “sem pé nem cabeça”, com opiniões totalmente desfocadas da realidade e da própria matéria/assunto.

Novamente, parabéns por compartilhar teu conhecimento aqui no Blog.

Luiz Trindade

Mas uma missão cumprida pelo braço naval por uma das mais poderosas Marinhas do Mundo.

angelo bigalli

Porta aviões nacional em 2030? Talvez em 3030….talvez…..

- Publicidade -
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

‘Top Gun: Maverick’ impulsionará o recrutamento da Marinha dos EUA? A história diz que provavelmente não

Por Heather Mongilio “Top Gun: Maverick” é uma carta de amor à aviação naval americana e acontece quando a Marinha...
- Advertisement -