terça-feira, dezembro 7, 2021

Saab Naval

A China construiu a maior marinha de guerra do mundo. Agora, o que Pequim vai fazer com ela?

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A CNN publicou na semana passada um grande trabalho sobre a Marinha Chinesa. Leia a seguir um resumo da matéria

Hong Kong (CNN) – Em 2018, o presidente chinês Xi Jinping vestiu uniforme militar e embarcou em um destróier da Marinha do Exército de Libertação Popular no Mar da China Meridional.

Espalhada diante dele naquele dia de abril estava a maior flotilha que a China governada pelos comunistas já havia colocado no mar ao mesmo tempo, 48 navios, dezenas de caças a jato, mais de 10.000 militares.

Para Xi, o líder mais poderoso do país desde Mao Tsé-tung, o dia foi um marco para uma grande ambição – uma força que mostraria a grandeza e o poder da China nos sete oceanos do mundo.

“A tarefa de construir uma marinha poderosa nunca foi tão urgente como hoje”, disse Xi naquele dia.

A China já estava em meio a uma onda de construção naval como poucas que o mundo já viu. Em 2015, Xi empreendeu um projeto abrangente para transformar o PLA em uma força de combate de classe mundial, igual aos militares dos Estados Unidos. Ele ordenou investimentos em estaleiros e tecnologia que continuam no ritmo até hoje.

Por pelo menos uma medição, o plano de Xi funcionou. Em algum momento entre 2015 e hoje, a China reuniu a maior força naval do mundo. E agora está trabalhando para torná-la formidável longe de suas costas.

Em 2015, a Marinha do Exército de Libertação do Povo (PLAN) tinha 255 navios da força de batalha em sua frota, de acordo com o Escritório de Inteligência Naval dos Estados Unidos (ONI).

Ao final de 2020, tinha 360, 60 a mais que a Marinha dos Estados Unidos, segundo previsão do ONI.

Daqui a quatro anos, o PLA Navy terá 400 navios da força de batalha, prevê o ONI.

“A PLA Navy não está recebendo lixo da indústria de construção naval da China, mas sim embarcações cada vez mais sofisticadas e capazes”, escreveu Andrew Erickson, professor do Instituto de Estudos Marítimos da China da Escola de Guerra Naval dos EUA, em um artigo de fevereiro.

Onde estão os EUA

Enquanto a China deve ter 400 navios até 2025, a meta do atual plano de construção naval da Marinha dos EUA, uma meta sem data fixa, é para uma frota de 355 – uma desvantagem numérica substancial.

Isso não quer dizer que a Marinha dos Estados Unidos tenha visto seus dias como a principal força de combate do mundo chegar ao fim.

Os analistas apontam vários fatores a favor de Washington.

Ninguém pode se igualar à construção naval da China

Você não pode ter a maior marinha do mundo se não puder construir muitos navios. A China confere a si mesma essa capacidade por ser o maior construtor naval comercial do mundo.

Em 2018, a China detinha 40% do mercado mundial de construção naval em toneladas brutas, de acordo com os números das Nações Unidas citados pelo China Power Project no Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, bem à frente do segundo lugar da Coreia do Sul com 25%.

Em uma perspectiva histórica, os números da construção naval da China são impressionantes – superando até mesmo os esforços dos EUA na Segunda Guerra Mundial. A China construiu mais navios em um ano de paz (2019) do que os EUA em quatro de guerra (1941-1945).

Nanchang, o primeiro Type 055

“Durante o programa de construção naval de emergência da Segunda Guerra Mundial, que apoiou enormes exércitos mecanizados em dois teatros de guerra a milhares de quilômetros de casa, a produção naval dos EUA atingiu o pico de 18,5 milhões de toneladas anuais, e os Estados Unidos terminaram a guerra com uma frota mercante que pesava 39 milhões de toneladas”, disse Thomas Shugart, membro sênior do Center for a New American Security e ex-capitão da Marinha dos EUA, em depoimento perante o Congresso no mês passado.

“Em 2019, em tempos de paz, a China construiu mais de 23 milhões de toneladas de navios e a frota mercante da China … totaliza mais de 300 milhões de toneladas”, disse Shugart.

As empresas estatais chinesas que produzem navios comerciais também são os motores de seu crescimento naval.

“No conflito, o excesso de capacidade industrial da RPC, incluindo estaleiros comerciais adicionais, poderia rapidamente ser direcionado para a produção e reparo militar, aumentando ainda mais a capacidade da China de gerar novas forças militares”, escreveu Erickson, do US Naval War College, no ano passado. 

O poder dos mísseis

… Os líderes militares dos EUA também estão cientes de que em 2021 a Marinha do PLA é muito mais do que navios.

“Dê uma olhada no que a China está realmente investindo”, disse o chefe de operações navais dos EUA, almirante Mike Gilday, esta semana em uma entrevista para a Breaking Defense. “Sim, eles estão colocando mais navios na água, mas estão investindo pesadamente em mísseis antinavio, bem como em sistemas de satélite para poder atingir os navios.”

Defesa de mares próximos vs proteção de mares distantes

Principais linhas de comunicações marítimas da China
Principais linhas de comunicação marítimas (Sea Lines of Communication – SLOCs) da China

Proteger o continente chinês e suas reivindicações territoriais na região é o que Pequim chama de “defesa do mar próximo”.

O enorme acúmulo naval da China coincide com o reforço de suas necessidades de quase todo o Mar do Sul da China de 3,3 milhões de milhas quadradas, construindo pequenos recifes e bancos de areia em ilhas artificiais feitas pelo homem fortemente fortificadas com mísseis, pistas de pouso e decolagem e sistemas de armas.

“As ilhas e recifes no Mar da China Meridional têm vantagens únicas em salvaguardar a soberania nacional e manter uma presença militar em mar aberto”, dizia um artigo de dezembro de 2020 na Naval & Merchant Ships, uma revista sediada em Pequim publicada pela China State Shipbuilding Corporation, que abastece a Marinha do PLA.

Mas eles não podem ficar sozinhos, observaram uma revista. Em caso de hostilidades, os postos avançados no sul da hidrovia podem exigir reforços de perto da costa sul da China, a mais de um dia de navegação de distância, disse ele.

“A China não controla os estreitos e as vias de trânsito dos quais depende sua economia e assim que ocorrer uma crise ou guerra no mar, o transporte marítimo (da China) pode ser interrompido”, escreveram Jennifer Rice e Eric Robb, analistas de inteligência do Escritório de Inteligência Naval dos EUA, em um artigo para o Instituto de Estudos Marítimos da China da Escola de Guerra Naval dos EUA no mês passado. “O foco regional da defesa do mar próximo também é insuficiente para atender ao escopo cada vez mais global dos setores econômicos da China.”

Novas rotas da seda da China, por terra e pelo mar
Novas rotas da seda da China, por terra e pelo mar

Para trazer o poder militar chinês para apoiar seus interesses globais, eles concordaram, a China começou a implementar “proteção de mares distantes”.

“A proteção das águas distantes reflete a direção de Pequim para a PLA Navy de se tornar global, … parte de uma política governamental mais ampla para incentivar a expansão da economia e do alcance cultural da China”, escreveram Rice e Robb.

“Alguns analistas militares chineses dizem que é imperativo para o PLA salvaguardar os interesses da China no exterior e observam que enviar a PLA Navy é essencial para estabelecer a imagem da China como uma grande potência”, escreveram Rice e Robb.

Rice e Robb apontam que dois livros brancos de defesa chineses, de 2015 e 2019, dizem que as dimensões de longo alcance são necessárias para ajudar na manutenção da paz internacional, alívio de desastres e diplomacia naval – em outras palavras, arvorar a bandeira da China no exterior.

Mas eles emitem um aviso. “A natureza de tempo de paz dessas atividades podem obscurecer as aplicações de proteção de mares distantes em tempos de guerra. O conceito incentiva operações ofensivas durante a guerra, apesar da estratégia defensiva que seu nome indica”, escreveram.

Citando publicações chinesas, eles acrescentam: “Uma fonte exorta as forças navais a “controlar os principais canais estratégicos longe da China. Outra fonte defende o emprego de “punhos” estratégicos formados em torno de porta-aviões. …Outra missão em tempo de guerra é atacar os nós (chokepoints) importantes e alvos de alto valor nas profundezas estratégicas do inimigo para ‘aliviar a pressão no campo de batalha do mar próximo'”.

Porta-aviões Liaoning em operações aéreas

A questão de Taiwan

… “Seria sensato presumir que a China usará todas as suas ferramentas de poder marítimo para garantir o sucesso em uma invasão através do Estreito”, disse Shugart, o analista do CNAS, ao Congresso, que fez uma analogia com a fuga de Forças britânicas da França na Segunda Guerra Mundial para visualizar seu ponto.

“Em algo como uma forma de Dunquerque reverso, devemos esperar que, em vez de apenas lidar com dezenas de embarcações anfíbias da Marinha do PLA pintadas de cinza e suas escoltas, provavelmente veríamos um Estreito de Taiwan inundado com muitas centenas de barcos de pesca, mercantes navios e navios da Guarda Costeira e da Administração de Segurança Marítima.”

Concepção do porta-aviões chinês Type 003 em construção e de uma versão naval do caça stealth J-31/FC-31

FONTE: CNN

- Advertisement -

148 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
148 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
filipe

A China naturalmente terá a maior Marinha que o mundo já viu, da mesma forma que a URSS já teve o Exercito vermelho , o maior exercito que o mundo já viu, os EUA já tiveram a ainda têm a maior Força Aérea que o mundo já viu. Os EUA estão desacelerando industrialmente , as encomendas da US Navy estão baixando, e muitos dos grandes navios deveram começar a ser retirados de serviço, a começar pelos SSBN Ohio e CVN Nimitz, o replace não é barato, a URSS colapsou ao tentar ter uma marinha igual aos EUA, a China aprendeu… Read more »

horatio nelson

muito embora a boa e velha maxima sempre virá a tona….será que quantidade é melhor que qualidade ?

filipe

A Alemanha perdeu a 2GM para a Rússia/URSS por causa disso, o Japão foi a mesma coisa , tem vezes que a Quantidade vence a Qualidade, tudo por causa da saturação… Os Chineses sempre foram subestimados pela qualidade dos seus meios, dai eles apostarem na quantidade.

Antoniokings

Considere que na 2ª GM, alguns armamentos russos foram considerados dos melhores, se não o melhor como: T-34, IS-2, PPSh, Katyusha, Mosin-Nagant, a artilharia (a melhor disparada da guerra), Il-2, Yak-3, Yak-9 e por aí vai.

Gustavo

O EUA responderam sua pergunta na 2° GM. Ao fazer tanques eficientes mas mto menos sofisticados que os Panzer. No fim, a quantidade e a simplicidade se valeram e venceram a guerra. O custo de 1 Tiger alemão era de aproximadamente 7 sherman… e aí por diante. Hoje, por exemplo, os eua tem um F-35 que mal sai do chão, quando saí torra o dinheiro do contribuinte, não é eficiente quanto se esperava, e quando pousa torra mais um bocado de dinheiro com suas manutenções sem fim. Semelhante, não? Outros aviões estarão no ar gastando menos, atingindo a missão e… Read more »

igortepe

Acho que o projeto F35 terá uma boa redução nas unidades construídas. Os EUA já estão partindo para projetar e construir outros modelos de caças e estão encomendando 144 unidades do F15EX
após quase 20 anos de desenvolvimento e mais de US$ 400 bilhões, ainda não está 100% operacional.

F-35-Money-4-copy-833x640.jpg
Adriano RA

Excelente, Gustavo.

Cristiano de Aquino Campos

Pior e que vejo isso tudo como uma curva de aprendizagem da China. Eles sempre fizeram isso ao longo dos séculos. E só olhar os seus programas de forma individual e em sua totalidade. Cada navio, aeronave, veiculo terrestre, arma e equipamento. Comprado, pesquisado, construido e testado para ver qual e melhor e de quê forma pode ser melhor usado. Aprenderam com a escola ocidental e Russa, agora aprenderam a construir uma indústria armamentista enorme e agora vão aprender na pratica a operar uma marinha gigantesca novamente. Logo eles terão uma expertise equivalente a americana sem entrar num conflito custoso… Read more »

sergio

A quantidade, e em si mesma uma qualidade formidável

Allan Lemos

os EUA já tiveram a ainda têm a maior Força Aérea que o mundo já viu

E também a segunda maior “força aérea”(US Navy).

filipe

O poderio Aereo dos EUA é quase imbatível, são quase 13500 aeronaves. A industria Aero-Espacial Americana é a mais avançada do mundo, os EUA lideram com folga, agora no campo naval, a China vem fazendo muitos progressos, praticamente existe uma paridade com os EUA , se repares bem no campo naval a China vai ultrapassar os EUA, não sei se o mesmo será no campo do poderio Aereo.

Augusto Liborio

“ agora no campo naval, a China vem fazendo muitos progressos, praticamente existe uma paridade com os EUA , se repares bem no campo naval a China vai ultrapassar os EUA, não sei se o mesmo será no campo do poderio Aereo.“ Não tem comparação mais da metade dos navios chineses não são de águas azuis. Em Mar aberto, que é o que importa, um CG americano é provavelmente mais forte que toda a marinha chinesa. Não se confunda com os EUA. E quando a marinha chinesa começar a realmente alcançar o numero de navios oceânicos americanos os EUA simplesmente… Read more »

Last edited 8 meses atrás by Augusto Liborio
filipe

Parece que os estaleiros Chineses estão trabalhando a todo vapor , e conseguem alcançar feitos impressionantes, os tempos de entrega e integração dos navios são espectaculares, até parece que estamos em tempos de Guerra ou de Pré-Guerra, nem a URSS no seu apogeu fez o que essa China esta fazendo agora no domínio dos navios de superfície, lembrando que a URSS foi a maior produtor de submarinos nucleares da face da terra (200 unidades).

sergio

A galera aqui e tão fanática que iludem-se a si mesmos, o cara ta falando a verdade mais mesmo assim a galera da deslike, e só ver o infográfico grande parte dos navios chineses são de águas verdes, no seu litoral eles são um inimigo temível mais em mar aberto eles simplesmente não conseguem se efetivos, um grupo de batalha de porta avioes e exagero mais o numero magico de 3 grupos operando juntos ja se equiparam a marinha chinesa.

anderson

Meu caro, o problema, é o erro de leitura que muitos cometem e que você esta cometendo. Quando falamos de EUA e CHINA, primeiro temos que ter consciência que estamos falando de uma superpotência e uma superpotência em ascensão. Partindo deste principio não podemos pegar números frios e embasar nossa tese sobre eles. os EUA já atingiram o seu apogeu, prova disso são os números no decorrer das ultimas 3 décadas, os EUA não tem mais espaço para um alto crescimento de longa data, a sua economia já não tem mais folego e LASTRO para sustentar um crescimento acima de… Read more »

Vitor

Seu comentário foi perfeito e isso ai

Tiago

Concordo em “grande” parte contigo. Mas os EUA não são idiotas. Mesmo que o “poder” militar americano está paralisando aos poucos, não se enganem, não é atoa que os Ianques estão em Aliança com a OTAN e tentando conquistar a Índia (é de notar que a vise-presidente americana é de origem indiana) que é um país não-amigável com a China…..

Jorge

A China ultrapassou os EUA em 2019 em navios de guerra e a tendência é distanciar a cada ano que passa, com muita tecnologia em IA, interferência em comunicações, mísseis hipersonicos. Sobre força aérea, a China está investindo muito em drones em substituições a caças, mísseis hipersonicos e satélites e comunicação quântica. Sem contar que o sistema de navegação por satélite chinês já é mais preciso que o americano, e em uma guerra convencional a saturação de mísseis hipersonicos super precisos que desviam de antimisseis podem começar a tornar obsoletos os porta aviões e os caças furtivos que possuem baixa… Read more »

Antoniokings

E foram abatidos como moscas no Vietnã.
Imagine contra Rússia ou China.

Flanker

Que bobagem…..tu não cansa de escrever merd@?

Allan Lemos

Somente esses moleques jogadores de Call of Duty e o pessoal infectado com o viés ideológico de esque*** acredita nessa ladainha de que os EUA “tomaram uma surra no Vietnã”.

Qualquer pessoa séria que realmente entenda de história militar sabe que isso é lenda urbana. Jamais aconteceu.

Antoniokings

Conta aí.
Depois me diz se não deu milhares de aviões e helicópteros derrubados.
Menção especial para o F-4 e o UH-1 que foram derrubados aos montes.

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_aircraft_losses_of_the_Vietnam_War

Victor Filipe

E ele ainda ficou com um Kill Rate extremamente positivo não? Ele massacrou qualquer aeronave sobre o Vietnã. seu principal adversário era o MiG-21 que o Vietnã do Norte perdeu quase metade só na Operação Bolo lutando contra os F-4 liderados Robin Olds 7 Abates contra nenhum F4 abatido. Oque a lista que voce mostrou não fala é que a esmagadora maioria dos abates foram realizados pelas AAA e sistemas de misseis Terra-Ar em que os F-4 quando realizavam voo em baixa altitude para dar suporte as tropas ficavam extremamente vulneráveis. oque é natural, independente de qual aeronave estivesse no… Read more »

Flanker

E quantas foram as perdas do Vietnã do Norte? Qual a kill-ratio final?

Victor Filipe

pelo que achei. 2.5 para o F-4.

Flanker

Pois é! É isso que o fanatismo dele não admite!

Defensor da liberdade

Caramba, impressiona os números de F-4 abatidos, que era a nata da tecnologia aeronáutica da época, mesmo lutando contra aviões uma geração inferior e mísseis que ainda engatinhavam na pontaria. Os vietnamitas eram osso duro de roer mesmo.

Imagine o sacode que os EUA iriam levar hoje da China, mesmo com o seu banheira 35.

Flanker

Quando o F-4 foi desenvolvido era a chamada “era dos mísseis” e seus projetistas o desenvolveram sem canhão, o que se mostrou um erro gigantesco. Eles confiavam que a tecnologia dos mísseis aposentaria o canhão em combates ar-ar mas ao enfrentar os ágeis Mig-17 e Mig-21, providos de canhões, se os F-4 não conseguiam uma solução de tiro míssil e o piloto não abandonava rapidamente o combate, o dogfight era iminente e aí, sem canhão, era um alvo. Nas versões posteriores do F-4, eles receberam canhões ou no nariz ou em pods. E todos os caças dos EUA, após o… Read more »

Antoniokings

Exatamente, Defensor.

Acho que o pessoal ainda não se deu conta do que será uma guerra contra a China.

Paulo Drusnam

rssssd, o rei das baboseiras.

Pampapoker

Americanos apanharam dos vietnamita equipados com material russo, certo? Mas Israel bateu forte com equipamento francês e americano nós árabes equipados com material soviético…. Da o que pensar 🤔

Victor Filipe

Da não, uma analise simples explica. Os árabes tentaram guerra convencional contra Israel. deu no que deu. já o Vietnã tinha o seu exercito convencional que lutava as batalhas mais comuns (que os EUA costumeiramente venciam) e os Vietcongs que lutavam atraves de guerrilha e sabotagem e isso era uma dor de cabeça bem grande numa época em que operações contra guerrilhas ainda não era tão desenvolvida. isso tornou o Vietnam um atoleiro. Os EUA naquela época estava preparado pra lutar contra a URSS em uma guerra convencional, e por isso ele massacrou os Vietnas nessa situação, mas sofreu na… Read more »

Carlos Campos

Acho que a USNAVY vai ser obrigada a baixar a tonelagem de seus navios para igualar em número as da China, se conseguir é claro, de qualquer modo a USNAVY ainda pode dizer que é uma Marinha Global e com mais tonelagem que a Chinesa.

sergio

Não cara a USNAVY, não vai baixar a tonelagem para se equiparar a chinesa, a chinesa e que esta aumentando sua tonelagem para se equiparar a americana, vc tem um uma fragata de 6 mil toneladas e um destroyer de 9 mil toneladas essas 3 mil tonaledas a mais, se reflete em mais armas , armas mais potentes, com mais alcance, maior tempo de operação etc.

Cloud

Mas a China não aprendeu a controlar sua bolha de crédito com juros artificiais e vai colapsar mais cedo do que imaginamos. Os EUA também estao fazendo mais ou menos a mesma coisa. Ambos com dívida pública lá no alto. Os dois países vão pro saco juntos. Pelomenos no lado pessoal, deixado o governo maluco de lado, eu aprecio mais o povo chines e sua cultura gosto de Kung Fu e da cultura forte de superação deles. Os EUA já deixou de ser um país defensor do capitalismo e com uma cultura interessante faz tempo desde os anos 90 pra… Read more »

Augusto Liborio

Péssimo as questões internas afetam diretamente como é analisado a economia de um pais.

MMerlin

Então é importante especificar isto nos demais artigos, que sempre seguiram a mesma tendência.

Não é porque o assunto em questão trata especificamente da China, país este bastante valorizado aqui nos três sites, que os comentários deve ser restritos ao tópico.

Ou os comentários são moderados de forma igual para todas as publicações, independentemente do país ou equipamento militar, ou teremos um efeito de parcialidade que só vai prejudicar o espaço.

Mondelo

Exatamente MMerlin, concordo com você e acho justo a inciativa do Galante de reprimir comentários politizados. Mas tem que ser para os dois lados isso. Como eu falei em outro post os níveis de comentários aqui da trilogia caíram muito. E muito comentário idiota de alguns comentaristas que insistem a levar para o lado politico. Isso acaba forçando alguns comentaristas a terem que defender seus pontos de vista (eu mesmo as vezes acabo fazendo isso aqui) e isso acaba desviando do assunto em questão. Bons tempos aqui na trilogia com os comentários de alto nível do Bosco, Justin Case, Dalton,… Read more »

Maurício.

Mondelo, você citou o Vader? Sério? Ele era um dos mais extremistas da trilogia, era o “rival” do Antoniokings, só que não era tão educado quanto o kings, os moderadores viviam alertando ele, as vezes até tinham que deletar os comentários dele, falar que ele comentava num alto nível é forçar a barra, ele tinha um viés ideológico enorme.

Last edited 8 meses atrás by Maurício.
Mondelo

Maurício, por isso que eu escrevi “até” o Vader, kkkk. Por mais que ele acalorava o debate, ainda sim os comentários (não todas a vezes e claro) dele não fugiam do tema da matéria. O próprio Antônio, apesar de muitas vezes eu não concordar com ele, comenta relacionado com o tema (nem todas as vezes também). Muitas divergências dele com o Bosco aqui tornam o debate muito produtivo, assim como era entre o Vader e o Justin Case. As discussões são necessárias e tornam o debate mais rico e fluido, faz parte da democracia. O que eu sou contra e… Read more »

Maurício.

Mondelo, o Vader era um cara inteligente, quando se focava no tema da matéria, mas era muito sensível, bastava uma opinião contra os EUA e ele já deixava a máscara cair, soltava a franga rsrsrs, outra coisa, na opinião dele, nada que era francês prestava, ele tentou se aventurar fazendo um blog de defesa, onde só colocava as qualidades dos produtos americanos, de resto, nada prestava…rsrsrs, você dele muito bem lembrar, na época do F-X2, ele colocava o Rafale lá no c* do cachorro. Vejo ele igual o Antoniokings, mas sem a educação do mesmo, dois lados da mesma moeda.… Read more »

Victor Filipe

Se acostume, se traça paralelos históricos e as repostas que você vai ter são assim.

Quero ver quando descobrirem que o Bismarck era um Battleship ineficiente pelo tamanho dele, vai rolar um surto geral.

Alexandre Cardoso

kkkk
Vai chover viúvas do Bismarck, kkkkk
Vai aparecer viúva do Bismarck que nem sabia que era viúva dele, kkkk

Victor Filipe

Exatamente… as pessoas não conseguem discutir com fatos, usam muito o lado emocional.

sergio

o Bismarck ineficiente por causa do tamanho dele ??? se tem alguma logica nisso, então ele e mais eficiente que o hood , mais eficiente que os lowa, mais eficiente que os yamato, todos esses encouraçados são maiores que o Bismarck, então ele na verdade e bem eficiente rsrsrsrsrsrsrs.

Mondelo

sergio, na verdade todos esses navios já estavam obsoletos quando começou a segunda guerra. Era muito difícil navios desse porte sobreviverem sem apoio aéreo adequado. O próprio Bismarck praticamente foi afundado por causa de um simples torpedeiro biplano.

Com a invenção dos Porta Aviões os Encouraçados se tornaram obsoletos.

Sds.

Guilherme Gabriel Lins

bem “off topic”, mas comentando o que você afirmou, não se trata do Bismarck e seu tamanho, e sim do próprio couraçado em si, que era uma arma que exigia enormes investimentos, sugava matéria prima como nenhuma outra e não possuíam mais eficiência. A aviação aeronaval fui fundamental no conflito e o submarino se tornou de fato a arma definitiva na guerra naval, mesmo com as colossais batalhas de Midway, Golf Layte e Mar de Coral, foram os submarinos japoneses os maiores responsáveis pelas baixas americanas e os submarinos americanos responsáveis pelas baixas na marinha imperial, os EUA e a… Read more »

Victor Filipe

Respondendo ao comentário do Guilherme Gabriel e do Sergio em uma unica resposta. Encouraçados não eram obsoletos logo no inicio da Segunda Guerra, o campo da aviação naval ja estava com um bom Desenvolvimento mas ainda se acreditava que os Battleships eram a arma definitiva. (tanto que os tratados navais dos anos 20 e 30 focavam especificamente em limitar o tamanho e poder de fogo desses navios A Aviação naval embarcada foi sendo vista como arma principal apenas depois de 1942 quando a visão de algumas marinhas começaram a pender pra esse lado. ainda assim, Battleships eram encarados como uma… Read more »

Antoniokings

Acredito que, no momento, ela está se preparando para defesa de sua costa e das rotas marítimas até o Oriente Médio e África.
Depois, conforme seus interesses se expandem, vão zarpar Mundo afora.

carvalho2008

É provavel

Michel

E é isso que acontecerá.

Vovozao

11/03/2021 – quinta-feira, btarde, ter a maior marinha quantitativamente, AINDA não é perigoso, perigo haverá quando ela tentar ser a nova guardiã do mundo, exercer a função de xerife hoje exercida pelos USA, ai temos uma medição de forças, e quem sabe teremos atualizado para os dias de hoje de um novo “”tratado de Tordesilhas “”, só o tempo dirá.

Mondelo

Os chineses não estão de brincadeira não, impressionante esses números, o ritmo de construção naval deles e impressionante.

Não devemos de forma alguma subestima-los.

Podem ainda não ter superado tecnologicamente o Ocidente, mas nesse ritmo logo eles consigam alcançar. Eles nem se comparam com a ameaça que a URSS foi, eles tem poder econômico para sustentar seu poderio militar. Talvez tenha passado do tempo de tentar conte-los.

Washington luiz de Oliveira

Primeiro eles não tem o domínio de suas rotas de abastecimento e nem são alto suficiente em praticamente nada,em que país a China tem bases militares,para o seu deslocamento rápido, para o abastecimento de sua frota naval em caso de um conflito com os americanos, etc.

Antoniokings

A China está construindo rotas terrestres para, se precisar, evitar os gargalos no Oceano Índico.
Está construindo ligações de alta velocidade terrestres e portos no Paquistão e Irã.
Insta acrescentar que o Irã já está preparando aumento massivo na produção de petróleo para abastecer a China nos próximos 25 anos.
Sem contar as ligações terrestres com a Rússia que fornecem gás, petróleo e outros produtos que estarão livres de quaisquer ataques inimigos.

Antoniokings
Mondelo

Washington, como o Antonio mencionou, os chineses estão investindo maciçamente em rotas terrestres no continente Euroasiático. Quando a nova da seda estiver pronta, irá garantir o abastecimento em caso de qualquer bloqueio naval do Ocidente das principais matérias primas para abastecer qualquer esforço de guerra Chinês. Mas o grande calcanhar de Aquiles dos Chineses em eventual confronto com o Ocidente será o abastecimento de alimentos para os mesmos. A China depende das exportações da África e da América do Sul para alimentar a sua população. Imagina 1,5 bilhões de cidadãos passando fome em pleno confronto militar? Eles terão que solucionar… Read more »

Antoniokings

A China tem uma das maiores produções (talvez a maior) de alimentos do Mundo se considerarmos a tonelagem total. https://blogs.canalrural.com.br/embrapasoja/2018/12/06/china-grande-consumidora-e-produtora-de-alimentos/ Produz 1,2 bilhão de toneladas de vegetais e ainda é a maior produtora de carnes, peixes e etc. A grande importação que ela faz diz respeito ao aumento da qualidade de vida de sua população. Ela sempre teve uma gigantesca agricultura de subsistência que poderá usar facilmente em caso de guerra. Lembro que desde a Antiguidade não se usa mais a fome como arma. Os últimos casos foram contra antigas fortalezas. Nem Constantinopla, cercada pelos turcos, caiu por causa da… Read more »

Antoniokings

Confirmando que a China é o maior produtor mundial de grãos.

https://www.agrolink.com.br/colunistas/coluna/grandes-produtores-e-consumidores-de-alimentos_409025.html

Vem seguida de EUA, Brasil, Índia e Indonésia.

carvalho2008@yahoo.com.br

Não força Mestre Kings….

É a maior porque a população rural ainda é imensa, mas não possuem terra suficiente para sustentar todo o povo.

Apesar de maior produtor, são totalmente deficitários. Não produzem o que precisam.

Antoniokings

Mas, em época de guerra, é mais que suficiente para sustentar a população e dar tempo para vencer o inimigo.
Concorda?

Mondelo

Antônio, a China pode até ser a maior produtora de grãos do mundo, mas sua capacidade produtiva não tem como atender toda a demanda do país, por isso os chineses exportam muito. Dentro da sua logica, a hipotética guerra (que eu duvido muito que venha a acontecer) contra o Ocidente e seus aliados, teria que ser rápida, para a população não sentir os efeitos do bloqueio. Para uma guerra entre China e o Ocidente (ou apenas os americanos se preferir) ser rápida, só escalonando para uma guerra nuclear total. Ai concordo com você que o bloqueio não servira de nada,… Read more »

Antoniokings

Mondelo

Creio que 1,2 bilhão de toneladas é mais que suficiente para encarar uma guerra.
A China já enfrentou guerras, como a da Coreia, com uma situação alimentar bem mais frágil do que a atual e se saiu muito bem.
O Vietnã teve suas plantações destruídas por bombardeios e agentes químicos e ganhou a guerra
Não se utiliza mais a fome como a arma de guerra há muitos séculos.

Wellington R. Soares

Não reconhecer a China como uma potência naval é no mínimo fechar os olhos para realidade. Existem muitos ainda que discutem a Qualidade dos produtos Chineses, tal como fizeram no passado com o Japão. A China é a maior economia do mundo e principal parceiro da maioria dos países, inclusive do Brasil e do próprio EUA. Logicamente existe um GAP muito grande na questão de porta aviões, onde nenhuma outra nação sequer se aproxima do poderia Americano nessa área. Hoje com a frota de navios de superfície que a China possui, ela já é capaz de defender toda sua costa,… Read more »

Augusto Liborio

O que eu vejo são 400 navios que serão alvos ja que não podem sair de perto da costa chinesa.

Se pegar a % nem 40% são de navios de águas azuis.

A URSS tinha mais navios que a USN em 1989, so não igualava a mesmo porque a mesma era 100% uma marinha de águas azuis.

Wellington R. Soares

Serão alvos ? Você leu o texto sobre a parte dos mísseis? Como eu disse no meu comentário, a China tem total capacidade de defender a sua costa, possuindo centenas de navios de guerra, além de outros tantos lançadores de mísseis lançados em terra, fora que haveria uma operação conjunta com a força aérea Chinesa. Quero ver que Marinha teria coragem de fazer uma incursão na costa Chinesa, nem mesmo uma coalizão liderada pelos EUA o fariam, porque saberiam que as perdas seriam gigantescas. Nos últimos anos a China intensificou a fabricação de navios de águas azuis, com combatentes com… Read more »

Augusto L

“Como eu disse no meu comentário, a China tem total capacidade de defender a sua costa, possuindo centenas de navios de guerra, além de outros tantos lançadores de mísseis lançados em terra, fora que haveria uma operação conjunta com a força aérea Chinesa.” E porque bolas a USN ia adentrar na costa chinesa ? Se eles podem interromper o fluxo no oceano indico. “Quero ver que Marinha teria coragem de fazer uma incursão na costa Chinesa, nem mesmo uma coalizão liderada pelos EUA o fariam, porque saberiam que as perdas seriam gigantescas.” Mas se fosse necessário os EUA e aliados… Read more »

Wellington R. Soares

E porque raios os EUA e Aliados iriam querem travar a China ?
Seria uma catástrofe econômica jamais vista na história.
Além da questão militar, a China hoje já é o centro comercial mais importante do mundo.
Sua população é gigantesca e o poder de compra per capita está aumentando cada vez mais, fazendo com que se tornem estratégicos para todo o mundo. O principal parceiro da Europa já são os Chineses, além da maioria dos outros países do mundo.
Para o Brasil mesmo, a China é muito mais estratégica que os EUA do ponto de vista econômico.

https://www.poder360.com.br/internacional/china-ultrapassa-eua-como-principal-parceiro-comercial-da-ue/#:~:text=A%20China%20superou%20os%20Estados,foi%20de%20%E2%82%AC%20555%20bilh%C3%B5es.

Augusto L

“Além da questão militar, a China hoje já é o centro comercial mais importante do mundo.” Ah sim com certeza, você esta falando daquele pais que só tem 39% da economia baseada em consumo? Que apenas 5 trilhões da sua economia de 15 trilhões é feita através do consumo? Ou daquele pais insular na américa do norte que tem um p#%@ de um PIB de 21,3 trilhões de dólares dos quais 16 trilhões são só de consumo? Me explica direitinho porque eu ainda não entendi. “Sua população é gigantesca e o poder de compra per capita está aumentando cada vez… Read more »

Antoniokings

Exatamente isso que o Congresso do Povo chinês acabou de aprovar.
O aumento do mercado interno.
Agora teremos o País com o maior mercado consumidor do Mundo sendo também o maior exportador (com quase o dobro dos EUA0 e certamente, o maior importador.

https://valor.globo.com/mundo/noticia/2020/08/12/xi-acelera-reformas-para-fortalecer-mercado-interno-na-china.ghtml

Quer mais?
Os EUA estarão de fora dessa festa.

Augusto Liborio

O Antônio o Xi querer é uma coisa poder é outra.

Ele transforma a China em uma economia de consumo teria que fazer primeiro uma reforma demografia.

Não se tem uma base de consumo se você não tem uma população jovem para se endividar.

Por isso que CS, Taiwan, Japão, Alemanha dentre outros são paisees exportadores e não consumidores.

Mas para que eu vou perder meu tempo te explicando isso, se vai entrar em um ouvido seu e sair no outro?

Blz? Show!

Antoniokings

CS, Taiwan, Japão, Alemanha são exportadores porque são EFICIENTES.
Assim como a China.
Os EUA acabaram se tornando ineficientes em diversos setores e estão nessa situação.
Seu mercado interno é sustentado poe endividamento massivo em todos os stores públicos e privados.
Hoje, um americano já nasce devendo uma fortuna e vai deixar a dívida para netos, bisnetos e tataranetos.
Não tem jeito. Essa é a realidade deles.

Mondelo

Augusto Liborio, os soviéticos começaram a investir na criação de uma frota de águas azuis somente no final da década de 80. Suas forças navais sempre tiveram o papel defensivo. Sua ferramenta de projeção de poder era seu poderoso exercito que poderia atacar de seu imenso território praticamente qualquer parte do continente Euroasiático. A própria geografia da URSS (se você analisar aonde estavam instaladas as suas principais forças navais) os fazia limitar seu poder naval e impedia-os de projetar o seu poder em aguas azuis. Todas as suas principais bases eram relativamente fáceis de serem bloqueadas pela Otan e seus… Read more »

Dalton

Tenho uma revista importada de meados da década de 1970 que comprei com minha mesada na época que contradiz isso. A revista apresenta uma longa reportagem sobre o “Okean 75” um enorme exercício naval soviético que pegou os EUA e aliados de surpresa, mostrando não apenas um grande número de grandes navios espalhados pelo globo como também a interação com aeronaves.
.
No final da década de 1980 já suspeitava-se e com razão que a URSS estava
em seus últimos estertores e como se viu oficialmente ruiu em 1991.

Mondelo

Almirante Dalton, tirando a força submarina, nos anos 70 as forças de superfície soviéticas eram muito inferiores as utilizadas pela Otan, talvez a própria Otan tenha superestimado as forças navais soviéticas. Seus porta aviões eram muito limitados (classe Kiev) para fazer frente a USS Navy e acredito que os russos sabiam disso. O próprio Kiev foi concebido utilizando seus poderosos misseis (ele era hibrido entre porta aviões e cruzador) para destruir os porta aviões americanos de forma defensiva. Acredito que os soviéticos somente começaram a conceber uma frota de superfície voltada para aguas azuis no final dos anos 70 e… Read more »

Matheus S

O exercício dos soviéticos que o Dalton relatou era composta por vários tipos de navios, incluindo também claro, os submarinos.

Esse exercício mostrou que os soviéticos tinham uma capacidade global.

Claudio Moreno

Hummmm que meda!

CM

Augusto Liborio

Puff 400 navios que não podem atuar longe da costa.

So 2 PA da USN são mais fortes do que todos os navios de aguas azuis do mundo juntos.

Wellington R. Soares

Meu Deus quanta besteira em um só comentário. 2 NAE americano mais poderoso que todos os navios de águas azuis do mundo?

Renato Carvalho

Cara larga a mão de ser torcedor enviesado, tenho certeza que os almirantes americanos não subestimam a frota chinesa.

Augusto L

São fatos.

Me diga qual armada teria chance contra 2 grupos com porta aviões de 100.000 toneladas e mais de 200 aeronaves ?

Augusto L

A única arma chinesa são sua zona de negação perto da costa, fora disso estão a mercê da sua geografia de b@#%$

Flanker

Tá bem cansativo……um dia é china…no outro, EUA….no terceiro, china de novo….no quarto, EUA…..e por aí vai….não temos mais notícias de outras Marinhas e que mereçam ser publicadas?….tá bem chato de ler….chega a dar sono…..

PS: quanto falo outras Marinhas, pode ser a brasileira também….mas, podemos evitar as inaugurações e premiações ou visitas às obras de 1 único patrulheiro de 500 ton….cerimônias essas que contam com 10, 20 ou mais almirantes….essas notícias podemos pular….

Last edited 8 meses atrás by Flanker
Antoniokings

É porque, tirando alguns poucos submarinos franceses e ingleses, o resto é insignificante.
Além disso, fala-se da Marinha chinesa por ser a maior, ainda estar crescendo e dando guarida à ascensão chinesa vis-a-vis à decadência americana.

Flanker

Deu robozinho……esse teu discurso é outra coisa insuportavel…me dá ânsia de vômito…..isso que nem te conheco pessoalmente (graças a Deus)…..

737-800RJ

As marinhas da Itália, do Japão e da Austrália, por exemplo, estão cheias de novidades toda semana, pois têm feito renovações em suas frotas com investimentos pesados. Há assunto de sobra sem ser dos Estados Unidos e da China!

Flanker

Pois, então! Mas, cadê as reportagens aqui??

Wagner

Facil! Nao está gostando? Vá ler outra coisa!

MMerlin

Flanker. Acredito que cada site relacionado a defesa no país tem seu propósito. Existem outros locais que fazem um papel mais investigativo, entrando em detalhes que a maioria do público não se interessa. E você sabe quais são.

Referente ao pingue pongue mencionado, infelizmente o que atrai (e mantém) a maioria dos visitantes é a polarização. E sabemos como as pessoas gostam de fazer parte de um “time”.

Flanker

Pois é esse ping-pong que enche o saco de quem não é fanático por nenhum dos lados.

MMerlin

Bingo!

Wellington R. Soares

Que notícia teria da nossa Marinha ? 🤔

Defensor da liberdade

Talvez as novas toneladas de picanha compradas.

Mondelo

Finalmente sou obrigado a concordar com você “Defensor da liberdade”.

Flanker

Eu falei que deveria ser só da MB???

carvalho2008

Ninguem vai dar o destaque ao ultimo paragrafo??

“Em algo como uma forma de Dunquerque reverso, devemos esperar que, em vez de apenas lidar com dezenas de embarcações anfíbias da Marinha do PLA pintadas de cinza e suas escoltas, provavelmente veríamos um Estreito de Taiwan inundado com muitas centenas de barcos de pesca, mercantes navios e navios da Guarda Costeira e da Administração de Segurança Marítima.”



Antoniokings

Talvez, milhões de cidadãos chineses queiram fazer isso, utilizar seus barcos, orgulhosos das conquistas de seus País reintegrando a Ilha Formosa à sua Pátria.
Acredito que só os navios pintados de cinza darão conta do recado.
Sem maiores percalços.

carvalho2008

Não tem nada de civil não…serão militares mesmo tripulando os barcos….é a RFA Chinesa….se os britanicos alinharam mais de 100 navios mercantes na frota a 8 mil milhas de casa…..imagina os chineses a 130-180 km….?

Antoniokings

Seria Dunquerque vezes quanto?

carvalho2008

O exemplo do oficial americano foi exemplar….Dunquerque as avessas….

carvalho2008

mas om milhares de navios ro-ro….cargueiros…traineiras….Porta Containers…

Flanker

Dunquerque era “só” atravessar o canal da Mancha…..

carvalho2008

Poxa Mestre Flanker…atravessavam debaixo de bala…torpedo….até o filme mostrou….

Flanker

Eu sei…por isso escrevi o “só” entre aspas…

Flanker

Credo que babação de ovo…..p.a.t.é.t.i.c.o………..

Bosco

O Toinho é uma figura caricata que faz questão de sê-lo. É meio que o Clovis Bornay dos blogs de defesa. rsssss
Deve estar em êxtase por algum motivo que só posso desconfiar. rsss
Sua missão solene nessa existência é pregar a derrocada americana. No filme “Independence Day” ele fez torcida para as lagartixas alienígenas.

Last edited 8 meses atrás by Bosco
Antoniokings

Mas, como os americanos são melhores que as lagartixas, eles venceram.
Pelo menos em Hollywood.

Flanker

Ué, tu assistiu um filme hollywoodiano?? Blasfêmia máxima. …os censores do p.c. vão te mandar pro castigo….uma semana sem t.v.
PS: no filme, os chinas tb venceram as lagartixas.

Mondelo

kkkkkkkkkkkk, ai você pegou pesado Bosco, kkkkk.

Esteves

Inevitável. Aliás, Esteves previu uma ponte entre a China Continental e Taiwan.

Eles estão projetando o 1,4 bilhões de chineses no mar próximo.

carvalho2008

O que sempre venho persistentemente colocando….marinha de guerra não se faz somente com navios de guerra…. Para o caso exemplar de Taiwan, seriam milhares de navios civis que associadamente aos anfibios, desembarcariam tropas e material muito rapido e massivamente na Ilha. Não haveria torpedos, não haveria misseis suficientes para conter a ação mesmo que todo o inventario tenha 100% de acerto. Mas poucos acertos haveriam pois por óbvio, toda a primeira linha da força aerea e marinha teriam a iniciativa de atacar os centros de controle e bases Taiwanesas. Num conflito militar, ser obrigado a apenas tomar a atitude de… Read more »

Sincero Brasileiro da Silva

Nossa! Aqueles guindastes são gigantescos! Será que no Brasil tem algum?

Tulio

Se tivesse, não seria para mover peças de navios, seria pra carregar os almirantes e o alto comando das nossas forças, que já estão tão entupidos de lagosta e leite condensado que só assim pra saírem do lugar.

Sincero Brasileiro da Silva

É claro que a China só tá construindo isso tudo para os desfiles de 7 de setembro chinês! Nada mais que isso!

Maurício.

Oh inveja, e ainda tem um pessoal querendo desqualificar a Marinha Chinesa, somos brasileiros, o que nossa Marinha tem para tentar barrar a Marinha deles? Não temos nem meios de patrulha o suficiente para tentar barrar os pesqueiros ilegais deles.
Não se esqueçam, a China está crescendo graças aos tais “valores ocidentais”, valores esses, que na hora de lucrar, não pensam duas vezes antes de levarem suas produções para a mão de obra escrava(ou quase escrava) Chinesa, quiseram lucrar, agora que aguentem, e não adianta fazerem birra.

Mauro Cambuquira

“…somos brasileiros, o que nossa Marinha tem para tentar barrar a Marinha deles?…” A nossa marinha soltaria uma nota de repudio, ao embargos da nossa pólvora.

Antoniokings

Seria melhor nossa Marinha ‘cooperar’ com a chinesa, né?
Aliás, seria melhor todo o País cooperar com a China.
Temos muito a ganhar$$$$.

Maurício.

Antoniokings, “cooperar” com a Chinesa em que sentido? Comprando navios chineses? Treinando com eles? Se for isso, até posso concordar, mas no quesito pesqueiros ilegais, nossa Marinha tem que pôr respeito, tem que marcar presença, e se for necessário, “meter bala”.
Outra coisa, somos um país soberano, não temos que “cooperar” com os chineses mais do que o necessário, até para não acabarmos virando capacho deles.

sub urbano

Esse segundo mapa é muito legal. A Rússia é um país muito interessante ela faz fronteira ao mesmo tempo com a Europa, a asia central e o extremo oriente. É um gigante tem os maiores recursos de água, minérios e madeira. E ainda tem petróleo e gás rs Hitler e Napoleão foram mto doidos ao tentar invadi-los.

Antoniokings

E ainda tem enorme influência na Ásia Central.
Existe um brocardo que é mais ou menos assim: Conquiste a Ásia Central e dominarás o Mundo.
E é isso que China e Rússia estão fazendo.

Mondelo

Napoleão não queria invadir a Rússia, a ultima coisa que ele queria era uma guerra com a Rússia, mas foi obrigado pelas circunstancias.

Agora o Hitler foi doidão mesmo, kkkkk.

Professor

Napoleão foi mais doido que Hitler. Seus soldados invadiram as imensidões russas marchando…no máximo com carroças levando os feridos e algumas poucas provisões. Logo na ida, as doenças e a fome já reduziram muito o efetivo. O que lutou em Borodino era uma décima parte do que entrou na Rússia ou pouco mais. Imaginem a dificuldade em suprir este exército… Eles rapinavam tudo por onde passavam, mas munição, armas, peças de reposição vc não acha nas fazendas, tem de trazer de seus armazéns bem distantes… Borodino os sangrou de tão forma, o cansaço era tão grande, que não teve como… Read more »

sub urbano

Também acho Napoleão um pouco mais doido que o Hitler. No governo dos 100 dias, depois de ter ficado preso na ilha de elba, Napoleão fugiu montou um Exército e atacou 02 exércitos inimigos em Waterloo: um inglês e outro prussiano. Se os prussianos não tivessem se apressado Napoleão teria amassado os britânicos e enfrentado os prussianos de uma posição defensiva altamente favorável. Se ele tivesse vencido ali a Europa entraria em uma guerra talvez muito longa e custosa, a história inteira teria sido diferente, talvez com a Russia como protagonista e não a Inglaterra no século XIX. “O Grande… Read more »

Mondelo

Professor, realmente a invasão foi um desastre total mesmo. Napoleão cometeu muitos erros durante a invasão. A grande falha de Napoleão nessa campanha não foi foi ter planejado um objetivo claro estratégico. Ele estava desesperado pela paz, não queria a guerra com os Russos. A única coisa que ele queria era uma batalha decisiva para forçar um acordo de paz com czar Alexandre. Os Russos sabiam que não poderiam vence-lo em campo aberto e recuaram ao interior do pais, queimando tudo em seu recuo. Por isso ele avançou ao interior do país e Borodino não foi a batalha decisiva que… Read more »

Vitor

Não sendo demagogo. Mas não adianta ter 360 embarcações se 150 são embarcações leves e com poder de fogo limitado. Os USA tem 10 porta aviões de combate. Cada um com 70 aviões de caças ou mais. Se a China não tiver uma força de submarinos a altura correr risco de servir de alvo dos “Virginias” e ” Losangeles ” dos USA.

carvalho2008

Mestre Vitor…. Os EUA tem 10 para o mundo inteiro…. Não tem 10 para colocar na China….primeiro que já são navios em manutenção, segunda que se coloca tudo lá, então Russo fica tranquilo? No Oriente fica tranquilo sem nenhum? Mediterrâneo fica sem nenhum? Pearl harbour fica sem nenhum? Não é assim que funciona….Se eu sou e quero ser global, tenho de espalhar minhas forças… Se eu concentrar minhas forças, deixarei buracos noutros territórios em que as hienas podem se aproveitar… Se o primeiro do mundo brigar com o segundo do mundo, o “terceiro do mundo” passará a ser o novo… Read more »

sergio

Não precisa colocar todos na china, basta colocar 3 grupos de batalha de porta aviões, e vc tera a capacidade de fazer ataques aéreos 24 horas por dia 7 dias por semana, sendo limitado apenas pela logística de se manter esse ritmo.

sergio

Deixa explicar esse numero, em vc tendo 3 porta aviões num mesmo teatro de operações vc garante que sempre terá todo o grupamento aéreo de 1 porta aviões no ar ininterruptamente. limitado apenas pela logística

Antoniokings

A doutrina chinesa é não deixar nenhum navio se aproximar de sua costa.
Assim, operando de muito longe, os aviões baseados em PA terão enorme dificuldades em operar perto do território chinês.

Antoniokings

Sem contar que suas bases fixas em território japonês ou sul-coreano seriam alvos fáceis de chineses, norte-coreanos ou russos.
Lembre que os ‘aliados’ americanos na região são vizinhos de três países que estão armados até os dentes e com o dedo no gatilho.

Mondelo

Antonio, dificilmente os navios americanos se aproximariam da costa Chinesa sem ter superioridade aérea. E os americanos tem diversas opções para tentarem ter superioridade aérea contra os chineses, eles não usariam seus porta aviões para isso. Eles seriam mais efetivos atuando mais em mar aberto ou bloqueando as rotas comerciais chinesas.

Flanker

11 porta-aviões, não 10

Carvalho2008

Na realidade, no bicho pra capar eles tem é uns 19 a 21…duvido que num conflito assim os Wasp, America, Tarawa venham a ser abarrotados de Fuzileiros numa guerra que nao seria terrestre e ficar assim sobrando.,,,,iriam é ser abarrotados de F35B….e assim atuar como Navios de Controle de Area Maritma ou auxiliares dos Carriers

Antoniokings
BRUNO CORREIA

Eu acredito que o primeiro foco da marinha chinesa e fechar todas as passagens que dão acesso ao mar da china, assim isolando Taiwan enquanto faz a retomada/conquista da ilha.

Augusto L

E se auto estrangulando no processo.

Matheus S

Se a China não tiver uma força de submarinos a altura correr risco de servir de alvo dos “Virginias” e ” Losangeles ” dos USA.”

Já se tem informações de atividades de construção no estaleiro Bohai, fontes dão conta de que seria um Type 095.

Alex Barreto Cypriano

Tucker Carlson fez uma boa analise ao responder às invectivas do Pentágono: a PLAN é pra chutar a USN e bloquear o comércio marítimo da América, isolando-a dos mercados eurasiáticos. Por assim dizer, desfazer o sucesso comercial do novo mundo, da América em especial, aquela nação de peddlers not shopkeepers. O que agrada a Europa, que é tão importante pra China e vice versa. Enquanto o partidão chinês quer homens viris pra guerra, a woke culture ianque se faz castrense através de cirurgias de redesignação sexual, batas de combate pra grávidas e listas de leituras recomendadas onde vicejam criticas injustas… Read more »

Zorann

Aqui tem puxa s.aco de americanos com força né.

Não faz muito tempo, a China veio aqui querendo aprender a operar porta aviões e hoje estão aí, ameaçando hegemonia dos EUA.

Se já não são a maior Marinha, serão em breve, nos próximos anos. Ninguem segura a China, nem mesmo os EUA.

Aí lemos um bocado de comentários dizendo que os navios e armamentos Chineses não prestam…. Representam sozinhos quase metade da construção naval do mundo.

Estão presos à uma realidade de 20 anos atrás.

José Carlos David

Definitivamente, o Dragão acordou…pelo tempo que passou dormindo, vai demorar a votar para a cama sem antes deixar todo mundo assustado!

Adriano Madureira

“A China construiu a maior marinha de guerra do mundo. Agora, o que Pequim vai fazer com ela?”

Posicionar as peças para jogar War?!

comment image

Poderia ser, mas duvido muito, as ambições deles são para longo prazo.
comment image
comment image
comment image

E como um provérbio Persa diz:

comment image

Augusto Liborio

Adriano alguns dizem que a China esta colocando seu plano maléfico de dominar o mundo outros como voce dizem que é so mais um degrau do longo plano de poder chines. Eu digo, que o que os chineses estão fazendo é por pura necessidade e medo. A China apesar de ter uma das maiores costas do mundo é uma nação enclausurada no seu litoral, sem capacidade de presença fora dali, tem uma economia dependente de uma globalização cada vez mais caquética, um grande problema demográfico e uma dívida nunca vista antes na face da terra. Os cenários não são bons… Read more »

Agressor's

“A China construiu a maior marinha de guerra do mundo. Agora, o que Pequim vai fazer com ela?”

O mesmo que os eua…O que os Russos e Chineses querem é o que os eua SÃO hoje…

Pablo Maroka

Estou com medo.

João das Botas

Vai construir um aterro no estreito de Taiwan com supervisão dos Americanos e Japoneses…

Gilson Elano

Muito em breve, veremos essa frota, em um litoral, próximo a sua casa. Dando apoio militar a uma frota de pesqueiros.

Alexandre Garcia

A China vai liderar o mundo
E esse processo de liderança já começou. E nada vai conseguir pará-la.Liderará o mundo inteiro eternamente.

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

China planeja base militar na costa atlântica da África

A China está procurando criar sua primeira presença militar permanente no Oceano Atlântico, na costa da pequena nação africana...