segunda-feira, abril 12, 2021

Saab Naval

Porta-aviões chinês Liaoning avistado perto de Okinawa

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Tóquio, 4 de abril (Jiji Press) — O Ministério da Defesa do Japão disse no domingo que uma frota de seis navios da Marinha Chinesa, incluindo o porta-aviões Liaoning, foi vista navegando para o sul entre a ilha principal da Prefeitura de Okinawa, sul do Japão e a ilha de Miyako, também em Okinawa.

Foi a primeira vez desde abril do ano passado que o Liaoning viajou pela região.

A frota não invadiu as águas territoriais japonesas ou a zona contígua ao redor, de acordo com o ministério.

A frota incluía um destróier de mísseis classe Renhai (Type 055), um dos maiores navios da Marinha Chinesa. Outro destróier da classe Renhai foi avistado em águas ao redor do Japão pela primeira vez em 18 de março.

De acordo com o Estado-Maior Conjunto do ministério, as seis embarcações foram encontradas em um ponto a cerca de 470 quilômetros a sudoeste da cadeia de ilhas de Danjo, na província de Nagasaki, sudoeste do Japão, por volta das 8h do sábado (11h da sexta-feira GMT).

A frota então seguiu para o sul entre as ilhas de Okinawa e Miyako em direção ao Oceano Pacífico.

Os navios chineses foram fotografados pela Força Marítima de Auto-Defesa do Japão – JMSDF, como mostram as imagens abaixo:

FONTE: nippon.com

- Advertisement -

76 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
76 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
JOAO

A solução contra esse tipo de incursão é a boa e tradicional arma submarina.

RPiletti

Em tempos de paz, discordo…

Luiz Trindade

Em tempo de paz sim deve aproximar e ficar plotando para dar um bom recado que aqui não camarão…

Mgtow

Que deveria ser usadas tambem contra essas forças tarefas americanas que vivem fazendo incursão no mar da china. Botar aquelas banheiras no fundo do oceano.

João Carlos

A nota diz que a frota não invadiu águas territoriais japonesas… Então… Qual o problema?

Matheus Parreiras

Nenhum problema, o Japão está apenas tomando nota das atividades Chinesas.

Carlos Campos

nenhum

Adriano

E os submarinistas japoneses gravando os sons dos hélices chineses, tudo normal !!!

edu

estamos vendo liaoning navegando em aguas tranquilas como num passeio ne rss; este o mesmo que era pra ser um cassino flutuante rss,em breve possivelmente veremos o nae sp navegando nas aguas proximas a turquia ,o mesmo nae que foi vendido pra ser desmantelado ne rss,lembrando que como falam aqui . apenas imaginaçao minha ,ou incompetencia em administraçao da Marinha do Br.

Carlos Campos

Foi tarde, a MB não tem dinheiro nem pra comprar Tamnadaré ainda que nem chegou ser encomendado para se ter uma ideia, e tem gente que sonha com PA, muito legal um PA sem escolta, íamos ser um vergonha mundial.

Mk48

Carlos, o PA Queen Elizabeth vai fazer no segundo semestre desse ano um deslocamento até o Japão , com um GT composto num mix de navios escolta da propria RN e com escoltas de países aliados, exatamente porque eles não tem também escoltas suficientes para alocar nessa viagem, devido a longa duração da mesma.

Inclusive , vai tbm um esquadrão inteiro de F-35s dos US Marines embarcados no QE, para complementar os F-35s ingleses.

Não sonho com um PA na MB, mas também não vejo nenhuma vergonha nisso.

Abs.

Last edited 8 dias atrás by Mk48
Leandro Costa

A grande diferença é que no caso Birtânico, eles tem alianças de Defesa formais com outros países e estão bastante acostumados à utilizarem seus meios em conjunto com os meios desses parceiros. Já o Brasil não tem nada nem remotamente parecido com isso. Fazemos diversos exercícios conjuntos com diversas Marinhas, mas não temos, assim como essas outras Marinhas também não tem, qualquer compromisso formal nesse sentido. Não acho que seja uma vergonha. Acho que é uma questão de termos prioridades que precisam ser atendidas, ou seja, precisamos colocar em mente que é a nossa realidade e nos preparar para ela… Read more »

Carlos Campos

eles tem escoltas sim, mas não para mandar para o outro lado do mundo, e tem a OTAN né, nos não temos ninguém forte para chamar de Aliado confiável.

Amaury

Dinheiro tem amiguinho….e muito. A diferença é que algumas marinhas são feitas para defender seus países e projetar poder em caso de necessidade. Outras, como, infelizmente, a MB não passam de um amontoado de navios velhos, excesso de gente e de gastos. A marinha japonesa dá de 20 a 0 na MB e tem praticamente a metade do efetivo. Creio que se pesquisamos não será surpresa se a verba anual deles for menor do que a da MB. Sem falar que em países sérios a função das Forças Armadas é a DEFESA. Por aqui eles gostam é de cargos e… Read more »

Esteves

Não. Os orçamentos públicos no Brasil sustentam a si. São prefeituras abrindo estatais, são câmaras comprando smartphones, são aumentos salariais na surdina. Não sobra além do custeio próprio e quando sobra pouco fica. O resultado de um país que se autoconsome é o atraso tecnológico que nos metemos. O desempenho econômico entre Brasil e Rússia não é muito distante. Na verdade, bastante próximos. Mas a vala tecnológica entre Rússia e Brasil é abissal. Projeção de poder é uma doutrina muito comentada aqui. Não é para Marinhas e não é para países sem linhas logísticas sólidas. Forças tarefas tem custos astronômicos.… Read more »

5FC64972-CA54-4607-9F71-2DA73428916F.png
Esteves

Brasil saindo dos tops.

04E51AC1-9A25-477E-B1DC-9B04A3F3ECAF.png
Carlos Campos

Dinheiro tem, claro, arrumaram bilhões pra os partidos se elegerem e continuarem rouband@, mas pra defesa e ajuda social não tem.

Jadson Cabral

Isso não é desculpa. Se os almirantes estivessem mais preocupados com o país que com os próprios soldos, se nossos políticos… se tivéssemos o cenário ideal, a MB encomendava 8 tamandarés e fechava uma parceria com o Naval Group e estaleiros nacionais pra reformar o São Paulo enquanto fechava com a SAAB e a Embraer pra desenvolver uma versão naval do Gripen construída aqui e adquiria umas 36 unidades. Tenho certeza que isso custaria menos de uma única parcela do auxílio emergencial, que era de mais de 50bi. Não adianta reclamar das forças armadas e endossar essas desculpinhas. Nunca vamos… Read more »

Mk48

Acompanho o relator.

Abs.

Carlos Campos

não penso baixo, sonho alto, mas tenho que ser realista, livra-se do São Paulo, compra tamandaré, compra novas fragatas de maior tonelagem, depois compra drones, sistemas AA para nossas bases, faz subnuc, por último vem um PA

João da Lua

Os grandões exibindo os brinquedos novos.

Adriano Madureira

Off-Topic:

E já que o assunto é NAe, estão por dentro da possibilidade da possível sobrevida do A-12 São Paulo?

Se for verdade,esses turcos tem visão,fazer a manutenção e transformar o A-12 em uma plataforma de teste visando o adestramento de pilotos e tripulação,seria uma boa jogada…

Dinheiro e tecnologia eles tem !

comment image

Paulo Sollo

Olá amigo, seria uma péssima e inviável jogada. Isto é idéia de um contra-almirante turco que tem 99% de chances de não vingar. Além de ter que negociar com Brasil e França, já que o navio foi comprado por empresa privada para desmonte, com a França as relações estão péssimas. Os franceses apóiam a Grécia contra eles e houve aquela afronta na qual um vaso de guerra turco enquadrou um navio francês com seu radar de tiro. Além disso o custo para ressuscitar a velha barcaça seria proibitivo. Como já foi apontado por pessoas que mantém blogs sobre o assunto… Read more »

guilardo

A Marinha mandou fazer uma perícia no casco do São Paulo, que atestou encontrar-se em perfeito estado, a ponto de planejarem a sua modernização. A Turquia, país mais pobre do que o Brasil, espelhando-se na China que pegou uma sucata e transformou no seu primeiro porta-aviões, quer fazer o mesmo. Mas o nosso glorioso país, que tem o casco perfeito nas mãos, tem uma indústria naval poderosa e recursos industriais superiores à Turquia, esnobou a situação. Não resta dúvidas que, se não houver oposições da França e do Brasil, aquele país recuperará o antigo São Paulo e o tornará operacional,… Read more »

Leandro Costa

‘não restam dúvidas?’

Comentário corajoso. Até porque o casco estar perfeito é uma coisa. Praticamente reconstruir o navio todo por dentro é outra completamente diferente. É um nível de investimento que simplesmente não poderia ser justificado ante às atuais mazelas da Força.

Em países com grana sobrando, faz-se de tudo. Existe pano para manobra, tentativa e erro durante desenvolvimento, etc. Sem grana não dá. É necessário priorizar e investir no que pode dar certo. É simples assim.

Mk48

Guilardo, boa tarde.

Excelente a sua exposição. Pessoalmente discordo de algumas afirmações que você fez, mas enfatizo que seu ponto de vista é muito verdadeiro e é uma ótima contribuição para o debate deste assunto. Estou escrevendo agora do meu celular…nao tenho como expor por aqui o que penso, prefiro fazer isso no computador. Ótimo texto .

Abs.

Last edited 7 dias atrás by Mk48
Guilardo Pedrosa.

Boa tarde.

Dalton

A China não pegou uma “sucata” e sim um navio inacabado ainda novo, ainda mais quando comparado ao “São Paulo” de 1963 e não apenas completou, como recheou o mesmo com equipamento moderno por conta dos enormes recursos chineses, financeiros e técnicos, não sendo o mesmo caso da Turquia. . Vale lembrar por exemplo, que mesmo os russos encontraram obstáculos ao converter um navio da classe Kiev no NAe indiano, o que levou a um aumento substancial no preço combinado e um prazo alongado para conclusão da obra criando uma situação embaraçosa para ambas as nações tradicionais aliadas. . O… Read more »

Tomcat4,2

Não subestime os turcos pois até outro dia não possuiam motor nacional pra seu helicóptero de ataque(T-129 Atack e um outro utilitário tbm) e nem para seu MBT(Altay) e hoje……a história é outra e já partem para desenvolver um helicóptero de ataque pesado. Estão evoluindo a passos largos em toda a indústria de defesa e produzindo localmente de tudo.

Leandro Costa

Tomcat, investir no desenvolvimento e fabricação de motores, ou até de helicópteros é uma coisa. São coisas pequenas. Pode se fazer protótipos, modelos menores, etc. O nível de investimento é alto, mas em comparação com a virtual total reconstrução de um navio tão complexo quanto um Porta-aviões, a coisa muda de figura. Não existe muito espaço para erros. Que tipo de navio seria? CATOBAR/STOBAR/VSTOL? Que tipo de aeronaves irão operar? Qual o peso delas? Como seria a configuração do aparelho de parada? Catapultas? Quais? A Turquia simplesmente não tem experiência/expertise na maioria desses equipamentos e leva-se anos até que se… Read more »

Carlos Campos

pra vc ter uma ideia, fazer um turbofan é mais difícil que fazer um aviaão, os Turcos estão começando a dominar essa tecnologia, eles tem protótipos de canhões eletro magnéticos, estão fazendo um CAÇA 4++ OU 5G, ainda não sabemos, eles já produzem radares de GaN, já fazem modernos navios de guerra com bastante equipamento local, drones de ataque testados em combate, drones de EW, Brasil nem sonhe com o que a Turquia já produz, em breve vão passar Israel, atingir a França e a Alemanha, que vão ter que engolir a Turquia como uma potência de mesmo nível, não… Read more »

Leandro Costa

Passar Israel, França e Alemanha…. Hm… Tá bom. Não duvido que possa acontecer. Só duvido que seja ‘em breve’

Carlos Campos

em 10 anos passam israel em tecnologia de armas, em 20 empatam com Alemanha e França;

Leandro Costa

Existem alguns problemas em se afirmar algo assim, Carlos. A Turquia não é exatamente um exemplo de estabilidade tanto política quanto econômica nesse momento. Ao mesmo tempo, nesse joguete de política internacional que eles estão fazendo pode ser algo que os atrase mais um pouco no quesito desenvolvimento.

Mas dou o braço à torcer. Quais os motivos que o levam à acreditar em algo assim?

Carlos Campos

O que eu falo é uma projeção, então pode não se concretizar, o que leva a acreditar nessa situação é o tanto que eles estão correndo atrás de tecnologia de ponta, se voltarmos 15 anos no passado eles no máximo faziam cópias de armas estrangeiras, hoje ainda fazem, mas com muito recheio nacional, o Erdogan na minha opinião é maluco, mas ele investe na industria de defesa do país, e a Turquia não é bem uma democracia o que faz com que ele tenha liberdade em continuar avançando nos projetos militares

Mk48

Caro Tomcat,

Com todas as vênias, creio qye vc está enganado.

Segundo materias publicadas aqui na Trilogia, o motor do heli T929 será ucraniano. O projeto original previa motor americano, mas foi embargado por conta do rolo com o S400. O MBT deles terá componentes da transmissao e motor sul coreano.

https://www.aereo.jor.br/2021/03/16/turquia-usara-motores-ucranianos-no-helicoptero-t-929-atak-2/

https://www.forte.jor.br/2021/03/10/o-tanque-altay-da-turquia-tera-motor-da-coreia-do-sul/

Last edited 7 dias atrás by Mk48
Tomcat4,2

Até hoje defendo a modernização deste navio por onde já estaríamos adquirindo expertise para construirmos um novo futuramente(e isto me rende pedradas até hoje) mas…viva os países que levam defesa a sério .

Paulo Sollo

“Mas o nosso glorioso país, que tem o casco perfeito nas mãos,……,esnobou a situação”. Como eu disse, é uma insistência mórbida. Além do exagero do “casco perfeito”, porque você e outros entusiastas de ferro velho não fizeram uma vaquinha para levantar os mais de 1 bilhão necessários pra trocar praticamente tudo de relevante naquela tralha gigante? Nesta obsessão por acharem que a MB deve ostentar um NAe, mesmo não conseguindo contar com uma frota decente de NPo de míseras 500 Ton, a insensatez é adjetivo básico. Um sacrifício para encomendarem 4 parcas fraguêtas, que nem tiveram a primeira chapa cortada… Read more »

Carlos Campos

só de pensar nos motores diesel que queriam colocar nele, queimando milhões de reais que poderiam se tornar fragatas e opv, sinto raiva.

Paulo Sollo

E mais dois detalhes: a reforma era prevista para finalizar em 2019 mas considerando o que tradicionalmente ocorre, iria atrasar vários anos e o orçamento inicial de mais de 1 bilhão iria sofrer reajustes e finalizar pelo triplo.

E além disso a reforma o tornaria apto para apenas 15 anos de serviço.
Some os bilhões da reforma com os bilhões de 15 anos de operação e dá pra comprar dois Naes novos em folha.

Leandro Costa

Sollo, se não me engano a reforma ficou orçada em mais de um bilhão. Coisa de um bilhão e meio ou algo assim. Bem mais barato do que um navio novo.

PORÉM… não havia nenhuma garantia que a reforma sairia à contento, ou seja que funcionaria conforme desejado pela Marinha, o que inviabilizou por vez a reforma. E acho que a decisão da Marinha de dar baixa e se livrar do navio foi acertada.

Mk48

Exatamente Leandro.

Carlos Campos

dá para fazer, mas é melhor comprar um novo, o Bom so SP é que ele usa catapulta.

Teropode

Naot duvide ,se a Turkia quiser ela transforma ele numa excelente máquina de guerra , o casco está em boas condições , ele pode ser utilizado em um primeiro momento para treinar e depois ser convertido num porta helicóptero ou num porta- mísseis tecnologia pra isso os turcos possuem . O Brasil naot serve de parâmetros prata nada , não se esqueçam disto.

Antoniokings

É para isso que a China está se preparando e o Japão deve estar ciente do fato.

Bruno

O Japão não tem medo da China, afunda toda a frota chinesa em um mês

Mk48

Esse negocio de super trunfo já deu faz tempo aqui blog amigo. Tenta alguma coisa melhor, blz ?

Abs.

Teropode

Super trunfo só vale pra China ok !

Carlos Campos

o Japão não acaba com a Marinha da China, mas leva boa parte dela, assim como os estaleiros chineses para o fundo do mar.

paulino

Lol, o japão fraco pode lutar contra o exército chinês? Desde que a China derrotou os Estados Unidos na Guerra da Coreia. Agora a China pode destruir todo o Japão sem usar sua marinha. A China só precisaria de dezenas de milhares de mísseis balísticos para destruir todas as cidades do Japão. E a China tem 2.000 ogivas nucleares. A China hoje é a nação industrializada mais poderosa do mundo. Pode fazer todos os tipos de armas e equipamentos. Agora, mesmo dez japão não poderiam vencer a China.

paulino

kkk, O Japão pode destruir a marinha chinesa em um mês? Quão estúpido você é? O Japão não tem submarinos nucleares. O Japão só tem submarinos convencionais. A China tem 20 submarinos nucleares. Como um submarino convencional compete com um submarino nuclear? Submarinos convencionais só podem submergir por 40 dias. O submarino nuclear da China passou um recorde de 92 dias debaixo d’água. Também carregava armas nucleares. É difícil imaginar o Japão sendo atacado por submarinos nucleares chineses. A marinha japonesa não tinha chance de ganhar uma guerra com a marinha chinesa.

Oráculo

Os Chinas tão dando aquele passeio perto da base dos Mariners em Okinawa, como quem diz “É rapidinho pra gente chegar aqui”.

Os Yankees ficam irritados.
Daí os Japas já fazem cara feia também.

E ficam nessa de um mostrar a língua pro outro.

Mais um dia normal na nova “Guerra Fria”.

max

O exército japonês cometeu um erro de detecção e na verdade havia sete navios em vez de seis.
Eles são o Porta-aviões 016*1, Navio de abastecimento 901*1, Grande Destruidor 055*1, Destruidor 052D*2, e Escolta 054*2.
O vídeo de prova é o seguinte:
http://t.cn/A6cbiK10?m=4622727274565525&u=6189120710

max

Desculpe, o link para o vídeo acima está incorreto, corrigido abaixo:
https://weibo.com/6189120710/K9xeTj9Hv?type=comment

angelo bigalli

O bicho é grande e imponente.

Mk48

Eu acho que esse tipo de noticia vai ficar muito mais frequente daqui por diante.

Os caras construiram uma marinha de águas azuis de dar inveja em qualquer um, evidentemente que vão navegar com ela. Devem. Estão em aguas internacionais. Então não vi qual foi o motivo inclusive da matéria ter sido veiculada como um “acontecimento”.

Agora, imagina o estardalhaço que vão fazer quando os chinas começarem a navegar com seus GTs pelo Mediterraneo, Mar do Caribe, Costa Oeste americana…… será que as ações de FON só valerão para 9s EUA e seus aliados ? A ver.

Dalton

O “acontecimento” , “48”, creio, ficou por conta de não ser comum, ainda mais que fazia um ano que o NAe não singrava por àquelas águas. . Quanto a Operações de Liberdade de Navegação “FON”, decididamente não há motivos de se enviar um NAe para a costa oeste dos EUA, pois não há águas contestadas por lá, nem “ilhas artificiais” e Canadá e México não são exatamente “aliados” e muito desejosos de oferecer um porto amigo para tal símbolo de poder, diferente de um ou dois combatentes de superfície que eventualmente queiram fazer uma visita. . Mesmo o Vietnã permite… Read more »

Mk48

Dalton, Com todas as vênias, discordo de você. Os chineses construiram a marinha deles para navegar. Não importa (ao meu ver) se vão navegar em áreas contestadas ou não. Eles podem e vão, navegar, no mundo inteiro, em águas internacionais, e o que frisei é que isso, por ser um fato novo, está sendo objeto de espanto e contestação pelo Ocidente. Sinais dos novos tempos. Você sabe que não sou fã boy nem participo de nenhum fla-flu de torcidas, simplesmente creio que GTs da China passarem a navegar no quintal da OTAN, cumprindo as regras internacionais, é questao de pouco… Read more »

Last edited 7 dias atrás by Mk48
Leandro Costa

Acho até que pode ser que façam isso, de navegar no quintal da OTAN, mas apenas para dizerem que podem, e pouquíssimas vezes. Os Chineses estão sendo bem pragmáticos, mas se enviarem seus navios para pontos aonde não há um claro e definido interesse Chinês, eles vão ganhar ainda mais antipatia Mundo afora, e é justamente o que a China não quer fazer. Posso entender que os Chineses enviem seus navios para aonde eles atualmente tem bases, acordos de cooperação, áreas contestadas no Pacífico, mas não os vejo navegando pelo Atlântico Norte ou mesmo pelo Mediterrâneo de maneira frequente.

Mk48

Leandro, boa tarde

Interessante o seu ponto de vista. Vamos debater oportunamente.

Abs.

Antoniokings

Não vejo que ‘antipatia’ é essa que vcs tanto falam com relação aos chineses.
Toda semana lemos notícias de acordos, pactos e tratados da China com diversos países que eram da esfera de influência americana.
Hoje, saiu notícia que a Coreia do Sul quer fortalecer as relações com os chineses.
Semana passada foi a Arábia Saudita.
Antes, Qatar, Japão e outros.
De antipatia e antipatia os chineses estão conquistando o Mundo.

Leandro Costa

Esses acordos são negócios, e isso é absolutamente normal. Encontra-se um ponto onde as partes envolvidas acreditam ser satisfatório e fecha-se o acordo. Todos saem da mesa de negociações satisfeitos. O que não é normal, é um país enviar uma força tarefa para aonde não existem disputas de qualquer forma e aonde não há qualquer área de interesse desse país. Quando isso acontece, se dá o nome de ‘intimidação’ e nenhum país enxerga isso de maneira positiva, o que faz com que mais e mais barreiras sejam levantadas para negócios com esse país sempre que possível. Não há país sério… Read more »

Dalton

Os NAes chineses irão sair do quintal “48”, mas, não na direção da costa oeste dos EUA em missão similar às Operações de Liberdade de Navegação executadas pelos EUA e diversos outros países no quintal da China, pois não há nada que um NAe chinês tenha o que fazer por lá, certamente não garantir a liberdade de navegação do Canadá e do México. . Além de incursões pelo Pacífico similares às que estão sendo feitas, me ocorre o Índico , tendo o Paquistão como aliado e contraponto à Índia, países africanos dispostos a estreitar relações e o Mar Arábico e… Read more »

Mk48

Otima análise, as usual.

Tô na rua, escrevendo do celular.

Te respondo mais tarde , num teclado decente…rsrss

Abs.

Last edited 7 dias atrás by Mk48
Antoniokings

Basta os chineses se interessarem pelo petróleo venezuelano que veremos vários navios deles por aqui.
Não será muito difícil para eles, pois acabaram de decretar o fim das sanções americanas ao Irã.

Leandro Costa

Acho muito difícil a China se indispor ainda mais com os EUA e provavelmente o restante da região inteira, com os custos envolvidos nisso, por causa de uma Venezuela. Eles tem meios melhores e mais eficientes de garantir os recursos Venezuelanos. Enviarem um navio ou outro ao longo do tempo para uma visita ‘mostrando a bandeira’, tudo bem. Manter uma presença corriqueira com mais navios, acho extremamente improvável.

Antoniokings

Acompanho o relator.

SDS.

Mk48

Abs Kings!

Alison

Se eles não entraram em aguas japonesas pq o alarde então?

Mk48

Olá Alison.

A questão é exatamente essa ,: Por quê o alarde !

Seguramente a Inteligência japonesa e americana já sabiam previamente desse deslocamento, que não infringiu nenhuma norma internacional.

Abs

Last edited 7 dias atrás by Mk48
Jagdverband#44

O alarde fica por tua conta.

Tomcat4,2

Calma pessoal é só um rolê !!! Frota de águas azuis tem que navegar uai , senão enferruja no porto/base.

paulino

O Japão não é um país independente. É uma colônia americana e regime fantoche, Não tem soberania diplomática independente. Faz tudo sob a vontade dos Estados Unidos, Veja o primeiro-ministro japonês se curvar ao Secretário de Defesa dos EUA, Isso é patético para um país.

b62da1f8724c4fa081f207ce07b04f5b.jpg
max

O próprio Primeiro Ministro japonês sabe que ele é um vassalo dos Estados Unidos.

日本首相鞠躬圖1.jpg
Matheus S

Essa é a forma mais comum de cumprimento dos japoneses, na verdade dos asiáticos em geral, isso não tem relação alguma com subserviência. É um costume oriental.

Deixa de falar bobagem.

Japonês

Japonês.
Sim, isso pode ser verdade.
A segurança do Japão depende largamente dos Estados Unidos, pelo que o Japão segue frequentemente as políticas dos Estados Unidos.
Mas não é essa a história toda. Quando discordamos, discordamos, e por vezes expressamos claramente as nossas opiniões.

- Publicidade -

Guerra Antissubmarino

Relembre a entrevista com um comandante de submarino da Marinha do Brasil

Há cerca de 20 anos o Poder Naval Online entrevistou, por meio do colaborador Bruno Fagundes, um comandante de...
- Publicidade -
- Advertisement -