sexta-feira, setembro 17, 2021

Saab Naval

Thyssenkrupp Marine Systems entrega o quarto submarino Type 209 à Marinha Egípcia

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A thyssenkrupp Marine Systems entregou hoje oficialmente o quarto submarino da classe Type 209/1400mod, denominado “S44”, para a Marinha da República Árabe do Egito. Seguindo as rígidas medidas de prevenção do coronavírus no estaleiro, a transferência ocorreu em Kiel.

Dr. Rolf Wirtz, CEO da thyssenkrupp Marine Systems: “Gostaria de agradecer a todos os envolvidos pelo diálogo aberto e pela cooperação confiável. O sucesso não teria sido possível sem o profissionalismo e competência de nossos colaboradores, clientes e fornecedores. A entrega do quarto e último submarino HDW Type 209/1400mod no projeto significa que nossos colegas egípcios voltarão para casa. Desejamos a eles tudo de bom para o futuro e esperamos recebê-los de volta em nosso estaleiro para novos projetos em breve.”

O contrato para a entrega dos primeiros dois submarinos Type 209/1400 mod para a República Árabe do Egito foi assinado em 2011. Em 2015, o Egito decidiu optar por duas unidades adicionais. O primeiro submarino foi entregue em dezembro de 2016, o segundo em agosto de 2017 e o terceiro em abril de 2020. Todos os quatro submarinos aumentarão as capacidades de defesa e eficiência de combate do Egito, alcançarão a segurança marítima e protegerão as costas egípcias, bem como os interesses econômicos entre os Mar Vermelho e Mar Mediterrâneo.

Sobre o “S44”: Em setembro de 2020, o “S44” foi nomeado e lançado no estaleiro da thyssenkrupp Marine Systems em Kiel. O submarino é extremamente confiável, pode ficar submerso por um longo tempo, é rápido e difícil de localizar graças às suas assinaturas baixas.

Características chave

Submarino Type 209/1400 visto em corte

  • Comprimento: 62 m
  • Diâmetro: 6,2 m
  • Deslocamento (superfície): 1.450 t
  • Deslocamento (submerso) 1.600 t
  • Tripulação: 30

DIVULGAÇÃO: thyssenkrupp Marine Systems

- Advertisement -

83 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
83 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antunes 1980

Israel não gostou nada disso.

Jean

Sabe quanto o Egito pagou por cada submarino destes? $ 300 milhões de dólares, menos da metade ou um terço de submarinos por aí, custo de manutenção baixo e confiabilidade comprovada… Para afundar navios dá na mesma

Burgos

Boa tarde MK !!!
Existem 3 tipos de homens.
Existem os homens vivos,
Existem os homens mortos,
E existem os homens do mar.

Aristoteles 💪👍😎⚓️🇧🇷

Mk48

Sábias palavras amigo Burgos !!!
.
Abs

Jean

Disse isso para evitar comparar o 209 com o 212 ou 214, mas num conflito a principal função deles seria negação do uso do mar, e nisso o 209 se sairia muito bem.

Esteves

Por metade do preço.

Teropode

Penso mesmo , para mim a Grécia deveria seguir o exemplo do Egito e montar uma força de Submarinos T209 , pela quantidade de ilhotas é mais lógico optarem por quantidade com razoável qualidade ….

Carvalho2008

Mestre Teropode,

A Marinha Grega possui 11 SSKs Alemães da HDW. São 07 IKL 209 e 04 IKL214

Gabriel BR

Preço e custo operacional

Joao Moita Jr

Israel? Israel não tem nada a temer. O US Congress paga um suborno bilionário ao Egito para que os mesmos continuem assegurando a “amizade” com os israelenses.

Flanker

Tu mora nos EUA, né? Te candidata ao Congesso daí e cria uma lei para mudar isso. Ou te candidata à presidência dos EUA e muda essa situação. Mora aí é isso te incomoda? Faz alguma coisa, aí, pra mudar isso. Não adianta nada falar isso e outras do tipo, aqui para os brasileiros.

Jodreski

Oxeeeee, longe de mim sair em defesa de alguém, mas o entendimento que tive do comentário do João é que ele apenas expôs um “boato” daqueles que jamais serão provados, sem nem expor a opinião dele.

Flanker

Meu caro, essa é a opinião dele. Aliás, todos tem direito à opinião. Mas, ele já falou isso inúmeras vezes. Por isso, escrevi o que escrevi.

Alison

Não. vc escreveu pq vc hostiliza qualquer um que falar mal dos EUA… Qualquer um aqui sabe disso…

Flanker

Sério? Ora, vai te catar, guri…..no comentário dele sequer tinha hostilidade aos EUA e sim, a Israel. E eu escrevi o que escrevi pq ele serve, ou serviu, ao US Army, com missões no OM, e vem aqui fazer proselitismo? Se ele é tão contra a postura do governo e contra Israel, o que ele ficou fazendo todo esse tempo no Exército dos EUA? Eu, particularmente, se morasse lá e tivesse a cidadania americana, não serviria às FFAA deles pq não concordo com muito do que os governos de lá fazem em sua política externa. Mas, tu e vários lacradores,… Read more »

Joao Moita Jr

Quem disse que isso me incomoda? Simplesmente citei um fato, que ao Egito se paga um suborno bilionário para estar de bem com Israel. Isso todo mundo sabe. Vai ler um pouquinho, vai.

Flanker

Cara, tu fala contra Israel sempre que pode. E é teu direito, obviamente. Então, não diga que não acha isso um problema. E quanto a ler, leio mais de 1 livro por mês. Sobre todo e qualquer assunto. Não te coloque acima dos outros, yankee.

rui mendes

Os type 209 actuais, são muito diferentes dos type 209 mais antigos.

Camargoer

Olá Rui. Eu concordo com você. Os armamentos podem ser similares, o projeto técnico pode ser o mesmo, mas a eletrônica, os sistemas de combate, os sensores, os controles de propulsão, etc, são todos sistemas atualizados. Tentar comparar um IKL 209 de 30 anos com um IKL 209 construído agora parece ser uma um grande equívoco.

Camargoer.

Ola Mk48. Acho que existem poucas coisas em comum entre um 209 construído hoje e um 209 construído trinta anos atrás, além dos aspectos estruturais. A eletrônica embarcada seria muito diferente. Os sensores são diferentes. Os softwares de controle são diferentes. Mesmo compartilhando a mesma base estrutural, os comandos mecânicos puderam ser trocados por sistemas automatizados e controlados eletronicamente. São equipamentos muito diferentes. fazendo uma comparação simplificada, seria como comparar um 747 de 30 anos atrás com um construído agora. São semelhantes, são parecidos, mas possuem sistemas, eletrônica, matérias, desempenho, e manutenção totalmente diferentes.

Segatto

Embora certamente aumente a capacidade militar egípcia que pode ser usada contra Israel, a Marinha de Israel é pequena frota de 5 corvetas e alguns missile boats, sendo que a grande arma de Israel contra o Egito sempre foi a Força Aérea Israelense, se Israel fosse o principal motivo dessa compra, seriam aeronaves, não submarinos. Ao meu ver (que pode bem estar errado) essa súbita expansão da marinha egípcia bate com os problemas entre egípcios e turcos, esta última sim com um frota cheia de navios de superfície para serem os alvos preferenciais de submarinos e que quer forçar as… Read more »

Moriah

Muito bom.

Filipe

O Egito compra armas de todos os lados , é igual a India…

Camargoer

Caro Filipe. A Íbdia adquire armas de vários países nas sempre que podem bisca a nacionalização ou fabricação local.

Gabriel BR

Show

Zorann

Eles comprando 209 e nós jogando os nossos no lixo.

Leandro Costa

Ainda bem… imagine manter duas linhas logísticas e escolher ficar com os mais antigos.

Zorann

Eu concordaria completamente com você se nosso orçamento de Defesa fosse o de qualquer outro país do continente sul americano. O segundo país que mais gasta em Defesa no continente, gasta 1/5 do que gastamos. Nossos gastos em Defesa representam 52% dos gastos do continente (SIPRI), 1,4% do gasto mundial (SIPRI). Gastamos em Defesa o mesmo que Austrália, Itália… 20% a mais que Israel, Canadá. Não podemos dizer, de maneira nenhuma, que falta dinheiro. Muito menos dizer que somos incapazes de manter os meios mais capazes em operação hoje na Marinha (sim, os IKL 209 que ainda operam). Vender, dar… Read more »

Salim

Caro Zorann, Concordo plenamente com seus comentarios, o que o povo brasileiro gasta em defesa e suficiente ,porem e extremamente mal administrado. Infelizmente nossas Faas viraram um Cabidao de pessoas com uma baixíssima capacidade de defender a Pátria. Não temos marinha , nem previsão de termos algo no médio prazo. Serão usd 10 bi para 4 scorpene quando já tinhamos capacidade de construção dos classe Tikuna. Até navio patrulha básica nao temos. Muito triste.

Carvalho2008

Quando forçamos uma impossibilidade orcamentaria parece obvio. Mas do ponto de vista técnico não. Atualizados por uma pequena fração do valor, eles mantêm altíssima capacidade. Egito é prova disto. Ainda do ponto de vista tecnico, também é um erro pensar que um unico modelo abarca o melhor custo beneficio em todos os ranges de missões. Não é assim para navios de superfície e também não seria assim para submarinos. Principalmente no Brasil em que a dimensão oceanica e marítima demandaria uns 30 deles. Neste aspecto , o fato da MB não conseguir manter os cinco atuais com os quatro futuros… Read more »

Jean

2 linhas logísticas não é tão errado quando sabemos que dependendo de apenas um fornecedor podemos facilmente sofrer embargos de componentes que facilmente fariam nossa pequena mas indispensável frota ficar indisponível… No meu ver o ideal seria fazer os PMGs necessários e modernização dos nossos IKL 209 mantendo a motorização atual, sistema de combate da L. Martin em todas as unidades e estoque de 16 MK-48 por submarino (poderiam ser 06 novos e 16 dos estoques da US Navy).

Last edited 2 meses atrás by Jean
Teropode

Há prioridades cara , prioridades 😂😂😂😂😂😂😂😂😂, e todo cuidado com as janelas é pouco ….

Zorann

Olá MK 48! Os nossos IKL são sim economicamente viáveis. Você pode discordar de mantermos os IKL, mas não dizendo que são economicamente inviáveis. Um PMG de um IKL 209, chutando alto: US$ 70 milhões. E isto não é pago de uma vez, já que um PMG demora aí 2 anos e os PMGs não são feitos todos de uma vez. O problema é outro. É a escolha que a Marinha fez (e sempre faz) de cortar os meios em detrimento de todo o restante de inutilidades que precisavam ser cortados: A Marinha está se desfazendo de meios muito capazes,… Read more »

Camargoer

Caro Zorann. Segundo uma reportagem do Roberto Lopes, um PMG de um IKL Tupi custaria cerca de US$ 30 milhões, sendo US$ 60 milhões se a MB optar pela remotorização. Considerando este valores, eu defendo que a MB retome os programas de PMG dos Tupi (ao menos de uma parte deles) após o lançamento do quarto SBR.

Camargoer

Caro Mk48. A reportagem do Roberto Lopes foi publicada aqui no PN. Se você souber de outra reportagem que apresenta outros valores para o PMG dos IKL Tupi da MB, será ótimo. Pode ser um valor errado, mas na ausência de qualquer outro número que o conteste, acho muito difícil eu questioná-lo (gostando ou não do autor). Eu também nunca encontrei um documento da MB que esclarecesse o valor de um PMG dos IKL Tupi. Eu fico incomodado de outro valor sem ter uma razão suficiente para apontar o erro do RL. Talvez possamos usar o valor de outras marinhas,… Read more »

Alison

Então não mande pesquisar valor oras… rsrsrs

Esteves

Pois é. Opinião de velho não interessa. Escrita de tio não respondem-me. É assim. Missão de submarino é patrulhar a costa. Negar o mar. Em guerra a missão do submarino é afundar os navios inimigos. Para essa união missão pôde-se gastar 300 milhões de dólares no Egito. Cada navio. Aqui gastou-se 7 bilhões de euros para 4 submarinos + uma base com uma prensa de 57 toneladas. Eis aí porque somos o que somos. Está cá o motivo do porque nos sucateamos e dos porques Estamos a ver navios sem tê-los. Contratos. ps. Existem homens vivos, existem homens mortos e… Read more »

Rafael g. de oliveira

Realmente….se não sair um 2 lote, e talvez um 3 para manter a linha de producao ativa, todo o valor gasto nesses scorpenes não se justificaria

Será dinheiro jogado fora

Esteves

Os homens do mar aqui no PN afirmam que não temos história nem falatório para operar mais que 6 submarinos. Tripulações, orçamentos, armas, inventários…nada disso.

Mas… vide vacinas. Um bom contrato é muito bom. Assim como o PROSUB.

Segue o enterro.

Control

Jovem Esteves
Você que é “novo”, lembre-se: o brasileiro é “bonzinho”; e bons contratos trazem a felicidade, pelo menos para alguns.
Sds

Esteves

Enforquem todos. Esteves tira foto.

Eduardo

É por isso que o Brasil tem que comprar de prateleira. Mais rápido e barato!

Camargoer

Olá Eduardo. Essa discussão é antiga, mas parece que ainda é necessária. Todos os países que podem optam pela construção de meios militares navais em seus próprios estaleiros. Eventualmente, são marginalmente mais caros, mas a construção local tem muitas vantagens. A primeira dela é o grau de nacionalização, que pode varias de 25~45% dependendo do projeto e do número de unidades construídas. Estes valores representam encomendas na indústria local, contratos de serviços de empresas locais e contratação de pessoal local. Isso representa de um lado uma enorme quantidade de recursos injetados na economia local. O Esteves colocou um link com… Read more »

Esteves

A primeira vantagem é o contrato. A segunda vantagem é a comissão do contrato. Esse PROSUB que encontra-se impagável (vamos lembrar que nosso presidente reforçou a despesa militar em mais 200 milhões ou algo próximo disso) custará para a nação…para a nação que pertence a todos…50 bilhões de reais. Sem o submarino nuclear. Quantos navios submarinos IKL 209 atualizados poderíamos ter incorporado nesses 12 anos com 50 bilhões de reais? Missão. Patrulhar a costa. Missão. Negar o mar. Missão. Afundar o desgramado do infeliz inimigo. Bico cumprir essa missão com o IKL 209 atualizado por 300 milhões de dólares cada… Read more »

Wilson Look

Para relembrar, olha o que a MB tinha de programa para os submarinos antes do PROSUB: https://atarde.uol.com.br/brasil/noticias/1186361-falhas-levam-marinha-a-estudar-novo-submarino

Essa matéria também deve ajudar a entender o porque de terem partido para os Scorpenes.

Carvalho2008

A Grecia tem 11 IKLs e nao construiu nada lá….

Wilson Look

Pelo que eu saiba a Grécia construiu 3 unidades da classe Papanikolis em estaleiros nacionais.

Salim

Histórico marinha. Tot Niterois ( estamos pagando novo tot após 40 anos ), tot ikl ( estamos pagando tot novamente ) , napa500 ( compramos projeto, fizemos 2 e tem novela pra acabar mais uma ou duas, era para ser 26 napa500, teremos nova compra projeto ), Classe corveta Barrosso, quando acertamos um barco capaz, que poderia ser construído aqui, com projeto nosso, abandonamos classe. Nae SP, compramos barato, ao invés de modernizar no estaleiro que construí o barco, inventou de fazer aqui reforma, usararam por 5 anos e depois de quase 10 anos parado, decidiram sucatear. Teremos Tracker sem… Read more »

Eduardo

Este era o sub que o Brasil deveria ter comprado, na versão 212 ou (preferencialmente) 214, ao invés dos caros Scórpene.

Last edited 2 meses atrás by Eduardo
Camargoer

Caro Eduardo. A diferença entre o 209 e o 214/212 é tão grande quanto a diferença entre o 209 e o Scorpene. Segundo uma entrevista de um oficial da MB na época, as dificuldades logísticas de adotar o 212/214 ou o Scorpene eram similares em relação ao 209. Por outro lado, o Scorpene é maior e tem um desempenho superior ao do 212/214, como podemos inferir da opção chilena e indiana pelo Scorpene. O 212/214 é um pouco mais barato que o Scorpene, mas ele também é menor. Enquanto o 212/214 desloca cerca de 1700 ton, o Scorpene desloca 2200… Read more »

Esteves

A diferença é aquela que podemos pagar, caríssimo Mestre. Detalhes técnicos tão importantes pra nós dois. O que importa é cumprir a Constituição e empregar o poder naval. Por 300 milhões de dólares teríamos quantos submarinos 209 atualizados com esse gasto do PROSUB? Ao menos 25. Ok. Não temos linhas logísticas para fazer 25 submarinos cumprirem suas missões. Vamos fazer com metade? 12 submarinos com torpedos pesados patrulhando nossa costa. Negando o mar. Com o troco aposto que construiríamos uma bela base para eles. Uma comparação adequada seria enforcar os contratados e os contratantes. Esteves estica. A pátria é de… Read more »

Control

Jovem Camargoer
Pelo que consta o Scorpene é um diesel elétrico convencional e os 212?214 são AIP o que representa uma boa vantagem operacional; e a maior tonelagem do Scorpene não parece ter agregado maior capacidade em armas. Assim, afinal em que o Scorpene é melhor que o 212/214?
Sds

Esteves

Na comissão.

Esteves

Isso é mais complicado do que. Comparar as duas armas pelo custo ou pela tonelagem é pouco. Quantos torpedos? Quais torpedos? Autonomia? Tripulações? Sistemas. Quais sistemas são mais amigáveis para os operadores? Quais nossas linhas logísticas para suportar os dois modelos de navios? Custo de operar. Custo de manter. História de engajamentos. Em quais batalhas? Contra quem? Simuladores? Eficiência dos periscópios e das alças de mira. Como medir os níveis de acerto dos tiros? Missões. Qual dos dois modelos teve melhor desempenho em treinamento e em missões de exercícios? Esteves que não é do mar pode fazer mais 77 perguntas.… Read more »

Control

Jovem Mk48

Todos que acompanham o PN sabem que o Scorpene, em sua origem foi concebido para dispor de uma solução AIP da DCNS, porém tal solução não teve muito sucesso e todos os Scorpenes vendidos foram sem AIP. O PN também divulgou a intenção dos indianos em instalar uma solução própria.
O que perguntei foi as razões técnicas em que se baseou o Camargoer para afirmar que o Scorpene é melhor que a solução alemã com AIP (que é um vantagem operacional), visto que, pelo menos por enquanto, os Scorpenes são diesel elétricos, digamos, convencionais.
Sds

Carvalho2008

Entre instalar um AIP quimico e sua rede de bases para reabastecimento (depois do sprint de velocidade ou cruzeiro precisa voltar para alguma base qualificada para reabastecer), é muito melhor instalar um AMPS nos SSKs da classe Riachuelo a cada PMG que venham a fazer. Seria uma maneira de dar uma 2a opção de uso do capital investido em Itaguai. Poderia ate virar produto de venda. Quiçá até um produto concorrente as versoes AIP Scorpene e IKL HDW

Esteves

Atualizado os IKL, incorporado mais 2 e seguir em paralelo com o submarino nuclear. Ainda que tarde.

Faria sentido.

Control

Jovem Carvalho2008
A solução mais promissora seria substituir as baterias chumbo ácidas por de ion de lítio e instalar uma solução tipo AMPS; porém, considerando os tempos de patrulha, um sistema envolvendo um AIP Stirling (a solução alemã parece mais cara e de logística mais complicada) + baterias de íon litio talvez atendesse bem sem incorrer nos custos de uma solução tipo AMPS.

Burgos

Velho ditado:
“Quem fala muito, dá bom dia a cavalo”😏

Esteves

Quem não entende os cavalos não compreende os homens.

Carvalho2008

O Ira com apenas um golfo, possui 28 SSKs com apenas um golfo. Para tanto, possuem 3 modelos diferentes O oceano e zona litoranea Brasileira precisa de 30 submarinos. Cada area desta imensidão pode ser coberta por modelos diferentes, tal como navios de superficie tambem o são de acirdo com sua missão. Isto é basico…quem despreza isto desconhece as diferenças de atuação de cada um deles. Um Subnuke verdadeiramente “foge” de atuar em profundidades de solo leito marinho inferiores a 120 metros de profundidade. Sua maior velocidade relativa perde importancia impar pois em baixa pressão de profundidade as helices cavitam… Read more »

Esteves

Os persas e os assírios antes dos persas faziam guerra contra os hititas depois otomanos hoje turcos. E levavam um cacete dos egípcios. O Irã enfrenta ameaças e inimigos desde os sumérios. Ok, tempos passados. Tempos atuais a guerra é contra judeus, sauditas, americanos, turcos, tribos nômades e, claro há aliados políticos russos e chineses mas…mas…comunista não tem religião. Aqui? Ameaças e inimigos…para combater nossos inimigos é mais complicado. Tem que fazer guerra com o espelho. Frente a frente. Quantos submarinos nossas linhas logísticas, nossas BDL e BDI, nossos inventários, nossas tripulações, nosso orçamento, suportam manter, operar, atualizar e se… Read more »

Carvalho2008

É uma impossibilidade de envelope de mergulho. Obvio que um sub pode atuar em qualquer profundidade ate o seu limite. Mas tal como aviões que possuem seu envelope de voo, o mesmo ocorre com subs. Um F35 pode assumir um envelope similar a um Super Tucano? Claro que pode!!! Mas porque assumir esta arena de risco?? Outros vetores menos sofisticados é que assumam. A baixa profundidade a pressão é muito menor e minimiza eventuais vantagens de velocidade, pois se utilizar sua velocidade como vantagem, sua helice ira cavitar e fazer barulho muito maior do que se estivesse mais lento. Quando… Read more »

Carvalho2008

Trocando em miudos, um IKL209 atuaria em regioes rasas em que num combate submarino suas chances sejam niveladas contra um subnuke

Carvalho2008

120 metros é a media da plataforma continental, havrndo zonas mais profundas e outras mais razas. Apos a plataforma continental é que de fato a profundidade aumenta de forma absoluta e esmagadora. Dados genericos e uma generalidade…a plataforma continental se estende a até uns 200 km da costa…em geral, é rasa…

Carvalho2008

Posts retidos

Carvalho2008

Veja a China. Ela possui subnuke, não tem no momento, aparentes problemas financeiros e investe tambem e pesadamente em SSKs. Porque? Um subnuke sempre é melhor! Mas ela percebe que o mar da China possui aguas rasas e repleta de ilhas onde o investimento para aquele cenario indica que o melhor retorno de cada dolar investido para aquela região seria melhor empregado em SSK diesel. Percebe? Individualmente um Subnuke sempre sera melhor que um SSK, mas o range do custo beneficio dependendo da area que atua pode reduzir-se muito. O Brasil tem uma plataforma continental enorme e rasa em termos… Read more »

Esteves

Um submarino nuclear é sempre melhor olhando para as oportunidades deixadas pelo Náutilus. Outro debate antigo sobre pontos fortes do submarino nuclear. Foram essas fortalezas que levaram a MB a decidir. Mestre Control presente. Mais. Vamos lembrar do Mestre Bardini e seu mais que razoável comentário sobre um único submarino nuclear servir em missão de escolta para o futuro NAe. Daqui 25 anos. A MB quer mostrar poder. Não decidiu com a razoabilidade. Não decidiu soberana pelos submarinos franceses que levaram nossa frota à míngua. No cenário de águas rasas, ok, SSK. No cenário de pouca grana, ok. SSK. No… Read more »

Carvalho2008

Restringe vantagens meu amigo, nivela por baixo. E neste sentido compreende? Meu outro post ainda esta preso. compreende? É neste sentido. Ele tera uma razoavel vantagem competitiva podada, nao tendo desempenho de supremacia absoluta neste ambiente sobre um SSK. Lembrando inclusive que a manobra em ambiente mais rasos é mais dificultada para submarinos maiores do que para menores, tal como são as diferenças entre a dimensao de um SSK de um Subnuclear. O amigo discordar desta dificuldade? Veja, falo em termos gerais em que apesar de ser, são reais. Entao, existe o problema de se avaliar onde e quais são… Read more »

Esteves

Esteves foi na cozinha tomar café. Tomou, comeu rosquinha de laranja, lavou a louça.

Voltou e…continua retido.

Esteves

“Não seria…Subnuke tem de ser usado em seu local de otimo custo benefício e onde consiga empregar 100% de sua capacidade investida…longinquas distancias e combates em zonas profundas….” Ótimo. Então não presta pra nós. “ele pode ate tirar foto de praias, mas o fara muito mais porque consegue permanecer e percorrer altissimas distancias em segredo e nao por manobrar ou ser mais sigiloso lá” Ótimo. Então não serve pra nós. O debate dos navalistas tenta justificar o emprego do submarino nuclear após a decisão que tomaram. Não antes. Os argumentos caminham na direção de dar apoio e razoabilidade para fatos… Read more »

Control

Jovem Esteves Na década de 70 quando surgiu o “sonho” do submarino nuclear, o Brasil vivia um momento de crescimento a taxas chinesas e o sonho do país “grande potência” acalentado desde a época JK parecia factível e estar a se realizar. Dentro desta visão de futuro, deste projeto de país, o Brasil precisaria dispor de tecnologia e de recursos bélicos a altura de sua futura posição no mundo. Daí o VLS e o Subnuke. Veio a década de 80 e, infelizmente, os sonhos se esvaíram em desastres econômicos sucessivos e governos cada vez mais incompetentes e focados em “negócios”.… Read more »

Esteves

Sim. Mas isso tudo não deveria mais dar sustentação para continuarem. Cada postagem dos editores é um capote do Esteves. IKL atual por 300 milhões. O Egito assinou em 2011 e incorporou em 2016. Quando a Marinha do Brasil chegou no IPEN o governador era o governador das obras. Guarulhos, Imigrantes, Túneis, Ayrton Senna. Ele foi condenado a devolver se a memória não falha 100 milhões de dólares de comissão dos túneis. Comissão paga com recurso público. JK. Contam que as comissões no Rio de Janeiro assustaram até JK. Se o ex recente governador que segue preso levou 5 bilhões…imagino… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Esteves
Esteves

Quando a Marinha levou o sonho do submarino ao IPEN.

O governador mandava irradiar topázios no reator. Topázios são translúcidos, brancos. Irradiados ficam azuis. O valor dos topázios azuis é XXXX.

Um dia…deixaram os topázios além do tempo que deveriam ter deixado e…na pressa do negócio não permitiram a decantação necessária. Teve dosímetro além do máximo…muito além.

Apareceu um sujeito com umas pedras enroladas em um pano. Colocou na mesa. Disse que havia deixado para irradiar mas a tonalidade não foi a combinada.

Negócios brasileiros.

Palpiteiro

Para construi uma nova sede em Brasília vai ter grana. (super necessária, com os prédios vagos pelo home office, meio expediente, sexta off, etc)

Pedro

Vocês que estudam e leem sobre Geopolítica. Quais seriam os eventuais e futuros possíveis desfecho pelo excesso de armamento do EGITO? Briga por água? Briga com Israel? Novo conceito de Pan-africanismo?

Esteves

Israel conta com uma despesa militar 5 ou 6 vezes maior que o Egito.

Ten Murphy

Esteves, poderia explicar melhor? Por dólar total é o dobro. Por câmbio entre shekel e livra egípcia é cerca de 4 ou 5 vezes. Mas em equipamento o Egito tem em média uma força aérea equivalente (tirando os F-35), o exército é equivalente ou até maior e melhor equipado e a marinha é bem melhor equipada. Então a diferença orçamentária parece irrelevante, sendo que a diferença estaria onde? Ajuda americana é quase igual. Seria no armamento nuclear, salários, aposentadorias? Fora o Egito também mantém apoio na Líbia. Agradeço desde já a atenção.

Control

Jovem Pesro O Oriente Médio é um balaio de gatos e, no momento, o que está a acontecer é uma disputa pela liderança do mundo islâmico, com o Irã, a Arábia Saudita e, agota a Turquia, querendo tal posição. Além disto existe a disputa pelos campos de gás do mediterrâneo com a Turquia e a confusão na fronteira da Líbia. Para o Egito, Israel não é um problema, até ajuda, pois atrai o interesse dos radicais islâmicos como a irmandade muçulmana. Israel só virará um problema se o Egito quiser retomar o sonho de Nasser e partir pela disputa da… Read more »

Esteves

Exato. O mundo todo.

Control

Desculpe Jovem Pedro. Falha Nossa
Onde está Pesro é Pedro.

carvalho2008

o que houve com os comentários do Mestre MK48? Sumiram?

- Publicidade -

Últimas Notícias

Austrália abandona acordo de submarinos de 56 bilhões de euros com o Naval Group francês

A Austrália decidiu abandonar o acordo de A$ 90 bilhões (€ 56 bilhões) de 12 submarinos convencionais com a...
- Advertisement -