quinta-feira, maio 26, 2022

Saab Naval

Pilotos navais chineses instrutores de caça recebem certificação de operação noturna em porta-aviões

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Porta-aviões Liaoning estabelece as bases de combate noturno

Durante a mais recente viagem do porta-aviões Liaoning, instrutores de pilotos de caça da Academia de Aviação Naval do Exército de Libertação do Popular da China (PLA) receberam a certificação para operar em porta-aviões à noite, marcando o estágio em que a universidade agora pode treinar cadetes pilotos em operações noturnas de porta-aviões. Isso significa que os porta-aviões da China terão pilotos capazes de combate noturno mais rápido do que antes, disseram analistas no domingo.

No exame de certificação recente, vários instrutores de pilotos da academia pilotaram jatos de combate J-15 e pousaram no convés de voo do porta-aviões Liaoning, que navegava no mar de Bohai em uma noite de vento forte com ondas violentas, relatou o PLA Daily na sexta.

Isso marcou que a academia agora é capaz de treinar cadetes pilotos para operar aviões de combate baseados em porta-aviões durante o dia e à noite, disse a reportagem.

O primeiro grupo de pilotos de caça a jato baseados em porta-aviões do PLA dominou as habilidades de combate noturno em 2018. E agora, ter instrutores ganhando técnicas relacionadas permitirá que eles ensinem cadetes adequadamente, sem permitir que os últimos explorem por si próprios. Isso ajudará a gerar capacidade de combate noturno do porta-aviões da China com mais eficiência do que antes, disse um especialista militar chinês ao Global Times no domingo, solicitando anonimato.

“O maior desafio de pousar em um porta-aviões à noite é a baixa visibilidade, já que não há ambiente circundante para referência. Contar apenas com instruções leves do porta-aviões para pousar com precisão no pequeno convés de voo é um grande teste para a habilidade e coragem de um piloto, disse um oficial de sinalização de pouso no Liaoning, reportou o PLA Daily.

A decolagem e a aterrissagem diurnas já são difíceis e perigosas, pois o convés de voo de um porta-aviões é muito menor do que um campo de aviação em terra, apontam analistas.

Em outras marinhas que operam porta-aviões, como as dos Estados Unidos e da França, menos de 60 por cento dos pilotos estão qualificados para operação noturna devido à sua alta dificuldade, disse a China Central Television citando o especialista militar chinês Yin Zhuo.

Mas a operação noturna é crucial no combate, porque os ataques surpresa são mais fáceis à noite, e se uma operação de longa distância começa à tarde, também exige o pouso à noite, disse Yin.

A viagem mais recente do Liaoning trouxe muitos outros resultados, incluindo o fornecimento de certificação para operação diurna de porta-aviões a um novo grupo de cadetes pilotos, revelou a reportagem do PLA Daily.

Pilotos instrutores que operavam à noite e pilotos cadetes que operavam durante o dia, todos conseguiram pousar nas primeiras tentativas, disse a reportagem, observando que o número de pessoas que receberam um certificado em uma única viagem pelo Liaoning atingiu um recorde.

Também durante a viagem, uma tripulação feminina completou de forma independente uma missão de apoio de lançamento helicópteros, incluindo o Z-8 e Z-9, no Liaoning pela primeira vez, relatou o js7tv.cn, um site de notícias afiliado ao PLA, em final de julho.

O pouso noturno no Liaoning

FONTE: Global Times

- Advertisement -

25 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
25 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Leandro Costa

Essa de menos de 60% dos pilotos das marinhas dos EUA e França não serem qualificados para voarem à noite é uma estatística enganosa. Não sei quanto à França, mas todos os pilotos embarcados da USN são qualificados para operações noturnas. Essa qualificação se perde de tempos em tempos (Dalton deve saber informar com precisão), mas sempre que um esquadrão vai para o mar, o piloto se requalifica com uma determinada quantidade de pousos diurnos e noturnos. Se falhar em pousar, ele simplesmente não voa à bordo. Todo pouso à bordo, seja em tempos de paz ou de conflito, recebe… Read more »

Matheus S

Eu acho que o texto queria demonstrar exatamente isso, a qualificação de pouso noturno de todos os pilotos navais dentro de suas respectivas forças de cada país e não apenas dos pilotos embarcados. De qualquer forma, não tem muito tempo que já encontrei trabalhos afirmando que essa estatística seria de 50% para os pilotos navais americanos.

Aliás, excluindo-se sobre o debate de PA na MB, nem me atrevo a iniciar tal discussão, o fato é que essa é uma das capacidades mais críticas que o Brasil mais perdeu com a retirada do NAe São Paulo.

Mk48

Perdeu a prática, por ausência do PA.
.
O conhecimento teórico e as experiências são retidas.
.
Por exemplo : Os nossos pilotos de A4 foram certificados nos EUA, mas antes de fazerem o curso prático lá, foram treinar na……..Argentina, por conta da experiencia e lições aprendidas pelos pilotos navais argentinos .

Piassarollo

Ótimo comentário Leandro

leonidas

13 espirito de porco deram deslike no texto do colega.
Parece tiazinha de condominio que só serve para causar nas reuniões. Véio, os caras não tem nada a dizer, nada a acrescentar e ainda vem dar deslike em um texto neutro que só tem o objetivo de esclarecer o assunto.
Complicado lidar com esses tranca rua da vida…

Last edited 9 meses atrás by leonidas
Fernando Veiria

O caminho é ignorar. Esses dislikes e nada são a mesma coisa. Se tivesse algo como “x dislikes e seu comentário é apagado” ainda valeria a pena se preocupar, mas fora isso, o lance é ignorar. Ainda mais como no caso do comentário do colega, ele é bom e era algo que eu vinha aqui comentar após ler o texto.

Guizmo

“Aviação Naval do Exército”……isso é que é interoperabilidade entre as forças, rsrs

André Macedo

As forças da China são coletivamente chamadas de Exército de Libertação Popular, a Marinha se chama Marinha do Exército de Liberação Popular, e por aí vai.

Otto Lima

Até há pouco tempo, a PLAN funcionava mesmo como uma fração do Exército, o que trazia uma série de prejuízos à operabilidade da força naval chinesa, mas a doutrina da PLAN atualmente está cada vez mais próxima de suas congêneres ocidentais.

Diego

Décadas de experiência operando porta-aviões permitiram que os engenheiros americanos desenvolvessem softwares pra facilitarem o aprendizado dos pilotos navais. Segundo a matéria abaixo, o software do F-35 permite que os pilotos aprendam a decolar e pousar de porta-aviões mais cedo do que o exigido nos caças anteriores. Segundo um comandante da marinha americana: “Acho que vai diminuir drasticamente a quantidade de horas de vôo necessárias para chegar ao barco”, disse ele. Goste ou não do caça F-35, uma coisa é certa, este avião é depositário de décadas de experiência em operações aeronavais, este conhecimento está inserido no hardware/software deste avião, isto… Read more »

Gustavo

Essa pintura do J-15 é simplesmente fantástica.

fresney

Quanto tempo eles estão operando PA e conseguem isso? Nós quantos anos operando A-11; A-12 e nao sei se fizemos algum pouso noturno seja com os P-16 ou A-4 ??

Rinaldo Nery

Fizemos vários… Com ambos.

rodrigo sassi dos santos

Com equipamentos modernos, tem muita diferença sobre a eficácia de missões aéreas noturnas quando comparado com as missões noturnas de bombardeios estratégicos da Segunda guerra mundial?

Fernando Veiria

Uma óbvia é a precisão. Na segunda guerra os bombardeiros recebiam seus objetivos sob a forma de coordenadas e rota, que eram feitas por um navegador a bordo munido de cronômetro e a bússola do avião. Imagino que ele devia ter um sextante também. A noite os alemães, assim como os londrinos, adotavam o blackout, ou seja, toda a terra abaixo de você estava escura. Você poderia estar sobre Berlim ou sobre o Mar do Norte que não conseguiria saber a diferença olhando para baixo. Assim, para atingir, digamos uma fábrica da Messerschmidt eles mandavam mais de 1000 bombardeiros e… Read more »

Aballus

Apesar de eu não gostar nenhum um pouco da ideologia chinesa essa primeira foto do J-15 ficou demais, atingiu 88 mph e esta voltando no tempo

Jefferson Henrique

Parece ser algo simples para uma força militar naval um pouso noturno em um PA, mas com certeza não é.
Para que fique claro, não sou fanboy do time A nem tampouco do time B, mas fica comprovado o nível que as forças armadas da China estão alcançando, considerando o curto tempo no qual esta nação opera Porta Aviões.

Acredito que muito se deve ao fato da disciplina que muitos dos povos asiáticos possuem, como os próprios Chineses e os Japoneses. Uma disciplina cultural.

Cristiano GR

Houve um tempo, não muito distante, que os chineses vieram fazer curso de pouso e decolagem em porta aviões em nosso navio e com nossos pilotos. Passado algum tempo, nossos pilotos seguem com os mesmos aviões e nem porta aviões têm para operar com eles. Já os chineses…

Luiz Trindade

De qualquer maneira é um ganho expressivo de qualidade essa capacidade de ter pilotos navais instrutores para pouso noturno em PA.

Já a Marinha do Brasil…

Rinaldo Nery

Eu pouso noturno, com chuva, de A320 no Santos Dumont! kkkkkkkkkk

Marcus Pedrinha

Que é praticamente um porta-aviões! Kkkkkk

Luiz Trindade

É… Não deixa de ser um pouso para pilotos extremamente experientes e treinados. KKKKkkkkkkkkkkk

Burgos

Alou Galante !!!
Tem matéria pro blog aéreo !!!?
Pousou um Antonov no Brasil pra entregar 2 Helicópteros “Coalas” pra PRF.
Fonte: UOL
Tentei mandar a matéria por e mail pra vc e pro Poggio parece que tá desativado os e mails de vcs 2 ?‍♂️

Alex Barreto Cypriano

Nem uma única palavra descrevendo com exatidão o processo de pouso noturno. Vai ter noviço acreditando que as leves instruções do porta aviões são feitas com muita delicadeza, na ventarola de cetim. Só rindo, mesmo…

Last edited 9 meses atrás by Alex Barreto Cypriano
Wellington Góes

E pensar que a pouco mais de 10 anos atrás, eles queriam que a MB os ajudassem com o processo de aprendizado em operações embarcadas de porta-aviões…. Hoje é a MB quem precisa de ajuda…
O mundo não gira, ele capota… Rsrsrsrs

- Publicidade -
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

Navios de guerra britânicos podem ser enviados para quebrar o bloqueio de Putin aos portos do Mar Negro

A Grã-Bretanha está coordenando com seus aliados um plano potencial para enviar navios de guerra ao porto de Odessa,...
- Advertisement -