quarta-feira, dezembro 1, 2021

Saab Naval

Navio-Patrulha Oceânico ‘Araguari’ realiza comissão em apoio ao Arquipélago de São Pedro e São Paulo

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) “Araguari”, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste, realizou, no período de 13 a 27 de setembro, Comissão em Apoio à Estação Científica do Arquipélago de São Pedro e São Paulo (ECASPSP), com a participação de militares e membros da comunidade científica.

Durante a comissão, foram empregados civis e militares da Base Naval de Natal, do NPaOc “Araguari” e da Secretaria Interministerial para os Recursos do Mar, que prestaram apoio logístico à ECASPSP, com a realização de transporte de material, manutenção preventiva e corretiva da Estação Científica, bem como a desinfecção das instalações do local, em ação de prevenção à Covid-19.

Na oportunidade, a Estação Científica recebeu a visita do Reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Daniel Diniz Melo; do Pró-Reitor de Extensão da UFRN, Graco Aurélio de Melo Viana; do Professor da Escola de Guerra Naval, Nival Nunes de Almeida; e do Professor da UFRN, Jorge Lins Oliveira.

Ilhas oceânicas do Brasil

Localizada a 1.100 quilômetros de Natal (RN), a ECASPSP recebe, desde sua inauguração, pesquisadores de instituições de ensino de todo o Brasil. Para o Reitor da UFRN, a ocupação do arquipélago é estratégica. “A UFRN é participante deste projeto desde seu início, em 1998, desenvolvendo pesquisas em áreas do conhecimento como a geofísica, a geologia e as ciências atmosféricas, sobretudo por ser um local que reúne condições únicas, sendo estratégico tanto do ponto de vista territorial, quanto da pesquisa”, disse.

Arquipélago de São Pedro e São Paulo visto pelo periscópio do submarino nuclear USS Triton (SSRN-586) da Marinha dos EUA em 1960, durante a Operação Sandblast, codinome para a primeira circunavegação submersa do mundo

FONTE: Marinha do Brasil

- Advertisement -

106 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
106 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
John Paul Jones

Esses pesquisadores são heróis anônimos ….

Arquipélago pressupõe serem ilhas, já desembarquei lé e posso garantir que o local é menor e mais baixo que a Laje da Entrada da Baia da Guanabara, com uma pequena diferença, está a centenas de Km da costa.

Infestado de caranguejos (rs …), tem tremores de terra semanalmente ….

Enfim, um trabalho diuturno e heróico e que garantiu ao Brasil hoje milhões de Km2 de mar territorial !!!

Marujo

Solução pragmática para a patrulha oceânica da MB: comprar os quatro Cigala Fulgosi, que serão descomissionados em breve. Os grandes investimentos devem ser direcionados para escolta e submarinos é, quem sabe, um esquadrão de drones de ataque para o Atlântico. Estou pensando nos turcos.

Thiago A.

Particolarmente acredito que as Amazonas atendam as necessidades MB, o único defeito delas é quantidade, realmente são poucas. Pessoalmente gostaria muito de um segundo lote de 4 unidade, quem sob licença, para distribuir entre os DN.

Thiago A.

# Particularmente acredito que as Amazonas atendam as necessidades da MB, o único defeito delas é a quantidade, realmente são poucas. Pessoalmente gostaria muito de um segundo lote de 4 unidades, quem sabe sob licença, para distribuir entre os DN.

Mk48

Thiago, boa tarde.
.
Se me lembro bem, o negócio da compra das Amazonas englobou a construção sob licença.
.
Abs

Camargoer.

Olá KK48. O comandante da MB desmentiu essa noticia em uma entrevista há uns 3 ou 4 anos. A MB comprou os três barcos (por um preço muito bom) sem qualquer licença ou opção para se construir outros navios.

Mk48

Olá Camargo.
.
Obrigado pela atualização.
.
Abs

Camargoer.

Olá Mk. Legal. Falar nisso, “assuntou” sobre a misslex?

Mk48

Oi Camargo.
.
Ainda não, mas esse final de semana vou encontrar uns amigos que certamente saberão me informar.
.
Abs

Camargoer.

Olá Thiago. O problema das Amazonas é a ausência de um hangar para helicópteros, similar ás NaPaOc argentinas. Caso a MB optasse por NaPaOc adicionais, acredito que a MB poderia contratar novos navios em estaleiros nacionais usando um projeto que tivesse esse este tipo de hangar.

Thiago A.

Boa noite a todos ( especialmente Oráculo, MK e Camargoer ) !
Professor, não considero o hangar algo imprescindível para um OPV. É verdade as nossas Amazonas não possuem um hangar mas por outro lado possuem algumas características que tornam elas até mais interessantes para o perfil de missões que elas cumprem rotineiramente. E mais, a flexibilidade resultante da falta de hangar permite ter mais espaço e um convés de vôo maior.
Você lembra de quando elas transportaram cilindros de oxigênio até Belém?

whatsapp-image-2021-04-22-at-144433-2 (1).jpeg
Mk48

Boa noite Thiago!.
.
Eu acho essa classe Amazonas uma das melhores aquisições já feitas pela MB.
.
Pessoalmente só faço uma ressalva : Acho elas sub-armadas para serem navios patrulha oceânicos. (Esse assunto já deu até briga aqui no Blog…..rsrsrs).
.
São navios muito versáteis e flexiveis, como você bem lembrou no seu post acima.
.
Abs

Camargoer.

Olá Tiago. Uma coisa foi a excelente compra de oportunidade. Outra coisa que seria a MB contratar um navio que atenda os requisitos da MB. Caso a MB contrate um programa de construção de NaPaOc, o mais razoável seria incluir o hangar no projeto. Sobre os cilindros de oxigênio, perceba que eles estão colocados no deck de pouso/decolagem, que estará presente mesmo nos navios com hangar

Thiago A.

Depende professor, o convés de vôo do “L’adroit” possui as mesmas dimensões e capacidade de suportar esse peso( 54 toneladas) ? O hangar não comprometeu em nada ? Eu sinceramente não lembro e nem pesquisei sobre esses OPV franceses mas ao que me consta as nossas Amazonas possuem um deslocamento e comprimento maior, além de um guindaste e uma enfermaria de 10 leitos e sala para pequenas cirurgias com todo o aparato cirúrgico necessário.
Para tarefas rotineiras de guarda costeira e proteção civil, contraste a crimes ambientais ou pesca ilegal …me parece suficiente .

Camargoer.

Caro Thiago. Caso a MB contrate a construção de novas NaPaOc em um estaleiro nacional, coisa que eu e outros cegas defendemos, será possível projetar um deck com capacidade de carga igual as Amazonas e tudo mais, incluindo um hangar. Seria muito estranho a MB contratar a construção de novas NaPaOc sem um hangar para o helicóptero.

Thiago A.

Bom dia professor! Sim, seria ótimo com certeza . So questiono essa imprescindibilidade para esse tipo de embarcação. Existe um vasto número de marinhas que empregam OPVs sem hangar , projetos relativamente recentes e que em alguns casos focam em outras características .
A RAN emprega opvs sem hangar, a RN também. A MMI com sua classe Sírio .

Camargoer.

Caro Thiago. Como expliquei, as Amazonas eram novas e o preço muito bom. Foi uma excelente decisão. Outra coisa é contratar navios novos cujo projeto atenda os requisitos da MB. Neste contexto, é mais adequado que o navio tenha um hangar. Isso permitiria que a existência de um helicoptero e um drone orgânicos.

THIAGO AIANI

Não é esse o meu ponto professor. Não é questão da compra de oportunidade das River, é necessário entender qual a avaliação da MB sobre essa que você enxergar como uma exigência imprescindível para eventuais novos NaPaOc. A MB considera imprescindível ter um helicóptero orgânico para essa classe de navios, para o perfil de missões que elas executam ? Muitas marinhas,para esse perfil de missão, avaliaram não ser necessário.

THIAGO AIANI

Os Arafuras da marinha australiana ( diga-se de passagem, foram caríssimos e o pessoal culpa os franceses pelos custos exorbitantes dos contratos australianos mesmo depois de um exemplo desse ) não possuem um hangar e nem o mesmo armamento que o da marinha real do Brunei. Porque os dois respondem a duas necessidades diferentes. A marinha australiana que possui escoltas de primeiro nível avaliou que não seria interessante para esses OPVs básicos.

THIAGO AIANI

Na MMI , a classe Comandati (Nuove Unità Minori Combattenti NUMC) possuem um hangar retrátil, já as irmãs da classe Sirio não, o foco delas é mais de navio patrulha de vigilância e controle da imigração e tráfego marítimo .

Adriano Madureira

Bom seria o Brasil deixar de olhar somente a europa e olhar para oque nossos vizinhos poderiam oferecer… Se o Brasil adquirisse uns 2-3 OPV93 com os colombianos, somente para reforçar o patrulhamento e “dar” uma força para as classe amazonas e para o patrulhamento seria bom. Queremos que nossos vizinhos comprem nossos produtos,especialmente os militares,mas acho que tem que ser uma via de mão dupla. Fora que abrir negociações com um vizinho com a colômbia, estreitando laços militares,criar uma aproximação sempre é importante. Nossa situação junto aos vizinhos não é boa,a perda de espaço no comércio regional na última… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Adriano Madureira
carvalho2008

Mas é por isto que a sugestão do Mestre marujo caso seja verdadeira a aposentadoria das Cigala Fulgosi talvez valha a pena olhar….tem 1500 ton e hangar…se ainda puder empurrar agua mais um pouco…e se o preço fosse bom…talvez…

Camargoer.

Olá Carvalho. Considerando o preço e a complexidade tecnológica, o correto é que as novas NaPaOc sejam construídas em estaleiros nacionais, gerando emprego e com impacto no PIB local. A importação de NaPaOc usados é inoportuna. O caso das Amazonas foi excepcional porque os navios eram novos. Cada navio destes deve custar em torno de US$ 70 milhões, talvez com 50~55% de nacionalização. Um programa de 4 NaPaOc novas significaria a injeção de R$ 120~140 milhões anulais durante 5~6 anos, ou 0,5% do orçamento da MB. Portanto, um custo marginal. Além disso, estes novos navios substituiriam navios de patrulha mais… Read more »

Fernando Veiria

Esses navios podem ser basicamente navios de arquitetura civil, não precisam da robustez de uma Corveta ou Fragata por exemplo. Esse era o tipo de projeto que deveria ser feito nacionalmente, ou pela Marinha ou pela Iniciativa privada de forma a ser barato de manter e operar e ser fabricado continuamente, com um desses na água por ano.

Camargoer.

Olá Fernando. Eu concordo com você. NaPaOc são navios mais simples e projetados para fazer patrulha. Por isso são menos armados e mais baratos de construir e operar. Podem ser construídos em um estaleiro nacional com elevado índice de nacionalização em um programa cadenciado para manter sua continuidade por décadas. Se for bem pensado, este programa poderia incluir outros países, aumentando a escala de produção. Defendo as NaPaOc para o trabalho de patrulha. Só considero um equívoco achar que ela podem fazer o papel de navios de combate.

Oráculo

Se não me engano quando compraram as Amazonas adquiriram também o projeto para construir novas unidades.

Mas não sei se ainda vale ou já perderam o prazo.

Camargoer.

Olá Oráculo. Há uma entrevista com o comandante da MB no qual ele desmente essa notícia. A MB comprou os três navios novos após a desistência do contratante original.

Thiago A.

A classe comandanti ( da qual a Cigala Fulgosi faz parte ) creio que não será descomissionada tão cedo, mas posso me equivocar.

Bardini

Falo isso a tempos. Esses navios poderiam cobrir até a função de Corveta, fazendo número na esquadra capenga que temos.

Camargoer.

Caro Bardini. Eu concordo que as NaPaOc são excelentes navios de patrulha e que a MB poderia contratar novas unidades em estaleiros nacionais dentro de uma estratégia de aquecimento econômico. Contudo, discordo que NaPaOc possam ser navios de combate.

Bardini

O que tu acha ou deixa de achar sobre NaPaOc, não importa… Os navios italianos podem entregar pelo menos 15 anos de vida útil demandando um baixo investimento, já que o radar necessário para orientar um míssil mar-mar ou até mesmo mar-ar já existe. E o canhão principal de 76mm possuí integração com Radar DT.
.
Além do mais, esses navios podem operar os Super Lynx modernizados.comment image
.
Essa classe de OPVs serve de base para a Classe Abu Dhabi, que é uma… Corveta:comment image

Last edited 1 mês atrás by Bardini
Hcosta

As Amazonas também foram utilizados como base para a classe Khareef de Omâ. Até melhor armadas do que as Italianas.

Mas os custos são muito diferentes e também as suas funções.
Não se envia um MBT quando um Lynx é suficiente.

Thiago A.

Em geral as marinhas de pequenO porte escolhem anabolizar esses OPVs, pois é a única ou primeira linha combate, enquanto em marinhas de maior porte- com Fragatas, Corvetas e etc- a escolha é economizar e ter o maior número possível, já que serão destinadas a tarefas de GC, ou no máximo como é o caso das Comandanti serão combatentes de segunda linha que de vez em quando cumprem missões longe de casa. Já as Sirio II cuidam do básico. O ideal, no meu ponto de vista, para a MB é ter vários OPV econômicos para a função de GC. O… Read more »

Hcosta

O tamanho da Marinha e o cenário onde operam. Mediterrâneo e Atlântico Sul são muito diferentes principalmente em termos de ameaças.

AK-130

Essa foto está muito bonita.

Mk48

A respeito da 1a circunavegação submersa feita pelo USS Triton, há um fato curioso : Próximo ao Uruguai um marinheiro passou muito mal a bordo. Tiveram que desembarca-lo de emergência em Montevideo e portanto tiveram que vir a superfície, o que invalida a circunavegação submersa.

Mk48

Galante, bom dia.
.
O USS Triton é até hoje o único submarino nuclear americano que teve 2 reatores, além do feito da circunavegação submersa.
.
Não valeria uma matéria aqui no PN ?

RODOLFO MARCOS LIVIO

Fotos muito bonitas mas uma delas é de Fernando de Noronha.

Mk48

Pois é Rodolfo, fiquei com a mesma impressão.

Esteves

Inimigo identificado.

FED312EE-7AF9-4B27-992E-3B62B163CA6D.jpeg
Up The Irons

Esteves, dizem que coisas do tipo já estão sendo produzidas. Me pergunto: será que já não existem e estão apenas liberando aos poucos informações sobre o desenvolvimento… de algo que já esta operacional há tempos?

https://www.google.com/amp/s/www.military.com/daily-news/2021/06/17/air-force-developing-bird-microdrones-flapping-wings.html/amp

Esteves

Fica dando sugestão que logo aparece licitação.

Camargoer.

Cara de mau…. lembrei de “Os pássaros” (e também de “Procurando Nemo”)

Oráculo

Se esse arquipélago pertencesse a China, já teriam feito uma ilha artificial, com uma pista de pouso e uma base naval.

E olha que a ideia não é ruim hein.

Hilton

Realmente seria interessante, mas pouco provável de isso acontecer!!!

Luiz

O nosso congresso teria primeiro que pedir autorização para a Greta.

Last edited 1 mês atrás by Luiz
Camargoer.

Olá Luiz. Imagino que se o executivo tivesse conversado com a Greta em 2018 teriam escolhido um ministro do meio ambiente melhor. Deu no que no deu.

Teropode

Raposas não precisam de autorização para roubar galinheiro !

PedroG

Pergunta de leigo, esse arquipélago tem capacidade para receber isso? E quais seriam as vantagens?

Camargoer.

Ola Pedro. Não vejo vantagem nenhuma. A FAB tem diversas bases aéreas próximas ao litoral que permitem operar aviões de patrulha e até operar uma avião de caça naval (equipada com mísseis antinavio). A patrulha naval deverá ser feita com drones, e para isso eles podem decolar de qualquer base continental e operar por horas sobre o mar.

Bardini

Se esse arquipélago pertencesse a China, já teriam feito uma ilha artificial, com uma pista de pouso e uma base naval.
.
Não. Não teriam feito…comment image?1633123623339

Last edited 1 mês atrás by Bardini
Luiz

Não sei se entendi direito, mas me parece que a ideia do Oráculo seria usar a estrutura rochosa existente do arquipélago como uma base estrutural/fundação, para construir em cima uma coisa maior( uma ilha artificial) com toda infraestrutura necessária para operar uma base.

Bardini

Como se faz a fundação e de onde vai vir a areia, para construir uma pista e uma base naval no topo de uma montanha, que fica encima do encontro de duas placas tectônicas e em um mar muito mais agitado que o da China?
.
A China só constrói ilha artificial onde o mar não é profundo e se tem areia a rodo…

Adriano Madureira

E outra coisa : Há as fortes correntezas marinhas, portanto tentar aterrar para criar um tipo de fundação, iria demorar e certamente bem caro…

carvalho2008

interessante….um relevo submerso destes pode ser usado estratégicamente? uma verdadeira parede em que tudo atras pode se esconder…..

Bardini

Esse relevo já é usado estrategicamente. Ele fundamenta a existência de uma reserva marinha gigantesca, que cumpre a meta estabelecida pela convenção sobre diversidade biológica, liberando áreas de exploração próximas da nossa costa, que tem acesso mais facilitado.comment image

Last edited 1 mês atrás by Bardini
Rafael

Lembrei de um oficial da reserva querendo militarizar Fernando de Noronha. Sua ideia é mais factível politicamente. É mais fácil a classe artística brasileira patrocinar e aprovar uma PEC extinguindo as ffaa do que alguém mexer no arquipélago pernambucano.

Bardini

Oficial da reserva… com mentalidade de 1900 e trololó, do tempo do navio a vapor.

Adriano Madureira

militarizar não, mas certamente deveria haver algum tipo de sistema de detecção lá na ilha,como um radar OTH ou um radar de tráfego aéreo de uso militar,que certamente deve ter mais alcance do que um radar civil por exemplo… Acomodações para aeronaves,como um hangar gigante para abrigar caças ou aeronaves MP,Fernando de Noronha não passa de um lugar estratégico,demasiadamente subutilizado,certamente mais devido a mentalidade dessa corja política do que por falta de verba militar. Alcance mínimo e máximo de um radar francês Nostradamus OTH se estiver instalado no planalto central. O OTH não é útil para o controle de tráfego aéreo… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Adriano Madureira
Bardini

Um OTH seria extremamente mais útil e racional, se fosse montado no continente, apontando de Natal para Noronha, cobrindo a faixa onde existe maior movimentação de meios, dentro desse distrito.

Adriano Madureira

O radar OTH que foi testado no litoral Brasileiro em parceria com a IACIT e a Marinha do Brasil, mostrou eficácia detectando embarcações a 200MN(370km) e até distância de 300MN(555,6km) da costa. Fernando de Noronha está distante 545 quilômetros do continente, um sistema desses integrado na ilha, poderia detectar qualquer embarcação(ou embarcações) hostis que poderiam tentar se aproximar do litoral brasileiro, digo isso em uma situação hipotética de conflito com alguma nação. Poderia monitorar vasos de guerra vindo pelo lado do continente africano, cujo país mais perto é Cabo verde(2.488km), afinal temos que ser vigilantes, e obviamente as ameaças não… Read more »

Bardini

Pelo amor de deus, olho o nível do argumento… Nós não estamos mais em 1940, onde se caçava submersível (que nem submarino é) com Catalina. É por isso que eu digo: mentalidade ultrapassada, do tempo do navio a vápor. As coisas mudaram e muito. . E tu falou besteira até na distância da ilha para o continente… A Base Aérea de Natal está a pouco mais de 380 km da ilha. Nos dias de hoje, isso é uma MERRECA! . OTH é extremamente útil, monitorando rotas comerciais pra saber se está todo mundo dentro dos conformes em nossas águas. E… Read more »

carvalho2008

Eu concordo com sua abordagem Mestre Madureira. No entanto, acredito que a instalações de estações OTH, Sensores, Hidrofones, etc, tenham de ter uma razoavel guarnição para defende-la ou dar manutenção. Acredito que valha muito a pena. Da mesma forma que tambem acredito seria um dos primeiros alvos. Concordo com os criticos que seriam um dos primeiros alvos, mas isto não tira o mérito e a vantagem estratégica. Em momentos de PAZ a médio beligerancia, sempre serviria para controlar e dar consciencia situacional. Isto tem valor inestimavel. Em momentos de Alta beligerancia, pode ser utilizada para projeção de poder no seu… Read more »

Adriano Madureira

O radar OTH que foi testado no litoral Brasileiro em parceria com a IACIT e a Marinha do Brasil, mostrou eficácia detectando embarcações a 200MN(370km) e até distância de 300MN(555,6km) da costa. Fernando de Noronha está distante 545 quilômetros do continente, um sistema desses integrado na ilha, poderia detectar qualquer embarcação(ou embarcações) hostis que poderiam tentar se aproximar do litoral brasileiro, digo isso em uma situação hipotética de conflito com alguma nação. Poderia monitorar vasos de guerra vindo pelo lado do continente africano, cujo país mais perto é Cabo verde(2.488km), afinal temos que ser vigilantes, e obviamente as ameaças não… Read more »

carvalho2008

eu concordo não apenas com Noronha, como tambem São Pedro, o proprio mapa mostra uma cobertura hipotetica de 200 milhas, em que poderia estrangular a passagem pelo Atlantico. Faltaria apenas uns 1500 km ate a praia Africana. Ciente de que é apenas um pequeno rochedo, mas é possivel estabelecer uma base que simule algo parecido ao USS Puller ou CraigSide. Instalar combustivel, sensores e radares. Baterias de misseis idem. Se vc alocar combustivel, ate SSk´s de terceira categoria pequenos baratos poderiam fechar o restante. Um IKL usa apenas 180 ton de diesel….imagine os que tem metade do tamanho ou 1/3… Read more »

carvalho2008

concordo não apenas Fernando de Noronha, mas fazer isto com São Perdo tambem.
comment image

o proprio mapa ja demonstra que é possivel com algum equipamento meia boca, estrangular a passagem entre Brasil e Africa.

Ciente que o rochedo é minimo. No entanto, passivel de estabelecer uma estrutura que simule uma o Puller ou Cragside como uma base operacional avançada. Os dois aneis de 200 milhas somados de São pedro + Noronha quase fecham a passagem. sobram apenas uns

carvalho2008

comment image

carvalho2008

Um Radar Igual ao Seasprey dos Bandeirulhas tem alcande de 370 km e poderia vigiar 24 horas por um custo barato….comment image

Allan Lemos

O que é uma pena, Fernando de Noronha deveria ser uma base militar, como eu já afirmei aqui algumas vezes. É um desperdício deixar aquela ilha do jeito que está, sem utilidade.

Mk48

Sinceramente, você deve existir numa dimensão paralela.
.
Fala sério !

Esteves

Essa primeira foto é sugestiva. Vai de encontro ao desejo do pessoal da ativa de haver uma Marinha beligerante. Assim como pensa o Galante, um redator interessante sempre à postar matérias de interesse de Defesa, em defesa da guerra eminente porque houve um passado provocante.

Bacana.

Vovozao

02/10/2021 – sábado, bdia, Mestre Esteves, discordo da sua postagem, jamais em todo esse tempo que estou aqui, vi ou li, nenhuma postagem do GALANTE, incentivando a guerra…. o que vemos é uma comparação de um país continental como o nosso ter um MARINHA de paises pobres da Africa. Ele usa indiretamenta uma comparação com a marinha da Republica Chinesa, que nos anos 60 pedia ao Brasil para treinar seu pessoal (fato comprovado e documentados) e hoje a 2a. Potencia econômica e militar; e nos (Brasil) o eterno gigante adormecido. Pegaleve, voce muito inteligente, para postar coisas sem sentido.

Esteves

Relaxa, Mestre Vovozao.

Esteves é tão patriota como todos aqui. Esteves torce por um estado menor para quem sabe, sobrarem recursos.

Mas…cadê o inimigo?

Pode ser o inimigo intimo mesmo. Atraso tecnológico, burocracias, dependências, despesas públicas, despesas com custeios, falta de continuidades, ausências absolutas…como as nossas de navios, aviões e mísseis.

Cadê? Cadê, Mestre Vovozao?

Last edited 1 mês atrás by Esteves
Vovozao

02.10.21 – sábado, btarde, Esteves, 1) – Sabemos votar? Poucos. 2) – Sabemos cobrar dos nossos politicos?? Poucos hoje (02/10), sabem ou lembram em quem votou em 2018. Temos (nós), que temos + instrução/cultura, tentar mostrar/cobrar das nossas autoridades, luta dura (principalmente) agora, que fazem tudo para desmerecer o direito de cobranca; hoje quando voce cobra alguma coisa é taxado de “”esquerdopata””; velho ditado, “” povo sem instrução/cultura, mais facil de manipular””, nos que ainda resistimos temos que lutar por tudo que conquistamos….. até acho que serei taxado de esquerdopata e negativado; porem, mesmo vovozao, continuo trabalhando em escolas da… Read more »

Esteves

Parabéns. O pouco que cada um de nós é capaz de fazer significa muito.

Renato de Almeida

Pessoal vamos sair da bolha e começarmos a ver a realidade brasileira.
O país está um caco!
Falta dinheiro pra tudo.
Se as FAs conseguirem minimamente terminar seus projetos em andamento já será uma vitória.
Acordem!
Brasil está falido.
Quem sair por último apaguem as luzes por que a conta vai arrochar de vez.

Camargoer.

Caro Renato. O colapso dos países ocorre politicamente, Paises passam e superam crises econômicas. Os mais velhos lembram da hiperinflação, lembram dos planos econômicos, lembram das crises financeiras. Também lembram dos períodos de crescimento e expansão econômica. Nada disso é novidade. Nem a expressão “o último que apague a luz” é nova. O risco que o país corre e sempre correu e sempre correrá é o colapso político.

Esteves

Os mais velhos…quanto preconceito. Hiperinflação significava…empresas pagavam a cada 15 dias, quem tinha grana aplicava no overnight, o pão e o leite acabavam às sete da manhã, postos de gasolina não abriam nos finais de semana, havia cota de gasolina para abastecer, carne só acém, bares vendiam refresco, cerveja só da ruim, carro velho valia mais que carro novo, estatísticas…nem a pau Juvenal. Frango de 1 real, fim da correção monetária e importações…tudo voltou ao que era. O que sempre faltou acabou e o que não tinha passou a faltar. A confiança foi restaurada com o Ayrton Senna. Cadê um… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Esteves
Camargoer.

Olá Esteves. Verdade. Tem uma parte dos velhinhos que não se lembram nem disso. Tablita. URV. O pedágio era livre de madrugada. Ninguém comparava data de vencimento. Comparava etiqueta de preço. Ainda assim, o país funcionava. Abriam-se vagas. Construíam-se prédios. Fabricavam-se televisores. Escreviam-se canções. Apanha-se da PM. Apanha-se do paí. Apanhava-se do time da rua de cima.

Esteves

Nossa…verdade. Havia isso. Música. Composição. Melodia. Aliás…Luiz Melodia.

Esse negacionismo que não acontece somente aqui…esse fascismo que retorna…a sogra veio contar que a irmã mandou a mãe, que não se vacinou, esperar 60 dias para ir ao médico.

Dona Elza caiu e precisa consultar. A filha e a mãe vão esperar chegar a cama ultrassônica que curará toda e qualquer doença.

Aonde? De onde tiraram isso? Dos grupos de WhatsApp que frequentam os negacionistas. E? Tiraram pra botar em um site, E? Tiraram do filme Elysium com o Tom Cruise.

Pode isso, Mestre?

Quem se lembrará desses tempos? Quem sobreviverá?

Camargoer.

Olá Esteves. Eu gostaria de esquecer destes tempos mas não vou conseguir. Após mais de cem dias de seca, hoje choveu muito aqui onde moro. Renovou minhas esperanças. O fascismo não some, se esconde coo todo covarde para reaparecer como doença oportunista. Se não me matarem antes, sobreviverei para contar para minha filha o que foram estes tempos terríveis, não com o talento de Stefan Zweig.

Esteves

Morreu de overdose.

Camargoer.

Olá Esteves. A lista de heróis do Cazuza é longa e triste.

Renato de Almeida

Camargoer, Nunca tive pretensão de morar em país rico. SEMPRE sonhei em morar num país decente. Vejo com quase 70 anos que isso é utopia acontecer no Brasil. Mais do que os políticos, quem estraga o país é a ignorância de um povo carente e ignorante de informação e cultura. A maior preocupação do povão é carnaval, futebol, novela e cerveja. Um povo que toma na cabeça e não aprende nunca. Taí o Collor HOJE como senador da República. Taí o centrão que tem eternamente vaga cativa no congresso. Taí o atual gestor executivo que era para estar preso desde… Read more »

Camargoer.

Caro Renato. A construção de um país decente de democrático é uma luta permanente contra os canalhas e vigaristas. O povo é mal instruído, desnutrido e miserável devido a uma elite predatória, racista, preconceituosa e provinciana, que cultiva os mesmos valores morais e éticos da elite escravocrata e latifundiária que domina o país há séculos. A luta não acaba nas eleições. Começa hoje e nunca termina. Se não for por nós que seja pela próxima geração.

Mk48

Prezado,
.
Aproveita que Portugal está aberto para pessoas como você.
.
Vai lá !!.
.
Abs

Renato de Almeida

Quisera eu!
Mas o que pega é a falta de LA PLATA.
Mas se o amigo ajudar com alguma contribuição será muito bem vinda.
Quer uma conta PIX?
Aproveita e divulga entre os amigos

Mk48

😂😂😂😂😂😂😂

Teropode

Concordo com vc , a falência brasileira eh a falência moral e o colapso político latente nesta colcha de retalhos condena o Brasil a ser sempre um país do “quase” , mas torço para os 3 principais projetos da Marinha , as Corvetas , o Scorpenes e o Álvaro dias ….😉

100nick-Elã

Esse arquipélago serve para alguma coisa para o Brasil ou só dá despesa mesmo? estou perguntando, não sendo irônica.

Camargoer.

Olá 100. O fato do arquipélago ser brasileiro garante a ZEE em torno dele. Economicamente, isso já seria suficiente. O segundo fato é que a estação científica afastada do litoral permite uma mapeamento meteorológico permanente, o que contribui para a refinamento do modelo de previsão meteorológico. A estação científica também serve de base para a compreensão das fauna marinha, muitas delas de interesse econômico. Eu temo que o Paulo Guedes abra uma licitação para se construir um cassino lá.

Vovozao

02.10.21 – sábado, bnoite, Camargoer, ouvi falar que o GUEDES, pretende privatizar ate maio/22, e, com o dinheiro da privatizacao, usar para pagar aumento do bolsa Brasil (ex-bolsa familia), e, assim tentar contribuir para reeleicao do presidente que ocupa o cargo atualmente.

Luiz

Serio? Você “ouviu falar” ? Não seria melhor você se informar melhor antes de ir postando qualquer coisas com base no ” ouvi falar ” ? Uma boa fonte é sempre importante porque estejamos a favor ou contra um fato em questão, temos que aceitar a informação porque contra fatos não há argumentos, agora ” ouvi falar… Lamentável!

Vovozao

03/10/2021 – domingo, btarde, LUIZ, voce não entendeu o modo irônico no qual respondi ao meu amigo Camargoer…. da mesma maneira que entendi sua postagem…. tem que falar com a GRETA.. sao so ironias, mas, tratando-se do Guedes, é possivel. Saudações

Camargoer.

Caro Vovozão. Não é ironia. Decreto 10.466 de 18 de agosto de 2020, assinado pelo presidente e pelo Posto Ypiranga qualifica para concessão diversos pontos turísticos, entre eles o Forte Nossa Senhora dos Remédios, em Fernando de Noronha. <https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/decreto-n-10.466-de-18-de-agosto-de-2020-272981473&gt;

Esteves

O homem não conseguiu privatizar os correios…os correios que dão prejuízo de bilhões…vai privatizar um forte, um pesqueiro, um boteco?

Camargoer.

Olá Esteves. Acho difícil comparar uma rede de logística como os Correios com uma “ilha paradisíaca”. O Posto Ypiranfa sabe onde dá para atracar um “Dreadnaught”.

Esteves

A maconha pegou. Forte.

Querem botar radar OTH, bases aéreas e ocupações militares nas nossas ilhas para estrangular a passagem entre o Brasil e África. Paga pedágio pra passar ou…ou…jogamos bananas.

Esteves queria muito ir viver em Ilhabela. Com essas ideias de ocupar nossas ilhas e estrangularmo-nos com os africanos…vou nada. Vou procurar outro litoral…sem maconha.

Eita que Mike Tyson ia ficar bilionário aqui.

Last edited 1 mês atrás by Esteves
carvalho2008

Mestre Esteves, a materia fla de NaPaOC, de uma ilha ( a mais afastada de todas), de uma estação de pesquisa.

Não há canabis na discussão sobre o que a Ilha representa e suas potencialidades.

E quadro de potencialidades, revela aquilo que pode ser feito….e não quando pode ser feito.

Se formos considerar o “quando”, a Trilogia fecharia no momento por falta de possibilidades e novidades a curto prazo, pois falta grana até para a gasolina…a não ser que o amigo queira focar no tema inédito jamais discutido na história deste país sobre excesso de pessoal das FAS brasileiras….gastanças etc…

Esteves

Isso é impensável. A Trilogia não pode.

Adriano Madureira

“A maconha pegou. Forte. Querem botar radar OTH, bases aéreas e ocupações militares nas nossas ilhas para estrangular a passagem entre o Brasil e África. Paga pedágio pra passar ou…ou…jogamos bananas”. Certamente você possa ser usuário de maconha, eu não sou Esteves… Quem sabe, se em 1982 os ingleses tivessem algum tipo de sistema de detecção nas Falklands, e um efetivo significativo, seja de aeronaves ou de navios, não teriam sido pegos de calças na mão. Em defesa não se deve pensar micro, se deve pensar macro, e se você acha que equipar Fernando de Noronha com algum sistema de… Read more »

Esteves
Adriano Madureira

“A maconha pegou. Forte. Querem botar radar OTH, bases aéreas e ocupações militares nas nossas ilhas para estrangular a passagem entre o Brasil e África. Paga pedágio pra passar ou…ou…jogamos bananas”. Certamente você possa ser usuário de maconha, eu não sou Esteves… Quem sabe, se em 1982 os ingleses tivessem algum tipo de sistema de detecção nas Falklands, e um efetivo significativo, seja de aeronaves ou de navios, não teriam sido pegos de calças na mão. Em defesa não se deve pensar micro, se deve pensar macro, e se você acha que equipar Fernando de Noronha com algum sistema de… Read more »

Esteves

Levar provisões até essas ilhas e substituir pessoas é diferente de fazer uma ocupação militar que depende de apoio logístico, pistas de pouso (foi a primeira tarefa dos ingleses na desocupação das Malvinas), vigilância e prontidão permanentes, estratégias de combate e tudo que se faz em estado de guerra. Radares OTH vão enxergar 350 km? Alguns dizem que menos em razão da curvatura da Terra. O que faríamos contra uma força invasora vinda pelo Atlântico que para gastar grana e invadir aqui…teria que ser uma baita de uma força tarefa com grupos de submarinos, porta-aviões, navios com mísseis de cruzeiro… Read more »

750CB4B5-E243-4B09-B466-228260C29583.jpeg
Carvalho2008

Mestre Esteves, A ilha não precisa ser de projeção, pode ser de contenção ou ainda ambas. O diminuto arquipelago de São Pedro, pode receber uma plataforma de estrutura metalica chumbada sua fundação na rocha. Nao precisa ser uma grande estrutura, embora dependendo do gosto do freguês, possa ser tão grande como uma plataforma petrolifera. Pode ser coisa pequena ou coisa grande. O importante, é que possa ter sensores lá e ja demonstrei um exemplo sem malabarismos usando aerostato e um radar simples como o seasprey dos bandeirulhas. Misseis? Voce somente precisa colocar lá quando precisar. Soldados tambem. O importante é… Read more »

Esteves

O óleo derramado foi lembrado pelo Bardini. Eu recuperei a boa lembrança repetindo que não cuidamos daqui e…se não fazemos isso…nem me fala em cuidar de rochedos.

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

Reator nuclear pode tornar Brasil autossuficiente em radiofármacos

Empreendimento reduzirá riscos de desabastecimento e custos dos medicamentos, além de ampliar o acesso dos brasileiros à medicina nuclear São...
- Advertisement -