quarta-feira, dezembro 1, 2021

Saab Naval

IMAGENS: Destróier Type 055 da Marinha do Exército de Libertação Popular da China

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O Type 055 é uma classe de destróieres de mísseis guiados furtivos de 13 mil toneladas em construção para a Força de Superfície da Marinha do Exército de Libertação Popular da China (PLA Navy).

É um navio multimissão e sua combinação de sensores e armas sugere um papel principal da defesa aérea de área, com capacidades de guerra antissubmarino superando os combatentes de superfície chineses anteriores.

O Type 055 deverá realizar missões expedicionárias e formar a escolta primária para os porta-aviões chineses.

Os Estados Unidos classificam esses navios como cruzadores. A Marinha dos Estados Unidos define um cruzador como um grande combatente de superfície multimissão com instalações de comando; isso sugere que os EUA esperam que o Type 055 cumpra um papel semelhante ao cruzador da classe Ticonderoga.

O gráfico mostra um grupo de batalha chinês com dois Type 055 (designados por retângulos amarelos) nas proximidades de um porta-aviões chinês. A disposição sugere que a missão mais importante do novo destróier chinês é defesa aérea e antimísseis para os novos grupos de porta-aviões da PLA Navy

Type 055

O armamento principal do Type 055 são mísseis transportados em sistema de lançamento vertical (VLS) de 112 células; 64 células na proa e 48 células à ré. O mesmo modelo VLS é usado no destróier Tipo 052D, que se acredita ser uma implementação do padrão GJB 5860-2006; o GJB 5860-2006 é capaz de lançamentos a quente e a frio.

A variante mais longa, com células de 9 metros, é provavelmente usada. O Type 055 transporta mísseis superfície-ar HHQ-9, mísseis de cruzeiro antinavio YJ-18, mísseis de cruzeiro CJ-10 de ataque terrestre e foguetes antissubmarino que transportam um torpedo. Potencialmente, as células maiores também podem carregar mísseis balísticos antinavio.

A energia propulsiva é gerada por quatro turbinas a gás QC-280 de 28 MW em arranjo combinado de gás e gás (COGOG). A eletricidade do navio é fornecida por seis turbinas a gás QD-50 de 5 MW. A velocidade máxima é estimada em 30 nós.

Três Type 055 já entraram em serviço (Nanchang, Lhasa e Dalian) e cinco estão em acabamento. Mais oito navios estão planejados, totalizando 16 unidades.

Destróier Type 055 Nanchang (101)

Vídeo do Type 055 testando seu sistema de armas

- Advertisement -

137 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
137 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ricardo Pinto

Que monstrinho, com 13mil T ja não seria um Cruzador ?

Leandro Costa

‘Sailor’ essa nomenclatura não é universal. A grosso modo, cada país tem sua própria classificação de suas embarcações. As famosas linhas tênues entre corveta, fragatas, destroyers e cruzadores e por aí vai.

Agressor's

“Se a China acordar, o mundo tremerá”, Napoleão Bonaparte. Ninguém mais pode deter a China!…

Esteves

Comendo cachorro e fritando barata…será?

Agressor's

A ideia do supremacismo “inato” dos EUA ou de seu povo é equivocada. É sempre o mesmo argumento ad nauseam, de que os EUA sempre foram invencíveis, infalíveis e protagonistas em tudo. Mas em sua historia os EUA experimentou inúmeras derrotas e crises. Os EUA ficaram independentes as custas do povo francês, eles perderam 2 guerras para os britânicos e só não voltaram a ser uma colônia britânica pela intervenção dos franceses feita nesses eventos. Os EUA não nasceu como uma potência, muito pelo contrário, nasceu como uma nação instável e vulnerável. Foi um protetorado da França por muito tempo,… Read more »

Wellington R. Soares

Você falando assim até parece que vivemos em um país de primeiro mundo rsrr..
Aqui no Brasil muitos estão vivendo com o mínimo do mínimo. A única coisa que cresce no país é arrecadação de impostos, que mesmo em pandemia só está batendo recordes rsrr..
Antes ser uma China que realmente cresce do que um país corrupto que só anda pra trás como nosso Brasil.

Carlos Crispim

Se a arrecadação está batendo recordes é porque a economia está andando, meu caro, e muito bem até pra uma pandemia grave como essa, outros países estão muito pior. E ninguém vive de salário mínimo no Brasil, todo mundo tem outras fontes de renda, outras atividades que o governo não vê, trabalho informal, empreendedorismo, vendas, muita coisa não é legalizada, até apontador de jogo do bicho ganha mais que salário mínimo, as pessoas dão um jeito. Além disso, o brasileiro já descobriu há muito tempo que sobreviver em grupo é melhor, soma-se a renda da família toda e a galera… Read more »

Esteves

Churrasco de brasileiro. Asa de frango.

Mas se tá bom…tá bom assim.

Vai entender.

Rogerio

A economia andando para trás, qual tua fonte de renda, cargo político??

Vovozao

16/10/2021 – sábado- btarde, mestre Esteves, seguindo informações ultra confidenciais, estaremos recebendo 5 ou 6 unidades ate 3025. Me corrija se eu estiver errado.

Antonio Palhares

Eles estão comendo é a nossa carne. Estão comendo os porcos que são alimentados com a nossa soja. Suas siderúrgicas estão produzindo com os nossos minérios. E nós achamos que somos superiores.

Cristiano de Aquino Campos

tambem acho que eles passaram do ponto sem retorno. Na melhor das hipóteses Americanas eles continuam como hoje, a segunda potencia no mundo, não menos que isso.

Claudio Bicão

amigão, rsrsrsrsrs, se vc pegar um pitbul e der nome a ele de “nenem”, ou “bebezinho”, vc acha que esse cachorro vai morder forte ou fraquinho??? Vc acha mesmo que mudar a classificação do tipo de navio vai influenciar em algo? Pensa bem antes de postar uma besteira, kkkkkkkkkkkkk

Tomcat4,2

Isso é navio de guerra pra ninguém botar defeito, monstro, muito bonito tbm !!!

Last edited 1 mês atrás by Tomcat4,2
Agressor's

Historicamente as nações do oriente como Índia e China foram os países mais ricos, mais civilizados e mais avançados no planeta durante milênios. O PIB Chinês foi o maior do planeta por mais de 2000 anos, e perdeu esse recorde no século 19, por causa das guerras do ópio iniciadas pelas potências coloniais. Hoje a China está prestes a ser novamente a maior potência econômica mundial, e a tecnologia deles se desenvolve muito rapidamente. Os Chineses veem isso como um fato normal, devido ao histórico dos milênios passados. E só um detalhe, o único marco que diferenciou a Europa da… Read more »

Esteves

O cálculo do PIB ou qualquer outro cálculo mostrando a produção de um determinado país começou após a segunda guerra mundial.

Os primeiros estudos sobre PIB e o que isso demonstraria incluindo as nomenclaturas que usamos hoje como PIB PPC, PIB PPA…foram publicados em 1953.

1953.

WSilva

O divisor de águas foi a revolução industrial, a China era tão superior na época que RECUSOU aderir a este movimento e inclusive tratava os britânicos de barbaros, o que mais tarde se provou um erro crasso não ter aderido a revolução industrial.

Agressor's

A China está fazendo o que ela faz a séculos, Comércio!! Isso o Japão fez nas décadas passadas quando empresas japonesas compraram várias empresas estadunidenses de tecnologia e autopeças, e um dos presidentes do conglomerado disse a celebre frase:”O COMÉRCIO É UMA GUERRA.” Enquanto isso na terra das bananas verdes, os políticos ficam vendo quem rouba mais e os escravos ficam só dançando quadrilha e carnaval,e outros iludimentos folclóricos. O povo gosta é de pão e circo. Enquanto ainda existir essa cultura nem um país vai pra frente, aja vista o braziu que o povo prefere um futebol de qualidade… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
Esteves

Lenda.

Esteves

Superior?

Em que? Qual foi a produção intelectual, acadêmica, científica, econômica, financeira, industrial, comercial, inovadora…da China durante dos anos 1820/40/50 e início dos anos 1900?

Quem foram os expoentes dessa superioridade chinesa? Quem representa esse notável poderio chinês vindo desses anos?

WSilva

E o que os EUA produziram do século XVII para 3 mil anos atrás? Tu recortou um pequeno período da história de 4 mil anos da China para beneficiar seu argumento, então me permita fazer o mesmo com os EUA. Engraçado é que esse período que tu recortou é justamente o pior da história chinesa, a China vive em paz somente de 1990 pra cá, os últimos 250 anos da China é pura carnificina e sofrimento, tu não tem ideia do quão resiliente esses caras são. Antes do século XVII a China era possivelmente a maior potência do globo, antes… Read more »

Esteves

Esteves não recortou nada.

Enquanto Ford criava a linha de produção nos anos 1900 e antes disso…no período da revolução industrial…1820 até a implantação dos processos industriais..qual foi a contribuição chinesa para o desenvolvimento econômico e social do mundo?

Em 1810 não existia PIB.

WSilva

”Em 1810 não existia PIB.”

Ninguém disse que existia, estamos falando de economia.

”Enquanto Ford criava a linha de produção nos anos 1900 e antes disso…no período da revolução industria”

O que os EUA criaram antes da colonização britânica e inundação de europeus no país?

NADA

Fim do debate.

Esteves

A independência norte-americana é de 1776.

Esteves

O que acontece na China de hoje é consequência do que a China fez nos últimos 40/50 anos.

É inimaginável pensar que a China está aonde está por conta do que a China fez em 2 mil anos ou afirmar que a China de hoje é a sequência de 4 mil anos.

Seriamente…os chineses seriam os maiores tapados do mundo demorando 4 mil anos para levar uma sonda até Marte ou lançar navios de guerra.

Mas…a internet está aí para isso também. Deduzir o inseduzível.

WSilva

Eu disse acima que o divisor de águas foi a revolução industrial, sem ela o ocidente estaria atrás da China até hoje. Isso porque estou usando a China, um só povo só contra o ocidente inteiro, vários povos, muitos imperios como Grecia, Roma, França Napoleônica, Império Britânico etc, sem mencionar o antigo Egito, Suméria, Assirios etc. A China já dividiu o poder com toda essa turma aí, muitos viraram pó, outros caíram e nunca mais voltaram grandes, a China caiu, mas voltou maior do que era. Vai debater o que? Os caras são foda! Os EUA também são fodas, conquistaram… Read more »

Esteves

A China não dividiu. A China como a que existe hoje é um processo de unificação do Imperador Chin há 2.200 anos que procurava pela imortalidade. Morreu envenenado por mercúrio. Como a que. Mas não é. A China de hoje não é a mesma de 2.200 anos. A China é a sequência de reformas estabelecidas nos anos 1960/70/80 por Deng Xiaoping. O que tem isso com a Revolução Industrial? O que se entende como civilização é o momento quando o homem começou a escrever criando alfabetos. As descobertas recentes reportam esse momento em torno de 6.500 anos passados na Suméria… Read more »

WSilva

Os sumérios viraram pó (e não foi culpa dos Anunnakis). Do Egito antigo, basicamente só sobrou a grande pirâmide, quem mora no Egito hoje é muçulmano, assim como na antiga Mesopotâmia, atual Iraque. O império britânico caiu duro no chão e ainda viu seu escravo se tornar maior do que ele, hoje a Inglaterra tem dificuldade até para manter a Escócia sob seu domínio, trágico! Onde estão os Romanos hoje? Após 500 anos de domínio perdeu o fôlego. 500 anos é quase o tempo que durou UMA dinastia chinesa. A Grécia Helênica se escondeu onde? Caiu para a legião romana… Read more »

wilson

PIB existia, apenas não era calculado, mas nada impede que hoje se calcule o PIB de períodos passados a partir de dados históricos.

Yuri Dogkove

Nossa, cara! Que almoço! Quer que eu embrulhe para a sobremesa? kkkkk

Thiago A.

Sério ? Alegar que a civilização romana perdeu fôlego depois de 500 é uma barbaridade imensa. Roma passou de monarquia a república de império a tetrarquia, o Império Romano do Oriente caiu em 1453 …. Roma surgiu no 800 a.c. . Façam as contas. Sem considerar que o impacto e sobre toda a nossa civilização foi absurdamente enorme . Não por nada muitos dos impérios ou reinos europeus reivindicaram para si esse parentesco, alguns até se definiram Terceira Roma (o Sacro Império Romano por exemplo) , até a própria Rússia imperial se definia a terceira Roma: o proprio título de… Read more »

Thiago A.

Roma de certa maneira é berço e mãe para todo o ocidente. Observe as capitais dos países ocidentais , pode começar por Paris ou Washington ! Observe a arquitetura e significado dela no Capitólio Americano, O Panteão de Paris… Toda a simbologia de poder e autoridade desde as águias aos fasces lictoris . O nosso idioma, a influência na nossa cultura jurídica…nas artes, na engenharia.

Thiago A.

Quanto a China que ele afirma ser e ter legado com antigas dinastias. Só uma coisinha para começar : PCC, filho e cria do marxismo/ leninismo ! Ambos culturalmente europeus, até o próprio sistema político deles surgiu por influencia da cultura ocidental. Não vou me delongar sobre outros erros / desonestidades para tentar criar essa ilusão de continuidade histórica entre a China hodierna e dinastias/ reinos do passado. Ele desconsidera que muitas dessa dinastias na realidade eram dominadores/ conquistadores estrangeiros . Um exemplo, os mongóis. Em vários períodos existiam diferentes poderes e reinos,assim como na Europa, que disputavam aquele espaço… Read more »

WSilva

Onde estão os romanos hoje? Onde estão os helênicos hoje? Onde estão os egípcios hoje? Onde estão os sumérios hoje? Onde estão os britânicos hoje? Onde estão os franceses hoje? Onde estão os nazistas hoje? Não adianta falar sobre a herança dessas potências, existe herança da China em quase todo sudeste asiático, a diferença é que a China ainda existe e ainda é grande, esses aí que você mencionou viraram pó ou voltaram a ser insignificantes, essa é diferença brutal que você finge não existir. ”Ele desconsidera que muitas dessa dinastias na realidade eram dominadores/ conquistadores estrangeiros . Um exemplo,… Read more »

Last edited 1 mês atrás by WSilva
Thiago A.

Onde estão os Mings? Onde estão os Songs? Onde estão os Qings? “China ainda existe e ainda é grande, esses aí que você mencionou viraram pó ou voltaram a ser insignificantes, essa é diferença brutal que você finge não existir.” E qual seria a relação da China hodierna – fruto da influência ocidental marxista/leninista- com esses reinos e dinastias ? Nenhuma, a revolução cultural de Mao manda lembranças. Quanto aos insignificantes, foram os mesmos insignificantes que deram início a Era dos Descobrimentos, das grandes navegações, dos impérios ultramarinos . Os mesmo que permitiram o surgimento dos EUA e Brasil. Os… Read more »

Thiago A.

“mongóis invadiram a China e absorveram a cultura chinesa. ”Seu” império era basicamente construído em cima da China, usou o poder, a influencia, o prestigio da China”
Qual grande império não fez isso ? Os Romanos não fizeram o mesmo com a cultura grega? Os EUA não fizer o mesmo com o Reino Unido? Nenhuma grande potência destrói uma cultura rica e valiosa que a antecedeu, simplesmente assimilam, tomam posse de algo que será usado como vetor e ferramenta de poder e influência. Seria burrice destruir todo esse conhecimento.

Thiago A.

“Nenhuma força penetrou ”
Literalmente todo mundo “penetrou” a China . A Rússia ficou até com Vladivostok. Não fosse a segunda guerra mundial e consequentemente a derrota do Japão por parte dos EUA , não sei o que sobraria da China hoje … O “pequeno” Portugal talvez ainda estaria lá em Macau

Leandro Costa

Thiago, perfeito.

WSilva

”E qual seria a relação da China hodierna – fruto da influência ocidental marxista/leninista- com esses reinos e dinastias ? Nenhuma, a revolução cultural de Mao manda lembranças.” China moderna não, governança moderna. A massa chinesa pouco se interessa por ideologia politica, a maioria dos chineses possuem uma mentalidade taoísta/confucionista, o próprio Xi Jinping é confucionista assumido. Mas claro, você nem sabia disso. Revolução cultural manda lembranças? Até onde sei Mao Ze Dong era chinês Han, onde é que está o revolucionário do antigo Egito ou Suméria hoje? Só se for um muçulmano. Onde estão os revolucionários da Grécia e… Read more »

WSilva

Em relação a Influência de Roma no ocidente, ninguém questionou isso, o que disse e repito é que Roma e outros caíram ou sumiram, a China caiu mas logo voltou ao topo novamente.

Sobre China e EUA, me recuso a comparar uma civilização com um país colonizado.

Toca o barco aí.

Carlos Campos

Considero o Deng um dos melhores líderes e estadistas de todos os tempos.

Agressor's

Já o completo oposto daquele Mao Tse Tung, que trouxe mais destruição e desgraça a China do que o próprio Império Britânico…

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
WSilva

Tentativa de isentar o Império Britânico fracassada.

Mao Ze Dong, embora tenha cometido grandes erros foi o libertador da China moderna, não há China de hoje sem Mao Ze Dong.

Camillo

3 em operação, em breve mais 5
Os outros 8 possivelmente ja deve ter sido iniciada a construção, e quando os 16 estiverem em operação colocam ordem para construir mais 16, assim é a China.

Agressor's

Em era de tecnologia, quem produz é rei. A cada década que passa o abismo aumenta. Um país como o Brasil, era pra estar entre as 5 maiores potências mundiais em todos os aspectos, uma pena que a corrupção e a mentalidade do brazileiru não deixam o progresso fluir!….

Esteves

Por que o Brasil “era pra estar” entre as 5 maiores potências mundiais?

Ten Murphy

Quinto maior território, quinta maior população, já beirou a 6° posição em PIB, rico em recursos naturais, alimenta 1/4 da população mundial com agropecuária extensiva em um dos menores territórios em relação à área total do país (imagina se for intensiva, tecnificada, subsidiada como a europeia e americana), tem potencial humano, tecnológico e industrial, poderia facilmente estar entre as 6 ou 7 maiores potências militares, com o tamanho de 2/3 da Europa inteira e 2/3 da população, e isso pensei agora sem pesquisar nada. Era pra ser uma das maiores potências mundiais em todos os sentidos. Mas a cultura e… Read more »

Esteves

Quinto maior território e quinto maior em população não estão associados a desenvolvimento, riqueza, produtividade ou qualquer outro fator que se relaciona com resultado positivo. Ou os países do Norte da Europa deveriam ser os mais pobres do mundo. Ou Taiwan deveria ser muito pobre…coitadinhos…isolados. O agronegócio assim como a mineração não alimentam. O agronegócio é um negócio exportador de commodities para farelo de trigo, óleos vegetais, ultraprocessados, embutidos, açúcares. Saindo de São Paulo até Ribeirão Preto…o que se vê? Cana de açúcar e soja. Isso não é agricultura de alimentos. É grana. Potencial humano e tecnológico? Somente o Toyota… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Esteves
Mk48

Perfeito Esteves.

Esteves

Enxergam um Brasil que não existe.

Menos estado, mais trabalho, semana de 6 dias e 9 horas dia como no Japão.

Mk48

Pois é Esteves.

Esteves

Esteves já contou…

Helio é um cara bacana. Família bem formada. Vieram no Kasatu Maru. Bem estabelecidos. Hélio tem boa formação na área terapêutica e saúde holística incluindo acupuntura.

No Japão eram 6 dias por semana. Sem hora extra. Sem férias. Sem 13o. Trabalhou, ganhou. Tem que ralar.

Helio voltou pra cá. Não aguentou ficar lá.

Imagina a China.

Ten Murphy

Não exagere. Em muitos países se trabalha menos horas por dia e menos dias por semana e estão melhores que nós. E possuem ainda maiores benefícios sociais para os trabalhadores. A produtividade não está necessariamente ligada a tempo, mas a tecnificação do trabalho. Há uns dez anos trabalhei numa empresa alemã. Fazíamos apenas 7 horas por dia, de segunda a sexta, salário cerca de 3x maior que a média nacional para um simples operário chão de fábrica. Tinha convênio bom, alimentação no local, vale-alimentação de quase mil reais, previdência privada. Líder no mercado. Produtividade absurda. Então não, não precisa trabalhar… Read more »

Esteves

É verdade. É verdade. Mas a ZF e vários outros negócios alemães são uma história à parte. Conheço gente de 77 anos que ainda recebe proposta para retornar e voltar a trabalhar. A Merkel pregou a taboa de mais trabalho técnico e…mais trabalho. Em Portugal, 8 ou 9 anos passados quando a Siemens reclamava do excesso burocrático até nas profissões no Brasil…lá em Portugal, a Siemens lançou programas para empregar técnicos antes da graduação. Para diminuir o desemprego. Aqui vivemos essa realidade das graduações sem profissionais e profissionais sem profissão. Mas a Alemanha é diferente. O menos estado não é… Read more »

Antonio Palhares

É isso ai.
Os resquícios de uma sociedade formada em cima do trabalho escravo. Acreditam que tem que morrer de trabalhar.

Tomcat4,2

Só de pensar em semana de 6 dias e 9 horas de trabalho já brota sindicalista do chão chamando de opressor e etc. Trágico, CLT é um câncer no Brasil !!!

Ten Murphy

Em geopolítica território está sim associado a desenvolvimento, riqueza, produtividade e principalmente comércio. Não é algo fatalista, mas a influência é grande. Como não citei características como localização e biomas, mas apenas tamanho, a lógica é que se Taiwan, Israel, Holanda, Suécia, Coreia do Sul são tá pequenos e puderam se desenvolver tanto, que dirá um território maior e mais propício a agricultura, mineração, transporte (apesar da costa brasileira ser quase toda elevada, estarmos fora das rotas mundiais de comercio e sermos um país latitudinal). Pense na Coreia do Sul. É metade do estado de São Paulo e toda sua… Read more »

Esteves

Quem tem demais…filho criado com muito amor confundido…não dá valor ao que tem. Esteves gosta de historinha. O professor do estúdio tem 37 anos. Formou aos 21 anos. Filho de pais separados. Há conflitos…desses conflitos que vemos todos os dias nas famílias juntas ou separadas. O pai chamou quando fez 17. Disse que não ia pagar escola nem casa. Mandou ir. Foi, graduou, trabalhou, casou, separou. Tem 2 filhos, patrimônio, profissão. O primeiro emprego chegou quando fez 18. Teve que pagar para morar. É baladeiro. Gente. Gente decente. O irmão de 28 ainda estuda. A mãe que educa não quer… Read more »

Ten Murphy

Comentário duplo. Apaguei.

Last edited 1 mês atrás by Ten Murphy
Marcus Pedrinha Pádua

É simplesmente isso. O problema maior do Brasil não é a sonegação, não é a corrupção, não é a política sem rumo, não é o desperdício de recursos no setor privado e no setor público, não é sequer a situação catastrófica da educação. Todos esses são problemas sérios, que afetam por demais a possibilidade de desenvolvimento e crescimento do país. Mas o que destrói nossas chances é a absurda desigualdade, a distribuição de renda terrível que anula o sentimento de pertencimento à nacionalidade por parte de uma parcela imensa da população. Se o cidadão não vê retorno adequado ao seu… Read more »

Agressor's

Muitos brasileiros não sabem mas o nosso país é o mas rico do mundo em tudo. As riquezas que se encontram em nosso território tem valor incalculável, entre as reservas de minerais estratégicos mais cobiçadas estão o nióbio, tório, tantalita, manganês, titânio e urânio usados para desenvolvimento tecnológico e nuclear. Em 2010 o Wikileaks divulgou um documento do departamento de estado dos EUA que colocava as reservas brasileiras de nióbio como de importância estratégica para os EUA. As potências estrangeiras são dependentes das nossas riquezas naturais, pois temos as maiores reservas de água doce e de minérios estratégicos como o… Read more »

J.Leo

Bem lembrado, os países de 1º mundo sempre controlaram ou estancaram nosso desenvolvimento, nossa última oportunidade foi quando do redirecionamento dos vultosos investimentos na China, ao invés de nosso país, que àquela época estava preparadíssimo para tanto. Os EUA sempre nos olharam com certo medo no setor industrial, pensavam que se evoluíssemos, tornaríamos um competidor de monta para com eles e no mercado do continente… Por isso nossa indústria que há 30 anos representava 34% do PIB no país, hoje mal alcança 10% e em queda…

Kornet

Mas os chineses fizeram isso com o governo mais corruPTo que tivemos. Já esqueceu?

Tomcat4,2

Acertou na moskva meu caro, digno de aplausos!!!

Obs. discussão de alto nível em conhecimento e etc, todos de parabéns, estou crescendo muito em conhecimento ao ler os comentários com fatos históricos .

Agressor's

Obrigado, amigo Tomcat4,2…

Patrício

Na verdade já éramos a 5a. economia…..à 6 anos atrás.

Esteves

Estar é diferente de ser.

Patrício

Até 2014/15 já éramos a 6a. economia da terra mas aí criaram aquela estória toda (a maior farsa orquestrada, planejada e executada para a destruição de uma nação inteira), que todo mundo já sabe e hoje, passados quase 6 anos daquele trágico dia de “votação” pelo tal impitchmam, comandado pelo l….dr…..ão do hoje presidiário cunha e seus assalariados, estamos no fundo do abismo e somos a 15a., caindo rápidamente para a 16a. economia e já com volta quase certa ao famigerado FMI. À continuar nesse ritmo acelerado, no final de 2022 provavelmente não estaremos nem entre as 20 economias do… Read more »

Jefferson

Apenas para lembrar, hoje o bolsonaro cortou 600 milhões da pasta de ciência nas mãos do Marcos Pontes.
Atual governo é folha de pagamento de militar, nada de patriotismo.
Aqui em SC, coronel governador aposentado com 48 anos e 28 mil de aposentadoria. Essa galera defende reforma da previdência de civil kkkkkkkkkk

Bosco

Jefferson,
Mandaram o Bolsonaro ficar em casa que a economia ele via depois. Agora ele está vendo!!!
Essa informação descontextualizada tem valor “ZERO” para corroborar a sua afirmação de que o atual governo não é patriota. Isso é o que se chama de falácia. https://www.infoescola.com/filosofia/falacia/

Kornet

Os 16 de mentiras dos corruPTos no poder que o digam.

Dalton

O “Ticonderoga” mencionado no texto está no fim da linha. Alguns terão a vida estendida até meados da próxima década, mas, poderá não ser suficiente dotar cada Grupo de Ataque capítaneado por um NAe com um deles então forçosamente a US Navy terá que incluir um “Arleigh Burke Flight III” que fará a função de navio comandante da defesa aérea do Grupo. . Os “Arleigh Burke III” igualmente como os “Ticonderogas” também serão comandados por um “Capitão” equivalente a “Capitão de Mar e Guerra” na marinha brasileira dada sua maior capacidade, mas, um novo grande combatente de superfície, ainda maior,… Read more »

Esteves

Dalton,

10 mil toneladas de deslocamento das ABIII X 13 mil toneladas das Type 055. Até onde isso é uma advantage para os chineses?

Mk48

A pergunta foi para o Dalton, mas vou expor minhas considerações :
.
Essas 3 mil toneladas a mais fazem diferença em termos de reserva de flutuação, em facilitar a instalação de armamento mais pesado, mais sensores, mais espaço para armazenamento (munição, combustivel, etc), em fim pode ser vantagem numa série de coisas. Depende de como forem aproveitadas.

Esteves

Grato.

Matheus S

Apenas complementando: As limitações do Burke III estão todas em registro público. O navio não é grande o suficiente para fazer o que a USN deseja e não tem margem para crescimento futuro. E isso está se referindo à capacidade do gerador, tamanho/capacidade do sensor e, em futuras armas de energia direcionada.  Por exemplo, a USN teve que redesenhar o AMDR planejado de 20 pés do Zumwalt para 14 pés AMDR do Burke III – uma redução de 30% – não apenas porque o arranjo menor é mais barato, mas também porque o casco do Burke não pode montar o arranjo maior… Read more »

Esteves

Um navio do século passado X um navio do século atual.

Matheus S

O CIC(Combat Information Center) do Burke III é semelhante da versão anterior? Se for, isso seria apenas mais um dos indicativos de redução da capacidade de defesa aérea do CSG.

Dalton

O “Burke III” certamente não tem o espaço interno de um “Ticonderoga” conseguido graças a enorme e leve superestrutura de alumínio, tive oportunidade anos atrás de visitar um deles e pude comparar com um “Burke IIA”.
.
Por outro lado são e serão poucos os “Ticonderogas” com o sistema de Combate Aegis
Baseline 9 que equipam muitos Burkes hoje em dia e o “Burke III” terá o Baseline 10
mais capaz, então não penso que haverá uma redução da capacidade de defesa aérea
do “CSG”.

Matheus S
Dalton

Só agora li o link…interessante Matheus, que corrobora-se a ideia de que os
“Burke II”, na verdade “Burke IIA” receberão uma versão mais leve do SPY-6.
.
Atualmente há 41 deles e mais 6 que serão entregues entre o fim do ano e 2023, o que totalizará 47 e se todos ou a maioria forem atualizados prestarão relevantes serviços ao longo dos 40 anos de vida que se espera deles.

Jefferson

Dalton, tem estudos para o substituto do tico? Qual a sua expectativa?

Dalton

Jefferson, o pouco que foi exposto é que começou a sério um estudo chamado de
DDG(X) que eventualmente tomará o lugar dos “Ticonderogas” e dos 28 primeiros “Burkes” que deverão ser maiores que um “Burke III” e menores que um “Zumwalt”.
.
abraços

FERNANDO

Caracas, bela linhas e conceito.
Fico pensando se a MB………………
Não tivesse pisado na maionese, onde estaríamos hoje.

Mk48

“Fico pensando se a MB………………
Não tivesse pisado na maionese, onde estaríamos hoje.”
.
Qual maionese que a MB “pisou” ?
.
Não pergunto por defender a MB , mas entendo que uma afirmação como essa carece de uma explicação mais abrangente.

Paulo Montezuma

Falando como entusiasta das forças militares brasileiras, acredito que a grande pisada de bola foi achar que uma marinha com grande efetivo era uma marinha eficiente. A marinha brasileira se concentrou em meios que não poderia operar, como porta aviões, ao invés de uma força mais balanceada em submarinos e pequenos combatentes de superfície, como contratorpedeiros e fragatas. Outra pisada é essa tal de transferência de tecnologia, sempre obscura, que encarece os custos de aquisição. Não que eu ache errado produzir meios navais no Brasil, mas que a quantidade de meios construídos nunca justifica o custo maior da aquisição. Quanto… Read more »

Esteves

O que é pisar na maionese? Algo como pisar em bananas? O que seria pisar em bananas…se bananas maduras são iguais.

Que diabos é pisar em maionese?

Caique

Bonito e poderoso do jeito que um navio de guerra deve ser.

WSilva

Investimento sério é assim.

Matheus S

“A energia propulsiva é gerada por quatro turbinas a gás QC-280 de 28 MW em arranjo combinado de gás e gás (COGOG). Energia adicional pode ser fornecida por seis turbinas a gás QD-50 de 5 MW. A velocidade máxima é estimada em 30 nós.” Os quatro QC-280s são os motores principais propulsivos e são configurados como COGAG. Os outros 6x QD-50 não são para propulsão, mas para fornecer eletricidade para o navio. Os dois QC-280 e os motores diesel na família do Type 052C/D são todos motores principais e são configurados como CODOG. A família teria outros grupos geradores adicionais… Read more »

Paulo Montezuma

Quem é que negativa uma saudação e um obrigado?

Matheus S

Devem ter apertado o botão errado.

Varg

Além dos Ticonderoga, já no ocaso de suas vidas úteis, só os KDX-III equivalem em poder fogo aos Type 055.

Mk48

Nao creio.
.
Num combate direto entre eles, vc apostaria sua vida no KDX III ?

Ten Murphy

Por que não? Tem o Maya e o Kirov também.

Esteves

Não apostaria em nada que não Tivesse sido testado, treinado e exercitado em combates.

Piassarollo

Concordo, comparativamente, os KDXIII, possuem mais armamento que os 055. Eu colocaria em um mesmo patamar de poder de combate, o 055, KDX III e o Ticonderoga. Um pouco abaixo, viriam o AB, Ataco e Maya. Um categoria abaixo, os Horizonte, Álvaro de Bazan, Fremm, Hobart, Daring.

Luís Henrique

E uma categoria acima os Cruzadores de Batalha Nucleares russos da classe Kirov.

João Filho

Eu diria nesta ordem: “Um categoria abaixo, os Horizonte, FREMM italianos, FREMM franceses, Álvaro de Bazan.” O Álvaro de Bazan não tem capacidade para mísseis balísticos ou munições de canhão guiada. Mais importante ainda, o Bazan incorpora apenas os sistemas dos EUA, em vez de desenvolver seus próprios (melhores) sistemas. Consulte a classe Constellation. Embora a classe Horizon seja a mesma para França e Itália, este não é o caso para FREMM, com a classe italiana e francesa muito diferentes. O Hobart é uma cópia ruim do Bazan, e o Daring não está sequer em condições de navegar (Power Improvement… Read more »

Last edited 1 mês atrás by João Filho
Bosco

Varg,
Se você contar com 8 células dos lançadores Mk-41 dos Arleigh Burkes ocupadas por 4 mísseis ESSM cada e com 8 mísseis Harpoon à parte dos lançadores verticais o destroier americano teria 128 mísseis disponíveis. Mais do que os 112 do destroier chinês.

Bosco

Mesmo sem os 8 Harpoons que estão virando raridade, ainda assim um Burke teria mais mísseis que um Type 055. A menos é claro que os chineses também estejam adotado um arranjo quádruplo em seu lançador vertical. Sinceramente desconheço. Se for colocando na conta de poder de fogo os 24 mísseis HQ-10 do Type 55 aí ele volta a ficar na dianteira com 136 mísseis disponíveis para pronto emprego. Mas há alguns Burkes com lançadores SeaRAM com 11 mísseis. Vale salientar que dada à capacidade de cada célula do Mk-41 poder receber até 4 mísseis ESSM (ou ESSM Block II… Read more »

Dalton

Oi Bosco ! Acho que você quis dizer que “alguns” na verdade 4, os DDGs 64, 71, 75 e 78 tem um SeaRAM voltado para a popa já que estão localizados atrás da segunda chaminé e não para a proa.
.
E com certeza você também sabe que pelo menos 3 estão equipados com um sistema
laser seja o “ODIN” ou o “HELIOS” e a tendência é que tais sistemas se espalhem e evoluam para os demais.

Mk48

Ok. Vamos lá . . Um navio/projeto campeão , indiscutilvemente, que é resultado de toda a experiencia adquirida pela China em combatentes de superfície. . Até os EUA tem dificuldade de classifica-lo. . Um navio que muda o ‘equlibrio’ de forças. . Um navio feito para exercer primariamente a defesa aerea das TF chinesas, mas que também exerce o papel de comando e controle das mesmas. . Um navio que muda a equação de defesa de EUA, Japão , Australia e demais integrantes da quadrilha dos “defensores do mundo livre”, mais parecendo a ,”Liga da Justiça”. . Interessante saber quem… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Mk48
Piassarollo

Amigo submarinista, saudações aqui do Sul. Discordo em parte sobre um AB III, ficar tão abaixo do poder de fogo do Destroier/ cruzador chinês. Começando pela idade do projeto do Burke que data do fim dos anos 80, portanto bem mais antigo. Em que pese durante décadas teve seus sistemas atualizados. Em comparação à quantidade de mísseis embarcados, o Burke “perde” por apenas 16 mísseis, a meu ver , não é uma diferença tão significante assim. Outra questão crucial reside nos sistemas de detecção, a que ponto o navio chinês é ou não superior ao AB ? Penso que é… Read more »

Ten Murphy

E o Burke atua sempre numa força-tarefa de porta-aviões ou anfíbia, ou seja, sempre tem pelo menos mais 2 Burkes juntos, uma Ticonderoga, um Nimitz com toda sua ala aérea de 48 aviões multifunção entre F-18 e F-35, 4 de alerta antecipado, 6 de guerra eletrônica, helicópteros anti-submarino, em breve um Constellation.

Bosco

Piassarollo, E o Burke pode levar 4 mísseis ESSM por célula do Mk-41. Se imaginarmos um Burke ideal ele teria 96 células do Mk-41 , algumas (8?) preenchidas com 4 mísseis ESSM e 8 lançadores Harpoon. Total de 128 mísseis. Mais ou menos seriam: 32 ESSM em 8 células; 24 Tomahawk; 8 VL-ASROC; 56 mísseis SM (2, 3, 6); 8 Harpoons em lançadores próprios (Mk-141). – Que se somariam aos: 24 torpedos leves (Mk-46/50/54); 600 projéteis de 127 mm; 2 canhões Mk-38 de 25 mm; 2 Phalanx de 20 mm; 2 helicópteros MH-60R (armados com metralhadoras, foguetes, Hellfires, torpedos leves).… Read more »

Dalton

Boscão, apenas os 28 primeiros Burkes, os que não possuem hangares, são armados com o “Harpoon” e estes possuem 90 silos verticais por conta dos 2 guindastes embutidos que “roubaram” espaço de 6 silos e apesar de retirados não se aumentou o número de silos. . Todos os subsequentes possuem 96 silos e a medida que foram equipados com sistemas Aegis mais atualizados não haverá necessidade de se adotar o “SeaRAM” para além dos 4 que já possuem que justamente por terem o Aegis mais antigo não podiam funcionar ao mesmo tempo como navios de defesa aérea e navios de… Read more »

Bosco

Beleza Dalton. O que eu quis deixar claro é que a quantidade de células verticais dos lançadores não são suficientes para aferir o “poder de fogo” de um navio tendo em vista que existe a possibilidade de mísseis serem levados em lançadores específicos conteiráveis ou fixos e há a possibilidade de caber até 4 mísseis por células. Supondo que há 8 células carregadas com 4 ESSMs cada a quantidade de mísseis então ficaria assim: Primeiros 28 AB com 90 células (8 com 4 ESSMs) e 8 Harpoons: 122 mísseis Os 4 AB (fazem parte dos primeiros 28) dotados do SeaRAM:… Read more »

Bosco

Sem dúvida esse “cruzador” chinês impressiona mas em que pese a beleza do navio , que salta aos olhos, não se pode dizer o mesmo dos mísseis. Será que estão no mesmo nível dos mísseis americanos aos quais me referi acima? Um exemplo prático é o HQ-10 lançado pelo lançador conteirável com 24 células voltado para a popa. Ele lembra o lançador Mk-49 RAM de 21 células, mas vejam a diferença em relação ao míssil chinês com a mais nova versão do RAM: HQ-9: Peso: 20 kg ogiva: 3 kg alcance: 9 km orientação: IR – RAM Block IIA: Peso… Read more »

Matheus S

Vou ter que quebrar a minha promessa de não te responder. Se realmente as vantagens do Type 055 forem essas, não há menor dúvida de que os chineses estão bem atrasados com relação aos americanos. Só que isso não é verdade. E esses números são totalmente fantasiosos. 1º – A versão naval do HQ-9 é o HHQ-9A, o alcance é +100 km, com orientação TVM. Algumas fontes indicam que o HHQ-9A tenha um ARH. A ogiva do SAM apresenta a mesma ogiva de fragmentação do HQ-9 de 180 kg. 2º – O poder de fogo do Type 055 é muito… Read more »

Piassarollo

Exato!

Carlos Campos

não vejo assim, que o AB tomaria pau, afinal os sensores do AB F3 com o SPY6 e a última geração do AEGIS são incríveis, além de que o SM6 é um míssil antiáere e anti navio, pelo que eu sei a China não tem nada igual, e nem sei qual a potência dos radares chineses, um SPY6 gera frequencias de até 40 gigahertz, até de cegar ele é complicado, além de que ele pode cegar e continuar guiando mísseis ao mesmo tempo.

Bosco

Carlos, Só complementando o que você disse, um AB F3 poderá dispor dos seguintes mísseis nas 96 células dos lançadores Mk-41: 1- SM-2 Block IIIC: antiaéreo (170 km de alcance) e antinavio; 2- SM-6: antiaéreo, antinavio, contra alvos em terra, antibalístico, antihipersônico, com 400 km de alcance; 3- SM-6 Block IB: antiaéreo, antinavio, contra alvos em terra, antibalístico e antihipersônico com 1000 km de alcance; 4- Tomahawk Block V: contra alvos em terra e antinavio com 1800 km de alcance 5- SM-3 Block IIA: antissatélite e antibalístico com 2500 km de alcance; 6- ESSM Block 2 (quadpack): antiaéreo (50/70 km… Read more »

Carlos Campos

E muita brutalidade kkk gostei do navio chinês. Até defendo navio chinês para MB, mas não fico cego e vejo que existe outros navios no mesmo nível por aí. Talvez pq não seja baba ovo de sino

Dalton

A “dificuldade” em classifica-lo se é que existe é porque ele ainda não foi utilizado da mesma forma que um “Ticonderoga” classificado de cruzador na US Navy, enquanto que um “Zumwalt” que desloca até mais que o “55” é classificado como “destroyer” (DDG) e não terá sua classificação alterada nem mesmo quando vier a ser armado com mísseis hipersônicos. . O futuro grande combatente de superfície ora em estudo também deverá ser classificado como “destroyer” mesmo vindo a ser maior que um “Ticonderoga” e menor que um “Zumwalt” conforme o nome do programa (DDG/X) e é bem possível que o… Read more »

Piassarollo

Que baita navio!

Zeus

Prezados! Esta página inicial foi de doer!
Duas matérias sobre a modernidade e imponência da marinha da China, com o poderoso Type 55 e modernos Barcos de Combate não tripulados.

Duas matérias sobre a mediocridade da mb, com a recauchutagem de uma sucata varredora com 50 anos de uso e um projeto de bote de borracha não tripulado, que pelo que diz a matéria, dá a entender que não gerará uma evolução, servindo apenas para “objetivos educacionais e acadêmicos”.

Ten Murphy

Triste, vergonhoso. Se a MB fosse uma empresa privada muitas cabeças já teriam rolado, ela teria declarado falência ou teria feito uma reestruturação completa.

Esteves

Nem uma coisa nem outra coisa. Se não temos nada melhor para mostrar..

Adriano Madureira

“Duas matérias sobre a mediocridade da mb, com a recauchutagem de uma sucata varredora com 50 anos de uso e um projeto de bote de borracha não tripulado, que pelo que diz a matéria, dá a entender que não gerará uma evolução, servindo apenas para “objetivos educacionais e acadêmicos”.

Falou Tudo ! Se bobear, com esse overhaulin ,ficarão com ela em serviço mais uns dez anos por acharem que não será necessário adquirir uma nova embarcação.

wilson

Prezado Zeus, muito injusta suas colocações sobre a MB brasileira. O projeto de recauchutagem foi tão ambicioso que é possível que este meio seja reclassificado como Fragata, já o outro empreendimento mencionado coloca o Brasil na vanguarda tecnológica de botes de borracha não tripulados e aumenta sobremaneira nossa capacidade ofensiva. Tais projetos, certamente, renderão muitas honrarias e jantares de homenagens aos almirantes envolvidos que poderão, orgulhosamente, continuar trocando medalhas entre si.

Carlos Campos

Bicho bonitão hein, quantos mísseis antiáreos ele leva?

solipsi rai

tai….! amiguinhos , a china cada vez mais poderosa graças ao grande capital investido pelos (grandes capitalistas em 30 anos), para com isso também , arrebentar a américa por dentro. e também com a entrega de suas reservas minerais da África pelos seus ditadores corruptos.. , e não esqueça ( as Repúblicas bolivarianas) que estão entregando tudo aos sinos.
olha a situação; “PAPAI esta souto para 2023 “

Michel

Ah!!! Como seria legal se a MB contasse em seu inventário com pelo menos duas dessas naus. Mas, pelo visto, é querer demais…

Adriano Madureira

Os chineses entregariam em alguns meses…

Nick

Se o 055 é cruzador, os Burke FIII também são.

Esteves

Essa notícia está em todas as mídias. Dizem que os americanos foram pegos de surpresa. Essa Type 055 será equipada com mísseis hypersonics? As mídias falam que os navios americanos sim.

Essa Type 055 na guerra, enfrentando ABIII, não é somente uma questão de maior deslocamento maior espaço…qual o poder desse navio disparando, manobrando, protegendo, gastando energia, remuniciando? Sistemas x sistemas, mísseis X mísseis…ou isso não é possível mensurar?

Matheus S

Esteves, Não acredito que foram pegos de surpresa, o secretário da USAF estava ciente de que Pequim estava desenvolvendo uma nova arma, mas provavelmente não sabia do que se tratava. Certamente havia alguma especulação em torno de um suposto FOBS, isto, porque os chineses estão muito cientes da fraqueza de alerta e rastreamento do Polo Sul, alguma possibilidade de que o FOBS era a arma certamente estava nos planos dos EUA. Isso em si é perigoso, irá levar a uma escalada maior do que estamos atualmente, o mais correto era ambas as partes entrarem em algum tipo de acordo, mas… Read more »

Esteves

Não vejo sentido em acordos. Os acordos entre os americanos e os russos abriram as janelas para os chineses avançarem no desenvolvimento dos mísseis. Os chineses podem furar o acordo apostando na Coreia do Norte e no Iran. Os produtores americanos de…de…mel acordaram com eles parâmetros de qualidade, quantidade, ofertas, volumes. Coisa de lobistas. Compraram (chineses) produções de mel na Tailândia com quem os americanos não tem acordo…para furarem os acordos. Mel. Mísseis nem pensar. Classe Kirov X Grupo de Ataque de Porta-aviões. Uma quantidade absurda de mísseis. Os comentários colocaram a Type 055 X ABIII em razão do deslocamento… Read more »

Matheus S

“Os comentários colocaram a Type 055 X ABIII em razão do deslocamento dos dois navios. Mas…tem muito mais. Capaz. Como traduzir essa palavra em combate?” Vamos lá. Vou dar um exemplo disso. O AMDR do Burke III conterá uma cobertura de radar AESA de 360 graus na banda X, assim como ocorre com os quatro arrays no Type 055. Nesse caso em questão, não se trata de quantos mísseis cada navio carrega, mas sobre quanto mísseis cada navio pode fornecer orientação terminal. O AMDR de banda dupla permite a exclusão de radares de iluminação, porque a varredura é eletrônica. Isso… Read more »

sa.JPG
Esteves

Esteves foi iluminado. Grato.

Adriano Madureira

O ritmo de entrega de navios chineses é fantástico…

Esteves

Dizem que a economia deles está desacelerando. Crise no mercado de autos, crise no mercado de imóveis, crise no setor energético, crise com o preço dos insumos, crise no setor elétrico que já produz mais lixo que vendas…

Dizem.

WSilva

Ouço falar de crises na China há 30 anos, todo ano tem uma nova, a manchete é sempre a mesma ”agora a China cai…”

Deve ser duro torcer contra os caras que estão por aí a 4 mil anos. rs

wilson

Se eles pararem de comprar quem cai é o Brasil.

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

Reator nuclear pode tornar Brasil autossuficiente em radiofármacos

Empreendimento reduzirá riscos de desabastecimento e custos dos medicamentos, além de ampliar o acesso dos brasileiros à medicina nuclear São...