quinta-feira, janeiro 27, 2022

Saab Naval

Iniciada a produção em série de mísseis hipersônicos Zircon para a Marinha Russa

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O míssil hipersônico multiuso Zircon é projetado para atacar alvos marítimos e terrestres

Moscou /TASS/. A Associação Industrial de Pesquisa e Construção de Máquinas Militares da Rússia (MIC NPO Mashinostroyenia) na cidade de Reutovo, na região de Moscou, iniciou uma produção em série de mísseis hipersônicos Zircon (Tsirkon) para a Marinha do país, disse uma fonte próxima à situação ao TASS.

“Uma produção em série de mísseis Zircon está em andamento na Mashinostroyenia, embora os testes estatais de lançamento de superfície deste produto continuem”, afirmou a fonte.

O presidente russo, Vladimir Putin, declarou em 3 de novembro que os testes do míssil de cruzeiro hipersônico Zircon estavam quase concluídos e eles começariam a chegar para a Marinha Russa a partir do próximo ano. O ministro da Defesa, Sergei Shoigu, relatou a Putin em 18 de novembro sobre o teste de lançamento bem-sucedido de um míssil hipersônico Zircon no Mar Branco.

Uma fonte da indústria de defesa doméstica disse à TASS no início desta semana que os testes de desenvolvimento de voo do míssil hipersônico Zircon de um submarino submerso, após dois lançamentos de teste bem-sucedidos, seriam retomados do submarino nuclear modificado do Projeto 885M (Yasen-M) Perm em 2024 .

Em 4 de outubro, o submarino Severodvinsk testou os mísseis hipersônicos Zircon da  superfície e submerso no Mar Branco, pela primeira vez.

Uma fonte disse anteriormente à TASS que os testes estatais do míssil hipersônico Zircon começariam em novembro e continuariam em dezembro. No geral, cinco lançamentos-teste contra alvos marítimos e costeiros estão planejados. Em 24 de agosto de 2021, foi assinado um contrato na mostra internacional de armas Army 2021 sobre a entrega de mísseis hipersônicos Zircon aos militares russos.

Um desenho especulativo do Tsirkon 3M22


O míssil hipersônico multiuso Zircon foi projetado para atingir alvos marítimos e terrestres.

O presidente Putin disse anteriormente que os mísseis hipersônicos Zircon, capazes de voar a Mach 9 (nove vezes a velocidade do som) e atingir alvos a mais de 1.000 km, entrariam em alerta de combate em breve.

A Rússia pretende equipar seus submarinos e navios de superfície com sistemas de mísseis hipersônicos Zircon.

Como a TASS relatou anteriormente, o submarino modificado Perm, que é o quinto submarino nuclear do Projeto 885M, será o primeiro do tipo equipado com mísseis hipersônicos Zircon. O submarino deve entrar em serviço com a Marinha Russa em 2025.

O Estaleiro Sevmash (parte da United Shipbuilding Corporation) está construindo atualmente seis submarinos do Projeto 885M. Os submarinos principais do Projeto 885 e do Projeto 885M Severodvinsk e Kazan estão em serviço operacional com a Marinha Russa, enquanto o primeiro submarino de construção em série do Projeto 885M, Novosibirsk, está passando por testes e deve entrar em serviço na Marinha até o final deste ano.

Kazan

FONTE: TASS

- Advertisement -

72 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
72 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Red Pill - 红色药丸

Ao que tudo indica os EUA estão atrás da China e Rússia neste campo mesmo… uma pena que não tenhamos NADA em desenvolvimento do genero.

Allan Lemos

Não temos capacidade técnica, dinheiro e nem ambição política para uma empreitada deste nível, olhe a dificuldade que estamos tendo em completar o MTC-300 e o Mansup.

Temos(tínhamos?) o 14x, que apesar de não estar sendo projetado com propósito militar, poderia ser usado para a aquisição da tecnologia hipersônica, mas só Deus sabe se vai sair do papel.

Sincero Brasileiro da Silva

Uma pergunta: Quantos engenheiros navais e físicos são formados no Brasil anualmente, e quantos são formados na Rússia?

Nascimento

No nosso contexto não adianta formar mais pessoas se o mercado de trabalho não atende a demanda, para o nosso cenário isso só iria aumentar ainda mais a fuga de cérebros, igual a Índia que se tornou uma das maiores formadores de bons profissionais, mas ao mesmo uma das maiores exportadoras também devido a saída dos mesmos.

Zeus

Vou discordar de seus apontamentos. Não se trata de falta de ambição política e sim de falta de ambição dos comandantes militares. Será que todos os projetos abandonados por mau planejamento e péssimo direcionamento das verbas e todos os projetos levados a cabo com custos exorbitantes por parcas unidades de meios com capacidade de combate limitada, como é o caso das Tamandaré, não são provas suficientes do descaso, do desinteresse nas ultimas décadas dos comandantes das FAs em investir sério em projetos militares? Capacidade técnica se adquire com pesquisas e trabalho. Olhe o salto que a China deu em tão… Read more »

Agressor's

Nos últimos tempos os EUA já não são aquele país que domina tudo sozinho. Todo império cai, a história é prova disso…

Save Verdão!

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
Sincero Brasileiro da Silva

Atrás, um pouco atrás ou muito atrás? kkkkk

Bosco

“Ao que tudo indica os EUA estão atrás da China e Rússia neste campo mesmo…” A qual “campo” você se refere como os EUA estando atrás, o campo “míssil hipersônico” ou o campo “míssil antinavio”? Se for o primeiro (míssil hipersônico) a resposta seria “sim”. Tudo indica que os EUA estejam atrás nesse campo em que pese a utilidade prática deles ser diversa entre os diversos usuários atuais e futuros. Se se refere ao segundo (míssil antinavio) a resposta seria “não”. Mísseis hipersônicos não são a única forma eficaz de atingir navios e os EUA dominam uma série de tecnologias… Read more »

Slow

Está cada vez mais difícil aceitar a realidade né meu caro kkkkkk

pedroctba

Míssil dos EUA: Harpoon! Oh, estao super adiantados. Hj a USN e as marinhas ocidentais estao na mesma situação triste que estavam ate inicio dos anos 70 que dependiam de aviões usando bombas de queda livre, torpedos de submarinos e canhões em navios para combater a frota da URSS que ja tinha misseis de cruzeiro com mais de 500km de alcance e disponiveis em navios, submarinos e avioes de longo alcance!!!!

Victor Filipe

Você só conhece o Harpoon? por isso que você acha que os EUA esta devendo na capacidade Anti-Navio da uma pesquisada sobre o AGM-158C LRASM. pode ser disparo dos F/A-18 Super Hornet, B-1B Lancer, F-35, P-8A Poseidon e as células de lançamento verticais Mark-41 padrão nos navios da US Navy

Red Pill - 红色药丸

Cara eles tem o LSRM, harpoom é secundário.

Matheus S

Esse é o míssil subsônico antinavio imparável e indestrutível do arsenal americano?

Victor Filipe

ninguém disse que ele é indestrutível. ser indestrutível é contraproducente para a finalidade de um míssil. mas ele é um míssil sea skimming furtivo com uma ogiva de 500kg e um alcance de 1000km

Vinicius 023

Essa vergonha que vc tá passando é no crédito ou no débito?

Vinicius 023

O cara n tem capacidade de pesquisar sobre o LRASM.

Bosco

A culpa não é dos americanos se os “russos” em 60 anos precisaram desenvolver e operar uns 20 mísseis antinavios diferentes visando penetrar nas defesas navais americanas enquanto os EUA precisou desenvolver só o Harpoon para penetrar as defesas navais soviéticas/russas. O mesmo a respeito dos ICBMs. Os americanos desenvolveram e operaram somente o Atlas, o Titan, o Minuteman e o MX enquanto os russos colocaram em operação mais de 20 tipos, e não param. Se os americanos acertam de primeira, fazer o quê? Vale salientar que apesar do Harpoon ter sido o míssil antinavio dedicado “padrão ouro” das forças… Read more »

Bosco

Para ficar bem informado acerca do tema “LRASM” sugiro ler esse artigo escrito por um gênio do conhecimento militar. É de 2010 mas ainda está valendo: https://www.planobrazil.com/2010/12/29/o-programa-lrasm-que-visa-desenvolver-o-novo-missil-antinavio-americano-para-o-seculo-xxi/

OMINI

O cara vendo a VERDADE na frente dele e ainda nega.. Kkk meu Deus..

Sérgio Luís

Bosco,
Do quê mais uma marinha precisa se ela domina a hipervelocidade no ataque!?!?! Russos e chineses estão com a faca e o queijo nas mãos!!
Pergunte-se o quê pode ser feito para neutralizar mísseis Hipersonicos????
Vai me desculpar mas seria ingenuidade achar que existe um mais eficaz!!
Os EUA estão “sim” ultrapassados eles mesmos reconheceram isso.
Aí vem vc dizendo que existem outros sistemas para rivalizar com mísseis Hipersonicos!?!!?

Last edited 1 mês atrás by Sérgio Luís
Bosco

Ok! Seus argumentos são irrefutáveis. Vc me convenceu!

sergio

Estávamos desenvolvendo um planador hipersônico, o 14x, mais diferente dos demais, ele teria um motor, então, não sei se ele seria um planador ou Drone hipersônico, ultima informação que eu tive e que seria testado esse ano.

Red Pill - 红色药丸

Eu já coloquei o nada em maiúsculo pra ver se nenhum incauto caia na fraude do 14-X… esquece isso amigo, antes da pandemia ele ja’ tinha um cronograma pra mais de 20 anos APENAS para voar o demonstrador de conceito, daí pra virar uma arma são mais 10 anos, se tudo ficar no cronograma… como sempre atrasamos tudo esquece.

José paulo

O Brasil não tem míssel mas temos 513 deputados e 81 senadores se soltamos eles em outro país tu vai ver o estrago

Esteves

Pronto. É verdade. Acabou o mimimi.

Quem tiver picanha boa pra assar que jogue na brasa. Ou coma acém.

Emmanuel

O Su-57 também está operacional.
E mais um monte de coisas na Rússia.
Só ninguém vê.

Emmanuel

Acho que não entenderam que era uma ironia.

Vinicius Momesso

Se for verdade, em alguns anos veremos muitos desses mísseis equipando os meios navais e aéreos russos.
De acordo com o Bosco, real mesmo só o caça 6G dos EUA.

Bosco

Vinícius, Eu não tenho problema nenhum em acreditar na existência do Zircon. Até acho que exista mesmo (apesar de não ter nenhuma foto dele e de não ser divulgado oficialmente sequer qual o seus sistema de propulsão). Se vier estará vindo em boa hora para substituir os velhos SSN12, SSN19 e SSN22. Todos supersônicos de projeto antigo. Meu “problema” é acreditar que ele é imparável, indefensável, indetectável, como quer nos fazer crer a narrativa dos russófilos brasileiros militantes. Em ele existindo de fato seria interessante ver qual seu desempenho real em termos de alcance, velocidade, altitude e perfil terminal de… Read more »

Last edited 1 mês atrás by joseboscojr
Agressor's

É isso que eu admiro nos russos. Soluções bem mais em conta contra armas extremamente caras…Não adianta ter orçamentos militares inchados que acabam no ralo da corrupção e armas bonitas mas que não funcionam direito. Os Russos provam, de novo, que intelecto, determinação e foco nos resultados são, de fato, muito mais importantes!..Esses Russos não são brincadeira não e os caras conseguem fazer isso com uma economia menor do que a do braziu…

Uma vez Flamengo, sempre Flamengo… 😀

Claudinei lima da silva

Concordo com vc, mas a economia da russia so foi menor que a do brasil de 2006 a 2014.
Hoje eles estao 3 posiçoes a frente do brasil.
Compare com os EUA que ai sim, a diferença é bem grande.
No entanto quando bc procura pelo pais que tem a menor divida, vc descobre porque os russos sao clnstantes em desenvolvimento em diversos setores, e principalmente militar.
A russia nao tem divida enquanto os EUA sao a naçao mais endividada, e a cada ano a divida cresce 10% acima do pib.

Bosco

“É isso que eu admiro nos russos. Soluções bem mais em conta contra armas extremamente caras…”

É verdade que você pensa assim? Enquanto os americanos tiveram o Harpoon por 50 anos os russos já desenvolveram uns 20 mísseis antinavios (pelo menos) diferentes, alguns pesando 7 toneladas. E você chama isso de “solução bem em conta”?

Bosco

Uma pequena lista dos mais relevantes “assassinos” russos convencionais:
AS-1 Komet
AS-2 Kipper
AS-4 Kitchen
Kh-32
AS-6 Kingfish
SS-N-2 Styx
SS-N-3 Shaddock
SS-N-12 Sanbox
SS-N-19 Granit
SS-N-22 Moskit
SS-N-26 Oniks
Kh-31 Krypton
Kh-35 Switchblade
Kh-15/AS-16 Kickback
P-1000 Vulcan
3M54K Kalibr
Zircon
Kinzhal

Será que agora vai?

Bosco

Para entender bem sobre a tecnologia de mísseis antinavios sugiro ler esse artigo redigido por sem dúvida um dos maiores conhecedores do assunto , reconhecido internacionalmente como um gênio, publicado em 2010 pelo site Planobrazil: https://pbrasil.wordpress.com/2010/06/13/misseis-antinavios/

Adriano Madureira

“Meu “problema” é acreditar que ele é imparável, indefensável, indetectável, como quer nos fazer crer a narrativa dos russófilos brasileiros militantes”. Detectável? Sim pode até ser, imparável e indefensável ,certamente… Será que um laser pode destruí-lo? Fica a dúvida… Mas de acordo com o site militar Military.com(não sei a nacionalidade do site…) ,devido ao Zircon voar tão rápido e baixo, em velocidades de até Mach 6 e em uma trajetória balística atmosférica baixa – que podem penetrar nos sistemas de defesa antimísseis tradicionais, a pressão do ar na frente da arma forma uma nuvem de plasma à medida que se… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Adriano Madureira
Wagner

Adriano, você está aqui !!
Poxa, pensei que tinha acontecido algo, seu face sumiu, vc largou o Estrela.
Que bom ver que está tudo bem.

Bosco

Como diz o velho Jack, vamos por partes: “uma nuvem de plasma à medida que se move, absorvendo as ondas de rádio e tornando-a praticamente invisível para os sistemas de radar ativos.” Isso é especulação e é muito pouco provável. Na verdade nada se sabe sobre isso e inclusive, o plasma pode magnificar o eco radar . O que se sabe ao certo é que veículos de reentrada balísticos na fase terminal e naves espaciais que reentram na atmosfera não deixam de ser rastreadas por sistemas de radar em terra apesar de estarem envoltas em plasma. –  “mesmo se um… Read more »

Julio Miranda

“E também tem 2 porta-aviões com uns 100 caças armados com o novo AIM-260 capazes de atingir mísseis hipersônicos.”

Como funcionaria isso? Um míssil ar-ar capaz de derrotar mísseis hipersônicos?

Bosco

Isso foi brincadeira Júlio. O AIM-260 ainda está em desenvolvimento e não teve suas características divulgadas.
Mas vale salientar que não há impedimento de um míssil ar-ar ser utilizado como anti hipersônico. *Cogita-se até do lançamento do ar do míssil SM-6.
É prática natural mísseis ar ar serem utilizados na função antimíssil.
Na USN o Phoenix era utilizado para interceptar mísseis antinavio supersonicos AS-4, AS6, etc.
O AMRAAM herdou essa função em que pese não ter uma ogiva robusta como a do Phoenix.

Julio Miranda

Entendi. Mas seria uma tarefa complicada de ser utilizado como míssil antimíssil, acredito eu. Nem sei como funcionaria isso.

Bosco

Julio, Como você sabe há basicamente 4 camadas de defesa antimíssil de um CSG da USN capitaneado por um PA. A camada mais interna onde ocorre a defesa de ponto, em que cada navio é responsável por sua própria defesa. Na USN é representado pelo CIWS Phalanx e pelo míssil RAM que cobre de 0 a 10 km. Tem a camada de defesa de área curta que vai de 10 a uns 40 km que é realizada pelo ESSM. Depois tem a camada de defesa de área externa que é realizada pelos mísseis Standard , mais precisamente pelos Standard SM-2… Read more »

Hcosta

De que forma podem transportar os 25 zircon?
Só tem 8 vls.
Vão fazer alterações?
E não sei se serão todos capazes disso.

angelo bigalli

Xiiii USA, é melhor correr… e de forma hipersônica….comendo poeira da Russia.

Zorann

É assim que se faz. Você pesquisa, desenvolve e assim que haja um produto capaz, você inicia a produção. Colhendo assim os frutos dos investimentos em pesquisa e alcançando a tão desejada independência tecnológica.

É isto que temos de fazer aqui: se investimos para desenvolver, temos de comprar uma quantidade mínima que viabilize a produção.

Antoniokings

Excelência da indústria militar russa.
E não para por aí.

André Luís

Tambores de guerra rufam cada vez mais alto. Caterva rothschild não vê a hora de por as garras nas riquezas naturais do território Russo. Mas não vão conseguir.

Paulo

Mais um terraplanista?

André Luís

Mais um escritório_Less?

Agressor's

Com apenas um míssil desse, uma frota inteira pode ser destruída. Uma tempestade perfeita está se formando no horizonte. Os porta-aviões ficaram obsoletos. Hoje sai mais barato afundar um navio que construir, o porta aviões é uma arma obsoleta da segunda guerra mundial. Contra republiquetas sub-armadas que não tem com o que se defender com certeza são um grande poder de dissuasão, mas pra potências bélicas não passam de grandes, imponentes e belos alvos. São como grandes couraçados Bismarcks. Na verdade até facilita para o inimigo, pois torna necessária toda uma força tarefa de escolta pra ter que proteger uma… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
Heinz Guderian

“porta aviões é uma arma obsoleta da segunda guerra mundial”
Avisa isso pra os analistas militares Chineses, Americanos, Ingleses, Indianos, Russos e Japoneses.
Acho que todos eles estão errados, e o senhor “Agressor’s” , o conhecedor máximo de estratégias e tecnologias militares, está correto.

Agressor's

“Heinz Guderian
Visitante

Reply to  Agressor’s
8 minutos atrás

Acho que todos eles estão errados, e o senhor “Agressor’s” , o conhecedor máximo de estratégias e tecnologias militares, está correto.”

Sim, inclusive os tanques de guerra também…Mas o negócio é ganhar dinheiro. Let’s Make Money….

Save Abel!

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
Bosco

“Com apenas um míssil desse, uma frota inteira pode ser destruída. Uma tempestade perfeita está se formando no horizonte. Os porta-aviões ficaram obsoletos.” – “Com apenas um míssil desse, uma frota inteira pode ser destruída” Como assim? Explica aí pra gente. O Zircon é nuclear? – “Uma tempestade perfeita está se formando no horizonte.” Essa eu passo que de meteorologia eu não entendo. – “Os porta-aviões ficaram obsoletos” Por que você acha isso? Teoricamente é porque você acha que antes os porta-aviões eram invulneráveis e inafundáveis e agora com o Zircon eles ficaram vulneráveis e por isso ficaram obsoletos? Quer… Read more »

Agressor's

Olhe para o lado direito da sua tela. O que está escrito na estampa da camiseta da propaganda? Leia pra gente aqui…. 😀

Jodreski

O amigo vc está muito sensacionalista…. rsrsrs Zircon nada mais é do que uma ameaça que deve ser considerada pelos estrategistas militares. Mas fique tranquilo um conflito entre Rússia vs EUA ou contra qualquer outro grande aliado ianque eu acho que jamais veremos (aleluia por isso). . Eu confio no aprendizado humano! Da mesma maneira que a segunda grande guerra serviu como trampolim para os EUA e ladeira abaixo para o Reino Unido. Antes dela os EUA não eram o país mais influente do mundo e tão pouco o mais poderoso e após passou a ser, um outro conflito armado… Read more »

Dalton

Pegando um gancho no seu comentário o ” Bismarck” deu uma canseira na Royal Navy tanto que vários navios tiveram que abandonar a caçada por falta de combustível e não fosse um único torpedo que atingiu seu ponto mais vulnerável emperrando o leme ele teria escapado para a França e posteriormente, 1942, teria feito parte da Operação Cérbero retornando à Alemanha e consequentemente obrigando os britânicos a manter navios para vigia-lo como tiveram que fazer com o irmão dele o “Tirpitz”. . O NAe não está obsoleto e há diversas marinhas investindo nele nas aeronaves e nas armas e sensores… Read more »

Sincero Brasileiro da Silva

Eu acho a Gorshkov um navio muito bonito! Designer bem “ocidental”! Parece inofensivo… Só parece!

Sincero Brasileiro da Silva

A Índia lançou recentemente um destroyer que é armado com mísseis Brahmos, que é irmão do russo Oniks! Será que futuramente veremos um irmão indiano do Zircon?

Last edited 1 mês atrás by Sincero Brasileiro da Silva
Nostra

Very old pic of Brahmos-2 hypersonic cruise missile model

images (1).jpeg
Juarez Borges

Prezados,
Quantos dos estimados leitores/comentaristas tem mais de cinquenta anos? Se tem, sabem muito bem que um conflito entre as grandes potencias não é uma opção em nenhuma mesa colocada entre eles. Como disse Einstein: “Não sei como vai ser a terceira guerra mundial….mas sei como vai ser a quarta: com paus e pedras!”

Red Pill - 红色药丸

Nada haver, já teve enfrentamentos indiretos, e ninguem usou nuke. Pode ocorrer um conflito localizado e o mais provável é que seja convencional, o mar do sul da China é um forte candidato a uma guerra aeronaval de alta intensidade e duração curta, até irem pra mesa de negociação. Einstein era bom em exatas, mas não é bom analista.

Juarez Borges

Prezado, tu mesmo já desse a resposta: “já teve enfrentamentos indiretos”! As grandes potenciais NÃO irão se enfrentar….deixam isso para os outros. Testam uma arma aqui….uma matança de gente ali….ajuda a criar o estado islâmico….combate o estado islâmico….e assim segue a vida! Tropas americanas e chinesas…ou russas….ou inglesas…tanto faz, frente a frente, em situação de guerra aberta entre eles….esquece. Não vai ocorrer! Se ocorrer…bueno, aí a vaca de todos vai pro brejo!

Claudinei lima da silva

E pensar que em 1917 quando ocorreu a revoluçao russa, o pais era mais atrasado do que o Brasil e ate mesmo que a africa. Em menos de 20 anos vomeça a segunda guerra mundial e a russia ja havia se tornado a maior potencia militar do mundo, tanto que venceu e subjugou o exercito alemao. Muita coisa nao e dita sobre esse desenvolvimento rapido, mas isso so foi possivel porque a primeira medida radical dos comunistas foi a erradicar o analfabetismo no pais, que na epoca era de 96%da populaçao, e o resultado foi que em 12 anos, o… Read more »

Bispo

Penso que o mais interessante não é o míssil e sim os possíveis ganhos com a tecnologia.

Imagino daqui 10 , 15 anos , aviões de carreira hipersônicos … um voo que hoje leva 8 horas , futuramente ser feito em 40 minutos.

Claro , se tivermos um pouco de massa encefálica ativa e não nos destruirmos mutuamente.

Almir

O nosso “finado(???)” 14-X seria mais próximo ao Zircon ou ao Avangard, caso uso fosse adaptado ao campo militar?

Bosco

Do Zircon!

Bosco

Ou melhor, parece ser do Zircon já que pouco se sabe sobre ele.
O que sabemos do Zircon com certeza é que seu lançamento é idêntico ao lançamento do P800 Oniks. Não há como diferenciar um do outro.
O 14X estudava a propulsão scramjet e o voo sustentado em velocidade hipersônica.

Léo Neves

Bosco .
Idêntico não é , o oniks atey hoje todos lançamentos que eu vi o míssil sobe e depois voa horizontalmente e o zircon sobe para ganhar altitude em vôo vertical. Mas realmente parece bastante.

Bosco

Blz!! Vou prestar atenção

Bosco

Dei uma olhada e me pareceu também que há essa diferença. Vamos ver nos próximos vídeos porque pode ser pela posição do observador em relação à trajetória.
Mas sem dúvida é algo que deva ser observado.

Ronilson Nogueira costa

Imagina um submarino lançando 4 ou mais desses mísseis contra um gigantesco navio americano, alguém sabe explicar como o navio poderia evitar que um único míssel o atingisse??

Anchieta

Queria ver um teste dos nossos mísseis diante da tv e das capitais marítimas….
Acertar um barco velho que virará Recife . Afinall somos contribuintes! Seria um evento para eliminar projetos improváveis e investir em tecnologia eficiente.

Sérgio Luís

Minha nossa!
Mísseis de cruzeiro à mach 9 !?!?!
Ninguém imaginaria isso à 5 anos.

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

Construção da primeira fragata classe ‘Tamandaré’ deve começar em setembro

Em 20 de janeiro, na parte da manhã, como parte da Operação “ASPIRANTEX/2022”, o Comandante de Operações Navais, Almirante...
- Advertisement -