quinta-feira, junho 30, 2022

Saab Naval

VÍDEO: Fragata ‘Liberal’ deixando o Porto de Itajaí-SC

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Assista abaixo ao vídeo da fragata Liberal – F43 deixando o Porto de Itajaí-SC, feito pelo canal do Leandro L.S no Youtube.

Leandro não conhece muito a terminologia militar, então é preciso dar um desconto na narração. Mas as imagens do navio são incríveis!

A Fragata Liberal foi construída nos estaleiros da Vosper Thornycroft, na Inglaterra, tendo sido incorporada à Marinha do Brasil (MB) no dia 18 de novembro de 1978. É quarta fragata classe “Niterói”, de uma série de seis navios.

Sua missão básica é “conduzir ações da guerra naval, a fim de contribuir para o controle de áreas marítimas, a negação do uso do mar ao inimigo, a projeção de poder sobre terra e a dissuasão”. Atualmente, o navio é subordinado ao Comando do 1° Esquadrão de Escolta (ComEsqdE-1) e tem sede na cidade de Niterói-RJ.

Ao longo desses 44 anos no Serviço Ativo, a Fragata Liberal realizou inúmeras comissões com navios da MB e marinhas amigas, além de ter operado em conjunto com as demais forças singulares, e forças internacionais, sempre demonstrando elevado nível de adestramento e aprestamento de seu pessoal, com destaque para a participação nas operações na Missão de Paz no Líbano (UNIFIL).

- Advertisement -

88 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
88 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Guilherme

Pergunta de leigo: Não é errado um drone se aproximar tão perto de um navio militar ?

Rudi PY3TO

Tinha pensado nisso também!

João Adaime

Caro Luiz
O próprio autor do vídeo explica que ele utilizou zoom e estava seguindo a legislação sobre o uso de drones.
Abraço

Luiz Guilherme

Opa, Obrigado João. Vou te confessar que vi o vídeo sem áudio.

Esteves

30 metros. Mas ele deveria ter pedido autorização para filmar.

Mauro Pacheco

ainda bem que vc mesmo se intitula leigo……………

Inimigo do Estado

E esse navio lá tem com o quê se defender?

Marcelo Andrade

Não assistiu o video! O autor comenta isso toda hora!

André Luís

Srs. o que seria aquele dispositivo duplo tubular que fica atrás/acima do canhão principal?

BK117

Creio eu ser o BOROC, lançador de foguete antissubmarino.

Last edited 5 meses atrás by Alexandre Galante
Esteves

Lançadores.

9FACBB22-8B5F-433B-B4D6-04846788D473.jpeg
Camargoer.

Parabéns ao Leandro. As imagens são lindas.

Enzo Magno Donato Vernille

Tô tentando entender como teu comentário tem tantos deslikes

Camargoer.

Olá Enzo. Não tente. Ignore.

Teropode

Já pensou que os deslikes possam ser para o sujeito e não para o predicado ?

Dod

A classe Niterói podem até ser velhas,mas são lindas.

Cristiano de Aquino Campos

De fato, dessa geração de fragatas Inglesas as Niterois são as mais bonitas, só perdendo para as Type 22. As outras até os anos 90 são muito caóticas na sua superestrutura.

BK117

Imagens lindas e um insight muito bacana à vida a bordo. Todo mundo arrumando alguma coisa. É um navio lindo e tá externamente bem cuidado.

Imagina se no minuto 3:56 o Aspide vira pra ele, só de zueira hahahaha

Lewandowski

Lindas as FCN. Do meu ponto de vista, não há outro navio com tanta beleza.
.
Uma curiosidade: qual o raio de giro dos BF 40mm?
.
Sds

Cristiano Salles (Taubaté-SP)

Lindas mesmo as Niterói…, às vezes trabalho em Santos…, e vejo elas o Atlântico e o Bahia, no píer da Capitania dos portos…, acho que na época da Aspirantex…

Rafael Gustavo de Oliveira

tem um vídeo também do G-40 Bahia no canal, ficou bom as imagens

Rodrigo Maçolla

Lindas e impressionantes imagens, parabéns ao autor !!! , “As Niterói” são realmente navios muito bonitos e elegantes , espero que no futuro quando todas se aposentarem pelo menos uma seja preservada.

Enzo Magno Donato Vernille

eu também
espero que preservem pelo menos uma das que foram construídas no AMRJ
Outro navio que espero que vire museu é o Monitor Parnaíba. Esse é outro navio com uma baita história

Carlos Gallani

O Monitor só se aposenta no fim da história!

Torukmakto

A quantas andam nossos submarinos? Param de divulgar as entregas e estado de contrução.

Camargoer.

Olá Toru. Dias desses, fiz uma piada sobre o S40. Como são armas silenciosas, a gente não ouve mais nada sobre ele…

Henrique

Tinha que começar a pensar em alguma coisa pra garantir que ao menos uma da Classe Niteroi ficasse como museu e de preferência que seja a Independência ou a União que foram construídas no Arsenal.
.
É uma classe importante que vai ter mais de 50 anos de bons serviços prestados…. não pode deixar a historia da classe virar panela por ai

Last edited 5 meses atrás by Henrique
Joao Moita Jr

Realmente uma belonave de belíssimas linhas. E com tanto tempo na ativa, é surpreendente que não tenha tido problemas maiores.
Está saindo da ativa? E se assim for, com quê será substituída?

Abs

Last edited 5 meses atrás by Joao Moita Jr
Dalton

Ainda não João. A Liberal , Independência e União deverão ter suas vidas esticadas em
mais alguns anos conforme o Projeto Fênix.

Esteves

Nome bem sugestivo. Se passar de Fênix vira Carcará.

Valdenei Ramos Neves

Alguém sabe dizer por onde anda a Corveta Barroso?

Mdktos

Está em manutenção no AMRJ.

Dalton

Em manutenção que segundo informado deveria ter sido iniciada mais de um ano atrás
com duração de dois anos.

Valdenei Ramos Neves

Valeu obrigado

Mauro Pacheco

achei muito engraçada a ignorância………… o navio fragata……… kkkkkkk…………..o fragata……kkkkkkk………….o”F43″…………..kkkkkkkkkkkkkk

Flanker

Parece que tu não leu a informação dos editores sobre o vídeo ter sido feito por um leigo!! Ninguém tem obrigação alguma de saber terminologia e particularidades sobre equipamentos militares. O cara se dispôs a filmar o navio e publicar no YouTube. Daí, aparece um “educado” como tu com petulância e arrogância querendo posar de superior. Ora…por favor.. .coisa mais ridícula!!!

Wellington Kramer

O velho pedantismo brasileiro, onde a ignorancia é atestado de sabedoria.

Esteves

“Leandro não conhece muito a terminologia militar, então é preciso dar um desconto na narração.”

Camargoer.

Caro Mauro. Segundo o dicionário, ignorância seria o desconhecimento de um assunto. Contudo, ignorância também pode significar falta de educação.

guilardo

Caro CAMARGO. Com relação à falta de educação de alguns, concordo inteiramente com vc. Estamos aqui para aprender e participar na medida do possível. Eu que ainda sou um leigo, aprendo todos os dias com os colegas, discordando ou não, mas com o maior respeito como deve ser a interação. Dito isso, consulto o amigo por saber do seu domínio sobre o assunto, sobre uma coisa que para mim ainda não ficou bem clara. O Brasil tem uma das maiores indústrias siderúrgicas do mundo; grande produtor de aço e outros produtos do ramo, manufaturados; temos ilhas de excelência em informática;… Read more »

Esteves

A produção do parque siderúrgico brasileiro está em torno de 5% do que a China produz. Isso coloca o Brasil entre o 9o. e o 10o. lugar no mundo. O Brasil não produz insumos de informática como microchips. Um dos motivos do excepcional aumento nos preços dos automóveis foi a escassez de insumos eletrônicos. O Brasil não aparece entre os competidores produtores de semicondutores no mundo. A Embraer é uma ilha. A Embraer não representa o atual estágio de desenvolvimento tecnológico do Brasil. No Brasil não existem fabricantes de motores navais. Não temos sequer volume para comprar esses motores direto… Read more »

Esteves

MWM. As patentes do diesel pertencem aos alemães.

https://youtu.be/SgwE5ZJwP_k

Mercenário

Esteves,

Os motores não são MTU? E a MTU é parte do grupo Rolls-Royce.

Esteves

Parte. MTU é alemão. RR é britânico.

Não sei afirmar quem está no controle do grupo. Penso que os alemães.

Vovozao

01/02/2022 – terça-feira, bnoite, Mestre Esteves, ainda produzimos microchips, lembre-se que a MOTOROLA, doou um fabrica completa que foi instalada no Sul, não lembro a cidade, e, que o Posto IPIRANGA, estava tentando vende-la ou fechar em definitivo, ja que segundo ele, dava prejuízos, ja o presidente da empresa, informava que a mesma se tornaria autossustentável economicamente dentro de ate 5 anos, não sei que fim teve esta “”novela””, gostaria ate se possivel voce fizesse uma pesquisa….. a empresa produzia aquele chip de orelha de bovino, hoje obrigatorio para rastreamento no abate. Saudações.

Esteves

Mestre Vovozao, Deve ser a Ceitec em Porto Alegre. Foi uma estatal. Fecharam. A Motorola. O negócio da Motorola foi radiocomunicação. Motor + Radiola. Lembra-se daqueles filmes antigos sobre a primeira guerra…aqueles aparelhos de rádio que funcionavam com fio e tinham uma manivela para energizar? Era patente da Motorola. Venderam milhões para o exército norte-americano. Depois a Motorola entrou em telecomunicações produzido infraestrutura e aparelhos móveis. E quebrou. O final da Motorola foi ser vendida para a Google e depois para a Lenovo da China que havia comprado a divisão de notebooks da IBM. O que sobrou desses negócios como… Read more »

Last edited 4 meses atrás by Esteves
Esteves

Um exemplo. Não temos nada disso aqui.

https://youtu.be/r6py3Vr87V0

guilardo

Ok. É esclarecedor. Diante disso seria mais viável fazer como o Chile, esperar oportunidades e manter verdadeiramente uma esquadra de combate. Na toada que vamos, não há dúvidas que viraremos uma pequena frota de “navios fantasmas” que não metem medo em ninguém. Abraço, amigo.

Camargoer.

Olá Guilhermo. Ao contrário. Um navios de combate construído no Brasil terá entre 30~40% do seu valor em serviços e equipamentos adquiridos no Brasil, sendo a maior parte do valor em salários, o que irá impactar na economia local. Os sistema de armas/sensores serão importados do mesmo fornecedor, independente de onde sejam construídos. A própria marinha chilena tem um estudo concluindo que os benefícios da construção local de novas fragatas resulta em benefícios muito maiores que os custos. Por fim, considerando uma estratégia de defesa atualizada, é preciso elevar os gastos com a FAB (suporte aéreo e superioridade aérea) e… Read more »

Esteves

Mestre Professor,

Esse tem sido o modelo industrial que criamos para o Brasil. Não deu certo com a FNM. Os italianos da Alfa Romeo desistiram e ficamos sem caminhão.

Esse modo que atraiu indústrias em troca de salários&impostos sustentou sindicatos, legislação trabalhista, incentivos e benefícios fiscais que muitas vezes sequer foram pagos (desde a Fordlandia quando nós é que pagamos para os americanos irem embora), tribunais, ministérios, políticos e…se tivesse prestado para aprendizado e domínio tecnológico não estaríamos tão arrasados.

Ponto forte é a atividade econômica. Ponto fraco é a eterna dependência.

Camargoer.

Ola Esteves. Acho que cada setor tem suas particularidades. Uma coisa é o setor automobilístico, cuja produção demanda escala mas também gera uma enorme cadeia de fornecedores médios e pequenos. Até mesmo o setor naval tem diferentes segmentos, cada um com uma particularidade. O setor de defesa tem apenas um cliente que é o Estado. Os produtos são feitos sob demanda e a sua operação é onerosa. Há 100 anos, havia trabalho infantil, as mulheres ganhavam uma fração do salário dos homens e eram submetidas a todo tipo de assedio. As jornadas eram de 12~15 horas, sem seguro e sem… Read more »

Esteves

Mestre, Vossa defesa do modelo de desenvolvimento industrial adotado no Brasil desde os anos 1950 vale para qualquer atividade. Montadoras de veículos, montadores de navios, montadores de motocicletas (A Honda do Brasil iniciou a importação de motores chineses para suas motocicletas de entrada), indústria farmacêutica. A indústria que menos depende de importação é a construção civil…opa…a betoneira aqui ao lado é chinesa. Depois que vimos os chineses construírem prédios em semanas X os nossos prédios feitos em anos descobrimos que nossos telhados romanos de 2 mil anos andam junto com nossos cartórios e nossa legislação que aprova uma planta em… Read more »

Esteves

Temos problemas com as patentes. Quase nada em um navio ou em um veículo é desprotegido. Quase tudo tem propriedade industrial.

Precisamos romper o atraso tecnológico e a ignorância construtiva. Exemplos estão por aí. China, Índia, Coreia…

Demora. Quanto antes começarmos mais cedo terminamos

Camargoer.

Olá Esteves. Concordo. Temos no Brasil um problema com as “patentes”. Perfeito.

Esteves

Houve uma iniciativa de produzir um carro aqui com motor refrigerado a ar VW. Os alemães não desconfiaram que trouxeram 1 motor nos anos 1950. Depois tentaram nacionalizar carros russos.

A Honda trazer motores da China para cá é uma morte horrorosa.

Iniciativa o pessoal tem. Mas o gerúndio atrapalha.

Abriram uma concessionária aqui. Lembro de uma matéria no DC sobre essa marca e como qualquer oficina na Índia concertava essa motocicleta. Fez tanto sucesso que os indianos compraram a fábrica e os direitos na Inglaterra.

Vocês querem sal? O sal está aí. Basta cavar.

https://www.moto.com.br/Royal_Enfield/historia.html

Esteves

O problema da “oportunidade” é que o navio chega moído com 20/25 anos de uso precisando ser atualizado e, as vezes, modernizado.

A MB acaba se transformando em um grande parque de oficinas mantendo máquinas, sistemas e navios de vários fabricantes e nacionalidades. Mais despesas com dependência de conversão no câmbio para importar e mais despesas com pessoal.

Como o Atlântico movido por motores Pielstick.

Navio bom é navio novo.

https://youtu.be/YYpUxGKig18

Camargoer.

Olá Guilhardo. Acho que é muito difícil para qualquer um entender e concordar com a situação das forças armadas brasileiras. Elas consomem 1.2% do PIB, ou cerca de R$ 103 bilhões em 2021. Portanto, temos que excluir a falta de recursos. O MinDef tem um dos maiores orçamentos do governo federal. O país tem uma base industrial diversificada e moderna, portanto também é um erro achar que existiria limitações tecnológicas ou comerciais para que as forças armadas pudessem estar suficientemente equipadas. Recentemente, um comandante da MB disse que o Congresso aprovou cerca de R$ 7 bilhões (equivalente a 7% do… Read more »

Esteves

Resumindo.

Incompetência. Administrar e gerir quando existem recursos fartos, quando há dinheiro a rodo é tranquilo. Bem favorável.

O administrador público se mostra quando fazem redução nos investimentos e nas despesas. Os custeios (os tais 80%) são impositivos. 20% é gerenciável.

Quem não sabe fazer pede pra sair. E isso não é da conta do Executivo.

Camargoer.

Olá Esteves. De certo modo, você tem razão. As forças armadas têm um grande orçamento. São cerca de US$ 20 bilhões anualmente. Recursos suficientes para manter um sistema militar bem aparelhado e treinado, mesmo considerando as dimensões continentais. Por décadas, os militares tiveram autonomia orçamentária e doutrinária mas foram incapazes de implementar um modelo de forças armadas minimamente coordenado. Enquanto for mantido o atual modelo estruturalmente anacrônico, os mesmo problemas continuarão se repetindo.

Guilardo Pedrosa.

Caro CAMARGO. Alguém levantou uma lebre e agora me dei conta. Seus comentários são muito bons, como os do Esteves também. Mas todo comentário seu é sistematicamente desqualificado por deslikes. Ou se trata de uma mera coincidência ou é orquestração. O certo porém, é que vc é muito equilibrado nas sua análises .

Vovozao

01/02/2022 – terça-feira, bnoite, Guilardo, em defesa dos mestres Camargoer e Esteves, no grupo temos pessoas que de todas as maneiras possiveis tentam desqualificar o grande conhecimento dos mesmos, ….. nao que nao existam outros tambem com grandes conhecimentos, entretanto, Camargoer e Esteves, estão com suas postagens em 80 a 90 0/0 dos assuntos postados pelo site, oxalá na triologia….. estesque dao os deslikes normalmente são pouco qualificados ou estão com “”ciúmes “” dos conhecimentos deles. Aproveitem e me negativem.

Esteves

Vovozao,

Mestre Camargo é Professor. Tem carreira acadêmica. Sustenta as opiniões com conhecimento.

Esteves é só um tonto.

Grato pela consideração. Abraço.

Camargoer.

Olá Guilardo. Obrigado. Acredito em mera coincidência.

Agnelo

Autonomia orçamentária???????? NUNCA existiu. Impossível.
A doutrina é anacrônica? Exponha qual é a melhor, por favor.

Essa tentativa de criar narrativas….

Já achou os currículos? O que deve mudar?

É a mesma narrativa sua. Mas vc ainda não disse o q tem de mudar. Só diz q tem, não o que.

Esteves

O passado não é um farol. Dando nome aos bois, quem votou a Constituição Cidadã e declarou que o dinheiro é do povo foi Ulisses Guimarães. Corporativismo, ativismo, carreiras, aposentadorias, estabilidades e facilidades foram algumas consequências da CF de 1988. Opa…faltou a vaidade. Quando criaram a moradia para juízes…o juiz do STF que presidia a sessão perguntou quem ia pagar a conta. Ninguém respondeu e passou. Como muita coisa vem passando pela garganta do brasileiro desde que deram autonomia de voos aos cangurús. Mas cangurú só voa no Brasil. Mudar? Temos a mania de pensar que o que foi feito… Read more »

Rinaldo Nery

A CF socialista de 88 prevê direitos suecos com orçamento de Moçambique. Deixou o País ingovernável. Causa estrutural de TODOS os nossos problemas. Deviam queimar esse lixo e promulgar outra. 250 artigos. Absurdo. 99 emendas (acho que é isso).

Esteves

O orçamento é o possível, caro Coronel Nery. O primeiro emprego do Esteves foi em banco. Existia uma modalidade de empréstimos para pagar o 13o. Esteves ouvia ainda menino, de empresários, que eles tinham 12 meses de venda. Como poderiam pagar 13 salários com 12 meses? Em um debate no LinkedIn entrou um pessoal do MT ligado a OIT. Queriam uma legislação para punir empresas que demitissem profissionais com mais de 45 anos. Punir no bolso. Engano disse Esteves. As empresas não contratarão profissionais sênior se tiverem que pagar multas para demitir. Da mesma forma que existem facilidades para jovens,… Read more »

Camargoer.

Caro Reinaldo. A carga tributária brasileira está em torno de 33% do PIB, praticamente a mesma carta média da OCDE (34%). Para comparação, a carga tributária na Suécia é de 44% enquanto que em Moçambique é de 13%. Segundo o Tesouro Nacional, o governo federal pagou em 2021 cerca de R$ 746 bilhões em aposentadorias e pensões do INSS, e cerca de R$ 250 bilhões com salários de servidores federais e R$ R$ 100 bilhões com aposentadorias e pensões. Acho importante entender que a CF88 não é causa dos problemas econômicos (ou políticos do pais), Na verdade, graças á ela… Read more »

Agnelo

Prezado Concordo parcialmente contigo. Mas as análises tem sido extremamente superficiais. Principalmente quanto a previdência e direitos, no caso dos militares. É o caso dos “privilégios dos militares”. Sem dúvida, em 2001 acabaram as discrepâncias. Depois disso, o q restou foi o soldo integral. E não há conta que saia mais barata do q manter isso. Qualquer outra situação saíra mais cara para o Estado ou analogia à escravidão pro militar. Outra narrativa, q é uma falácia, é a tal da mudança dos currículos. Um “bando de matraquinha” repetindo um mantra q absolutamente não existe. O currículo das academias é… Read more »

Mauro Pacheco

bandeira HOTEL içada na adriça de boreste, indica prático a bordo.

Flanker

Não diga? Se tu tivesse ouvido o áudio do vídeo, ao invés de querer aparecer, com grosseria e falta de educação, teria ouvido que o narrador informou que o prático estava a bordo.

Bueno

Imagem top da Lili! Lilinda

Parabens ao Leandro e ao Naval em postar !

Last edited 4 meses atrás by Bueno
Guilherme Lins

Navio lindo demais! Parabéns pelo vídeo! É obrigação da MB preservar um exemplar da classe Niterói, não existe outra classe de navio que tenha tantos serviços prestados para nossa marinha!

Luiz Trindade

A Fragata Liberal é impressionante e bonita! Eu sou suspeito de falar uma vez que foi por causa dela que tive a viagem mais feliz da minha infância e com orgulho de dizer que meu pai fez parte da tripulação que recebeu treinamento e a trouxe para Marinha do Brasil

Carvalho2008

Este é um tipo de lembrança que emocionante e trás orgulho de ter participado

Inimigo do Estado

A única coisa que isso aí serve é de alvo. Pobre brasileiro, paga imposto de Suécia e recebe serviço público de Haiti. Quando realmente vão fazer uma reforma administrativa de vergonha?

Só eu presidente, o jacaré iria rodar solto…

Luiz Trindade

É fácil dizer quem esta de fora. A política nunca foi, não é e nunca será trabalho para amadores. Fora dizer, parafraseando o filme Tropa de Elite 2, o sistema é f… Para mudar isso vai ter que morrer muita gente inocente. E complementando, mesmo assim não vai pegar os cabeças que fizeram e os que continuam contribuindo que o sistema continue assim! O que muda isso é o que não querem fazer… Projeto de educação para formar a massa pensante da próxima geração pois ninguém quer se livrar da massa de manobra!

Roberto

mds….. só pode estar navegando com a ajuda de Deus todo poderoso…. é uma lata velha.- devemos chamar o luciano huck…. ele gosta de lata velha

Paulotd

Sucatão. Elogiar isso em 2022 me desculpem. Isso era excelente até 20 anos atrás, hoje é piada. Uma MB com o orçamento que tem era pra termos no mínimo algumas Type 23 próprias e modernizadas.

Esteves

Não. Foi excelente 40 anos passados. O navio não tem culpa. O navio é a casa do Marinheiro e não conheço alguém que conte piadas sobre a própria morada.

O navio exige respeito. Levou e trouxe de volta gente nossa que foi navegar com coragem e orgulho.

Types 23 britânicas são britânicas. Não poderiam serem produzidas aqui. Construir essas fragatas Niterói no Brasil, competência que perdemos, ainda é um alerta sobre do que somos capazes e quanto custa reaprender.

Da tempo. Da tempo de mudar o país. Parar de pensar que o problema é exclusivamente da MB é um começo.

Paulotd

Eu conto piada sim porque isso é uma piada. Brasil não é marinha do Paraguai ou da Bolívia. Temos um orçamento gigante, era para estarmos com fragatas modernas, com um mínimo de planejamento. Veja, nem digo uma FREMM ou um destroyer AB. Mas meia dúzia de Type 23 modernizadas, igual as da Royal Navy, era o mínimo que merecíamos. Infelizmente, não dá vontade de ser entusiasta militar nesse país. A gente vê o dinheiro escoando em aposentadorias, pensões, eventos e concursos sem fim.

Rafael Cordeiro

Lindas imagens!

Mas fiquei esperando o treinamento de tiro contra alvos aéreos! kkkk

Esteves

É contra a lei abater drones.

Esteves

Navios como toda máquina tem alma. Quem construiu colocou sangue, suores e empenhos. Piada, lata velha…não são referências dignas ao navio e a quem serviu no navio para cumprir missões. Enquanto estávamos comendo churrasquinho teve gente nossa à bordo fazendo o que poucos teriam coragem de fazer. Morrer pela pátria. Querem picar os responsáveis? Escrevam aos congressistas. Enviem fotos e imagens dos nossos meios. Façam pressão em quem aprova o orçamento. Querem mais? Quem libera a grana é o Executivo. Existem canais de comunicações para fazer chegar aos ministérios todo tipo de reclamação. Quando forem votar perguntem aos candidatos qual… Read more »

Piassarollo

Caro Esteves, comentário irretocável, grande abraço

Rinaldo Nery

Passei minha infância aí, onde hoje é o Centro de Convenções. Não havia nada, somente o aterro, onde íamos andar de bicicleta. Pesquei muito caranguejo aí no Saco da Fazenda, visto que morava na Rua Lauro Müller. Meu irmão mora nesse prédio ao fundo da foto, mais à esquerda. Passávamos a tarde sobre o molhe, assistindo os navios entrando e saindo do porto. Finais de semana íamos ao porto visitar os navios, militares e civis. Apesar da tradição naval de Itajaí, acabei ingressando na FAB.

Felipe

Vi quando estava atracada… navio lindo demais!

IMG_20220122_174157.jpg
Felipe

Algumas semana antes, estava o NPa Babitonga em Itajaí, aberto a visitação…

IMG_20211212_165605.jpg
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

Navios da Marinha serão abertos para visitação neste fim de semana em Vitória (ES)

Serão diversas embarcações e cerca de 1.700 militares atuando durante operação da Marinha do Brasil Quem tem vontade de conhecer...
- Advertisement -