segunda-feira, agosto 15, 2022

Saab Naval

China está transformando corvetas da Marinha de Guerra em navios da Guarda Costeira

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O site japonês NHK noticiou que a China está reformando corvetas da sua frota naval para convertê-los em navios da guarda costeira.

Fontes dizem que a Guarda Costeira do Japão foi notificada por um serviço de inteligência estrangeiro de que 12 fragatas leves (corvetas) da Marinha Chinesa estão sendo reformadas em vários locais de construção naval na China.

Esses navios poderão em breve ser desdobrados pela Guarda Costeira da China. Fontes dizem que a China provavelmente planeja converter mais de 20 navios no total.

A conversão de navios de guerra foi confirmada no passado. As análises mostram que, embora os mísseis das corvetas tenham sido removidos, suas metralhadoras, canhões de 76 milímetros e radar de controle de tiro permanecem intactos.

A Guarda Costeira da China foi colocada sob comando militar em 2018. Em fevereiro do ano passado, a China aplicou uma lei que autoriza sua guarda costeira a disparar contra navios estrangeiros em águas que considera sob sua jurisdição.

Type 056
Corveta Type 056

O Japão confirmou 34 casos no ano passado em que navios da Guarda Costeira da China entraram em águas territoriais japonesas ao redor das Ilhas Senkaku, no Mar da China Oriental.

O Japão controla as ilhas. O governo japonês mantém as ilhas são uma parte inerente do território do Japão. China e Taiwan os reivindicam.

Também houve um aumento nos casos em que navios chineses tentam se aproximar de barcos de pesca japoneses.

O professor da Universidade Keio, Kamo Tomoki, observa que os navios da guarda costeira da China estão se tornando maiores e mais fortemente armados.

Ele ressalta que eles estão aumentando gradualmente seu nível de atividade no Mar da China Oriental e continuarão a fazê-lo por algum tempo.

Kamo diz que o Japão deve estar em alerta total e mostrar sua intenção e capacidade de manter a ordem marítima na região, ao mesmo tempo em que explica sua posição claramente à comunidade internacional.

Reprodução de ilustração de uma revista chinesa mostrando corvetas Type 056 transferidas da PLA Navy para a Guarda Costeira Chinesa. Os navios aparecem em uma abordagem altamente não convencional para operações de Guarda Costeiras estabelecidas. Observar a corveta mais próxima acertando um alvo em terra e a corveta mais afastada engajando um navio da guarda costeira do Japão (no detalhe abaixo)

FONTE: NHK WORLD

- Advertisement -

105 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

105 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Slow

A lei que autoriza sua guarda costeira a disparar contra navios estrangeiros não foi autorizada atoa .

Teropode

Esta lei também proíbe os navios estrangeiros disparar contra os barcos da guarda costeira chinesa , eles pensam em tudo , são jenios , aliás o Brasil teve o ano passado um prejuízo de 200bilhoes de reais por causa dos produtos contrabandeados e falsificados que chegam as pencas no Brasil , e 99% destes produtos vem da China …..

Last edited 6 meses atrás by Teropode
Slow

Poderia me manda essa notícia por favor ?

Teropode

Deixe de ser preguiçoso , digite aí : Contrabando da prejuízo ao Brasil e boa leitura mané !

Luiz Trindade

Acho que a questão não é ser preguiçoso e sim averiguar se a fonte da notícia não é baseado em fakenews. Coisa tal que hoje em dia estamos até o pescoço!

Yuri Dogkove

Vc tava indo bem, mas na hora de tirar o 10 melou tudo! kkkkk

WSilva

Fala a fonte, fala a fonte…rs

Vamos ver se tu tá bem informado ou se tá sendo enganado.

Inimigo do Estado

Prejuízo para quem? Se o consumidor ganhou, não houve prejuízo.

Joe

A China está doida para arrumar mais problema do que aguenta.

Antoniokings

A China tem assuntos a resolver com alguns países.
Coisas do passado.
Se ela for rancorosa, que Deus tenha piedade de seus inimigos.

Joe

Por que, eles tem armas que destroem naves aliens como os russos, de acordo com as vozes em sua cabeça? Lunático.

Last edited 6 meses atrás by Joe
Antoniokings

Não.

Porque eles são cerca de 1,5 bi de pessoas armadas com o que há de mais moderno atualmente.
Acha pouco?

Adriano Madureira

Quem geralmente destroem naves aliens são os americanos ! Que vivem salvando o mundo…

Antoniokings

Já vi uns 10 filmes assim.
kkkkkk

SDS

Slow

Está confundindo com a fragata voadora dos EUA ?

Machado

Não é a toa que aquele lugar se chama Mar do Sul da China. Estão exercendo nada mais do que sua influência. Um recado bem dado a nações estrangeiras que ainda vivem nos tempos da colonização.

Reinaldo Deprera

Só faltou combinar com o Vietnã, Taiwan e Filipinas.

A “colonização” tirou a China do ostracismo e da Idade Feudal. A China, assim como a Índia, herdaram um sistema educacional criado pelo império Britânico, malha ferroviária, e diversas instituições que não existiam. Tratar colonização como sendo uma escravidão coersiva é muito mais do ignorância, é intencional. Desonestidade intelectual.

Last edited 6 meses atrás by Reinaldo Deprera
Machado

Por causa desse tipo de pensamento nasceu o vira latismo brasileiro. “O estrangeiro é sempre melhor”. Deveríamos então continuar sendo colônia de Portugal porque foram os lusos que implantaram nossas primeiras Instituições. Afff….

Carlos

Exato.

Carlos

Esse aí deve ser daqueles que pensam:

Prefiro ser empregado de um britânico do que ser empresário e negociar com a China..

Antoniokings

É o Bosquim.

kkkkkk

WSilva

Besteira, os chineses tratavam os britânicos como bárbaros.

Antoniokings

Vc está falando sério ou é só para criar polêmica.
A Índia saiu do período colonial como um dos países mais pobres do Mundo.
Pobreza essa que ainda se manifesta na maior parte da população.
A China sofreu muito com as intervenções estrangeiras em seu território.
Somente depois da Revolução Comunista conseguiram se livrar de Chiang Kai-shek que manteve um regime semi-feudal por várias décadas.
Agora explane sobre ‘a malha ferroviária colonial’ deixada pelo Reino Unido na China.
Desconheço.
O que sei é que atualmente ela tem cerca de 30 mil quilômetros só de trilhos para trens de alta velocidade.

Reinaldo Deprera

Você é louco, me desculpe. Não conhece absolutamente nada da história da China e da Índia. Nada. Normalmente não diria isso a ninguém porque é deselegante dizer que uma pessoa é ignorante, mas dizer o que você disse, é no mínimo não conhecer as condições econômicas daqueles países quando o seu Satã (Império Britânico) se estabeleceu lá. Índia e China tiveram períodos de prosperidade bem específicos e que jamais (ou pouco, no caso da China) se traduziram em bem estar social. Há muita diferença entre China e Índia nos seus períodos prósperos ou não, o que por si só complica… Read more »

Last edited 6 meses atrás by Reinaldo Deprera
Antoniokings

Sugiro que leia o próximo post sobre a Guerra do Ópio.

Em tempo.
Vc tem a mesma retórica de um forista daqui que anda meio sumido.
Interessante.

Teropode

Perfeito , apenas acene e sorria pra ele ???????

Carlos

Derramaram muito sangue, isso sim!

Antoniokings

Diga-me qual a escola onde vc estudou História Geral que meus filhos vão passar longe.

Reinaldo Deprera

Já quero me desculpar com o Antoniokings pelo teor do meu comentário infeliz ad hominem. Não é bom dizer tudo o que pensa, mas também nem tudo que se pensa é bom. Meu comentário foi ofensivo. Ele tem um ponto de vista que discordo. A China tinha uma economia grande naquela época, mas devido ao tamanho da sua população e à sua economia interna. Era um país totalmente fechado, que ao perceber que estava tecnologicamente muito atrasada, se fechou ainda mais. Foi se “protegendo” (fugindo) do progresso porque não aceitava outras civilizações mais avançadas, tinha medo, e tentou consertar o… Read more »

Antoniokings

A China não foi ‘colonizada’.
Ele sofreu uma série de intervenções que criaram espécies de pequenos ‘cantões’ internacionais em seu territórios.
E mesmo assim, não foi durante muito tempo.
Desta forma, falar sobre ‘herança colonial’ inglesa no País não faz o mínimo sentido.

WSilva

”Não foi a Holanda, mas foram os ingleses que fizeram o que não tinha como segurar, o comércio exterior.” A Inglaterra simplesmente não tinha o que oferecer aos chineses, no ponto de vista chinês. Talvez se a China fosse uma civilização menos avançada e orgulhosa ou já destruída internamente como a Índia, o comercio tivesse sido mais pacifico, ou talvez a China seria completamente dominada assim como foi a Índia. Comercio exterior com a China já existia muitos antes através da Rota da Seda, a relação comercial entre chineses, persas, indianos e arabes era excelente, a brutalidade e desonestidade chegou… Read more »

Slow

Você é um daqueles que torce para o americano ou britânico tomar conta do Brasil ..

Robert Smith

hum….. ideia interessante… vejamos… os americanos travaram guerra total com a Alemanha, Itália e Japão, venceu e dominou estes por décadas… vejamos como estes países estavam ao fim da guerra e como estão hoje? … Depois, junto com a ONU, travou uma “meia guerra” com a Koreia do Norte e China apoiando a Koreia do Sul…. ok, acabou, alias não acabou, por enquanto pode ser considerado um “empate técnico”.. er.. por enquanto.. e como esta a koreia do Sul hoje? por ultimo temos a guerra do Vietnam…. outra “meia guerra” que, por questões politica e falta de um objetivo claro,… Read more »

Marcelo Baptista

O Modus operandi dos EUA foi menos “agressivo” pois eles ja foram colônia e tem uma visão de si mesmos de libertadores ou de guardiões dos valores da Revolução Francesa.
Não é uma critica em si, apenas um fato.

Antoniokings

Prezado Roberto ‘Adam’ Smith

Eu não sei por onde andam Alemanha, Itália, Japão ou Coreia do Sul, mas sei que eles têm milhares e milhares de multinacionais ‘trabalhando’ no exterior, Brasil inclusive, mandando dinheiro para casa.
Assim fica fácil ser rico.
Por exemplo.
Como não enriquecer na Holanda e Reino Unido com a Shell manipulando (como manipulou) por décadas a produção de petróleo no Oriente Médio?

Fabio Roth Vargas

Gente… agradeço pelo seu esforço e dedicação em desmontar esse tipo ridículo de revisionismo histórico….

Revisionismo carregado de má fé ideológica, racismo e subserviência…

Assustador defender que China e Índia saíram “bem” do período de dominação Britânica…

Todos com o mínimo de responsabilidade sabem que a Inglaterra inundou a China com ópio por “reequilíbrio” de balança comercial…
Colonizaram um país e viciaram sua população por ganho financeiro

André Macedo

Rapaz, você é o cordeiro preferido do rebanho né? A China não poderia ter se modernizado sozinha através de parceria e comércio com outros países? Tinha que ter uma potência estrangeira dominando e viciando o povo em ópio por lá? Os países desenvolvidos precisam civilizar os subdesenvolvidos e levar a “”tecnologia”” em troca da humilhação e de abrir mão da sua soberania kkkkkkkkk é cada uma.

Luciano

Puutz….cara, faz isso nao…daqui a pouco vc vai estar defendendo a escravidão, a superioridade racial de algum grupo e em seguida extermínios como ações benéficas à coletividade! … Rapaz, eu me surpreendo com os preconceitos sociais, culturais, raciais, etc, escancarados que aparecem por aqui! As manifestações abertas de intolerância, de todos os tipos, fundamentadas em desconhecimento histórico ou deturpações a partir de generalizações ou fontes e teorias completamente superadas! E tudo agora virou “é coisa de comuna!” O bom senso, a leitura, a heterogeneidade de ideias, o respeito a quem faz pesquisa científica nas devidas áreas, parece q isso ficou… Read more »

guest

Não, não. Colonização é colonização, sem aspas. É necessariamente um fenômeno coersivo, onde uma metrópole colonial suplanta violentamente – de maneira ampla – estruturas sociais e econômicas pré existentes no território que invade e “conquista”. Qualquer benesse adquirida pela introdução do capitalismo industrial não apaga as características primárias de qualquer processo colonizador, por mais que essas benesses possam ser consideradas fundamentais para o avanço no desenvolvimento das forças produtivas desses dois países, que hoje são potências industriais, coisa que, aliás, jamais seriam se não tivessem se libertado do domínio colonial.

Yuri Dogkove

A mesma “colonização”, no caso a inglesa, fez o mesmo pelo EUA! Ou você se esqueceu que viviam como índios? kkkkk

Last edited 6 meses atrás by Yuri Dogkove
Marcelo Baptista

Trazer tecnologia e modernizar a região (bom) nao tira o peso do tratamento desumano (mau) que ocorreu na região.

Roma levava agua e esgoto, mas mesmo assim espoliava os territórios ocupados.

Este sistema só é bom para o cidadão da metropole, nao para os ocupados (exceção dos intermediários).

AMX

Excelente observação!!
Poucos têm a coragem e muito menos a capacidade de admitir.

Gerson Carvalho

Vamos lá! A China era uma grande produtora de seda, de porcelana e do chá, que era o produto que despertava maior interesse nos Britânicos. A Guerra do Ópio foi um conflito armado ocorrido entre a Grã-Bretanha e a China nos anos de 1839 a 1842 e 1856 a 1860. Navios britânicos atacaram as tropas chinesas durante a Primeira Guerra do Ópio, entre 1839 e 1842. A Primeira Guerra do Ópio começou quando os britânicos enviaram uma força expedicionária para a cidade chinesa de Cantão e ocuparam a região. O governo da China enviou suas tropas, dando início à guerra.… Read more »

Bruno Vinícius

Se fosse assim o Mar do Japão seria do Japão e o Báltico dos países Bálticos, mas acho que a Rússia discorda dessa definição.

WSilva

O mar do Japão hoje é mar dos EUA, é isso que a China tenta evitar.

Machado

Excelente. Simples e direto.

Robert Smith

putz… mudaram o nome e não me avisaram:? perai vou riscar no meu Atlas… Mar da China agora é Mar dos EUA, obrigado :o)

WSilva

Não mudaram o nome justamente para bobinhos como você achar que o mar ainda é do Japão e que o Japão é um país soberano. rs

Jagdverband#44

Claro, não é à toa que o golfo do méxico se chama golfo do méxico, apesar de banhar a flórida, texas e outros estados americanos.
é cada um…

Robert Smith

Ue…. o Mar não é da China? …. afinal se o mar é chamado de “Mar da China” é OBVIO que é deles… putz …. não entendo o porque dessa briga toda… :o) o Japão, Vietnam, Koreia, Taiwan, Philipinas, tem que para de querer “roubar” o mar “DA CHINA” …. se fosse do Japão seria chamado de “Mar DO Japão” …. tão simples que qualquer criança de 6 anos entende 😛

Guizmo

Canal da Mancha se chama “La Mache” na França, e “English Channel”, em UK

Guizmo

La Manche

WSilva

A China colocará um fim no colonialismo ocidental na Ásia.

Guizmo

Que bom né? Viaja pra lá e perguntam o que eles acham disso. Depois vc volta aqui e nos conta. Eu já fiz isso, em 2018

Hélio

Eles acham ótimo. Os asiáticos abominam a colonização ocidental e tudo o que vem com ele. Não é por menos que esses países vivem uma luta cultural contra a “ocidentalização”, sendo o Japão o maior exemplo disso.

Guizmo

Está tirando de sua axila esse achismo…….Cingapura, Vietna, Coreia do Sul, Japao, são países que aderiram ao perfil ocidental de economia, sem perder sua cultura. Estão muito bem, obrigado. Alias, a China é um BAITA país, morar lá é um sonho, desde que vc não se importe de ser controlado pelo Estado (desde a escola de seus filhos, seu transito, seu dinheiro)……..Amiguinho, brasileiro que comenta nessa Trilogia não aguenta viver 1 MES na China

Hélio

Quanta besteira. Você ao menos já saiu do Brasil? Com base em que você diz isso? Tirou suas afirmações da axila ou do youtuber neocon que nem falar inglês sabe?

Guizmo

Hélio, eu estou no meu sexto passaporte. Graças a Deus, tive mais de 50 oportunidades de viajar pelo mundo todo, por conta de meu trabalho. Melhor vc parar, vai passar vergonha. E aprenda a ler, eu escrevi acima que ja fui pra China

WSilva

A China está ali há 4 mil anos, o intruso é o ocidente.

Teropode

Fale mais sobre isto ! Interessante observação …

Reinaldo Deprera

A civilização chinesa tem pelo menos 5 mil anos como a mesopotâmica. Acho que só a hindu é mais velha, alias, bem mais velha.

Se não fosse o intruso aquela região não teria 1 único edificio de vidro, supermercado ou antibiótico

Se não fosse a China, você estaria escrevendo em pedra ainda, os exércitos ainda estariam usando espadas e arcos, então menos né.

WSilva

Se não fosse o intruso continuaria sendo um império com mais de 2 mil anos, enquanto Grécia/Roma antiga, Império Francês e Britânico viraram pó, ou voltaram a ser insignificantes.

É sempre bom lembrar que quem forçou comercio com a China foi o ocidente e não o contrário.

Agressor's

Questão valendo 10 pontos

Se quem domina o mar domina o comércio, dominando assim as riquezas, e consequentemente o mundo, então, concluímos que os EUA dominam o mundo, mas quem domina os EUA é o ________________________.

Reinaldo Deprera

comércio
A mãe Rússia

Reinaldo Deprera

A mãe Rússia
O Urso

Vinicius Momesso

Muitos acham que é o EUA quem mandam na Inglaterra, mas na verdade é o contrário. Um Elefante que obedece a um rato.

João Adaime

Sempre defendi isto no Brasil. A Guarda Costeira subordinada à Marinha e utilizando navios patrulha de vários portes e corvetas. Os barcos maiores, como as corvetas, teriam espaço para receber armamentos de combate como mísseis e torpedos quando necessário. Idem helicópteros e hidroaviões. Os meios da GC não seriam adquiridos com recursos da MB ou do MD, mas de um fundo civil, que é a característica da Guarda. Pessoal acredito que não seria preciso recrutar. Apenas dar formação específica entre os milhares que devem estar loucos para pisar num convés. Quem seria contra disponibilizar meios para a GC que visa… Read more »

Zorann

E você vai criar este “fundo civil” com dinheiro de onde? Porque o dinheiro continua tendo de sair de algum lugar: ou de novos impostos/taxas ou da transferência de recursos antes vinculados a outro orçamento. Não tem mágica. Fora que a criação de uma Guarda Costeira envolveria a criação de um monte de estruturas redundantes que já existem na MB. Gastando ainda mais o dinheiro do contribuinte e fazendo menos. Sempre aparece aqui alguém pra propor alguma solução “milagrosa” para conseguir aumentar os – já enormes e mal gastos – recursos da MB e resolver o problema da “terra de… Read more »

Last edited 6 meses atrás by Zorann
Enzo Magno Donato Vernille

Concordo com você
Eu sou totalmente contrário a uma ideia de Guarda-Costeira aqui, não só pelo questão que você apontou
Porém, eu conheço muitos que acham que a MB hoje em dia é uma “Guarda-Costeira” (simplesmente porque ela segue uma doutrina mais de defesa do litoral), essa ideia daria “Munição” àqueles que pensam assim e que desejam pela extinção da força por uma “Guarda Costeira”. (sim, eles existem)

João Adaime

Prezado Zorann Obrigado por questionar. Este é o objetivo da Trilogia. Discutir assuntos de defesa. A GC aproveitaria a estrutura da MB. Por exemplo, as instalações das Capitanias dos Portos. É só capacitar os milhares de marinheiros que hoje apenas incham a folha. Na verdade a GC seria uma forma da MB adquirir seus meios de patrulha, sem onerar o orçamento.E sobraria recursos para comprar os navios de combate. Quanto aos recursos, existem dezenas de fundos que nem funcionam mais, fora outros como os Fundos de Marinha Mercante, de Segurança e da Defesa Civil, que podem ser utilizados. Somente os… Read more »

Zorann

Não adianta nada deputado e senador votar a favor de mais gastos. Esse dinheiro tem/terá de sair de algum lugar, hoje ou no futuro. Não é porque está no orçamento e a verba foi liberada que automaticamente significa que este dinheiro realmente exista. Aqui fazemos dívida pública para gastos correntes. Não precisa criar mais uma estrutura redundante para fazer patrulha. Estes fundos que citou que existem, ou qualquer outro fundo a ser criado, ou verba, podem ser vinculados ao gasto com NaPaOc, com patrulha, sem a necessidade de se criar mais gastos inúteis com uma Guarda Costeira. Quem trabalha na… Read more »

Roberto Bozzo

Mestres Zorann e João Adaime, por gentileza, deixem me meter na conversa e tentar tirar uma dúvida….estes dias estava a pensar nisto, na criação de uma GC desvinculada da MB. Minha idéia seria a criação da GC utilizando os meios hoje disponíveis da MB como navios patrulhas e OPV’s e vinculada a PF, como um braço marítimo dela; inclusive, se possível, com a transferência de pessoal da MB que realiza estas funções. A princípio não sei se seria possível a mudança entre militares para PF, talvez com uma PEC possibilitando tal feito. Até mesmo a patrulha fluvial na região da… Read more »

Last edited 6 meses atrás by Roberto Bozzo
João Adaime

Caro Roberto Uma GC subordinada ao Ministério da Justiça e vinculada à PF exigiria uma estrutura completamente nova. O uso de pessoal da MB é possível, uma vez que os marinheiros podem ser requisitados e transferidos do MD para o MJ. Atualmente o governo federal conta com muitos militares em funções civis, em caráter temporário. O problema é que marinheiros e policiais federais possuem regimes e salários diferentes. Aí está o problema. Sem falar que teriam de ser adquiridos prédios, construídos cais, comprados mais barcos, helicópteros e aviões, além de muitas outras providencias. Fora que a MB iria se opor… Read more »

João Adaime

Caro Zorann Peço desculpas por não me fazer entender. Imagine os navios patrulha da MB pintados de branco com faixas azul, verde e amarelo. E escrito Guarda Costeira. Operados por marinheiros concursados (sem contratar mais ninguém de fora da estrutura da MB) e baseados nas próprias instalações da Marinha. Até o nível de corveta. Estes barcos podendo, em caso de conflito, receber mísseis, canhões mais potentes, minas, torpedos ou outros equipamentos voltados para combate. E se der tempo, ser pintados de cinza. Sem mudar a tripulação. Seria uma estrutura de uso dual, GC na paz e MB em caso de… Read more »

Vovozao

02/02/2022 – quarta-feira, bnoite, João Adaime, voce tocou num ponto chave, existem bilhões em Brasilia, da mesma que em alguns estados, sou do RJ, sei de um ex-deputado, que conhecia/conhece esses meandros da administracao publica, aqui no RJ, ele escafunchava, e, sempre conseguia transferir para o municipio de sua origem verbas, se existe em um estado falido como aqui, pense em BSB, agora não adianta como os almirantes pensam, ficando nos escritorio no ar condicionado que a grana caira do céu. Exemplo: o almte Leal, comprou o Atlântico, com uma verba que seria destinada para outra serventia (esqueci), depois que… Read more »

João Adaime

Exato Vovozao. Boa noite.
O mundo é dos espertos.
Aliás, creio que uns 20 anos atrás, um deputado fez um levantamento sobre corrupção e concluiu que no Brasil são desviados cerca de 100 bilhões de reais por ano nos três níveis de governo (federal, estadual e municipal), o popular 10%, que hoje já chega a 100% em alguns casos.
Abraço

João Adaime

Os barcos de patrulha que o Ministério da Pesca esqueceu de retirar do estaleiro.

barcos patrulha.jpg
Allan Lemos

Nada disso. Se uma guarda costeira fosse criada, abriria espaço para que a MB investisse no que realmente interessa. O papel de uma marinha de guerra é se preparar para proteger suas águas de forças estrangeiras, não policiar pescadores. Se com o país em crise eles conseguiram mais de R$4bi para o fundão eleitoral, por quê não conseguiriam dinheiro para investir em uma guarda costeira? Eu sei que isso nunca vai acontecer, tanto por falta de interesse dos políticos como por causa da teimosia da MB em querer abraçar o mundo com as mãos. Se bem que na prática, nós… Read more »

Antonio Palhares

Uma guarda costeira no Brasil seria mais um cabidaço de empregos.
Custo elevadíssimo para nós pobres mortais pagadores de impostos manter.
Imagine as mordomias.

ADM

Ideia antiga, desde de 1980 há estudos na MB sobre criação da GC. O problema ao ser apresentado aos “políticos” emperrou pelo fato de que os recursos para criação e manutenção sairiam da MB…ai não dá. A estrutura atual é capenga, sim, mas é o que dá para fazer com os recursos que são alocados. Há países que a GC não é vinculada ao MD e sim a outros ministérios, como não dá voto, no BR seria outra instituição a ficar na penúria.

Adriano Madureira

Se for vinculada a outra pasta endinheirada, ótimo ! Pois se a pasta da defesa não consegue adequadamente dar meios para as três forças, oque dirá se houvesse a criação de uma quarta para reivindicar uma fatia do bolo…

Kornet

Deveria ser subordinada ao MJSP e reserva e força auxiliar da MB.
E todo o dinheiro e bens ilícitos de uso ilicito aquático em área federal revertido para equipar a GC,mas pergunte se os gliriosos almirantes aceitariam …..

Dom Geraldo

Milhares de jovens da calha do Amazonas já tem onpreparo básico para guarda marinha, vocação na pele. Conheci alguns que trabalharam nas máquinas e caldeiras d marinha de guerra. Santarém e região do trombetas tem juventude pra isso.

João Adaime

O assunto não é novo.
Falta abrir a cabeça dos almirantes, o MD propor e o presidente decidir.

guarda costeira.jpg
Last edited 6 meses atrás by João Adaime
Eduardo Angelo Pasin

Na minha opinião não a necessidade
de uma guarda costeira, vcs sabem como são nosso militares iriam contratar mais pessoa e sugar os resto do dinheiro, mas destinar navios já antigos para missão de patrulha é uma boa ideia, irá economizaria dinheiro

Last edited 6 meses atrás by Eduardo Angelo Pasin
Leonardo

E o nosso Npaoc BR da Emgepron? Pelo visto vai demorar né!

Enes

Nunção sera.

Bruno Vinícius

É o famoso Cutter

Foxtrot

É, quem tem visão estratégica tem e não há como negar isso.
Aqui não temos nem guarda costeira e nem navios da marinha para transformar.
E mesmo se tivesse os dois, como certeza iríamos doar os navios.
Afinal de contas somos os pobres soberbas da região!

Elio

Do mesmo jeito que a Marinha do Brasil se reserva o direito de afundar navios pesqueiros que por ventura adentram em nossas águas e tentem fugir quando interceptados.

Renan

Se eu li direito a guarda costeira da china terá 32 navios type 56
Que segundo consta de 1500 t deslocamento.
Capaz de ter um helicóptero orgânico.
Poxa parabéns aos chinês eles terão uma bela guarda costeira.
O inveja

Reinaldo Deprera

É humilhante. Vergonha o que os governantes fizeram com a nossa Marinha.
Se o governante atual tentar reverter o quadro, vão chamá-lo de genocida, de psicopata. Vão começar a falar que tem gente passando fome, e blá, blá, blá.

JC Oliveira

Não se houve falar que alguma Nação faça compras de oportunidade junto a China, pois essas Corvetas poderiam ser ofertadas no Mercado Internacional para Marinhas com baixo Orçamento

Esteves

A China não vende. Talvez no futuro quando os navios passarem de 25 anos.

Teropode

Neste caso é interessante um de seus PAs de rampa , o resto não compensa !

Esteves

Roberto, “Minha idéia seria a criação da GC utilizando os meios hoje disponíveis da MB como navios patrulhas e OPV’s”. O que mais se debate aqui é a indisponibilidade dos meios da MB. Indisponibilidade causada pela falta de reposição, pelos surtos construtivos, pelo envelhecimento, pela inflação local que destrói os orçamentos domésticos, pelo câmbio que favorece as exportações, pelos investimentos escassos, pelo comprometimento dos orçamentos públicos com custeios…por dezenas de fatores que somados causaram a ausência de navios. E nosso atraso tecnológico. Aonde o amigo vai conseguir navios disponíveis? Navio que deu baixa ou que dará, deu baixa porquê tá… Read more »

India-Mike

Aos que defendem a criação de uma GC no Brasil, eu acho q esse seria um marco que mudaria a MB para sempre. Ou a MB, leve e livre de suas atribuições ‘corriqueiras’ daria um salto evolutivo para o futuro ou ela definharia de vez, sendo vista como inútil e redundante. Muitos dos colegas acreditam na primeira hipótese — e por isso defendem a criação de uma GC, já eu tenho poucas dúvidas que a segunda hipótese ocorreria. O problema é que ao observar a comunição social da marinha percebe-se que ele se vende como uma guarda costeira. É sempre… Read more »

Esteves

Sim. Também penso isso. Uma GC sugaria a Marinha de Guerra. Uma Guarda Costeira seria concorrente direta da MB. Isso obrigaria a Marinha de Guerra a contratar navios de guerra para fazer guerra…aqui a turma afirma que devemos ter capacidade de combate…com mísseis e armas alheias…fazer guerra contra moinhos de água? Ondas gigantes surfadas pelo Chumbo? A GC seria prática, objetiva e entendível tomando conta do nosso mar. Cuidar da AA e patrulhar nosso mar com submarino de 600 milhões de euros (cadê o Riachuelo e o Humaitá?), submarino nuclear dos anos 1980 ao custo de 50 bilhões de reais… Read more »

Luiz Trindade

Rapaz… Japão tem de repensar sua constituição rapidamente e construir também navios para guarda costeira com grande letalidade. E de uma vez por todas fincar sua bandeira nas ilhas Senkaku, colocar bases lá e artilharia e pronto. E dizer em voz alta e bom tom que venha tomar da gente as ilhas.
Pow… Nem parecem os velhos samurais de outrora!!!

Dom Geraldo

Pra que sub nuclear se a coisa tá Feia. Vai ter como cuidar durante e após o uso?

Dom Geraldo

Será que vão querer mais multa pra gente que pesca em santuários marinhos, esse seria um dos papéis de uma guarda marinha, como o Ibama faz hoje? noaa.org

Zezonho

Olha que boa ideia para as Tatuapé!

Max

O que é um Taiwan, para quem pensa num Japão…

Gerson Carvalho

Na minha humilde opinião a China esta usando seu direito de defesa de seu mar territorial. Pode haver controvérsia sobre Taiwan, mais de modo geral estão fazendo a parte deles, assim como a MB deve proteger nosso mar territorial e ZEE.

Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

Estônia e Finlândia integrarão sistemas de mísseis antinavio costeiros

A Finlândia e a Estônia integrarão sua defesa antinavio costeira, o que permitirá aos países fechar o Golfo da...
Parceiro

- Advertisement -