Sérgio Vieira Reale
Capitão-de-Fragata (RM1)

Sem Saída (“No Way Out”) é um eletrizante filme de suspense e espionagem, dirigido pelo australiano Roger Donaldson, que baseado no filme norte-americano “The Big Clock” de 1948, foi lançado em 1987.

No contexto da Guerra Fria, o Secretário de Defesa norte-americano David Brice (Gene Hackman) está numa disputa política com o Senador William Duvall (Howard Duff), sobre o projeto de um submarino (“Phantom”). Brice não concorda com o projeto e quer descontinuá-lo.

O Capitão-de-Corveta Tom Farrell (Kevin Costner), que já havia servido na Inteligência Naval, é convidado para uma festa por seu amigo de universidade Scott Pritchard (Will Patton). Scott é assessor do Secretário de Defesa e, nesta ocasião, Farrell e Brice são apresentados. Neste mesmo evento, Farrell conhece também Susan Atwell (Sean Young), com quem tem uma agradável noite antes dele realizar uma viagem embarcado para às Filipinas. Durante a viagem, num navio de guerra, no período noturno, as condições de mar e vento estão muito adversas. Farrell quando sobe ao passadiço (ponte de comando) observa que um militar, que estava na proa, foi varrido por uma onda e quase foi lançado ao mar. Naquele instante, Farrell foi até a proa e conseguiu salvá-lo.

Em razão do ato de bravura, que foi enaltecido na imprensa, Brice determina ao Scott Pritchard, que Farrell seja chamado para servir no Pentágono (Sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos da América) atuando como Oficial de ligação junto a “CIA” (Agência Central de Inteligência).

Após o retorno da viagem, Farrell reencontra Susan Atwell, e, inicialmente, sem saber que ela tinha um relacionamento com o Secretário de Defesa, continua o romance. Porém, ela conta para ele que também se relaciona com David Brice. Nesse sentido, forma-se o triângulo amoroso Farrell-Atwell-Brice.

Durante um final de semana no qual ela viaja com Farrell, Brice começa a desconfiar que Susan está saindo com alguém. Ao confrontá-la, no seu apartamento ele se descontrola numa discussão acalorada, que tem graves consequências para os envolvidos. Para controlar a situação, o fiel assessor de Brice Scott Pritchard adota inúmeras providências.

Entre elas, decide criar a narrativa de que um fictício espião chamado Yuri, que seria russo, estaria envolvido no caso. Consta que Yuri seria um espião russo infiltrado desde jovem nos Estados Unidos da América (EUA) para servir como agente no Pentágono e ao mesmo tempo informante da KGB (Ex Agência de Espionagem da antiga URSS). O grau de suspense aumenta e nada é revelado de forma prematura. Este thriller político tem uma trama muito bem construída, é tenso, e os atores tem uma excelente atuação.

O filme que retrata os bastidores do poder, passa, então, a ser uma corrida contra o tempo para esclarecer os fatos e tem um ritmo alucinante até o final.

Sem Saída (1987)

  • Diretor: Roger Donaldson
  • Atores Principais: Kevin Costner, Gene Hackman, Sean Young e Will Patton
  • Disponível em: Prime Video

Referências Bibliogràficas e Sites Consultados

 

Subscribe
Notify of
guest

21 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Cláudio Silva

Nota 10!!!

Leandro Costa

Bom filme!

Camargoer.

Si vai entender quem tem mais de 40 anos e viveu a guerra fria… Riso

Leandro Costa

Espero que não, serão praticamente quarenta anos de filmes que vão deixar de entender 😛

Camargoer.

Riso. Por outro lado, fico feliz que minha filha não precisa conviver com a ameaça do holocausto nuclear da Guerra Fria…

Os filmes e livros baseados na Guerra Fria são ótimos… muito mais complexos e interessantes que a tal “Guera ao Terror”.., mas prefiro que ela (a guerra fria) fique enterrada no passado

Alex Barreto Cypriano

No ombro do uniforme, lieutenant-commander, que traduzimos por capitão de corveta. Na segunda guerra mundial existiam corvetas na US Navy (patrol gunboats ou patrol crafts, antisubmarino, contraminagem e de escolta) mas nos anos oitenta, sei não… O que eu sei é que a Sean Young era bonita pacas, especialmente em Blade Runner, e uma encrenqueira das boas (na dúvida, senhores, ‘laces out!’).
https://wrongsideoftheart.com/wp-content/uploads/2023/10/Hot-Looks-of-Sean-Young.webp

Last edited 5 meses atrás by Alex Barreto Cypriano
Dalton

Tenentes Comandantes por exemplo estão no comando dos remanescentes navios de guerra de minas classe Avenger construídos na década de 1980 e em navios maiores
comandam departamentos, mas, não entendi caro Alex a relação que fez entre este posto da US Navy com Capitão de Corveta da marinha brasileira por não haver mais corvetas na US Navy na década de 1980 ???

Alex Barreto Cypriano

Também não entendi bem, caro Dalton, como The Big Clock (1946), romance de Kenneth Fearing, flutuou pro The Big Clock (1948), filme de Latimer e Farrow, depois derivou por Police Pithon 357 (1976), filme de Corneau, e terminou por encalhar em No Way Out (1987). Qual a linha tênue que une enredos e cenários tão distintos e dessemelhantes? Quais os porquês das escolhas nos diferentes remakes? Sem resposta, me apeguei ao mais evidente: um oficial (lá, um O-4) metido em tramas (traição e espionagem) como um investigador de polícia de filme noir parece tão pouco plausível e arbitrário como a… Read more »

Caravaggio

Sean Young era uma stalker romanticamente desequilibrada.

Clésio Luiz

Esse é um dos melhores filmes dos anos 80 que é desconhecido por um monte de gente. Vale a pena assistir do início ao fim. Da época que valia à pena assistir “SuperCine” na grobo.

Não chega a ser um filme de ação, então não crie expectativas. Assista prestando atenção e será recompensado no final.

Aos editores: esse filme tem um grande spoiler, então qualquer meliante que mencionar deve ter o comentário apagado imediatamente, além de levar uma sova para ficar esperto.

Last edited 5 meses atrás by Clésio Luiz
Leandro Costa

Eu concordo com a punição ao infrator 😀

adriano Madureira

ótimo filme!

Zorann

da época que se faziam filmes

Fernando

Por que o Gene Hackman tem sempre que fazer o papel de escroto?

Leandro Costa

Ele escapou disso em ‘Uma Ponte Longe Demais’

Camargoer.

Gene Hackman está ótimo em Operação França e em Mississipe e Cgamas. São personagens. O Leandro lembrou dele em “Uma ponte longe demais” como o general Polonês. O xerife em “Os imperdoáveis” é bem mal-caráter mas sem ele a história perde sentido. TEm tambem “O destino do Poseidon”.,, isso de memória.

Fernando Rodrigues Martins

Por outro lado, estava ótimo também do escrotissimo comandante do submarino em Maré Vermelha.

Camargoer.

Verdade. Hackman faz bem vilões, anti-vilões, protagonistas e antagonistas. Não lembro dele errando a mão.

curisco

até sendo herói ele é ‘escroto’ 🙂 kkkkk

Clésio Luiz

Em Get Shorty (O Nome do Jogo) ele faz o papel de bonzinho. É uma comédia leve com John Travolta e Danny DeVito. Outro filme que vale a pena ver.

Last edited 5 meses atrás by Clésio Luiz
Carlos Eduardo Oliveira

Vi esse no cinema em 1987.
Kevin Costner fez esse filme e Os Intocáveis nesse ano (outro filme ótimo).
Meio fora de lógica, para quem serviu embarcado.
Um CC indo resgatar alguém na proa?
Duvido. Ele mandaria alguém fazer isso ou deixaria ele lá…rs.
Vigia na proa, ao invés de estar no tijupá…tsc.
Fizeram isso, apenas para dramatização.
Mesmo assim, um bom filme.
Um filme com uma surpresa no final.