‘Não se trata de números’ na corrida de construção naval com a China: chefe da Marinha dos EUA

99

Os legisladores têm se concentrado em alcançar uma frota de 355 navios. A almirante Lisa Franchetti disse que apoia uma Marinha maior, mas a contagem de navios não pode ser o critério definitivo

A Chefe de Operações Navais, almirante Lisa Franchetti, disse no dia 13 de fevereiro que “não se trata de números” quando questionada sobre a capacidade de construção naval da China em relação aos Estados Unidos, um vislumbre dos prováveis pontos de discussão do serviço mais tarde este ano, quando a recém-instalada CNO enfrentar perguntas difíceis sobre o orçamento no Capitol Hill.

“Eu vejo nossa Marinha como parte de um ecossistema de guerra mais amplo. Não se trata de números. É sobre como você junta tudo isso”, disse Franchetti a uma audiência durante o discurso de abertura do West 2024 em San Diego. “São plataformas no mar, sob o mar e acima do mar. São as redes que as habilitam. É ciber. É nosso trabalho no espaço. É trabalho com toda a força conjunta.”

As observações de Franchetti foram em resposta a uma pergunta da audiência sobre a capacidade de construção naval da China, reportada como excedendo a dos Estados Unidos mais de 200 vezes.

A capacidade de construção naval da Marinha, e mais especificamente, o número de navios na frota, tornou-se um ponto político nos últimos anos com o Congresso durante a administração Trump estabelecendo 355 como o número mínimo de navios que a Marinha é obrigada a manter. A frota atual varia entre 295 e 305 embarcações, dependendo do momento de aposentadorias e comissões durante um determinado ano.

No papel, a liderança da Marinha apoia publicamente uma frota maior, e Franchetti disse isso explicitamente durante seu discurso. “Está claro que precisamos de uma Marinha maior”, disse ela. “Todos os estudos que foram feitos… nossos relatórios de avaliação de estrutura de força de batalha, todos mostram que precisamos ter uma Marinha maior.”

Mas, na prática, os orçamentos anuais — tanto o financiamento de topo da Marinha quanto a propensão dos legisladores a depender de resoluções contínuas — tornaram extremamente improvável que o serviço alcance esse objetivo de 355 navios no curto prazo. Essas circunstâncias levaram CNOs anteriores, e agora Franchetti, a dizer que uma comparação direta entre as marinhas dos EUA e da China não capta precisamente as vantagens tecnológicas que a frota americana possui.

Esses argumentos tiveram sucesso variável entre os legisladores, particularmente aqueles que representam regiões onde a construção naval impacta significativamente a economia local e mais navios equivalem a mais empregos. Independentemente disso, as observações de Franchetti hoje provavelmente espelham as que ela terá que fazer aos legisladores mais tarde este ano, quando a Casa Branca enviar ao Congresso sua próxima solicitação de orçamento anual.

“Se você olhar para algumas das coisas que todos os nossos serviços irmãos estão fazendo para enfrentar esse desafio da China, e juntar todas essas peças, somos a força de guerra de combate dominante”, disse ela.

FONTE: Breaking Defense

Subscribe
Notify of
guest

99 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo Sollo

“Não se trata de números que não podemos alcançar. É sobre como você junta tudo isso…. São plataformas no mar, sob o mar e acima do mar, na realidade paralela, nos sonhos. São as redes que as habilitam. É ciber, é fashion, é woke, é o menos que é mais, é um empoderamento das novas demandas num mundo cada vez mais colorido. E a US Navy está na liderança desta mudança de paradigmas… “

JPonte

Está atordoado pela marinha chinesa sabendo que o gap tecnológico ainda existente está a cada dia menor …. em tonelagem já perderam a capacidade de reposição em combate de mais perdidas , nem juntando todo o o ocidente ( continente Américano e Europa Ocidental ) , pode por a Austrália e Japão nesta bagaça , nem assim hoje em dia são capazes de igualar a produção tonelagem naval …. é algo único na história .. se é bom ou mau eu não sei … é fato !

Dalton

Não diria que é “algo único na história” vide o rearmamento dos EUA com o início da guerra na Europa em 1939 e também durante a Guerra Fria quando no fim da década de 1980 a US Navy teve como seu núcleo 14 NAes que foram apelidados de “Super Carriers” para diferencia-los da classe Midway de então modestas 65000 toneladas dos quais 6 eram de propulsão nuclear.

JPonte

É único por que acontece em um momento de perigosa desindustrialização americana e europeia que por décadas transferiram ou fecharam suas indústrias . A indústria siderúrgica americana é uma sombra do que foi hoje idem a europeia c , o líder siderúrgico do ocidente e uma empresa indiana ….. vamos começar pela base – chapas de aço …. não tem a preços permissíveis ha uma intensidade produção … para recuperar a capacidade serão muitos anos de investimento em equipamentos , homens treinados , logística de supeimenros de materiais …. há coisa e mais séria … O único momento em que… Read more »

Dalton

Perdoe-me pelo pedantismo JP mas ainda assim não é “algo único na história” outras nações já passaram por isso. . Independente da China “poder tudo”, “não ter limites”, tudo funcionar a contento” o que me parece único é que os EUA se viram durante duas décadas a grosso modo desde o fim da década de 1980 quando a URSS já estava em seus últimos estertores até 2008 quando da crise entre a Georgia e a Rússia sem um adversário à altura e é interessante ver a composição da US Navy e seus desafios no ano de 2000 quando se encomendava… Read more »

JPonte

Entendi sua posição , tem lógica também .
Mas teremos que esperar e assistir ….
Algo no mindset americano o distingue a seu favor , criatividade e rapidez nas tomada de decisão além de uma enorme e comprovada eficiência na logística ; isto ainda o deixa a frente de russos , chineses e europeus ….
além de uma situação geográfica favorável pois livre de ameaças imediatas de invasões terrestres …
Vejamos …

Protocolos

O “mindset” dos EUA se resume à ganhar dinheiro com juros e especulacao e sub valorizar o trabalho produtivo. E um país zumbi com inúmeras cidades em estado de abandono e pre falimentar. O estado mais rico do país, a Califórnia, faliu faz rempo. No ex templo da indústria automobilística, Detroit, há inúmeros quarteirões abandonados. A Pensilvânia virou uma imensa cracolandia. Com a derrocada final do dólar que não tem mais lastro e a dívida pública a 130% do PIB é crescendo sem parar com um quinto da população da China, os Eua estão mortos. Só falta enterrar. Quem conhece… Read more »

Bruno

Pois é, cara, eu vejo os vídeos da Pensilvânia e fico imaginando o estado letárgico em que se encontram os americanos, como eles admitem isso? E NY, com os ratos pulando nós usuários do metrô?

Luís Henrique

Caro Dalton, o sr. conta muito com uma desaceleração das encomendas chinesas pois acredita que com uma frota maior de navios maiores e mais complexos, os gastos com operação vão subir e os gastos com aquisições terão que diminuir. Ocorre que a China continua crescendo 5% ao ano e eles investem “apenas” 2% do PIB em defesa. Os EUA investem quase 4% e a economia americana não cresce como a chinesa. A China parece ter “margem” para manter este ritmo por muito tempo. Eles ainda podem decidir aumentar o percentual investido em defesa para 3 ou 4% do PIB se… Read more »

Dalton

Teremos que ver ou melhor você verá, pois não me vejo vivendo mais do que 20 anos, depois, pouco me importa 🙂 . Mesmo assim Luís não acredito que a China não terá desafios e dificuldades e a lógica diz que meios mais caros e complexos não acompanham necessariamente o crescimento econômico, um NAe de 100.000 toneladas carregado de propulsão nuclear com uma nova maior e mais capaz ala aérea que aparentemente está nos planos chineses será muito mais caro do que o NAe Fujian que deve iniciar seus testes de mar dentro de poucos meses. . E esse futuro… Read more »

Luís Henrique

Concordo, os gastos com operação, manutenções, etc vão aumentar ano a ano. Mas veja, em 2022 o PIB da China foi de U$ 30 tri e o americano U$ 25 tri em Paridade do Poder de Compra (PPC). A previsão do FMI é que em 2028 o PIB dos EUA será de U$ 32 tri (um aumento de U$ 7 tri em 6 anos) e o PIB da China estará em U$ 43 tri. (um aumento de U$ 13 tri em 6 anos). Um pouco além de 2028 e a China terá um PIB equivalente a 1 Estados Unidos e… Read more »

Heinz

É impressionante como alguns leitores subestimam os americanos em detrimento dos chineses, bem, parece que os chineses não compartilham da mesma opinião que a sua.

Ciclope

Segunda guerra, eram a única nação industrial, participando da guerra que estava fora do alcance dos adversários, a produção era barata e o paisninterio estava mobilizado. Na guerra fria, ainda tinham muitos navios da segunda guerra, e esse eram substituídos devagar, em menor quantidade e por navios de maior tonelagem, a cosbtrucaoficou mais plexa e cara. A verdade é que as marinhas ocidentais, estão diminuindo de tamanho em números, aumentando tonelagem e custo. A marinha Chinesa, está crescendo em números e tonelagem. A Marinha Russo, está mantendo quase o mesmo tamanho que precisa para A sua defesa, diminuindo a tonelagem… Read more »

Dalton

Os “Super Carriers” surgiram a partir de 1955 e não havia muito da II Guerra no fim da década de 1970. . A marinha chinesa está crescendo não se sabe até onde e acredito que esse crescimento irá desacelerar a medida que navios maiores e mais complexos sejam incorporados e se precise modernizar navios a partir dos 20 anos de idade. . Quanto a marinha russa há sérias dúvidas sobre a disponibilidade de meios e o número de submarinos está diminuindo assim como no momento o número de submarinos americanos também está. . Publica-se o número de unidades novas, mas… Read more »

Bigliazzi

Concordo, o resto é alvo

Joao

Dói uma análise séria? Guerra não é feita navio contra navio, avião contra avião e tanque contra tanque. São sistemas contra sistemas. Além dos EUA estarem no Estado da Arte em praticamente tudo, tem preparo e experiência. As interferência política na condução das guerras, q levou aos problemas vistos no Afeganistão e Vietnã, por exemplo, não tiraram poder das FFAA, pelo contrário, fortaleceram. E os chineses? Qual experiência? Qual preparo? A China passaria os EUA economicamente em 2025, segundo muitos “analistas”, mas a economia “decadente” americana ainda é maior que o 2º, 3º e 4º PIB juntos. Falta muito pra… Read more »

Akhinos

Que hipotese sem sentido. A marinha americana não tem experiência de guerra real desde a 2 guerra mundial. Foi a última vez que eles realmente tiveram batalhas navais. O cenário do Pacífico vai ser idêntico ao da WWII, logo seu argumento não tem o mínimo de peso, pois a única arma americana realmente inexperiente hoje em batalhas de grande escala é justamente a que vai ser de longe a mais dominante em um conflito com a China. E o Japão tbm tinha tecnologias no estado da arte, a Alemanha então nem se fala. Se isso ganhasse guerra a gente viveria… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Akhinos
Joao

Prezado As coisas da IIGM pra cá mudaram muuuuito. Acredito firmemente que os super trunfos são de vcs….. Nessa semana, um ataque com mísseis de cruzeiro e Drones navais sobre e sob a massa d’água, com meios fornecidos por Irã e seus amigos, vindo dos Houtis foi completamente rechaçado pelas defesas da USNavy. Isso evidenciou o preparo de uma força naval contra ameaças completamente novas e surpresa. Experiência, preparo e meios. Até agora, a OTAN não passou nada de novo pra Ucrânia. Só meios reservas… de segunda classe ainda… No máximo “um Leo 2 ou outro”, q não somam um… Read more »

Nativo

Economia americana maior que os demais juntos e voo na maionese de sua parte.
Ela não é 20% maior que a chinesa.

Joao

Ãh, rã…. É sim…..

Lte

EDITADO:
COMENTARISTA EXPULSO!

Douglas Targino

Não se trada de números… Diz isso para eles, que constroem uma única embarcação com valor de 1/3 ou 1/2 e com mesmas propostas. Quero ver quando tiver um barco bem tecnológico (eua) para 03 “menos” tecnológico se quantidade não fala tudo… A realidade é essa: vai demorar, mas a China vai engolir todo planeta e vai passar os EUA se eles não mudarem o pensamento atual geopolítico e defesa!

Ex: embarga caça/carne de fulano e esse fulano compra da Russia/china.

Yuri

– crise imobiliária estrutural, que só tende a piorar
– envelhecimento da população, proporcional à redução cada vez maior da taxa de natalidade
Você realmente acha que a China vai engolir o planeta? Eu apostaria em outro país, sem pensar duas vezes.

Akhinos

Kra você conhece mto mas mto pouco sobre a China. Viu um ou dois vídeos na internet ( provavelmente daquele delirante do HOC) e se achou apto a vir comentar aqui, como se fosse algum sagaz economista com 20 anos de experiência no assunto. Como economista eu te falo que a China é uma economia sólida e que passa longe dos problemas estruturais que tu citou. A crise imobiliária se deu pq a China tinha até pouco tempo atrás um vetor de crescimento baseado em investimento indo para o boom imobiliário. Td isso foi feitocom grana do governo, ou seja,… Read more »

Yuri

1 ) Então porque a China está em recessão nesse exato momento? Então porque que a cada ano que passa a China cresce cada vez menos? 2) A China não vai quebrar do nada, como os crashs que aconteceram nos EUA e que aconteceu no Japão, ela está definhando, aos poucos. E já estamos vendo isso. Falar que eles não se importam, que o governo fala qualquer coisa e eles sempre vão obedecer( como se não ouvesse tido uma revolução cultural que praticamente exterminou a cultura chinesa, que por sinal sendo resgatada só agora porque é conveniente pro partidão ),… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Yuri
Akhinos

O Pib chinês cresceu 5,2% em 2023. Um país está em recessão técnica qdo ele está a 3 trimestres com crescimento zero ou negativo. Estamos no primeiro trimestre de 2024. Logo só em outubro ou novembro você vai poder falar que a China está em recessão. Só isso demonstra que tu não sabe absolutamente nada do que está falando. Viu umas palavrinhas na internet, e quer vir discutir assuntos que nunca estudou suficientemente. Esse papo de protesto pondo fim a sei lá o que é coisa de delírio ocidental meu caro. Um sistema que tem 92% de aprovação da população… Read more »

Yuri

Ah, tá explicado, você já foi na China. provavelmente tem algum rabo preso com o pcch. Só pode ser isso, pra falar que a China não inventa estatísticas( eles literalmente pararam de divulgar os índices de desemprego juvenil hahahaha ),que os protestos que colocaram o fim da política de covid zero são delirio ocidental, que se o governo quiser de verdade ele consegue fazer as pessoas que migraram pro interior terem filhos( spoiler: ele já tentou. e adivinha: não funcionou. As pessoas não estão tendo mais filhos, nem no interior, nas grandes cidades, que tipo de cultura “confucionista” é esta?),… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Yuri
Akhinos

Amigo a diferença entre minhas opiniões e as suas é que eu ganho mto mas mto mesmo para dar elas. E eu não ganho nada para ficar fazendo torcida, pq análise no mercado financeiro não é torcidinha em podcast que adolescente vê para se sentir inteligentinho. Ano passado tava cheio de idiotas fazendo torcida no mercado financeiro contra um novo governo, tomaram todos na cabeça e perderam mta grana. Várias cabeças rolaram, a minha não, ela foi bem valorizada pq eu vi o óbvio. Então vc pega sua opinião, tenta vender ela no mercado e eu tento vender a minha,… Read more »

Yuri

Visitar um país extremamente controlado pelo governo como a China, no mínimo faz a sua opinião parecer meio suspeita. Mas eu nem vou mais elaborar muito sobre, porque meu deus, você realmente acha que o desgoverno tá dando certo hahahahaha isso dai foi a gota d’agua, a partir de agora eu tenho certeza que você é fechadão com um pessoal que eu dou graças a Deus que não recebo um centavo deles, durmo com a consciência limpa. Ai ai… enfim, nada do que eu falei é da minha cabeça, mas sim de economistas realmente sérios. Aliás, tenho 25 anos. MAIS… Read more »

Akhinos

Eu imaginei que tu era mto jovem, com 25 anos eu achava que sabiia mais que meu orientador que era PHD pelo MIT. Hj eu sei que vou demorar décadas pra chegar onde ele está. Todo kra de 25 anos igual tu acha que está abalando na opinião camarada, vc não é o primeiro e com ctz não sera o último. Esse papo de “desgoverno”, “governo controlado” são tudo chavões típicos de quem ainda está formando consciência sobre o mundo e precisa de categorias maniqueístas para pensá-lo. E sobre economistas sérios. Vamos lá, cite eles aqui pra mim, se forem… Read more »

Yuri

Conhece o nobel da economia, Paul krugman? Pois é, ele um dos vários que falam sobre o que eu falei. Mas enfim, não tô afim mais de discussão, o que eu vejo na minha realidade, com a cesta básica custando um rim já é o suficiente pra mim.

Joao

Só pela quantidade de post, tentando convencer q sabe algo…. Abalou bastante kkkk

Joao

Ganha muito é?! Kkkkkkkk não parece…. Só bizuleu….

Joao

Kkkkkk 92 % de aprovação….. kkkk

Quando o Brasil participou de uma operação com a China, a tropa chinesa parecia atirador de TG na primeira semana de serviço…
Vc vem falar do preparo chinês? Sério?
Kkkk

EduardoSP

Então o governo lá está demorando para mandar as chinesas para casa terem filhos.
Acabaram com a política de filho único em 2016 e a fecundidade continuou caindo. Em 2022 a população caiu em 850k e em 2023 em 2M.
A expectativa da UNPD é de uma redução de 400 milhões de pessoas até o final do século.

Marcus Pedrinha Pádua

Então a China, em 2100, ainda vai ter um bilhão de pessoas. Quem vai ter cacife pra enfrentar uma economia avançada com um mercado interno desse tamanho? Já adianto a resposta: nenhum outro país do mundo…

Last edited 1 mês atrás by Marcus Pedrinha Pádua
Yuri

India.

Joao

O dia em que o chinês de uma província q vive na idade da pedra souber como o outro q vive “normal” está, a China terá um problema incontrolável.
E esse bolo tá todo nos 1 bilhão…

Yuri

Pois é, mas o pessoal teima que todo mundo lá vive bem, mesmo tendo várias e várias acusações e relatos de violações de direitos humanos no país. Enfim…

JPonte

A China não tem como estratégia engolir ninguém , mas fazer inimigos se desgastarem sozinhos em guerras colaterais … Há uma crescente má vontade nos países fonte de suprimentos de matéria prima ante EUA e Europa ; vide África , Sudeste Asiático e América Latina … Guerra é logística …. mísseis só serão produzidos com terra rara … navios e carros de combate só são produzidos com minério de ferro / manganês / titânio , …. A guerra da China hoje é garantir rota de suprimento de material e está fazendo enquanto o outro lado está perdendo … A China… Read more »

Yuri

Sim, a China pretende fazer os inimigos deles se desgastarem sozinhos… pra depois engolir.
O projeto da República popular da china não se limita só a China, nunca se limitou, eles ficaram com os remanescentes da União soviética, vale lembrar.
E assim, ninguém fala que a China vai quebrar, mas muitos falam( e eu concordo ) que o modelo de governo do pcch não é sustentável a longo prazo.

Paulo Roberto B Luiz

Concordo plenamente! Até o ano de 2124, século XXII, a China quebra, garotão.

Yuri

Eu não falei que a China vai quebrar, só disse que vai chegar em um ponto que vai ficar insustentável do jeito que está, já estamos vendo o início disso.

JPonte

Estou na China com frequência e assisto a programas militares na cctv9 …. veja além de Taiwan como alvo sentimental e militar ao sul , tem a região Norte , a região ao Norte da província de Heilojiang onde hoje está Vladivostok foi área da Mandchuria tomada pela Rússia logo antes final da 2ª GM de onde os russos tomaram as ilhas do norte do Japão , Japão e Rússia ainda não assinaram armistício , a China tem como alvo as terras perdidas para a Rússia … Há mais muito mais , a Rússia é tão inimiga da China quanto… Read more »

Yuri

Duvido muito que o pcch tenha tanto ânimo pra recuperar o que foi tomado pela união soviética da REPUBLICA DA CHINA como eles tem com Taiwan e com o controle absoluto do mar do sul da china, tudo isso, por motivos óbvios.

JPonte

Não duvide do PCCH , até por que URSS e China na década de 60 já estiveram quase em vias e fato , estrategicamente por terem longa fronteira tem interesses e conflitos maiores entre si do que com os EUA …. A Confiança da Rússia é tanto na China que não desloca suas principais tropas que estão posicionaras no leste de forma alguma , sua força aérea é sua força naval do Pacífico estão inamovíveis e idem para suas tropas terrestres e de foguetes … Os russo sabem em quem não podem confiar . A China tem milhares de anos… Read more »

Yuri

Duvido que eles se odeiem mais do que Ambos odeiam os EUA. Nunca me esqueço da “parceria sem limites” que o ursin… quer dizer, o Xi jinping e o putin afirmaram ter.
Ah, e a república popular da china é completamente diferente da china antiga, a revolução cultural apagou muita coisa, muito conhecimento da china antiga.

Nativo

Uma grande imobiliária faliu ok.
Envelhecimento populacional?? De 1.5 bilhões de pessoas, qual o percentual de envelhecimento disso, 10% ou 5 % pelo menos.

Redução da natalidade?? Com o fim da política do filho único, se já nasciam uma São Paulo de gente por lá, todos os anos, imagina agora.

Realmente creio que o nobre deve ser da turma, que brada uma conspiração do oriente contra ocidente, gerada pelo filósofos do YouTube.

Akhinos

Entenda amigo que existe um vício no brasileiro qdo ele está discutindo assuntos intelectuais. Ele nunca é capaz de dizer “Eu não sei”. Geralmente a tendência ególatra do brasileiro qdo em discussões geopolíticas, econômicas ou politicas é tentar completar sua falta de domínio do tópico com teorias da conspiração. Isso acontece pq teorias da conspiração oferecem essa doce falsa sensação de competência para os incompetentes. Pois é uma forma relaxada de simular grande domínio intelectual sobre algum tópico para uma massa inculta e impressionável que acredita em toda sorte de superstições. Somos um povo que tem um grande afeto por… Read more »

Yuri

______

COMENTÁRIO APAGADO INTEGRALMENTE POR FAZER APENAS ATAQUES PESSOAIS A OUTRO COMENTARISTA. DEBATA OS ARGUMENTOS SEM ATACAR AS PESSOAS.

LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.naval.com.br/blog/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Last edited 1 mês atrás by Yuri
Joao

Jantou com dos ministros?
Ora ora ora… temos uma celebridade aqui kkkkk

Akhinos

Eu acho que os editores desse fórum deveriam ser mais severos com pessoas que propagam fake news como o senhor. O fato de seu comentário não ter sido editado por afirmar que a China está em recessão mesmo quando eu provei que sua fala é falsa com dados e teoria econômica, aponta que existe uma tolerância enorme com pessoas que estão mais interessadas em prejudicar qlq debate sério do que oferecer opiniões relevantes. A única forma que essas pessoas encontram de se sentirem partícipes de qlq debate é através de conflitos com terceiros, tentativas espúrias de ataques pessoais e um… Read more »

João

Perdeu mesmo.
O que escreve está diretamente relacionado com o que acusa, com erros de português que evidenciam que está longe do que diz ser, e com provas de wiki, que não suportam uma análise com mais de um palmo de profundidade.
Fora o recalque por entender menos sobre a Arte da Guerra, o que não é vergonha nenhuma, para gerar recalque.

Yuri

País industrializado = redução gradual na taxa de natalidade. É o básico do básico da geografia, por isso que praticamente ninguém hoje nega que a China está envelhecendo.

Marcus Pedrinha Pádua

A tal “crise imobiliária” chinesa foi devidamente precificada e absorvida pelos mercados e pela economia chinesa. Já fez a marola que tinha que fazer e já é, basicamente, passado, com o Estado chinês transferindo o foco de investimento da construção imobiliária para outras áreas de interesse. Áreas essas mais ligadas à inovação tecnológica, diga-se de passagem, e com impacto potencialmente mais multiplicador sobre a economia. Quanto ao envelhecimento da população, bem, segundo as informações disponíveis, está acontecendo em todo o mundo: há pouquíssimos lugares (e esses são em paises de baixo desenvolvimento) em que a pirâmide etária não esteja se… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Marcus Pedrinha Pádua
Yuri

1) ninguém garante que os problemas da crise imobiliária não vão se espalhar pra outros lugares, por mais que o governo esteja tentando uma transição, é difícil quando 1 terço da economia do país foi construído em torno do setor imobiliário. 2) exatamente, isso acontece em praticamente todo o país desenvolvido. É por isso que a tendência é esses países serem passados pra trás, enquanto os países de terceiro mundo ascendem, a China não é exceção. Redução na taxa de natalidade significa perda de força de trabalho e produtividade no futuro, ou seja, vai ser passada pra trás como todo… Read more »

Henrique

Não se trata de números mesmo, pois os EUA não podem mais vencem essa guerra, já perderam essa “batalha de construção naval” para a China. Agora vem com desculpas “ai, não se trata de números”, faça-me o favor!

adriano Madureira

nem os jovens americanos entram na roubada de se alistarem como antigamente, alguns já acordaram e entendem muito bem oque são essas guerras pela liberdade e democracia que não passam de golpes, de empreitadas financeiras que só beneficiam os grandões de Wall Street e as empresas de defesa.

Carlos Campos

única solução é construir navios mais simples, porém com capacidade de ataque colaborativo, e isso passa pelo Japão e a Coréia do Sul, sei que com o Japão já fizeram isso, mas nao com a Coréia.

Paulo Sollo

O problema é construir coisas mais simples, ou mesmo dentro da eficácia da atualidade, porque os eua estão presos numa mentalidade megalômana onde tudo de novo que pensam em construir tem que ter capacidades alienígenas inalcançáveis. Não satisfeitos com os problemáticos Freedom e Zumwalt e se vendo incapazes de um novo projeto eficiente, os caras se voltam para as FREMM italianas e impõem tantas modificações dignas da USS Enterprise do capitão Kirk que transformam o projeto num Frankenstein que não consegue sequer navegar em mar forte. Parece que eles estão presos numa armadilha dos seus egos e assim além de… Read more »

JPonte

Construir coisas simples já existe , os drones navais fabricados pela Ucrânia e as lanchas missileiras construídas pelo Irã , isto significa sair de posição dominante no mar para uma guerra de guerrilha naval , hoje o complexo militar americano não aceitará … numa guerra , estando perdendo as coisas mudam …. a China já lançou satélite com tecinologia 6G …. EUA e China estão numa luta pela operacionalização e utilização intensiva da computação quântica …. ficará cada dia mais cara esta guerra e não mais barata ..

Esteves

Tecnologia é um caminho sem volta. Não dá pra interromper a evolução.

Charle

Isso não seria o mesmo que dizer que não há limite para o conhecimento humano?

Paulo Sollo

Considera-se como “evolução” algo que conduz a um novo patamar e é eficaz, funcional, o que não é o caso de projetos problemáticos. Projetos problemático são projetos fracassados e servem apenas como exemplo de como não se deve fazer. E além de ser uma forma de aprendizado nada desejável jogar bilhões fora em coisas disfuncionais, pior ainda quando não há aprendizado, ou melhor, mantem-se presos em ideias obstinadas sobre se obter capacidades inalcançáveis que terminarão em um novo fracasso. Me parece mesmo que o problema dos eua está relacionado ao patamar egoico que alcacaram através de suas Forças Armadas. Acostumados… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Paulo Sollo
JPonte

É verdade , o Brasil também deveria ter uma frota pesqueira construída segundo desenho apta a torna las ativos colaterais num campo de batalha como a China construiu e possui , algo como mais de 4.000 barcos pesqueiros aptos a guerrilha naval no Mar da China ….. pesquisem ….

Bardini

A US Navy trabalha dentro do objetivo de ter os mais de 350 navios, ao longo das próximas décadas. Mas a questão vai muito além deste número, pois pretendem ter na casa dos 150 USVs, UUVs e afins, de diferentes tipos e tamanhos… . Se vão conseguir até a década de 40, só o tempo dirá. . Admiral Pyle: So the the unmanned work, the unmanned surface vessel work that we’re doing is extremely exciting. One of the most exciting areas that we’re working on in surface warfare right now. For studies have to get to 355 ships, the CNO has… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Bardini
JPonte

Vamos abrir um 6º corpo nas forças americanas ….a da IA ( drones aéreos , navais e terrestres ) e aí que irão tentar tirar a diferença …. mas a China é líder no setor junto com a Neuralink do Elon Musk ( líder isolado no tema no ocidente )

Willber Rodrigues

A China abrindo bases navais do outro lado do Atlântico é só questão de tempo. Não é “se”e sim “quando”.
E, com isso, maior presença da USNavy por “essa bandas” tambem.

Quando esse dia chegar, não quero nem pensar na MB que teremos pra se contrapôr a isso…bom, não quero nem pensar na MB de hoje, imagine da MB do futuro…

Seremos coadjuvante em nossa própria ZEE.

JPonte

A marinha do Brasil não irá se contrapor , vai fazer treinamento naval c a marinha chinesa e americana , uma no cravo e outra na ferradura ….. para poder sobreviver …. a marinha do Brasil deve ser defensiva , com missões anti navio em terra , com submarinos , com naus baratas e muito armadas …. e frota de ataque e vigilância locada em terra …. e drones aéreos e navais apropriados as nossas condições de mar .
Deve parar de se inspirar nas marinhas americanas e europeias …

Esteves

Precisa combinar com o mar.

Willber Rodrigues

“A marinha do Brasil não irá se contrapor” Ela não irá, porque NÃO PODE, simples assim. O almirantado jogou 30 anos na lata do lixo gastando o que não tinha em projetos sem nenhuma perspectiva de pagamento a longo prazo, mirando em subnuc e NaE’s com ala aérea embarcada, ao mesmo tempo em que negligenciava o feijão com arroz. Nosso presente é sombrio, e nosso futuro, mesmo com “algumas melhorias”, ( incorporação de FCT’s, Riachuelos, navio polar ártico, etc ) não vai mudar o quadro geral. A PLAN e a USNavy estão vindo aí, e não haverá nada que podemos… Read more »

adriano Madureira

sem esquecer de sistemas de mísseis navais em nossa costa, coisa que caso um dia criem, que deveria haver em vários estados do litoral e não somente em um.

Como por exemplo, o Comando da Força de Minagem e Varredura (ComForMinVar), que fica na Base Naval de Aratu – BA.

comment image

Um grande litoral de mais de 7.000km, e só temos um comando para todo Brasil, em caso de guerra isso é risível, para não dizer esdrúxulo e vergonhoso.

Assim como muitas outras coisas vergonhosas, como apenas UM navio para resgate submarino, o K120 Guillobel .



Fernando "Nunão" De Martini

Por que é vergonhoso ter apenas um navio de socorro submarino?

Há vários países que operam submarinos e também só têm um.

E outros tantos países que não têm nenhum.

Há diversas falhas pra criticar na MB, muitas mesmo. Mas nesse caso não há vergonha alguma em ter apenas um navio desse tipo.

Socorro submarino em tempo de paz é uma atividade colaborativa. E em tempos de guerra é obviamente uma tarefa que não será feita.

De qualquer forma, esse é um assunto fora de tópico e que já foi debatido à exaustão em matérias pertinentes.

Esteves

Nesses 30 anos não aprendemos a fazer carro elétrico. E vendemos as fábricas de bicicletas aos chineses.

Alex Barreto Cypriano

Claro, vão me negativar, mas isso tudo que tá rolando na USNavy e USMC (pra não falar também do USArmy, da USAF, da USCG e USSF…) é uma transformação como foi a do fins dos 1.990 início dos 2.000; como aquela, baseou-se num determinado cenário emergente e ideou os meios e as táticas necessários pra nesse atuar de maneira decisiva. Curiosamente, desbancado o cenário anterior, alguns meios simplesmente foram descartados como insuficientes, inúteis ou gravemente falhos, dos LCSs, passando pelos Abrams, até aos Ospreys. Devemos nos regozijar pois pudemos ver isso tudo, essa transmutação tecnomágica, com nossos olhos; durante os… Read more »

Esteves

Tu entra nas cidades. Tu entra nas cidades. Tu entra e vê um monte de negócios mal planejados, mal abertos, mal funcionando e fechando. Ou semi. Franquias tem de monte…mortas. Como psicólogos. Estudam 5 anos e não sabem buscar o cliente. Mais 5 anos para abandonar a profissão. O homem é um ser imaginativo. Fazem aviões para desembarque. Levanta tanta poeira que a missão falha. Fazem navios para combate litorâneo ao alcance de mísseis e drones. Fazem navios tão rápidos que as engrenagens quebram quando estão a 45 knots. Fazem blindados…vem um garoto com um panzerfaust de 100 dólares e… Read more »

Dalton

A US Navy quer manter apenas 6 LCSs da classe Freedom – no momento há 7 no inventário – e apenas outros 3 em construção, eles não a representam. . Foram fruto de um período onde não havia um adversário à altura, onde fragatas da classe “Perry” respondiam por mais de 30 por cento dos combatentes de superfície e seus lançadores de mísseis estavam sendo retirados em alguns casos substituídos por um canhão de 25 mm e o paiol abaixo usado como depósito para drogas apreendidas. . Há outros 300 navios, mas, o “Freedom” sempre é lembrado. Deixem ele em… Read more »

Alex Barreto Cypriano

Mestre Dalton, há conhecedor (Brian McGrath) que aspira a ver os LCSs variante Freedom navegando no GIUK, Mar do Norte, no Báltico…

Dalton

Por mais aspirações que ele tenha Alex, isso não acontecerá por conta da matemática. Dos 16 “Freedom” 3 dos quais ainda em construção, 5 já foram retirados de serviço e um está na costa oeste usado apenas para testes.
.
E desses 10 a US Navy quer manter apenas 6, talvez o Congresso a obrigue a reter todos, mas, mesmo assim, com 10 unidades não dá para fazer muita coisa.

Esteves

Geni sempre lembrada. Malditos Freedom.

Alex Barreto Cypriano

Sim, Esteves, tem isso também, a maravilha negativa. Parece, smj, que em tudo há dualismo de tal maneira que a luz venha matizada com trevas, a virtude com o vício, o bem com o mal. Alguém já disse que isso é resultado da limitação e imperfeição do mundo material. Perfeição seria viver na terra de Cocanha, ou ao menos em Pasárgada. Lenitivo moderado seria poder prever o futuro, quero dizer, os números sorteados da Mega-Sena…😆

Esteves

Esteves joga sempre.

Alex Barreto Cypriano

Muito boa sorte pra você, amigo Esteves. Ganhando, que o prêmio lhe traga mais que o seu dobro em fortuna e graça.

Esteves

O Pai caminha conosco.

Vitor

Do que adianta 350 embarcações se dessas só 2 são porta- aviões …? Contra 300 dentre eles 10 porta – aviões …! O que importa é o poder de fogo deslocado.

Rodrigo

Quantidade não é qualidade.
Os EUA tem a marinha mais poderosa disparado, com seus porta aviões, caças, submarinos, etc… Enquanto os EUA tem 12 porta aviões de propulsão nuclear, a China tem apenas 2 convencionais.

Dalton

Rodrigo, a US Navy tem 11 NAes de propulsão nuclear não 12 a saber 1 da classe Gerald Ford e 10 da classe Nimitz sendo que o USS Nimitz deverá ser retirado de serviço em 2026 e substituído pelo segundo da classe Gerald Ford o “John F Kennedy” mantendo-se o número de 11 unidades. . Pegando o gancho no seu comentário em uma revista antiga que tenho do fim da década de 1970 portanto em plena Guerra Fria se falava que apenas 4 Nimitz seriam construídos e que se partiria para um NAe mais barato, menor, etc, e outros 6… Read more »

Esteves

É. É bem complicado entender o momento atual. Na Guerra Fria e na Corrida Espacial foram questões imediatas. Quantidades dentro do território norte-americano…mísseis e aviões intercontinentais além das bases na Europa. Quantidades de missões rumo à Lua até acertar. Hoje…a China está saindo enquanto aos norte-americanos fica o esforço de ir. A dúvida que tenho é se os chineses ousariam confrontar o Japão ou se a CN prestaria para isso. Além da perda de vidas…recursos e mercados insubstituíveis. Dalton, Esteves foi. Entrei com a Lulu, na proa. Bem na ponta da proa. Ventos fortes contra a face dos dois. O… Read more »

Dalton

Grato Esteves pelo seu humor impagável 🙂

Luís Henrique

A força de trabalho americana esta mais para 1/4 ou 1/5 da chinesa do que 1/3.
rss

Bigliazzi

Acho que ele está certo. Melhor uma Marinha eficiente do que milhares de alvos a boiar no Pacífico. Melhor ter uma Matinha de Guerra do que uma Marinha de desfiles navais

Last edited 1 mês atrás by Bigliazzi
Marcelo

Quando vejo os pilotos de caça chineses se dirigindo em fila indiana para suas aeronaves percebo que quantidade não será a diferença a favor da c

JapaSp Jantador

Navios de superfície estão ficando obsoletos, drones navais na Ucrânia destruíram sem dificuldade 20 navios russos no mar negro.
Novas tecnologias drones e anti drones sao mais importantes e tem de vir para marinha americana.

Bruno

A batalha no Pacífico vai decretar o fim do Império Americano assim como 1898 decretou o Espanhol: A PLAN vai afundar 1 navio da USN e os americanos “voltarão” com 3; A USN afundará 1 da PLAN e os chineses “voltarão” com 5; A PLAN afundará 3 e os americanos vão repor 5; A USN afundará 3 e os chineses vão repor com 10, e assim sucessivamente até os americanos perceberem que os chineses estão fazendo com eles o que eles fizeram com o Japão.

Yuri

“A USN afundará 1 da PLAN e os chineses “voltarão” com 5” já começa errado aí, a USN tem capacidade suficiente pra de inicio já afundar mais navios da PLAN do que o contrário.
Qualidade>quantidade.
Fora que os americanos não estão sozinhos…

Joao

Os EUA tem 11 e a China tem quantos?
Vai repor como?

Uma guerra pra realmente desbancar os EUA será mundial.
China contra Taiwan e Japao e apoiando a CN contra a CS.
Ao mesmo tempo, a Rússia contra Europa.
Irã contra Arábia Saudita e uma confusão contra Israel.

Tudo junto, ao mesmo tempo e embolado.

Mas temo q a finalidade de tanto, não trará um resultado satisfatório pra ninguém.

BraZil

Bom dia. Ótimos e educados comentários de todos. Parabéns. Um fator sobre o qual me questiono é o modus operandi de EEUU e China, em um eventual conflito. Creio que o cenário mais provável é uma “briga” por Taiwan (Formosa) e seria travado nas costas do gigante Chinês, em águas estreitas e não tão profundas e cheias de armadilhas subaquáticas dos Chineses, com eles tendo todo o apoio logístico próximo, inclusive bases aero navais, com mísseis anti navios podendo ser disparados de todos os lados e os EEUU como sempre, tendo de esticar suas linhas de suprimentos e sem poderem… Read more »

FABIO MAX MARSCHNER MAYER

O que noto aqui nos comentários é que existe uma grande torcida por uma guerra entre EUA e China. Uma guerra aberta, encarniçada, de preferência terrestre, naval e aérea, se possível com uso massivo de armas nucleares e até mesmo espaciais. Única forma de cada lado comprovar cabalmente que tem razão em dizer da superioridade da sua parte. Isso já aconteceu nos tempos da guerra fria. Diziam que a tecnologia dos EUA era superior, mas a URSS tinha mais ogivas, que a Marinha dos EUA era mundial, mas o Exército Vermelho podia varrer a Europa, etc.. mas no fim das… Read more »

Luís Henrique

Foi assim que o termo “super trunfo” começou nos fóruns de debate brasileiros. Meu caça favorito é mais veloz, é mais manobrável, tem mais alcance, carrega mais armas, tem radar melhor, etc. sem problema nenhum. Quando o caça favorito perdia, e era mais lento, menos manobrável, tinha menor alcance, carregava menos armas, tinha radar inferior, ai era só digitar ” isso é super trunfo” e acabava a discussão. rss Mais ou menos o que o chefe da marinha está dizendo agora. Claro que eu concordo que números não são tudo, que as qualidades importam e importam muito, mas até ontem… Read more »