A Marinha do Brasil (MB) divulgou vídeo, em seu canal do YouTube, comunicando que baterá a quilha da fragata Jerônimo de Albuquerque (F201) nesta quinta-feira, 6 de junho.

Confira abaixo o vídeo e texto divulgados hoje, quarta-feira, 5 de junho de 2024. Nas imagens, a fragata Tamandaré (F200) fora do galpão de construção, algumas cenas de trabalhos recentes em “time lapse” e o que aparenta ser o bloco da quilha da F201 entrando em posição.

A Marinha do Brasil, a Sociedade de Propósito Específico Águas Azuis e a EMGEPRON estão trabalhando no Programa Fragatas Classe Tamandaré, o PFCT. Neste ano, dois grandes marcos do Programa serão realizados. O lançamento da F200, a primeira Fragata “Tamandaré”, em agosto, e o Batimento de Quilha da F201, a Fragata “Jerônimo de Albuquerque”, amanhã (quinta-feira).

Subscribe
Notify of
guest

98 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Moriah

Sai uma, entra outra. Bora!

Heinz

Era para ser assim constantemente durante uns 15 anos.

Welington S.

Assim como a construção dos submarinos, as Fragatas estão em processo acelerado de construção e isso é algo que impressiona no Brasil, mas, ao mesmo tempo, é preocupante porque, até o momento, não temos nem um sinal verde para um segundo lote de FTC e Submarinos. Não podemos perder a mão de obra e ficar apenas no número inicial dos dois projetos. É urgente um segundo lote!

Rafael Coimbra

Com certeza… mias 2 lotes seria ideal para manter a linha, empregos, retorno financeiro e principalmente o conhecimento e cultura na construção militar.

Augusto José de Souza

E também renovar de forma descente a frota da MB que necessita de bastante meios navais para resguardar nossa costa marítima e posição de potência regional.

TeoB

Acho que em Itaguaí até que se compre novos subs deveriam ser construídas 4 corvetas com deslocamento de 2 mil toneladas para servirem de patrulha oceânica e complementar a esquadra… armamentos básicos até mesmo reaproveitando canhoes e e lançadores das Niterói e Inhaúmas que estão dando baixa… manter a mão de obra ativa e dar a MB mais meios. sei que vão achar um devaneio mas seria melhor que nada…

Moriah

eu preferiria os 7 NaPaOcs que a MB precisa, que poderia ser tanto L Adroit quanto o novo modelo da Naval Group.

Piassarollo

Exatamente, que comecem os trabalhos pra construção de navios patrulha oceânicos. Três ou quatro unidades não seria um exagero de custos. Conversem com os vizinhos argentinos sobre a operação dos L Adroit É um projeto moderno, com todos os requisitos básicos que precisamos. Só colocaria um 76 SR e ficaria perfeito.

Moriah

Nesses dois jogos, precisamos de um segundo tempo, porque os times, por enquanto, estão ganhando.

Last edited 1 mês atrás by Moriah
erikbomberman

Nas fragatas deveria ter uma versão melhorada e de maior peso para uma segunda leva de umas 6 unidades melhor armadas. Nos subs sim, deveria ter pelo menos mais duas unidades para manter a produção até iniciar a do SN Álvaro Alberto.

Esteves

“As primeiras quatro”. Há esperança.

“Alto poder de combate”…não precisava não acenar, precisava não promessas demais.

Zorann

Não vai passar das quatro. Governo não tem grana. Se não fosse a capitalização da Engepron para a construção das corvetas, elas já teriam tido verbas contingenciadas e o cronograma de entrega já teria sido alterado.

Minuteman

Não seja apressado meu caro, não tem como você, eu ou qualquer outro brasileiro saber do futuro.

Piassarollo

Não é bem assim… O futuro é, muita das vezes, consequência dos atos do passado e do presente. Então dá pra ter uma boa ideia do que pode acontecer.

Carlos Campos

O Jeito que o país tá é uma certeza que vai piorar, só mudará quando as atitudes forem diferentes, gastança desenfreada tem que parar pelo bem do país e das pessoas no poder

Carlos Campos

Olha desde Outubro de 2022 eu já sabia, até ganhei dinheiro com a queda da bolsa uma pena não ter tido mais dinheiro para apostar contra

AVISO DOS EDITORES A TODOS: A DISCUSSÃO DESVIOU TOTALMENTE DO TEMA DA MATÉRIA. VOLTEM AO ASSUNTO PRINCIPAL.

LEIAM AS REGRAS DO BLOG:
https://www.naval.com.br/blog/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Piassarollo

Infelizmente também acredito que serão só quatro navios. Muitas prioridades, pouco dinheiro. Vão esticar a vida das niterois mais ainda. Quatro Tamandares, a Barroso e duas niterois. Essa pode ser a Marinha do Brasil por muitos anos ainda. Em se tratando de combatentes de superfície de porte.

Akhinos

Tá viajando bonito. Esse tipo de assunto mobilia mto mais atenção política do que gente igual vc pensa. O congresso não gosta de arrumar rolo com os militares e muito menos gosta deles chorando as pitangas que estão fechando estaleiros. O governo Lula tem um histórico de adorar a indústria naval e na cabeça deles construir esses navios é industria naval. Ng está falando nada ainda do assunto pq no mund político só existe um problema quando ele surge. Qdo finalmente o último submarino e fragata for fabricado os politicos começarão a falar de segundo lote qdo a Marinha bater… Read more »

Samuel Asafe

Graças a Deus alguém tem uma visão que vai além da distância da palma da própria mão. Isso, exatamente isso, excelente comentário.

Akhinos

É difícil explicar o básico de política aqui. Os últimos presidentes prestigiaram pra kct as FA ( com excessão da Dilma) eu diria até demais dado os contornos das relações que se desenvolveu entre militares e políticos e a galera fica achando que eu tô falando isso pq eu sou petista kkkkk. Eu faço apostas com muito dinheiro baseado no que eu acho que políticos vão fazer ( trabalho no mercado financeiro) e só estou compartilhando uma obviedade. Mas até explicar que focinho de porco não é tomada nesse Brasil de hoje tu já foi taxado de comunista ou fascista… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Akhinos
Daniel

Fascismo está mais próximo do comunismo e socialismo, ele não é um sinônimo de conservador isso dito pelo próprio Mussolini em muitos dos seus discursos, mais ele mesmo não queria ser confundido com eles por mais que exista muitas semelhanças, sendo ele assima de tudo um FACISTA.

Last edited 1 mês atrás by Daniel
Fernando

Sua definiçao está totalmente invertida. O Fascismo está muitissimo mais proximo da extrema direita. Isso afirmado pela historia, nao por opinioes. Reveja os discursos.

Camargoer.

Vixe… se vocẽ falasse para Mussolini que o fascismo é de esquerda tomaria um tiro..

Caravaggio

Fascismo está mais próximo do comunismo e socialismo”

Meus olhos sangram lendo isso ..

EParro

Pois é Daniel
“Tutto nello Stato, niente al di fuori dello Stato, nulla contro lo Stato”. Tudo no Estado, nada fora do Estado, nada contra o Estado. Simples assim.
Quatro fragatas é um bom começo. O ótimo é inimigo do bom kkk

Marcelo Baptista

Imagine um circulo, se você girar a esquerda vai em direção ao comunismo, se girar a direita ao fascismo. No final ambas se encontram pois são o que são, representações do extremismo, ou de um lado ou de outro. E no final extremismos usam as mesmas ferramentas, pois o pensamento é binário, nós ou eles.

Camargoer.

Então Ak…. os militares no Brasil são anticomunistas e de direita…. na China são todos vermelhos e de esquerda…

Agora, ser taxado de comunista e fascista na mesma frase é um oxímoro.. riso

Angus

Olhando o copo meio cheio. Apesar de alguns problemas, dificuldades e atrasos, o Brasil tem hoje uma infraestrutura que permite a fabricação/montagem de submarinos, navios de combate, aviões de transporte, caças, helicópteros, lançadores de foguetes, blindados sobre rodas (sem falar em alguns radares, munições diversas, etc…) Em se tratando de América do Sul, é uma estrutura sem igual. Em um passado distante tudo isso já existia, foi perdido e com muitos gastos e custos voltou a existir. Sinceramente, espero que dessa vez exista uma politica de Estado voltada a Defesa e indústria nacional, com gastos na ordem de 1,6% do… Read more »

Willber Rodrigues

Sendo sincero, eu tinha até esquecido dos nomes dessas FCT’s.

No mais, ainda me espanto ( positivamente, o que é raro ) com o quão rápido o processo delas e o batimento de sua quilha foi rápido, pro padrões das FA’s BR.

Isso ainda me dá um pouco de esperanças pra +2 FCT’s num futuro próximo.

EduardoSP

Nem tão rápido assim. O chamamento para o processo de construção ocorreu em 2017.
Se a Tamandaré for entregue no ano que vem serão oito anos desde o início do processo.

https://www.naval.com.br/blog/2017/03/31/corvetas-classe-tamandare-marinha-faz-chamamento-publico-para-inicio-de-processo-de-construcao/

Em 2015 estavam achando que ficaria pronta em 2021.
https://www.naval.com.br/blog/2015/02/21/incorporacao-da-corveta-tamandare-pela-esquadra-ficou-para-2021/

O tempo é que está passando rápido para a gente.

Last edited 1 mês atrás by EduardoSP
Willber Rodrigues

Olha, se for comparado com, por exemplo, o FX-2….
Na verdade, se for comparado com o tempo conjunto do FX + o FX-2, essas FCT’s estão saindo na velocidade da luz.

Alex Barreto Cypriano

Não sou supersticioso mas desconfio quando marcam lançamento pra Agosto. Talvez atrasem, talvez não. Via das dúvidas, água benta, ramo de manjericão e pé de coelho podem ajudar…
Hoje, 80 anos do Dia D.

Last edited 1 mês atrás by Alex Barreto Cypriano
Camargoer.

Então…. para quem imagina que agosto dá problema, só resta jogar sal por cima do ombro direito, bater trẽs vezes em madeira de lei, acender uma vela para deus e outra para o diabo…

cruzar os dedos e fazer figa.

Esteves

25 de agosto vem vindo…vem, vem .

Claudio Moreno

Pois é…pior que o momento é propício pra torrar.

Sgtº Moreno

Caravaggio

Não sou supersticioso”

Lendo o resto do comentário, me pergunto aqui: “imagina se fosse …”

Osvaldo serigy

Excelente! Que venham mais algumas unidades!

Augusto José de Souza

Pelo menos mais 4 unidades e até um terceiro lote ou expansão para outros meios como a MEKO A-200 ou 300.

Luís Henrique

Acho que a boa velocidade do programa se deve à capitalização da Engeprom.
Pagando em dia, recebe em dia? talvez seja isso. rss.
Mas muito bom, ótimas notícias.

Como a MB divulgou que pretende “apenas” 8 Navios de Combate, eu não sou favorável em aumentar o número de Tamandaré, nem para 6 e muito menos para 8.

Acho que a MB deve buscar 4 Fragatas Pesadas com maior poder de fogo, de preferência incluindo mísseis antiaéreos de longo alcance para complementar as 4 Tamandaré.

737-800RJ

Quando vi aquele esquema com apenas 8 belonaves, também pensei nisso!

Se ela realmente for operar míseras oito escoltas pelas próximas décadas, que as outras tenham pelo menos maior deslocamento e poder de combate.
Ainda não me desce o fato de que a marinha de um país tão grande e com um mar gigantesco e rico pra tomar conta pretenda operar uma quantidade tão pequena de vasos. Espero que estejamos enganados!

Salomon

Mas em compensação temos dentistas, protéticos, laboratoristas, taifeiros, garçons e muitos outros engajados em atividades-meio.

Binho

Rapaz, pensei a mesma coisa

Brasil tem a maior Marinha do mundo em terra……

Camargoer.

Então…. para lançar um programa de construção de fragatas maiores vai levar 10 anos para lançar o edital, receber as propostas, avaliar, shorlist, Bafo, anúncio, contrato, projeto executivo, batimento da quilha, lançamento, testes de mar, entrega operacional…. da #1… depois, mais 4 ou 6 anos para a entrega das outras 3 ou 4 contratadas…. Enquanto isso, praticamente todos os navios da MB dariam baixa, com exceção das 4 FCT… e o pessoal continuaria reclamando que é a MB é uma guarda costeira e que precisava comprar navios de segunda mão com 30 anos de uso e eletrônica da década de… Read more »

Nemo

Concordo com Camargoer. Caso haja espaço orçamentário eu ficaria muito feliz com nais quatro Tamandarés (talvez melhor armadas), mais quatro Riachuelos e umas 12 OPV (mesmo que forem de 500 t). Sempre podemos torcer.

Camargoer.

Olá Nemo. A gente já discutiu muito esta questão do armamento das FCT. Ela tem um canhão de 76 mm e outro de 30 mm para defesa. Isso tem sido o padrão. Eu não sei se hoje faz diferença tem um canhão de 76 mm ou de 105 mm.. O que determina o poder de um navio de combate são seus sensores, sistemas de armas e capacidade de lanças mísseis. As FCT possuirão um sistema de sensores e combate moderno. Ela possui os lançadores padrão de torpedos usados em praticamente todos os navios da classe, que são dois lançadores triplos… Read more »

Leandro Costa

A solução seria simples. Contrata-se um segundo lote de mais 4 FCT’s e, ao mesmo tempo da assinatura do segundo lote, já se lança o edital para uma próxima classe de fragatas pesadas. No meio do caminho se tenta uma opção de mais duas FCT’s para manter o estaleiro e mão se obra ocupados ao mesmo tempo em que se procura algum vizinho que possa estar interessado nas FCT também e por aí vai.

Pano para manobra tem. Só não sei se tem dinheiro, não apenas para as aquisições mas também para operações/manutenção desses meios.

Bernardo Santos

É só a MB seguir com a família meko e pedir uma maior.

guilardo

Alguém falou aí em oito escoltas ? Talvez nem precisemos disso, pois teremos o Álvaro Alberto( isso não é nome de submarino, e sim de cantor brega). Já temos um belíssimo estaleiro e grandes prédios no entorno. Documentos de transferência de tecnologia dos cascos dos subs. Estamos terminando o reator da nave. A FAB, por exemplo, que adquiriu transferência de tecnologia dos Gripens a preço do sangue nosso, está montando os aviões com estruturas fabricadas na Suécia. Já falam que mesmo antes da FAB pagar os Gripens, outro avião ultramoderno sueco cruzará os céus como principal caça daquele país. Mas… Read more »

Rinaldo Nery

Creio que você esqueceu que a AKAER, em São Bernardo, faz as estruturas do F-39. Tem matéria lá no Aéreo.

Fernando "Nunão" De Martini

Na verdade é a SAM (Saab Aeronáutica Montagens) em São Bernardo.
Mas a Akaer teve importante participação no projeto das aeroestruturas que são produzidas lá.
O restante do comentário que você respondeu eu nem sei por onde começaria a responder… deixo pra vocês, sem tempo pra isso agora.

Camargoer.

O Alm. Álvaro Alberto foi uma das pessoas mais importantes para a Ciência no Brasil. Foi dele a iniciativa de criar o CNPq… se o nome é cantor brega, eu diria que existem outro piores… sei lá, Gilliard ou coisas parecidas.

Caravaggio

Continua sendo um nome horroroso para um submarino. Querem homenagear o homem deem a ele o nome do complexo de Itaguaí ou coisa que o valha.

Camargoer.

Então meu nobre pintor italiano (sou fão de Caravaggio).

Curiosamente, o complexo nuclear de Angra se chamas Álvaro
Alberto também. O CNPq tem uma prẽmio dado ais maiores cientistas brasileiros chamado “Prêmio Alm. Álvaro Alberto”…

dai a MB escolhe “Álvaro Alberto” para o SN10 (em em minha opinião deveria ser SN 101).

lembrei do samba do Adoniran…. “De tando levar, frechada do teu olhar, meu peito até parece sabe o quê? Táuba de tiro ao Álvaro… não tem mais ondi furar…. não tem mais”

Fernando

Huahuahuahuahauhauhaua

Piassarollo

Só pra esclarecer, um submarino, mesmo que nuclear, não faz o serviço quer um navio de superfície faz e vice versa. Uma marinha de maior porte, precisa sim dos dois meios. Muitas marinhas pequenas não possuem submarinos. Desconheço alguma marinha no mundo que possua submarinos e não possua navios combatentes de superfície.

Esteves

Durma, boi…durma.

Waldir

Kkkkkk boa

Nativo

Espero que tenha sido ironia.

Caravaggio

 isso não é nome de submarino, e sim de cantor brega”
Perfeito, nome ridiculo para um submarino nuclear, enfim alguém escreveu o q eu sempre achei.

Thor

Ainda bem que umbigo e opinião, cada tem a sua e segue o jogo…

Augusto José de Souza

Então seriam 4 MEKO A-200 depois.

BK117

Primeiramente, belo navio.

Me parece que, para este batimento de quilha, já há muitos módulos da segunda fragata já prontos ou avançados, bem mais do que no batimento da Tamandaré. O processo tá a todo vapor mesmo.

E também bacana da Marinha ter feito esse vídeo mostrando um pouco do navio e do processo construtivo.

Orivaldo

Eu acho queo Nome deveria ser dos Estados da Federação. Ex: Fragata Pernambuco. Fragata Paraná, Corveta Acre. Muito melhor

Camargoer.

Vixe…. de novo?

A ideia de batizar os submarinos com nomes indígenas era super legal…. mas já ficou para trás.

Tem nomes das cidades… super legal..
tem nome dos animais silverstres… tem nome de árvores
tem nomes dos biomas, dos parques nacionais…. a MB já uso nome de rios..poderia continuar.

tem até a tabela períodica… F200 Hidrogênio, F201 Hélio, F202 Lítio.., riso. Juro que isso é uma sugestão séria

Orivaldo

Sim de novo. Podemos comentar o que quiser por aqui, seguindo as regras.

Camargoer.

Ola, De fato podemos expressar nossas ideia seguindo das regras. Como a MB já batizou seus navios com o nome dos estados, assim como sempre batiza os navios com o nome das batalhas da Guerra do Paraguai e sempre repete o nome das mesmas pessoas homenageadas (Mariz e Barros, Barros, Tamandaré.., etc), eu gostaria de ver novos nomes e novas homenagens. A ideia de batizar submarinos com nomes de tribos indígenas foi muito legal. Isso poderia ter continuado com os Scorpenes… bastava escolher uma nova letra. A MB usa com frequência nome de rios…. poderia usar nome de praias… já… Read more »

Fernando Vieira

Uma Fragata João Cândido ficaria bonita, mas duvido que a Marinha faça isso.

Camargoer.

F205 Alm. Othon

Marcilio lemos de Araujo

Bom dia professor Camargoer, não obstante ser um dos maiores cientistas nucleares do mundo e muito contribuiu para o estágio que se encontra o Alvaro Alberto segue marginalizado pela marinha e pelo Estado Brasileiro, já era hora de um perdão presidencial, abraços.

Camargoer.

Olá Marcilio… há anos eu defendo o perdão presidencial ao Alm.Othon… acho que fui o prmeiro aqui a levantar esta bandeira

Já somos dois.
Em breve seremos muitos….

falando sério, vamos montar um movimento neste sentido?

Augusto José de Souza

Um segundo lote das fragatas Tamandaré,uma delas poderia se chamar Marcílio dias,nome histórico da MB mas nunca teve seu nome em alguma embarcação ou meio naval,Ary parreiras também pode ser o nome de outra fragata da classe,Silvio de Noronha em outra e a última do segundo lote pode se chamar Jaceguaí,reaproveitado o nome e até o emblema da antiga Corveta da classe Inhaúma.

BK117

Caro Augusto, já teve uns 3 navios com nome de Marcílio Dias. Dois eram CTs. O mais antigo (1943-1965) era de uma classe de três navios, um deles era o Mariz e Barros (1943-1972). O CT mais recente (1973-1994) tinha um irmão. Qual? O Mariz e Barros (1973-1997). Adivinha qual classe tem uma Mariz e Barros mas não tem uma Marcílio Dias? Os dois CTs tinham designativo “D-25”. Bota um zero aí no meio e troca o D por um F = F205. Pronto, temos o nome da sexta Tamandaré rsrsrsrs (imagine aqui aquela cena dos Incríveis do professor falando… Read more »

BK117

Datas também, caro Camargoer, “7 de setembro” ou “15 de novembro” ficariam bem legais (sem bem que são mais adequados para Naus Capitânias). Lembro do ARA Veinticinco de Mayo.

Também, se não me engano, faz mais de 100 anos que nenhum navio da Marinha recebe o nome de Tiradentes

Mas gosto bastante de nomes de cidades. Só MG contribui com 853 nomes rsrsrs. Que tal uma Fragata Ouro Preto (ia ficar linda com alguns detalhes dourados, tipo o dragão da HMS Dragon), ou Esmeraldas, Diamantina. Se bem que pedras e metais preciosos dão nomes legais também.

Camargoer.

F204 São Carlos

Camargoer.

F 205 Camargoer

Camargoer.

F 206 Johanna Döbereiner

Augusto José de Souza

Fragata Sete Lagoas em homenagem a cidade aonde fica a fábrica da IVECO que produz os Guarani,Guaicurus e futuramente o Centauro 2 para o EB,fragata Conselheiro Lafaiete ficaria bom também,fragata Curvelo,fragata Montes Claros,fragata Patrocínio,fragata Valadares,fragata Ipatinga e fragata Varginha.

Augusto José de Souza

Poderia colocar nome de regiões também,nos submarinos Riachuelo em outro lote poderiam reaproveitar o nome Tapajó em um e outro batizar de Carajás que é a região vizinha no Pará,Taquari(em homenagem ao vale do Taquari no Rio Grande do Sul),Itajaí,Rio doce,etc.

Rinaldo Nery

Os CT eram assim.

Jagder

O nome deveria ser de ex presidentes.

Marcos

Não fala isso !!! Não dá ideias!! Vai que de repente alguém começa a sonhar com um submarino chamado “Lula” ou uma fragata chamada “Bolsonaro”!!!
Podemos passar sem isso…
Imagina um Porta Aviões “Dilma”!!!
Pelo amor de Deus…

Orivaldo

Não operamos destroyer

Fernando "Nunão" De Martini

Operamos sim, nas épocas em que contratorpedeiros / destróieres eram navios de até 1000 toneladas (10 navios novos incorporados em 1910 e 1 usado nos anos 20) depois entre 1500 a 2000 toneladas (9 navios novos incorporados nas décadas de 1940-50 e 8 “contratorpedeiros de escolta” seminovos, ou “destroyer escorts” nos anos 40) e depois de até 3500 toneladas (14 usados incorporados entre os anos 1950-70, além de 4 na virada dos 80-90, quando, aí sim, já não fazia mais sentido chamá-los de contratorpedeiros ou destróieres).

Boa parte desses navios recebeu nomes de estados da federação.

Rafael

Interessante o design do passadiço…Quem trabalhar lá dentro vai ter direito a um ambiente bem envidraçado com uma ampla sacada.

Piassarollo

É uma tendência mundial, pontes amplas e visão muito aberta. Por vezes até 360 graus de visão.

Rafael

Deixando a ironia de lado, imagino que em caso de “necessidade” dá para juntar um pessoal ali naquele espaço e abrir fogo com armas portáteis.

Piassarollo

Um fato curioso que aconteceu na guerra das Malvinas, quando marinheiros ingleses usaram armas portáteis contra os aviões argentinos. Literalmente os marinheiros atiraram contra tudo que tinham, desde as armas do navio, até com fuzis e metralhadoras.

Gabriel BR

TKMS é top , camaradas!

Marcio

Trabalhei 20 anos na construção naval enquanto não sermos competivos só vamos trabalhar para obras do governo, que muda o governo e obras vão embora.

Jorge Cardoso

Justiça seja feita, quem retomou a indústria naval brasileira foi Anthony Garotinho quando governador do RJ.

Com relação a indústria naval mundial hoje, abaixo um belo apanhado sobre o setor.

Só não sei como conseguiremos ser competitivos.

https://youtu.be/ODAR3ChCbtc?si=NL06rEDqyPipH0tV

AVISO DOS EDITORES A TODOS: ESTE ESPAÇO NÃO É PARA DISCUSSÕES SOBRE POLÍTICOS PREFERIDOS OU DESAFETOS. VÁRIOS COMENTÁRIOS JÁ FORAM APAGADOS.
LEIAM AS REGRAS DO BLOG:
https://www.naval.com.br/blog/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Rafael

A navegação de cabotagem no Brasil tem um potencial enorme que o Brasil decidiu não desenvolver.
Mas montadoras de caminhões, concessionárias de pedágios e caminhoneiros não querem isso, amparados por um intenso lobby no Congresso.
E o mesmo vale para as ferrovias.

Emmanuel

“Eu ouvi segundo lote igreja??? Vamos orar e pedir essa benção…xabarabatana…..amém”

Marco antonio

Espero que possamos construir umas 10.

anônimo

Só gostaria que os mísseis de defesa aérea tivessem um alcance maior, só isso.

Fabio Araujo

Off – Quatro navios de guerras russos, entre eles um submarino nuclear, vão chegar em Cuba semana que vem para exercícios militares!
https://www.cbsnews.com/news/russian-warships-havana-nuclear-powered-submarine-caribbean/?ftag=CNM-00-10aab7e&linkId=459746579

Camargoer.

Opa… acho que a quilha já foi batida….

Fabio

É só manter o ritmo e soltar um navio por ano, mas o provável é que na quarta vão fechar a porta e parar de sair navio, igual nossa linha de submarinos que já se programam pra fazer napinhas de 500t

Last edited 22 dias atrás by Fabio
Camargoer.

Olá Fábio. A MB nunca pensou em ter mais que 4 ou 5 submarinos convencionais.

O ProSub previa 4 Scorpenes novos e um SBN. Os Scorpenes estão quase prontos e já começou o SBN…