quinta-feira, maio 26, 2022

Saab Naval

Armada Argentina recebe 6 helicópteros SH-3H Sea King dos EUA

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

p4_h_3_241.jpg

O Comando de Aviación Naval da Armada Argentina anunciou o recebimento, através do Naval Air Systems Command (NAVAIR), da United States Navy (USN), de seis helicópteros usados Sikorsky Aircraft SH-3H Sea King, adquiridos ao governo americano em 2007.
Deste total, quatro Sea King serão utilizados em missões operacionais e dois serão canibalizados para fornecer peças de reposição.
No dia 11 de Abril de 2007, dois Sea King, que estavam embarcados no navio militar quebra-gelo argentino ARA Almirante Irizar (Q-5), ficaram totalmente destruídos pelo incêndio que ocorreu a bordo deste navio.
Os primeiros dois Sea King adquiridos e que foram entregues, em Agosto deste ano, à 2a. Escuadrilla Aeronaval de Helicopteros da 2a. Escuadra Aeronaval, unidade atualmente sediada na Base Aérea Naval argentina de Bahía Blanca, foram retirados do serviço de uma unidade da USN sediada na Naval Air Station (NAS) em Pensacola, estado da Flórida. Foram trazidos em vôo para Peachtree, estado da Georgia, onde foram revisados e preparados para serem entregues à Armada Argentina.
Os outros quatro estavam estocados na Davis-Monthan Air Force Base, em Tucson, estado do Arizona.
Na foto acima, pode ser visto um dos seis SH-3H Sea King entregues.

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Taer

Taí uma aquisição de oportunidade no “estado da arte”!
Sds.

Cinquini

Longa vida ao “Rei dos Mares” nos nossos hermanos!

Eu acredito que devido a urgencia, os Argentinos tiveram que fazer a velha e boa compra de prateleira. Muito boa por sinal.
Parece ser uma ótima compra de oportunidade, mas em contrapartida a atitude da MB em comprar os Sea Hawk é mais interessante.

Abração

Corsario-DF

Ciquini, discordo de você. Apesar de eu pessoalmente achar o Sea King, um dos mais belos helicópteros do mundo, seu tempo no serviço ativo infelizmente chegou ao fim. Sei das grandes qualidades deste vetor, mas sua manutenção e operação já sõ demasiadamente cara para os dias atuais. A MB fez uma ótima escolha em adquirir os Sea Hawk (Apesar de prefirir os Merlin ou o EH-101), pois tem consciência que sua frota de Sea King já deu o que tinha que dar, sinceramente uma pena. Do mais um grande abraço. Sds.

Fábio Max

Belas aeronaves. Pena que, como as do Brasil, estão com vida útil vencida.

Norberto Pontes

pra mim é sucata que os americanos iam jogar foram mesmo….
hehehe coisas de sul americanos, adquirir porcaria velha e barata pra dizer que tem militarismo…

Vassily Zaitsev

Corsário,

tb penso assim; o Sea King foi, e ainda é uma excelente aeronave para a guerra anti-submarina. Porém, nada é eterno e sua substituição é mais que necessária. Tb considero o “Merlin” seu substituto natural.

Questão: fora o Opalão, algum outro navio da MB teria condição de operá-lo, e, principalmente, hangará-lo.

mário soares

eu acho que esses helis, que devem ter bastante tempo de uso são um engodo, pois a razão de horas voadas x manutenção será muito desigual(+ manut do que vôo)e a escolha da MB foi boa, um heli que que é usado atualmente, já tem modernizações do fabricante e terá como encontrar peças de reposição, já no caso do sh-3 com + de 35 anos de uso…..!

mário soares

opera-lo sim, hangará-lo só no sp

Mauricio R.

Não seria o caso de insistir em operar material obsoleto, mas de talvez não ser possível custear a infra-estrutura necessária a correta operação de equipamentos + recentes.

Alem do A-12 “São Paulo”, os NDD “Rio de Janeiro” e “Ceará” não teriam condições de opera-los e hangara-los???

[…] depois do incêndio ocorrido a bordo do ARA Almirante Irizar em Abril de 2007. Naquela tragédia dois Sea King foram […]

- Publicidade -
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

Navios de guerra britânicos podem ser enviados para quebrar o bloqueio de Putin aos portos do Mar Negro

A Grã-Bretanha está coordenando com seus aliados um plano potencial para enviar navios de guerra ao porto de Odessa,...
- Advertisement -