sexta-feira, março 5, 2021

Saab Naval

Um negócio ofensivo

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Que exóticas transações intrometeram a empreiteira Odebrecht em negócios franceses de submarinos?

Janio de Freitas

vinheta-clipping-navalA IMINENTE submissão do governo Lula à exigência francesa, para a venda ao Brasil de quatro submarinos convencionais, não só da construção de uma nova base naval paga aos vendedores, mas até de que a obra seja entregue à empreiteira Odebrecht, compromete mais do que a moralidade governamental, sempre duvidosa nos negócios. Implica, antes de tudo, a sujeição a um desrespeito ofensivo à soberania brasileira por parte do governo francês, representado pela estatal Direction des Constructions Navales.

Além da compra de submarinos contestados, em um pacote já estimado em dez vezes outras propostas (“O Globo”, 12.jul), a exigência francesa retira do Brasil o domínio de uma obra militar sua e em seu território. Com isso, o Brasil perde o controle dos custos, reajustes e outros expedientes das empreiteiras, e perde os segredos convenientes a uma base militar que se pretenderá estratégica.

Sob tudo isso perpassa um mistério: que exóticas transações intrometeram a empreiteira Odebrecht em negócios franceses de submarinos? A ponto de os levarem a planejar um negócio de dimensões estapafúrdias, que o governo Lula mostrou-se automaticamente pronto a aceitar.

É muito recomendável a dúvida entre estas duas hipóteses: a intromissão da empreiteira Odebrecht vem de lá para cá, como aparenta, ou foi remetida daqui para entrar lá no negócio e vir com ele, já sem concorrências e outros incômodos, até os gabinetes ministeriais, palácios e cofres brasileiros?

Lula se dispõe a assinar o contrato com os franceses no Sete de Setembro, quando da esperada visita do presidente francês. É uma data bem eloquente, para um negócio que submete a soberania.

FONTE: Folha de São Paulo

MAIS NOTÍCIAS RELACIONADAS:

SAIBA MAIS:

- Advertisement -

74 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
74 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
tyrion

17,6 bilhoes de reais por 4 submarios sendo 1 nuclear + transferencia de tecnologia…ta de bom preço. Quando me lembro da epoca em que a URSS caiu e as portas estavam escancaradas e todo mundo meteu a mão no que quis dos antigos caramaras, principalmente na aera aeroespacial, desde motores para lançadores ate sistemas de orientação e armas e não faltaram armas ( de todo tipo) o nosso governo ficou vendo a banda passar e a oportunidade ir para o brejo… tenho minhas reservas quanto ao governo Lula, principalmente com a politica de boa vizinhança ou o famoso “to com… Read more »

[…] Um negócio ofensivo […]

Tonelero

Reafirmo as palavras do forista “Gabriel Fernandes” e deixo aqui meus cumprimentos ao forista “ARCANJO” pelos posts, com os quais concordo plenamente. Não podemos aceitar tudo como verdade absoluta! Não acredito que sejamos um bando de irresponsáveis que querem o mal do nosso país, mas sim, temos que propor que as coisas aconteçam às claras. Há questões não respondidas que até aqueles que creem que tudo está certo sabem responder… Não é “pecado” nenhum denunciar algo que se acha errado, temos que ver nisso uma oportunidade para que tudo se esclareça e se prove realmente que estamos fazendo um bom… Read more »

Getulio - São Paulo

Não se trata de escala de produção, até porque não vamos construir uma frota de submarinos nucleares, com estes 17,5 bi. O número é claro 4 scorpenes e tecnologia para um suposto nuclear. Só.
A coisa precisa ser mais transparente para receber apoio da sociedade. Senão as autoridades vão começar a responder como o diretor de futebol do corinthians, os torcedores são sem cultura, uns ignorantes.
Diz o ditado: quem cuida do pouco, cuida do muito.

Getulio - São Paulo

Independente de escala de produção ou não até porque os americanos levam de 5 a 10 anos para construir um super porta aviões, e mesmo assim, 17,5 bi é muito dinheiro para pagar pelo pedágio da suposta tecnologia. Até porque, nem tecnologia nuclear os franceses irão repassar, conforme já afirmou a Marinha Brasileira e os franceses. Portanto só o casco.
Eu penso que deveria ser cortado pela metade este valor. Deve ser revisto, pois incluido os Rafales, o gasto do Brasil com a França será de mais de 20 BILHOES DE DOLARES, é mole?

Lucas Calabrio

Prezado Getulio
Quem está querendo o sub nuclear é o Brasil e o único que se ofereceu para tal foi a França .
Sei que é caro porém a Marinha do Brasil ( o MD ter entendido)deve ter solicitado e ter dado prioridade devido a estratégia de defesa em função do pré-sal.
Getulio todos nós sabemos que tem coisas que pode ser reveladas e algumas talvez e outras nunca por se tratar de segredo de estado.
Abraços

Lucas Calabrio

Em tempo
desde muito tempo que eu sei que artigo militar bons são caros e não estão a disposição de uma hora pra outra.

Flal

Getulio – São Paulo

Voce está equivocado, não são 17 bilhões de dólares. O correto são 17,6 bilhões de REAIS. (E NÃO DÓLARES)

saudações

Walderson

Penso que a MB deveria, por meio da União, interpelar judicialmente o “escrivinhador” e o Jornal Folha de São Paulo para que provem tudo o que estão escrevendo. Caso não consigam, seja dada o mesmo espaço usado para denegrir a imagem da MB e o mesmo estardalhaço. Além, é claro, de uma indenização. Chegou a hora dos jornais brasileiros terem responsabilidade pelo que publicam. A liberdade de imprensa deve sempre estar atrelada intimamente à responsabilidade e à ética.
Um abraço.

Lucas Calabrio

Prezado Walderson
Salvo engano com a queda da lei de imprensa agora o que não for provado realmente deve ser cobrado na justiça
sds

Getulio - São Paulo

Só espero que os “segredos de estado” que está nas entre linhas do acordo possam realmente beneficiar o Brasil, o que é duvidoso. Só para comparar e termos uma idéia do tamanho da responsabilidade de nossos comandantes navais, o programa Apolo consumiu 20 bilhões de dólares, e trouxe incontaveis benefícios aos americanos e ao mundo, vejamos:http://pt.wikipedia.org/wiki/Explora%C3%A7%C3%A3o_espacial: “Finalmente, os EUA foram bem sucedidos em seu objetivo de alcançar a Lua antes da URSS, em 1969, com o Projeto Apollo. Este projeto envolveu um fantástico esforço de US$ 20 bilhões, 20 mil companhias que desenvolveram/fabricaram componentes e peças, e 300 mil trabalhadores… Read more »

Fernando

Só podia ser da Folha de São Paulo. Credibilidade ZERO.

Lucas Calabrio

Prezado Getulio
ë uma questão de escala de produção.
Quantos NAe os USA produziram até hoje? e quantos aviões e mísseis ?
Abração

Felipe Cps

Pedro Rocha, respeito sua opinião, mas não sei se esse é o tipo de “evidência na mídia” que a MB deveria procurar…

Lucius Clay

Esse contrato já foi mais que escancarado e esclarecido, não dá pra dar valor ao que fala um jornalista (“especialista sei lá de que”), mas que não entende nada de defesa. Se bem que a questão não é essa, esse camarada não é nenhum inocente, ele foi devidamente remunerado para escrever isto.

Só tem criancinha inocente nesse meio (imprensa), e irresponsável, que pouco importa ouvir a MB, a FAB ou o Exército!

Pedro Rocha

Olá senhores! Senhores! Senhores! Nossa estratégia de defesa nacional e nitidamente suprapartidária, pois qualquer um que venha após 2010 não seria louco para reverter os programas altamente estratégicos das forças armadas (Submarino Nuclear, FX, Pelotões de Fronteira, etc.). Isso é claro para mim, haja vista que já tramitam no congresso as leis que não só vão garantir os financiamentos como não deixaram de executar na íntegra as dotações orçamentárias! Senhores quem vai contratar a Odebrecht vai ser a DCN, duas empresas privadas as quais não cabe nenhuma fiscalização do TCU! Inclusive a DCN poderia ter contratado uma empresa estrangeira! Eu… Read more »

walterk

A França é um país que não tem escrúpulos para pagar propina, fizeran o mesmo na venda de fragatas para a marinha de Taiwan. Com base neste histórico, me parece bastante razoável a denúncia.

ARCANJO

Finalmente a ponta do desse MEGA ICEBERG LOBÍSTICO está surgindo na imprensa que, até agora, estava acocorada, pressionada por interesses de empreiteiras e de governo. O rosnar raivoso da claque chapa branca não tem a menor importância porque não tem compromisso com a racionalidade, tem compromissos com esse mar de interesses que move uma negociação condenada a entrar na história como uma dos maiores constrangimentos da gestão pública desse país. A compra de um submarino que não vende, que não resiste a nenhuma licitação de técnica e preço, que os “gatos pingados” vendidos forma objeto de negociações políticas de bastidores,… Read more »

Mengo

Comandante Melk; francamente, quanta sandice a sua e desse MOPA.

COMANDANTE MELK

Senhor Mengo,

se o senhor acha isso, respeitamos a sua opnião.

Grato.

Sonic Wings

Srs. algumas considerações: É evidente que este Janio tah fazendo uma pirotecnia danada com o assunto parceria estratégica BRASIL-FRANÇA. But! Penso que no contexto da matéria ele tenha razão, não faz o menor sentido contratarmos DCNS pra construção deste estaleiro, que por sua vez vai sub-contratar a empreiteira brasileira dos inumeros projetos! Aos mais nacionalistas que defendem com unhas e dentes este projeto, é importante destacar que a construção do estaleiro bem como a base ForSub, não deveriam estar neste pacote. Para evitarmos CPIs embargo do TCU etc, a melhor negociação seria que fossem retirados do contrato e deixados sob… Read more »

antonio

Nao da para levar o paisano a sério ___________!

ESTE COMENTÁRIO, POR CONTER PALAVRÃO, FOI EDITADO.

Nunão

“Quero solicitar aos administradores do Blog que evitem esse tipo de notícia, que poupem os usários dessa porcaria publicada pela Folha de São paulo. Alem desse tipo de matéria estragar o nosso dia, penso que não devemos repercutir as sandices desse desqualificado Janio de Freitas.” Pelo contrário, Wilson,quanto mais opiniões a imprensa em geral publicar, mais iremos reproduzi-las aqui no Blog, justamente para exercitarmos o exercício da crítica, da discordância etc. Acreditamos que é imprescindível, na discussão dos assuntos de defesa, entender a leitura que a sociedade e os meios de comunicação fazem dos mesmos, senão a própria discussão fica… Read more »

Carlos Alberto

Esse tranqueira do jornaleco agora aprendeu, aqui no blog, que existem restrições à informação sôbre instalações militares, os
vira-latas do “PiG” estão pagando bem?
Sds.

Marcelo Tadeu

Até quando jornalistas que não são da área de defesa vão continuar dando piruada onde não conhecem. Que soberania vai ser contestada? Esse jornalista deveria é cuidar do Congresso, onde 3.000 servidores receberam horas extras sem trabalhar!!!

Sinceramente, duas coisas que eu não aguento mais ouvir falar: Michael Jackson e a escolha do pacote Scorpene.

sds

Walderson

Ontem escrevi para a FSP, reclamando sobre as asneiras que este senhor escreve. É por isso que para ser jornalista não precisa de diploma. Este senhor deve ter e só escreve M…

Lucas Calabrio

Prezados
Isso é imprensa marrom precisando de dinheiro para não ficar enchendo o saco do governo (traduzindo extorsão);
O jornais do Brasil esta cheio de escrevinhador.
definição segundo o Aurélio de escrivinhador:
Escritor de muito pouco merecimento, ou nenhum; escrevinhadeiro, escrevedor, escriba, rabiscador, borrador.
sds

Andre Luiz

Esse jornalista ali entende tanto de defesa quanto eu entendo de culinaria

Marcos T.

Ponderando um pouco, certas coisas que ele disse fazem sentido, e do jeito que são as coisas nesse país não meto minha mão no fogo por ninguem, e não duvido que de todo esse “rio” de dinheiro que vai ser investido, não acabe sobrando algum para molhar a mão de algum politico por aqui.
Eu já trabalhei em empreiteira que prestava serviços ao ente público, e sei como funciona as coisas no Brasil.
E que esse negócio dos Scorpenes tá meio obscuro, tá mesmo, só não enxerga quem não quer ver.

Douglas

Óbvio que está escuro. Esse é um dos pontos levantados aqui no blog dias atras.

Porque obras de engenharia civil tem que ser intermediadas pela DCNS francesa? Se a MB alega sigilo, então porque não contrata diretamente a empreiteira nacional para a obra dimunindo os custos?
Essas obras que custarão muito milhões, serão intermediadas pela DCNS que cobrará tão somente pela intermediação. Isso não dá para entender… e logo qual é a empreiteira. Odebrecht….

COMANDANTE MELK

Senhores,

o “MOPA´´ tá de “olho´´ neste cidadão Janio de Freitas…
E não apenas nele, mas em muitos outros quinta coluna instalados na imprensa nacional…

Carlos Alberto

Caro Wilson Johann,

“Pô”…rs…rs…mandou bem, de nôvo!!! Faço minha as suas palavras, se me permite, é claro. Quanto aos financiadores das
porcarias que êle escreve, só pode ser o “PiG”, tendo na retaguarda
a tucanalhada do FHC.
Um abraço

Angelo Nicolaci

Esta noticia tem um findo de verdade, porque como obra deste tamanho porte, deveria ser aberto edital para avaliar melhor preço para construção da base, pois é muito ruim para a imagem do governo fechar um pacote que envolve um contrato com empreiteira para obras de grande monta sem concorrencia, é até questionável e possivel alvo de futura CPI, pode apostar

Angelo Nicolaci

errata: findo = fundo

Wilson Johann

Pô! De novo esse cara. Até quando esse mentecápto, esse atrofiado mental do Jânio de Freitas vai ficar atacando os programas de defesa das forças armadas? São matérias totalmente fora de contexto, com argumentos estapafúrdios, que não se sustentam a mais supercial análise crítica. Mesmo o mais desinformado participante deste blog consegue contrapor argumentos às ridículas e tendenciosas insinuações formuladas por esse jornalista. E este jornal, a Folha de São Paulo, que credibilidade tem depois disso tudo? Como se sujeita a esse tipo de sensacionalismo, a esse tipo de jornalismo miúdo, rasteiro e infame? Quero solicitar aos administradores do Blog… Read more »

Marcos T.

Isso tudo deixa no ar questões como: Quando foi feita a “concorrência” foi solicitada alguma base naval junto? Exatamente qual é a tecnologia que os Franceses vão nos repassar: submarinos ultrapassados ou casco de Sub nuclear que não existe? Essa “acessoria” que eles vão nos dar para construir o tal casco, como é que vai ser: vai chegar um técnico e vai dizer isso tá certo isso tá errado, ou ele vai botar a mão na massa e vai ajudar mesmo? Isso tudo aí é para gente ter um “protótipo” de Sub nuclear daqui a 20 anos e que provavelmente… Read more »

Marcos T.

Apóio a idéia do Brasil ter Subs nucleares, Naes nucleares e tudo que temos direito a respeito dessa tecnologia.
Acho é que tem muito politico se metendo em um assunto que deveria ser estritamente militar.
Tenho certeza que se dependesse só dos militares provavelmente já teriamos alguns Subs nucleares na frota, e por menos da metade desse custo aí.

Jonas Rafael

Pelo que entendi não houve concorrência. A Marinha (ou o MD) optou pelo pacote que mais garante evolução no aspecto “capacidade de construção e casco de um submarino nuclear”. Como só duas nações produzem e estariam dispostas a compartilhar tecnologia na construção de submarinos nucleares(França e Rússia) optou-se pela alternativa mais interessante. Nenhum submarino convencional é semelhante ao nuclear, mas eu entendo que na opinião da Marinha aprender a construir um Scorpéne vai dar mais base técnica aos envolvidos na construção de um SubNuc do que contruir um Amur russo daria. Sendo assim foram atrás dessa opção. A inclusão da… Read more »

Primo

É uma matéria que nem mereçe ser comentada (de novo), mas para tornar o tempo que escrevemos produtivo e já que um colega lembrou do nosso finado Aurélio, lembrei de um termo bem interessante que nossa imprensa costuma fazer uso: “Sofismas”. A definição da Wikipedia está bem interessante em http://pt.wikipedia.org/wiki/Sofisma: Sofisma (do grego antigo σόϕισμα -ατος, derivado de σοϕίξεσϑαι “fazer raciocínios capciosos”) em Filosofia, é um raciocínio aparentemente válido, mas inconclusivo, pois é contrário às próprias leis. Também são considerados sofismas os raciocínios que partem de premissas verdadeiras ou verossímeis, mas que são concluídos de uma forma inadmissível ou absurda.… Read more »

Mengo

Eu já havia comentado aqui no blog; se for apurado a real inspiração dessa parceria com a empreiteira Odebrecht virá muita coisa dessa cartola. Todas as empreiteiras de porte, e que apoiaram as campanhas dos políticos atualmente no poder, já receberam o seu presentinho. Faltava a Odebrecht levar o seu. E vai receber um presente dos grandes. Parece claro também que essa negociação toda seja muito oportuna para abrir-se um duto de dinheiro (caixa 2) para as campanhas do ano que vem. É só uma ilação, mas que tem tudo para ser a realidade…..ah, isso tem.

Gunter

Quem acompanha o noticiário na Web, quem lê os diversos blogs e sites que debatem a mídia, sabe à serviço de quem este jornal trabalha. Um jornal que classificou a ditadura no Brasil de “ditabranda”, que tem entre seus “colonistas” Clóvis Rossi,Fernando de Barros e Silva, Eliane Cantanhêde e outros jornalistas de ESGOTO não pode ser levado a sério. Folha de SP, O Globo, são jornais a desserviço do Brasil e a serviço de um grupo político. Mas infelizmente esta mídia podre ainda tem força e podemos ter um projeto tão importante para a soberania do Brasil prejudicado por causa… Read more »

Patriota

Janio de Freitas de novo PQP!
Este cara é uma besta!
A MB tinha que processar estes caras por calunia e difamação
e tirar uma furtuna dos cofres deles , dai quero ver se não param
de falar asneiras

Francisco AMX

Sem querer dar aval a este pretensioso sr., temos que entender o seguinte: FX-2, Sub nuclear, subs convencional, END/PND… isto tudo é a chance que “eles” nunca tiveram de poder meter a mão e faturar muito, muito, como nunca antes na história deste país! sou a favor de que equipem as FA, como todos aqui, mas não boto mão no fogo não! vai rolar muita maracutaia em tudo isso! e existem muitas formas… no Brasil, mesmo que se prove que o cara é bandido do CB (ta aí o José “Sarninha” para me dar razão) ninguem é importunado, quanto mais… Read more »

Pedro Rocha

Olá senhores! Sinceramente eu vejo nesse acordo a completa gestão da MB! Senhores nós temos que agradecer a crise mundial por ter obtido um acordo de transferência de uma tecnologia tão sensível que pouquíssimas nações possuem! No meu ponto de vista compramos um pacote completo, ora se fizéssemos licitação para as obras civis com certeza o batimento da primeira quilha levaria o triplo do tempo estimado, haja vista que uma licitação publica é um processo que permite discordância jurídica que emperra o processo! Gostaria muito de saber como a MB iria definir um estaleiro e base naval sem experiência alguma… Read more »

DV

Jornalismo de má-fé e baixa qualidade. Um monte de adjetivos e zero informação nova! A nota desconsidera completamente os esclarecimentos fornecidos pela Marinha. A verdadeira reflexão que vem à tona é quem está por trás da virulência do jornalista em questão.

COMANDANTE MELK

Senhores, gostaria de ressaltar(antes que pensem bobagem) que: O MOPA (Movimento Pátria Amada), é um movimento de mobilização espontânea da sociedade, entidades e lideranças, para mostrar o Brasil que queremos. Sendo que este movimento, tem como premissas ser apartidário e apolítico. É um movimento cívico, não é contra ninguém, mas a favor do povo brasileiro, da cidadania e do Brasil. É um movimento que quer acordar o Brasil, para que cada brasileiro se posicione e manifeste oque espera de nossas autoridades e Instituições públicas e privadas no sentido de se construir um país melhor. Isso tudo ocorrendo não de forma… Read more »

julio

Dizem que a Odebrecht está para o Governo Lula, como a Camargo Correia estava para o Governo FHC. Acredito que estão muito mais “próximos”. Cada um que tire as suas conclusões.

Que a nossa imprensa é ruim e parcial é evidente, que dia a Rede Globo, além de publicar matérias sem o devido conhecimento. Mas, acreditem, por tras de tudo há um fundo de verdade.

Abs

aurélio

Srs.: Alguem já se perguntou o que a França vai lucrar por ensinar o Brasil a construir submarinos nucleares. Os EUA, a Inglaterra e a Rússia não se interesaram. Porquê será ????

andre

SOU BRASILEIRO!!!!!

Eu Sou Completamente a favor desse acordo, sou a favor do Lula e do Jobim, e a favor das Forças Armadas.
E a favor de uma classe de Submarinos Nucleares Tupiniquins, com assesoria francesa.
Esta na hora de assumirmos uma postura mais adulta, e parar com esse blabla de que tudo oque nos formos fazer vai aver algum tipo de falcatrua. Tem que pegar esses submarinos pilha(U-214) e mandar afundar junto com esses reporteres que não entende nada de defesa.

abrivio

Meu desconfiômetro disparou…

1 – A insistência em atacar o contrato dos subs indica lobby alemão.

Contudo…

2 – A decisão francesa por essa empreiteira, envolvida em escândalos, foi mmmmuuuuuuuiiiiitttttooooo rápida. O contrato nem foi assinado e ela foi anunciada, havendo outras capacitadas no Brasil. Mais normal seria definir o projeto da base para depois consultar as empreiteiras nacionais e optar por uma.

Tem caroço nesse angu.

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

Marinha Real do Reino Unido adquire o Sistema de Treinamento de Guerra Anti-Submarino da Saab

A Saab recebeu um pedido para fornecer à Marinha Real do Reino Unido o sistema de treinamento de guerra...
- Advertisement -
- Advertisement -