quarta-feira, junho 29, 2022

Saab Naval

Mais três FREEM para a França, duas de defesa aérea

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

fremm-3

Com a adição das três unidades ao contrato original, agora serão 11 embarcações do tipo para a Marinha Francesa, com entregas entre 2010 e 2022

Nesta quinta-feira, 8 de outubro de 2009, o Ministro da Defesa da França, Hervé Morin, confirmou o suplemento de três navios ao contrato original de oito fragatas FREMM para a Marinha Francesa. A confirmação foi feita na cerimônia de “início de produção” (production launch) da segunda embarcação da série, a Normandie.

Dos três navios adicionais, dois deverão ser completados na configuração de defesa aérea. A previsão é entregar um navio a cada 10 meses, o que representará um aumento significativo da carga de trabalho para a DCNS e seus parceiros industriais. Segundo a DCNS, trata-se do mais ambicioso programa europeu de construção e aquisição de navios de guerra da atualidade.

Ainda segundo a empresa, quando em serviço, os navios deverão mostrar grande versatilidade, respondendo a todos os tipos de ameaça e a necessidades da maioria dos clientes da DCNS no mundo, como demonstrado pelo sucesso recente no Marrocos. Representarão também o estado da arte em tecnologia, equipados com radares multifunção Herakles, mísseis Aster, torpedos MU90 e mísseis Exocet MM40 e com automatização dos sistemas elevada, permitindo a operação com tripulações reduzidas.

FONTE E IMAGEM: DCNS

SAIBA MAIS:

- Advertisement -

13 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
13 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcelo Tadeu

Se preparem, vai começar já já o F-X da Marinha. FREMM NA CABEÇA!!!!

Fernando

Alguém sabe me informar, se as linhas mais limpas e furtivas (Parece de papel), em suma, mais simples, facilita a construção?

Parthenon

É… ela é linda, do canhão pra trás, do canhão pra frente… parece um bico de pato, de ganso e/ou melhor a “raimunda”, feia de cara… boa de bunda.

marujo.

É possíve uma FREEM ser configurada simultaneamente para a defesa de ponto e a defesa de área na versão multimissão?

Challenger

Não esqueçam da KDX III coreana.

The Captain

E que belo “design”, não? No mínimo elegante, sofisticada, como é próprio dos franceses. Dá a sensação de velocidade, arrojo, determinação.

Que venha a fragata também!

Parthenon

Eu curto muito as FREMMs, mas “não” gosto do desenho da proa, referidamente a parte da frente do canhão, até o bico “de pato”, é feio demais, pelo amor de Deus, cade os bicos finos da Classe Pará? Spruances? Ticonderoga?

Pessoal, manda alguem ae desenhar outra vez este bico de pato feio da porra, eu e MO (tenho quase certeza), agradeceriamos bastante.

Por isso torço pelas KDX-II e III.

FN

só digo que sou um fã desta fragata a um bom tempo.

emerson

Duas possíveis consequencias para o Brasil..

a positiva. o preço de cada unidade deve ser reduzido, pois se o DCNS ampliou sua carteira de FREMM de 9 para 11, o preço por unidade é substancialmente reduzido. Ganha escala e provavelmente reduz o preço.

a negativa. mesmo sabendo que as novas escoltas da MB serão construidas no Brasil e não no DCNS, pode ser que eles tenham atingido a saturação, e por isso os prazos das escoltas brasileiras (oito? seis?) poderão atrasar em relação ao cronograma inicial, isso se a FREMM for escolhida…

Parthenon

Torcemos pela mesma.

Como um amigo postou, quanto mas se venda… melhor!

Colt

Tomara que essas fragatas sejam boas mesmo.
Os francélicos tem uma grande chance de provar que podem ser um fornecedor de ótimo material de defesa.
1º pelo preço tem que ser ótimo. Nada menos que isso.
2º pela finalidade tem que ser de primeira mesmo.
3º se pisarem na bola, sempre há os Godos …os que fabricam as Sachsen! hehe

danillo

tenho 17 anos tou no esino fundamentau e gostaria de saber como eu faco para entar na marinha do rio de janeiro.

[…] Mais três FREEM para a França, duas de defesa aérea […]

Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

1º Esquadrão de Aeronaves Remotamente Pilotadas fez o primeiro lançamento do ScanEagle

O 1º Esquadrão de Aeronaves Remotamente Pilotadas realizou o primeiro lançamento do drone ScanEagle, N-8001, na tarde de ontem...
- Advertisement -