Home Estratégia CVN 75 passa por Gibraltar e opera com Rafale no Mediterrâneo

CVN 75 passa por Gibraltar e opera com Rafale no Mediterrâneo

848
5

USS Harry S Truman CVN 75 em Gibraltar - foto 2 USN

USS Harry S Truman CVN 75 em Gibraltar - foto USN

Nas duas fotos acima, divugadas em 2 de junho pela USN (Marinha dos EUA), o navio aeródromo USS Harry S. Truman (CVN 75) penetra no Mar Mediterrâneo via Estreito de Gibraltar. Vale a pena reparar  na posição em que as aeronaves estão estacionadas no convoo, além de outros detalhes mais discretos, como o lançador de RAM na plataforma (sponson) próxima à proa, a bombordo.

Segundo a USN, o Harry S. Truman Carrier Strike Group” (Grupo de Ataque do navio aeródromo Harry S. Truman) vai apoiar operações de segurança marítima e esforços de cooperação de segurança no teatro de operações, nas áreas de responsabilidade da 5ª e da 6ª frotas.

USS Harry S Truman CVN 75 com Rafale - foto USN

USS Harry S Truman CVN 75 com Rafale - foto 2 USN

Rafale no hangar do CVN 75 - foto 2 USN.jpg

USS Harry S Truman CVN 75 com Rafale - foto 3 USN

Já as cinco fotos imediatamente acima foram tiradas no Mediterrâneo, no dia 4 de junho, e mostram a operação de um caça Rafale F3 da Marinha Francesa (Marine Nationale) no convoo do CVN 75, além da inspeção do motor da aeronave, já dentro do hangar do navio aeródromo, por parte de uma equipe de manutenção do esquadrão 12F francês, mostrando a interoperabilidade das duas forças.

Enquanto isso, o CVN 69 continua sua comissão no Mar da Arábia

A foto abaixo é de alguns dias antes, 27 de maio, mostrando um F/A-18E Super Hornet do esquadrão VFA 143 enganchando em um cabo de parada do navio aeródromo USS Dwight D. Eisenhower (CVN 69). O Grupo de Ataque do Eisenhower, segundo a USN, está operando no Mar da Arábia como parte da rotação de forças de linha de frente, em apoio a operações de segurança marítima na área de responsabilidade da 5ª Frota.

Super Hornet engancha no CVN 69 - foto USN

FONTE / FOTOS: USN (Marinha dos EUA)

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vader
Vader
10 anos atrás

Nada de novo em Rafales M operando na US Navy. Dois países aliados de longa data, e que tem muito em comum em matéria de defesa, a começar por serem, junto com a GB, os cabeças da OTAN. Aliás, não sei, talvez esteja enganado, mas acho que o Rafale M opera mais de NAes americanos que do francês… Se o adquiríssemos para a MB iria ser bom para poder operá-lo junto com os NAes Classe Nimitz do Tio Sam, quando um ou outro passasse por aqui… O pior foi ter de ler uma certa figura a alguns dias escrevendo (aqui… Read more »

Dalton
Dalton
10 anos atrás

Caro Vader… Para ilustrar o que vc escreveu “quando um ou outro passasse por aqui…” Nos ultimos 10 anos apenas 4 estiveram aqui e nenhum veio por “livre vontade” e sim por necessidade por não poderem atravessar o canal do Panamá. USS Nimitz em 2001 retornando ao Pacifico após reabastecimento na costa leste dos EUA. USS Ronald Reagan em 2004 recem comissionado a caminho de sua futura base em San Diego. USS George Washington em 2008 transferido do Atlantico para o Pacifico ,a ser baseado no Japão. USS Carl Vinson em 2010, da mesma forma que o Nimitz em 2001,… Read more »

Vader
Vader
10 anos atrás

Dalton:

4 X em 10 anos só? Achei que fosse mais… Mas daria para a MB “brincar” de NAe de 2,5 em 2,5 anos… 🙂

Já é melhor do que nada, considerando-se que o Rafale M não pode operar do Banheirão, e nem a MB tem tutú para isso (aliás, não tem nem sequer para manter um único Rafale M voando)… 🙂

Abs.

Tito
Tito
10 anos atrás

E o NAe da tão temida, demonizada, excomungada, etc, etc, etc… Quarta Frota.

Ela já não esta na Amazônia tentando levar nosso Cupuaçu?

É só treinar com eles, hehehe

🙂

Dalton
Dalton
10 anos atrás

“Mas daria para a MB “brincar” de NAe de 2,5 em 2,5 anos…”

Esqueci de escrever que esta foi a década de ouro em se tratando de visitas de porta-avioes americanos ao Brasil… 4 e todos nucleares e
dificilmente se repetirá.

abs