quinta-feira, janeiro 27, 2022

Saab Naval

Marinha do Brasil vai de FREMM

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

AD_06

Segundo a revista ISTOÉ, edição n° 2118 na coluna Brasil Confidencial escrita por Octávio Costa, a Marinha do Brasil fechou um pacote de US$ 12,7 bilhões com a Itália, para a compra de 18 fragatas FREMM, 10 NaPaOc da classe Comandante e 01 LSV da classe Etna.

Afirma ainda que a primeira entrega estará limitada a 3 fragatas e 3 NaPaOc e que o acordo será assinado em julho, durante a visita de Silvio Berluscone ao Brasil.

Leia a nota em sua íntegra:

“Italianos ao mar

A Marinha brasileira avança em seu programa de reaparelhamento. Acaba de fechar com a Itália um pacote de US$ 12,7 bilhões para a compra de 18 fragatas multimissão ítalo-francesa FREMM e dez navios-patrulha da classe Comandante, com capacidade de transportar helicópteros EC 725.

Foi incluso no negócio um navio de apoio Etna, que servirá para ações como abastecimento e carregamento de munição. A primeira entrega estará limitada a três navios e três fragatas, com opção de entrega para mais cinco embarcações. O acordo será assinado em julho, na visita do premiê italiano, Silvio Berlusconi.”

FREMM Itália - imagem 2 Marina Militare

FOTO DO ALTO: Guilherme Wiltgen/Poder Naval. A foto é de uma outra classe franco-italiana, a Horizon, de maior porte e mais especializada na defesa aérea. Na comparação com a ilustração de baixo (viaOrizzonte Sistemi Navali), do projeto FREMM para a  Marinha Italiana, pode-se ver como as duas classes se assemelham em sensores e alguns outros detalhes, diferentemente da configuração da FREMM francesa, que pode ser vista clicando aqui. Uma diferença fácil de identificar na Horizon em relação à FREMM italiana, além do porte que confere uma maior capacidade de mísseis superfície-ar e mais canhões de dupla função, é a presença de um grande radar de busca aérea no navio maior.

SAIBA MAIS:

- Advertisement -

28 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
28 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ozawa

Mamma mia ! Più bella cosa !

Agora, no vernáculo, qual o prazo de integralização do contrato, ou assim dito: quando as 18 escoltas estarão navegando em nossa costa ?

Ozawa

O link indicado não abriu diretamente na notícia do post. Poderia reproduzí-lo no texto do post ?

harpia

Finalmente teremos uma marinha moderna e de primeiro mundo.
Que notícia maravilhosa, muito boa mesmo.
MOOOORRRAAAMMMMMM de inveja argentinos, hehehehe…
Demorou mas finalmente veio a notícia, agora só falta o FX-2 para fechar o ano com chave de ouro.

Parabéns a MB pela bela escolha.

“BRAVO ZULU”

Eduardo

Aí sim fomos surpreendidos novamente! Marinha armada até os dentes finalmente, ainda é pouco mas já é um começo, mais uns 20 submarinos e mais uns 3 porta-aviões aew a coisa vai ficar boa!

Resta saber se essas fragatas vão vir completas com torpetos MU90, misseis Mk-2/A, ecosondas e mísseis anti-submarinos ou vão vir peladas!

MV

Será que dessa vez vai?

espero que este golaço se concretize. Em caso de Brasil, todo cuidado é pouco. Já vimos anuncios bombasticos que não se concretizaram.

Rogério

Rogério

Ótima noticia espero que se concretize mesmo. 🙂

[]s

Nautilus

Ninguém reparou que a foto exibida no post não se trata de uma FREMM, mas sim de uma Horizon (na foto, o Andrea Doria – D 553).
De qualquer modo, é um grande notícia. Até porque a gente prestigia a industria italiana e diversifica fornecedor. Esse negócio de colocar todos os ovos na mesma cesta estava me incomodando. Para mim, o ideal seria: SSN e SSK franceses, FREMM e NaPaOc italianos (são grandes navios) e caças suecos! 😉

Pampeiro

Quem sabe não seja este o caminho que se seguirá……..

Grande abraço

jsilva

Outra coisa, 13 bilhoes nao cobrem nem “8 unidades”, nem se construidas na Coreia com peças originais chinesas.

Que besteira

Rodrigo Rauta

Eu tb achei estranhissimo esses valores por todo o pacote. Supondo que 1 unica FREMM custe algo em torno de 500 milhoes de Euros, ela sairia , em dolares, o equilavente a 609 milhoes de dolares, multiplicando isso por 18 da um total de quase 11 bilhoes de doletas só de FREMM. E isso, provavelmente são valores pra compra de “prateleira”. Como o GF gosta de uma Transferencia de Tecnologia, pode colocar mais grana ai…isso sem contar os 10 NaPaOc e os LSV… Talvez a unica explicação para esses valores é que eles sejam em relação a encomenda inicial de… Read more »

Luiz Padilha

18 x 600 milhões de dólares dá 10.8 bilhões. O preço que diziam seria mais ou menos nesta ordem, entre 600 a 700 milhões.
Mas isso só quem sabe é o MD e é claro o CM.
Me parece que a classe Commandante daria lugar a classe Sirio por causa da maior autonomia. Vamosaguardar, pois a Isto é as vezes da umas barrigadas.

* Barrigada no jargão jornalistico = noticia furada sem veracidade.

Fernando "Nunão" De Martini

“Nautilus disse: 13 de junho de 2010 às 18:46” Nautilus, na verdade o editor Wiltgen privilegiou uma foto exclusiva do Poder Naval para o post, mostrando a classe Horizon, da qual pode-se dizer que a FREMM italiana é quase uma “versão menor”, dada a maior semelhança de seus sensores e configuração quando comparada à FREMM francesa (o que não significa que uma versão para a MB seja exatamente assim, precisaremos saber, a seu tempo, mais detalhes). Mas obrigado por chamar a atenção em seu comentário. Para deixar isso mais clara a intenção dos editores, acrescentei agora um texto à descrição… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini

” Ozawa disse:
13 de junho de 2010 às 17:51″

Ozawa, realmente o link vai ficando defasado conforme mais notas se somam àquela seção da Isto é, assim foi colocada agora a nota na íntegra.

Saudações!
Nunão

Afonso Sousa

Só acredito quando a primeira içar a Bandeira do Brasil.

Ozawa

Um navio multipropósito, eufemismo de porta-aviões, tipo Nae Cavour tá pintando na área…

Marinha, desfaça-se do São Paulo, canalize os recursos para sua operação e manuntenção na aquisição dessas novas escoltas e submarinos e mire num novíssimo Nae multipropósito e em aeronaves VSTOL

Os Harries da RN vão dar lugar aos F 35C, não seria hora da MB pensar em adquirí-los, pensando num Nae VSTOL ?

Vader

Desculpem o realismo mas,

TRUUUUUUUUUCO LADRÃO!

TRÊI VEIZ!

🙂

gesivaldo

Gente acorda, 18 fragatas? Com que dinheiro? Não têm dinheiro nem para construir a Barroso(visto que ficou 16 anos para ser concluida, e ainda assim ficou em só uma unidade porque não tinha dinheiro para construir mais) e vai contruir 18 navios desse nível? Parece novamente a história do sub nuclear que está em desenvolvimento há 30 anos e do VLS; assim não pode, assim não dá, no papel e na maquete somos de 1ºMundo. É igual aquela piada: vou fazer isso e isso mais aquilo outro, só está me faltando o dinheiro, mas também é só o que me… Read more »

Bronco

Torço pela concretização do negócio. Aliás, torço sempre a favor da coisa dar certo.

Mas… só comemoro quando a coisa for confirmada pela MB e pelo governo e começar a sair do papel.

Como diz a música: “Fé cega e pé atrás”

Tito

Haaaaaaaaaaa Taaaaaaaaaaaaaaaaaá, entonce tá tudo resorvido.

Agora é só fecha a cormpa de uns 3 portavião, mais uns 10 submarinho e ta beleza.

Como a vida é divertida! 🙂

Luiz Padilha

18 fragatas é o que consta no PAEMB. Não é mais PEAMB.
A realidade será de 5 unidades iniciais.

Fernando "Nunão" De Martini

Reforçando o que o Padilha escreveu (para evitar mal-entendidos em relação ao que a imprensa “leiga” ouve e interpreta e o que interpretamos aqui): No PAEMB / PEAMB, o número de 18 escoltas (não exatamente fragatas) é considerado como o necessário para a MB, ou seja, é um objetivo a ser perseguido por uma força que já teve 18 escoltas na década passada. Aí eu imagino o que acontece para sair o que saiu nessa nota da Isto é: a MB diz em algum momento que gostaria de ter 18 escoltas, comenta sobre um contrato inicial etc e o articulista… Read more »

harpia

Vixi maria…
O sonho começou a virar pesadelo, hehehe… 😀

Jacubão

Ao menos alguma coisa tem que sair, né?
Vamos fazer uma reza forte para ver se dá certo. 😀

MV

14 escoltas no papel. andando (ou melhor, navegando) não tem nem 6.

jsilva

600 milhoes por navio!
Esquece, nada desse porte sai por menos de 1 bi de USD

Baschera

Mamma Santíssima…… ma que bella cosa….

Sílvio Berlusconi è in arrivo … lálá….lálálálá….

Silvío Berlusconi è in arrivo … lálá….lálálálá….
Anche se è …. Come il (Quanto é…)

FX-2, ma che nulla !!!

Sds.

Blader

Recebo essa “revistinha” toda semana, embora não seja eu o assinante, sinceramente não levo-a a sério. Mas pitacando, com esse Jobin ai a frente do MD, também não o levo como sério e capaz de cuidar da capacitação das nossas forças. Não é capaz de mexer nas coisas que realmente impede o país de ter uma força militar importante no cenario mundial. Já se disse muitas vezes aqui: se não reduzir o custo das mamatas nas forças (altas pensões hereditarias, um monte de penduricalhos administrativos, malversação de recursos por parte de oficiais de alta patentenas) nunca vai se ter dinheiro… Read more »

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

Construção da primeira fragata classe ‘Tamandaré’ deve começar em setembro

Em 20 de janeiro, na parte da manhã, como parte da Operação “ASPIRANTEX/2022”, o Comandante de Operações Navais, Almirante...
- Advertisement -