Home Sistemas de Armas HMS Manchester dá adeus ao serviço nesta quinta-feira

HMS Manchester dá adeus ao serviço nesta quinta-feira

241
2

 

Destróier Tipo 42 Batch3 da Royal Navy aportou em Portsmouth pela última vez no último dia 17

O HMS Manchester, que acumula 31 anos e 858.882 milhas náuticas navegadas, deverá ser descomissionado pela Royal Navy (RN – Marinha Real britânica) nesta quinta-feira, 24 de fevereiro. A desativação desse destróier de defesa aérea Tipo 42 Batch 3, segundo a RN, é para abrir caminho para os mais capazes navios Tipo 45. 

A entrada final do navio em Portsmouth deu-se no último dia 17 de fevereiro.

Segundo o comandante do HMS Manchester, Commander Rex Cox, “o navio serviu à Royal Navy por 30 anos e tem um ‘fino pedigree’ que inclui serviço ativo na Guerra do Gulfo, durante a Operação Granby. Mais recentemente, ele tem sido parte integral das operações contranarcóticos e de ajuda humanitária após os furacões no Caribe.” O espírito do “Mighty Manch” deverá se perpetuar na sua tripulação, que será distribuída para outras unidades, segundo o comandante.

O navio foi construído pelo Grupo Vickers Shipbuilding, em Barrow-in-Furness, na Cumbria. O lançamento foi realizado em 24 de novembro de 1980 e seu comissionamento na RN deu-se em 16 de dezembro de 1982.

Além de sua participação na Guerra do Golfo, em que contribuiu para o “guarda-chuva” de devesa aérea sobre o Kuwait, destaca-se o salvamento, em 2002, de 11 pessoas do naufrágio de um pequeno navio de cruzeiro, o Shiralee, no Caribe. Também mereceu destaque, no informe da Royal Navy, as operações em conjunto com o navio-aeródromo norte-americano Harry S Truman, na costa leste dos EUA, em 2007. A última grande comissão do HMS Manchester terminou em dezembro do ano passado, compreendento sete meses de operações no Atlântico Norte.

Enquanto isso, seu “irmão mais velho”, o HMS Liverpool, visita a cidade que lhe empresta o nome e se prepara para mais uma comissão

– 

Entre esta quinta e a próxima segunda-feira, de 24 a 28 de fevereiro, o HMS Liverpool, um destróier Tipo 42 mais antigo que o HMS Manchester (com o casco “curto” original) visitará a cidade de Liverpool, após um ano de intenso treino operacional no mar e uma comissão nos EUA. No roteiro da visita à cidade, estão recepções oficiais, confraternização com a população local, visitas de caridade, em escolas etc. A última visita a Liverpool foi há 5 anos.

Em breve, o navio estará realizando 4 meses de operação no Mediterrâneo, incluindo patrulhas curtas no Mar Vermelho e nas costas do Golfo Pérsico.

FONTE / FOTOS: Royal Navy (Marinha Real)

VEJA TAMBÉM:

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
daltonlWagner Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Wagner
Visitante
Wagner

Curioso que os Idaloy e Sovremenny russos são mais novos, mas quando alguém fala deles, nossa, são ” os veeelhos ” navios soviéticos. Os britânicos mantém uma navio ainda mais velho e ” vejam que maravilha”

Tudo é mesmo uma questão de ponto de vista… ( politica…)

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

Idade não é tudo ! Manutenção, adestramento da tripulação, boa disponibilidade de combustivel e suprimentos faz a diferença.

Não acredito que haja muitos navios russos, mesmo relativamente novos em condições de longos cruzeiros.