Home Indústria Petrolífera ‘Pré-sal’: esperavam 40, apareceram 11

‘Pré-sal’: esperavam 40, apareceram 11

257
21

Primeiro leilão do ‘Pré-sal’, o Campo de Libra, não começa bem. Número de interessados no novo regime de partilha é bem menor que o esperado pelo governo

 

mapa pre-sal

Três gigantes intermacionais do setor petroleiro – a norte-americana Exxon Mobil e as britânicas BP e BG – não participarão do leilão do Campo de Libra, no pré-sal da Bacia da Santos, segundo informou nesta quinta-feira (19) a diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Magda Chambriard.

Mais tarde, a americana Chevron anunciou, em comunicado, que também decidiu não participar da disputa.

Esse é o primeiro leilão que vai conceder áreas para exploração de petróleo e gás natural na região do pré-sal sob o regime de partilha de produção e já está marcado para 21 de outubro. A expectativa é que a produção seja de 1 milhão de barris por dia da área de Libra, a maior reserva de petróleo já descoberta no país.

Magda também informou que pelo menos 11 empresas pagaram a taxa de participação no leilão da reserva petrolífera. Na manhã desta quinta-feira, a ANP havia confirmado que o número era de 12 empresas, mas corrigiu o dado às 14h45. De acordo com a ANP, essas 11 empresas já não incluíam as três gigantes do setor. A agência não divulgou a relação das 11 empresas.

A ANP disse, ainda, que, apesar da ausência no leilão, as petroleiras informaram que “mantêm o interesse em investir no Brasil”.

A expectativa da diretora da ANP era que até 40 empresas participassem do leilão, mas que a “conjuntura” fez com que o número fosse menor. O prazo para pagamento da taxa, de pouco mais de R$ 2 milhões, terminou na quarta-feira.

Na terça-feira, a diretora-geral da agência reguladora tinha informado que um total de 18 empresas pagaram taxas para acessar dados da reserva de Libra.

Segundo o cronograma do edital, a previsão é que a assinatura do contrato com os consórcios vencedores ocorra em novembro.

Regras

A concessionária terá que repassar à União uma parte do óleo que produzir – por isso o regime é chamado de partilha. Vence a licitação quem oferecer a maior fatia de produção à União.

A empresa que vencer o primeiro leilão de exploração de petróleo na região do pré-sal sob o regime de partilha da produção terá que pagar à União um bônus de R$ 15 bilhões.

Segundo a ANP, as recentes descobertas no campo de Libra mostram um volume “in situ” (volume de óleo ou gás existente em uma região) esperado de 26 bilhões a 42 bilhões de barris. Com uma recuperação estimada em 30% do volume total, a perspectiva é que Libra seja capaz de produzir de 8 a 12 bilhões de barris de petróleo.

O Brasil espera uma produção de 1 milhão de barris por dia da área de Libra, a maior reserva de petróleo já descoberta no país.

Pelas regras da partilha, vencerá o leilão o consórcio que apresentar a maior parcela do óleo de Libra destinada à União. Mesmo que não participe do consórcio vencedor, a Petrobras será, por lei, operadora de Libra e terá participação mínima de 30% na área.

O petróleo do pré-sal é o óleo descoberto pela Petrobras em camadas ultraprofundas, de 5 mil a 7 mil metros abaixo do nível do mar, o que torna a exploração mais cara e difícil. Não existem estimativas de quanto petróleo existe em toda a área pré-sal.

Desinteresse não surpreende analistas

Para o diretor do Centro Brasileiro de Infra Estrutura (CBIE), Adriano Pires, a não participação das gigantes internacionais privadas não surpreende diante do modelo regulatório, que estabelece a participação obrigatória da Petrobras com pelo menos 30%.

Na mudança do marco regulatório em 2010 houve uma opção por uma intervenção excessiva do governo, com um papel monopolista da Petrobras, uma elevada exigência de conteúdo nacional e tudo isso assusta o investidor”, afirma Pires.

“Essas gigantes privadas querem operar plataforma, não querem simplesmente entrar com equity. Esse modelo só atrai as petroleiras estatais, que têm uma estratégia diferente e estão mais preocupadas em terem reservas de petróleo do que em lucro e eficiência”, avalia.

O analista acredita que entre as estatais de outros países que deverão participar da disputa estão empresas chinesas, da Noruega, da Espanha e da Malásia.

Apesar do número de participantes deva ficar abaixo do esperado pelo governo, Pires não acredita em risco de fracasso. “O maior risco é um adiamento. Essas denúncias de espionagem podem levar a uma judicialização política do assunto”, opina.

Para o ex-presidente da Agência Nacional do Petróleo (ANP) David Zylbersztajn, a não participação de gigantes como Exxon, BP e BG também já era esperada. “A surpresa seria se elas participassem. Pois o papel da empresa de petróleo será praticamente nenhum. É muito difícil alguém querer entrar em um investimento tão grande sem participação efetiva na governança”, diz.

Embora também não veja risco de fracasso, Zylbersztajn avalia que o número de participantes possa ficar abaixo dos 11 inscritos. “Esse modelo brasileiro nunca foi testado, o gera uma incerteza enorme”.

Lei prevê destinação dos royalties para educação e saúde

Pela lei recém-aprovada, 75% dos royalties do petróleo serão destinados para a educação e 25% para a saúde. A legislação ainda prevê que 50% do Fundo Social do Pré-Sal também devem ir para as áreas da educação e saúde.

A verba oriunda da exploração petrolífera deverá alcançar R$ 19,96 bilhões em 2022 e totalizará R$ 112,25 bilhões em uma década, estima o governo.

Os royalties que serão destinados para educação e saúde se referem apenas aos novos contratos da União com comercialidade declarada a partir de 3 de dezembro de 2012. Royalties de campos em atividade há mais tempo, como nos estados produtores do Rio de Janeiro e Espírito Santo, continuarão a ser aplicados pelos governos estaduais.

FONTE: G1

NOTA DO EDITOR: o título original é “Gigantes petroleiras Exxon, BP e BG estão fora do leilão de Libra, diz ANP’

 

21
Deixe um comentário

avatar
20 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
11 Comment authors
VaderFabio ASCControldaltonlRibeiro Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcos
Visitante
Member
Marcos

Das 40 previstas, apareceram 11. E dessas 11, não se sabe se todas vão participar. Agora, cobrar (ou pagar) dois milhões de reais de taxa para pode participar de um leilão é o fim da picada. Para um país que está tendo de importar grandes quantidades de petróleo, deveriam isentar as empresas de qualquer taxa. Mas no governo cumpanhero, tudo é possível. Houve um leilão recente para concessão de estradas, que foi um verdadeiro fiasco. Esse é por conta do Falso Genro, que quebrou todos os contratos de concessão das estradas no Rio Grande do Sul, dai porque o RS… Read more »

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Se fossem empresas americanas que estivessem entrando, estariam fazendo a maior gritaria. Mas como são estatais chinesas, ninguém abre o bico. Quando o brasileiro se der conta, os chineses já serão donos da Petrobras e boa parte de nosso petróleo.
Lembrando que a Petrobras, simplesmente para fazer caixa, conseguiu um adiantamento de uS$20 bi para entrega posterior de petróleo. A companhia, até hoje, não abriu o bico para dizer por quanto vai entregar esse petróleo para os chineses.

João Filho
Visitante
Member
João Filho

RSRSRS!!! Mas claro. Pra querer fazer negocio no Brasil tem que ser maluco, nao???

mdanton
Visitante
mdanton

As melhores áreas estão mais ao sul!
Energia é isso mesmo..briga de foice no escuro. Com relação aos chineses….se começarem a cantar de galo por aqui (AL) ou na costa ocidental da Africa, os EUA aparecem na hora.

MO
Membro

Mais uma vez acho que a questao eh dinheiro e oa nossa putenfia nao tem este cascalho, logo fica tudo do contra, afinal do logo “A maior empresa em tecnologia em propecção em Aguas Profundas” da certo .. pois a parte disto tudo ai que entramos são as aguas profundas, pois a tecnologia e a prospecção sao dos cara e o pior e o homi que criou issu tudo nem brasileiro é … afinal lhe foi retirado a nacionalidade pelo nosso governo, que é Laico .. até isso, coitado do cara …. ou melhor, sorte dele, nao esta mais envolvido… Read more »

Marcos
Visitante
Member
Marcos

mdanton

Na verdade os EUA já questionaram das intensões dos chineses na América do Sul, os quais responderam o seguinte: “nossa única intenção e comprar matéria prima e vender nossos produtos industrializados”.

giltiger
Visitante
Member
giltiger

Americanos e Ingleses se não podem ser DONOS do petróleo eles preferem nem participar deste modelo “exótico” onde eles tem de trabalhar apenas sócios do investimento e SOB a supervisão de uma companhia de petróleo NACIONAL que REALMENTE CONHECE o ofício e que é virtualmente impossível de enrolar ou enganar como eles estão acostumados de fazer pelo mundo e ao longo da história da exploração petrolífera…

Obama já mandou o troco da ousadia brasileira…

Começa a escalada…

Marcos
Visitante
Member
Marcos

giltiger

Deixe-me rir: hó, hó, hó, hó…

Gostei da parte dessa “impossível de enrolar ou enganar”…
Pois é, né!? Vai ver por isso que que pagamos por uma refinaria
no Texas que valia US$45 milhões mas desembolsamos US$1,1 bilhão.

A verdade é que eles não precisam do nosso petróleo.
A verdade é que a Petrobó precisa deles, porque não tem dinheiro em caixa para bancar tudo sozinha.

ricardo_recife
Visitante
ricardo_recife

K, k, k, k, k, k, k, k, k, k, k, k, k, k, k, k, k, k, k, k, k, k, k, k, k;

Esse giltiger é ótimo, um grande comediante. No stand up ele é insuperável.

Marcos, você esqueceu a exportação por 2 bilhões e meio de dólares uma plataforma para a Nicarágua que nunca saiu do Rio de Janeiro apenas para inflar as exportações brasileiras. Lembre-se também da compra de um navio superfaturado que carrega 60% da capacidade contratada para não afundar.

Abs,

Ricardo

Ribeiro
Visitante
Member
Ribeiro

Não sei o que é mais engraçado… a matéria ou os nossos comentários… Amigos, por favor… não gostar do partido que está no governo tudo bem, mas distorcer dados… O pré sal existe; As reservas são confirmadas, e possivelmente ainda serão confirmadas outras na Bacia de Pelotas (costa RS e SC) O petróleo não é de má qualidade como já foi dito… ele é leve, que é mais fácil processar; A Petrobras é a petrolífera mais endividada do mundo, e este endividamento devido a captação de recursos para possibilitar a expansão necessária, e isso irá torná-la a maior do mundo… Read more »

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Ribeiro: O petróleo realmente existe, mas precisa ser retirado lá de baixo. Lá onde está não vale nada. Quando ao endividamento da empresa, não tem nada a ver com captação de recursos, tem a ver com má gestão. Uma refinaria que já enfiaram US$25 bilhões e não está pronta. Outra refinaria no Rio que esqueceram do estudo de logística: a estrutura física está pronta, os equipamentos comprados, mas não há como levá-los até ao local, pois não há estradas que comporte em dimensões ou peso o que precisa ser levado. Ou a compra de vinte navios pelo dobro do preço.… Read more »

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Falando em espionagem: Brasil convoca reunião na ONU para tratar de espionagem e manda uma estagiária para a reunião.

É o Itamaraty cada vez mais no fundo do poço.

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

“E todos os eventos militares nos últimos anos são relacionados as reservas de petróleo ou sua logística (como a bola da vez, Siria)”

Quanto ao Iraque, as cias americanas não se interessaram muito pelo óleo e o resultado é que a China é hoje o maior comprador/investidor do óleo iraquiano.

Quanto à Siria eles não tem tanto óleo assim, ao menos, não estão nem entre os 30 maiores produtores.

Control
Visitante
Member
Control

Srs O petróleo do pré-sal existe, certamente, mas a questão é de quem vai ter interesse nele nas próximas décadas. Se observarmos as decisões estratégicas dos EUA, da China e da Europa, que são os maiores consumidores encontramos claros sinais que o mercado do petróleo caminha para uma mudança significativa. No que tange ao Tio Sam, há o projeto estratégico de independência energética fundada na exploração de petróleo no Ártico, no gás do xisto e em novas fontes de energia, onde se destaca o trabalho avançado no etanol a partir de celulose. Há previsões que dizem que os EUA passarão… Read more »

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Ribeiro:

Apenas complementando sua informação, de que o petróleo do Pré-Sal é leve, a Refinaria Abreu e Lima foi convertida para processar óleo pesado, especificamente o óleo venezuelano, com uma densidade especifica, cujos equipamentos de refino são extremamente onerosos, por isso, apenas um dos motivos, que a refinaria Abreu e Lima teve seu custos alterado de US$ 2,5 para US$ 25 bi.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

ricardo_recife

Não, não esqueci do único navio torto do Mundo.

mdanton
Visitante
mdanton

Como se constrói um país com relativa independência? Fatores de produção (matéria-prima/energia, trabalho, capital e tecnologia). POUCOS países do munto tem TUDO isso em seus territórios. EUA BRASIL são os que tem em MAIOR escala. Com os devidos descontos entre os 2 países claro.. EUA esta avançado em 40 anos, em relação ao Brasil. PETRÓLEO é energia, se não comprarem lá fora, usamos nós mesmos aqui dentro. Não tem terror nenhum se vão comprar ou não. Quanto ao etanol vocês já fizeram a singela continha de quanto representa 25% adicionado à gasolina?? O Biodiesel concordo que o idiota lulaPT ferrou.… Read more »

Fabio ASC
Visitante
Fabio ASC

pt…SAUDAÇÕES!!!

MO
Membro

Um cometario em um blog especializado sobre a construção naval no Banania, especialmente para aqueles do “CUMEQUIEH, NUM VAI SER FEITO AQUI ??? CUMA, SE A GENTE TEMOS E A GENTE PUDEMOS “ ASPAS Chefe Sergio: setembro 18th, 2013 em 10:38 am Parabéns Erik mais uma vez pelos seus comentários, temos navios abandonados flutuando na Bahia de Guanabara, completamente desguarnecidos e apagados sem qualquer iluminação durante a noite, prontos a gerar algum acidente seja por ventos, ressaca, incêndios, poluição ou afundamento, tudo a vontade pelas autoridades marítimas competentes, sem nenhum tipo de cuidados ou exigência. Referente a situação da construção… Read more »

Vader
Membro
Member

Kkkkkkk. chafúrdio, hehehehe, o leilão de Libra chafurdou, kkkkkk…

Esse governico PeTralha não me engana nunca, hehehe…

Vader
Membro
Member

Caro Control, excelente comentário. Venho dizendo isso há anos, mas os áulicos do “Bravfil-PuTânphia” insistem em achar que somos a nova Arábia Saudita…

Vide os comentários alucinados do Sr. Giltiger… 😉