Home Indústria Petrolífera Transpetro e Vard Promar lançam navio ‘Oscar Niemeyer’

Transpetro e Vard Promar lançam navio ‘Oscar Niemeyer’

667
5

Lançamento do Navio Gaseiro 1 - Oscar Niemeyer

Embarcação é o primeiro gaseiro construído pela indústria naval do Rio

A centenária indústria naval fluminense, que entregou três navios à Transpetro nos últimos dois anos, deu mais um passo marcante em sua história, que vive um momento de renascimento. Nesta quarta-feira (04/12), nas instalações do tradicional Estaleiro Caneco, no Caju, foi lançado ao mar o navio Oscar Niemeyer, primeiro gaseiro construído no Rio de Janeiro.

Contratado junto ao Estaleiro Vard Promar, o Oscar Niemeyer é o primeiro de uma encomenda de oito navios gaseiros realizada por meio do Programa de Modernização e Expansão da Frota da Transpetro (Promef). A embarcação leva o nome do visionário arquiteto, que com suas obras de inconfundíveis linhas curvas ajudou a transformar um pedaço do serrado brasileiro na então nova e moderna capital federal.

O investimento no Oscar Niemeyer é de R$ 115 milhões. Ao todo, o Promef está investindo R$ 920 milhões na construção dos 8 gaseiros.

O Oscar Niemeyer, que faz parte de uma série de navios gaseiros em homenagem a brasileiros notáveis, tem 117,63 metros de comprimento, 34,0 metros, 19,2 metros de largura e capacidade para transportar 7 mil metros cúbicos de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP).

Promef

O Promef impulsionou o renascimento da indústria naval brasileira após uma crise de décadas, com investimento de R$ 11,2 bilhões na encomenda de 49 navios e 20 comboios hidroviários. O Brasil tem, atualmente, a quarta maior carteira mundial de encomendas de navios e a terceira de petroleiros.

A indústria naval, que por conta da crise chegou a ter menos de 2 mil operários na virada do século, atualmente emprega mais de 70 mil pessoas, segundo dados do Sinaval. Desse total, o Promef é responsável pela geração de 10.450 empregos diretos no País, o que representa 15% de todos os postos de trabalho diretos da indústria naval brasileira.

O Promef já entregou cinco navios à Transpetro: os de produtos Celso Furtado, Sérgio Buarque de Holanda e Rômulo Almeida; e os “Suezmax” João Cândido e Zumbi dos Palmares. Outras três embarcações estão em fase de acabamento: José Alencar (de produtos, com entrega até o fim de 2013), Anita Garibaldi (“Panamax”) e Dragão do Mar (Suezmax). Há ainda mais 12 em fase de construção. Além desses, três comboios hidroviários estão sendo construídos.

O Promef tem três pilares:

  • construir navios no Brasil;
  • alcançar índice de conteúdo nacional mínimo de 65% na primeira fase, e de 70% na segunda fase;
  • atingir competitividade internacional, após a curva de aprendizado.

Os dois primeiros pilares já foram alcançados. E, com eles, o Promef ajudou a retirar a indústria naval brasileira do abandono em que se encontrava há décadas.

O terceiro pilar, a busca por competitividade internacional, é o atual foco. Para atingir este objetivo, a Transpetro criou o Sistema de Acompanhamento da Produção (SAP), que tem como função avaliar os processos produtivos dos estaleiros e sugerir alternativas para melhoria da produtividade.

Os principais players da indústria naval internacional, como Japão, Coréia do Sul e China levaram, respectivamente, 63, 53 e 23 anos para atingir a maturidade do setor. Em apenas 13 anos, o Brasil já obteve resultados comparáveis aos do mercado chinês.

Oscar Niemeyer

Oscar Niemeyer é considerado uma das figuras-chave no desenvolvimento da arquitetura moderna. Visionário e decidido, acreditou em projetos que mudaram a cara de cidades e até mesmo do Brasil, como a construção de Brasília, na virada da década de 50 para a de 60. Identificada pelas curvas que a caracterizam e pelas formas abstratas, a sua arquitetura está presente em diversos países e é comumente considerada obra de arte.

gaseiro-FINAL

Ficha técnica do navio Oscar Niemeyer: 

  • Tipo: Gaseiro
  • Capacidade de transporte: 7 mil metros cúbicos 
  • Comprimento total: 117,63  metros
  • Largura: 19,20 metros 
  • Altura: 34,0 metros 
  • Calado: 5,80 metros 
  • Pontal (distância entre o fundo e o convés): 8,60 metros
  • Velocidade: 15,0 nós
  • Autonomia: 11.000 mil milhas náuticas
  • Número de tanques: 2 (dois)
Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos
Marcos
6 anos atrás

Não vão lançar um navio chamado Presidente Medici?

Marcos
Marcos
6 anos atrás

Enquanto isso, no outro lado do planeta…

… foi lançado ao mar o Prelude, o maior FNLG do Mundo, com 488 metros de extensão.

No sei porque a Shell não encomendou o navio por aqui!

Marcos
Marcos
6 anos atrás

Prelude:

Tipo: FLNG
Construtor: Samsung Heavy Industries
Peso total: 600.000 t

Oganza
Oganza
6 anos atrás

Mas que “omenagenzinha” (com “O” mesmo) vagabunda essa. Apesar dele (Niemeyer) ter sido um comunista teórico fervoroso, incrivelmente ácido e sarcástico, deve estar dando gargalhadas para a incoPeTência.

Ele foi “consultor” do Sketch Gorgeous que deu origem a série Earth, onde eu tinha caido de paraquedas, e passei alguns mêses com ele. Duas frases me marcaram em conversas a sós:

– NUNCA premie a incompetência, mas sai da frente de quem sabe o que está fazendo.

– Se a vida lhe der as costas, passe a mão na bunda dela.

kkkkkkk

Sds.

Marcos
Marcos
6 anos atrás

Em uma primeira olhada achei que o nome do navio era “No smoking”.
🙂