Home Indústria Petrolífera Explosão em FPSO da Petrobras deixa mortos e feridos

Explosão em FPSO da Petrobras deixa mortos e feridos

550
9

FPSO Cidade de São Mateus

Acidente ocorreu na FPSO Cidade de São Mateus, no norte do Espírito Santo

ClippingNEWS-PAPelo menos três pessoas morreram, dez ficaram feridas e seis estão desaparecidas em consequência da explosão ocorrida na tarde desta quarta-feira em um navio-plataforma da Petrobras, em Aracruz, no norte do Espírito Santo. O acidente ocorreu na casa de máquinas no navio FPSO Cidade de São Mateus e teria sido provocado por um vazamento de gás. Alguns feridos encontram-se em estado grave.

O FPSO Cidade de São Mateus fica a 50 quilômetros de Vitória.Todas as vítimas são de uma empresa terceirizada que presta serviços à Petrobras.

Os feridos foram levados de helicóptero para o Aeroporto de Vitória, de onde foram transferidos para os hospitais Jayme Santos Neves e Vitória Apart Hospital, ambos em Serra. Oito ambulâncias trabalharam no socorro às vítimas. Três pessoas deram entrada no Vitória Apart. Um com queimaduras graves pelo corpo e outro com ferimentos leves. O terceiro paciente teve fraturas nas pernas e também teve o corpo queimado.

A Infraero montou um esquema de contingência. Técnicos da Petrobras também dão suporte na plataforma.

Após o acidente, os trabalhadores que estavam a bordo do navio desembarcaram e seguiram para a cidade de São Mateus. A plataforma ficou incomunicável. O fogo já foi controlado e não há mais risco de novas explosões.

A plataforma é um navio alugado da norueguesa BW Offshore pela Petrobras. Segundo informações que constam no site da BW, o FPSO tem capacidade de produção de 25 mil barris diários. O contrato entrou em vigor em 2009 e tem duração até 2018.

Em nota, a Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos do Espírito Santo (CPES), informou que um navio e duas aeronaves da Marinha estavam se deslocando para a área, com a prioridade inicial de realizar a retirada de pessoal e remover as vítimas para os hospitais da Grande Vitória.

A Capitania dos Portos informou ainda que será aberto um Inquérito Administrativo sobre Acidentes e Fatos da Navegação (IAFN), a fim de esclarecer as causas e responsabilidades pelo ocorrido na plataforma. O prazo para a conclusão do Inquérito é de 90 dias.

Às 17h56, a Petrobras divulgou uma nota oficial sobre o acidente. Confira na íntegra:

“A Petrobras lamenta informar a ocorrência nesta quarta-feira, dia 11/2, por volta de 12h50, de uma explosão a bordo do navio-plataforma Cidade de São Mateus operado pela empresa BW Offshore e afretado pela Petrobras. A unidade opera, desde junho de 2009, no pós-sal dos campos de Camarupim e Camarupim Norte, no litoral do Espírito Santo, a cerca de 120 km da costa. Do total de 74 trabalhadores embarcados, três não resistiram aos ferimentos e faleceram no local; dez sofreram ferimentos e já foram transferidos por helicóptero para atendimento médico em Vitória e outros seis estão desaparecidos.

A Petrobras notificou oficialmente a Marinha e a Agência Nacional de Petróleo Gás Natural e Biocombustiveis (ANP). A concessão de Camarupim é operada pela Petrobras (100%) e a de Camarupim Norte é uma parceria entre a Petrobras (65%) e a empresa Ouro Preto Energia (35%).

A BW está prestando toda a assistência aos seus funcionários e familiares, com apoio da Petrobras. O acidente foi controlado a partir do imediato acionamento do Plano de Emergência com a mobilização de todos os recursos necessários. As operações da plataforma foram interrompidas. A produção da unidade era de cerca de 2,2 milhões de metros cúbicos por dia de gás natural”.

FONTE: Jornal do Brasil

9
Deixe um comentário

avatar
8 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
8 Comment authors
Renato B.Madeira Corporate ServicesFilicarlosDanskenOganza Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Delfim
Visitante
Delfim

Pêsames aos familiares dos mortos, e melhoras aos feridos.

Wellington Góes
Visitante

Xiiiiii, o negócio tá pesado lá na Petrobras!!! Meus pêsames aos familiares.

MO
Membro

o FPSO Cidade de São Mateu é um ex VLCC (petroleiro) convertido para FPSO. O Governo que começouchamar FPSO de plataforma la no gov Lula e meio mundo embarcou nessa … foi construído como Nicoline Maersk em 1989, depois viou Maersk Navarim e Navarin. Pertence a empresa Prosafe Production Services Pte Ltd., Cingapura – http://www.prosafe.com Ship Overview Vessel Name FPSO CIDADE DE SAO MATEUS LR/IMO Ship No 8706014 Call Sign 3ENO Flag Panama Port of RegistryPanama Status In Service / Commission Official No 3490809 Group Beneficial Owner Prosafe SE Location Cyprus Shipmanager Prosafe Production Services Location Singapore Shiptype FPSO, Oil… Read more »

Oganza
Visitante
Member
Oganza

iBOVESPA ladeira a baixo…

…começando: AGORA!!!

kkkkkk

Grande Abraço.

MO
Membro

acho que não a midia ta vulgando muita asneira tipo “navio plataforma”, Navio que estava na Cidade de São Mateus” “Navio da Petrobras” e pior tentar explicar o que é um FPSO (Floating Production Off loading Storage), este lance de misturar plataforma com FPSO veio a época da propaganda politica do Gov Lula, provavelmente vindo de alguem que “manja muito da coisa”, e a tal “Navio Ancorado no Porto”, “Tansatlantico”, “Estibordo’ da mida e por ai vai, depois vira normal e ai vai desinformação …

Dansken
Visitante
Dansken

Não vejo graça neste acontecimento, mas lembro que aconteceu algo pior em 2001:

http://noticias.uol.com.br/album/2015/02/11/veja-acidentes-em-estruturas-da-petrobras.htm?abrefoto=3

Infelizmente acidentes acontecem:

http://veja.abril.com.br/tema/desastre-ambiental-no-golfo-do-mexico

Filicarlos
Visitante
Filicarlos

Lamentável.

Sentimentos às famílias das vitimas e as rápidas melhoras dos feridos.

A verdade é que a actividade destes navios e outras plataformas é de altíssimo risco. É estar literalmente em cima de um barril de pólvora (gás/petróleo).
Infelizmente acidentes acontecem.

Madeira Corporate Services
Visitante
Madeira Corporate Services

Infelizmente, qualquer navio de bandeira Panama, não deixa as pessoas descansadas, pois não é uma bandeira de confiança e quando não “obriga” as empresas a investir na segurança e inspecçoes anuais, qualquer falha pode ser fatal.
Um bom registo, e portugues é o da Ilha da Madeira, Registro Internacional de Navios da Madeira – a qualidade e notorieridade é muito boa – está na lista branca na “lista branca” STCW da IMO.

Renato B.
Visitante
Renato B.

Nada a comemorar, infelizmente esse é um negócio que tem seus riscos.

Qual o histórico de segurança da empresa?