O Departamento de Estado dos Estados Unidos informou que aprova uma possível venda via FMS (Foreign Military Sales) para Taiwan de duas fragatas classe Oliver Hazard Perry (FFG- 7) com um custo estimado de US$ 190 milhões.

A Defense Security Cooperation Agency (DSCA) entreguou a notificação de certificação exigida ao Congresso desta possível venda.

O Escritório de Representação Econômica e Cultural de Taipei nos EUA solicitou uma possível venda de:

  • (2) Oliver Hazard Perry Class Frigates (FFG-7)
  • MK-92 Mod 6 Fire Control System;
  • SQQ- 89V(9) Anti-Submarine Warfare System
  • the MK-75 76mm Gun System,
  • Phalanx 20mm Close-In Weapon System (CIWS) (Block 18),
  • MK-13 Guided Missile Launching System (GMLS),
  • AN/SLQ-32 Electronic Warfare System,
  • SPS-49 Radar
  • SQR-19 Towed Array Sonar,
  • SQS-56 Sonar;

Observar que na lista os navios voltarão a receber o lançador de Mk-13 na proa para lançamento de mísseis Standard e Harpoon.

Taiwan também solicitou a venda dos seguintes itens o custo estimado de US$ 416 milhões:

phalanx-block-1b-photo-raytheon-pic-2

  • Treze (13) MK 15 Phalanx Block 1B Baseline 2 Close-in Weapons System (CIWS) Guns
  • Oito (8) CIWS Block 1 Baseline 0 to Block 1B Baseline 2 upgrade kits
  • 260.000 munições de 20mm MK 244 MOD 0 Armor-Piercing Discarding Sabots (APDS)

LEIA TAMBÉM

Subscribe
Notify of
guest
43 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Flamenguista
4 anos atrás

Boa tarde a todos… Acho que o Império do Meio não vai gostar nada disso…

Carlos Crispim
Carlos Crispim
4 anos atrás

190mi de dólares não chega a 2 Baruscos, a gente deve gastar muito mais nas neternas manutenções e consertos da sucata do nosso porta-aviões de cabotagem SP, uma lástima, o Brasil podia comprar uma meia dúzia de OHP, que dão ótimas escoltas, excelente radar, defesa AAe de área, Phalanx, não temos nada disso.

marcus
marcus
4 anos atrás

Comprar meia dúzia de sucatas.Essa fragatas estão podres. foram usadas até o osso.

Claudio Lober
Claudio Lober
4 anos atrás

Concordo, são sucatas do tipo bagaço da laranja. Estão muito desgastadas e com idade avançada.

Jr
Jr
4 anos atrás

190 milhões de dólares em duas fragatas que tem praticamente 30 anos é meio insano.Essas fragatas foram usadas até o osso, nem o México quis

Bardini
4 anos atrás

Parece que Taiwan também vai comprar 36 LVTP-7, em um pacote completo, assistência, treinamento, sobressalentes e entre outras coisas.

Iväny Junior
4 anos atrás

Foi um bom barco em seu tempo. A vosper Mk10 e a Type 22 bem mantidas são melhores. Terá uma vantagem de manutenção em relação a estas: as turbinas GE ainda são fabricadas e mantidas, diferentemente da Olympus das utilizadas pelo brasil.

MO
MO
Reply to  Iväny Junior
4 anos atrás

Acho que vai ficar cada vez mais dificil ver uma OHP por aqui …. acho que assim como nunca mais verei um Kidd 🙁

em tempo =

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2015/12/mt-carlos-fischer-a8ac4-atracado-no.html

carlos alberto soares
carlos alberto soares
4 anos atrás

Caro MO – Marcelo
Admiro seu trabalho, mas essa foto noturna é muito Show ….. é uma mistura de beleza, nostalgia e silêncio. Muita linda mesmo.
O ângulo do foco ficou 1000, PARABÉNS !

carlos alberto soares
carlos alberto soares
4 anos atrás

Gosto de acompanhar esse País, alguns dados:
http://br.investing.com/economic-calendar/taiwanese-fx-reserves-usd-1120
http://pt.tradingeconomics.com/taiwan/foreign-exchange-reserves
Entendam minha curiosidade, comparem territorialmente, população e geração de riqueza,
com quem ? CHINA.
O 1º é qualidade, já o 2º ……..
Que comprem e renovem os vetores do ar, urgente.
Acho que não vai demorar muito e terão um Sub AIP Made in Japan, será que os USA vão dar uma mãozinha ?
http://www.naval.com.br/blog/2014/10/01/taiwan-vai-apresentar-plano-de-construcao-de-submarinos-aos-eua/
Veremos.

carlos alberto soares
carlos alberto soares
4 anos atrás

Editores, preso na moderação, motivo (3) link’s, tranquilo.

Mauricio R.
4 anos atrás

A marinha da RoC já opera 10 desses cascos, Cheng Kung class frigate (Oliver Hazard Perry class).

Carlos
Carlos
4 anos atrás

Beleza não tem. Quanto a estarem muito desgastadas, também, talvez não precisem navegar muito… Já que se trata de um país pequeno. O único problema deles devem ser os chineses. Falo isso em relação aos navios brasileiros, que talvez fiquem fazendo patrulhamento. Ou os americanos, que talvez fiquem circulando o mundo. Acho que Taiwan pode se dar ao luxo de deixar esses navios “atracados” ou parados não muito longe da costa. Quem é do ramo, pode confirmar? Se ficarem parados, aguentam mais tempo? Ou necessariamente precisarão de energia, etc, e, por isso, os motores precisam permanecer ligados? isso aí seria… Read more »

Alessandro
Alessandro
4 anos atrás

Caros comentaristas! Acho que esta história de que estes navios serão entregues desgastados, é no mínimo controverso. Até podem estar desgastadas pelo uso, porém os EUA não entregariam dois navios com estas capacidades aos seus aliados em condições ruins. Aliás acho que não entregariam a ninguém que quisesse comprar as OHP’s com esta configuração e por estes valores em condições ruins ou de desgaste avançado. Por certo que vão passar por algum tipo de manutenção e reparo antes de serem entregues. Não é perfil dos EUA fazer isto com seus aliados principalmente na situação em que se encontra as relações… Read more »

Mauricio R.
4 anos atrás

OFF TOPIC…

…mas nem tanto!!!!

Como afundar um CVN e metade de sua escolta, os chineses tentam aprender com os franceses:

(http://nationalinterest.org/feature/how-sink-us-navy-carrier-china-turns-france-ideas-14605)

Airacobra
Airacobra
4 anos atrás

Esse papo de que estão no osso não existe, principalmente se for navio dos estados unidos, la eles fazem manutenção decente, param o navio quando tem que parar e quando sai do reparo está 100%, alem da qualidade do material por eles empregado, um exemplo são os navios ex us navy ja operados pela MB, independente de quantos anos de serviço eles ja tinham na US Navy sempre chegaram aqui operando 100% e ao menos 10 anos continuavam 100% até a qualidade da manutenção brasileira acabar com o navio, Um otimo exemplo é o NDD Ceará, que a despeito dos… Read more »

MO
MO
Reply to  Airacobra
4 anos atrás

E verdade isso me lembra sob certo ponto de vista o papo das Inhaumas com “Excelentes qualidades Marinheiras” (rssssss …, alguem falou isto uma vez na finada lista naval, de onde surgiu este blog que temos hoje e la, como aqui, muitos acharam bonito e foram no embalo, mesmo sem fazer a ideia que era isso, excruzivel um que falou que “Sim a guarnição dela eh muito boa” (relativa ao termo … kkkkk) Em tempo = Um dos poucos que se encontram em costrução por aqui, em provas de mar, deve ser entregue em Janeiro .. ah obvio, projeto é… Read more »

XO
XO
4 anos atrás

O comentário do Airacobra vai na ferida… parar quando tem de parar e fazer a manutenção devida pelas horas de funcionamento… não poderia resumir melhor… Alessandro, Taiwan tem uma participação grande no FMS, também acho que eles não pegariam uma furada dos EUA… porém, das OHP que vi encostadas perto da Philadelphia, nenhuma pareceu-me em bom estado… tudo bem que não fui a bordo, mas acredito que pouco ou nada estava sendo feito para preservar o que ainda está instalado… Carlos, Navio parado não cumpre missão e custa dinheiro… embora, normalmente, receba energia de terra, outros equipamentos continuam virando (bombas… Read more »

Lyw
Lyw
4 anos atrás

É bem como o Maurício R descreveu, Taiwan já utiliza 10 navios da mesma classe, escolheram as 2 melhores unidades que puderam para complementar a esquadra.

Jr
Jr
4 anos atrás

XO é bem isso, um integrante da armada Mexicana falou em um fórum militar que os integrantes da mesma foram inspecionar as OHP (s) que os EUA estavam oferecendo, resultado eles voltaram pra casa de mãos vazias, segundo o que esse integrante falou, as que foram inspecionadas estavam no osso e custaria muito dinheiro para colocar elas nas condições que a armada mexicana queria, portanto não valeria a pena adquiri-las. Vi uma entrevista de um comandante de OHP provavelmente de umas dessas últimas que deram baixa dizendo que estava cada vez mais difícil e caro manter essas OHP(s) em operação.… Read more »

carlos alberto soares
carlos alberto soares
4 anos atrás

Jr 20 de dezembro de 2015 at 20:00
“……. para Taiwan vale, até porque esta não conseguiria que nenhum outro país lhe vendesse uma fragata, por causa do medo desses países de serem retaliados economicamente pela China”.
Entenderam minha postagem sobre uma parte dos dados econômicos ?
Creio que chegará a hora que as coisas serão melhores para Taiwan, assim penso ….
Japão se armando, alterando leis em Defesa, vizinhos criando alianças e por ai vai ….

juarezmartinez
juarezmartinez
4 anos atrás

Eu discordo desta linha de pensamento de estão no osso e podres, porque; Por causa de um “detalhe” chamado escala produção. Quantas OHPs foram construídas mesmo??? 50 ou 60 cascos, o Dalton depois confirma para nós o número correto, mas imaginem a linha logística que foi criada para mantenimento destes navios e ainda a possibilidade de usar os estoque s da Navy. O que vai ter melhor disponibilidade: Uma Bremen, que foram construídos oito navios da classe ou um com cinquenta? Sabe o que acontece quando a Marinha Alemã descomissionar a última, fecha a linha de suprimento, aí um reparo… Read more »

Alex Tiago
4 anos atrás

Uma Pergunta importante a quem puder me responder. O lançador anti-aereo MK13 lança é equipado com apenas um missil???e isso não seria muito menos que uma T22 ou as nossas MK10 ou mesmo das maestrale ou bremen???no ponto de vista de vcs quais fragatas de 2° mão seria interessante??? eu acho as T23 ou as da classe Brandenburg alemãs mas não sei se estariam disponiveis.

Dalton
4 anos atrás

Alex… o lançador pode lançar um único míssil de cada vez, mas, abaixo do lançador há um paiol para 40 mísseis, normalmente 36 eram AA o SM-1 e 4 eram o Harpoon anti navio, embora fosse possível aumentar o número de harpoons às custas do SM-1. x As fragatas que vc mencionou não estão disponíveis para venda e na minha opinião as poucas OHPs que estão ainda em boas condições das mais de 20 que ainda existem nos EUA seriam ideais do ponto de vista custo-benefício, em se tratando de navios com em média 30 anos. x Respondendo a pergunta… Read more »

Iväny Junior
4 anos atrás

Juarez Concordo em parte. Uma OHP é mais negócio que uma corveta usada. Pra bater de frente com a classe Bremen é mais difícil porque elas são bem mais novas (nem todas em construção, mas em concepção de projeto), todo o conjunto propulsor ainda é fabricado, são mais e melhores armadas, têm mais desempenho, e, acredito inclusive, que são a melhor opção de fragata leve usada no mundo. Ambas seriam boas opções de escolta pra marinha, porque apesar da qualidade das Vosper Mk.10 e Type 22 que temos, a manutenção da velha turbina olympus deve estar sendo uma dor de… Read more »

Alex Tiago
4 anos atrás

Dalton desculpe minha ignorância mas vc sabe dizer quanto tempo conseguiria ser rearmado ou quantos misseis SM-1 seria lançado por minuto, vi em algumas reportagens que os comandantes ate estavam pensando em um tampão porem os navios desejados teriam que estar com em torno de 20 anos de uso e acredito que não há nada no mercado com essa idade a ser comprado, então teriamos as OHP, Mastrale, Bremen, teriamos a possibilidade talvez dos dois durand de la penne italianos e as fragatas de vigilancia ou corvetas classe Floreal que tem o pior sistema antiaéreo ou poderiamos pegar se ainda… Read more »

Bosco
4 anos atrás

Alex,
A cadência de disparo do Mk-13 é de 10 a 12 por minuto. Algo como 5 segundos para recarregar o lançador. Todos os 40 mísseis podem ser lançados em menos de 5 minutos.

Dalton
4 anos atrás

Alex… um míssil a cada 8 segundos pode ser lançado do MK-13. Quanto à OHP de fato a marinha brasileira gostaria de ter navios usados com até 20 anos, mas, não há nada no mercado que tenha ou que vá ter 20 anos quando sair de serviço, incluindo os navios que vc citou. x Quanto aos “Durand de La Penne eles terão cerca de 30 anos ou pouco mais quando forem retirados de serviço segundo previsão da marinha italiana e de qualquer forma são caros de manter ainda mais com uma tripulação de mais de 350 tripulantes ! x Quanto… Read more »

Bosco
4 anos atrás

Em tese o lançador múltiplo do sistema Albatroz (das Niterói) permite uma cadência inicial mais alta posto que os 8 mísseis já estão alinhados e prontos para o lançamento, mas após os 8 mísseis serem lançados o lançador deverá ser recarregado e isso é feito manualmente e leva pelo menos uns 20 minutos. Ou seja, enquanto os 40 mísseis do paiol do Mk-13 podem ser lançados em 5 minutos, os 8 misseis mais 3 recargas (?) (24 mísseis) do Albatroz demandariam mais de duas horas para serem lançados.

Bosco
4 anos atrás

Dalton,
O lançador para ser recarregado leva menos de 5 segundos, mas eu concordo que para alinhá-lo e lançar o míssil demandaria uns 8 ou 10 segundos, o que reduziria a cadência para uns 6 a 8 lançamentos por minuto.

Bosco
4 anos atrás

Esse vídeo é instrutivo:

Bosco
4 anos atrás

O problema dos lançadores conteiráveis e dos recarregáveis é a complexidade mecânica sujeita a falhas. Um navio com um lançador recarregável fica fora de operação se o lançador pifar ou ser atingido.
Para navios a melhor solução veio na forma dos lançadores verticais.

Claudio Moreno
4 anos atrás

Boa tarde Senhores!
Inicialmente felicidades e prosperidade a todos e muita saúde para 2016 (acho que não terei a oportunidade de felicitá-los na época…trabalho)

Bem vamos lá em um OFF TOPIC:

Mais uma vez cumpre-se o previsível! MO cuidado com as emoções para não alterar a “tia beti”, mas EISA fechou as portas e de novo a MB vai ficar a “não ver navios”.

http://oglobo.globo.com/economia/estaleiro-eisa-fecha-as-portas-demite-3-mil-metalurgicos-18289912

Lamentável…

CM

MO
MO
Reply to  Claudio Moreno
4 anos atrás

OLha Claudio, lamentável, mas fazer o que, ja falo isto ha bastante tempo

E o Esisa tem/tinha emcomendas da Trasnpetro … imagina como esta o balaio …. Queria encontrar um daqueles bobinhos sapiencias quem vem com aquele papinho de Fazer aqui, emos tecnologia, depois o Vader Felie não tem razão …

Em tempo = Um dos nosso Brazilo/italianos … ) que na verdade é deles

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2015/12/nm-rr-europa-pq7875-19122015.html

5 photos

Alex Tiago
4 anos atrás

Obrigado pelas resposta, Dalton e Bosco e muito legal o Video retirou minha duvida então não teriamos problema com esse setor com as OHP, Torcer para a MB não diminuir ainda mais fico imaginando que deve ser péssimo retirar equipamento e não repor fico imaginando que se não repõe o equipamento o governo deixa de repassar verba pois não terá que pagar despesas com o equipamento e nem com o pessoal e se isso continuar vamos fazer nossa MB cada vez mais fraca, quando ocorreu a baixa dos nossos contratorpedeiros fiquei chateado e assim por diante dando baixa em equipamentos… Read more »

Leonardo.
Leonardo.
4 anos atrás

Outro off topic, parece que vem AAV para os FN:

http://snafu-solomon.blogspot.com.au/2015/12/brazil-set-to-buy-upgraded-aavs-from-bae.html

Alguem consegue conferir a noticia?

XO
XO
4 anos atrás

Está correta a informação sobre os CLAnf… o case no FMS já tinha sido aberto este ano aqui na CNBW… abraço a todos…

Alex Tiago
4 anos atrás

XO. Pelo que pude entender a modernização de 23 CLANFS por 82 milhoes de dolares????só pela modernização isso seria correto???ou vem mais um lote que estava sendo falado seria esses 23 o tal lote não entendi na materia se é a nova aquisição ou se são as unidades ja no Brasil???

XO
XO
4 anos atrás

Alex, estou fora da CNBW, quando regressar te informo… Abraço…

Alex Tiago
4 anos atrás

Obrigado XO, fico no aguardo.

cipinha
4 anos atrás

A classe Halifax deve começar a dar baixa em 2017, podemos entrar na fila.

Mauricio R.
4 anos atrás

“Halifax” o navio até que é bonito, eu gosto, mas são farinha do mesmo saquinho finito, que as tão sonhadas “Bremen”.

XO
XO
4 anos atrás

Prezado Alex, retomando ao assunto dos ClaNF’s… é aquisição mesmo… abraço…