Home Indústria de Defesa DSME vai fornecer duas fragatas por US$ 557 milhões à Marinha da...

DSME vai fornecer duas fragatas por US$ 557 milhões à Marinha da Coreia do Sul

7129
22
FFX-II, classe Daegu
FFX-II, classe Daegu

SEUL, 14 novembro (Reuters) – A Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering Co. (DSME), segunda maior construtora naval do mundo, anunciou na quarta-feira a conclusão de um acordo no valor de 631,5 bilhões de wons (US$ 577 milhões) para a construção de duas fragatas de mísseis guiados para a Marinha da Coreia do Sul.

O estaleiro disse que está pronto para entregar as fragatas de 2.800 toneladas à Marinha até 2022. As embarcações terão um projeto furtivo e usarão um sistema de propulsão de acionamento elétrico híbrido projetado para reduzir o ruído para operações antissubmarino mais eficazes.

Em fevereiro, a Daewoo Shipbuilding entregou a fragata Daegu de 2.800 toneladas – o primeiro navio do segundo programa de aquisição de fragatas de mísseis guiados da Marinha da Coreia do Sul.

O construtor disse que recebeu encomendas de US$ 5,45 bilhões em 41 embarcações até agora neste ano, respondendo por cerca de 75% de sua meta de pedidos de US$ 7,3 bilhões.

FONTE: Yonhap News Agency

22
Deixe um comentário

avatar
16 Comment threads
6 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
19 Comment authors
_RR_Eduardo von TongelCamargoerJames Marshalltachin Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Vovozao
Visitante
Vovozao

14/11 – quarta-feira, bnoite, primeiro este valor é para a fragata completa, sistemas e armamentos, ou toda desdentada, se for completa, ”devera” ficar mais barata que as corvetas que serão construídas aqui. Outra coisa falta exatamente 30 dias para o lançamento do submarino scopene pelo almtes Leal. Aproveitando nesta mesma data será confirmada a compra/atualização dos cacas-minas, em um debate aqui algum corista disse que a verba já estava autorizada, e foi até repreendido por outros.

Top Gun Sea
Visitante
Top Gun Sea

O texto fala da entrega em 2022 de duas fragatas leves 2800 ton de mísseis guiados baseado no projeto Daegu propulsão diesel elétrico. Ou seja trata se de fragatas completamente armadas por menos 300 milhões de dólares. Armamentos como sistema VLS sensores e radares made in Seul.
Parece ser superior às CTTs em tamanho (122 m), propulsão diesel elétrico e armamentos. Vai entender!
Mais informações do projeto Daegu.
https://www.naval.com.br/blog/2017/01/03/coreia-do-sul-encomenda-mais-duas-fragatas-ffx-ii-classe-daegu/

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Respondendo a pergunta do Vovozão, apesar de não ser do ramo, creio ser 99% de certeza que é para a fragata desdentada, ou seja, casco, sensores, mas sem armamento, no máximo canhões sem munição, todavia, acho que é sem canhão, pois chuto que só de Bae 120mm + Phalanx, já soma uns 50kk em cada rsrsrs.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Alex. Também acho que este contrato firmado com o estaleiro não deve contemplar armas e sistemas. O mais interessante é termos o valor de cerca de US$ 10 mil por tonelada para um navio militar mão armado. Isso nos ajudará a avaliar o preço das Tamandaré.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Verdade, bem observado Camargoer.
Apesar da Sigma ser bonita e aparentemente bem moderna, confesso que gostaria mais da MEKO Light Frigate de 3200 tons ou da Gowind 3100 ton.

Mas o que vier vai ser bem vindo.

diego farias
Visitante
diego farias

2.800 T pra uma fragata acho que e meio leve kkk e quanto ao $ acho que e equivale a Tamandaré.

Millenium
Visitante
Millenium

A Coreia do Sul deve usar uma classificação diferente da nossa, pois 2.800T pra nós é Corveta. E quanto ao valor, o que esse navio entrega? Será o básico ou o preço tá dentro mesmo?
Obs: perguntas de leigo, ok?

Esteves
Visitante
Esteves

Essa é maior. Mas são 410 milhões de dólares. Não muito mais que as Tamandaress. E vem armada. “South Korean shipyard Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering (DSME) is showcasing a scale model of the DW3000 Frigate ordered by the Royal Thai Navy at the Defense & Security 2017 defense exhibition currently held in Bangkok. Thailand ordered the 3,650 tons frigate in August 2013 under a contract worth US$410 million. Royal Thai Navy DW3000 Frigate DSME 1Scale model of the DW3000 Frigate for the Royal Thai Navy on DSME stand at Defense & Security 2017 defense exhbition in Bangkok. The vessel,… Read more »

Lucas Schmitt
Visitante

Beeeem mais barato que as Tamandarés…

Régis Athayde
Visitante
Régis Athayde

Da última vez que li algo sobre as Tamandarés o preço estimado era de 400 a 450 milhões de dólares a unidade. Mas concordo com os companheiros acima: 2.800T é Corveta pra nós, além de inadequado para as condições exigidas no Atlântico Sul.

Lucas Schmitt
Visitante

Mas as tamandarés não irão passar muito de 2.800t não. Se chegarem em 3.200t é muito. Se esse navio sul coreano não atende, as tamandarés também não atendem.

césar silva
Visitante

boa noite a todos e a segunda vez comentando no blog , uma informação encontrada aqui mesmo no blog 03/01/2017 esses navios tem 3600 toneladas a plena carga, se valor for por navio completo ta barato demais e duas pergunta quanto sera sairia esses navio para o brasil se transferência de tecnologia e? por que o brasil não compra dos sul

JonasN
Visitante
JonasN

Boa noite César, não sou nenhum especialista. Mas o valor mais elevado da CCT se deve ao fato da ToT, o estaleiro vencedor terá que ser modernizado, suporte por alguns anos, o programa não foi divulgado o preço ainda mas se fala de us$400mi, com duas proposta de 3200 ton. Enquanto o navio da matéria desloca 3600 ton e custo de quase us$ 300 mi. Enquanto a comprar o navio da Coréia do Sul eles até participaram no começo do programa, mas por algum motivo não quiseram oferecer proposta, creio que sabiam que não iam vencer(opinião msm)

rogerio rufini
Visitante
rogerio rufini

Fragata, de 2800 toneladas, ta pra corveta

Marcos
Visitante
Marcos

@OFF

A Damen lançou uma página especial para o projeto Tamandaré.

http://tamandare.damen.com/pt/#sigma-10514

Sensores

• Sistema de gerenciamento de combate Saab 9LV
• Radares de vigilância 3D Saab Sea GIRAFFE AMB e Sistema IFF
• Radar diretor de tiro Saab CEROS 200 e EOS 500
• Sonar montado no casco
• Medidas de apoio eletrônicos Saab SME-250 e CRS Naval
• Sistema de Comunicação Integrado Saab TactiCall

Armamentos

• Canhão principal
• Canhão secundário
• 2 estações remotas de armas Saab Trackfire Remote Weapon Station (RWS)
• Sistema de lançamento de despistadores de mísseis
• 2 lançadores SSM Saab RBS15
• Sistema de lançamento vertical terra-ar
• 2 lançadores triplos de torpedos

RBS-15? Estão deixando a gente sonhar…

Esteves
Visitante
Esteves

Se é fragata ou corveta, é escolta. Cumpre a missão de escoltar, vigiar, projetar poder aéreo e naval com mísseis e mostrar o caminho de volta ao invasor. 2.867,456 toneladas menos ou mais é pra isso que serve. Cumprir missão. Estaleiro na Ásia é como carro. Vende por preço menor. E quem monta consegue preço menor porque reduz custo em aço, processos, gente. Máquinas ou vem do ocidente ou são nacionalizadas. Sistemas e armas também. Bota margem menor e oferece a governos locais como Tailandeses e os próprios coreanos. Em qualquer mercado existe barreira de entrada. Tem que ser novo,… Read more »

Burgos
Visitante
Burgos

Corvetas disfarçadas de fragatas !!!

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Esse preço está correto ?

tachin
Visitante
tachin

Displacement – empty(2800ton), full load(3600ton)

James Marshall
Visitante
James Marshall

Uma ”fraveta” ou uma ”corvata”?

Eduardo von Tongel
Visitante
Eduardo von Tongel

Já passou da hora do Brasil parar de enrolar e comprar de prateleira. Sem essa de transferência de tecnologia, até porque após as 4 embarcações navegando a tecnologia já muda. E não farão mais do que 4 então não precisa transferir nada a alto custo que não será aproveitado. Os navios ou serão grandes “drones” não tripulados ou terão mínima tripulação. Navios tendem a ser alvos isso sim. Querem navio de grande tonelagem por causa das “condições do atlântico”. Caiam na real, nossas forças armadas são de defesa, que naveguem próximo a costa e que saiam somente quando e se… Read more »

_RR_
Visitante
_RR_

Prezados, Por favor, não vamos comparar isso com a classe ‘Tamandaré’… Há diferenças significativas. Primeiro, esse preço para os vasos coreanos provavelmente inclui materiais, sistemas e sub sistemas, motorização e custo da mão de obra. Armas certamente não estão no pacote; e encher os silos desse navio certamente custaria aí uns US$ 80 milhões de dólares ou mais. Eis o ponto mais importante: os custos de desenvolvimento da classe ‘Daegu’ certamente já foram diluídos, o que reduz substancialmente o preço em si. E no caso do vaso brasileiro, o País estará pagando por uma variante específica, desenvolvida para atender as… Read more »